Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Tributo ao Prof. Severus Snape : Harry Potter

 

 

Prof. Severus Snape/ Alan Rickman

Harry Potter saga

http://www.imdb.com/

 

O actor britânico, Alan Rickman, que ficou conhecido por interpretar o papel de Prof. Sverus Snape ao longo da saga Harry Potter, morreu esta semana.

 

 

Harry Potter fans mourning the death of Alan Rickman at Platform 9¾

King’s Cross station, Londres

http://entertainment.inquirer.net/

 

Fãs de Harry Potter estão de luto pela morte de Alan Rickman. Transformaram esta quinta-feira, dia 13 Janeiro 2016 a plataforma 9¾ na estação de King Cross em Londres em memorial improvisado, colocando flores, notas manuscritas, fotografias e outros tributos.

 

"So much love, Snape."

 

Rickman, claro, interpretou a personagem do Professor Severus Snape, na escola de Hogwarts, da saga Harry Potter, em que Plataforma 9¾ é um nexo mágico que leva ao Expresso de Hogwarts.

 

 

Harry Potter & Voldemort

Daniel Radcliff & Ralph Fiennes

Harry Potter and Deathly Hallows, part 2

http://www.imdb.com/

 

Nos filmes Harry Potter, a sua personagem como Severus Snape era um papel extraordinariamente ingrato que durou durante toda a série. Uma figura enigmática de lealdade dúbia, aparentemente, Snape evoluiu de um professor sarcástico de poções para um jogador-chave na batalha em curso de Potter com Voldemort.

 

 

harry-potter-severius.jpg

 

Harry Potter saga

http://img.thesun.co.uk/

 

J.K. Rowling, autora de Harry Potter, utilizou o Twitter para reagir à morte de Rickman:

 

“Não existem palavras para expressar o quão chocada e devastada estou por saber da morte de Alan Rickman. Era um actor magnífico e um homem maravilhoso”, (...) “Perdemos um grande talento."

 

J.K. Rowling

 

 

Prof. Sverus Snape/ Alan Rickman

Harry-Potter and the Philosopher's Stone, 2001

http://www.imdb.com/

 

James Phelps, que interpretou a personagem Fred Wesley na adaptação da saga de J.K. Rowling, disse estar “chocado e triste”. “Um dos actores mais simpáticos que já conheci. As minhas orações e pensamentos vão para a sua família”, acrescentou

 

 

Emma Watson/ Hermione

Harry-Potter and the Philosopher's Stone, 2001

http://www.imdb.com/

 

 

Emmma Watson/ Reuters

http://s1.reutersmedia.net/

 

A actriz Emma Watson/ Hermione também já reagiu à morte do actor através do Facebook :

 

"Sinto-me muito “sortuda por ter trabalhado e passado tempo com um homem e um actor tão especial”. “Vou ter saudades das nossas conversas."

 

 

 

 

 

Também o actor Daniel Radcliff/ Harry Potter expressou seu pesar:

 

"Alan Rickman é sem dúvida um dos maiores actores com qum já traballhaei. Ele é também, uma das pessoas mais leais que eu já conheci na indústria cinematográfica. Ele encorajou-me imenso, tanto durante todas as flimagens dos filmes Harry Potter, como nos anos do pós-Potter. 

 

 

Daniel Radcliff/ Harry Potter

Harry-Potter and the Philosopher's Stone, 2001

http://www.imdb.com/

 

 

Daniel Radcliff

https://upload.wikimedia.org/


As pessoas criam a percepção de actores com base nas personagens que interpreta, por isso pode surpreender algumas pessoas saber que, ao contrário de alguns das mais severas (ou francamente assustadores) personagens que ele interpretou, 
Alan era extremamente gentil, generoso, auto-depreciativo e engraçado.

 

Como actor, ele foi um dos primeiros actores mais 'crescidos' em Harry Potter a tratar-me como um colega em lugar de uma criança. Trabalhar com ele em uma idade formativa foi incrivelmente importante e vou levar as lições que ele me ensinou para o resto da minha vida e carreira."

 

Lindas homenagens, não acham?

 

 

Alan Rickman 1946--2016

créditos: Leon Niel/ AFP

http://www.abc.net.au/

 

"Dear Alan, I was so shocked to hear of your death," it read.

 

"I feel like a great light has gone out of the world. You have always been part of me for my childhood. You have understood and loved Severus more than any of us and a part of him dies with you."

 

Tributo anónimo em King’s Cross station, Londres

 

 

 

 

 Professsor Severus Snape

tributo

 

Actividades:

 

  • Rever as várias interpretações de Severus Snape ao longo dos filmes da saga Harry Potter;
  • O Texto Narrativo: caracterização de personagens (revisão/ aplicação);
  • Solicitar aos alunos que caracterizem Sverus Snape. Exprimam as suas opiniões acerca da personagem, retirando pequenos excertos dos livros da saga Harry Potter que mais marcaram a sua infância ou adolescência;
  • Reler um dos livros ou e-livros da saga;
  • Mural sobre o autor e sua personagem em Harry Potter: tributo a Alan Rickman

 

A Professora GSouto

 

15.01.2016

 

Licença Creative Commons

 

Regresso ao Futuro : 30 anos depois. Não perca !

 

 

 

Back to the Future

http://img.cinemablend.com/

 

O próximo dia 21 de Outubro vai ser o pretexto para uma enorme celebração daquela que ainda é uma das mais populares produções de Steven Spielberg. Regresso ao Futuro, lembram?

 

Haverá eventos especiais e projecção dos filmes um pouco por todo o mundo.  Ok, vê o trailer de Back to the Future (1985).

 

 

 

 

Hum! Viste agora de onde vem a onda do skate? Muito antes de teres nascido. Embora hoje sejas um dos seus maiores particantes, tenho a certeza. Será que andarás por ali perto da Casa da Música no verão?

 

Pois o dia 21 de Outubro de 2015 não é um dia como qualquer outro. Desenganem-se. Não é de todo um dia comum.

 

Os anais da cultura pop registam que 21 de Outubro de 2015 é o dia em que Marty McFly e Doc Brown aterram na cidadezinha de Hill Valley, no segundo dos três filmes da série Regresso ao Futuro.

 

Ah! Agora já lembram! Pois vai ser o momento ideal para um “choque do futuro”.

 

 

  

Back to the Future, 1985

http://www.imdb.com/

 

Ou seja, ver o que mudou nos 30 anos que decorreram desde a estreia do primeiro filme da trilogia, em 1985, e se as previsões futuristas feitas pelo realizador Robert Zemeckis e pelo seu co-argumentista Bob Gale se cumpriram ou não.

 

Não é provável que os atacadores de ténis que se atam sozinhos sejam verdade tão cedo, mas já há protótipos do célebre skate voador, e a Pepsi vai lançar uma edição limitada que reproduz a garrafa futurista de refrigerante que aparece no filme.

 

 

Back to the Future

http://imagens1.publico.pt/

 

Na verdade, o dia 21 de Outubro vai ser o pretexto para uma enorme celebração mundial.

 

Sessões Back to the Future:

 

Portugal não fica de fora do programa. Na Casa das Artes, o Cineclube do Porto assinala a chegada de Marty McFly ao futuro, a 21 de Outubro de 2015.

 

Haverá duas sessões especiais: no dia 20 de Outubro, Mário Augusto, nosso conhecido das crónicas e apresentação de filmes da televisão, Mário Augusto apresenta "Back To The Future", o primeiro filme que deu origem à trilogia de culto, o tal em que Michael J. Fox e Christopher Lloyd viajam até 2015;

 

 

Back to the Future II

http://www.imdb.com/

 

Noe dia 21 de Outubro, em pleno October 21, 2015 - Back to the Future Day - evento à escala global - apresenta o segundo filme da saga Back to Future II que conta com a presença de Pedro Mexia, um escritor de renome numa programação dedicada às visões do futuro no cinema.

 

Horários : As duas sessões teráo lugar às 21:30 horas

 

 

Back to the Future

Jason Aran

http://www.blastr.com/

 

Já em Lisboa, a Universidade de Lisboa assinala o dia com a exibição do documentário Back in Time, de Jason Aran, uma investigação sobre o impacto do filme na cultura popular que acompanhará uma projecção do filme, numa sessão de entrada livre na Aula Magna.

 

Os três filmes vão igualmente ter uma nova edição em blu-ray e DVD que anexa mais extras e a integralidade dos 26 episódios da série de desenhos animados que lhes sucedeu.

 

 

 

 

 

É um grande ano para Back to the Future. Os estúdios da Universal em Los Angeles vão receber ainda quatro dias de visitas guiadas e acontecimentos especiais que incluem a recriação de Hill Valley nas suas versões 1885, 1955, 1985 e 2015, e debates com elementos da equipa e do elenco dos três filmes.

 

Todos os lucros desta operação  vão ser doados à fundação que Michael J. Fox criou para acelerar a busca de uma cura para a doença de Parkinson, doença que o atingiu prematuramente.

 

 

 Back to the Future

The Ultimate Visual History

http://dyn4.media.titanbooks.com/

 

O dia marca ainda a publicação de The Ultimate Visual History, um álbum de luxo sobre a rodagem da trilogia repleto de imagens de produção e esboços criativos.

 

 

Back to the Future

video jogos

 http://www.ttopsoft.com/

 

 Bom, é claro que não podes esquecer os videojogos Back to Future. Para tal visita Back to the Future, the game at school.

 

Actividades:

 

  • Visita de estudo : alunos e professores podem sair para uma visita de estudo à Casa das Artes (Porto) ou Aula Magna (Lisboa)
  • Texto Narrativo : A ficção científica. 

 

O género Ficção Científica é uma forma de Narrativa que se desenvolveu no século XX e se refere a qualquer ficção que inclua um facto científico como um componente essencial da narrativa. Este tipo de ficção lida principalmente com o impacto da ciência – real ou imaginária – sobre a sociedade ou indivíduos.

 

A desenvolver com apoio em fichas definidas por cada professor, segundo o nivel de aprendizagem e nível etário dos alunos.

 

Para todos um fantástico Dia Back to the Future !

 

A Professora GSouto

 

18.10.2015

 

Licença Creative Commons

 

Ler Manuel António Pina

 

 

 

 

Manuel António Pina (1943-2012)

http://sicnoticias.sapo.pt/

 

 

"Os livros são para quem gosta deles..."

 

Manuel António Pina

 

É verdade! Não pude falar de Manuel António Pina, na semana em que morreu (2012). Mas não há momentos específicos.

 

Falar deste escritor que tantos de nós lemos nas aulas de Lingua Portuguesa, por prazer mais do que obrigação de programas de leitura impostos, tantas vezes descontextualizados do perfil actual dos alunos é uma imensa devoção.

 

Lembremos então alguns livros juvenis de Manuel António Pina. E o seu primeiro livro foi “O país das pessoas de pernas para o ar”, publicado em 1973 pela editora Regra do Jogo, criada pelo autor para o efeito dado que na "antiga Assírio e Alvim, ninguém quis”, explicou o autor.

 

  

 

Editores Tcharan (1973)

https://1.bp.blogspot.com/

 

Um país onde as pessoas vivem de pernas para o ar.  Fazendo uso do humor e do nonsense, o livro reúne 4 histórias divertidas: Um Pais onde as Pessoas vivem de Pernas para o Ar; A vida de um peixinho vermelho que escrevia um livro que a Sara não sabia ler; Um menino Jesus que não queria ser Deus; Um bolo que queria ser comido mas que não o foi por causa do pecado da gula.

 

Em cada história deste livro, que teve a sua primeira edição em 1973, Manuel António Pina, autor de um extenso conjunto de livros para crianças e jovens, surpreende-nos e diverte-nos com as narrativas que apresenta. 

 

  

 

 

 

O Inventão (1987)

 http://visao.sapo.pt/

 

"O Inventão" reúne vários textos escritos para uma série de filmes para televisão, que a RTP transmitiu em 1979 e 1980 com o título genérico de "Histórias com Pés e Cabeça".

 

A obra recebeu, em 1987, o "Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças" e, bem assim, uma menção especial do júri do" Prémio Europeu Pier Paolo Vergerio", da Universidade de Pádua (Itália)

 

Esta nova edição (2003), com que se inaugura a Biblioteca Juvenil do Autor que a ASA acaba de lançar, tem ilustrações de Luiz Darocha e , para além dos textos da edição original, inclui «O Maior Intelectual do Mundo», que é agora pela primeira vez publicado em livro. 

 

 

 

História do Sábio Fechado na sua Biblioteca (2009)

Teatro

http://visao.sapo.pt/

 

Um homem sábio julga que sabe as respostas para tudo, porque vive rodeado de livros cheios de conhecimentos. Ele bem gostava que alguém lhe colocasse uma pergunta à qual ele não soubesse dar a resposta, mas isso nunca acontece. Quando sai cá para fora, para o mundo real, o sábio descobre que, afinal, os seus conhecimentos têm limites. Ou seja, nunca é possível saber tudo sobre o mundo.

  

Os livros falam na língua, do mesmo modo que a língua fala nos livros. “A língua que os livros falam”, belíssima expressão que preside a este Encontro, é e não é a língua comum da fala quotidiana. Se, por um lado, onde não fala o porteiro, deve calar-se o poeta (a expressão é de Umberto Eco), é igualmente certo que a palavra poética não se esgota na língua social. Permita-se-me que me interrogue então sobre o que a palavra poética seja, tentando identificar o que, nela, é [ou acho eu que é] fundamentalmente e hesitantemente infância da língua e que talvez explique a misteriosa sedução que a poesia [e uso aqui o termo ‘poesia’ como metonímia do vasto e problemático conceito de literatura] exerce nas crianças e naquilo que, de criança, persiste irremediavelmente em todos nós [mesmo se mais nuns que noutros…]

 

Manuel António Pina, Encontro sobre Literatura Infantil e Juvenil

 

Gulbenkian, Palavras de Trapos, 2008

  

 

 

Manuel António Pina | Prémio Camões 2011

 http://cadeiraovoltaire.files.wordpress.com

 

Vem a propósito então divulgar uma mostra, intitulada "Manuel António Pina - escrever para vencer os pesadelos e salvar a vida", que integra livros, artigos publicados em jornais e revistas, fotos e referências a prémios que foram atribuídos ao escritor, poeta e jornalista falecido em 2012.

 

A mostra vai estar patente, no átrio central da biblioteca do Instituto Politécnico da Guarda, até ao dia 27 de Março.

 

Segundo Carlos Reis, director da Escola Superior de Comunicação e Desporto do IPG e coordenador da biblioteca, a exposição insere-se no ciclo de iniciativas com que a instituição "pretende homenagear personalidades da região da Guarda que se destacaram no mundo da cultura e da arte, promovendo em paralelo o gosto pela leitura".

 

Fica então a saber que Manuel António Pina nasceu no Sabugal, distrito da Guarda, em 1943, e morreu no dia 19 de outubro de 2012, no Porto, cidade onde viveu desde a sua juventude e que considerava "a sua cidade".

 

Manuel António Pina é autor de poesia, ficção, crónica, literatura infantil e juvenil e de duas dezenas de peças de teatro.

 

Foi distinguido com o Prémio Camões 2011.

 

Manuel António Pina, um marco na literatura infantil e juvenil portuguesa, polémico mas pioneiro, de um estilo único e ousado no panorama da escrita infanto-uvenil da época, ainda hoje tão actual.

 

A leitura torna-se assim uma “escolha pessoal” em que “a literatura não é um general e dançar na discoteca um soldado raso”. “São formas diferentes de felicidade”

 

Manuel António Pina

 

A Professora Gsouto

 

03.03.2013

 

Licença Creative Commons

Dia Internacional da Memória do Holocausto : livros

 

holocauste-skidz17b.jpg

 

http://www.un.org/holocaustremembrance

  

Em 1 de Novembro 2005, a Assembleia-Geral das Nações Unidas estabeleceu o dia 27 de Janeiro como o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

 

Hoje, dia 27 Janeiro, assinala-se assim o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto que coincide com os 65 anos sobre a libertação do campo de extermínio de Auschwitz.

 

Estima-se que seis milhões de pessoas tenham sido exterminadas na Europa durante a Segunda Guerra Mundial, às mãos do regime hitleriano.

 

Quantas leituras fizemos sobre este tema tão lancinante da História da Humanidade! E como todos aderiram com empenhamento, para saber mais sobre esta época histórica que não foi assim há tanto tempo.

  

annefrank-diary_avatar-usa.jpg

 

Manuscrito de Diário de Anne Frank

http://cdn.radionetherlands.nl

 

Relembremos o Diário de Anne Frank que lemos : PNL - Diário de Anne Frank que foi adaptado ao cinema e a uma série de televisão

 

"A curta-metragem sobre a Anne Frank mostra mesmo o que aconteceu. É quase tão triste como o livro. Talvez seja mais, porque no livro nós podemos imaginar as imagens de uma maneira que não seja tão violenta como o filme retratava, e muito bem, o holocausto. Os milhares de judeus a entrarem em camiões e em comboios para irem directos aos campos, dizendo de outra forma, iam directos à morte. Mas apesar de tudo gostei do filme, das imagens, de tudo. Eu gostei muito do "Diário de Anne Frank ", e vou começar a ler "O Mundo em que Vivi", de Ilse Losa . Penso que se trata do holocausto e das próprias experiências por que a escritora judia (penso que antes era alemã, mas nacionalizou-se portuguesa e viveu cá) passou."

 

José Diogo Alves, 11 anos, 2009

 

E ainda a leitura de O Rapaz dos Pijama às Riscas:

 

rapaz-pjama-riscas.jpeg 

O Rapaz do Pijama às Riscas | John Boyne

http://www.imdb.com/

 

Rapaz do Pijama às Riscas de John Boyne foi adaptado ao cinema por Mark Herman (2008).

 

"Já li o livro e aconselho a todos! É deveras espantoso... Não sei em que sentido é que outras pessoas não gostaram... Mas, bem, gostos não se discutem!

 

Estou muito ansiosa para ver o filme, e espero poder lembrar-me de cada momento do livro e associá-lo a esta nova estreia!"

 

Joana Pinto, 11 anos, 2009

 

E O Mundo em que vivi de Ilse Losa:

 

 

ilse-losa-livro.JPG

Ilse Losa | O Mundo em que vivi

Edições Afrontamento

 

Ilse Losa, O Mundo em que vivi no blogue de intercâmbio escolar com os nossos colegas franceses em FrancêsLE. 

 

Lemos pois os três livros e estudamos os efeitos terríficos da 2ª Guerra Mundial nas aulas curriculares de Língua Portuguesa.

 

"Gosto das histórias de Ilse Losa. Já visitei a exposição que está patente na Biblioteca da escola. Os relatos de vida da autora são impressionantes. E saber que agora mora aqui tão perto da escola!

 

Teve muita sorte em conseguir fugir da perseguição nazi. Anne Frank não foi tão feliz...!"

 

Inês Gil, 11 anos, 2006

 

"Gosto muito dos livros da Ilse Losa. É talvez uma das minhas escritoras favoritas!"

 

Cláudia Carneiro, 11 anos, 2006

 

a-menina-que-roubava-livros2.jpg

 

 

A Menina que Roubava Livros

Mark Zusak, 2008

https://www.fnac.pt/

 

Lemos ainda outros livros! Lembram  A Menina que Roubava Livrosde Mark Zusak.

 

Sinopse: 

 

Quando a morte nos conta uma história temos todo o interesse em escutá-la. Assumindo o papel de narrador em "A Rapariga que Roubava Livros", vamos ao seu encontro na Alemanha, por ocasião da segunda guerra mundial, onde ela tem uma função muito activa na recolha de almas vítimas do conflito.

 

E é por esta altura que se cruza pela segunda vez com Liesel, uma menina de nove anos de idade, entregue para adopção, que já tinha passado pelos olhos da morte no funeral do seu pequeno irmão. Foi aí que Liesel roubou o seu primeiro livro, o primeiro de muitos pelos quais se apaixonará e que a ajudarão a superar as dificuldades da vida, dando um sentido à sua existência. A ler aqui

 

 

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura, 9º Ano de escolaridade, Leitura orientada na Sala de Aula - Grau de dificuldade II

Impossível não relembrar leituras tão marcantes que nos levam a olhar com muito respeito para este dia de memória histórica.

 

 Saber mais:

 

Poderão ainda visitar online os seguintes sítios web:

 

 

Relembro então um dos mais belos excertos de "Diário" de Anne Frank:

 

"Se Deus me deixar viver, hei-de ir mais longe de que a mãe. Não quero ficar insignificante. quero conquistar o meu lugar no Mundo e trabalhar para a Humanidade.

O que sei é que a coragem e a alegria são os factores mais importantes na vida!

 

Tua Anne

 

A Professora GSouto

 

27.01.2011

 

Licença Creative Commons

 

Alice no País das Maravilhas de Tim Burton : um chá com Alice ?

 

 

Alice2.jpg

 

 Alice in Wonderland

Tim Burton, 2010

http://www.imdb.com/

 

Pois, todos nós nos lembramos das leituras da nossa infância e adolescência. E Alice no País das Maravilhas de Lewis Carrol foi um dos livros que mais nos encantou. Era uma delícia seguir a leitura das aventuras de Alice. Nal respirávamos. 

 

 

Mad Hatter & Alice

Tim Burton, 2010

http://www.imdb.com/

 

E depois o filme, um clássico dos estúdios mágicos de Walt Disney. Tantas vezes fomos ao cinema ver o filme Alice in Wonderland.

 

Doces momentos. Sentados frente ao ecrã seguíamos com os olhos maravilhados Alice no País das Maravilhas, o Chapeleiro Louco, o Coelho Apressado e a Rainha Vermelha.

 

E o que mais adorávamos era o chá com Alice. Delicioso!

 

 

 

 

Ainda hoje, sempre que passa Alice no País das Maravilhas em qualquer canal de televisão, lá estamos todos, miúdos e graúdos a seguir as aventuras de Alic em filme de animação.

 

Mas eis que chega, quase sessenta anos depois, um outros filme animado de Alice in Wonderland, desta vez de Tim Burton.

 

 

 

Red Queen, Alice

Tim Burton, 2010

http://www.imdb.com/

 

Realizado por Tim Burton para a Walt Disney, Alice no País das Maravilhas estreou em Portugal a semana passada e é já um êxito de bilheteira nos Estados Unidos, ultrapassando o fantástico filme Avatar.

 

Filmado  no formato 3D, com uma fusão de imagem real e animação foto-realista, o filme parece ser um verdadeiro deslumbramento para o olhar!

 

 

Alice in Wonderland

Tim Burton, 2010

http://www.imdb.com/

 

Alice in Wonderland, título original de Alice no País das Maravilhas é uma adaptação bem ao estilo gótico de Tim Burton, da obra de Lewis Caroll que todos conhecemos tão bem!

 

O realizador, apesar de nos dar uma versão muito pessoal, manteve-se fiel ao mundo feérico e maravilhoso descrito por Lewis Caroll.

 

 

 

 

 

 

Conhecendo tão bem a história de Alice no País das Maravilhas, estamos pois muito curiosos para ver esta nova versão, desta vez de Tim Burton que, a avaliar pelas imagens, deve ser uma obra de arte e de encantamento

 

Actividades:

 

  • Estudo de Contos Literários:

 

Não esqueçam que vamos fazer a revisão dos contos tliterários infantis e juvenis, depois de vermos o filme. Claramente, não vamos fazer uma visita de estudo ao cinema, só para ver Alice. Vamos sim, para desenvolver posteriormente actividades, e ler ou reler o livro de Carrol.

 

Vão pondo essa cabecita a fervilhar de ideias, para eu ficar mais uma vez encantada com as vossas sugestões e actividades.

 

Grande expectativa!.

 

 

A Professora GSouto

 

 

 

11.03.2010


Licença Creative Commons
 

PNL - Diário de Anne Frank : leitura integral

 

 

Anne Frank 

http://cp91279.biography.com/

 

"Freedom, goodness, giving, courage, happiness, humanity, usefulness..."

 

Anne Frank, diary

 

 

 

 

Manuscrito diário de Anne Frank

 http:news.yahoo.com/

 

"Anne Frank vivia torturas que marcam qualquer indivíduo de qualquer idade mas especialmente um indivíduo em formação. Forçada a viver como um pássaro na gaiola - "Sinto-me como um pássaro a quem cortaram as asas e que bate, na escuridão, contra as grades da sua gaiola estreita" - afina os sentidos, concentra-os sobre um pequeno espaço em que a sua vida e a dos companheiros de destino se move, procura não só desabafar a sua revolta de adolescente, de judia expulsa da comunidade dos homens, vítma de uma guerra impiedosa, mas, também, encontrar explicações e as interpretações de tudo isto."

 

Ilse Losa, Introdução do Diário de Anne Frank,

 

Edições Livros do Brasil

 

 

 

 

anne-frank-quarto2.jpg

 

Quarto de Anne Frank

Casa-Museu Anne Frank

 

" Se Deus me deixar viver, hei-de ir mais longe de que a mãe. Não quero ficar insignificante. quero conquistar o meu lugar no Mundo e trabalhar para a Humanidade.

 

O que sei é que a coragem e a alegria são os factores mais importantes na vida !

 

Tua Anne"

 

 

 

Vista panorâmica do sotão : castanheiro

créditos : Jerry Lampen/ Reuters, 2007

http://news.yahoo.com/photos

 

As árvores morrem de pé? Sim, no caso do castanheiro de Anne Frank, bem no centro de Amesterdão - a árvore que a jovem holandesa judia admirava, quando escondida, durante 25 meses, num sótão, com a família, tentando assim fugir à insanidade nazi (1939-45).

 

Podem aqueles troncos ser história? História? Podem. E assim o entendeu um grupo de empenhados cidadãos holandeses, que, depois de a hipótese ser aventada em 2007, mobilizou esforços nacionais e internacionais para impedir a morte da árvore, com recurso à serra eléctrica.

 

 

 

Editora Livros do Brasil

http://images.portoeditora.pt/

 

Leitura em sala de aula - obra integral 

 

Numa altura em que se esqueceram livros de liiteratura juvenil  que marcaram tantas gerações - o Diário de Anne Frank, é um deles - decidi trazer de volta, depois de selecção debatida com alunos, esta obra escrita por uma adolescente que sofreu os horrores da perseguição e morte durante a 2ª Guerra Mundial.

 

Propus-me integrar no Plano Nacional de Leitura o Diário de Anne Frank. E tem sido surpreendente a adesão dos jovens leitores, alunos das diferentes turmas.

 

Uma geração que desconhece o que é viver em tempo de guerra, não lhe passava sequer pela cabeça que uma adolescente da sua idade, pudesse ter sido vítima de tal atrocidade.

 

Foi também muito enriquecedor sob o ponto de vista pessoal, aparecerem através deles, as memórias dos pais, e dos avós. E muitos trouxeram para  o diálogo em sala de aula as impressões dos familiares.

 

Alguns alunso até fazem a leitura pelos mesmos livros que seus pais e avós guardavan nas suas bibliotecas.

 

Sei que estão a apreciar muito esta nossa singela homenagem a Anne Frank, a jovem judia que sonhava um mundo melhor, na comemoração do 64º ano do Holocausto.

 

Sei que cresceram um pouco mais com a leitura do Diário de Anne Frank e que alargaram as aprendizagens a nível do desenvolvimento da leitura integral de um livro que é um pouco mais extenso do que os anteriores, já lidos.

 

 

anne-frank1.jpg

 

 

Anne Frank

via Wikipedia

https://pt.wikipedia.org/wiki/Anne_Frank

 

Actividades de Escrita Criativa:

 

Estamos a concluir a leitura e expressão oral - debate - para passar às actividades de escrita criativa.

 

Estou certa que textos muito interessantes surgirão. Os alunos gostam agora muito de escrever, e já demonstraram em vários outros projectos a sua criatividade.

 

Os melhores textos serão publicados no  seu BlogdosCaloiros.

 

Estou muito satisfeita com este projecto. Os objectivos têm sido largamente alcançados. 

 

A Professora GSouto

 

07.02.2009

 

Licença Creative Commons

 

Tintim faz 80 anos ! Recursos : albums e filme !

 

 

 

 

Tintim 80 anos

http://3.bp.blogspot.com

 

Tintim, o repórter aventureiro criado por Hergé (pseudónimo de Georges Remi), celebra 80 anos a 10 de Janeiro de 2009.

 

Foi no suplemento juvenil Le Petit Vingtième que Tintin surgiu pela primeira vez. No ano seguinte (1930), foi publicado o primeiro álbum - Tintim no País dos Sovietes. Seguiram-se mais 23, incluindo os célebres O Lótus Azul, O Segredo do Licorne e Tintim no Tibete (de 1960, o favorito do autor). 

 

 

tintin-lotus.jpg

 

 

Aventuras Tintim / Lótus Azul

Hergé

https://www.fnac.pt/

 

É a partir de O Lótus Azul que surge de forma recorrente toda a família de personagens que acompanham as aventuras de Tintim: o inseparável cão Milu, o capitão Haddock, com os seus insultos criativos (os especialistas contam mais de duas centenas de insultos e exclamações diferentes, incluindo "com mil milhões de macacos", "súcia de tolos", "ciclocitrão" e "cordeirinho mascavado") ou as figuras quase, quase idênticas de Dupont e Dupond, entre vários outros

 

 

 

 

Hergé

créditos: Tintin

http://fr.tintin.com/

 

Com mais de 200 milhões de álbuns vendidos, a actualidade de Tintin a nível editorial (uma vez que o último álbum original é de 1976 e que Hergé morreu em 1983) vem das sucessivas reedições em novas línguas e dialectos (que somam já mais de 60) e formatos, como o recente Tout Tintin, que compila as 24 histórias num único tomo de 1694 páginas.

 

Hergé, o seu criador, deixou publicados 24 aventuras que atravessam o século XX e conquistaram já as novas gerações do novo século. 

 

 

 

 

Lótus Azul

 Hergé

http://fr.tintin.com/

 

Em 1999, os leitores do jornal francês "Le Monde" incluíram O Lótus Azul na 18ª posição entre os 100 livros que marcaram o século.

 

Tintim foi adaptado ao cinema várias vezes, e prevê-se para 2010 a estreia de uma nova adaptação com realização de Steven Spielberg.

 

 

tintin-filme.jpg

 

 

As Aventuras de Tintim

O segredo do licorne

Steven Spielberg

https://www.imdb.com/

 

A vontade de Steven Spielberg adaptar Tintin levou-o a conversar com Hergé sobre o assunto, tendo adquirido os direitos cinematográficos em 1983. Em 2007, após acordo com os herdeiros de Hergé, Spielberg anunciou uma trilogia com actores reais, em que o primeiro filme, dirigido por si e baseado no díptico O segredo da Licorne"/"O Tesouro de Rackham, o terrível, estrearia em 2008.

 

O segundo filme, dirigido por Jackson, seria baseado em "As Sete bolas de Cristal"/"O Templo do Sol", juntando-se os dois para realizar a última película, sobre "Rumo à Lua"/ "Explorando a Lua".

 

 

 

 

 

Em Janeiro, no dia 10, o planeta celebrou os 80 anos de Tintim. O aniversário foi celebrado com pompa e circunstância. A personagem de Hergé uniu gerações que foram passando o testemunho dos testemunhos do intrépido repórter com Milu e Dupont & Dupond e os raios e coriscos do capitão Haddock e da vasta galeria de excêntricos e vilões que povoaram as obras e as tiras que foram revista dos 7 aos 77 anos.

 

João Paiva Boléo representará os '"tintinófilos" portugueses numa edição da estação televisiva, hoje, dia 10, às 19 horas segundo o blog O Tintinófilo.

 

 

 

 

Musée Hergé

http://www.museeherge.com/

 

Actividades:

 

  • Ver o programa no dia 10 Janeiro para recolher informações.
  • Pequisar no site oficial Tintin (linguas francesa/ inglesa serão as mais acessíveis, dado que estão incluidas nos curriculos escolares). Aí encontrarão videos, jogos, concursos, e outras surpresas.
  • Fazer uma visita virtual ao Museu Hergé que se situa na Bélgica. Hergé era belga como sabem.
  • Ah! Também podem pertencer ao "Clube Tintim"! É só escrever o vosso email e criar uma palavra passe. 

 

 A Professora GSouto

 

10.01.2009

 

Actualização : Novembro 2011

 

Licença Creative Commons

 

PNL - A Ilha na Rua dos Pássaros - 6I

 

 

livro-ilha-passaros1.jpg

 

 

 A Ilha na Rua dos Pássaros

Uri Orlev

www.ambar.pt

 

 "A nossa rua não foi baptizada por causa das aves que andavam no quarto piso, mas a minha mãe disse-me donde lhe viera o nome. Há muito, muito tempo, antes de haver automóveis, havia uma avenida de árvores no meio da rua debaixo de cujos ramos as carruagens puxadas por cavalos passavam. Já fora há tanto tempo que a minha mãe não se lembrava disso. Só a avó se recordava. Ela dizia que essas árvores estavam carregadas de pássaros. Milhares e milhares deles. Por isso deram à rua o nome de Rua dos Pássaros." (...)

 

 Uri Orlev, A Ilha na Rua dos Pássaros, Âmbar Editora

(excerto)



 

 

Une île, rue des oiseaux

Uri Orlev

 https://livre.fnac.com/


Tradução do livro Une île, rue des oiseaux, que conta a história verídica de Uri Orlev na personagem Alex.

Alex, menino de onze anos, judeu polaco, vê o mundo cair à sua volta durante a II Guerra Mundial. 
 
 

livro-ilha-passarod-UriOrlev.JPG

 

 

Uri Orlev

https://pt.wikipedia.org/

 

Biografia: 

 

Uri Orlev, nome real, Jerzy Henryk Orlowski (em hebraico: אורי אורלב) é um escritor e tradutor hebraico de origem polaca.

 

Nasceu em Varsóvia, na Polónia. Passou os primeiros anos da Segunda Guerra Mundial no 'Gueto' de Varsóvia. 

 

 

livro-illha-passaros-uri_orlev.jpg

 

 

Crianças a comer na cozinha do Gueto de Varsóvia, Polónia

Arquivo

https://photos.yadvashem.org/

 

Depois de conseguir fugir do gueto e ser escondido por famílias polacas, Orlev e o seu irmão seriam enviados para o campo de concentração de Bergen-Belsen. Libertados dois anos depois, imigraram para Israel.

 

Orlev já publicou 29 livros para crianças e jovens, bem como ficção para adultos. Também é  tradutor ( polaco/ hebraico).

 

Os seus livros estão traduzidos em 38 idiomas. Orlev ganhou o Prémio Hans Christian Andersen em 1996, entre outros.

 

Livro aconselhado pelo Plano Nacional de Leitura para leitura orientada.

 

Sabes que o livro A Ilha na Rua dos Pássaros aborda o acontecimento histórico tenebroso, que teve lugar durante a II Guerra Mundial, o Holocausto. Um assunto que estudámos e desenvolvemos actividades curriculares, ao lermos o livro O Mundo em que Vivi de Ilse Losa.

 

No próximo dia 27 Janeiro é Dia Internacional da Memória do Holocausto. Para que o mundo não esqueça os horrores de um dos acontecimentos mais trágicos da História da Europa.

 

 

A Ilha dos Pássaros

Uri Orlev

slide: Ana Paula Oliveira

http://image.slidesharecdn.com/

 

 Ficha Digital

 

A. Leitura

 1. Comenta a leitura feita em sala de aula, ao longo dos vários dias.

2. No final da leitura integral, regista neste post um curto excerto que mais te tenha impressionado.

 

B. Expressão escrita

 

 1. Dá um final diferente

2. Cria um novo capítulo (trabalho de grupo)

 
C. Comentário final

Comenta o horror que adolescentes da tua idade viveram durante a 2ª Guerra Mundial
(máximo 8 linhas)



 A Professora GSouto

 

 21.01.2007

 

Licença Creative Commons 

J. K. Rowling e Harry Potter : continuação da saga em livro e filme

 

 

 

Harry-Potter-filme1.jpg

 

 

Harry Potter and The Goblet of Fire, 2005

adaptação do livro de J.K.Rowling

http://www.imdb.com/

 

Verdade! Está chegar mais um filme da saga Harry Potter! Desta vez, "Harry Potter e o Cálice de Fogo", tradução de Harry Potter and The Goblet of Fire.

 

Baseado no livro Harry Potter e o Cálice de Fogo da saga Harry Potter, livro que já lemos nas nas aulas curriculares de Língua Portuguesa para estudar o Texto Narrativo. Sei que estão muito ansiosos para mais ver mais uma aventura no cinema do vosso herói literário: Harry Potter

 

 

 

JK Rowling | O Cálice de Fogo

http://www.fnac.pt/

 

Esperam-se grandes novidades nos truques de magia usando as novas tecnologias. Pois claro! As tecnologias vieram para nos apoiar no ensino e aprendizagem, mas também para nos proporcionar uma nova imagem cinematográfica.

 

Vejamos então o vídeo de aprentação. Prontos? Então, lá vai...

 

 

 

 

 

 

Que tal ? Gostaram ? Sei que sim. Amanhã falaremos sobre o tema na nossa aula de Português. Preparem-se e tragam o livro Harry Potter e o Cálice de Fogo para revisar o Texto Narrativo.

 

 

 

 

Harry Potter filme

http://harrypotter.warnerbros.com/

 

{#emotions_dlg.meeting} Saber + 

 

Alguns links  para que possam alargar o estudo de "O Cálice de Fogo" e de sua autora:

  • No sítio web oficial de Harry Potter poderão encontrar várias actividades interactivas:

http://www.harrypotterwizardscollection.com/

  • Sobre o livro, seria interessante saber um pouco, se não o leram, e situá-lo no ano em que foi publicado:

 http://en.wikipedia.org/wiki/Harry_Potter_and_the_Goblet_of_Fire

  • E claro! Aprofundar os conhecimentos sobre a autora JK Rowling.

http://www.jkrowling.com/

 

Muita coisa boa, não é mesmo? Divirtam-se! E leiam! Leiam sempre!

 

A Professora GSouto

 

24.11.2005

 

 Licença Creative Commons