Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia do Livro Português ! Leia !

 

dia-livro-portugues.png

 

Dia do Livro Português

créditos: Autor não identificado

 

No dia 26 de Março celebra-se o Dia do Livro Português. A data foi sugerida pela Sociedade Portuguesa de Autores por ser o dia em que começou a ser impresso o primeiro livro em Portugal : “Pentateuco” em hebraico.

O livro foi impresso em 1487, pelas oficinas do judeu Samuel Gacon na Vila-a-Dentro, em Faro.

 

dia-livro-portugues-1livropt.jpg

 

Constituições que fez o Senhor Dom Diogo de Sousa, Bispo

http://tipografos.net/historia/

 

O primeiro livro totalmente português foi impresso a 4 de Janeiro de 1497 no Porto: “Constituições que fez o Senhor Dom Diogo de Sousa, Bispo do Porto”.

Foi impresso pelo primeiro impressor português Rodrigo Álvares (séc. XV).

 

 

dia-livro-portugues2021-autores.png

 

créditos: © Tiago Albuquerque

 

São inúmeros os livros de autores portugueses que temos publicado neste blogue. É uma questão de fazer uma pesquisa ao longo dos anos, desde 2005.

 

 

dia-livro-portugues-pessoa.jpeg

 

créditos : Autor não identificado

 

 

Ler livros portugueses é a melhor forma de homenagear os escritores portugueses. Algumas sugestões das muitas que poderão encontar em BlogdosCaloiros:

 

Agustina Bessa-Luís

 

 

agustina-vento, areia e amoras bravas1a.jpg

 

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

Nota: Vento, Areia e Amoras Bravas de Agustina Bessa Luís, obra recomendada para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma, pelo Plano Nacional de Leitura.

 

 

agustina-sibila.jpg

 

 

A Sibila

Agustina Bessa Luís

Relógiod'Água, 2017

https://relogiodagua.pt/

 
 
A Sibila é um romance que olha de frente para o ser humano, sem o subtrair aos costumes, às tradições enraizadas - família, comunidade, religião - e ao preconceito em que cada ser se molda.
 
É através deste olhar que surge Quina, a Sibila, uma personagem única na sua complexidade, onde "o humano é exemplo desse redemoinho de forças, através do qual se abre um conflito - o conflito de estar vivo e o que isso implica de luta, aceitação e incomunicabilidade."
 
Nota: Ensino Secindário.
 
 
Luisa Ducla Soares:
 
 
 

mostra-luisa-ducla-soares-historia-da-Papoila.jpg

 

História da Papoila

Luisa Ducla Soares

ilustração: Sandra Abata

https://www.fnac.pt/

 

 
Nota: Literatura infantil e juvenil :  Primário; 2º ciclo, 5º ano.
 
 
 
 

mostra-luisa-ducla-soares-livro-cavl.jpg

 

 

A Cavalo no Tempo

Luisa Ducla Soares

https://www.fnac.pt/

 

«Este livro de poesia destina-se a quem, como tu, anda «a cavalo no tempo» e ainda há de «ser gente crescida com força para trabalhar» e ter um rol histórias para recordar."

 

Luísa Ducla Soares é conhecida sobretudo como escritora de literatura infantil. Mas a sua obra está longe de ficar por aí.

 

Nota: Ensino Primário

 

Sophia de Mello Breyner:

 

 

 

 

Mar Novo

Sophia de Mello Breyner Andresen

https://www.fnac.pt/

 

Na poesia de Sophia Mello Breyner, encontramos muitas vezes a infância e a juventude, o Mar (podemos encontrar muitos dos seus poemas sobre este tema no Oceanário de Lisboa), a Cidade (muitas vezes em contraste com o campo) e o Tempo.

 

Nota: 3º ciclo; Secundário.

 

Hélia Correia:

 

 

A Chegada de Twainy | Hélia Correia

Ilustrações Rachel Caiano

http://relogiodaguaeditores.blogspot.pt/

 

Em jeito de apresentação deste livro com fadas, leiamos o que Hélia Correia respondeu numa entrevista, à pergunta “Como nasceu a Twainy ?” :

 

«A Twainy existiu primeiro como nome, porque um priminho meu, um dos meus meninos – tenho muitos meninos, muitos amiguinhos –, muito pequenino, a primeira vez que veio ver-me, achou que eu era tia, e chamou-me Twainy, que era o nome que ele dava às tias. E eu achei que o nome era muito bonito e fiquei com o nome. Não só a Twainy dele, como pensei: este nome é muito bonito, este nome vai existir de qualquer modo. Depois, numa loja que eu frequento muito e que também tem assim muitas coisas invulgares, encontrei uma bonequinha com asas de tule. Esta bonequinha, com um aspecto muito, enfim, antifeérico, quando a vi pensei, olha aquela é a Twainy.

 

Nota: 3º ciclo; Secundário.

 
 
Eduardo Lourenço:
 
 
 
 

eduardo-lourenço-Fernando Rei da Nossa Baviera.jp

 

Fernandp Rei da Nossa Baviera

Eduardo Lourenço

Imprensa Nacional - Casa da Moeda. Lisboa, 1986

via O Homem dos Livros (alfarrabista)

https://www.homemdoslivros.com/

 

Numa época que se busca acima de tudo competências, mais do que aprendizagens, um dos melhores pensadores do século XX ler Eduado Lourenço é fundamental para desenvolver as competências mais necessárias ao estudante da actualidade.

 

Nota: Ensino Secundário.

 

Actividades:

 

Como já referi, são muitos os autores portugueses com referência a alguns do seus livros publicados neste blogue.

 

  • Faça uma pesquisa cuidada e encontrará imensas propostas de leitura bem como actividades a sugerir aos seus alunos.

 

  • Se é estudante, nada melhor do que seguir estes passos e procurar o livro ou autor português que pretende, para suas próximas leituras solicitadas ou não pelos seus professores.

 

A Professora GSouto

 

26.03.2021

 

Licença Creative Commons

Mostra : Luisa Ducla Soares, com sonhos e livros se constrói a vida

 

mostra-luisa-ducla-soares-bnp1.jpg

 

Mostra Luísa Ducla Soares

Biblioteca Nacional de Portugal

https://www.facebook.com/biblioteca.nacional.portugal/

 

A Biblioteca Nacional apresenta a Mostra Luisa Ducla Soares: com sonhos e livros se constrói a vida, patente até 31 de Jullho.

 

Luísa Ducla Soares é conhecida sobretudo como escritora de literatura infantil. Mas a sua obra está longe de ficar por aí.

 

 

mostra-luisa-ducla-soares-historia-da-Papoila.jpg

 

História da Papoila

Luisa Ducla Soares

ilustração: Sandra Abata

https://www.fnac.pt/

 

Apesar de o impulso para a escrita ter surgido no final da infância, foi depois dos trinta anos que publicou o primeiro livro para crianças, intitulado "A História da Papoila" (1972), e que lhe valeu um prémio do Secretariado Nacional de Informação, que recusou por objecção de consciência.

 

mostra-luisa-ducla-soares1.jpg

 

Luisa Ducla Soares

http://www.bnportugal.gov.pt/

 

Nos cerca de 180 livros que escreveu e, eventualmente, em outros "tantos textos publicados em revistas e jornais", a autora cultivou vários géneros literários: poesia, crónica, drama, o ensaio, memorialismo e conto.

 

 

mostra-luisa-ducla-soares-livro-dahl.jpg

 

Histórias em Verso para Meninos Perversos

Roald Dahl

tradução Luisa Ducla Soares

Teorema

https://www.bertrand.pt/

 

Traduziu também Pablo Neruda, Saul Bellow e Roald Dahl, entre outros escritores consagrados.

 

mostra-luisa-ducla-soares-livro-eca.jpg

 

O Meu Primeiro Eça de Queirós

Luisa Ducla Soares

ilutração Fátima Afonso

Dom Quixote

https://www.fnac.pt/

 

Adicionam-se ainda a edição literária, a elaboração minuciosa de biografias : Garcia de Orta, Teixeira de Pascoaes, Fernão de Magalhães, Ferreira de Castro, Eça de Queirós e José Rodrigues Miguéis.

 

Colaborou em antologias e livros didácticos, e, na esteira de mestres ilustres como José Leite de Vasconcelos, Luís Filipe Lindley Cintra, Carolina Michaëlis de Vasconcelos e Michel Giacometti.

 

 

mostra-luisa-ducla-soares-mais-lengalengas1.jpg

 

Mais Lengalengas

Luisa Ducla Soares

https://visao.sapo.pt/

 

Temos ainda a recolha de lendas, adivinhas, trava-línguas e lengalengas, que têm feito a delícia de várias gerações e contribuído para a sua formação multifacetada.

 

 

 

Livros Luisa Ducla Ducla Soares

https://lerparacrer.files.wordpress.com/

 

A Mostra agora patente na Biblioteca Nacional, agora com data alargada - até 31 de Julho -evoca, por outro lado, o "seu magistério cívico", que se revelou em diversas vertentes:, no apoio a causas humanitárias e no diálogo permanente que mantém com as escolas, disseminando a magia da palavra e, sem moralismos, apelando à adopção de valores consentâneos com a natureza humana."

 

Os seus textos estão traduzidos em chinês, francês, italiano, neerlandês, alemão, catalão, basco, galego e inglês.

 

Acrescenta-se as várias escolas e bibliotecas nacionais que têm o seu nome.

 

 

mostra-luisa-ducla-soares-livro-cavl.jpg

 

 

A Cavalo no Tempo

Luisa Ducla Soares

https://www.fnac.pt/

 

«Este livro de poesia destina-se a quem, como tu, anda «a cavalo no tempo» e ainda há de «ser gente crescida com força para trabalhar» e ter um rol histórias para recordar."

 

O livro A Cavalo do Tempo (parte da imagem) está presente no cabeçalho da apresentação digital Mostra Luisa Ducla Soares: com sonhos e livros se constrói a vida.

 

Informações:

 

Biblioteca Nacional:  Sala de Referência

 

Quando: Até 31 Julho 2020

 

Entrada: Livre

 

Actividades:


Se vive em Lisboa ou arredores, não deixe de visitar com seus filhos. Uma actividade familiar agradável para fim de semana.

 

A Professora GSouto

 

01.07.2020

 

Licença Creative Commons

 

 

 

http://ainocenciarecompensada.blogspot.com/2010/02/luisa-ducla-soares-acaba-de-publicar-o.html

Escritores no Palácio de Belém : Encontro (s) com alunos

 

 

escritores-em-Belem1.jpg

 

créditos: Visão

http://images-cdn.impresa.pt/

 

Marcelo Rebelo Sousa, anfitrião da ideia Escritores no Palácio de Belém promovida pela Presidência da República contou no primeiro dia da iniciativa com a presença dos escritores Ana Maria Magalhães, José Jorge Letria e Luísa Ducla Soares. Neste encontro estiveram presentes cerca de 60 alunos da Escola de São João de Deus.

 

Foi o primeiro dia de um programa de promoção da leitura que vai decorrer até 23 de Maio. Marcelo Rebelo de Sousa não faltou ao encontro,como é óbvio. 

 

 

escritores-em-Belem3.jpg

 

Livros infanto-juvenis Luisa Ducla Soares

https://lerparacrer.files.wordpress.com/

 

A escritora Luisa Ducla Soares que tem mais de 150 livros publicados, respondeu durante 30 minutos às questões colocadas pelos pequenos leitores, que estudaram previamente a sua obra em sala de aula.

 

 

escritores-em-Belem2.jpg

 

créditos: RTP

http://www.rtp.pt/noticias/cultura/

 

Escritores no Palácio de Belém tem como objectivo incentivar a leitura, promover o sucesso escolar e dar a conhecer a Presidência da República a alunos do ensino básico e secundário de 250 escolas públicas, privadas e cooperativas de Portugal continental.

 

Nesta primeira ronda, correspondente ao presente ano lectivo, apenas participarão 60 escolas.

 

 

valter-hugo.jpg

 

o nosso reino

Valter Hugo Mãe

 

 

Sinopse:

 

Delicadíssima história de uma criança em torno da ansiedade por uma resposta de Deus. Retrato de um Portugal recôndito ao tempo da Revolução dos Cravos que nos conta como em lugares pequenos as ideias maiores são relativamente intemporais e o que acontece ignora largamente o tempo exato do mundo. O belo livro de estreia de valter hugo mãe é uma fulgurante prova de imaginação e beleza. Entre a profunda ternura e a difícil aprendizagem da vida, cada dia é um esforço para que se prove a existência do milagre de se ser alguém.

 

 Nota: Este livro proposto pelo PNL, 3º ciclo, foi retirado devido agumas expressões e linguagem terem sido consideradas desadequadas, excessivas, para o nível etário.

 

Assim, os educadores devem previamente ler o livro, analisando se, apesar do excesso de informação a que os alunos estão habituados, serve o interesse literário e temáticas como a sexualidade, ao perfil do grupo/turma que leccionam.

 

 

lidiajorge.jpg

 

O Vale da Paixão

Lídia Jorge

Livro PNL/ Ensino Secundário

http://www.fnac.pt/

 

Sinopse:

 

O retrato de uma família, por uma mulher da qual nunca saberemos o nome. "Como na noite em que Walter Dias visitou a filha, de novo os seus passos se detêm no patamar, descalça-se rente à parede com a agilidade duma sombra, prepara-se para subir a escada, e eu não posso dissuadi-lo nem detê-lo, pela simples razão de que desejo que atinja rapidamente o último degrau, abra a porta sem bater e entre pelo limiar apertado, sem dizer uma palavra. E foi assim que aconteceu." (...)

 

A iniciativa presidencial vai decorrer às terças-feiras, até 23 de Maio. Dela constarão 30 autores de literatura infanto-juvenil, tais como António Torrado, Miguel Sousa Tavares, Alice Vieira, Valter Hugo Mãe ou Lídia Jorge.

 

 

 

O Velho que esperava por D. Sebastião

Encontro com António Manuel Venda

http://fragmentosvirtuaisdumaprofessora.blogspot.pt/

 

 

Alguns pensamentos:

 

Excelente inciativa. Os alunos adoram estar em contacto com os autores dos livros quel lêm.

Prática muito corrente, desde há muito anos, nas nossas escolas.

 

 

 

Pó de Estrelas

Jorge de Sousa Braga

ilustradora: Cristina Valadas

 http://blogdoscaloiros.blogs.sapo.pt/

 

Eu própria tive essa actividade como recurso educativo ao longo de vários anos. Seleccionávamos, alunos e professora, os livros de determinado autor ou autora, líamos nas aulas curriculares e depois partíamos para o convite do respectivo autor para uma Conversa com Escritores ou Ilustradores (dos livros lidos).

 

 

 

O Inventão

Manuel António Pina

http://blogdoscaloiros.blogs.sapo.pt/

 

Foram casos de sucesso o Encontro com um Jovem Escritor com António Manuel Venda ou Sessão Livros de Ilustradora com Cristina Valadas, entre outros, como Manuel António Pina.

 

Esssas conversas, para além do estudo prévio dos livros (texto/ ilustração) desenvolvido na área curricular de Língua Portuguesa, secundado pelas áreas curriculares de Educação Visual, Música e outras, deram origem a projectos transcurriculares com a participação de diferentes áreas curriculares e desenvolvimento de actividades pedagógicas que muito alargaram as competências e aprendizagens dos alunos.

 

Congratulo-me assim com esta iniciativa do Presidente da República Prof. Marcelo Rebelo de Sousa de abrir o Palácio de Belém aos alunos das escolas de todo o país, assim espero, através da leitura.

 

A Professora GSouto

 

18.01.2017

 

Licença Creative Commons

 

Poesias na aula de Lingua Portuguesa !

 

 

kids-poetry6.jpg

 

 

 Porto histórico

créditos: João Abel Manta

http://urbansketchers-portugal.blogspot.com/

 

 

Mote:

 

 P de Porto

 

 

O Porto com suas pontes

O Porto com suas pedras

 seus painéis pintados nas paredes

suas praças de paz

seus produtos

seus passeios

seus pardais.

O Porto com seu povo

plantou a palavra Porto

no princípio de Portugal.

 

Luisa Ducla Soares, A Cavalo no Tempo, Civilização

 

 

Poema do M

 

Mandei ao teu coração

Duas cartas de saudades

E um restinho de paixão

Embrulhado em ansiedade.

 

Sara Teixeira, 10 anos (5 I)

 

 

Poema do A

 

De pequenino se aprende

No alfabeto é a primeira.

Acompanhada ou sozinha

É letra que fácil se entende!

A de amizade

A de bondade

A de Ana

E a de felicidade.

 

Ana Margarida Castro, 10 anos (5 I)

 

 

Poema do M

 

O M é meu,

pois é.

Não é teu,

não é.

Se o M é o maior,

assim é melhor!

Se o M é o menor,

assim é pior.

 O M é o máximo!

M's a mais são demais.

 

O M é o mínimo!

M's a menos

são de menos.

Os M's são milhares,

aos pares.

Os M's são milhões,

aos trambolhões.

O M é matulão,

que grandalhão.

O M não é maiorca ,

que minorca.

O M é maravilhoso,

que brioso!

O M é ministro,

que sinistro.

 

Carolina Neves, 10 anos (5 C)

 

 

Poema do T

 

T de terraço onde apanho sol

T de terra onde cresce o girassol

T de terráqueo como o girassol!

T de tonto

T de tolinho

T de tolice

T de tagarelice!

 

Mafalda Morais, 10 anos (5C)

 

 

Poema do A

 

Alemanha, país frio

Austria? Mais ainda

Mas temos Angola em África

Onde o calor é demais...

 

A letra A dá voltas e voltas

Gira, gira de mão em mão,

Já não é Estádio das Antas,

Passou a Estádio do Dragão!

 

Catarina Babo, 10 anos (5 I)

 

 

Poema do C

 

A letra C

Dá para construir palavras

C de cão, colchão,

Carneiro e também calção.

E dá para guardar coisas

No meu coração!

 

Dá para contar

Para cortar

E para colorir

Mas também para pintar!

 

Dá para o meu nome

Mas não dá para o teu!

Dá para correr

Mas não para aprender!

Pois para aprender

Era preciso um A 

E como não tenho um A

Aprender não dá!

 

Claudia Carneiro, 10 anos (5 C)

 

 

00040hea 

Proibida a reprodução de textos dos alunos.

 

A Professora GSouto

 

7.06.2006

 

Licença Creative Commons