Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Parabéns José Mauro de Vasconcelos : livros

 

 

Google Doodle 95ª Aniversário de José Mauro Vasconcelos

https://www.google.com/doodles/

 

Jose Mauro de Vasconcelos, escritor brasleiro conhecido das nossas aulas de Lingua Portuguesa, é hoje homenageado pela Google com um Doodle encantador. Goodle celebra assim o 95° aniversário do famoso escritor brasileiro.

 

Saber +

 

O escritor, nasceu em 26 de Fevereiro 1920, no Rio de Janeiro, era filho de uma família portuguesa que emigrou para São Paulo. Como seus pais tinham poucos recursos, José Mauro teve que ir morar com seus tios para o Rio Grande do Norte, em Natal.

 

Já adulto, entrou na Faculdade de Medicina da capital potiguar, mas abandonou o curso no segundo ano e voltou ao Rio de Janeiro em busca de melhores oportunidades.

 

 

José Mauro Vasconcelos

 https://1.bp.blogspot.com/

 

De volta a sua cidade natal, José Mauro trabalhou nas mais diversas áreas: foi carregador, instrutor de boxe e garçom, até conseguir uma bolsa de estudos na Espanha.

 

Desanimado com a vida académica, abandonou os estudos após uma semana e decidiu viajar pela pela Europa.

 

Junto com os irmãos Villas-Bôas, o escritor atravessou a região do Araguaia, onde conheceu o ambiente e lutou pelos índios. 

 

 

 

Meu Pé de Laranja Lima

José Mauro de Vasconcelos

 http://static.fnac-static.com/

 

Em 1942, estreou-se na carreira literária com o livro "Banana Brava", que reflecte sobre o mundo dos homens do garimpo. A seguir veio "Rosinha, Minha Canoa" de 1962, o seu primeiro sucesso.

 

 

josemaurovasconcelos2.jpg

 

Rosinha, minha Canoa

José Mauro de Vasconcelos

http://images.portoeditora.pt/

 

Rosinha, a canoa, leva Zé Orocó pelas águas do Rio Araguaia, nos sertões de Goiás, transportando-o por um mundo onde quem manda é a mãe natureza. ...

 

 

josemaurovasconcelos4.jpg

 

Rosinha, minha irmã Canoa

José Mauro de Vascnocelos

https://fbcdn-sphotos-a-a.akamaihd.net/

 

 

 

Meu Pé de Laranja Lima

José Mauro de Vascnocelos

https://m1.behance.net/

 

Mas o livro que lhe daria fama foi "Meu Pé de Laranja Lima", publicado em 1968. A obra é baseada em experiências pessoais de José Mauro de Vasconcelos e retrata o choque sofrido na infância com as bruscas mudanças da vida.

 

 

 

 

 

Ir + longe:

 

José Mauro de Vasconcelos tinha como principal característica o facto de escrever livros rapidamente. "Meu Pé de Laranja Lima", por exemplo, foi escrito em apenas doze dias.

 

E é precisamente este livro, Meu Pé de Laranja Lima que lemos tantas vezes nos curriculos de Língua Portuguesa, Faz também parte do Programa Nacional de Leitura.

 

 

 

Meu Pé de Laranja Lima

José Mauro de Vascnocelos

 http://static.fnac-static.com/

 

Sinopse:

 

Meu Pé de Laranja Lima conta a história de um garotinho de cinco anos, Zezé. O menino faz parte de uma família muito pobre, porém grande, com muitos irmãos.

 

A mãe de Zezé trabalhava numa fábrica, mas seu pai estava desempregado, o que deixou família com grandes dificuldades. As irmãs tomavam conta dos mais novos da família, mas Zezé eram quem ficava junto do seu irmão mais novo, Luiz.

 

É num pé de laranja lima onde o garotinho tem todas as suas grandes aventuras.

 

 

 

Meu Pé Laranja Lima, adaptação cinema 2012

http://lounge.obviousmag.org/

 

Este livro foi posteriormente adaptado ao cinema e também à televisão : dois filmes e três telenovelas foram inspiradas no livro. 

 

Meu Pé de Laranja Lima teve a sua primeira adaptação em 1970, um filme com a direcção de Aurélio Teixeira. E a última adaptação em 2012 pelo cineasta Marcos Bernstein

 

 

Meu Pé de Laranja Lima, filme, 2012

Marcos Bernstein

 http://pt.wikipedia.org/

 

Também a televisão fez três novelas que tiveram o livro como base, sendo a primeira em 1970 exibida pela TV Tupi, em 1980 na Bandeirantes, e em 1998, novamente na Bandeirantes.

 

Na Coreia do Sul, a história foi publicada em versão de banda desenhada. Em 2012, Marcos Bernstein dirigiu mais uma versão cinematográfica de Meu Pé de Laranja Lima.  A estreia aconteceu no Festival do Rio em 2013. 

 

Além de escritor, o carioca foi também actor. Morreu aos 64 anos de broncopneumonia, em São Paulo. 

 

Mas José Mauro de Vasconcelos tem outros obras de literatura juvenil. 

 

 

Coração de Vidro

José Mauro de Vascnocelos

 http://www.casasbahia-imagens.com.br/

 

Actividades:

 

  • Convidar os alunos a lerem excertos de Meu Pé de Laranja Lima, seleccionados por eles. Solicitar a razão dessa selecção, deixando que os alunos exprimam as suas escolhas.
  • Ir até à biblioteca da escola e tentar encontrar outros livros de José Mauro de Vasconcelos. Se não forem encontradas outras obras, os alunos farão uma pesquisa na Internet, e se possível algum excerto de um desses livros.
  • Para os alunos brasileiros, quem sabe se a biblioteca escolar possui os DVD dos filmes sobre Meu Pé de Laranja. Se assim for, requisitar o filme e visionar durante duas/três aulas.
  • Não esquecer de fazer a preparação prévia dessas aulas, programando actividades pedagógicas de apoio.

 

A Professora GSouto

 

26.02.2015

 

Licença Creative Commons

 

Escritoras em Língua Portuguesa : Sophia M.Andresen & Cecília Meireles

 

 

caravela-sagres.jpg

 

 

Caravela Sagres 

http://www.roda-do-leme.com/

 

 

Este mês, mais propriamente, dias 6 e 7 Novembro 2014, celebraram-se os aniversários de dois grandes nomes da poesia em língua portuguesa. Sophia de Mello Breyner Andresen e Cecília Meireles.

 

 

sophia_poesia.jpg

 

 

Sophia Mello Breyner nasceu a 6 Novembro 1919, no Porto. Foi aqui, nesta cidade, e na Praia da Granja, bem perto do Porto, que passou a sua infância e juventude.

 

De formação em Filologia Clássica, da Universidade de Lisboa, Sophia é uma das maiores poetas portuguesas do século XX, distinguida com o Prémio Camões em 1999, tornando-se a primeira mulher portuguesa a receber este galardão literário.

 

De entre muitos prémios, recebeu em 2001 o Prémio Max Jacob de Poesia e o Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana em 2003. 

 

Sophia-Andersen.png

 

 

Sophia de Mello Breyner Andresn

desenho: Bottelho

https://pt.wikipedia.org/

 

Saber +

 

Foi  mãe de cinco filhos que a motivaram a escrever contos infantis. Mãe do escritor Miguel Sousa Tavares, e avó de Pedro Sousa Tavares que completou o conto inacabado de Sophia,  Os Ciganos, editado em 2012.

 

 

sophia-up.jpg

 

 

Sophia Mello Breyner Andresen

Busto Jardim Botânico

foto: Egídio Santos/ UP

https://www.facebook.com/universidadedoporto

 

E como conhecemos bem as histórias de Sophia! Histórias de maravilhamento, passadas entre a casa de sua avó, hoje Jardim Botânico, e a praia da Granja,cenários magníficos tão bem descritos nos seus livros.

 

 

sophia_floresta.jpg

 

 

Sophia Mello Breyner 

A Floresta | Figuerinhas

www.google.com/

 

 

 

 

A Fada Oriana

Sophia de Mello Breyner

ilustração: Helena Cálem

https://www.fnac.pt/

 

 

 

 

O Colar

Sophia de Mello Breyner

ilustração: João Catarino

https://www.fnac.pt/

 

A Floresta ou a Menina do Mar entre tantos outros que lemos nas aulas de Língua Portuguesa: O Cavaleiro da Dinamarca, História da Gata Borralheira, O Baile, O Colar ou Noite de Natal.

 

É óbvio que não poderiamos esquecer a sua poesia. Alguns dos seus mais belos poemas vieram enriquecer as nossas aulas dedicadas ao Texto Poético. Fica aqui a nossa homenagem:

 

Assim o Amor

Assim o amor
Espantado meu olhar com teus cabelos
Espantado meu olhar com teus cavalos
E grandes praias fluidas avenidas
Tardes que oscilam demoradas
E um confuso rumor de obscuras vidas
E o tempo sentado no limiar dos campos
Com seu fuso sua faca e seus novelos

Em vão busquei eterna luz precisa

Sophia de Mello Breyner Andresen, in “Obra Poética”

 

Morreu aos 84 anos, no dia 2 de Julho de 2004. Está no Panteão Nacional desde Julho 2014.

 

 

ceciliameireles.jpg

 

 

Cecilia Meireles

www.google.com/

 

Cecília Meireles nasceu em 1901, no Rio de Janeiro e faleceu em 1964, também no Rio de Janeiro. Foi poeta, professora, jornalista e cronista.

 

Saber +

 

No período de 1919 a 1927, colaborou nas revistas Árvore NovaTerra de Sol e Festa. Fundou a primeira biblioteca infantil do Brasil.


Leccionou na Univerdade do Distrito Federal em 1936 e na Universidade do Texas em 1940.

 

É considerada por muitos como uma das maiores poetisas da Língua Portuguesa. Em 1993, o Prémio Camões foi-lhe atribuido.

 

doodle-Cecília-Meireles.jpg

 

 

Google doodle113º aniversário de Cecilia Meireles

https://www.google.com/doodles/

 

Google, o motor de busca homenageou hoje, dia 7 Novembro, a célebre poetisa Cecilia Meireles com um doodle na página de entrada (Brasil), na passagem do 113º aniversário da escritora carioca. 

 

A imagem do Doodle mostra Cecilia escrevendo sob a luz do luar. Delicioso!

 

Da sua vasta obra, realçamos a poesia infantil com textos como Leilão de Jardim, O Cavalinho Branco, Colar de Carolina, O mosquito escreve, Sonhos da menina, O menino azul, entre outros.

 

cecilia-meireles-arpad-zen.gif

 

Cecília Meireles

desenho: Arpad Szénes

http://www.algumapoesia.com.br/poesia/

 

Nas aulas curriculares, no estudo do Texto Poético, lemos vários poemas de Cecilia Meireles.

 

Serenata

Permita que eu feche os meus olhos,
pois é muito longe e tão tarde!
Pensei que era apenas demora,
e cantando pus-me a esperar-te.
Permita que agora emudeça:
que me conforme em ser sozinha.
Há uma doce luz no silencio, e a dor é de origem divina.
Permita que eu volte o meu rosto para um céu maior que este mundo,
e aprenda a ser dócil no sonho como as estrelas no seu rumo.

 

Cecilia Meireles

 

Actividades:

  • Faça o estudo comparado da poesia (alguns poemas) de Sophia Mello Breyner e Cecilia Meireles;
  • Solicite aos alunos que seleccionem poemas das duas poetisas. Desenvolva actividades de escrita criativa;
  • Dinamize um poemário (placares na sala de aula; biblioteca escola) com poemas escolhidos pelos alunos, segundo áreas temáticas;
  • Organize um pequeno concurso "Diz um poema" em que os alunos serão convidados a recitar poemas de Sophia e Cecilia.

 

A Professora GSouto

 

07.11.2014

 

 Licença Creative Commons