Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Mundial da Poesia & Equinócio da Primavera ? Celebremos !

 

 

Dia Mundial da Poesia

créditos: UNESCO

@UNESCO

 

Ontem, terça-feira, dia 20 Março, às 4:15pm, as posições dos astros marcaram o início oficial da estação da Primavera, a estação das flores, das árvores cheias de folha e flor e dos pássaros.

 

Às 4:15pm (GMT) de 20 Março aconteceu o equinócio da Primavera, o momento em que o Sol, no seu movimento anual aparente, passa no equador celeste. É pois o tempo em que o dia e a noite têm aproximadamente o mesmo número de horas.

 

 

 

Google Doodle Equinócio Primavera 2018

doodler : Sophie Dao

https://www.google.com/doodles/

 

O equinócio de Março, celebrado por Google com um belíssimo Doodle interactivo muito criativo que anunciou o momento do início da Primavera no hemisfério norte. E um outro anunciou o início do Equinócio do Outono no hemisfério sul.

 

 

 

créditos: CMB

 

Mas, dia 21 é também  Dia Internacional da Árvore e da Floresta. Com a Primavera vem então a Poesia e a Floresta

 

Saber +

 

Este ano, o Dia Mundial da Poesia celebra celebra uma das mais preciosas formas de expressão e identidade cultural e linguística da humanidade.

 

Praticados ao longo da história - em todas as culturas e em todos os continentes - a poesia fala com nossa humanidade comum e nossos valores compartilhados, transformando o poesto mais simples em um poderoso catalisador para o diálogo e a paz.

 

UNESCO

 

“A poesia restitui a magia das palavras e abre um espaço de reflexão e diálogo sobre o mundo actual"

 

UNESCO

 

 

Natália Correia

http://www.e-cultura.sapo.pt/evento/

 

CCB comemora o Dia Mundial da Poesia no próximo sábado, dia 24 Março com a celebração de Natália Correia. Natália Correia que desapareceu há 25 anos, é pois a poeta escolhida em 2018.

 

Dados biográficos:

 

Importante figura da cultura portuguesa da segunda metade do século XX, Natália Correia nasceu na Fajã de Baixo, na ilha de São Miguel, Açores, a 13 de setembro de 1923. Aos 11 anos veio viver para Lisboa com a mãe e a irmã, enquanto o pai emigrava para o Brasil.

 

 

nataliacorreia-livro.jpg

 

Grandes Aventuras de um Pequeno Herói

Natália Correia, 1945

https://www.fnac.pt/

 

Ficou conhecida pelo seu espírito irreverente e pela sua actividade política e cultural mas poucos sabem que Natália Correia se estreou na escrita, em 1945, com um romance infantil: Grandes Aventuras de um Pequeno Herói.

 

Uma história que já revelava todo o talento da escritora e que ainda hoje revela potencialidades para conquistar o público mais jovem - e não só. Edição fac-similada da primeira edição da obra, obra de estreia da autora em fição, publicada pela primeira vez em 1945.

 

Fez os estudos no Liceu D. Filipa de Lencastre e iniciou-se na literatura com livros infanto-juvenis. Seria como poeta que se viria a afirmar, mas a sua produção literária foi profícua e diversificada. Escreveu ficção, literatura de viagens, diário, ensaio e teatro. Foi jornalista, editora, e deputada na Assembleia da República. Morreu em Lisboa, no dia 16 de Março de 1993.

 

Curiosidade:

 

 A letra do hino açoriano é da sua autoria.

 

 

 

Natália Correia

 

créditos: Autor não identificado

https://espalhafactos.com/2018/

 

Fiz um conto para me embalar

 

Fiz com as fadas uma aliança.

A deste conto nunca contar.

Mas como ainda sou criança

Quero a mim própria embalar.

 

Estavam na praia três donzelas

Como três laranjas num pomar.

Nenhuma sabia para qual delas

Cantava o príncipe do mar.

 

Rosas fatais, as três donzelas

A mão de espuma as desfolhou.

Nenhum soube para qual delas

O príncipe do mar cantou.

 

Natália Correia, Fiz um conto para me embalar



 
 
 
 
 
CCB : Celebração de Natália Correia
 
 
 
São sete os programas e intervenções dedicados à obra de Natália Correia no Centro Cultural de Belém: "Natália Correia, Deputada Parlamentar", "Vida na Poesia e Poesia na Vida: Origens Açorianas de Natália Correia", "1968-1974. Natália Correia Superstar?", "A diversidade criativa", "Natália Correia, a rebelde" e "À conversa com amigos de Natália", cruzando depoimentos de Cruzeiro Seixas, Manuel Murteira, António Valdemar e António Victorino de Almeida.
 
 
Actividades:
 
 
Alunos entram em férias a partir do dia 23 Março. Mas alunos do Ensino Secundário poderão participar em alguns destes programas no CCB.
 
Natália Correia faz parte dos currículos de Literatura.
 
Após pausa lectiva ler alguns poemas de Natália Correia na área curricular de Língua Portuguesa.
 
 
 
A Professora GSouto
 
 
21.03.2018
 
 
Licença Creative Commons
 

Língua Portuguesa : 800 anos

 

 

 

 

http://images.cdn.impresa.pt/

 

É verdade. Hoje, 27 de Junho, a nossa língua, a Língua Portuguesa celebra 800 anos, data em que o primeiro texto oficial foi conhecido. Trata-se do testamento de D. Afonso II, em 1214.

 

Apesar de ser rei e soberano absoluto, D. Afonso II, em 27 de Junho de 1214, escreveu um texto, não um decreto. Afonso II escreveu apenas o seu testamento, usando a língua que já existia e já era usada pelo seu povo, antes de ele a usar também.

 

"O simbolismo deste momento e desse marco é que é a primeira vez que isso foi feito. Nunca antes dele, um Rei, um Estado, um soberano usara a nossa língua, escrevera oficialmente a nossa língua."

 

 

 

 http://www.hardmusica.pt/

 

Para assinalar a data vai ser entregue um manifesto no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa.  O documento, que pretende destacar a importância da língua portuguesa no mundo, é subscrito por vários politicos, músicos, escritores, professores e jornalistas de Portugal, Cabo Verde, Timor e Guiné-Bissau.

 

O "Manifesto 2014 - 800 anos da Língua Portuguesa" é uma iniciativa que pretende celebrar os oito séculos do Português, tendo como base o testamento de D. Afonso II (1214), o mais antigo documento régio e oficial escrito em língua portuguesa.

 

A apresentação oficial do "Manifesto 2014" e da respectiva lista definitiva de subscritores vai decorrer no Padrão dos Descobrimentos, em Belém.

 

 

http://www.google.pt/


A cerimónia começará com a apresentação de 16 poemas dos oitos países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) - Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

 

"Nós, em Timor-Leste, vamos fazer os possíveis para que dentro de alguns anos seja uma língua falada em todo o território e que as novas gerações possam também comunicar em português", afirmou à agência Lusa.

 

O chefe da diplomacia timorense considerou que o manifesto é uma forma de "honrar a língua portuguesa que hoje é falada em todos os continentes do mundo."

 

Lindo não é? E vem de Timor-Leste este elogio à língua portuguesa. Como é bom saber que uma língua pode ser motivo de respeito e honras por parte de um país que não Portugal.


O "Manifesto 2014" traduz a "consciencialização de que a língua portuguesa é para o futuro, uma poderosa ferramenta no contexto da globalização", disse à Lusa José Ribeiro e Castro, um dos promotores da iniciativa do Movimento 2014.

 

 

Créditos : SIC

O "Manifesto 2014" traduz a "consciencialização de que a língua portuguesa é para o futuro, uma poderosa ferramenta no contexto da globalização", disse à Lusa José Ribeiro e Castro, um dos promotores da iniciativa do Movimento 2014.

 

Ao início da tarde, em Belém, vão ser ainda lançados 800 balões.

 

 

 

 Língua Portuguesa

https://1.bp.blogspot.com/

 

Quem melhor do que falar língua portuguesa do que os nossos escritores, Miguel Torga, Fernando PessoaManuel António Pina, Agustina Bessa-Luís, entre muitos outros, as nossas 'poetas' Natália Correia, Sophia Mello Breyner ou José Luis Peixoto que esteve à conversa com um grupo de alunos e comigo, há uns anos,  Luisa Dacosta, uma lista interminável, já que somos um país de poetas e escritores.

Há dois dias, aqui no Porto, o filho de Sophia, Miguel Sousa Tavares em  "Porto de Encontro" na Casa da Música, disse que a melhor homenagem que se pode prestar hoje a Sophia de Mello Breyner Andresen é o reconhecimento de que a sua obra continua "deslumbrantemente actual".

O jornalista, filho da poeta, afirmou que, perante um país "onde a selecção nacional vale mais do que a língua" e que é caracterizado pelo "novo-riquismo" e pela "piroseira literária", "a melhor homenagem que se pode fazer à escrita de Sophia, dez anos após a sua morte, é reconhecer que ela continua deslumbrantemente actual."

 

 

http://mensagens.culturamix.com/

 

 

"Pedra, luz, fruto, manhã, mar, vento, nisto todos nos reconhecemos, por isso citamos de cor os seus poemas e passamos de geração em geração os seus livros infantis, com que tantos de nós aprendemos o fascínio da leitura"

 

Miguel Sousa Tavares

 

Pede-se assim que a Língua Portuguesa seja melhor tratada e se acabe de vez com um pseudo acordo ortográfico.

 

 

A Professora GSouto

 

27.06.2014

 

 Creative Commons License

 

Referências :

 

SIC | Notícias

Público | Cultura

Jornal Hard Música