Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Pausa Natal : Harry Potter? Sim, novo capítulo escrito por... Inteligência Artificial !

 

 

 

Harry Potter and

The Portrait of What Looked Like a Large Pile of Ash

creditos: Botnik Studios,

http://botnik.org/

 

Não acreditam? Pois podem crer. Temos um novo e hilariante capítulo da vossa saga Harry Potter, mas não escrito por J.K. Rowling

.

Os fãs nem vão crer no que digo. Sim, um novo capítulo, uma nova aventura Harry Potter e o Retrato daquilo que Parecia um Grande Monte de Cinza, tradução de Harry Potter and The Portrait of What Looked Like a Large Pile of Ash  não escrita pela autora, J.K Rowling, mas sim por uma inteligência artificial (IA)!?

O resultado? Uma história estranhamente mágica.

 

 

 

Harry Potter and

The Portrait of What Looked Like a Large Pile of Ash

Bootnik Studioa

 

 

A história é da responsabilidade da Botnik, um grupo dem escritores, artistas e programadores que “colaboram com máquinas para criar coisas estranhas e novas”, dizem no seu site.

 

O estúdio pôs um algoritmo a ‘estudar’ os sete livros da saga Harry Potter para que pudesse ele próprio escrever um capítulo da história do fjovem feiticeiro.

 

O produto inicial era confuso, mas os escritores da Botnik ajudaram a redigir o texto para tornar a leitura mais plausível. 

 

O estilo de escrita da IA é semelhante ao de Rowling, mas a história mais parece um sketch de humor non-sense e ‘pythonesco’ do que do universo Harry Potter.

 

 

harry-potter-IA2.jpg

 

Harry Potter and

The Portrait of What Looked Like a Large Pile of Ash

creditos: Botnik Studios,

http://botnik.org/

 

Ir + longe:

 

Em O Retrato daquilo que Parecia um Grande Monte de Cinza, Harry Potter, Ron Weasley e Hermione lutam contra Devoradores da Morte e enfrentam Voldemort.Oh! Oh!

 

No entanto, esta história aparentemente normal do que conhecemos do universo criado por J.K. Rowling tem algumas particularidades. Vejamos...

 

Quando vê Voldemort, Harry arranca os olhos e atira-os para a floresta. No começo da história, Ron faz “uma espécie de sapateado desenfreado” e desata a “comer a família de Hermione”, que chora quando tenta abrir uma porta cuja palavra-chave é... “Mulheres Bife”.

 

Perto do final, Dumbledore olha para o “porco dos Hufflepuff”, que “saltava como um grande sapo-touro" e pondo-lhe a mão na cabeça, diz-lhe: “és o Hagrid agora”.

 

Esquisito, não? Podem crer! E podem ler todo o capítulo online. Wow! Leitura digital, algo que apreciam bastante!

 

E para finalizar este projecto Harry Potter IA, a Botnik recebeu centenas de criações narrativas de fãs Harry Potter, usando o predictive keyboard (que também pode ser usado para narração e diálogo. E as melhores frases foram escolhidas por um editor e compiladas no capítulo criado pela Botnik! Wow! Excitante!

 

Eis algo que vos vai entusiasmar mesmo! E que taç começaram a criar as vossas próprias histórias usando estes recursos digitais!

 

 

natal-arvore-livros.jpg

 

 

Boas Festas para todos! Tenham um excelente Natal... de preferência com boas notas! E continuem a ler|

 

A Professora GSouto

 

16.12.2017

 

Licença Creative Commons

 

 

O Príncipezinho faz 70 anos e ganha livro Pop-up !

 

 

 

 

O Principezinho| Antoine de St Exupéry

http://www.presenca.pt/

 

Já imaginaram? O Principezinho está a celebrar o seu 70º aniversário! Quem diria? Pois é! Publicado pela primeira vez a 6 de de Abril de 1943, o livro de Antoine Saint-Exupéry comemorou ontem 70 anos de existência.

 

Lembram quando Google celebrou o 110º aniversário de Saint Exupéry? Foi em 29 Junho 2010. Mas voltemos então ao seu livro mais conhecido no mundo inteiro.

 

 

petit-prince5.jpg

 

 

The Little Prince

Antoine de St-Exupéry

https://www.amazon.ca/

 

Saber +

 

Talvez não saibas que O Principezinho não foi lançado pela primeira vez em França, mas sim nos Estados Unidos, onde Saint-Exupéry se encontrava exilado durante a Segunda Guerra Mundial. O livro só mais tarde foi editado em França, em 1946, pela editora Gallimard, a título póstumo, dado que como te lembras, Saint Exupéry foi dado como desaparecido durante um voo em 1944.

 

A história, sobre um aviador que tem uma avaria em pleno deserto do Sahara, quase parece premonitória. Descreve uma viagem por vários planetas, por onde O Principezinho vai encontrando uma série de personagens com quem vai conversando e aprendendo, através de diálogos metafóricos e filosóficos. Daí, por vezes, os mais jovens não entenderem muito bem o livro! Mas nada que um professor não possa apoiar numa leitura acompanhada em sala de aula.

 

 

petit-prince6.jpg

 

 

Le Petit Prince

Antoine de St-Exupéry

http://www.lepetitprince.com/

 

O livro conta com as ilustrações do autor, Saint-Exupéry, e é uma verdadeira e deliciosa caminhada pelos ensinamentos da vida, a imaterialidade dos afectos e das coisas que mais devemos valorizar:

 

"O essencial é invisível aos olhos"

 

Antoine de Saint-Exupéry, O Principezinho (excerto)

 

 

 

principezinho-popup2.jpg

 

 

O Principezinho | Livro Pop-up

Antoine de Saint Exupéry

Editorial Presença

https://www.presenca.pt/

 

Curiosidades:

 

Em 2009, a editora Presença lançou uma edição especial, O Grande Livro Pop-up. É uma das edições mais bonitas desta obra. A narrativa ganha uma nova vida com as aguarelas do autor investidas de movimento e de graciosidade tais que o leitor vai folheando com encantamento.

 

 

principezinho-popup1.jpg

 

 

O Principezinho | Livro Pop-up

Antoine de Saint Exupéry

Editorial Presença

https://www.presenca.pt/

 

O principezinho, a rosa, a raposa surgem-nos mais vivos e reais, levando as crianças e por que não os adultos a manterem intacta a capacidade do maravilhamento perante a beleza da obra de Saint-Exupéry.

 

 

 

 

 

 

Mensagens:

 

Mas, O Principezinho tem mensagens que atraversam os tempos: paz, protecção do planeta, protecção da infância, tolerância, interculturalidade, direito à educação.

 

 

principezinho-popup3.jpeg

 

 

O Principezinho | Livro Pop-up

Antoine de Saint Exupéry

Editorial Presença

https://www.presenca.pt/

 

Ir + longe:

 

O destino fabuloso deste livrinho é um verdadeiro fenómeno éditorial. 70 anos, 70 capas, perto de 265 traduções, mais de 1300 edições e 145 milhões de cópias vendidas.

 

 

 

 

L Princepico | Antoine de St Exupéry

versão em Mirandês

http://www.leyaonline.com/

 

Se estão atentos a este blogue, sabem que em 2011, O Principezinho ganhou uma edição em mirandês! Verdade! O objectivo desta edição em mirandês de L Princepico é dar a conhecer a língua mirandesa escrita, já oficialmente reconhecida desde 1998, que as pessoas falam e ouvem, mas que raramente lêem. 

 

Voltemos mais uma vez à celebração dos 70 anos da obra. O novo sítio oficial Le Petit Prince.com dá-te todas as novidades sobre esta celebração mundial. É só estares atento à página Actualité. Também poderás seguir a página oficial no Facebook.

 

Estou certa que muitas outras edições comemorativas do 70º aniversário de Le Petit Prince sairão um pouco por todo o mundo, bem como espectáculos brilhantes se realizarão, como este que teve lugar em Paris, em 2011, em La Défense. Aqui te deixo a 1ª parte. Poderás encontrar as partes 2 e 3 no YouTube.

 

 

 

 

 

 

Para mim, continua a ser um dos meus livros favoritos. E para muitos leitores também, se estivermos atentos ao número de vendas e às inúmeras línguas em que está traduzido.

 

Ah! Se gostas de ler em e-reader, já está disponível a versão e-book no iTunes. Tudo boas notícias... só para vos incentivar a ler mais!

 

petit-prince7.jpg

 

 

screenshot: Le Petit Prince 

livre animé

https://itunes.apple.com/fr/book/

 

 

 Actividades:

 

Nos curriculos de línguas :  Português, FrançaisLE

 

  • Será interessante fazer um estudo apronfundado sobre a obra e o seu  autor. O novo sítio official é uma boa fonte de pesquisa, além de outras, para educadores e estudantes.
  • Ainda a utilização da edição do e-book divulgada em Dezembro 2012. Versão iPad, iPhone, Android (apps). Infelizmente não é gratuito.

 

Só coisas boas e fantásticas aventuras!

 

 A Professora GSouto

 

07.04.2013

 

Licença Creative Commons

 

 

Histórias de São Martinho : António Torrado : Maria Castanha

 

 

antonio-torrado-maria-castanha.jpg

 

 

A Maria Castanha (excerto)

António Torrado

ilustração: Cristina Malaquias

slide: Sónia Pinheiro

antonio-torrado-maria-castanha2.jpg

 

 

António Torrado, Maria Castanha

ilustração: Cristina Malaquias

 http://www.portaldaliteratura.com/

 

O céu estava cinzento e quase nunca aparecia o sol, mas enquanto não chovia os meninos iam brincar para o jardim.

Um jardim muito grande e bonito, com uma grade pintada de verde toda em volta, de modo que não havia perigo de os automóveis entrarem e atropelaremos meninos que corriam e brincavam à vontade, de muitas maneiras: uns andavam nos baloiços e nos escorregas, outros deitavam pão aos patos do lago, outros metiam os pés por entre as folhas secas e faziam-nas estalar – crac,crac - debaixo das botas, outros corriam de braços abertos atrás dos pombos, que se levantavam e fugiam, também de asas abertas.

Era bom ir ao jardim. E mesmo sem haver sol, os meninos sentiam os pés quentinhos e ficavam com as bochechas encarnadas de tanto correr e saltar.

Uma vez apareceu no jardim uma menina diferente: não tinha bochechas encarnadas, mas uma carinha redonda, castanha, com dois grandes olhos escuros e brilhantes.

- Como te chamas? - perguntaram-lhe.

- Maria. Às vezes chamam-me Maria Castanha .

- Que engraçado... Maria Castanha! Queres brincar?

- Quero.

Foram brincar ao jogo do apanhar. A Maria Castanha corria mais do que todos.

- Quem me apanha? Ninguém me apanha! Ninguém apanha a Maria Castanha!

Ela corria tanto. Corria tanto que nem viu o carrinho do vendedor de castanhas que estava à porta do jardim, e foi de encontro a ele. Pimba! O saco das castanhas caiu e espalhou-as todas à reboleta pelo chão. A Maria Castanha caiu também e ficou sentada no meio das castanhas.

- Ah. Minha atrevida! – gritou o vendedor de castanhas todo zangado.

- Foi sem querer – explicaram os outros meninos.

- Eu ajudo a apanhar tudo. – disse Maria Castanha, de joelhos a apanhar as castanhas caídas.

E os outros ajudaram também. Pronto. Ficaram as castanhas apanhadas num instante.

- Onde estão os teus pais? – perguntou o vendedor de castanhas à Maria Castanha.

- Foram à procura de emprego.

- E tu?

- Vinha à procura de amigos.

- Já encontraste: nós somos teus amigos – disseram os meninos.

- Eu também sou – disse o vendedor de castanhas.

E pôs as mãos nos cabelos da Maria Castanha, que eram frisados e fofinhos como a lã dos carneirinhos novos. Depois, disse:

- Quando os amigos se encontram, é costume fazer uma festa. Vamos fazer uma festa de castanhas. Gostam de castanhas?

- Gostamos! Gostamos! – gritaram os meninos.

- Não sei. Nunca comi castanhas, na minha terra não há. – disse Maria Castanha.

- Pois vais saber como é bom.

E o vendedor deitou castanhas e sal dentro do assador e pô-lo em cima do lume. Dali a pouco as castanhas estalavam… Tau! Tau!

- Ai, são tiros? – assustou-se a Maria Castanha, porque vinha de uma terra onde havia guerra.

-Não tenhas medo. São castanhas a estalar com o calor.

Do assador subiu um fumozinho azul-claro a cheirar bem. E azuis eram agora as castanhas assadas e muito quentes que o vendedor deu à Maria Castanha e aos seus amigos.

- É bom, é. – ria-se Maria Castanha a trincar as castanhas assadas.

- Se me queres ajudar, podes comer castanhas todos os dias. Sabes fazer cartuchos de papel?

A Maria Castanha não sabia mas aprendeu. É ela quem enrola o papel de jornal para fazer os cartuchinhos onde o vendedor mete as castanhas que vende aos fregueses à porta do jardim.

 

António Torrado, Maria Castanha

 

Actividades:

 

  • Do mesmo autor, poderás ler um excerto de "A Última Castanha"  aqui
  • Criar Quadras de São Martinho.

 

 Parabéns ! Muitos Parabéns! 

 

Os alunos das turmas 6F/ 6G/ 6H ... responderam efusivamente, e num curto espaço de tempo, ao desafio Quadras de S. Martinho!

 

O placar de acesso à sala de Professores ficou bem mais bonito com as vossas quadras e desenhos alusivos a esta época de Festa de S. Martinho.

 

Mais uma vez me sinto muito orgulhosa dos meus alunos!

 

Bom S. Martinho !

 

A Professora GSouto

 

11.11.2008

 

Licença Creative Commons