Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Tributo a Agustina Bessa Luís : Livros ensino básico e secundário !

 

agustina1.png

 

 

Agustina Bessa-Luís

créditos: Autor não identificado

https://ionline.sapo.pt/

 

" Escrever é isto: comover para desconvocar a angústia e aligeirar o medo, que é sempre experimentado nos povos como uma infusão de laboratório, cada vez mais sofisticada."

 

Agustina Bessa Luís, 

in Contemplação Carinhosa da Angústia

 

Agustina Bessa Luís celebrara no passado dia 15 Outubro, 96 anos. Na impossibilidade de parabenizar a autora pessoalmente, devido à sua doença desde 2006, aqui a parabenizei em Novembro 2017.

 

 

agustina2.jpg

 

 

Agustina Bessa-Luís [1922-2019]

créditos: autor não identificado

via DN/ Artes

 

Hoje choro a morte de Agustina. Fica aqui o meu tributo a uma das maiores escritoras portuguesas. Admirava-a através dos seus livros. E fiquei ad admirá-la como pessoa, depois dos nossos encontros, há muitos anos na Livraria Bertrand (Boavista, hoje encerrada).

 

Agustina era uma pessoa doce, alegre, e bastante afectuosa, apesar do seu ar clássico. Conversava com facilidade com o seus leitores. Sentia-se feliz em ser reconhecida e abordada para falar dos seus livros e da vida.

 

 

agustina-lello.jpg

 

 

Agustina Bessa-Luís

créditos: Livraria Lello

https://www.facebook.com/LivrariaLello/

 

Já escrevera neste blog sobre o desaparecimentos de outros dois grandes escritores portugueses: Luisa Dacosta e Manuel António Pina.

 

Depois de ter celebrado o 95º aniversário,  (2017) de Agustina Bessa-Luís. Hoje presto a minha sincera homenagem a Agustina, não só pela sua obra, como pela pessoa que tive o imenso privilégio de conhecer e dialogar, por mais do que uma vez.

 

E nada melhor do que falar dos livros que lemos nos currículos de Língua Portuguesa e Literatura Portuguesa.

 
Livros:
 
 

 

agustina-vento, areia e amoras bravas1a.jpg

 

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

Vento, Areia e Amoras Bravas de Agustina Bessa Luís, obra recomendada para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma, pelo Plano Nacional de Leitura.

 

Resumo:

 

«Vento, Areia e Amoras Bravas» é um título dançarino. Todo ele mexe e convida a dançar e arrasta o movimento da juventude que depois vai conduzir à idade consular. A toga vai suceder à sandália e o cinto desatado, que correspondem à história radiosa de Lourença.

 

 

agustina-amoras1.JPG

 

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

Lourença não quer esquecer a infância nem o vento furibundo que tenta dispersar os pequenos sinos da salvação mais espirituosa, a salvação da descoberta.

 

Volta Dentes de Rato como uma gota de azougue imóvel na palma da mão. Estará imóvel ou apenas encantada? Veremos. Veremos… que as histórias são para explicar estas coisas. A leitura fez-se para encher o silêncio de mágica.

 

Livro encantador que remeteu para a minha própria infância. Li com turmas de 8º e 9º anos nas aulas curriculares de Língua Portuguesa.
 
 
Fez parte de uma das nossas conversas na livraria Bertrand (Boavista, já encerrada). E como já o tinha lido, solicitei há muito, solicitei a Agustina se me autografava, pedido de imedito aceite. Uma dedicatória muito afectuosa que partilhei com os alunos.
 
 
 

agustina-dentes-de-rato3.jpg

 

Dentes de Rato

Agustina Bessa Luís

https://www.fnac.pt/

 

 

Sinopse:

 

Lourença tinha três irmãos. Todos aprendiam a fazer habilidades como cãezinhos, e tocavam guitarra ou dançavam em pontas dos pés. Ela não. Era até um infeliz para aprender,tinha algumas dificuldades, e admirava-se de que lhe quisessem ensinar tantas coisas aborrecidas e que ela tinha de esquecer o mais depressa possível.

 

O que mais gostava de fazer era comer maçãs e deitar-se para dormir. Mas não dormia. Fechava os olhos e acontecia-lhe então uma aventura bonita, e conhecia gente maravilhosa...

 

 

agustina-dentes-de-rato1.jpg

 

 

Dentes de Rato

Agustina Bessa Luís

ilustrações: Mónica Baldaque

https://www.wook.pt/livro/

 

Assim começa este livro que Agustina Bessa-Luís escreveu para os leitores mais jovens. Se lermos um pouco mais, ficamos a saber por que razão Lourença era conhecida como Dentes de Rato e muitas outras coisas.

 

As ilustrações são de Mónica Baldaque, neta da escritora. O livro é um clássico da literatura infantil e juvenil portuguesa. 

 

Nota:

 

Livro Recomendado pelo Plano Nacional de Leitura 7º Ano de Escolaridade como Leitura Orientada na Sala de Aula - Grau de Dificuldade II.

 

Ler Dentes de Rato nos currículos de Língua Portugesa, do 6º ano (2º ciclo) e do 7º ano (3º ciclo). dependendo das turmas leccionadas.

 

Um livro muito interessante de literatura infanto-juvenil que os alunos gostaram de ler, mesmo aqueles alunos mais 'avessos' à leitura.

 

As aventuras de Lourença assemelham-se às dos alunos e muitos identificavam-se com Lourença, até alguns rapazes.

 

 

agustina-jn.jpg

 

 

Agustina Bessa Luis

créditos: via RRSapo/ Reportagem

https://www.dn.pt/artes/

 
 
Relembrar Agustina faz parte do meu mundo afectuoso ligado aos livros. Encontrei a escritora com freqência na livraria Bertrand que posteriormente encerrou.
 
Lemos A Sibila no curso de Literatura Portuguesa (ensino secundário) na Escola Profissional de Música do Porto, fundada pela Professora Hélia Soveral.
 
Agustina foi convidada para um  pequeno Encontro Literatura & Música a que compareceu e participou de um diálogo muito enriquecedor.
 
 

 

agustina-sibila.jpg

 

 

A Sibila

Agustina Bessa Luís

Relógiod'Água, 2017

https://relogiodagua.pt/

 
 
A Sibilaé um romance que olha de frente para o ser humano, sem o subtrair aos costumes, às tradições enraizadas - família, comunidade, religião - e ao preconceito em que cada ser se molda.
 
É através deste olhar que surge Quina, a Sibila, uma personagem única na sua complexidade, onde "o humano é exemplo desse redemoinho de forças, através do qual se abre um conflito - o conflito de estar vivo e o que isso implica de luta, aceitação e incomunicabilidade."
 
 
O romance venceu o Prémio Delfim Guimarães e o Prémio Eça de Queiroz.
 
 
Outros livros:
 
 
 

agustina-fanny.png

 

 

Fanny Owen
Agustina Bessa-Luís
 
 
 
Fanny Owen é uma história verídica passada em 1850 entre José Augusto Pinto de Magalhães (proprietário da quinta do Lodeiro, poeta, rapaz triste e desinteressado da vida), Fanny Owen (filha do coronel Owen, auxiliar e conselheiro militar de D. Pedro aquando das lutas liberais) e o próprio Camilo Castelo Branco, com apenas vinte e três anos.


Níveis de ensino: Ensino Básico (9º ano); Ensino Secundário (10º ano).


  • Filme: Francisca de Manoel de Oliveira

Manoel de Oliveira adaptou-o ao cinema num filme com o título Francisca (1981), recurso digital que pode complementar o estudo da obra.
 
 
 
 

 

 
 
Dados biográficos: 
 
 
Agustina Bessa-Luís nasceu em Vila Meã, Amarante, a 15 de Outubro de 1922. A sua infância e adolescência foram passadas nessa região, cuja ambiente marcará fortemente a obra da escritora.
 
Estreou-se como romancista em 1948, com a novela Mundo Fechado, tendo desde então mantido um ritmo de publicação pouco usual nas letras portuguesas, contando até ao momento com mais de meia centena de obras. 
 
É em 1954, com o romance A Sibila, que Agustina Bessa-Luís se impõe como uma das vozes mais importantes da ficção portuguesa contemporânea.
 
 
Agustina Bessa-Luís foi distinguida com os prémios Vergílio Ferreira 2004, atribuído pela Universidade de Évora, pela sua carreira como ficcionista, e o Prémio Camões 2004, o mais alto galardão das letras portuguesas.
 

 

 

Agustina Bessa Luís

créditos: Autor não identificado

 

 
Actividades: 
 
 
Três sugestões, algumas de leitura obrigatória (discordo desta noção) para ler nos currículos escolaresm diferentes níveisde Língua e Literatura Portuguesa.
 
Cabe aos professores seleccionar as obras a ler, segundo os currículos que lecciona e perfil dos alunos/ turma.
 
Acima de tudo, homenagear Agustina através dos seus livros, sendo uma das escritoras mais importantes da Literatura Portuguesa.
 
 
"Nasci adulta
 
Morrerei criança."
 
 
Agustina Bessa-Luís
 
 
A Professora GSouto
 
 
11.11.2017
 
actualizado 02.06.2019
 
 
Licença Creative Commons
 
 

Concurso Num Instante... o Património : fotografia

 

 

concurso-num-instante2015.jpg

 

 

Concurso Fotografia

Num Instante... o Património

 http://www.patrimoniocultural.pt/

 

Como sabem, celebrou-se o Dia Internacional dos Museus ontem, dia 18 Maio  2015, embora os museus tivessem organizado actividades desde a noite de 16 Maio 2015, Noite Europeia dos Museus.

 

Pois bem ! A DGPC propõem um passatempo para os estudantes que gostem de fotografia. Queres participar?

 

Concurso:

 

Trata-se de um concurso dirigido a jovens, dos 14 aos 21 anos. Até 22 de Junho de 2015, decorre está a decorrer mais uma edição do passatempo de fotografia para jovens Num instante… o Património!, organizado pela Direção-Geral do Património Cultural em parceria com o Olhares.com.

 

 

mcdonald_aliados_porto_1.jpg

 

 

McDonalds | Império anos 30, Porto

http://www.muitofixe.pt/

 

Talvez não saibas que o McDonalds, no Porto, está situado num edifício que faz parte do património histórico dos anos 1930. 

 

 

 

 

 McDonalds | Império anos 30, Porto

http://www.muitofixe.pt/

 

A empresa preservou o património histórico do edifício dos anos trinta, conseguindo recuperar a fachada de entrada com a majestosa águia a dizer Imperial (antigo café da cidade), e mantendo o belíssimo tecto do bar de vidro fosco e cristal, bem como os lustres e vitrais da época.

 

Este foi apenas um exemplo de património da cidade. Mas muitos outros há que poderás vir a descobrir com a tua máquina fotográfica.

 

Objectivos: 

 

Despertar o interesse pela (re)descoberta do património cultural português, através da captação fotográfica de imagens inéditas

 

  • um sítio,
  • uma paisagem,
  • um monumento...

 

onde a atenção pode estar focada em enquadramentos, pormenores, superfícies, materiais, formas, espaço, luz, sombras.

 

Regulamento: 

 

Para participar basta consultar o Regulamento, criar depois uma conta no site Olhares (www.olhares.com), onde serão inseridas as fotografias a concurso.

 

Prazo:

 

Até 22 de Junho de 2015.

 

Seleccção e Prémios: 

 

Após selecção, os trabalhos mais criativos serão apresentados numa exposição na Central Tejo | Museu da Eletricidade, por ocasião da abertura oficial das Jornadas Europeias do Património #JEP2015 que terão lugar de 25-27 de Setembro.

 

Tema : Património Industrial e Técnico, no âmbito do Ano Europeu do Património Industrial e Técnico.

 

A cerimónia de entrega de prémios aos três primeiros classificados decorrerão nesse acontecimento.

 

Actividades:

 

  • Propor esta actividade a alunos do 3º ciclo Ensino Básico e Ensino Secundário.
  • Os alunos universitários serão mais autónomos e poderão traçar os seus próprios percursos e objectivos.
  • Preparar visitas de estudo pelas cidades, localidades, aldeias.
  • Currículos de Artes Visuais ; Clubes de Fotografria.

 

Boa sorte para todos ! Excelente inspiração para a estética do olhar.

 

A Professora GSouto

 

19.05.2015

 

Licença Creative Commons