Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Actividades Halloween : Jogos & filmes

 

doodle-halloween2018a.jpg

 

Google Doodle Halloween 2018

https://www.google.com/doodles/

 

Halloween ou Dia das Bruxas celebra-se oficialmente no dia 31 de Outubro. E os países nos quais essa festa é comum já começam a preparar-se.

 

Para participar da brincadeira, a Google lançou hoje, dia 30 Outubro, um Doodle especial. É o seu primeiro Doodle interactivo multiplayer, em colaboração com a Google Cloud para assinalar o dia de Halloween: Trick-or-Treat: The Great Ghoul Duel, melhor dizendo "Guloseimas ou Travessuras: O Grande Duelo Ghoul" (tradução livre)

 

Ao longo de 48 horas, dias 30 e 31 Outubro, estará disponível em 62 países, incluindo Portugal. Claro!

 

 

 

 

 

 

 Como jogar?

 

Utilizadores de todo o mundo terão a possibilidade de participarem no jogo de forma individual, através de sessões privadas para onde podem convidar os seus amigos, ou participar numa sessão de grupo com um grupo aleatório (utilizadores de todo o mundo).

 

Durante a sessão Great Ghoul Duel, o objectivo de cada jogador é apanhar (ou roubar) o maior número possível de chamas de fantasmas e trazê-las para a sua equipa, antes do tempo terminar. Isto é, o jogo consiste em apanhar o maior número possível de chamas de fantasmas para si ou para a sua equipa, se jogar em grupo.

 

 

doodle-halloween2018b.jpg

 

 

Google Doodle Halloween 2018

https://www.google.com/doodles/

 

À medida que cada equipa vai ganhando mais pontos, vai ficando também mais forte: capacidades especiais como maior velocidade, visão nocturna, magnetismo e muito mais.

 

O jogo consiste em reunir o máximo de chamas para a sua equipa. A equipa que tiver mais chamas no final da partida, ganha. Mas, claro, não é tão simples assim. Pegar uma chama não garante o ponto à equipa. É necessário pegar algumas e retornar à base para ganhar o ponto. E, até chegar na base, a equipe adversária pode roubar a chama. É preciso estar muito atento!

 

 

doodle-halloween2018c.jpg

 

 

Google Doodle Halloween 2018

https://www.google.com/doodles/

 

Tutorial:

 

Para os mais novos, o jogo inclui um Tutorial que permite  compreender melhor as regras. O jogo é todo em inglês. Sem problema! Muito fácil, o nível linguístico utilizado.

 

Mas o jogo é bem simples! O contrôlo é feito com as setas do seu teclado ou com o rato. Também dá para jogar no smartphone, controlando com um trackpad no ecrã.

 

Além do tutorial e do jogo contra desconhecidos, também é possível 'hospedar' uma partida e chamar seus amigos para um duelo. Que tal?

 

Saber +

 

Mas há que conhecer também a história que vem de uma tradição Celta, o Samhain. Leiam o nosso post Boo! Halloween, história e tradições (2017). 

 

Dia das Bruxas é festejado em todo o país. Muitas crianças juntam-se em grupo de amigos, ou conhecidos que vivem por perto e andam de porta em porta com um saco para recolher as "Guloseimas" ao som de "Guloseimas ou Travessuras".

 

 

halloween-filme1.jpg

 

 

Halloween

David Gordon Green, 2018

https://www.imdb.com/

 

Filmes de terror

 

Os mais velhos gostam de uma boa sessão de cinema de terror? Então, nada como ir ao cinema ver o quinto filme Halloween de David Gordon Green, segunfo uma ideia de John Carpenter e que está a fazer sucesso. Com a famosa actriz Jamie Lee Curtis que interpreta mais uma vez a icónica personagem Lorie Strode.

 

Sinopse:

 

Laurie Strode confronta o seu inimigo de longa data, Michael Myers, a figura mascarada que a assombra desde que escapou por pouco da morte, na noite de Halloween, quatro décadas atrás.

 

Jamie Lee Curtis regresa a su papel icónico como Laurie Strode, quien llega a su enfrentamiento final con Michael Myers, la figura enmascarada que la ha perseguido desde que escapó por poco de su juerga de asesinatos en la noche de Halloween de hace cuatro décadas. Esta película, la undécima película de la serie "Halloween", ignorará los eventos de todas las secuelas anteriores, retomando 40 años después de los eventos de la película original.

 

 

 

 

 

A Casa da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares

Tim Burton 2016

https://www.imdb.com/

 

Para os adolescentes, A Casa da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares de Tim Burton (2016) baseado no livro do escritor Ramsom Riggs. Poderão depois ler o livro, não acham?

 

 

miss-peregrine-livro.jpg

 

 

A Casa da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares

Ramson Riggs

https://www.fnac.pt/

 

Uma ilha misteriosa. Uma casa abandonada. Uma estranha coleção de fotografias peculiares. Uma terrível tragédia familiar leva Jacob, um jovem de dezasseis anos, a uma ilha remota na costa do País de Gales, onde encontra as ruínas do lar para crianças peculiares, criado pela senhora Peregrine.

Ao explorar os quartos e corredores abandonados, apercebe-se de que as crianças do lar eram mais do que apenas peculiares; podiam também ser perigosas...

 

Bom! Espero que se divirtam com as actividades aqui propostas!

 

A Professora GSouto

 

30.10.2018

 

Licença Creative Commons

Escolas : Miúdos a Votos : Quais os livros mais fixes ? Os Vencedores !

 

 

 

miudos-a-votos1.jpg

 

 

Miúdos a Votos

http://www.rbe.min-edu.pt/

 

Decorreu no dia 30 de Maio 2018, a festa final da iniciativa Miúdos a Votos. Vindos de vários pontos do país, alunos de cerca de 20 escolas foram mostrar à Feira do Livro de Lisboa, o que fizeram para que o seu livro favorito chegasse a vencedor.

 

O projecto cruzou Cidadania e Leitura e pôs os estudantes a usar as mesmas ferramentas das campanhas eleitorais a sério.

 

miudos-a-votos6.jpg

 

 

88ª Feira do Livro de Lisboa

http://feiradolivrodelisboa.pt/

 

Por isso, foi um ambiente de campanha eleitoral que se viveu na Feira do Livro de Lisboa. Grupos de crianças e jovens andaram pelos stands a manifestar-se pelos seus livros preferidos, munidos de cartazes e propaganda eleitoral.

 

Nos palcos da Praça Verde e Amarela, apresentaram-se pequenas peças de teatro, dramatizações, músicas e até a um telejornal pré-histórico, actividades inspiradas nos livros.

 

 

miudos-a-votos2.jpg

 

 

Miúdos a Votos/ Os livros vencedores

http://visao.sapo.pt/visaojunior/

 

E os vencedores da iniciativa Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes? O Tubarão na Banheira, Harry Potter e a Pedra Filosofal, e A Culpa é das Estrelas foram os grandes vencedores  dos estudantes/ leitores.

 

É com alegria que vejo dois dos livros que sugeri para leitura em aulas curriculares, desde o primeiro momento, a serem eleitos entre os 'Livros mais Fixes': Harry Potter e a Pedra Filosofal, e A Culpa é das Estrelas. Mas voltarei a estes, mais abaixo.

 

Votaram mais de 59 mil alunos, de cerca de 600 escolas, o que teria dado para eleger dois deputados à Assembleia da República! A terceira parte da grande festa na Feira do Livro de Lisboa terminou às 19:00 horas.

 

 

 

 

Miúdos a Votos/ Os livros vencedores

http://visao.sapo.pt/

 

Os alunos do 1.º ciclo elegeram o O Tubarão na Banheira, de David Machado, como o livro mais fixe, com 7,9% dos votos; em segundo lugar ficou O Bando das Cavernas - Na maior há 10 mil anos, de Nuno Caravela (7,8% dos votos); e O Principezinho de Antoine de Saint-Exupéry, foi o terceiro candidato eleito (7,8% dos votos), acabando assim destronado do 1º lugar conseguido na votação de 2017.

 

 

 

 

Miúdos a Votos/ Os livros vencedores

http://visao.sapo.pt/

 

No 2.º ciclo, dois autores britânicos que já o ano passado tinham alcançado o pódio voltaram a ganhar: Harry Potter e a Pedra Filosofal, de J. K. Rowling - festejou 20 anos da 1ª edição em 2017 - é o vencedor, com 13,8% dos votos; Avozinha Gângster, do autor e comediante David Walliams é o outro, tendo alcançado o segundo lugar com 11,1% dos votos. A Fada Oriana, de Sophia de Mello Breyner Andresen, ficou em 3.º lugar, com 5,8% dos votos dos meninos do 5º e 6º ano.

 

 

 

 

Miúdos a Votos/ Os livros vencedores

http://visao.sapo.pt/visaojunior/

 

No 3º ciclo, foram as obras inspiradas em histórias reais que conseguiram mais votos. A Culpa é das Estrelas, de John Green, ficou em primeiro lugar, com 10,9% dos votos. Em segundo e terceiro lugares, ficaram colocados os candidatos Avozinha Gângster, de David Walliams - com 9,4 % dos votos - e O Rapaz do Pijama às Riscas de John Boyne, com 9,2% dos votos.

 

Nesta votação do 3º ciclo, espanta-me que o livro  Avozinha Gângster, de David Walliams possa estar na lista de leitura de adolescentes. No 2º ciclo, ainda posso entender, mas no nível etário do 3º ciclo, pedir-se-ia um desenvolvimento diferente a nível da leitura.

 

 

 

 

Miúdos a Votos

Visão Júnior/ Facebook

 

Ao final da tarde, as atenções concentraram-se numa cerimónia apresentada por alunos vindos da Escola Secundária de Escariz, concelho de Arouca, com a participação de estudantes de várias outras escolas.

 

Poderão ver as percentagens das votações vindas das várias regiôes do país aqui. Quase 37% dos votantes foram da região Norte. Bravo!

 

Estiveram presentes muitos alunos e professores de várias zonas do país, bem como repesentantes dos parceiros desta iniciativa da RBE e da Visão Júnior: a Comissão Nacional de Eleições, a Rádio Miúdos, e o PNL 2027 entre outros.

  

 

culpa-estrelas1.jpeg

 

 

A Culpa é das Estrelas

John Green

https://www.fnac.pt/

 

 

rapaz-pijama-riscas2.jpg

 

 

O Rapaz do Pijama às Riscas

JohnBoyne

edições ASA

https://www.fnac.pt/

 

 

 

 

 A Fada Oriana

Sophia Mello Breyner

illustrações: Teresa Cálem

https://www.fnac.pt/

 

Os livros mais interessantes, como viram, fazem parte das sugestões de leitura no BlogdosCaloiros, que começou por ser partilhado com alunos  do 2º ciclo e depois foi 'crescendo' a acompanhar os alunos do 3º ciclo. Hoje contém também sugestões para o ensino Secundário.

 

 

harrypotter-pedra-filosofal.jpg

 

 

Harry Potter e a Pedra Filosofal

J.K. Rowling, 1999

Editoria Presença

https://www.fnac.pt/

 

Li Harry Potter e a Pedra Filosofal com a 1ª geração de potterheads em 1999-2000. E depois, seguimos a saga até final, sem deixar de ver alguns dos flimes adaptados dos livros.

 

Foi sempre uma das minhas grandes prioridades nas aulas curriculares de Língua Portuguesa.A leitura. E estou feliz com o resultado.

 

Muitos novos leitores ajudei a formar e hoje sei que continuam excelentes leitores, na sua grande maioria.

 

 

Reading-REA.png

 

 

É importante que a prática da leitura comece em casa na família, para que a criança comece a incorporá-la nas suas rotinas. E continuada, para alguns iniciada na escola. O objetivo não é que os adolescentes adquiram o gosto de ler.

 

O papel da leitura no desenvolvimento das crianças é fundamental. Transmite conhecimento, alarga competências linguísticas.

 

«Se na fase de aprendizagem houver alguma falha, a longo prazo, a criança vai rejeitar a leitura.»

 

Cármen Marco, psicóloga, Centro Aprendert

 

A Professora GSouto

 

01.06.2018

 

 Licença Creative Commons

Pausa Páscoa : Férias com livros & actividades !

 

pascoa3.jpg

 

 

Chegou o tempo de pausa. Férias da Páscoa. Alunos, crianças e adolescentes andam já a usufruir deste tempo de liberdade, para saída com os amigos e passeios com a família. o tempo não está aajudar muito. Mas, mesmo assim, é bom estar livre de obrigações e horários apertados.

 

Já vi muitos por aí, em busca de entretenimento, ou saboreando algumas tradicionais doçarias da época: ovos de chocolate, amêndoas, pão-de-ló, e para os familiares mais tradicinais, o folar de Páscoa.

 

Para os mais novinhos, é mais complicado. Os pais tentam arranjar actividades, como a leitura ou então actividades lúdico-pedagógicas.

 

Livros:

 

 

 

O Coelhinho Branco
António Torrado
https://www.fnac.pt/
 
 
As histórias da Colecção Ver e Ler são importantes auxiliares de uma aprendizagem da leitura, em que a criança descobrirá por si uma nova aptidão como se o livro falasse só para ela. Ver e Ler como o Coelhinho Branco foi ajudado pela formiga.
 
 
Livro recomendado para o 1º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada.
 
 
 

 

Hora de Deitar, Baltasar !

texto e ilustração: Yasmen Ismail

http://www.booksmile.pt/livros/

 

Livros:

 

Ah, a hora de deitar. Ter de ir para a cama quando só apetece continuar a brincar, correr e saltar. Poças de lama? Calma, o protagonista deste livro não é uma criança - parecia, não parecia? - mas sim um cão chamado Baltasar, que foge do dono quando percebe que é hora de fechar os olhos. As parecenças com a rotina nocturna dos mais pequenos, mesmo em tempo de férias, são muitas.

 

Pois é! É claramente o objectivo da autora Yasmen com uma história feita à medida da hora de ir para a cama. Este livro o prémio Melhor Livro Ilustrado do New York Times.

 

Sinopsis:

 

São horas de ir para a cama, mas o Baltasar não se quer ir deitar. Sempre fugidio e brincalhão, ele esconde-se na copa das árvores, nas poças de lama e na pia da cozinha. O Baltasar até prefere tomar banho, só para não ter de ir dormir! Mas, com toda esta correria, não é que o Baltasar ficou com sono?

 

 

 

 

Colecção Tesouros da Literatura

vários autores

http://www.fabula.pt/

 

 

 

 

Colecção Tesouros da Literatura

vários autores

http://www.fabula.pt/

 

 

 

 

Colecção Tesouros da Literatura

vários autores

http://www.fabula.pt/catalogo/

 

Para os mais crescidos, uma chancela que tenta recuperar velhos livros. Velhos, isto é clássicos.

Uma colecção denominada Tesouros da Literatura. A colécção já tem nove volumes publicados, entre os quais A Volta ao Mundo em 80 Dias, de Jules VerneOs Maias, de Eça de QueirósContos Maravilhosos, de Hans Christian Andersen, e As Aventuras de Pinóquio, de Carlo Collodi.

 

Todos traduzidos directamente dos originais (à excepção de Os Maias, bem entendido) e em edições de capa mole e acessíveis. Quem sabe um primeiro passo  para uma biblioteca ?

 

 

 Actividades:

 

 

 

Páscoa na Quinta

actividades

https://pumpkin.pt/eventos/

 

Na quinta Casa do Sete as crianças podem experimentar diferentes actividades que estão a decorrer desde 26 de Março e vão até 6 de Abril: ioga, jardinagem, leitura são só algumas das actividades previstas.

 

As oficinas têm lugar entre as 9h00 e as 17h00. Não gratuito.

 

 

 

A ciência não vai de férias... de páscoa

Exploratório Ciência Viva Coimbra

http://exploratorio.pt/

 

No Exploratório Ciência Viva de Coimbra os pequenos cientistas vestem a bata e vão até ao laboratório, isto porque há Biologia, Geologia, Astronomia, Botânica, Matemática e Química para aprender.

 

Para além disso, há ainda tempo dedicado à leitura com a celebração do Dia Internacional do Livro Infantil, no dia 2 de Abril. O programa conta com os horários das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00. Não gratuito.


Muitas outras haverá. O que é necessário é imaginação e muita criatividade para propor actividades que prendam a atenção dos jovens e os incentivem a querer sempre aprender.

 

Só lamento que, tantas vezes, os preços sejam tão elevados para a maioria das famílias. Sobretudo quando há mais do que uma criança.

 

Acima de tudo, divirtam-se. E nãi abusem nas doçarias...

 

A Professora GSouto

 

28.03.2018

 

Licença Creative Commons

 



A Professora GSouto


08.04.2017

 

 

Ilustradores Portugueses na Feira Bologna 2018 : Propostas de leitura !

 

bolognafair2018.jpg

 

Bologna Children's Book Fair 2018

http://www.bolognafiere.it/

 

A 55ª edição da Feira do Livro Infanto-Juvenil de Bolonha vai ter lugar entre 26 e 29 de Março,tal como se deduz, em Bologna,Itália. Como todos os anos este é o certame mais importante a nível da ilustração infantil e juvenil mundial.

 

Feira do Livro Infanto-Juvenil de Bolonha é um dos mais importantes eventos da área editorial, dedicado à literatura e ilustração para a infância e juventude, e este ano celebra a sua a 55.ª edição.

 

 

 

 

Bologna Children's Book Fair 2018

http://www.bolognachildrensbookfair.com/

 

 

País convidado de honra:

 

China é o país convidado de honra.

 

 

 

http://www.bolognafiere.it/

 

Saber +

 

Durante os quatro dias, a feira apresenta centenas de editores, livreiros, autores e ilustradores vindos de todo o mundo que, em conjunto, promovem e divulgam o livro ilustrado para a infância e juventude.

 

Paralelamente, há um programa de debates, exposições, lançamentos e prémios.

 

As obras seleccionadas para a exposição serão reunidas num anuário, que será editado em três idiomas – Inglês, Italiano e Japonês – e distribuído por diversas livrarias especializadas em todo o mundo.

 

 

 

 

 Bologna Children's Book Fair 2018

https://wsimag.com/culture/

 

A exposição mostrará trabalhos de cerca de 80 ilustradores de 25 países diferentes. A edição 2018 contará com a presença de quatro ilustradores portugueses. 

 

Depois de Bolonha, a exposição entrará em itinerância e poderá ser visitada em vários países, como China, Dinamarca, Estados Unidos, Japão e Tailândia.

 

Ilustradores Portugueses:

 

Este ano, foram selecionados quatro ilustradores portugueses: Filipe Abranches, Madalena Matoso, Mariana Rio e Yara Kono.

 

bolognafair2018c.jpg

 

 

O Sonhador da África Perdida

Alexandre Serpa Pinto

ilustrador: Filipe Abranches

https://www.pato-logico.com/noticias/

 

Filipe Abranches apresentará, em Bolonha, as ilustrações que fez para o livro Alexandre Serpa Pinto: O Sonhador da África Perdida, da colecção Grandes Vidas Portuguesas, uma edição conjunta da Imprensa Nacional Casa da Moeda e da Pato Lógico.

 

É uma estreia para Filipe Abranches. Filipe Abranches, que tem trabalhado sobretudo em banda desenhada e cinema de animação.

 

 

 

bolognafair2018b.png

 

 

O Sonhador da África Perdida

Alexandre Serpa Pinto

ilustrador: Filipe Abranches

https://www.pato-logico.com/noticias/

 

É um dos 77 ilustradores, oriundos de 25 países, seleccionados de entre mais de 3 000  candidatos pelo júri da exposição internacional que se realiza desde 1967.

 

Desde 2012 que o Pato Lógico participa na Bologna Book Fair considerado um dos maiores e mais importantes eventos dedicado à literatura e ilustração para a infância e juventude. Em 2017, as ilustrações de Marta Monteiro para o título Ana de Castro Osório, a Mulher Que Votou na Literatura, da mesma colecção, também foram seleccionadas e expostas em Bolonha.

 

 

bolognafair2018d.jpg

 

 

Não é Nada Difícil - O Livro dos Labirintos

ilustradora: Madalena Matoso

Planeta Tangerina

https://www.planetatangerina.com/pt/

 

Madalena Matoso é já uma presença assídua na Feira do Livro Infanto-Juvenil de Bolonha. Este ano, estreia-se na exposição, com mostras de colagens do livro Não é Nada Difícil – O Livro dos Labirintos, uma edição da Planeta Tangerina.

 

 

 

Não é Nada Difícil - O Livro dos Labirintos

ilustradora: Madalena Matoso

Planeta Tangerina

https://www.planetatangerina.com/pt/

 

Já todos ouvimos a expressão:


“Isso é mais difícil do que encontrar uma agulha num palheiro!”.


Mas quem disse que encontrar uma agulha num palheiro é assim tão difícil? Este livro vem provar que muitas coisas aparentemente difíceis (e há tantas!) podem ser, afinal, bem mais fáceis do que pensávamos.

Neste livro, a história só avança à medida que atravessas labirintos (uns mais fáceis, outros mais difíceis). 
Há 14 labirintos à tua espera!

 

bolognafair2018f.jpg

 

As Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis

ilustradora: Mariana Rio

Sexto Piso

http://www.sextopiso.es/esp/

 

Mariana Rio expôs em Bolonha, em 2013. Este 2018, leva as ilustrações feitas para uma edição espanhola de As Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, que deverá ser publicado em breve pela editora Sexto Piso.

 

 

bolognafair2018g.jpg

 

 

Cem sementes que voaram

Isabel Minhós Martins

ilustradora: Yara Kono

Planeta Tangerina

https://www.planetatangerina.com/pt/

 

Yara Kono galardoada em 2015 nesta feira com o livro Gato Procura-se, livro de Ana Saldanha, esteve presente na Bologna Book Fair 2017 com o livro Batata Chaca-Chaca. Desta vez, apresentará as ilustrações do livro Cem sementes que voaram, editado pela Planeta Tangerina.

 

Uma árvore está à espera, esperançosa…
O que espera ela? 
O dia ideal para lançar as sementes.
O dia certo, o dia tal. 
O dia chega, mas a aventura ainda só está a começar…
Porque, se nos pusermos a fazer contas, das cem sementes que voaram, quantas cairão em bom solo? Quantas serão comidas por pássaros? Quantas acabarão no fundo de um rio? Quantas se transformarão, finalmente, numa árvore adulta?

Neste livro, fazemos contas, sem nunca perder a esperança. Mesmo que a história nos traga aquilo que parece ser uma infinita conta de subtrair!
Quem consegue acreditar até ao fim, como esta árvore-mãe, que tudo vai correr bem?

(Será que vai mesmo? Vamos torcer por isso!)

 

Um livro que traz a floresta para o centro das atenções, celebrando a resistência das sementes e a inteligência das árvores e da natureza. Para leitores de todas as idades.

 

 

 

 

Bologna Children's Book Fair 2018

http://www.bolognachildrensbookfair.com/

 

Os ilustradores com idade inferior a 35 anos são ainda candidatos a um prémio, criado em parceria com a SM Fundación Internacional. O prémio, no valor de 12 mil euros, inclui ainda a edição de um livro.

 

 

 O Meu Avô

Catarina Sobral

 

https://www.fnac.pt/

 

Em 2014, esta distinção foi atribuída à ilustradora portuguesa Catarina Sobral. Prémio Bologna Raggazzi - 2014.

 

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura 2º Ano de Escolaridade Leitura Autónoma.

 

Actividades:

 

  • Sugestões de leitura a propor aos alunos, segundo o nível de ensino e nível etário, nos currículos de Língua Portuguesa.
  • Desenvolver projecto transcurricular Línguas/ Educação Visual de eventual tradução e novas ilustrações das obras estudadas.

 

Bom trabalho!

 

A Professora GSouto

 

27.02.2018

 

Licença Creative Commons

 

Noite dos Livros Harry Potter : Monstros Fantásticos ! Recursos & actividades

 

 

harry-potter-book-night2018pt.JPG

 

Noite Harry Potter 2018

https://www.presenca.pt/editorial/

 

Amanhã, dia 1 de Fevereiro de 2018, terá lugar a 4ª celebração anual da Noite dos Livros do Harry Potter em todo o mundo e em Portugal.

 

As lvrarias prepararam uma noite inesquecível dedicada ao tema 2018.

 

 

 

https://www.presenca.pt/editorial/

 

Tema 2018: Monstros Fantásticos

 

Monstros Fantásticos! As criaturas mticas que são uma constante em toda a saga Harry Potter.

 

Na Noite dos Livros do Harry Potter 2018 serão partilhadas as histórias maravilhosas e inesquecíveis escritas por J.K. Rowling.

 

Os jovens feiticeiros, as jovens feiticeiras, e os Muggles poderão organizar uma noite repleta de jogos monstruosos, leituras de passagens dos livros preferidos da saga Harry Potter e muitos outros desafios!

 

 

 

 

créditos: Pottermore

https://www.pottermore.com/news/

 

Recursos para organizar um evento:

 

A livraria Presença disponibiliza um guia especial com instruções para organizar um evento em escolas, bibliotecas ou livrarias, para assinalar a noite mágica.

 

Se estiver interessado em aceder ao guia do evento, de forma gratuita, basta clicar em Kit Noite dos Livros do Harry Potter.

 

 

 

Saber +

Pode saber mais sobre a Noite dos Livros do Harry Potter: Monstros Fantásticos em Harry Potter Book Night.

 

 

 

 

Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los

J.K.Rowling/ Newt Scamander 

ilustradora: Olivia Lomenech Gill

Editorial Presença, 2017

https://www.presenca.pt/livro/

 

E agora, nada melhor do que conhecer a edição ilustrada de Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los de J. K. Rowling e ilustradora Olivia Lomenech Gill.

 

 

Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los

J.K.Rowling/ Newt Scamander 

ilustradora: Olivia Lomenech Gill

Editorial Presença, 2017

 https://www.fnac.pt/

 

A nova edição de Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los, escrita por Newt Scamander (considerado um clássico no mundo da feitiçaria) é um compêndio de criaturas mágicas, que vão desde a Acromântula ao Yeti, a dez raças diferentes de dragões, todos maravilhosamente ilustrados a cores.

 

Newt Scamander? Sim, novo pseudónimo de J.K. Rowling! Esta nova edição actualizada inclui a classificação de seis novas magníficas criaturas que habitam a América do Norte e um novo prefácio de J.K. Rowling, isto é, Newt Scamander.

 

Vamos então ver e ouvir a ilustradora Olivia Lomenech Gill: Não esquecem de visitar o site da ilustradora.

 

 

 

 

 

 Ir + longe:

 

Prémio: 4 livros ilustrados Harry Potter !

 

Mas há mais para esta Noite dos Livros de Harry Potter 2018! A Editorial Presença vai oferecer um prémio especial ao evento Noite dos Livros do Harry Potter: Monstros Fantásticos que apresente a decoração mais original.

 

 

 

 

 Harry Potter e a Pedra Filosofal

J.K.Rowling

ilustrador: Jim Ray

Editorial Presença, 2016

https://www.presenca.pt/livro/

 

 

 

 

 Harry Potter e a Câmara dos Segredos

J.K.Rowling

ilustrador: Jim Ray

Editorial Presença, 2016

https://www.presenca.pt/livro/

 


Este prémio especial será composto pelas 4 Edições Ilustradas de Harry Potter e a Pedra FilosofalHarry Potter e a Câmara dos SegredosHarry Potter e o Prisioneiro de Azkaban e Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los. Wow! Não percam a oportunidade de ter estes 4 volumes ilustrados na vossa mediateca escolar! 

 

 

 

 

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

J.K.Rowling

ilustrador: Jim Ray

Editorial Presença, 2017

https://www.presenca.pt/livro/

 

 

 

 

Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los

J.K.Rowling/ Newt Scamander 

ilustradora: Olivia Lomenech Gill

Editorial Presença, 2017

https://www.presenca.pt/livro/

 

 

Como participar?

Para participar, enviem fotografias do vosso evnento e espaço decorado, através do Facebook da Presença, usando #NoitedosLivrosdoHarryPotter.

 

Também podem publicar no Twitter com o hashtag @Presenca ou no Instagram com o tag @editorial_presenca, usando sempre #NoitedosLivrosdoHarryPotter.

 

As vossas fotografias têm de estar públicas para a editora ter acesso.e poder seleccionar a decoração mais criativa!

 

Prazo: Até ao dia 28 de Fevereiro de 2018.

 

Apressem-se! Vá lá! É só aperfeiçoar o vosso espaço com o apoio dos vossos professores, e smartphones activos para fazer as melhores fotos! 

 

A Professora GSouto

 

31.01.2018

 

Licença Creative Commons

 

Dia Intl Memória do Holocausto : Recursos : Diário Anne Frank, diferentes versões

 

 

 

 

Famílias judaicas junto ao campo de concentração de Auschwitz, 1944

 Arquivo Federal Alemão (Bundesarchiv)

https://pt.wikipedia.org/

 

Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto celebra-se anualmente a 27 Janeiro. Em 1 de Novembro 2005, a Assembleia-Geral das Nações Unidas estabeleceu o dia 27 de Janeiro como o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

 

Este é um dia de lembrança em nome dos milhões de vítimas provocadas pelo genocídio da Alemanha nazi sobre os judeus, ocorrido durante a II Guerra Mundial.

 

Neste dia decorrem cerimónias de homenagem a todas as vítimas do Holocausto e o SecretárioGeral da ONU transmite uma mensagem especial.

 

 

holocausto2.jpg

 

créditos: UNESCO

https://en.unesco.org/international-days/

 

Tema 2018:

 

O tema comemorativo de 2018 "Memória e Educação do Holocausto:, nossa responsabilidade comum" que sublinha o dever continuado de aprender e lembrar o Holocausto.

 

 

annefrank4.jpg

 

O Diário de Anne Frank

montagem: créditos DR

http://www.dn.pt/artes/

 

"12 de junho de 1942: Espero poder confiar-te tudo, como nunca pude confiar em ninguém, e espero que venhas a ser uma grande fonte de conforto e apoio."

 

O Diário de Anne Frank

 

Saber + 

 

Entre as crianças que viram na fotografia acima, encontrava-se Anne Frank. E o seu Diário passou a ser uma obra de referência para lembrar aos jovens como é viver em guerra ou até morrer mum campo de concentração.

 

 

Diário de Anne Frank

edição 'Livros do Brasil', Lisboa

 

Tém sido muitas a gerações que têm lido O Diário de Anne Frank nos currículos da sua língua materna.

 

Actualmente faz parte do PNL, mas quando o introduzi nos currículos de Língua Portuguesa, não constava nos livros sugeridos.

 

 

diario.annefrank2.jpg

 

 

Diário de Anne Frank online (2016)

http://cdn-europe1.new2.ladmedia.fr/var/europe1/

 

Anne Frank escreveu as primeiras linhas do seu famoso diário há 75 anos. Mas este só foi publicado cinco anos depois, pelo seu pai, o seu primeiro editor. Retirou algumas passagens, segundo se sabe.

 

Publicado em 1947, O Diário de Anne Frank jamais deixou de ser reeditado.E na celebração dos 70 anos em Setembro 2017, ganhou uma nova versão. Uma novela gráfica. Para os autores, Ari Folman e David Polonsky, o livro "não faz parte da indústria do holocausto"

 

Diário de Anne Frank: versões BD:

 

 

annefrank-diary1.JPG

 

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

Edição lançada mundialmente na celebração do 70.º aniversário de O Diário de Anne Frank, em Setembro 2017, esta pretendia ser a primeira adaptação em banda desenhada, realizada com a autorização da família e tendo por base os textos originais do diário.

 

 

 

Anne Frank au pays du manga
Alain Lewkowicz 

https://gsouto-digitalteacher.blogspot.pt/2012/

 

No entanto, há uma versão em manga (estilo de ilustração japonesa muito apreciada) Anne Frank au Pays du Manga, - línguas francesa/ japonesa) - sem autorização da família?

 

A adaptação e ilustração de Alain Lewkowicz (versão francesa) que divulguei já  há seis anos (2012), e foi apresentada pelo canal ARTE.tv.

 

Temos pois duas novas versões em língua materna, Português e línguas estrangeiras, Francês e Japonês que podem e devem ser incluidas nos currículos de Língua Portuguesa, e currículos de Francês Língua Estrangeira.

 

Têm sido um sucesso. Os alunos adoraram seguir o Diário de Anne Frank em versão BD digital.

 

 

annefrank5.jpg

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

Quando se pensa na II Guerra MundialO Diário de Anne Frank é uma das primeiras memórias a surgir. Não será por acaso, Afinal trata-se de um documento autêntico sem igual que relata a vida de oito moradores num anexo em Amesterdão durante 743 dias e, principalmente, as memórias de uma adolescente, vítima do genocídio de um dos mais trágicos momentos da história do século XX.

 

 

annefrank6.jpg

 

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

 

Ir + longe:

 

Segundo os editores, trata-se da primeira adaptação para banda desenhada aprovada pela família de Anne (?) e pela Fundação Anne Frank. Anne teria escrito o diário entre 12 de Junho de 1942 a 1 de Agosto de 1944 e  O seu lançamento aconteceu precisamente no dia 21 de Setembro 2017..

 

A Fundação Anne Frank convidou Ari Folman e David Polonsky a adaptar as mais de 400 páginas do livro original no formato de novela gráfica, um suporte mais adequado aos jovens de hoje.

 

 

annefrank7.jpg

 

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

 

Anne tinha 14 anos quando morreu de febre tifóide no campo de concentração de Auschwitz, a poucos meses da libertação de todos os prisioneiros pelas tropas aliadas.

 

O seu Diário continua a tocar os jovens da sua idade. Trata-de uma autobiografia, narrando dias de reclusão num campo de morte. 

 

Ainda hoje, milhões de crianças vivem em situações semelhantes em países de guerra.

 

 

anne-frank-bd1.jpg

 

Diário de Anne Frank/ diário gráfico

Ari Folman & David Polonsky

ilustradores BD Diário de Anne Frank

edição portugesa, 2018

http://www.sabado.pt/gps/palco-plateia/livros/

 

 

Sinopse:

 

No verão de 1942, com a ocupação nazi da Holanda, Anne Frank e a família são forçados a esconder-se. Durante dois longos anos, vivem com um grupo de outros judeus num pequeno anexo secreto em Amesterdão, temendo diariamente ser descobertos. Anne tinha treze anos quando entrou para o anexo e levou com ela um diário que manteve no decorrer de todo este período, anotando os seus pensamentos mais íntimos, os seus receios e esperanças, e dando conta do dia a dia da vida em reclusão.

 

Em 1947, após o fim da Segunda Guerra Mundial - sabemos que Anne não sobreviveu - seu pai publicou este diário, um documento inspirador que ainda hoje é um dos livros mais acarinhados em todo o mundo

 

Lançada mundialmente na celebração do 70.º aniversário de O Diário de Anne Frank. Uma primeira adaptação para banda desenhada, realizada com a autorização da família (?) e tendo por base os textos originais do diário.

 

 

 

 

 

 

Actividades:

 

  • Proposta de Leitura de O Diário de Anne Frank em BD : ficha leitura, entre outras ferramentas de apoio;
  • Propor à bibioteca/mediateca escolar a aquisção de vários exemplares para sessão de leitura nas aulas curriculares de Língua Portuguesa;
  • Comparar as versões livro/ BD em trabalho de grupo, dividindo tarefas pelos diferentes grupos/ turma;
  • Preparar e adaptar ao nível de ensino fichas pedagógicas. Dar a palavra aos alunos para que expressem seus sentimentos face a infâncias bem diferentes das suas.

 

Outras versões:

 

 

Para Além do Diário de Anne Frank

Casa de Anne Frank

editora Leya

https://www.saraiva.com.br/

  

Recursos:

 

  • Sobre a temática, os alunos poderão fazer uma pesquisa neste blog

O Diário de Anne Frank;, O Rapaz do Pijama às Riscas; Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa;

 

  • Também encontrarão outros posts sob a temática da guerra e da perseguição nazi :

70 Anos Libertação Prisioneiro do Campo de Auschwitz; Dia Internacional da Memória do HolocaustoExposição Anne Frank em Westerbork; Voltando a Anne Frank : factos históricos.

 

 

A Professora GSouto

 

23.01.2018

 

Licença Creative Commons

Direitos dos Animais :vamos ler sobre animais !

 

 

dia-animais-humanos.jpg

 

créditos: Autor não identifcado

 

Hoje celebra-se o Dia Internacional dos Direitos Animais, paralelamente com o Dia Internacional dos Direitos Humanos. É um dia em que nos devemos manifestar pelos Direitos Humanos, mas também pelos Direitos dos Animais.
 
E este post é dedicado aos nossos amigos de quatro patas que nos são tão dedicados, e que, tantas vezes, são maltratados sem poder entender por que razão.
 
 
Saber +
 
O dia 10 de Dezembro começou a ser celebrado como um dia pelos direitos desde 1948, quando, nessa data, a Assembleia Geral das Nações Unidas ratificou a Declaração Universal dos Direitos Humanos..
 
 
 

dia-animais-humanos1.png

 

créditos: Autor não identifcado

 
 
Desde 1998 o dia também tem sido dos Animais, com acções de sensibilização em países de todo mundo.
 
 
A batalha deste dia tem sido pelo reconhecimento da Declaração Universal dos Direitos Animais, em campanhas de inúmeras ONGs em países como Portugal, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Alemanha, Hong Kong, Itália, México, Rùssia, África do Sul e Suíça..
 
 
A data de hoje não é de comemoração, mas sim de luta, para que a situação de escravidão a que os animais são diariamente submetidos seja combatida e abolida algum dia.
 
 
"Nossos animais de estimação têm vida tão curta e, ainda assim, passam a maior parte do tempo esperando que voltemos para casa todos os dias. É impressionante quanto amor e alegria trazem para nossas vidas, e quanto nos aproximamos uns dos outros por causa deles."
 
 
Marley e Eu, John Grogan
 
 
Assim deixo a sugestão de livros, filmes ou musical sobre os nossos melhores amigos:
 

 

 

Marley & Eu

John Grogan

https://www.fnac.pt/

 

Sinopse:

 

A história enternecedora e inesquecível de uma família e do seu cão mal comportado que ensina o que realmente importa na vida

 

Chamavam-se John e Jenny, eram jovens, apaixonados e estavam a começar a sua vida juntos, sem grandes preocupações, até ao momento em que levaram para casa Marley, «um bola de pêlo amarelo em forma de cachorro», que, rapidamente, se transformou num labrador enorme e encorpado de 43 quilos.

 

Era um cão como não havia outro nas redondezas: arrombava portas, esgadanhava paredes, babava-se todo por cima das visitas, roubava roupa interior feminina e abocanhava tudo a que pudesse deitar o dente.

 

marley-eu3.jpg

 

Marley & Eu

slideshare alunas 10º anos

Bárbara Amorim/ Inês Duarte

https://image.slidesharecdn.com/

 

De nada lhe valeram os tranquilizantes receitados pelo veterinário, nem, tão pouco, a «escola de boas maneiras», de onde, aliás, foi expulso.Só que Marley tinha um coração puro e a sua lealdade era incondicional.

 

Partilhou a alegria da primeira gravidez do casal e o seu desgosto com a morte prematura do feto, esteve sempre presente no nascimento dos bebés ou quando os gritos de uma vítima de esfaqueamento ecoaram pela noite dentro.

 

Conseguiu ainda a «proeza» de encerrar uma praia pública e arranjou um papel numa longa-metragem, através do qual se fartou de «conquistar» corações humanos. .A família Grogan aprendeu, na prática, que o amor se manifesta de muitas maneiras... E feitios. 

 

 

Família Grogan

créditos: Getty Images

http://www.gettyimages.com/

 

Autor:

 

John Grogan nasceu em Detroit, em 1957. É colunista do Philadelphia Inquirer. Foi editor-chefe da revista Organic Gardening, tendo trabalhado ainda, como repórter, chefe de redacção e colunista, em vários jornais americanos sediados no Michigan e na Florida.

 

Entre os prémios com que tem sido distinguido ao longo da sua carreira, merece referência, designadamente, o de Jornalismo do National Press Club. Vive actualmente num monte da Pensilvânia, com a mulher, Jenny, os três filhos e uma cadela labrador, a Gracie.

 

marley-eu2.jpg

 

 

Marley & Eu

John Grogan

https://www.fnac.pt/

 

 PNL

 

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura - 7º Ano  de escolaridade - leitura orientada na Sala de Aula - Grau de dificuldade I A.

 

O livro deu origem ao filme com o mesmo título Marley e Eu (2008) que muitos de nós fomos ver às salas de cinema, depois de ler o livro.

 

 

 

 

 

Lembram do gato Didi? Sim, o gato que não tem uma orelhita e que por ser diferente, ninguém o queria? Até que os alunos de uma escola primária o adoptou. Uma história verdadeira que quase parece um conto de Natal.

 

Vamos então repetir, adoptando outros animais, cão ou gato. Há tantos nas associações de animais abandonado à espera de um lar!

 

 

didi1.jpg

 

 

Didi, o gato adoptado por alunos da escola do Dianteiro

créditos: Paulo Novais/ Lusa

http://static.globalnoticias.pt/

 

Nada melhor do que reler a história e quem sabe? Adoptar um gato neste Natal como prenda especial? Vais ser capaz de uma boa acção como esta não é verdade? Tantos gatitos lá fora, abandonados, com fome e com frio? Eu já adoptei uma gatinha siamesa.

 

 

 

O Livro dos Gatos

T.S. Eliot

https://www.bertrand.pt/

 

Sinopse:

 

Mister Mistofélix, o velho Fortunato que só quer dormir, e o Rufino Finório, que é um gato esquisito. Mas terão muita sorte se derem com o Mascarilho, criminoso perfeito que se ri da lei e que nunca ninguém consegue apanhar.

 

PNL:

 

Plano Nacional de Leitura : Livro recomendado para o 5º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada.

 

 

Saber +

 

O Livro dos Gatos, no original Old Possum's Book of Pratical Cats, é uma colectânea de curiosos e animados poemas dedicados à psicologia e sociologia felina.

 

Escritos nos anos 30 por T. S. Eliot e incluídos pelo próprio, sob o nome "Old Possum", nas cartas que enviava aos seus afilhados.

 

 

 

Old Possum's Book of Pratical Cats

T.S. Eliot

illustrator: Axel Scheffler

https://axelscheffler.com/books-for-older-children/

 

Em 1939, a editora que tinha o exclusivo da sua obra decidiu reunir e publicar 15 desses poemas sob a forma de livro.

 

O sucesso foi imediato e as reedições, bem como as traduções para outras línguas, sucedem-se.

 

Estes poemas ficariam ainda mais famosos a partir de 1981 com a adaptação ao musical Cats, de Andrew Lloyd Webber, um dos mais vistos de sempre em todo o mundo.

 

 

cats.jpg

 

Cats

adaptação de Andrew Lloyd Webber

da obra de T.S. Eliot

http://www.broadwayrose.org/shows/cats

 

Ir + longe:

 

Inspirado na poesia universalmente popular de T.S. EliotCats conta a história, em música e dança, da reunião anual de gatos Jellicle, altura em que um gato especial é selecionado para ascender à casta de Heaviside.

 

Um verdadeiro fenômeno do teatro musical, Cats abriu no New London Theatre de Londres em 1981 e ficou em cena durante 21 anos.

 

O sucesso de Cats em Londres foi quase igualado ao da Broadway, onde ficou em cena cerca de 18 anos.

 

 

 

 

Actividades:

 

  • Podes participar deste dia e fazer com que haja o mais breve possível o primeiro Dia Internacional dos Direitos Animais realmente comemorado e festejado.
  • Junta-te com a turma a uma associação de defesa de animais. luta pela abolição de touradas, utilização de animais nos circos e adopta um animal de companhia, gato ou cão.
  • E agora, nada melhor do que ler : Marley e Eu de John Grogan e O Livro dos Gatos de T.S. Eliot.
 
 
Só assim os animais poderão “comemorar” este dia, marcado pelo esforço humano para fazer com que os direitos dos animais sejam enfim reconhecidos.
 
 
 
 A Professora GSouto
 
 
10.12.2017
 
 
Licença Creative Commons
 

Ler Agustina Bessa Luís : ensino básico e secundário !

 

agustina1.png

 

Agustina Bessa Luís

créditos: Autor não identificado

https://ionline.sapo.pt/

 

" Escrever é isto: comover para desconvocar a angústia e aligeirar o medo, que é sempre experimentado nos povos como uma infusão de laboratório, cada vez mais sofisticada."

 

Agustina Bessa Luís, 

in Contemplação Carinhosa da Angústia

 

Agustina Bessa Luís celebrou no passado dia 16 Outubro, 95 anos. Na impossibilidade de parabenizar a autora pessoalmente. ficam aqui os votos de parabéns através de alguns dos livros que lemos ao longo dos anos nos currículos de Língua Portuguesa e também nos currículos de Literatura (secundário).

 

Já escrevera neste blog sobre o desaparecimentos de outros dois grandes escritores portugueses: Luisa Dacosta e Manuel António Pina mas por acontecimentos tristes ligados ao seu desaprecimento

 

Hoje escrevo para celebrar a vida.  O 95º aniversário de Agustina Bessa Luís.

 

Admiro Agustina, não só pela obra como pela pessoa que tive o imenso privilégio de conhecer e dialogar, por mais do que uma vez.
 
 
Dois dos seus livros que lemos nos curriculos escolares : 2º e 3º ciclos:
 
 
 

agustina-amoras.jpg

 

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

 

Vento, Areia e Amoras Bravas de Agustina Bessa Luís, obra recomendada para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma, pelo Plano Nacional de Leitura.

 

Resumo:

 

«Vento, Areia e Amoras Bravas» é um título dançarino. Todo ele mexe e convida a dançar e arrasta o movimento da juventude que depois vai conduzir à idade consular. A toga vai suceder à sandália e o cinto desatado, que correspondem à história radiosa de Lourença.

 

 

agustina-amoras1.JPG

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

Lourença não quer esquecer a infância nem o vento furibundo que tenta dispersar os pequenos sinos da salvação mais espirituosa, a salvação da descoberta.

 

Volta Dentes de Rato como uma gota de azougue imóvel na palma da mão. Estará imóvel ou apenas encantada? Veremos. Veremos… que as histórias são para explicar estas coisas. A leitura fez-se para encher o silêncio de mágica.

 

Livro encantador que remeteu para a minha própria infância e que li com turmas de 8º e 9º anos nas aulas curriculares de Língua Portuguesa.
 
 
Foi uma das nossas conversas na livraria onde nos encontrámos na livraria da cidade. E como já o tinha lido, solcitei à escritora se o autografava, pedido de imedito aceite. Uma dedicatória muito afectuosa que partilhei com os alunos.
 
 
 

agustina-dentes-de-rato3.jpg

 

Dentes de Rato

Agustina Bessa Luís

https://www.fnac.pt/

 

 

Sinopse:

 

Lourença tinha três irmãos. Todos aprendiam a fazer habilidades como cãezinhos, e tocavam guitarra ou dançavam em pontas dos pés. Ela não. Era até um infeliz para aprender,tinha algumas dificuldades, e admirava-se de que lhe quisessem ensinar tantas coisas aborrecidas e que ela tinha de esquecer o mais depressa possível.

 

O que mais gostava de fazer era comer maçãs e deitar-se para dormir. Mas não dormia. Fechava os olhos e acontecia-lhe então uma aventura bonita, e conhecia gente maravilhosa...

 

 

agustina-dentes-de-rato1.jpg

 

Dentes de Rato

Agustina Bessa Luís

ilustrações: Mónica Baldaque

https://www.wook.pt/livro/

 

Assim começa este livro que Agustina Bessa-Luís escreveu para os leitores mais novos. Se lermos um pouco mais, ficamos a saber por que razão Lourença era conhecida como «Dentes de Rato» e muitas outras coisas.

 

As ilustrações são de Mónica Baldaque, neta da escritora. O livro é um clássico da literatura infantil e juvenil portuguesa. 

 

Nota:

 

Livro Recomendado pelo Plano Nacional de Leitura 7º Ano de Escolaridade como Leitura Orientada na Sala de Aula - Grau de Dificuldade II.

 

Lemos Dentes de Rato nos currículos de Língua Portugesa, do 6º ano (2º ciclo) e do 7º ano (3º ciclo). dependendo das turmas leccionadas.

 

Um livro muito interessante de literatura infanto-juvenil que os alunos gostaram de ler, mesmo aqueles alunos mais 'avessos' a ler. As aventuras de Lourença assemelham-se às dos alunsos e muitos identificavam-se com Lourença, mesmo os rapazes.

 

 

agustina2.jpg

 

 

Agustina Bessa Luis

créditos: Autor não identificado

https://www.dn.pt/artes/

 
 
Relembrar Agustina faz parte do meu mundo afectuoso ligado aos livros. Encontreia escritora com freqência numa livraria que encerrou, embora reabrisse posteriormente noutro espaço.
 
Lemos A Sibila no curso de Literatura Portuguesa (ensino secundário) na Escola Profissional de Música do Porto, fundada pela Professora Hélia Soveral.
 
Agustina foi convidada para uma pequena cerimónia literatura-música a que compareceu e participou de um diálogo muito enriquecedor.
 

 

A Sibila

Agustina Bessa Luís

https://www.wook.pt/livro/

 
 
A Sibila é um romance que olha de frente para o ser humano, sem o subtrair aos costumes, às tradições enraizadas - família, comunidade, religião - e ao preconceito em que cada ser se molda.
 
É através deste olhar que surge Quina, a Sibila, uma personagem única na sua complexidade, onde "o humano é exemplo desse redemoinho de forças, através do qual se abre um conflito - o conflito de estar vivo e o que isso implica de luta, aceitação e incomunicabilidade."
 
 
O romance venceu o Prémio Delfim Guimarães e o Prémio Eça de Queiroz.
 
 
 

 

 
 
Saber +
 
 
Agustina Bessa-Luís nasceu em Vila Meã, Amarante, a 15 de Outubro de 1922. A sua infância e adolescência foram passadas nessa região, cuja ambiente marcará fortemente a obra da escritora.
 
Estreou-se como romancista em 1948, com a novela Mundo Fechado, tendo desde então mantido um ritmo de publicação pouco usual nas letras portuguesas, contando até ao momento com mais de meia centena de obras. 
 
É em 1954, com o romance A Sibila, que Agustina Bessa-Luís se impõe como uma das vozes mais importantes da ficção portuguesa contemporânea.
 
 
Agustina Bessa-Luís foi distinguida com os prémios Vergílio Ferreira 2004, atribuído pela Universidade de Évora, pela sua carreira como ficcionista, e o Prémio Camões 2004, o mais alto galardão das letras portuguesas.
 

 

 

Agustina Bessa Luís

créditos: Autor não identificado

 

 
Actividades: 
 
 
Três sugestões, algumas de leitura obrigatória (discordo desta noção) para ler em diferentes níveis etários e diferentes níveis curriculares de Língua e Literatura Portuguesa.
 
Cabe aos professores seleccionar as obras a ler, segundo os currículos que lecciona e perfil dos alunos/ turma.
 
Acima de tudo, é ano de festejar Agustina através dos seus livros e de actividades que podem ser desenvolvidas.
 
 
A Professora GSouto
 
11.11.2017
 
 
Licença Creative Commons
 
 

Harry Potter e A Pedra Filosofal faz 20 anos ? Livros & recursos

 

 

 

Harry Potter e a Pedra Filosofal

Editorial Presença, 2014 (reedição)

 http://www.presenca.pt/

 

Pois nós não poderíamos deixar de assinalar o 20º aniversário do livro da saga Harry Potter. Foi então há 20 anos - já faz 20 anos que lemos Harry Potter e a Pedra Filosofal ? - dia 26 de Junho de 1997 que a escritora britânica J.K. Rowling publicou o primeiro volume de Harry Potter, depois de ter sido rejeitada por 10 editoras.

 

A primeira edição do primeiro livro teve uma tiragem de 1.000 exemplares - convertidos hoje em tesouros para os colecionadores. Hoje, poucos livros podem ser comparados em termos de popularidade e valor.

 

 

 

Harry Potter e a Pedra Filosofal

Editorial Presença

http://www.presenca.pt/

 

Chamava-se Harry Potter e a Pedra Filosofal e a ele seguiram-se mais seis livros, oito filmes, uma peça de teatro, parques temáticos, um percurso turístico na Escócia, uma exposição permanente em Londres e inúmeros objetos de marketing sobre o jovem bruxo.

 

Para celebrar os 20 anos do lançamento do primeiro livro sobre o jovem feiticeiro, o Facebook criou uma ferramenta "mágica". 

 

Para testar a funcionalidade basta comentar ou partilhar um post e escrever Harry Potter. A "magia" do Facebook também acontece quando fala sobre algumas das personagens ou sobre as escolas de feitiçaria de Hogwarts. Experimentastaram?

 

 

 Harry Potter e a Pedra Filosofal

 

A história nasceu em 1990 na imaginação de J.K. Rowling  durante uma viagem de comboio entre Manchester e Londres.

 

O livro narra as aventuras de um aprendiz de feiticeiro, Harry Potter e dos seus amigos Rony Weasley e Hermione Granger na Escola de Magia e Feitiçaria de Hogwarts, dirigida por Albus Dumbledore.

 

O principal ponto da história gira em torno do combate entre Harry e Lord Voldemort, um bruxo das trevas que busca a imortalidade e que assassinou os pais do menino. Mas isto só iríamos descobrir nos livros seguintes da saga. 

 

J.K.Rowling publicou então sete livros entre 1997 e 2007. Cada um deles passa-se durante um ano escolar. Rowling fez questão que as suas personagens crescessem ao mesmo tempo que os seus leitores.

 

A história começou no verão de 1991, quando Harry Potter recebe a carta para entrar em Hogwarts. E em meados desse ano escolar, estávamos nós a ler o livro nas aulas curriculares de Língua Portuguesa.

 

 

 

Saga Harry Potter

J.K. Rowling

 

Por ordem de  publicação, os livros são: Harry Potter e a Pedra Filosofal, Harry Potter e a Câmara dos Segredos, "Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban", Harry Potter e o Cálice de Fogo, "Harry Potter e a Ordem da Fénix", "Harry Potter e o Enigma do Príncipe" e Harry Potter e as Relíquias da Morte.

 

 

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

J.K. Rowling

Editorial Presença, 2016

http://www.fnac.pt/

 

A saga Harry Potter foi traduzida em 79 idiomas e adaptada a oito filmes. Mais tarde, já em 2016, veio a peça de teatro e livro Harry Potter e a Criança Amaldiçoada que teve um enorme sucesso em Londres. Consta-se que vai estrear-se em Nova Iorque no próximo ano.

 

 

 

 

Estúdios, parques temáticos, circuitos

 

Os estúdios de Harry Potter em Leavesden, próximos de Londres, permitem descobrir os cenários e o universo dos filmes em exposição permanente.

 

 

 

The Wizarding World of Harry Potter

Orlando, US

https://orlandoinformer.com/

 

Aberta em 2012, a atracção recebe 6.000 visitantes por ano. Existem também parques temáticos criados pela Universal Studios em Orlando, Hollywood e Osaka.

 

 

 

 

The Elephant House

Edimburgo, UK

http://www.insiders-scotland-guide.com/

 

Em Edimburgo, o café onde Rowling escreveu parte do primeiro livro, o The Elephant House, atrai milhares e milhares de fãs.

 

 

 


Livraria Lello

Porto, Portugal

créditos: RR

http://rr.sapo.pt/

 

Sem esquecer a Livraria Lello, no Porto que foi onde tudo começou. Também atrai milhares de turistas, muitos dos quais, fãs de Harry Potter. J. K. Rowling escreveu parte de Harry Potter e a Pedra Filosofal na cidade do Porto, onde trabalhou alguns anos como professora de Inglês. E foi a livraria Lello que a inspirou em parte do cenário real.

 

 

 

JK Rowling
Jogos Olímpicos de Londres 2012
http://25.media.tumblr.com/
 
 

Em 2012 participou na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Londres  em que leu um excerto de "Peter Pan", de J.M. Barrie.

 

Nesse ano, foi condecorada pela rainha Isabel II. Em 2010 já ganhara o célebre Prémio da literatura infantil e juvenil Hans Christian Andersen.

 

 

 

JK Rowling e o prémio Hans Christian Andersen

créditos : Kim Rune, Fyens Stiftstidende/AP

www.yahoo.com/

 

Rowling também é defensora de causas sociais:

 

"Não precisamos de magia para mudar o mundo, já temos dentro de nós todo o poder de que precisamos, o poder de imaginar melhor",

 

J.K. Rowling, 2008

 

Actividades:

 

Podem explorar, numa visita virtual, os estúdios de Harry Potter em Leavesden. A não perder, sobretudo para os novos leitores.

 

 

 

Harry Potter e a Pedra Filosofal

J.K. Rowling

ilustração Jim Kay, 2016

http://www.revistaestante.fnac.pt/

 

 

E naturalmente, para os mais jovens fãs, deixo esta sugestão : Harry Potter e a Pedra Filosofl, edicção ilustrada por Jim Kay, 2016.

 

Jim Kay baseou-se não apenas no texto de J. K. Rowling mas também na sua própria vida para criar as ilustrações desta edição especial. A personagem de Hermione, por exemplo, é baseada na sua sobrinha. E Dumbledore teve como modelo um amigo seu.

 

 

 

 

Harry Potter e a Pedra Filosofal

J.K. Rowling

ilustração Jim Kay, 2016

http://www.revistaestante.fnac.pt/

 

 

 “As ilustrações criadas por Jim Kay tocaram-me profundamente. Adoro a sua interpretação do mundo de Harry Potter. Sinto-me grata e honrada por ele lhe ter emprestado o seu talento.”

 

J. K. Rowling

 

A Professora GSouto

 

27.06.2017

 

Licença Creative Commons

 

 

Ler para saber : Livros sobre 25 Abril

 

 

abril25-andré-carrilho.jpg

 

25 de Abril

cartoon: André Carrilho

http://www.dn.pt/

 

 

De mãos é cada flor cada cidade.
Ninguém pode vencer estas espadas:
nas tuas mãos começa a liberdade.

 

Manuel Alegre, As Mãos (excerto)

 

Foi há 43 anos que a liberdade se fez em Portugal. Se perguntarmos aos jovens estudantes quem descobriu a Índia ou o Brasil estarão informados, pois é inquestionável o papel da escola e da literatura na transmissão desse saber e desse imaginário.

 

 

abril25d.jpg

 

slideshare aluna 11º ano

Francisca Silva, 2014

https://pt.slideshare.net/

 

 

"Todavia, se perguntarmos sobre 25 Abril de 74 poucos saberão da importância deste acontecimento da História de Portugal que tanto contribuiu para a mudança e para a evolução quer do ponto de vista da condição humana, quer do ponto de vista social."

 

Maria Manuela Cruzeiro/ Augusto José Monteiro

 

 

abril25-cravos1.jpg

 

slideshare aluna 11º ano

Francisca Silva, 2014

https://pt.slideshare.net/

 

E qual a simbologia do cravo ligada a este dia 25 Abril? Há várias versões, mas uma delas pode ser esta.

 

Mas está  nos livros. Faz parte, naturalmente, da nossa história. E, nem que seja só por isso, tem de ser estudada.

 

Deixo então uma sugestão de leitura: Vinte Cinco a sete vozes de Alice Vieira. Já tinha falado neste livro quando dediquei um post aos 30 Anos de livros de Alice Vieira.

 

 

vinte-cinco-sete-vozes.jpg

 

Vinte Cinco

a sete vozes

Alice Vieira

edições Caminho

 

 

Sinopse:

 

Que foi que aconteceu no dia 25 de Abril de 1974? Aparentemente a resposta é fácil. Mas só aparentemente, pois tudo vai depender da idade que têm os que a ela respondem... Para os mais novos, aqueles a quem 1974 é a Pré-História, 25 de Abril, 10 de Junho, 5 de Outubro ou 1.º de Dezembro é tudo o mesmo, ou seja, é feriado e isso é que importa. Mas para os mais velhos, as coisas não são assim tão simples.

 

Do conjunto de sete vozes diferentes se faz esta história - com um final feliz, já que a liberdade também se pode festejar de mãos dadas num centro comercial da cidade...

 

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 6º ano: leitura orientada na sala de aula. Grau de Dificuldade III, currículos de Língua Portuguesa.

 

 

abril25g.jpg

 

A Flor de Abril

uma história da revolução dos cravos

Pedro Olavo Simões 

ilustrações: Abigail Ascenso

http://www.fnac.pt/

 

Sinopse:

 

Um pai, pintor, busca na memória as respostas à curiosidade do filho, que viu um cravo desenhado sobre o cano de uma espingarda.

 

Com a simplicidade dessa conversa a dois, vemos como Portugal despontou para a liberdade numa madrugada de 1974. 

 

O livro conta a história de um quadro pintado numa oficina iluminada por 37 anos de liberdade. A flor no cano de uma espingarda que o pai de João imortaliza no quadro que pinta, explica aos mais novos como um cravo vermelho no cano de uma espingarda se fez símbolo da alvorada de um novo Portugal.

 

Nível etário: 8-12 anos.

 

 

abril25-livro.jpg

 

25 de Abril

Revolução dos Cravos

História de Portugal

Paula Cardoso Almeida
ilustrações: Carla Nazareth, Patrícia Alves & Miguel Gabriel
Quidnovi, 2008

http://bibliofiliajsd.blogspot.pt/

 

Sinopse: 

 

Numa colecção de História de Portugal, este livro centra-se na narrativa da Revolução de Abril propriamente dita, consequência quase natural de várias décadas de opressão, censura, pobreza e guerra colonial.

 

 

abril25-livro1.jpg

 

 História de uma flor

Matilde Rosa Araújo

ilustração: João Fazenda

edições Caminho

https://www.wook.pt/

 

Sinopse:

 

«Nas ruas havia flores vermelhas por toda a parte. No peito das mulheres, dos homens, nos olhos das crianças, nos canos silenciosos das espingardas. Nem era uma guerra, nem uma festa. Era o mundo de coração aberto.»

 

Livro de Matilde Rosa Araújo, publicado em 1983 na colectânea A Velha do Bosque, editado autonomamente em 2008, com ilustrações de João Fazenda. A autora cruza a dimensão simbólica com a histórica, criando uma metáfora particularmente expressiva da libertação ocorrida em Portugal a seguir ao 25 de Abril. 

 

Um livro que é um poema à beleza e à liberdade. Ganha nova dimensão nesta edição autónoma, exemplarmente ilustrada.

 

Disponível em versão impressa e ebook

 

Nível etário: infantil

 

Não devemos descurar a partilha de uma 'memória histórica', que passa testemunhos mais autênticos.  Passaram 43 anos sobre 'esse momento'.

 

“A história é como uma montanha que só de longe se pode admirar na sua grandeza e nos seus abismos”

 

Müller, citado por Torgal, 1989: 214

 

Aqueles que viveram os factos, e que ainda estão entre nós, conseguem revivê-los e reconstruí-los de uma forma mais precisa e eventualmente, já com alguma isenção, por se ter passado o tempo suficiente para sacudir o pó da excessiva emoção.

 

 A Professora GSouto

 

25.04.2017

 

 Licença Creative Commons