Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Os posts mais lidos 2016 : semestre #2

 

elyx-neige-photo-Leïla AIT KACI.jpg

 

 

créditos: Elyx

https://www.facebook.com/ElyxYak/

 

 

Tal como já fiz para o #semestre1 de 2016, passo agora aos posts mais lidos de 2016, #semestre2 de BlogdosCaloiros. O blogue que se propôs de 2005 a 2009 a apoiar os alunos dos currículos de Língua Portuguesa, e contou com participação de muitos.

 

Propostas de actividades de enriquecimento curricular mais informal que passou pela introdução das ICT nos currículos escolares.

 

Desde 2010 tem continuado esse objectivo pedagógico, mas agora mais destinado a apoiar todos os leitores que pretendam alargar conhecimentos, a jovens professores que buscam diferentes recursos para introduzir nas suas aulas, estudantes que são bem curiosos e gostam de aprender sempre mais.

 

Os conteúdos contemplam vários temas: literatura, ciência, língua portuguesa, matemática, ambiente, livros, filmes, jogos, cultura, cidadania, e recursos educativos digitais na sua maiora para apoio do ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa.

 

 

 

 

illustration: Soledad Bravi

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/

 

 

Top dos posts do 2º semestre 2016 :

 

Harry Potter : Ante-estreia peça teatro & lançamento Lello

Lágrimas por Nice !

Quase uma história de Natal : Didi, um gato diferente com final feliz

Nettie Stevens, a bióloga que descobriu a diferença de cromossomas no género

Rio 2016 : Jogos Olímpicos Rio de Janeiro

Noite Europeia dos Investigadores : #NEI 2016

Sabes quem inventou a caneta esferográfica ? László József Bíró !

Campeã Europa Surf Júnior : Teresa Bonvalot

E veio o Outono ! E com poesia !

Livros : Harry Potter e a Criança Amaldiçoada edição em português

Semana Europeia de Programação nas escolas #CodeEU

Novo ano lectivo : Atletas JO & Paralímpicos Rio 2016

Jovem português no Got Talent em França

Escolas : Concurso Jovens pela Prevenção Violência Doméstica

Mês Internacional da Biblioteca Escolar : concurso escolas

Dia Universal da Criança : falar dos direitos das crianças

J.K. Rowling : Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los, livro & filme

Sir Frederick Banting no Dia Mundial da Diabetes

Lucky Luke faz 70 anos : novo álbum A Terra Prometida

Stephenie Meyer de regresso : A Química

Natal mágico ? Uma canção de encantar !

Apollo 11 : Vamos a bordo com a #RV ?

 

 

 

gato-didi.jpg 

 

Didi, o gato adoptado por alunos da escola do Dianteiro

créditos: Paulo Novais/ Lusa

http://static.globalnoticias.pt/

 

 Meu crush do semestre #2 ?   Quase uma história de Natal : Didi, um gato diferente com final feliz. Claramente. 

 

Didi é um gato diferrente. Não tem uma orelhita. Por ser diferente, ninguém o queria. No gatil viu todos os seus irmãos serem adoptados. Só ele ia ficando para trás... mas um programa municipal inovador ajudou Didi a ter uma nova família.

 

Verdade. Didi ganhou uma nova casa. A Escola do Dianteiro. Ou melhor os alunos da escola primária. E também ganhou  um nome. Didi.

 

Francisca, de sete anos, explica que os alunos, para além de brincarem, ajudam a dar comida e água ao gato, põem a "cama confortável para ele dormir à noite" e há voluntários para "levar o gato para casa para ele não se sentir sozinho" durante o fim-de-semana.

 

A  iniciativa faz parte do projecto "Os gatos vão à escola!", do Serviço Médico Veterinário (SMV) de Coimbra, que permite aos estabelecimentos de ensino adoptarem gatos que se encontram no gatil municipal.

 

No ano em que finalmente os animais domésticos passaram a estar protegidos por lei. E mesmo assim, continuam a maltratar-se tantos animais de estimais, este é dos mehores meios para educar os cidadãos, desde a escola primária para a defesa dos animais.

 

Se quer agora divulgar algum dos meus posts, use um dos ícones das redes sociais. E não esqueça os direitos de autor. 

 

Quer  deixar um comentário? Bem mais fácil, agora.

 

Que o ano 2016 seja de sucesso para todos aqueles que amam ensinar e que vêm nos seus alunos espíritos criativos. Preparar os alunos para o futuro multidisciplinar deve ser uma das funções-chave de todos os professores e das escolas.

 

Bom Ano 2016 !

 

A Professora GSouto

 

30.12.2016

 

Licença Creative Commons

 

Literatura juvenil : Moby Dick e outras histórias : Herman Melville

 

moby-dick-imag.jpg

 

Moby Dick

créditos: picture-alliance/CPA Media Co. Ltd

 

'Moby Dick' ou 'A Baleia Branca', escrito por Herman Melville, foi publicado em 18 Outubro 1851. O romance, o mais importante da sua carreira literária, é um clássico da literatura norte-americana e mundial.

Foi escrito durante a permanência do escritor na quinta que adquiriu perto de Pittsfield, Massachusetts.

 

Google Doodle:

 

 

Google doodle 161º Aniversário da 1ª publicação de Moby Dick

https://www.google.com/doodles/

 

Google, vosso motor de busca favorito, Google, celebra nest dia o 161º aniversário da primeira publicação de Moby Dick, o romance mais famoso do escritor norte-americano Herman Melville.

 

Moby Dick foi publicado pela primeira vez há 161 anos. Para os que ainda não leram o livro, esta obra é considerada o romance mais importante da literatura norte-americana.

 

 

 

Moby Dick

Herman Melville

https://www.amazon.com/

 

Saber +

 

Falemos um pouco do seu autor, Herman MelvilleMelville nasceu em 1819 em Nova Iorque, filho de uma família aristocrata. Mais tarde, partiu com os pais para Albany.

 

A morte do pai, dois anos depois, marcou o fim da sua educação e o início das suas aventuras marítimas. Melville embarcou em 1839 num navio mercante com destino a Liverpool. E em 1841 partiu no baleeiro Acushnet em direcção aos mares do Sul.

 

 

 

 Herman Melville

 Oil painting by Joseph Oriel Eaton, 1870

https://en.wikipedia.org/

 

Abandonou o barco nas ilhas Marquesas e ficou a viver com os nativos do vale Typee, durante algum tempo.

 

 

Typee

 Herman Melville

https://www.bibliovault.org/

 

Este episódio inspirou a narrativa do seu primeiro livro, Typee , publicado em 1846.

 

Posteriormente, um baleeiro australiano levou-o a Taiti, onde Melville esteve preso na sequência de um motim a bordo. Escapou da prisão pouco depois. Passou então algum tempo na ilha viajando pelo Pacífico. Registou esta aventura no seu segundo livro, Omoo (1847).

 

Regressou a Nova Iorque em 1844. As suas primeiras obras já escritas depois do seu regresso a bordo do navio de guerra norte-americano, constuíram um sucesso imediato.

 

mobydick.jpg

 

Moby Dick

Herman Melville 

Edições Relógio d'Água

 

Ir + Longe:

 

'Moby Dick' ou 'A Baleia Branca' (em inglês The Whale) foi publicado em 1851. O romance, o mais importante da carreira literária de Melville, é hoje um clássico da literatura norte-americana e mundial. Foi escrito durante a permanência do escritor na quinta que adquiriu perto de Pittsfield, Massachusetts.

 

moby-dick-1edic.jpg

Moby Dick

Moby-Dick, 1ª edição, 1861

créditos: Beinecke Library /Yale University

https://en.wikipedia.org/

 

Trata-se de uma história passada no mar, cheia de alegorias e que contém uma mensagem filosófica não muito fácil de identificar pelos leitores mais jovens. Moby Dick ou The Whale é uma obra profunda, simultaneamente realista e simbólica, que traduz uma visão trágica do homem e da sua luta pela sobrevivência.

 

Sinopse

 

Moby Dick conta as aventura alucinante pelos mares, em busca da terrível baleia branca, empreendida por marinheiros-caçadores de baleias, sob o comando do capitão Ahab. A tripulação, sob a influência deste homem, parte no baleeiro Pequod para um confronto com Moby Dick. um confronto feroz ente Homem e Natureza.

 

Os detalhes contados com o realismo de um escritor que viveu em barcos baleeiros, são capazes de transportar o leitor ao ambiente descrito e suas sensações. O romance foi inspirado no naufrágio do navio Essex, comandado pelo capitão George Pollard, quando este foi atingido por uma baleia e afundou.

 

Moby Dick foi praticamente ignorado na época da sua publicação, talvez pela profundidade da obra. Este facto quase levou o escritor a abandonar este género literário 'o romance' nos últimos anos da sua vida.

 

 

moby-dick-livro1.jpg

 

 

Moby Dick | Edição do 150º aniversário da obra

Herman Melville  

http://indiereaderhouston.com/

 

Procurou então dedicar-se à poesia, publicando alguns volumes em verso inspirados na Guerra Civil (1861-1865): Battle-Pieces and Aspects of War (1866), Clarel: A Poem and Piligrimage to the Holy Land (1876), John Marr and Other Sailors (1888) e Timoleon (1891).

 

 

Billy Bud & other tales

Herman Melville  

https://www.amazon.in/

 

Escreveu também contos na década de 1850. Destacam-se Benito Cereno e Bartleby (1853).

 

Melville deixou inacabado o livro Billy Bud, que foi descoberto só em 1919 e publicado em 1924. Morreu em 28 Setembro 1891.

 

O reconhecimento da obra e do génio de Herman Melville só ocorreu na 2ª década do século XX, altura em que Moby Dick foi considerado uma obra-prima da literatura norte-americana e o romance mais importante da obra literária de Melville.

 

 

moby-dick-autor-Herman-Melville-Joseph-O-Eaton.jpg

 

Herman Melville

Retrato a óleo Joseph Oriel Eaton, 1870

https://en.wikipedia.org/wiki/Herman_Melville

 

Herman Melville tornou-se o primeiro escritor a ter suas obras publicadas pela Biblioteca da América.

 

Moby Dick teve várias adaptações ao cinema, a primeira em 1956, seguiu-se uma outra em 2010.

 

 

 

Moby Dick

Trey Stokes, 2010

http://www.imdb.com/

 

Em 2015, surge uma mini-série TV em dois episódios com actores bem conhecidos, entre os quais Ethan Hawke que lembramos no filme o Clube dos Poetas Mortos (1989). E mais recentemente em Boyhood (2015).

 

 

moby-dick-film2015.jpg

 

 

Moby Dick

série TV, 2015

https://www.imdb.com/

 

O único sobrevivente de um navio baleeiro perdido, conta a história da obsessão autodestrutiva de seu capitão em caçar a baleia branca, Moby Dick!

 

 Teatro: Moby Dick - Linguagem Gestual

 

Em 2007, o Teatro São Luiz (Lisboa) começou a apresentar espectáculos com interpretação em língua gestual, numa colaboração com a Federação Portuguesa das Associações de Surdos.

 

 

moby-dick-teatro.jpg

 

Moby Dick

Teatro S. Luís

créditos: Marisa Cardoso

https://www.flickr.com/

 

Este serviço iniciou com a anteestreia da peça "Moby Dick" de Herman Melville, encenada por António Pires. O espectáculo contou ainda com duas sessões com interpretação em língua gestual portuguesa, uma para escolas e outra para o público em geral. 

 

Actividades:

 

Bom, espero ter despertado em alguns, a curiosidade de ler Moby Dick. O livro é recomendado pelo Plano Nacional de Leitura.

 

Níveis: A partir do 9º ano

 

Convençam a vossa professora/professor de Lingua Portuguesa a inseri-lo nas aulas curriculares de Língua e Literatura. Uma história de vida que vos fará pensar.

 

Se tiverem dúvidas sobre a interpretação da obra - não é assim tão fácil o modo como está escrito - peçam apoio aos professores.

 
 

Para todos, boas leituras, sempre!

 

A Professora GSouto

 

18.10.2012

 

actualizado: 18.10.2019

 

Licença Creative Commons