Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Portugueses apoiam as vítimas terramoto no Nepal

 

nepal-crianca.jpg

 

Nepal : terramoto

créditos : © Athit Perawongmetha / Reuters

http://images.cdn.impresa.pt/

 

O governo do Nepal informou que o terramoto que devastou o país no dia 25 Abril 2015, destruiu 668 escolas e pede o apoio a especialistas estrangeiros voluntários que certiquem se as restantes 2.228 escolas que sofreram danos são seguras antes de as crianças nepalesas voltarem às aulas.

 

Dois portugueses, Pedro Queirós e Lourenço Santos, estão no Nepal empenhados em dar auxílio às famílias vítimas do sismo. Sobreviveram ao abalo poucas horas depois de chegarem à capital, Katmandu, e decidiram adiar o regresso a Portugal para ajudar quem mais precisa.

 

Lançaram um apelo no Facebook e com os fundos compram comida e abrigos que distribuem pelas aldeias no Nepal. No total, já terão ajudado cerca de 10 mil nepaleses.

 

 

 

 

Também o vosso ídolo Cristiano Ronaldo, sempre atento a quem mais precisa no mundo, doou uma grande soma às vítimas do sismo Nepal.

 

Depois de ter apelado à ajuda dos seus fãns pelas redes sociais, o jogador decidiu contribuir também ele, com cerca de 7 milhões de euros, para ajudar a minimizar o sofrimento das vítimas do sísmo que abalou o Nepal.

 

 

Cristiano Ronaldo apoia crianças vítimas terramoto do Nepal

http://www.abola.pt/

 

Já antes, Cristiano Ronaldo publicara fotos da tragédia, no intuito de contribuírem para a organização Save The Children.

 

Ronaldo, que é embaixador daquela organização não-governamental, já tinha feito no Facebook um apelo aos mais de 102 milhões de seguidores que tem naquela rede social para que fossem feitos donativos no mesmo sentido.

 

 

 

 

Esta não foi a primeira vez que Cristiano Ronaldo contribuiu para uma causa social. Muitas das doações que faz não chegam ao conhecimento do público.

 

A Cruz Vermelha Portuguesa está, igualmente, a fazer uma campanha de angariação de fundos para ajuda das vítimas no Nepal. Poderás alertar pais ou avós para apoiar esta causa.

 

Lembramos algumas das postagens em que apelámos para a vossa solidariedade, ou chamámos a vossa atenção para as vitimas do sismo no Japão, 2011, terramoto na Nova Zelândia, 2011, sismo no Haiti, 2010, terramoto Abruzzo, Itália, 2009, sismo na China, 2008, vítimas do ciclone no Bangladesh, 2007, as cheias no Mississipi, 2005, crianças no Quénia, 2006, crianças Amish, 2006, e tantas outras calamidades ou acidentes com adolescentes.

 

Foi o caso também de alunos e professores vítimas de naufrágio na Coreia do Sul,  alunos e professores vítimas da queda de avião nos Alpes franceses, e outros desastres. A todos prestámos as nossa homenagem e chorámos com as famílias, amigos, colegas.

 

 

nepal-republic-day-2015.jpg

 

 

Actividades:

 

A solidariedade é um valor que deve ser incluido nos curriculos escolares, desenvolvendo várias actividades em projectos de turma. Vivemos uma época de grandes desigualdades sociais, grandes catástrofes que os media e as redes sociais projectam, e por vezes se tornam meios de partilha de ajuda internacional.

 

Valorizar a solidariedade e incrementá-la nas gerações mais jovens é de grande importância para criar futuros cidadãos empenhados.

 

Visionar os vídeos e abrir debate sobre as nossas acções diárias, tantas vezes manifestadas em pequenos gestos que vão rasgar um sorriso no ser humano que passa perto de nós ou que muito nos comove do outro lado do mundo.

 

Apoiar a campanha da Cruz Vermelha através de actividades a desenvolver na escola - feiras de livros, plantas, objectos - e assim colaborar na recolha de fundos. Pequenas acções que empenham os alunos no valor da solidariedade.

 

Os jovens são,regra geral, muito solidários. Devemos apenas despertar neles essa vontade de estar atentos aos outros, no dia-a-dia.

 

A Professora GSouto

 

07.05.2015

 

Licença Creative Commons

Sismo no Japão, uma tragédia !

 

 

 

Sismo Japão

REUTERS| Yomiuri 

http://l.yimg.com/

 

O terramoto de magnitude 8,9 na escala de Richter que atingiu o Japão foi seguido de um tsunami. Este sismo registado às 14:46 locais (05:46 Lisboa) já fez, pelo menos, 280 mortos e 350 desaparecidos, segundo o último balanço oficial difundido pela polícia japonesa. 

 

Para além destes dados, as autoridades avançaram que já foram contabilizados mais 241 feridos. No entanto, os números oficiais continuam a ser actualizados.

 

"Os danos são tão grandes que levará muito tempo para reunir mais dados" - afirmou a polícia.

 

A União Europeia  manifestou já a solidariedade europeia para com o Japão, na sequência deste devastador sismo que atingiu o país, garantindo que a União Europeia está pronta a prestar toda a assistência necessária.

 

"Estamos profundamente preocupados com as notícias do devastador sismo que abalou o Japão, causando numerosas vítimas e graves danos materiais”

 

Presidente UE

 

Durão Barroso expressou a solidariedade e apresentou condolências da União Europeia ao povo e governo japonês. A Europa está pronta a assistir as autoridades japonesas de todas as formas que o puder fazer, em caso de necessidade.

 

 

 

Terramoto Japão

 REUTERS/ Kyodo (Japan) 

http://news.yahoo.com/

 

 Os dirigentes dos 27 países da União Europeia prometeram mobilizar toda a ajuda necessária, num comunicado publicado durante a cimeira extraordinária a decorrer.

 

"Tomámos conhecimento com grande preocupação de que um devastador terramoto atingiu o Japão e a região pacífica", afirmam os chefes de Estado e de Governo. "Nós pedimos à alta representante da UE para as Relações Externas (Catherine Ashton) e à Comissão Europeia para mobilizar toda a ajuda necessária para o Japão", acrescenta o texto.

 

Também o Presidente Obama já ofereceu o apoio dos Estados Unidos.

 

 

 

 

O vídeo é bem demonstrativo da dimensão da tragédia! O número de mortos, em função da violência do sismo e do tsunami não é superior, pelo facto de o povo japonês está preparado para este tipo de catástrofes.

 

No Haiti, por exemplo, o sismo que se abateu em 2010 sobre o país foi de menor intensidade, e como todos sabemos, causou vítimas em muito maior número.

 

O alerta foi dado para vários países no Pacífico que poderão sofrer nas próximas horas sismos semelhantes ao acontecido no Japão.

 

 

 

 

 

Hoje, 11 Março 2016, cinco anos depois, o Japão presta homenagem aos seus mortos. A catástrofe deixou 18.500 mortos e provocou a crise nuclear de Fukushima, cujos efeitos ainda são visíveis.

 

Esta sexta-feira, dia em que se assinala o quinto aniversário do desastre, o Japão recorda as vítimas e pede fim à energia nuclear.

 

 

créditos : © AFP or licensors

http://mb.web.sapo.io/

 

(...)

Deixo aqui meu corpo, entre o sol e a terra

(Beijo-te, corpo meu, todo desilusão! (...)

 

Cecília Meireles, Despedida

 

 

 

 A Professora GSouto

 

11.03.2011

 

actualizado 11.03.2016

 

Licença Creative Commons

 

Créditos: video The Lede/ NYTimes

 

 

 

 

Solidariedade com Haiti : sismos

 

haiti-seisme2010.jpg

 

 

AP Photo/ Ramon Espinosa

http://news.yahoo.com/photos

 

O sismo que abalou Port-au-Prince, no passado dia 12 Janeiro, devastou o Haiti. Mais de 75 mil pessoas morreram, 250 mil ficaram feridas e um milhão  está  sem-abrigo, anunciou ontem, dia 19 de Janeiro, a direcção da Protecção Civil haitiana.

 

No balanço divulgado anteriormente pela secretária de Estado da Alfabetização, Carol Joseph, dava conta de 70 mil mortes.

 

O Haiti precisa de abrigos para os desalojados, água, alimentação, medicamentos e pessoal qualificado, acrescentou ainda a direcção da Protecção Civil haitiana, em comunicado.

 

A ajuda internacional que tem chegado ao Haiti desde a semana passada, depois do mundo ter tomado conhecimento desta imensa catástrofe, tem enfrentado inúmeros problemas de logística, o que faz com de muitos haitianos continuem desesperados em busca de comida e água.

  

 

haiti-seisme2010a.jpg

 

 

REUTERS/Wolfgang Rattay

 http://www.minnpost.com

 

Um novo sismo de magnitude 6,1 fez-se sentir na já devastada capital do Haiti, esta quarta-feira de manhã, criando o pânico entre os sobreviventes do sismo da semana passada. As pessoas fugiram todas para a rua, mas felizmente desta vez não há notícias de vítimas ou destruição! 

 

Por todo o lado, se unem esforços para ajudar o povo haitiano. Portugal enviou uma equipa que integra a AMI - Médicos sem Fronteiras.

 

A AMI aceitou assim o convite para integrar o contingente português que partiu a bordo do C-130 da Força Aérea. no dia 15. Este avião teve alguns problemas técnicos antes de chegar ao Haiti.

 

Só no dia 18, de madrugada é que toda a equipa portuguesa chegou a Port-au-Prince.

 

net_for_good

 

A nível internacional foi criada uma plataforma comum de apoio ao Haiti,  a SixDegrees.org.

 

Organizações como a Unicef, Doctors Without Borders, e muitas outras uniram-se para que a ajuda possa ser canalizada adequadamente. Todas poderão visionadas aqui

 

O BlogdosCaloiros aderiu a esta plataforma, através da divulgação de um badge que poderá ser visto do lado direito.

 

Esta é uma das possíveis formas de voluntariado. Como costumo dizer... de pequenos gestos se fazem grandes acções.

 

 

Haiti 

https://www.unicefusa.org/

 

Actividades:

  • Solicitar ao alunos que se exprimiram sobre as imagens que viram na internet, noticiários televisivos, redes sociais;
  • Recolher imagens/fotos que os tenham abalado e falar das razões da sua escolha, sentimentos despertados;
  • Escrita criativa solidária: para cada foto que mais os tocou, escrever uma frase curta que exprima o que sentem ou descreva a interpretação que fazem da mesma;
  • Organizar pequenas acções de solidariedade : livros, roupas, material escolar que possam ser entregues a instituições de voluntariado para o material ser enviado para as crianças do Haiti

 

A solidariedade dos adolescentes não tem limites. Já observámos isso em outras campanhas de solidariedade.

 

A Professora GSouto

 

21.01.2010

 

 Licença Creative Commons

 

 fontes : Lusa