Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor 2013

 

 

 

Cartaz: Gémeo Luís

 http://www.dglb.pt/

 

E  cá volto eu aos livros! Desta vez, para relembrar o Dia Mundial do Livro. Tal como já sabemos o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor é comemorado a 23 Abril, desde 1996, por decisão da UNESCO.

 

Trata-se de uma data simbólica para a literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia desapareceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare.

 

Como tem sido habitual, a DGLB associa-se a este dia promovendo a edição de um cartaz de autoria de Gémeo Luís, e solicitando às Bibliotecas Municipais que se tornem parceiras no desenvolvimento de alguns projectos.

 

Também a Área Metropolitana do Porto (AMP) assinala, com actividades desenvolvidas pelos vários municípios, o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor.

 

Destaque-se a realização da actividade “Vem conhecer a minha biblioteca…”, que consistirá na leitura e transmissão de contos em simultâneo, pelas 10h30, nas bibliotecas aderentes ao projecto, conforme o itinerário estipulado, em anexo, a fim de proporcionar experiências diferentes aos seus públicos e a partilha de experiências.

 

Uma ideia a aplaudir, já que poderá levar muitos jovens das escolas a conhecer as bibliotecas locais e a parilhar o gosto pelos livros.

 

Mas também a Biblioteca Municipal de Almeida Garrett, no Porto, se associa ao evento com a iniciativa Troque, isto é, convida as pessoas à troca directa de livros em bancas implantadas num conjunto de espaços culturais municipais e em diversas iniciativas de animação da cidade, tais como Casa Museu Guerra Junqueiro, Museu Romantico, Museu do Vinho do Porto, Casa do Infante, Estações de Metro, Fleamarket, PortoBelo, Feiras Francas e Mercadinho dos Clérigos.

 

 

 Biblioteca Municipal Almeida Garrett | Porto

 

http://www.cm-porto.pt/

 

Bom! Só uma pequena nota. É lamentável em plena era digital que a Biblioteca Municipal de Almeida Garrett não tenha um site próprio.

 

E quanto a livros? Que poderei seleccionar para este dia em especial? Hum! Desta vez deixo um livro para os rapazes. Verdade! Muitas vezes esquecidos. Para além dos livro de aventura, ciência e história, nem sempre se pensa na literatura juvenil para adolescentes no masculino... que também pode ser lido pelas adolescentes.

 

Então aqui fica! 13 de Pedro Strecht. Sim, o título é mesmo 13. Aqui fica a sinopse:

 

 

 

http://images.portoeditora.pt/

 

"Há um rapaz de 13 anos na transição da infância para a adolescência. Há um mundo que se reaprende constantemente a olhar e a pensar. Há as férias de verão, sempre tão especiais nessas idades. Há desejo, esperança e expectativa. Há também medo, angústia e muitos sentimentos contraditórios. Há pais que estão ausentes, mais envolvidos nos seus próprios problemas do que disponíveis para cuidar do filho. Há avós que os substituem. Há a necessidade de ser amado. Há, também, a vontade de amar. Há música, como elo de comunicação entre a vida e amorte. Há a vida, a morte e a procura de um sentido para ambas. Há a memória dos afectos. Há o que aconteceu antes, o que se passa agora e o futuro que ninguém sabe o que trará. Há, por fim, o que as palavras não dizem sobre essa aventura que é crescer."

 

E para os mais crescidos? Que tal um livro de autor estrangeiro? Deixa cá ver...

 


 

http://imagens.presenca.pt/

 

Beat Girl de Jasmina Kallay. Querem ler a sinopse?

 

"A música era tudo para Heather e agora que a mãe morrera de doença prolongada, onde ficaria o seu sonho de poder estudar na famosa Julliard (Nova Iorque) e tornar-se pianista clássica como sua mãe? Beat Girl segue a jornada de Heat através de um mundo novo que ela irá descobrir com Toby, o rapaz que a inicia nas complexas exigências da profissão de DJ. Movida pela necessidade de juntar dinheiro para concorrer a Juilliard, ela torna-se DJ. Mas, à medida que aperfeiçoa a técnica, Heather vê-se cada vez mais envolvida num estilo de música e de vida que a fazem sentir-se mais livre do que nunca. É nos meios underground da dance music que ela reaprende a alegria e o amor, até à encruzilhada em que terá de descobrir quem realmente é, para poder fazer as suas escolhas. Aproximam as audições para Juilliard e, com elas, a derradeira oportunidade de concretizar sonhos antigos.Será que Heather mantém os sonhos de criança?"

 

Hum! Que tal? Prometedores, não acham?

 

Espero que gostem destas novas propostas de leitura! E já sabem! Nada substitui o prazer de ler um livro ou um e-livro.

 

Boas leituras!

 

A Professora GSouto

 

22.04.2013

 

Licença Creative Commons

 

 

Maria Keil

 

 

 

 

 

Maria Keil 1914-2012

 

http://purl.pt/708/1/

 

Maria Keil, a ilustradora de tantos dos livros  infantis e juvenis que lemos em aulas curriculares de Língua Portuguesa, morreu.  

 

Maria Keil nasceu em Silves no dia 9 de Agosto de 1914. Frequentou o curso de Pintura da Escola de Belas Artes de Lisboa.

 

Deixou uma obra vasta e multifacetada: pintura, sobretudo retratos, publicidade, decoração de interiores, cartões para tapeçarias, pinturas murais a fresco, cenários e figurinos para bailados. selos.

 

São célebres os seus azulejos  que podem ser admirados no Metropolitano de Lisboa, Av. Infante Santo, TAP de Paris e Nova Iorque, União Eléctrica Portuguesa, e em outros locais, um deles em Angola.

 

 

 

 

Sophia Mello Breyner | Maria Keil

ed. Ática

 

http://purl.pt/708/1/

 

Foi também uma ilustradora. E é neste campo que melhor a conhecemos. Ilustrou numerosos livros para crianças: "A Noite de Natal" de Sophia de Mello Breyner Andresen "O Livro de Marianinha" de Aquilino Ribeiro;

 

Ilustrou os livros infantis e juvenis de Matilde Rosa Araújo: "O Cantar da Tila", "As Botas de meu Pai", "O Cavaleiro sem Espada", "História de um Rapaz", "Joana Ana", "O Palhaço Verde" e "Segredos e Brinquedos".

 

"O Lago dos Cisnes" e "A Banhoca da Baleia", de Alexandre Honrado e "Lote 12 2.º frente", de Alice Vieira.

 

Ilustração Maria Keil | ed. Caminho

 http://purl.pt/708/1/

 

 

Maria Keil também escreveu e ilustrou três livros para crianças, "O Pau-de-fileira", "Os Presentes" e "As Três Maçãs"; e dois para adultos, Árvores de Domingo e Anjos do Mal.

 

 

 Maria Keil, escritora| ilustradora

ed. Livros Horizonte

http://purl.pt/708/1/

 

E outros, como Histórias da minha casa, Histórias da minha rua e Histórias de pretos e brancos, de Maria Cecília Correia; ; A Primavera é o tempo a crescer, O Outono é o tempo a envelhecer, O Verão é o tempo grande, O Inverno é o tempo já velho, de Maria Isabel César Anjo; A abelha Zulmira, de Teresa Balté; ; e Do lado de cá das fadas, de Graça Vilhena. 

 

A Biblioteca Nacional consagrou uma mostra à faceta de ilustradora de Maria Keil, numa exposição em 2004 que se desenvolveu em dois espaços distintos. Hoje consta fa Biblioteca Virtual da BN e poderá ser consultada aqui

 

 

 (...) Maria, que suas mãos continuem, por muito tempo, a voar. Menina sábia em sua varanda.

Matilde Rosa Araújo 

 Maria Keil, escritora| ilustradora

ed. Livros Horizonte

http://purl.pt/708/1/images/obras-thumbs/30-m.jpg

 

Não poderia deixar de homenagear Maria Keil, tal como homenageei Ilse Losa. Duas grandes figuras femininas portuguesas que nos habituámos a admirar ao ler as suas obras nas aulas de Língua Portuguesa. 

 

Como em tantas outras aulas lemos Sophia de Mello Breynner,  Matilde Rosa Araújo, Luisa Dacosta, Maria Teresa Gonzalez e tantas autoras e autores, bem como a ilustradora Cristina Valadas

 

 

A Professora GSouto

 

13.06.2012

 

Licença Creative Commons

 

 

Referências:

 

Maria Keil, Ilustradora na Biblioteca Nacional