Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Internacional da Língua Materna : Luisa Dacosta

 

luisa-dacosta.jpg

 

Luisa Dacosta

http://www.sitiodolivro.pt/

 

 "A nossa língua é espantosa. Acho que temos uma língua privilegiada."

Luisa Dacosta in Expresso

 

Luisa Dacosta morreu. Imperdoável seria não escrever sobre esta contadora de histórias maravilhosa, doce e afectuosa. Professora de Lingua Portuguesa, e escritora reconhecida no mundo da literatura infantil e juvenil em língua portuguesa.

 

Um tributo merecido para celebrar o Dia Internacional da Língua Materna. O Dia Internacional da Lingua Materna celebra-se a 21 de Fevereiro desde 2000.

 

luisadacosta-livro3.jpg

 Edições ASA

http://www.sitiodolivro.pt/

 

Luisa Dacosta que, depois de se retirar do ensino, visitava com frequência a escola, aceitava com alegria os convites que alguns professores lhe fizeram para participar em Conversas com os alunos que adoravam ler os seus livros. Eu fui uma delas. Os alunos gostavam de conversar com os autores dos livros que liam, queriam saber como escreviam, e no caso de Luisa Dacosta, de onde lhe vinha a inspiração para escrever histórias tão encantadoras.

 

Luísa Dacosta, completaria 88 anos no dia 16 de Fevereiro.Morreu na véspera de seu aniversário. Nasceu em Vila Real, Trás-os-Montes. Morreu em Matosinhos.

 

Licenciou-se em  Histórico-Filosóficas, na Faculdade de Letras de Lisboa. Iiniciou a sua acitividade literária em 1955 com a publicação de um livro de contos intitulado "Província".

 

luisadacosta-livro1.jpg

 Edições ASA

 http://www.asa.leya.com/

 

"Sou um pouco irrequieta. Um dos desgostos grandes que tive foi deixar de subir às árvores. Subi às árvores até talvez aos 50 anos. Não era pessoa de estar muito sossegadinha. O facto de viver na província teve uma vantagem, porque, embora naquele tempo não se usasse, eu tive sempre uma educação mista. Na província há turmas tão pequenas que nem podia ser de outra maneira. No meu sétimo ano creio que éramos apenas sete em Letras."

Luisa Dacosta in Expresso

 

Natural de Vila Real, Luísa Pinto dos Santos, nome de baptismo de Luísa Dacosta, publicou pela primeira vez em 1955 com o volume de contos "Província".

 

Entre os seus livros contam-se, além de “Província”, “A Menina Coração de Pássaro”, “Sonhos Na Palma da Mão”, “O Valor Pedagógico da Sessão de Leitura”, “A-Ver-O-Mar” ou “Nos Jardins do Mar”. Dois destes livros, “A Menina Coração de Pássaro”, “Sonhos Na Palma da Mão”, fazem parte da sua vasta obra de literatura infantil e juvenil. E tantos outros.

 

luisadacosta-livro4.jpg

 

http://static.fnac-static.com/

 

Foi a partir de 1972 que começou a escrever livros de literatura juvenil. E são muitos os livros que os alunos leram nos curriculos de Língua Portuguesa, a maior parte com ilustrações lindas de Cristina Valadas com quem tivemos uma sessão de muito sucesso, Livros de Ilustradora aberta não só às minhas turmas, como a toda a comunidade escolar.

 

luisadacosta-livro5.jpg

 

Todos liam com encantamento, tocados pela sensibilidade da escritora. Liamos os livros nas aulas, e também depois da escola, quando deixava neste blogue de apoio às actividades curriculares, sugestões de leituras : Leituras em final de tarde, com o livro O Perfume do Sonho da Tarde ou Plano Nacional de Leitura , com um excerto de Sonhos na Palma da Mão, ou ainda no Dia do Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

 

"Era professora, algo que me dá muito gosto. É uma forma privilegiada de relação humana. Ainda hoje gosto muito de estar com os alunos. Tive crianças que passaram por dificuldades extraordinárias, mas a determinada altura vi que era capaz de escrever para eles."

Luisa Dacosta in Expresso

 

 

http://feiradolivrodoporto.pt/blog

 

Na 79ª edição da Feira do Livro do Porto foi homenageada. Luísa Dacosta, escritora, pedagoga e símbolo maior do gosto pela leitura e pela palavra escrita.

 

A escritora recebeu várias distinções, entre os quais o Prémio Vergílio Ferreira, em 2010, atribuído pela Universidade de Évora. 

 

 

luisa-dacosta.jpeg

 

 

Luisa Dacosta na capa da Revista Correntes d'Escritas

Póvoa de Varzim 2011

 

Foto: Rosa Matos

http://www.cm-pvarzim.pt/

 

Em 2011, a décima edição da revista Correntes, publicação associada ao Festival Correntes d’Escritas, na Póvoa de Varzim, homenageou a autora, que, na sessão de abertura do certame, se mostrou satisfeita por ter tanta gente a “ouvir uma escritora pouco lida”.

 

 

Luisa Dacosta 1927-2015

 

fotografia : Pedro Correia | Global Imagens

http://www.jn.pt/Storage/JN/2015/medium/ng3954872.jpg

 

"Fui sempre mais homenageada como professora do que como escritora», comentou, confessando que a sua obra -- «autobiográfica» - era pouco compreendida."

 

Luisa Dacosta

 

 

Luisa Dacosta, lançamento livro

 

http://www.cm-pvarzim.pt/

 

A apresentação, na Biblioteca Municipal da Póvoa de Varzim, do livro O Rapaz que sabia Acordar a Primavera foi escolhida por Luísa Dacosta para oficializar a oferta do seu espólio à Câmara Municipal da Póvoa, em 2007.

 

luisadacosta-livro6.jpg

 

http://www.asa.leya.com/

 

A ligação afectiva desta figura infantil ao universo natural, reflectida na sua paixão por pássaros, dominam a narrativa, escrita numa prosa poética, tão característica da autora, num apelo à liberdade, ao sonho e à capacidade da imaginação infantil. Como sempre expressivamente ilustrada por Cristina Valadas.

 

"As coisas mais gratificantes que tive na vida vieram dos afectos. Por exemplo, cartas que tive dos alunos."

Luisa Dacosta

 

Obrigada querida Luisa Dacosta por todos os momentos que partilhou com meus alunos e comigo, e pelas histórias tão sensíveis que deixavam os alunos suspensos do encantamento de seus livros. E pelo contributo imenso que deu à Lingua Portuguesa.

 

Nada mais justo do que dedicar o Dia Internacional da Lingua Materna a esta escritora que tanto dignificou o ensino e criatividade da Lingua Portuguesa, quer como pedagoga, quer como escritora.

 

A Professora GSouto

 

19.02.2015

 

 Licença Creative Commons

 

Luisa Dacosta - homenagem em Correntes d'Escritas

 

 

Luisa Dacosta em Correntes d'Escritas

Póvoa de Varzim 2011

 

Foto: Rosa Matos

http://www.cm-pvarzim.pt/

 

Decorreu na Póvoa de Varzim a 12ª edição de Correntes d'Escritas, que este ano homenageou a escritora Luisa Dacosta, a mentora da vossa biblioteca - Luisa Dacosta - já que na escola foi professora, e escritora que tão bem conhecem das muitas leituras que fizemos. Não esqueçamos também algumas homenagens qui feitas neste blogue.

 

Correntes d’Escritas homenageou, na sessão de abertura, a escritora Luísa Dacosta, à qual dedicou a 10ª edição da revista que tem o mesmo nome do acontecimento.

 

 

 

Nº 10 Revista Correntes d'Escritas

Luisa Dacosta

Foto: Rosa Matos

http://www.cm-pvarzim.pt/

 

Assim, O 10º número da "Revista Correntes d’Escritas" é dedicado a Luísa Dacosta, uma “poveira de coração”, que, em 2004, foi distinguida com a Medalha de Mérito pela Câmara Municipal da Póvoa de Varzim.

 

Na sessão de homenagem, escritora falou ao público, feliz, e leu um texto da sua autoria. Luísa Dacosta é autora dos livros "Um Olhar Naufragado" (2008), "A-Ver-O Mar" (1980), "Vovó Ana, Bisavó Filomena e eu" (1969).

 

 

 

Luisa Dacosta na capa da Revista Correntes d'Escritas

Póvoa de Varzim 2011

 

Foto: Rosa Matos

http://www.cm-pvarzim.pt/

 

A escritora nasceu em Vila Real, em 1927. Acabado o liceu, matriculou-se na Faculdade de Letras de Lisboa, onde terminou o curso de histórico-filosóficas, mas não a licenciatura. Professora do ensino oficial - Luísa Dacosta foi professora na Escola Francisco Torrinha nos últimos anos da sua vida de docência.

 

Começou a sua vida literária em 1955 com a publicação de um livro de contos intitulado Província. A partir de 1970 iniciou a escrita de livros para crianças. 

 

Em 2002, as Edições ASA iniciaram a publicação da sua obra completa. Na última edição do "Correntes" a "História com Recadinho" foi reeditada pela editora.

 

 

 

Luisa Dacosta durante a sessão de homenagem

 

Correntes d'Escritas 2011

 

Foto: Rosa Matos

http://www.cm-pvarzim.pt/

 

"Co rrentes d'Escritas" é sem dúvida um dos maiores eventos no panorama da Literatura no nosso país. Nele se cruzam debates, lançamentos de livros, sessões de leitura, feira do livro, exposições, mostras de teatro escolar, concertos. 

 

Mas, voltando a Luisa Dacosta, escritora, pedagoga e símbolo maior do gosto pela leitura e pela palavra escrita na literatura infantil e juvenil, já fora homenageada na 79ª edição da Feira do Livro do Porto em 2009.

 

E quantas vezes, nas aulas lemos os seus livros, ou mesmo depois da escola, vos deixei aqui sugestões de leituras como esta "Leituras em final de tarde", com o livro O Perfume do Sonho da Tarde ou Plano Nacional de Leitura , com um excerto de Sonhos na Palma da Mão, ou ainda no Dia do Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

 

 

 Luisa Dacosta (montagem com ilustração Cristina Valadas

 

http://4.bp.blogspot.com

 

Não podemos esquecer Cristina Valadas, a ilustradora que tem acompanhado Luisa Dacosta nas suas edições infantis e juvenis, ao relembrar a nossa sessão de homenagem a esta premiada ilustradora, Livros de Ilustradores". 

 

Imagens cheias de criatividade que remetem para a simbólica das suas histórias pessoais e de um intimismo gracioso. As ilustrações são verdadeiramente deliciosas!

 

"Traço de grande criatividade, solto, descompromissado, numa profusão de cor. Um todo apelativo para a magia da leitura." - assim apresentei Cristina Valadas, na sessão que meus alunos e eu lhe dedicámos em 2009.

 

Para a Luisa Dacosta vão os nossos parabéns! Uma homenagem mais do que merecida! Correntes d'Escritas não poderia esquecer a sua 'poveira de coração'!

 

 

 Edições ASA

www.leyaonline.com 

 

Uma história - como a sentimos?

 

Como semente. Uma semente que cresce connosco e nos faz crescer. Estes "Sonhos na Palma da Mão" pagam, de certa maneira, o encanto que me deram "A Rapariga dos Fósforos", "A Sereiazinha", "O Patinho Feio", "O Rouxinol". Longe na infância. Com as suas sombras e claridades [...] rolavam sobre mim, como berlindes mágicos, percorriam-me os cinco cantinhos da alma, abriam portas secretas, permitiam-me respirações, outras, que nem sabia. Uma dimensão, cujo bafo tento, aqui passar a corações com olhinhos interiores.

 

Luisa Dacosta, Sonhos na Palma da Mão, Edições Asa, 2003

 

Muitos parabéns cara Luisa Dacosta !

 

A Professora GSouto

 

26.02.2011

Licença Creative Commons

 

Referências:

 

Correntes d'Escritas, Câmara Póvoa de Varzim, Pelouro da Cultura

 

Fotografias de autoria de Rosa Matos em Correntes d'Escritas, Galeria de imagens

 

Homenagem a Luisa Dacosta na Feira do Livro do Porto

 

 

http://feiradolivrodoporto.pt/blog

 

Na 79ª edição da Feira do Livro do Porto será homenageada Luísa Dacosta, escritora, pedagoga e símbolo maior do gosto pela leitura e pela palavra escrita.

 

 


 

Luisa Dacosta

 

http://feiradolivrodoporto.pt

 

O momento decorrerá no sábado, dia 6 de Junho, pelas 17:30 horas e contará com a participação de Paula Morão, José António Gomes, Cristina Valadas e um grupo de alunos da Escola Francisco Torrinha.

 

 

Ilustração Cristina Valadas

 

Livro Luisa Dacosta

 

Edições ASA

 

Considerada uma referência no panorama da literatura contemporânea, a publicação do livro de contos 'Província' em 1955, marcou o início da intensa actividade literária de Luísa Dacosta, cuja vasta obra se estende pela literatura infantil, contos, antologias, crónicas, ensaio, romance, teatro, tradução, autobiografia.

 

http://feiradolivrodoporto.pt/blog

 

Merecedora. A mentora da vossa biblioteca, Luisa Dacosta, já que na escola foi professora, escritora que tão bem conhecem, será homenageada no próximo sábado, desta vez na Feira do Livro do Porto!

 

 

 

Ilustração: Cristina Valadas

 

Cristina Valadas, a ilustradora que nós convidámos para a nossa sessão Livros de Ilustradora, a sessão que teve lugar na Biblioteca Luisa Dacosta, em 27 de Janeiro, 2009, esteve presente nesta homenagem a Luisa Dacosta, já que ilustradora de muitos dos livros de literatura juvenil da escritora. 

 

 

Ilustração Cristina Valadas

 

http://blogdoscaloiros.blogs.sapo.pt/

 

Será um excelente momento para darem um saltinho até à Feira do Livro, assistir à sessão de homenagem "Ler e Reler Luisa Dacosta" e, depois, recolherem os autógrafos de duas personalidades que tanto admiram.

 

Quase todos têm livros de Luisa Dacosta e Cristina Valadas. Foram vários os títulos lidos nas aulas de Língua Portuguesa, no ano lectivo anterior. Este ano, lemos ainda mais, ao prepar a nossa sessão com a ilusradora.

 

 

Bom, não se esqueçam de o levar debaixo do braço! Assim, ficarão com um duplo autógrafo. Já viram?!

 

Vai ser uma recordação para a vida! Podem crer!

 

"Eu sempre imaginei que o paraíso deve ser algum tipo de biblioteca."

 

Jorge Luis Borges

 

Boa sessão. E cComprem bons livros!

Façam excelentes leituras!

 

 A Professoa GSouto

 

05.06.2009

 

Licença Creative Commons

  

Livros : Ler em final de tarde :O Perfume do Sonho na Tarde !

 

 

luisa-dacosta-livro5.jpg

 

 O Perfume do Sonho, na Tarde 

Luisa Dacosta | Ilustrações Cristina Valadas

http://www.asa.pt/

 

"E, em menos  de um  ai, ela e o bichano, montados num cavalo de pensamento, muito mais rápido do que os cavalos de vento, estavam a salvo, outra vez debaixo da sombra protectora e quente, da árvore.

 

Aquilo de ser sempre rapariga também a aborrecia um pouco. Em sonhos, estava ao seu alcance ser rapaz. Por que não? Robin dos bosques, já que gostava tanto de subir às árvores?

 

Gnomo, para poder descer às profundezas da terra e das águas e ajudar princesas, aflitas e desmioladas, que tinham perdido anéis? Não se sentia muito tentada... E pirata? Ah! pirata era melhor forma para o seu pé, aventureiro,  e trazia-lhe o bom cheiro da maresia, sempre colado à sua pele, de tal maneira o mar era grato ao seu coração. Estava decidido.

(...)

 

Com um pulo, ágil, logo o bichano se enredou no cordame de mais aquele sonho, para não perder, ele também,  mais aquela aventura. E ambos se atracaram ao pirata de "Era uma vez..."

 

Luisa Dacosta, O Perfume do Sonho na Tarde, ilustração de Cristina Valadas

ASA Editores, Maio 2004, 1ª Edição

 

Dá mesmo vontade de continuar a ler esta história linda, não acham? Nada melhor do que agarrar no livro e sair para o jardim, público, por que não! 

 

Façam como eu... aproveitem estes finais de tarde magníficos, e sentem-se ao ar livre a ler! É tão agradável!

 

A Professora GSouto

 

18.04.2007

 Licença Creative Commons

 

Plano Nacional de Leitura ? Sempre praticámos !

 

 

 Luisa Dacosta, Sonhos na Palma da Mão

ASA Editores

 

"Uma história - como a sentimos?

 

Como semente. Uma semente que cresce connosco e nos faz crescer. Estes "Sonhos na Palma da Mão" pagam, de certa maneira, o encanto que me deram "A Rapariga dos Fósforos", "A Sereiazinha", "O Patinho Feio", "O Rouxinol". Longe na infância. Com as suas sombras e claridades [...] rolavam sobre mim, como berlindes mágicos, percorriam-me os cinco cantinhos da alma, abriam portas secretas, permitiam-me respirações, outras, que nem sabia. Uma dimensão, cujo bafo tento, aqui passar a corações com olhinhos interiores."

 

Luisa Dacosta, Sonhos na Palma da Mão, Edições Asa, 2003

 

 

Mel Evans/AP 2006

http://news.yahoo.com/

 

 

O Plano Nacional de Leitura tem como objectivo central elevar os níveis de literacia dos portugueses e colocar o país a par dos nossos parceiros europeus.

 

(...)

 

Destina-se a criar condições para que os portugueses possam alcançar níveis de leitura em que se sintam plenamente aptos a lidar com a palavra escrita, em qualquer circunstância da vida, possam interpretar a informação disponibilizada pela comunicação social, aceder aos conhecimentos da Ciência e desfrutar as grandes obras da Literatura.

 

http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt

 (texto com supressões)

 

 

O Meu Primeiro Dom Quixote

adaptação do livro Miguel Cervantes

Edições Dom Quixote

 

Há lá coisa mais deliciosamente cativante e intimista do que ler um livro?

 

Então, vamos dar continuidade ao nosso Projecto iniciado em Outubro de 2005, logo nos primeiros meses do 5º ano... 

 

O meu primeiro passo para cativar esse gosto pela leitura, foi aromatizar os últimos momentos de algumas aulas com a leitura de curtos pedacinhos de livros variados e pouco conhecidos. Lembram-se?

 

 

Para Não Quebrar o Encanto

Virgílio Alberto Vieira

Edições Caminho

 

Levava, e continuo a levar, livros para a sala de aula e leio alguns excertos, até vos despertar a curiosidade suficiente para continuarem sozinhos a leitura desses ou de outros livros à vossa escolha.

 

Com esta pedagogia de semear leituras não catalogadas sinto que estou a formar um boa plêiade de cativados leitores e leitoras que passaram a fruir do enorme encanto de ouvir ler histórias, de ler por prazer, e de comprar com a sua semanada livros. Alguns até já pediram pelo Natal... livros! Que bom!

 

 

António Mega Ferreira, As Palavras Difíceis

Publicações Dom Quixote

 

Tudo começou no dia em que apanhei o Capitão Fracasse a dançar uma valsa com a Alice no meio da biblioteca do avô.

 

(...)

 

Bom, foi depois disso que passei a aventurar-me mais vezes até à porta da biblioteca do avô. E um dia, a meio de uma tarde de muito calor, pus a mão na maçaneta da porta, rodei-a lentamente, o coração batia-me apressando [...] Mas no meio, mesmo no meio da biblioteca havia uma zona iluminada, e um homem alto, de botas de cano, chapéu de pluma e capa de veludo vermelha, rodopiava levando nos braços uma menina loura, muito loura, com cabelos atados por uma fita lilás e um vestido da mesma cor."

 

António Mega Ferreira, As Palavras Difíceis, Assírio & Alvim, 2005

 

Actividades:

 

  • Deixar em "Comentários", uma frase, duas ou três linhas do livro que mais gostaram de ler ou que estejam a ler neste momento! Pode ser? 
 
Então, fico à espera...
 

A Professora GSouto

 

07.01.2007

 

Licença Creative Commons