Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Mostra : Luisa Ducla Soares, com sonhos e livros se constrói a vida

 

mostra-luisa-ducla-soares-bnp1.jpg

 

Mostra Luísa Ducla Soares

Biblioteca Nacional de Portugal

https://www.facebook.com/biblioteca.nacional.portugal/

 

A Biblioteca Nacional apresenta a Mostra Luisa Ducla Soares: com sonhos e livros se constrói a vida, patente até 31 de Jullho.

 

Luísa Ducla Soares é conhecida sobretudo como escritora de literatura infantil. Mas a sua obra está longe de ficar por aí.

 

 

mostra-luisa-ducla-soares-historia-da-Papoila.jpg

 

História da Papoila

Luisa Ducla Soares

ilustração: Sandra Abata

https://www.fnac.pt/

 

Apesar de o impulso para a escrita ter surgido no final da infância, foi depois dos trinta anos que publicou o primeiro livro para crianças, intitulado "A História da Papoila" (1972), e que lhe valeu um prémio do Secretariado Nacional de Informação, que recusou por objecção de consciência.

 

mostra-luisa-ducla-soares1.jpg

 

Luisa Ducla Soares

http://www.bnportugal.gov.pt/

 

Nos cerca de 180 livros que escreveu e, eventualmente, em outros "tantos textos publicados em revistas e jornais", a autora cultivou vários géneros literários: poesia, crónica, drama, o ensaio, memorialismo e conto.

 

 

mostra-luisa-ducla-soares-livro-dahl.jpg

 

Histórias em Verso para Meninos Perversos

Roald Dahl

tradução Luisa Ducla Soares

Teorema

https://www.bertrand.pt/

 

Traduziu também Pablo Neruda, Saul Bellow e Roald Dahl, entre outros escritores consagrados.

 

mostra-luisa-ducla-soares-livro-eca.jpg

 

O Meu Primeiro Eça de Queirós

Luisa Ducla Soares

ilutração Fátima Afonso

Dom Quixote

https://www.fnac.pt/

 

Adicionam-se ainda a edição literária, a elaboração minuciosa de biografias : Garcia de Orta, Teixeira de Pascoaes, Fernão de Magalhães, Ferreira de Castro, Eça de Queirós e José Rodrigues Miguéis.

 

Colaborou em antologias e livros didácticos, e, na esteira de mestres ilustres como José Leite de Vasconcelos, Luís Filipe Lindley Cintra, Carolina Michaëlis de Vasconcelos e Michel Giacometti.

 

 

mostra-luisa-ducla-soares-mais-lengalengas1.jpg

 

Mais Lengalengas

Luisa Ducla Soares

https://visao.sapo.pt/

 

Temos ainda a recolha de lendas, adivinhas, trava-línguas e lengalengas, que têm feito a delícia de várias gerações e contribuído para a sua formação multifacetada.

 

 

 

Livros Luisa Ducla Ducla Soares

https://lerparacrer.files.wordpress.com/

 

A Mostra agora patente na Biblioteca Nacional, agora com data alargada - até 31 de Julho -evoca, por outro lado, o "seu magistério cívico", que se revelou em diversas vertentes:, no apoio a causas humanitárias e no diálogo permanente que mantém com as escolas, disseminando a magia da palavra e, sem moralismos, apelando à adopção de valores consentâneos com a natureza humana."

 

Os seus textos estão traduzidos em chinês, francês, italiano, neerlandês, alemão, catalão, basco, galego e inglês.

 

Acrescenta-se as várias escolas e bibliotecas nacionais que têm o seu nome.

 

 

mostra-luisa-ducla-soares-livro-cavl.jpg

 

 

A Cavalo no Tempo

Luisa Ducla Soares

https://www.fnac.pt/

 

«Este livro de poesia destina-se a quem, como tu, anda «a cavalo no tempo» e ainda há de «ser gente crescida com força para trabalhar» e ter um rol histórias para recordar."

 

O livro A Cavalo do Tempo (parte da imagem) está presente no cabeçalho da apresentação digital Mostra Luisa Ducla Soares: com sonhos e livros se constrói a vida.

 

Informações:

 

Biblioteca Nacional:  Sala de Referência

 

Quando: Até 31 Julho 2020

 

Entrada: Livre

 

Actividades:


Se vive em Lisboa ou arredores, não deixe de visitar com seus filhos. Uma actividade familiar agradável para fim de semana.

 

A Professora GSouto

 

01.07.2020

 

Licença Creative Commons

 

 

 

http://ainocenciarecompensada.blogspot.com/2010/02/luisa-ducla-soares-acaba-de-publicar-o.html

Literatura juvenil : Astrid Lindgren : Pipi das Meias Altas & outras histórias

 

astrid-lindgren-books.jpg

 

Astrid Lindgren

créditos: Astrid Lindgren Company

https://www.astridlindgren.com/

 

Astrid Lindgren foi uma autora sueca de literatura infantil, com livros traduzidos em 85 idiomas em mais de 100 países. 

 

Muitos de seus livros são baseados na sua família e memórias de infância. Todavia, Pippi das Meias Altas, a sua personagem mais famosa, foi inventada originalmente para entreter sua filha Karin de 7 anos, que estava adoentada.

 

 

 

 

Pippi das Meias Altas

Astrid Lindgren

Relógio d'Água

https://relogiodagua.pt/

 

Em 28 de Janeiro de 2002, aos 94 anos, Astrid Anna Emilia Lindgren morreu na sua casa em Estocolmo, ao lado de sua filha, Karin.

 

Aí morou desde 1941. E escreveu os seus 41 livros ilustrados. Ao saber da notícia, milhares de fãs foram até a residência, levando flores e velas.

 

astrid-lindgren-pippi-1968.jpg

 

Astrid Lindgren e pequena actriz

no papel de Pippi das Meias Altas, 1968

 

Saber +

 

Astrid Lindgren, autora da inesquecível personagem Pippi das Meias Altas, tem 165 milhões de livros vendidos, em 107 línguas e 77 países. Segundo a lista da UNESCO, é 18a autora mais traduzida do mundo.

 

 

 

O livro deu origem a uma série de televisão com o mesmo nome (1969), com adaptação do texto de Astrid Lindgren. Passou na televisão portuguesa uns anos mais tarde, em três temporadas. Está disponível em DVD

 

astrid-lindgren-book.jpeg

 

Astrid Lindgren’s Bullerbyboken 

(Byllerby Book), Jamtli, CC BY-NC-ND

https://www.europeana.eu/

 

Astrid Lindgren foi uma incansável lutadora pelos direitos humanos e pelos direitos das crianças, dos animais, da preservação da natureza, da literatura infantil e da paz, levando à mudança de muitas leis suecas.

 

astrid-lingdern-pippi- livro-sueco1.jpeg

 

Pippi Längstrump

Astrid Lindgren, 1945

https://en.wikipedia.org/

 

Pippi das Meias Altas, a garota sardenta, de cabelos ruivos e tranças, foi criada em 1941, a pedido da filha Karin, que estava doente e não podia ir à escola. O nome do livro foi escolhido por Karin.

 

astrid-lingdern-pippi- livro-sueco.jpg

 

Pippi das Meias Altas/ Pippi Longstocking

Astrid Lindgren

https://www.astridlindgren.com/

 

Pippi das Meias Altas:

 

Astrid fez o que poucos se atreveram na sua época. Muito antes dos direitos das mulheres, ela inventou uma personagem que podia tudo: tinha toda a força do mundo, enfrentava ladrões, fugia de polícias, vivia sem os pais – apenas com seu cavalo e um macaquinho –, era independente, ousada e muito confiante.

 

 

astrid-lindgren-pippi-livro2a.jpg

 

Pippi Longstocking, ebook

Astrid Lindgren

https://www.penguinrandomhouse.com/

 

Pippi das Meias Altas, a menina sardenta, de cabelos ruivos e tranças, criada em 1941, a pedido da filha Karin, quando impedida de tr à escola por estar doente.

Como o nome da personagem já era esquisito, Astrid imaginou que ela não deveria ser muito normal. E assim nasceu a irreverente Píppi. O manuscrito foi recusado pela primeira editora, com medo que o livro fosse uma má influência para as crianças.

 

astrid-lindberg-pippi.jpg

 

Estátua de Pippi Longstocking sentada num muro em frente do Cultural Center D’n Bogerd en Druten, Países Baixos, de Geert Peters

créditos: Hans Barten, Beelden van Gelderland, CC BY

https://www.europeana.eu/

 

Astrid, a menina corajosa e afoita: 

 

De certa maneira, Píppi carrega muito da infância e da coragem de Astrid. A autora nasceu em 14 de Novembro 1907, em uma pequena cidade sueca, chamada Vimmerby. Segunda filha de quatro, cresceu em uma casa vermelha, rodeada de macieiras, como certa vez contou, na propriedade rural chamada Näs.

 

astrid-lindgren-irmas.jpg

 

Astrid Lindgren e irmãos

créditos: Astrid Lindgren Company

https://www.astridlindgren.com/

 

Quando criança, ajudava os pais no trabalho com a fazenda e divertia-se em brincadeiras livres. Ela contava que, aos quatro anos, ao escutar sua primeira história, sentiu algo mágico acontecer na sua vida. Ler e ouvir histórias foi a forma de se transportar para outros mundos, vendo a sua cozinha ser invadida por bruxas, magos e criaturas imaginárias.

 

Entre seus livros preferidos estavam A Ilha do Tesouro (1883), de Robert Louis Stevenson, A Princezinha de Frances Hodgson Burnett (1905) e Papá das Pernas Altas de Jean Webster.

A coleção dos manuscritos originais de Astrid Lindgren na Kungliga Biblioteket, em Estocolmo, foi adicionada à lista de herança cultural da UNESCO em 2005.

 

 

 

Pippi das Meias Altas

Astrid Lindgren

illustração: Lauren Child

https://www.bertrand.pt/

 

Sinopse:

 

Pippi das Meias Altas está de volta, e continua engraçada, arisca e incrivelmente forte! O Tomás e a Anita estão fascinados pela sua nova vizinha, que vive sozinha, acompanhada apenas do seu cavalo de estimação e de um macaco, o Senhor Nelson. Os dois irmãos rapidamente percebem que ela é uma menina mesmo peculiar: ninguém lhe diz o que deve fazer, está sempre metida em sarilhos e peripécias, faz os seus próprios biscoitos e é mais forte do que qualquer outra pessoa do mundo.


Ela é a Pippi das Meias Altas. Vais adorar conhecê-la e viver as suas aventuras extraordinárias!

 

PNL :  Livro recomendado  para o 4º ano de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

 

 

Escritora mundialmente famosa de literatura infantil Astrid Lundgren

com um exemplar de Pippi Longstocking em South Sea in 1995

créditos:  AP Images

 

O Prémio Literário Astrid Lindgren, conhecido como Astrid Lindgren Memorial Award, criado em 2002 pelo governo da Suécia, em homenagem à escritora Astrid Lindgren, foi atribuído este ano à ilustradora sul-coreana, Baek Heena.

 

Havia 240 candidatos de 67 países, entre os quais quatro autores portugueses: Catarina Sobral, Bernardo P. Carvalho, António Jorge Gonçalves e Maria Teresa Maia González.

 

Actividades:

 

  • Ler o livro Pippi das Meias Altas e passar alguns episódios da série televisiva, agora em DVD.

 

  • Solicitar aos alunos curtos textos sobre a personagem Pippi,expressando a sua opinião.

 

  • Reconto da história. 

 

Nota: Apoio para jovens professores do ensino básico

 

A Professora GSouto

 

16.05.2020

Licença Creative Commons

 

Mary Higgins Clark : a rainha do suspense morreu ! Livros

 

 

mary-higgins-clark2.jpg

 

Mary Higgins Clark [1927-2020]

créditos: Mike Derer / Associated Press

via Los Angeles Times

 

"O interesse da literatura de suspense e mistério é universal".

Mary Higgins Clark

 

Mary Higgins Clark, a autora do suspense mais aclamada no mundo pelos seus livros, morreu, ontem, dia 1 de Fevereiro 2020, em Naples, Florida (US).

 

Mary Higgins Clark foi autora de mais de trinta romances que obtiveram um êxito constante, tendo vendido mais de 150 milhões de exemplares dos seus livros em todo o mundo.

 

mary-higgins-clark3.jpg

 

Mary Higgins Clark 

via Wikipedia

https://commons.wikimedia.org/

 

Biografia:

 

Mary Higgins Clark nasceu em Nova Iorque em 1927. Nascida no Bronx,  Nova Iorque, filha de um imigrante irlandês, Luke Higgins, que morreu precocemente, tinha ela 11 anos, cresceu com a mãe e três irmãos (o mais velho teria também uma morte precoce, quando Mary Higgins Clark era ainda pré-adolescente).

 

Viu-se obrigada a trabalhar fora do horário escolar para ajudar orçamento familiar. Num desses empregos, no Shelton Hotel em Manhattan, conviveu com Tennessee Williams que, recordava, estava instalado no quarto mais barato disponível.  

 

Apesar de enviar os seus contos a várias publicações desde os 16 anos, só aos 29 anos, em 1956, viu a sua primeira história publicada — Stowaway, na revista Extension.

 

 

 

Mount Vernon Love, 1969

Mary Higgins Clark

http://maryhigginsclark.com/book/

 

O seu primeiro romance, publicado em 1969, não se inseria ainda no universo em que se viria a especializar. Aspire to the Heavens tinha como protagonistas o primeiro Presidente dos Estados Unidos, George Washington, e a sua mulher, Martha, e revelou-se um fracasso. Mas em 2002, foi reeditado com grande sucesso, com o título Mount Vernon Love.

 

 

mary-higgins-clark-livro1.jpg

 

Onde Estão as Crianças?

Mary Higgins Clark

https://www.bertrand.pt/

 

O estilo que a viria a popularizar revelou-se ao grande público em 1975, quando chegou às livrarias o livro Onde Estão as Crianças? 

 

Sinopse:

 

Nancy fugiu ao sofrimento do seu primeiro casamento, à morte macabra dos dois filhos pequenos, às histórias de capa dos jornais e às chocantes acusações feitas contra si. Mudou de nome, pintou o cabelo e foi viver para outro sítio. Agora, feliz com um novo marido e dois filhos lindos, Nancy sente que pode por fim esquecer a sua história trágica e começar a acreditar em segundas oportunidades. Até que, uma manhã, olha pela janela para ver os filhos, mas encontra apenas uma luva vermelha e percebe que o pesadelo começou do novo…

 

O livro foi adaptado ao cinema em 1986 por Bruce Malmuth. 

 

 

 

Lembra-te !

Mary Higgins Clark

https://www.bertrand.pt/

 

“Lembra-te” - com mais de dois milhões, são alguns dos títulos das suas obras, algumas delas também adaptadas para o cinema e a televisão.

 

Literartura juvenil:

 

Mary Higgins Clark também escreveu alguns livros para adolescentes. No seu primeiro livro para jovens, a autora transporta-os para um tempo  lugares inimagináveis.

 

 

 

Ghost Ship

Mary Higgins Clark

ilustração: Mendell 

http://maryhigginsclark.com/book/

 

A sua obra foi reconhecida com vários prémios, entre os quais a eleição de ‘Grand Master’ dos Edgar Awards 2000 pela Mystery Writers of America, que também lançou um prémio anual com o seu nome.

 

https://mysterywriters.org/

 

Foi presidente da Mystery Writers of America, bem como do International Crime Congress.

 

 

 

De Olhos Postos em Ti

Mary Higgins Clark

https://www.bertrand.pt/

 

Sinopse:

 

Numa pequena cidade, há sempre alguém que vê…

Com quase dezoito anos, o que queremos é mesmo divertir-nos: dançar, rir e namorar. Na ausência dos pais, Kerry Dowling, uma rapariga de dezoito anos, aproveita para organizar uma grande festa em sua casa. Ao início da manhã seguinte, é encontrada sem vida, completamente vestida, no fundo da piscina da família.

Quando a hipótese de acidente é afastada, a família de Kerry tem de se confrontar com a forte possibilidade de ela ter sido morta por alguém do seu círculo mais próximo: o namorado com quem discutiu durante a festa? Jamie, o vizinho da família, que tinha no canto do quarto uma pilha de roupa molhada. Um dos seus colegas? (...)

 

Actividades:

 

A Narrativa : crime/ suspense

 

  • Seleccionar um ou dois livros e colocar à votação dos alunos para leitura autónoma.

 

  • Fazer revisão dos Texto Narrativo. Assinalar as características do romance policial de suspense.

 

  • Solicitar aos alunos que criem um final diferente para o livro lido, em trabalho de grupo.

 

Links úteis:

 

Literatura policial : Colecção Vampiro

https://blogdoscaloiros.blogs.sapo.pt/literatura-policial-coleccao-vampiro-171766

Literatura policial Edith Ngaio Marsh

https://blogdoscaloiros.blogs.sapo.pt/dia-mundial-do-livro-e-dos-direitos-de-134201

J.K.Rowling: Morte Súbita

https://blogdoscaloiros.blogs.sapo.pt/110828.html

 

A Professora GSouto

 

02.02.2020

 

Licença Creative Commons

Top 2019 : os posts mais lidos semestre #2

 

 

elyx-youthday.jpg

 

créditos : Elyx

https://www.facebook.com/ElyxYak/

 

Fazendo a retrospectiva do ano 2019! Tal como usual dos anos anteriores 2015, 20162017 e 2018, e 2019partilho agora o Top dos posts mais lidos de 2019, semestre #2 de BlogdosCaloiros.

 

Recursos educativos digitais que serviram de apoio a muitos jovens professores, a alunos ensino básico (6º ao 9º anos), bem como a alunos do ensino secundário.

 

Blogue que teve como objectivo, ao ser criado, introduzir as tecnologias nos currículos escolares de Língua Portuguesa, apoiando, como recurso educativo digital, as competências e aprendizagens de 2005 (ano em que foi criado) e 2009 (ano em que me retirei do ensino presencial).

 

Propostas de actividades de enriquecimento curricular mais informal que passou pela introdução das IT nos currículos escolares, tendo sido um dos primeiros blogs educativos em Portugal.

 

kids-smarpt-notplaying.jpg

 

 

BlogdosCaloiros por que razão? Os meus novos alunos acabavam de entrar para a escola onde leccionava. Eram portanto 'caloiros'. Contou com a participação activa de muitos alunos ao longo desses anos.

 

Desde 2010, tenho continuado com o objectivo pedagógico, agora destinado a apoiar todos os leitores que pretendam alargar conhecimentos, jovens professores que buscam diferentes recursos para introduzir nas suas aulas, estudantes que gostem de aprender mais. E a Internet é o meio que mais frequentam através dos seus smartphones.

 

Os conteúdos contemplam vários temas: literatura, ciência, língua portuguesa, matemática, ambiente, livros, filmes, jogos, cultura, cidadania, e recursos educativos digitais na sua maiora para apoio do ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa.

 

Top dos posts du 2º semestre 2019:


Livros juvenis : Três autores portugueses na Lista da White Raven !

Escolas : Apollo 11 : 50º Aniversário : recursos educativos digitais

Regresso às Aulas : Vejamos 5 importantes alterações !

Animação Portuguesa nas nomeações para os "Annie Awards" : Tio Tomás & Purple

Mês da Biblioteca Escolar : Dia Biblioteca Escolar !

Dia Internacional da Música ? Dia de Festa para a Música !

Bom Halloween ! E apoia os animais com a WWF ! Jogos & quiz !

Livros para ler em férias : Hello LightHouse, ler em Inglês LE

Oh ! Outono chegou ! Ciência & Actividades !

Pausa Férias : Saga Homem-Aranha a caminho do fim ? Afinal, não !

O Sol Também é uma Estrela : livro & filme em tempo de férias

Filatelia : Harry Potter lançados pelos CTT, lembram ?

Natal ! E veio o Inverno !

 

livro-juvenil-coisas-que-acontecem1.jpg

 

Coisas que acontecem

Inês Barata Raposo

ilustração: Susa Monteiro

https://www.bruaa.pt/

 

Post preferido do semestre #2? Acho que tenho dois: Livros juvenis : Três autores portugueses na Lista da White Raven ! E Animação Portuguesa nas nomeações para os "Annie Awards" : Tio Tomás & Purple

 

 

awards-annie-pt.jpg

 

 

montagem: créditos Cinevisão

https://annieawards.org/

 

Por que razão duas publicações favoritas ? Porque a as duas são muito importantes para os autores portugueses. Autores de literatura juvenil e de cinema de animação.

 

A entrada de escritores protgueses  na White Raven ou melhor na International Youth Library considerada a maior dedicada exclusivamente à literatura para crianças e jovens, com quase 600 mil títulos em 130 línguas e idiomas, abrangendo quatro séculos de história,é um facto histórico e incentivador para os autores portugueses de literatura infantil e juvenil. Só prova o valor dos mesmos!

 

 

Internacional Youth Library

https://www.ijb.de/

 

Duas curtas de animação portuguesas nos Annie Awards, também é excelente para os nossos autores que cada vez mais têm maior visibilidade nos certames internacionais. Os Annie Awards são considerados os 'Oscars da Animação'.

 

Entre os nomeados, estão as duas curtas portuguesas. Purple Boy e Tio Tomás Da Contabilidade dos Dias na categoria Best Short Subject.

 

Vamos estar atentos! No dia 25 Janeiro, saberemos que são os vencedores dos Annie Awards 2020. A cerimónia será transmitida live às 7p.m.

 

 

purpleboy-animacao1.jpg

 

PurpleBoy

Alexandre Siqueira

https://festival.curtas.pt/

 

Que o ano 2020, início de uma nova década auspiciosa, apesar das tensões, seja de muito sucesso para todos aqueles que têm a paixão de ensinar e que vêem nos seus alunos, espíritos criativos.

 

Preparar os alunos para um futuro multidisciplinar deve ser uma das funções-chave de todos os professores e das escolas.

 

E não deixem de lutar pelo clima, mas sem faltar à escola! Há muitas acções no dia-a-dia que estão ao vosso alcance!

 

Para os estudantes que visitam BlogdosCaloiros, excelentes resultados académicos.

 

Bom Ano 2020!

 

A Professora GSouto

 

18.01.2020

 

Licença Creative Commons

Mês da Biblioteca Escolar : Dia Biblioteca Escolar !

 

dia-bibilot-escol2019-cartz-rbe.jpeg

 

Mês Intl da Biblioteca Escolar

Vamos Imaginar

http://www.rbe.mec.pt/

 

Celebra-se neste mês de Outubro o Mês Internacional da Biblioteca Escolar. E nada melhor para dar sequência à nossa postagem Livros Juvenis: Três autores portugueses nas Lista White Ravens 2019 livros que abarcam diferentes áreas.

 

Tema 2019:

 

O tema 2019 para o International School Library Month (ISLM) é Let's Imagine, que foi traduzido para Vamos imaginar.

 

A proposta da RBE enquadra-se no tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para o International School Library Month (ISLM) 2019, Let’s Imagine (Vamos imaginar), baseado no tema da conferência da IASL 2019, Convergence – Empowerment – Transformation: School Libraries.

 

Este ano, a International Association of School Librarianship (IASL) convida os participantes a celebrar a ligação entre livros, leitura, bibliotecas escolares e a imaginação.

 

 

mes-bibliot-escol2019-asl.jpg

 

Let's Imagine

International School Library Month 2019

https://www.iasl-online.org/


Fundada no exercício da imaginação, a leitura, no seu sentido mais amplo, como instrumento pode libertar o ser humano da coação e manipulação, estimular  o autoconhecimento, a compreensão crítica dos problemas e das soluções e o diálogo.

 

Convidam-se pois todas as bibliotecas escolares a celebrar o ISLM 2019 através de projetos e atividades para explorar e expressar o tema deste ano, não apenas numa perspetiva simbólica mas de convergência para a reflexão e a ação que os desafios atuais convocam.

 

mes-bibliot-escol2019-agrup-escolas-ermesinde.jpg

 

Cartaz do Agrupamento de Escolas de Ermesinde

https://www.facebook.com/rbeportugal

 

O Mês Internacional da Biblioteca Escolar (ISLM) é uma oportunidade para os professores responsáveis pelas bibliotecas escolares de todo o mundo escolherem em Outubro, um dia, semana, ou até um mês inteiro para celebrar a importância das bibliotecas escolares e para celebrar tudo o que de bom podemos nelas encontrar.

 

A Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) escolheu dia 28 de Outubro para celebrar  Dia Nacional da Biblioteca Escolar, integrado no Mês Internacional da Biblioteca Escolar.

 

A RBE lança, como é hábito, um conjunto de  iniciativas que pretende suscitar nas crianças e adoloescentes "a inquietação, a tomada de consciência e o compromisso em relação a si próprios, à comunidade e ao planeta."


Para o efeito, propõe diversas situações reais, no âmbito da mobilidade sustentável (humana, científica, tecnológica, geográfica…), que exigem, por parte de cada um e de todos, uma acção refletida, urgente e continuada.

 

 

dia-bibilot-escol2019-cartz.jpg

 

 

créditos: Rede Bibliotecas Escolares Póvoa de Varzim

https://ebaveromar.com/

 

Actividades educativas:

 

Dinâmicas educativas ou jogos de aprendizagem significativos, interativos e práticos, nos quais os jovens são os protagonistas e são desafiados a:

 

  • Levantar problemas a respeito dos contextos em que vivem e que os preocupam;
  • Tomar consciência dos próprios pontos de vista;
  • Formar uma opinião com base nas opiniões uns dos outros;
  • Tomar a iniciativa;
  • Intervir na comunidade de modo colaborativo;


Propõem-se atividades de aprendizagem não formal e informal que tenham significado para os jovens e que gerem ou reforcem, no grupo e na comunidade, laços de pertença, empatia e resiliência.

 

Inscrição:

inscrição nas atividades deverá ser feita em regime de voluntariado (pelo professor bibliotecário).

http://www.rbe.mec.pt/np4/2379.html

 

 

dia-bibilot-escol2019-cartz-abrant.jpg

 

Biblioteca António Botto

Abrantes

 

Porquê?


E porquê no âmbito da mobilidade sustentável? Porque esta é uma oportunidade para:


  • Aprofundar capacidades de aprendizagem informal (leitura autónoma e autoformação);
  • Reforçar as relações entre os agentes da comunidade e os cidadãos;
  • Fomentar uma visão crítica a respeito do consumo excessivo.


A RBE gostaria que todas as bibliotecas escolares se associassem a esta comemoração, nomeadamente no Dia da Biblioteca Escolar, adaptando o Programa proposto aos desafios e condições dos diversos territórios, para que, em tempo real, todos possam partilhar estas visões e experiências da Rede.

 

"Ler muito é um dos caminhos para a originalidade; uma pessoa é tão mais original e peculiar quanto mais conhecer o que disseram os outros."

Miguel Unamuno


A Professora GSouto

 

26.10.2019

 

Licença Creative Commons

Livros para ler em férias : Hello LightHouse, ler em Inglês LE

 

 

lighthouse-book1a.jpg

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

As férias começaram. E muitos alunos partem de férias com família ou em grupo de amigos.

 

Praia e costa são dos destinos mais procurados para usufruir do mar. Eis um livro que pode levar à descoberta de faróis.

 

O livro pareceu-nos uma bela homenagem a todos os que, de forma bem solitária, durante anos, dedicaram a vida a guardar e a assegurar o funcionamento daquelas "casas de luz".

 

 

lighthouse-book6.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Hello Lighthouse é um livro ilustrado escrito e ilustrado pela autora e ilustradora australiana, radicada nos Estados Unidos, Sophie Blackall. Sophie Blackall já ilustrou mais de 30 livros para crianças e adolescentes.

 

Podem conhecer um pouco mais sobre Sophie Blackall, biografia e bibliografia aqui

 

 

lighthouse-book-autora.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

créditos: Matt Carr

 

O livro parece-nos uma bela homenagem a todos os que, de forma bem solitária, durante anos, dedicaram a vida a guardar e a assegurar o funcionamento daquelas "casas de luz".

 

O livro conta a história de um farol e seu último faroleiro. Foi galardoado Janeiro, com a Medalha Caldecott 2019 pelas ilustrações. 

 

"“Children will delight in immersing themselves in the captivating discoveries each new look at Hello Lighthouse will bring."

 

Caldecott Medal Committee Chair Mary Fellows

 

Esta é a segunda vez que Blackall vence a Caldecott Medal. Em 2016, foi distinguida com Finding Winnie : The True Story of the World's Most Famous Bear, um livro que já conhecem.

 

Lembram quando escrevi sobre Winnie  e a sua verdadeira história?

 

 

lighthouse-book-winnie.jpg

 

 

Finding Winnie: The True Story of the World’s Most Famous Bear

Lindsay Mattick

illustration: Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Será que,  um destes dias,  atravessam o oceano, e chegam a Portugal? Em Português, claramente!

 

 

lighthouse-book8.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Visitar um farol por dentro significa viajar no tempo e imaginar  a vida daqueles que viveram confinados a espaços tão pequenos e isolados. Entendemos as rotinas dos seus guardiões, conhecemos os espaços onde passavam os dias e as noites, onde dividiam a vida com as famílias. Uma vida contada ao pormenor no diário de bordo de cada faroleiro.
 

 

 

lighthouse-book7.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Temos assim, uma visita guiada por Sophie Blackall, magnificamente ilustrada e bem documentada. As rotinas e os factos relatados revelam a dimensão da abnegação destes guardiões e das suas famílias, não deixando ninguém indiferente.
 
 
A chegada de um novo faroleiro, os alteralões e ajustes que faz, a solidão de um tempo que custa a passar, a chegada da mulher, o nascimento do filho, as estações do ano...são detalhes descritos primorosamente por Blackall, que nos faz viver cada um deles de forma singular.
 

 

 

 

 

Actividades férias:

 

Ler nas férias, é uma belíssima actividade para os estudantes. Desta vez, em Inglês, língua estrangeira I que só desenvolverá as suas capacidades de compreensão e alargamento de vocabulário.

 

 

lighthouse-book9.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Synopsis (English):

 

"Hello Lighthouse is a beautifully rendered story about a lighthouse keeper and the ins and outs of his daily life. The illustrations truly lift the story to another level, allowing readers to gather information from both the words and images to make meaning. It is sure to be a book that children return to again and again!"

 

 

lighthouse-book10.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Objectivo: 
 
 
Inglês, ler, estratégias de leitura (leitura autónoma, férias).
 
 
Níveis curriculares:
 
 
5º/6º ano ensino básico
 
 
A Professora GSouto
 
 
01.07.2019
 
 
Licença Creative Commons

 

A Narrativa : Guerra dos Tronos : Série 8 capítulo 4

 

 

game-of-thrones-pt1.jpg

 

 

Guerra dos Tronos | Game of Thrones

série 8, capítulo 4

https://hboportugal.com/series/

 

Todos assistiram segunda-feira, de madrugada, ao capítulo 4 da 8ª série da sequela Guerra dos Tronos, universalmente conhecida por Game of Thrones, estou certa. E ontem foram para as aulas todos ensonados.

 

Eu só vi ontem à noite. Mas já sabia todas as novidades... com e sem spoilers. 

 

 

 

 

Todos sabemos, que a série 8 começou a nível mundial, Estados Unidos e Portugal simultâneamente (com um ligeiro atraso devido  'a avaria' (?). Este foi o teaser de lançamento da HBO em Portugal.

 

A Guerra dos Tronos é essencialemente uma sequela de jogos de poder, de como o poder pode corromper. Baseada na obra de George R.R. Martin

 

 

game-of-thrones-livros.jpg

 

 

Sequela Guerra dos Tronos

George R.R. Martin

https://www.fnac.pt/

 

A Narrativa:

 

O poder é, para a maioria das personagens, tudo. Seja o poder sobre a pessoa amada, sobre um exército ou sobre um povo, a Guerra dos Tronos relata, acima de tudo, as conversas tidas antes da acção.

 

Do que se conspira antes de ser realizada. Dos apertos de mão, e dos olhares cínicos ou furiosos. O poder é, para a maioria das personagens, tudo. A narrativa da Guerra dos Tronos  desenrola-se assim. Entre momentos de pausa e momentos de acção narrativa.

 

A localização espácio-temporal? Interessante estudar!  São vários os países em que foi filmada: Marrocos, Irlanda, Espanha, são alguns deles. 

 

 

 

 

Então, depois da terrível e mortífera batalha do capítulo 3,  o capítulo 4 começou com a homenagem aos caídos. O episódio começa em Winterfell, logo após o término da batalha.

 

Jon Snow faz um discurso sobre a importância de lembrar aqueles que morreram e os sobreviventes despedem-se dos mortos, nos quas se inclui Sor Jorah Mormont, Lyanna Mormont, Edd Doloroso e Theon Greyjoy.

 

 

games-of-thrones-pt3.jpeg

 

 

Daenerys chora morte de Sor Jorah Mormont

Guerra dos Tronos, capítulo 3

https://hboportugal.com/series/

 

E, quando chegou ao final ao episódio, ficámos em King’s Landng, com as tropas de Cersei e Daenerys a postos para se enfrentarem.

 

É por isso que a conversa entre Tyrion e Varys, já perto do final deste quarto episódio (já só faltam dois!), tem que prender a atenção de todos os fãs da Guerra dos Tronos.

 

 

 

 

Varys: Servi tiranos a maior parte da vida. Todos falam de destino.

 

Tyrion: Ela é uma rapariga que entrou no fogo com três pedras e saiu com três dragões. Como pode não acreditar no destino?


Varys: Talvez seja esse o problema. Convenceu-se de que tinha de nos salvar.


Tyrion: E como sabeis que não tinha?

 

A conversa principia depois de uma reunião em que se decide qual o plano para atacar Cersei e o Porto Real. A reunião tem lugar depois de Daenerys ver Euron Greyjoy matar-lhe um dragão e raptar a sua melhor amiga Missandei.

 

 

game-of-thrones-pt6.jpeg

 

 

Missandai, Daenerys, Varys

Guerra dos Tronos, capítulo 4

https://hboportugal.com/

 

Daenerys e Grey Worm querem invadir a cidade, mas Tyrion e Varys dizem-lhes que é um erro. Uma invasão poderá causar milhares de mortes inocentes. A certa altura, Daenerys pergunta a Varys se ele acredita que estamos neste mundo por alguma razão, afirmando que a dela é “libertar o mundo de tiranos”, uma vez que é esse o seu destino. E esse destino será cumprido “a todo o custo”.

 

Nesse diálogo, temos tudo aquilo que nos aproxima de uma série passada num universo imaginário de sete reinos, com gigantes, feiticeiras e dragões. Com muita crueldade à mistura. 

 

Ao quarto episódio da sua última temporada, a Guerra dos Tronos presenteou-nos então com um episódio que fez as delícias dos amantes da sequela: jogos de poder, intriga, reviravoltas, amores proibidos, corações partidos, mortes inesperadas. É isto a Guerra dos Tronos.

 

Mas, atenção! Houve um pormenor que, mais do que os acontecimeentos inesperados e chocantes do quarto episódio da última temporada de Game of Thrones, uma imagem nos chamou a atenção! Algo que nada tem a ver com a história da série. Um copo de latte de uma marca que todos nós bem ceonhecemos. E bem real e actual!

 

 

game-of-thrones-pt2.jpg

 

Daenerys e copo de latte

Guerra dos Tronos, capítulo 4

https://hboportugal.com/series/a-guerra-dos-tronos/temporada-8

 

Pois é! Muitos fãs reparam no 'paradoxo' e foram para as redes sociais postar imagens da cena em que o copo aparecia ao lado de Emilia Clarke, atriz que interpreta Daenerys Targaryen.

 

A HBO reagiu confirmando que a presença do copo foi um erro dizendo, em tom de brincadeira, que Daenerys, na realidade, tinha pedido um chá em vez de café. A própria marca internacional postou no Twitter:

 

"TBH we're surprised she didn't order a Dragon Drink."

 

O 'intruso' já foi apagado da série através de tecnologia. Se for rever o episódio, o copo já não vai aparecer. Eh eh!

 

Mais uma vez, os admiradores utilizaram as redes sociais, principalmente o Twitter, para mostrar que estão aentos e acusaram a produção de ter cometido um descuido, uma vez que o objecto não se enquadra na época que o autor pretende representar. 

 

Os telespectadores de todo o mundo já habituaram a Internet a tornar alguns dos momentos mais divertidos da história em 'memes', que se acabam por tornar virais.

 

 

 

 

Bom, mas os últimos minutos foram muito dramáticos com  a morte de Missandei. Todos ficámos muito chocados. E há muitos fãs que repudiam a frieza da  rainha Cersei, apesar de Tyrion lhe ter implorado que não a sacrificasse. 

 

 

game-of-thrones-pt4.jpg

 

Daenerys

Guerra dos Tronos, capítulo 4

https://hboportugal.com/series/

 

E esta foi a última imagem que vimos do episódio 4 da oitava série. Uma Daenerys sofrida, com desejo de uma vingança dura.

 

Após a carnificina da batalha do episódio 3 contra o Night King, esperava-se uma pausa de morte e da destruição. Mas não em Game of Thrones com seu desejo de matar as personagens mais amadas quando menos esperamos.

 

A indignação que começou na semana passada com o tratamento insensível dos Dothraki atingiu agora o auge com horrorosa, dolorosa morte de Missandei. vamos aguadar pelo capítulo 5 que não deve ser menos violento.

 

A Guerra dos Tronos apaixona meio mundo. Mas, não tem a ver com gigantes, feiticeiras e dragões. Ultrapassa de longe a crueldade de Hunger Games. E nada tem a ver, agora que podemos comparar, com O Senhor dos Anéis.

 

Tem a ver com a forma como o mundo que a sequela retrata, não é muito diferente do nosso. Também como aceitamos (ou não) o destino, e as escolhas que fazemos. Veremos nos dois capítulos finais...

 

Actividades:

 

  • Se estão a ler a sequela, não esqueçam de fazer uma análise crítica da narrativa original e da narrativa ficcionada na série televisiva.

 

  • Se ainda não, é altura de começar a ler. Só enriquecerá o estudo da Narrativa que faz parte dos conteúdos curriculares.

 

  • Não esquecer de ler a biografia e bibliografia de George R.R. Martin. Bem como entrevistas do autor sobre a adaptação da sua obra à sequela televisiva.

 

A Professora GSouto

 

07.05.2019

 

Licença Creative Commons

 

Dia Internacional da Língua Materna & Ano Internacional das Línguas Índígenas

 

interntional-mother-language-day2019.jpg

 

Dia Internacional da Língua Materna 2019*

https://en.unesco.org/

No dia 21 de Fevereiro celebra-se o Dia Internacional da Língua Materna. Esta efeméride foi proclamada pela UNESCO em 1999 e reconhecida formalmente pela Assembleia Geral das Nações Unidas; o episódio que lhe deu origem remonta a 1948.

 

Ao comemorar o Dia Internacional da Língua Materna pretende-se proteger todas as línguas faladas no Mundo, honrando tradições culturais e respeitando a diversidade linguística. Estima-se que metade das quase 7000 línguas faladas no Mundo esteja em risco de desaparecer; ora, como alerta, Directora-Geral da UNESCO, a perda de línguas empobrece a Humanidade.

 

O Dia Internacional da Língua Materna é observado desde Fevereiro de 1999 e promova a diversidade línguistica e cultural, bem como o multilingualismo

 

 

dia-lingua-materna2019.jpg

 

 

créditos: Autor não identificado

via Google Imagens

 

Saber +

 

Em 1948, o Governo do Paquistão (hoje Bangladesh) declarou o urdu como única língua oficial para todo o território. No entanto, a maioria de falantes tinha como língua materna o bengali, e por isso houve protestos.

 

Em 21 de Fevereiro de 1952, em Dhaka, durante uma manifestação em defesa do reconhecimento do bengali, estudantes universitários e activistas enfrentaram forças policiais. E muitos foram mortos enquanto protestavam pelo reconhecimento da sua língua - o bengalês - como um dos dois idiomas oficiais do então Paquistão.

 

dia-lingua-materna2019a.jpg

 

créditos: Autor não identificado

via Google Imagens

 

Língua Materna

 

A língua materna estrutura-nos, é a nossa raiz, individual e grupal. Aprendemo-la na infância, crescemos com ela e vamos intuindo (e ajuizando sobre) o funcionamento dela. Comunicamos, pensamos, sentimos, criamos com e pela língua materna; ela é sinónimo de identidade cultural.

 

A língua portuguesa tem cerca de 250 milhões de falantes.

 

 

dia-lingua-materna2019e.jpg

 

 

Crianças sírias em sala de aula campo refugiados norte de Gaza

créditos: UN Photo/Eskinder Debebe

http://www.un.org/

 

Mensagem:

 

Nesta 20ª edição do Dia Internacional da Língua Materna, é importante lembrar que todas as línguas maternas contam e são essenciais para construir a paz e apoiar o desenvolvimento sustentável.

 

A língua materna é essencial para a alfabetização, porque facilita a aquisição de competências básicas de leitura, escrita e contar nos primeiros anos de escolaridade. Essas competências são a base do desenvolvimento pessoal.

 

A língua materna é também uma expressão única da nossa diversidade criativa, uma identidade e uma fonte de conhecimento e inovação. Ainda há muito a fazer. A língua de ensino raramente é a língua materna dos alunos nos primeiros anos de escolaridade.

 

Segundo a UNESCO, "cerca de 40% dos habitantes do mundo não têm acesso à educação na língua que falam ou compreendem".

 

Audrey Azoulay, Directora-geral UNESCO

 

indigenous-people-languages-year2019a.jpg

 

https://en.iyil2019.org/

 

2019 é o Ano Internacional das Línguas Índigenas.  Será comemorado pela UNESCO e seus parceiros ao longo do ano de 2019.

A UNESCO lançou um site exclusivo para o IYIL2019, que contribuirá para a conscientização da necessidade urgente de se preservar, revitalizar e promover as línguas indígenas no mundo.

 

 Ir longe:

 

Actualmente, existem por volta de 6 000 a 7 000 línguas no mundo. Cerca de 97% da população mundial fala somente 4% dessas línguas, e somente 3% das pessoas do mundo falam 96% de todas as línguas existentes. A grande maioria dessas línguas, faladas sobretudo por povos indígenas, continuarão a desaparecer em um ritmo alarmante. Sem a medida adequada para tratar dessa questão, mais línguas se irão perder, e a história, as tradições e a memória associadas a elas provocarão uma considerável redução da rica diversidade linguística em todo o mundo.

 

Recursos:

 

No site oficial do Ano Internacional das Línguas Índigenas, podem encontrar informações sobre os planos para celebrar o IYIl 2019: acções e medidas a serem tomadas pela academia - escolas e universidades.

 

 

dia-lingua-materna2019f.jpg

 

 

Actividades:

Convidar alunos a :

 

  • Fazer uma pesquisa sobre línguas índigenas por exemplo dos Palop: Cabo Verde Guiné, Angola, Moçambique, outros, como Macau;

 

  • Se tem na sua turma alunos oriundos de um destes países, ou alunos migrantes acolhidos no nosso país, solicitar que eles se exprimem na sua língua materna, numa apredizagem multilimguísitca  na sala de aula;

 

 

miacouto-livro.jpg

 

 

O Beijo da Palavrinha

Mia Couto

editora Caminho

https://www.bertrand.pt/

 

  • Apronfundar o conhecimento de escritores como Mia Couto que tem participado no desenvolvimento do multiliguismo ao introduzir vocábulos em crioulo nas suas obras;

 

Nota: Livro recomendado 4º ano, leitura autónoma;

 

 

miacouto-livro2a.jpg

 

 

Mar me quer

Mia Couto

ilustração João Nasi Pereira

editora Caminho

https://www.wook.pt/

 

Nota: Livro recomendado 8º ano, leitura orientada.

 

 

  • Seguir no Twitter o hashtag #IMLD2019 em línguas estrangeiras curriculares: Inglês, Francês, Espanhol, Alemão;

 

  • Publicar tweets (conta escolas) elaborados pelos alunos a propósito do Ano Internacional das Línguas Índigenas e do multilinguismo;

 

  • Publicar tweets na língua materna - Português - acrescentando a en ajoutant hashtag #JILM2019;

 

Ao longo de 2019, poderão seguir todos os eventos do  Ano Internacional das Línguas Índigenas no site oficial. E por que não partilhar algumas das Actividades mais interessantes desenvolvidas nos currículos sobre esta temática.

 

Os alunos poderão descobrir recursos, vídeos, imagens e outros, e aproveitar a rica variedade de actividades.

 

A Professora GSouto

 

21.02.2019

 

* O Poster do Dia Internacional da Língua Materna não estar disponível em Português.

 

Licença Creative Commons

 

Escolas : Winnie the Pooh : conheces a verdadeira história ? Recursos

 

 

winnie-the-pooh8a.jpeg

 

 

illustração 'For a long time they looked at the river beneath them'

capítulo 6 do livro 'The House At Pooh Corner'

AA Milne, 1926

https://www.bbc.co.uk/

 

A ilustração 'For a long time they looked at the river beneath them' faz parte do capítulo VI intitulado 'Pooh invents a new game and Eeyore joins in' do livro 'The House At Pooh Corner' do escritor AA Milne,  publicado em 1928. Foi leiloada em 2014.

 

Talvez não saibas que Winnie the Pooh também já completou 90 anos! Mas já foi em 2016. 

 

 

winnie-the-pooh5.jpg

 

 

Winnie

true Story of the Bear who

Inspired Winnie-the-Pooh

Sally M. Walker

illustration: Jonathan D. Voss

https://www.amazon.com.mx/

 

Sabias que Winnie the Pooh foi inspirado numa ursa? Pois é! A revelação é feita por Lindsay Mattick, autora do livro ‘Finding Winnie: The True Story of the World’s Most Famous Bear’ publicado em 2015. Não há publicação traduzida em Portugal. Apenas no Brasil.

 

 

winnie-the-pooh1.jpg

 

 

Finding Winnie: The True Story of the World’s Most Famous Bear

Lindsay Mattick

illustration: Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Na obra, a escritora canadiana conta a história do seu bisavô, Harry Colebourn, um veterano da Primeira Grande Guerra que decidiu ir viver para Londres para tratar de cavalos do exército.

 

Quando ia apanhar o comboio, Harry viu uma pequena ursa presa a um poste. O homem decidiu salvá-la, levá-la para Inglaterra e dar-lhe o nome Winnie, o diminutivo de Winnipeg, a sua terra natal no Canadá.

 

 

winnie-the-pooh4.jpg

 

 

Harry Colebourn & real Winnie bear

créditos: Library and Archives Canada

https://en.wikipedia.org/

 

Harry manteve Winnie a ser lado até partir para França. Sabendo que a ursa não podia viajar com ele, o homem decidiu entregar Winnie ao jardim zoológico de Londres.

 

Apesar de Colebourn ter deixado a ursa para trás, Winnie esteve muito pouco tempo sozinha. Um menino chamado Christopher Robin ia várias vezes ao zoo visitá-la. Gostava tanto do animal que até decidiu mudar o nome do seu urso de peluche de Edward para Winnie.

 

 

winnie-the-pooh3a.jpg

 

 

 AA Milne/ Christopher Robin & Pooh Bear, 1926

créditos: Alamy

https://www.theguardian.com/books/

 

Quem era o pai de Christopher Robin? O escritor A. A. Milne, autor das histórias que se ‘vividas’ no Bosque dos 100 Acres por Winnie the Pooh, Piglet e os seus amigos. 

 

 

winnie-the-pooh7.jpg

 

 

Harry Colebourn & a ursa Winnie

Winnie-the-Bear statue in Assiniboine Park Zoo

 Winnipeg, Manitoba, Canada

https://en.wikipedia.org/wiki/

 

No Canadá existe mesmo a estátua em tamanho real de Harry Colebourn e a ursa Winnie no Park Zoo Winnipeg.

 

Em Agosto 2018, segundo um jornal inglês, ficamos a saber que os fãs de Winnie the Pooh podem explorar os locais reais que inspiraram as histórias de A.A. Milne. Wow!

 

Milne começou a escrever livros infantis depois de ver o filho, Christopher Robin, a brincar na floresta perto da sua casa de campo em Ashdown Forest, em East Sussex, Inglaterra.

 

 

winnie-the-pooh-film1.jpg

 

 

Ashdown Forest, East Sussex, Inglaterra

Goodbye Christopher Robin

Simon Curtis, 2017

https://www.imdb.com/

 

Para aqueles que querem participar na aventura, o jornalista recomenda caminhar a partir da aldeia de Nutley.

 

Os locais nessa área que inspiraram lugares dos livros incluem o Bosque dos Quinhentos Acres (conhecido como o Bosque dos Cem Acres no mundo de Pooh) e o Gill’s Lap (conhecido como Galleon’s Lap nas histórias).

 

 

 

 

Ir + longe:

 

Em 2017 o filme Goodbye Christopher Robin, foi baseado na relação do escritor AA Milne e seu filho, Christopher Robin, e como tudo isso se tornou inspiração para Wnnie the Pooh.

 

Goodbye Christopher Robin é um filme baseado na verdadeira história do escritor que criou o Winnie the Pooh, um dos mais apreciados contos infantis.

 

 

winnie-the-pooh-film.jpg

 

 

Goodbye Christopher Robin

Simon Curtis, 2017

https://www.imdb.com/

 

Sinopse:


O filme tem lugar depois da 1ª Guerra Mundial e acompanha a vida de A.A. Milne e do seu filho, enquanto criam o mundo encantado do Winnie the Pooh, que ajudou a afastar a tristeza do pós-guerra.

 

Não sei passou em Portugal. Quem sabe poderás descobrir?

 

Actividades:

 

“A day without a friend is like a pot without a single drop of honey left inside.”


Winnie-the-Pooh

 

  • Ver o vídeo do filme em sala de aula e explorar com apoio de fichas pedagógicas;

 

  • Ler citações dos livros de Winnie the Pooh (Inglês) aqui e soliciar aos alunos a tradução em Português.

 

  • Seleccionar as melhores traduções e fazer um Jornal de Parede.

 

A Professora GSouto

 

29.01.2019

 

Licença Creative Commons

 

Top posts mais lidos 2018 : semestre #2

 

 

mindfulness3.jpg

 

 

Mindfulness

crédito: Autor não identifcado

 

Continuando a retrospectiva do ano 2018, desta vez semestre #2. Tal como já fiz em anos anteriores, 2015 e 2016, 2017, partilho então o Top dos posts mais lidos de 2018 #semestre2 de BlogdosCaloiros.

 

BlogdosCaloiros que teve como objectivo, ao ser criado, introduzir as tecnologias nos currículos escolares de Língua Portuguesa e apoiar, como recurso educativo digital, as competências e aprendizagens de 2005 (ano em que foi criado) e 2009 (ano em que me retirei do ensino presencial). O BlogdosCaloiros (assim denominado porque os alunos eram caloiros naquela escola) contou com participação activa de muitos alunos ao longo desses anos.

 

Os conteúdos contemplam vários temas: literatura, ciência, língua portuguesa, matemática, ambiente, livros, filmes, jogos, cultura, cidadania, e recursos educativos digitais na sua maiora para apoio do ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa.

 

 

hugcartoon-huffpost.jpg

 

 

créditos: Autor não identificado

via Google Images

 

Dia Internacional da Rapariga : Uma nova geração de raparigas preparadas !

Mickey Mouse : 90 anos ? História & recursos do mítico rato !

Parques temáticos da Disney ? Google Street View ? Wow ! E não só !

Tailândia : Resgate grupo de jovens e tutor, presos numa gruta, sobrevivem graças à meditação

Louisa-May Alcott : Mulherzinhas, 150 Anos !

Visitas de Estudo : O Que de Verdade Importa, um filme solidário

Pausa Férias : História do Rock ? Um livro para filhos e pais !

Mês da Biblioteca Escolar : Eu amo a biblioteca escolar ! Actividades

Dia Mundial dos Professores : Direito à Qualificação dos Professores

Escolas : Dia Internacional da Música : Selos comemorativos, recursos

Livros : Oceanos & Plástico ? Vamos ser activos ? Como fazer ?

Actividades Halloween : Jogos & filmes

Fábulas Recortadas ? Uma nova colecção a conhecer pelos mais novos !

 

 

 

o-que-de-verdade-importa-poster-pt.jpg

 

 

O Que de Verdade Importa/ The Healer

Paco Arango, 2017

 https://www.imdb.com/

 

O meu crush do semestre #2 ? Visitas de Estudo : O Que de Verdade Importa, um filme solidário. Por que razão?  Porque o cancro é uma doença que atinge cada vez mais crianças e adolescentes.

 

O Que de Verdade Importa, tradução de The Healer, realizado por Paco Arango, esteve nas salas de cinema portuguesas durante o mês de Setembro 2018, e suponho que Outubro também.

 

Um filme solidário que contribuiu para apoiar milhares de crianças com cancro nos países onde oi exibido, através da colaboração com diferentes ONG’s.

 

 

 

 

Uma causa pessoal, a do cineasta espanhol Paco Arango, que apoia pacientes infanto-juvenis com cancro através de sua Fundação Aladina.

 

Dedicado ao actor Paul Newman que também tinha uma organização de auxílio à crianças vítimas desta doença,  The Hole in the Wall Gang Camp, fundada em 1988.

 

O campo onde "todas as crianças, independemente da sua doença, poderia experienciar o espírito da transformação e a amizade que andam de mãos dadas no campus".

 

 

 

O realizador Paco Arango faz voluntariado junto de crianças com cancro e os lucros mundiais do filme revertem a favor de instituições que apoiam quem sofre de cancro, sobretudo crianças e adolescentes. Potenciar e dar tempo de vida a estes jovens doentes, pensar que a humanidade é uma familia e deixar o mundo um pouco melhor do que o encontramos,é o seu objectivo.

 

 

o-que-de-verdade-importa1.jpg

 

 

O Que de Verdade Importa/ The Healer

Paco Arango, 2017

 https://www.imdb.com/

 

Milhões de espectadores assistiram ao filme em Espanha, México, Colômbia, Brasil, Costa Rica, El Salvador, Panamá e Guatemala. 
 
 
Em Portugal, embora se mamtivesse basatante tempo em salas comerciais, não obteve talvez, pr falta de maior divulgação, ou até informação direccionada para as escolas. 
 
 
As receitas do produtor reverteram para a nova Unidade de Transplante de Medula do IPO de Lisboa.  Foi o primeiro filme 100% positivo e solidário. 
 
 
 
 

o-que-de-verdade-importa2.jpg

 

 

O Que de Verdade Importa/ The Healer

Paco Arango, 2017

 https://www.imdb.com/

 

 
Actividades:
 
 
 
As escolas, através das suas mediatecas escolares, poderão adquirir este filme em DVD para ser exibido em sessões de sensiblização dos estudantes para esta doença que muitas vezes atinge seus amigos ou familiares.
 
 
Uma aprendizagem de vida, para além de um acto de solidariedade, dado que professores, alunos e comunidade escolar poderão angariar fundos que entregarão ao IPO do Porto ou Lisboa.
 
 

Que 2018 continue a ser um excelente ano para alunos e professores. E todos aqueles que têm a paixão de ensinar e que vêem nos seus alunos, espíritos criativos. Preparar os alunos para o futuro multidisciplinar deve ser uma das funções-chave de todos os professores e das escolas.

 

Para os estudantes que visitam BlogdosCaloiros, excelentes resultados académicos. E não esquecem! Sejam solidários. Abracem uma causa.

 

Bom Ano 2018!

 

A Professora GSouto

 

18.01.2018

 

Licença Creative Commons

 

* Fonte: crédito vídeo 2 Fundación Aladina