Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Literatura juvenil : Astrid Lindgren : Pipi das Meias Altas & outras histórias

 

astrid-lindgren-books.jpg

 

Astrid Lindgren

créditos: Astrid Lindgren Company

https://www.astridlindgren.com/

 

Astrid Lindgren foi uma autora sueca de literatura infantil, com livros traduzidos em 85 idiomas em mais de 100 países. 

 

Muitos de seus livros são baseados na sua família e memórias de infância. Todavia, Pippi das Meias Altas, a sua personagem mais famosa, foi inventada originalmente para entreter sua filha Karin de 7 anos, que estava adoentada.

 

 

 

 

Pippi das Meias Altas

Astrid Lindgren

Relógio d'Água

https://relogiodagua.pt/

 

Em 28 de Janeiro de 2002, aos 94 anos, Astrid Anna Emilia Lindgren morreu na sua casa em Estocolmo, ao lado de sua filha, Karin.

 

Aí morou desde 1941. E escreveu os seus 41 livros ilustrados. Ao saber da notícia, milhares de fãs foram até a residência, levando flores e velas.

 

astrid-lindgren-pippi-1968.jpg

 

Astrid Lindgren e pequena actriz

no papel de Pippi das Meias Altas, 1968

 

Saber +

 

Astrid Lindgren, autora da inesquecível personagem Pippi das Meias Altas, tem 165 milhões de livros vendidos, em 107 línguas e 77 países. Segundo a lista da UNESCO, é 18a autora mais traduzida do mundo.

 

 

 

O livro deu origem a uma série de televisão com o mesmo nome (1969), com adaptação do texto de Astrid Lindgren. Passou na televisão portuguesa uns anos mais tarde, em três temporadas. Está disponível em DVD

 

astrid-lindgren-book.jpeg

 

Astrid Lindgren’s Bullerbyboken 

(Byllerby Book), Jamtli, CC BY-NC-ND

https://www.europeana.eu/

 

Astrid Lindgren foi uma incansável lutadora pelos direitos humanos e pelos direitos das crianças, dos animais, da preservação da natureza, da literatura infantil e da paz, levando à mudança de muitas leis suecas.

 

astrid-lingdern-pippi- livro-sueco1.jpeg

 

Pippi Längstrump

Astrid Lindgren, 1945

https://en.wikipedia.org/

 

Pippi das Meias Altas, a garota sardenta, de cabelos ruivos e tranças, foi criada em 1941, a pedido da filha Karin, que estava doente e não podia ir à escola. O nome do livro foi escolhido por Karin.

 

astrid-lingdern-pippi- livro-sueco.jpg

 

Pippi das Meias Altas/ Pippi Longstocking

Astrid Lindgren

https://www.astridlindgren.com/

 

Pippi das Meias Altas:

 

Astrid fez o que poucos se atreveram na sua época. Muito antes dos direitos das mulheres, ela inventou uma personagem que podia tudo: tinha toda a força do mundo, enfrentava ladrões, fugia de polícias, vivia sem os pais – apenas com seu cavalo e um macaquinho –, era independente, ousada e muito confiante.

 

 

astrid-lindgren-pippi-livro2a.jpg

 

Pippi Longstocking, ebook

Astrid Lindgren

https://www.penguinrandomhouse.com/

 

Pippi das Meias Altas, a menina sardenta, de cabelos ruivos e tranças, criada em 1941, a pedido da filha Karin, quando impedida de tr à escola por estar doente.

Como o nome da personagem já era esquisito, Astrid imaginou que ela não deveria ser muito normal. E assim nasceu a irreverente Píppi. O manuscrito foi recusado pela primeira editora, com medo que o livro fosse uma má influência para as crianças.

 

astrid-lindberg-pippi.jpg

 

Estátua de Pippi Longstocking sentada num muro em frente do Cultural Center D’n Bogerd en Druten, Países Baixos, de Geert Peters

créditos: Hans Barten, Beelden van Gelderland, CC BY

https://www.europeana.eu/

 

Astrid, a menina corajosa e afoita: 

 

De certa maneira, Píppi carrega muito da infância e da coragem de Astrid. A autora nasceu em 14 de Novembro 1907, em uma pequena cidade sueca, chamada Vimmerby. Segunda filha de quatro, cresceu em uma casa vermelha, rodeada de macieiras, como certa vez contou, na propriedade rural chamada Näs.

 

astrid-lindgren-irmas.jpg

 

Astrid Lindgren e irmãos

créditos: Astrid Lindgren Company

https://www.astridlindgren.com/

 

Quando criança, ajudava os pais no trabalho com a fazenda e divertia-se em brincadeiras livres. Ela contava que, aos quatro anos, ao escutar sua primeira história, sentiu algo mágico acontecer na sua vida. Ler e ouvir histórias foi a forma de se transportar para outros mundos, vendo a sua cozinha ser invadida por bruxas, magos e criaturas imaginárias.

 

Entre seus livros preferidos estavam A Ilha do Tesouro (1883), de Robert Louis Stevenson, A Princezinha de Frances Hodgson Burnett (1905) e Papá das Pernas Altas de Jean Webster.

A coleção dos manuscritos originais de Astrid Lindgren na Kungliga Biblioteket, em Estocolmo, foi adicionada à lista de herança cultural da UNESCO em 2005.

 

 

 

Pippi das Meias Altas

Astrid Lindgren

illustração: Lauren Child

https://www.bertrand.pt/

 

Sinopse:

 

Pippi das Meias Altas está de volta, e continua engraçada, arisca e incrivelmente forte! O Tomás e a Anita estão fascinados pela sua nova vizinha, que vive sozinha, acompanhada apenas do seu cavalo de estimação e de um macaco, o Senhor Nelson. Os dois irmãos rapidamente percebem que ela é uma menina mesmo peculiar: ninguém lhe diz o que deve fazer, está sempre metida em sarilhos e peripécias, faz os seus próprios biscoitos e é mais forte do que qualquer outra pessoa do mundo.


Ela é a Pippi das Meias Altas. Vais adorar conhecê-la e viver as suas aventuras extraordinárias!

 

PNL :  Livro recomendado  para o 4º ano de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

 

 

Escritora mundialmente famosa de literatura infantil Astrid Lundgren

com um exemplar de Pippi Longstocking em South Sea in 1995

créditos:  AP Images

 

O Prémio Literário Astrid Lindgren, conhecido como Astrid Lindgren Memorial Award, criado em 2002 pelo governo da Suécia, em homenagem à escritora Astrid Lindgren, foi atribuído este ano à ilustradora sul-coreana, Baek Heena.

 

Havia 240 candidatos de 67 países, entre os quais quatro autores portugueses: Catarina Sobral, Bernardo P. Carvalho, António Jorge Gonçalves e Maria Teresa Maia González.

 

Actividades:

 

  • Ler o livro Pippi das Meias Altas e passar alguns episódios da série televisiva, agora em DVD.

 

  • Solicitar aos alunos curtos textos sobre a personagem Pippi,expressando a sua opinião.

 

  • Reconto da história. 

 

Nota: Apoio para jovens professores do ensino básico

 

A Professora GSouto

 

16.05.2020

Licença Creative Commons

 

Dia Internacional do Livro Infantil : Fome de Palavras : livros !

 

dia-livro-infant2020-DGLAB.jpg

 

Dia Internacional do Livro Infantil

cartaz : André Letria

http://dglab.gov.pt/

 

Celebrou-se ontem dia 2 Abril o Dia Internacional do Livro Infantil. E por que razão o dia 2 Abril? Porque concide com a data aproximada do nascimento de Hans Christian Andersen, 1805. Daí que 215 anos depois, seja comemorado nesta data o Dia Internacional do Livro Infantil

 

O cartaz português é de autoria do André Letria, vencedor do Prémio Nacional de Ilustração em 2019. De André Letria já conhecemos o livro A Guerra com texto de José Jorge Letria. E também A Maior Flor do Mundo com texto, como sabemos de José Saramago entre outros.

 

childrens-book-day2020.png

 

International Children's Book Day
Poster illustrated by Damijan Stepančič

 

Tema 2020: A Fome de Palavras

 

Para comemorar o dia dedicado a Hans Christian Andersen, o IBBY Internacional divulgou, um cartaz e uma mensagem, este ano, da responsabilidade da Eslovénia.

 

O texto é da autoria do escritor Peter Svetina, e o cartaz foi criado por Damijan Stepančič. 

 

Tema 2020: A Fome de Palavras

 

E aqui temos um excerto da mensagem de Peter Svetina:

 

“Conheço um menino que foi operado aos olhos. Depois da cirurgia, teve de ficar duas semanas deitado sobre o lado direito. Durante um mês, não pôde ler, não pôde ler mesmo nada. Quando ao fim de um mês e meio pegou finalmente num livro, parecia que o livro era uma tigela onde apanhava palavras à colher. Como se as comesse. Como se verdadeiramente as comesse.”

Hunger of Words, para ler em inglês aqui

 

 

dia-livro-infantil2020-A-Maior-Flor-do-Mundo.jpg

 

A Maior Flor do Mundo

José Saramago

illustração: André Letria

Caminho, 2013

https://andreletria.pt/

 

"E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos?
Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?"

 

Particularmente gosto deste  excerto em tradução livre:

 

"E eu conheço uma menina que cresceu para ser professora. Ela disse-me: crianças a quem os pais não leram ficam mais pobres."

 

Neste ano de confinamento devia à pandemia que alastra pelo mundo, nunca como hoje, os pais têm uma importância capital na leitura em voz alta para seus filhos, ou no apoio a leituras de livros que os mais velhos não fariam.

 

 

dia-livro-infantil-Estranhão.jpg

 

O Estranhão 

O Dia em que as Vacas Voaram

Álvaro Magalhães

illustração: Carlos J. Campos

 

Provavelmente, conheces já a coleção de livros O Estranhão. A figura principal é Fred, um miúdo de 11 anos, com uma inteligência acima da média, a quem acontecem coisas esquisitas. As histórias são contadas através de palavras e desenhos: as palavras são de Álvaro Manuel Magalhães; os desenhos, de Carlos J. Campos. 

 

 

dia-livro-infantil2020-As-Naus-de-Verde-Pinho.jpg

 

As Naus de Verde Pinho

Viagem de Bartolomeu Dia 

contada à minha filha Joana

Manuel Alegre

https://www.fnac.pt/

 

Nunca a história da viagem de Bartolomeu Dias foi tão fácil de aprender. Num estilo muito próprio, Manuel Alegre conta aos mais novos, em verso, esta magnífica aventura empreendida por um extraordinário Capitão que levou no coração o país a navegar. Muitos perigos enfrentou e muitas batalhas travou e venceu para que o nome de Portugal nunca mais fosse esquecido.

 
 

Para ti, que gostas de livros e que acreditas que a tua vida seria muito chata sem histórias, deixo-te algumas sugestões para comemorares este dia especial, e estas duas semanas que estarás em casa, mas de férias lectivas Páscoa.

 

Se bem que, como sabes, os livros são sempre uma boa companhia todos os dias do ano. Boas leituras!

 

A Professora GSouto

 

03.04.2020

 

Licença Creative Commons

O Apelo Selvagem : livro & filme ! A não perder !

 

 

apelo-selvagem-film.jpg

 

O Apelo Selvagem/ The Call of the Wild

Chris Sanders, 2020

https://www.imdb.com/

 

 

O Apelo Selvagem, tradução de The Call of the Wild, é um  filme de aventuras baseado no romance com o mesmo nome, escrito em 1903, por Jack London.

 

Já fora adaptado ao grande ecrã por William A. Wellman, com o título "A Ambição do Ouro" (1935). A realização de Chris Sanders ( sua estreia em filme não animado),  depois de "Lilo & Stitch", Como Treinares o Teu Dragão e Os Croods, com guião de Michael Green.

 

Para além de Harrison Ford, o elenco inclui Omar Sy, Dan Stevens, Karen Gillan, Bradley Whitford e Colin Woodell.

 

Livro: 

 

apelo-selvagem-Jack-London-livro.jpg

 

The Call of the Wild

Jack London

illustrations: Philip R. Goodwin & Charles Livingstone Bull

New York, Macmillan Company, 1903

https://en.wikipedia.org/

 

O livro foi um best-seller imediato, recebido de forma entusiasta, tanto pela crítica como pelos leitores. O escritor viu a sua vida mudar após esse contrato e, apesar de não ter recebido nem mais um cêntimo pelos direitos do livro, ganhou o reconhecimento do mundo literário. 

 

Saber +

 

The Call of The Wild permaneceu em impressão desde a sua primeira edição. Chegou-nos às mãos pela reimpressão da Bertrand Editora, em 2017. A editora é a detentora dos direitos para publicação em língua portuguesa- Tem tradução de Rui Guedes da Silva.

 

apelo-selvagem-livro.jpg

 

O Apelo Selvagem

Jack London

tradução: Rui Guedes da Silva

1ª edição 1903

https://www.bertrandeditora.pt/

 

Sinopse:

 

Buck é um cão que se vê arrancado do conforto da quinta onde nasceu e lançado numa vida dura e perigosa. 


Nos rigores do Alasca, Buck tem de aprender a viver com quase nada e a adaptar-se à exigência e à crueldade dos seus sucessivos donos, até que conhece John Thornton, um ser humano que reconhece a sua inteligência e nobreza e de quem Buck se torna um amigo leal e devoto, salvando-lhe a vida por diversas vezes. 


Mas depois de ter sofrido tanto às mãos dos homens, o apelo da floresta parece-lhe cada vez mais irresistível….

 

 

 

Jack London, 1905

https://en.wikipedia.org/

 

Dados biográficos: Jack London

 

John Griffith London nasceu em 12 Janeiro 1876. Foi um romancista americano, jornalista, e activista.

 

Pioneiro no mundo da ficção de revistas comerciais, foi um dos primeiros escritores a  tornar-se célebre mundialmente e ganhar grande fortuna com a escrita. Foi também um inovador no género que mais tarde se tornaria conhecido como ficção científica.

 

 

apelo-selvgem-jack-london-hardcover-books.jpg

 

créditos: Não identificado

via Google Images

 

As obras mais famosas incluem The Call of the Wild e White Fang, ambas descrevendo a  Corrida ao Ouro de Klondike.

 

London escreveu os contos To Build a Fire, An Odyssey of the North e Love of Life. Escreveu também sobre o Pacífico Sul em histórias como The Pearls of Parlay e The Heathen.

 

Tem uma obra vastíssima. Morreu em Novembro 1916, no seu rancho.

 

 

 

O Apelo Selvagem

Jack London

 Cultura Editora

https://www.culturaeditora.pt/

 

Ir + longe:

 

O livro O Apelo Selvagem é uma alegoria, que explora a capacidade de adaptação e a relação entre a natureza e a individualidade, e de como esta inevitavelmente se molda àquela, num conflito que o London recria de forma virtuosa.

 

 

 

O Apelo Selvagem

Jack London

 Cultura Editora

https://www.culturaeditora.pt/

 

Narrativa:

 

O leitor fica preso ao modo como o escritor conduz a narrativa e nos dá conta da mudança de Buck. A subtileza com que faz, é quase como se fossemos mudando com Buck, sofrendo as mesmas dores, o mesmo desalento, o despertar do instinto selvagem.

 

A narrativa é feita sempre na 3ª pessoa, como se alguém conversasse connosco sobre a vida de Buck, e toda ela dirreccionada para comprendermos Buck. 

 

London não é grande fã de eufemismos, já que a sua narração é directa e objectiva. Em O Apelo Selvagem, a realidade é apresentada sem filtros: a morte é triste e feia, as feridas doem, tornando dificílimo ler certas passagens. Precisamos de uma pausa para respirar fundo. Mas adorámos.

 

apelo-selvagem-film.jpg

 

O Apelo Selvagem

Chris Sanders, 2020

https://www.imdb.com/

Filme:

 

A vida de Buck, um cão de raça São Bernardo, altera-se para sempre quando é retirado da sua família humana da Califórnia (EUA), e enviado para as florestas do Yukon, no Canadá, durante a frenética corrida ao ouro da década de 1890. Apesar do terror dos primeiras tempos e das dificuldades em adaptar-se à vida selvagem, o seu destino cruza-se com John Thornton (Harrison Ford), um garimpeiro que se tornará o seu melhor amigo e que lhe vai mostrar um novo sentido para a vida.
 
 
 
 

apelo-selvagem-film-poster.jpg

 

The Call of the Wild

Chris Sanders, 2020

https://www.imdb.com/

 
 
Um filme de aventuras baseado no romance com o mesmo nome escrito, em 1903, por Jack London,  realizado, como já escrevemos por Chris Sanders.

 

Uma ode à inteligência e à alma dos animais. Embora o uso da tecnologia CGI (computer generated imagery) seja, por vezes, demasiado visível mas excepcional, reflecte quase na perfeição o modo de ser de um cão e as suas atitudes.

 

As ternurentas expressões de Buck, a fotografia e cenários fabulosos, fazem da realização uma versão linda do livro. Mais suave, embora momentos de crispação estejam presentes.

 

 

 

 

Mas o filme, adaptação do livro, é também uma história de amor. Leva-nos a imaginar quão vazia seria a existência sem amor – amor puro, verdadeiro e desinteressado, que transforma a vida de um homem solitário, John Thorton, com a companhia de Buck, num ser mais tranquilo, na sua dor. O mesmo se sente em relação a Buck ao sentir-se amado de novo, por aquele ser humano, depois de tanta privação desde que fora roubado da família que o acolhera, desde pequeno.

 

Fá-lo através do amor de Buck por John Thornton (Harrison Ford). Nos seus olhos, recordamos a capacidade infinita de amar que cada ser transporta em si.

 

e assim brincando Buck ia convalescendo e entrava numa nova existência. Pela primeira vez conhecia o amor, o amor genuíno e impetuoso. Nunca tivera essa experiência na quinta do juiz Miller, no soalheiro Vale de Santa Clara. Com os filhos do juiz, caçando e vagabundeando, tratara-se de uma camaradagem de trabalho; com os netos do juiz, uma espécie de guarda altiva; e com o próprio juiz, uma amizade grave e digna. Mas aquele amor febril e ardente, que era adoração e que era loucura, coubera a John Thornton despertar-lhe.

 

James London, The Call of the Wild (pág. 92).

 

O último elo entre Buck e a humanidade é quebrado com a morte de  John Thornton. E Buck vai completamente seguir o seu instincto do apelo selvagem.

 

Actividades:

 

  • Leitura integral do livro O Apelo Selvagem (individualm com curtos excertos lidos em sala de aula) para debate entre alunos;

 

 

  • Visita de estudo: preparação de uma saída para assistir ao filme em sala de cinema;

 

  • A ordem será arbitrária. Cada professor(a) adaptará as propostas ao nível de ensino que lecciona;

 

  • Debate final para confrontação/ comparação entre o livro e a sua adaptação ao cinema.

 

  • Escrita criativa. Em trabalho de grupo, dar liberdade aos estudantes de recriar uma nova história com as mesmas personagens principais: John Thornton e seu amigo Buck.

 

A Professora GSouto

 

13.03.2020

 

Licença Creative Commons

Mary Higgins Clark : a rainha do suspense morreu ! Livros

 

 

mary-higgins-clark2.jpg

 

Mary Higgins Clark [1927-2020]

créditos: Mike Derer / Associated Press

via Los Angeles Times

 

"O interesse da literatura de suspense e mistério é universal".

Mary Higgins Clark

 

Mary Higgins Clark, a autora do suspense mais aclamada no mundo pelos seus livros, morreu, ontem, dia 1 de Fevereiro 2020, em Naples, Florida (US).

 

Mary Higgins Clark foi autora de mais de trinta romances que obtiveram um êxito constante, tendo vendido mais de 150 milhões de exemplares dos seus livros em todo o mundo.

 

mary-higgins-clark3.jpg

 

Mary Higgins Clark 

via Wikipedia

https://commons.wikimedia.org/

 

Biografia:

 

Mary Higgins Clark nasceu em Nova Iorque em 1927. Nascida no Bronx,  Nova Iorque, filha de um imigrante irlandês, Luke Higgins, que morreu precocemente, tinha ela 11 anos, cresceu com a mãe e três irmãos (o mais velho teria também uma morte precoce, quando Mary Higgins Clark era ainda pré-adolescente).

 

Viu-se obrigada a trabalhar fora do horário escolar para ajudar orçamento familiar. Num desses empregos, no Shelton Hotel em Manhattan, conviveu com Tennessee Williams que, recordava, estava instalado no quarto mais barato disponível.  

 

Apesar de enviar os seus contos a várias publicações desde os 16 anos, só aos 29 anos, em 1956, viu a sua primeira história publicada — Stowaway, na revista Extension.

 

 

 

Mount Vernon Love, 1969

Mary Higgins Clark

http://maryhigginsclark.com/book/

 

O seu primeiro romance, publicado em 1969, não se inseria ainda no universo em que se viria a especializar. Aspire to the Heavens tinha como protagonistas o primeiro Presidente dos Estados Unidos, George Washington, e a sua mulher, Martha, e revelou-se um fracasso. Mas em 2002, foi reeditado com grande sucesso, com o título Mount Vernon Love.

 

 

mary-higgins-clark-livro1.jpg

 

Onde Estão as Crianças?

Mary Higgins Clark

https://www.bertrand.pt/

 

O estilo que a viria a popularizar revelou-se ao grande público em 1975, quando chegou às livrarias o livro Onde Estão as Crianças? 

 

Sinopse:

 

Nancy fugiu ao sofrimento do seu primeiro casamento, à morte macabra dos dois filhos pequenos, às histórias de capa dos jornais e às chocantes acusações feitas contra si. Mudou de nome, pintou o cabelo e foi viver para outro sítio. Agora, feliz com um novo marido e dois filhos lindos, Nancy sente que pode por fim esquecer a sua história trágica e começar a acreditar em segundas oportunidades. Até que, uma manhã, olha pela janela para ver os filhos, mas encontra apenas uma luva vermelha e percebe que o pesadelo começou do novo…

 

O livro foi adaptado ao cinema em 1986 por Bruce Malmuth. 

 

 

 

Lembra-te !

Mary Higgins Clark

https://www.bertrand.pt/

 

“Lembra-te” - com mais de dois milhões, são alguns dos títulos das suas obras, algumas delas também adaptadas para o cinema e a televisão.

 

Literartura juvenil:

 

Mary Higgins Clark também escreveu alguns livros para adolescentes. No seu primeiro livro para jovens, a autora transporta-os para um tempo  lugares inimagináveis.

 

 

 

Ghost Ship

Mary Higgins Clark

ilustração: Mendell 

http://maryhigginsclark.com/book/

 

A sua obra foi reconhecida com vários prémios, entre os quais a eleição de ‘Grand Master’ dos Edgar Awards 2000 pela Mystery Writers of America, que também lançou um prémio anual com o seu nome.

 

https://mysterywriters.org/

 

Foi presidente da Mystery Writers of America, bem como do International Crime Congress.

 

 

 

De Olhos Postos em Ti

Mary Higgins Clark

https://www.bertrand.pt/

 

Sinopse:

 

Numa pequena cidade, há sempre alguém que vê…

Com quase dezoito anos, o que queremos é mesmo divertir-nos: dançar, rir e namorar. Na ausência dos pais, Kerry Dowling, uma rapariga de dezoito anos, aproveita para organizar uma grande festa em sua casa. Ao início da manhã seguinte, é encontrada sem vida, completamente vestida, no fundo da piscina da família.

Quando a hipótese de acidente é afastada, a família de Kerry tem de se confrontar com a forte possibilidade de ela ter sido morta por alguém do seu círculo mais próximo: o namorado com quem discutiu durante a festa? Jamie, o vizinho da família, que tinha no canto do quarto uma pilha de roupa molhada. Um dos seus colegas? (...)

 

Actividades:

 

A Narrativa : crime/ suspense

 

  • Seleccionar um ou dois livros e colocar à votação dos alunos para leitura autónoma.

 

  • Fazer revisão dos Texto Narrativo. Assinalar as características do romance policial de suspense.

 

  • Solicitar aos alunos que criem um final diferente para o livro lido, em trabalho de grupo.

 

Links úteis:

 

Literatura policial : Colecção Vampiro

https://blogdoscaloiros.blogs.sapo.pt/literatura-policial-coleccao-vampiro-171766

Literatura policial Edith Ngaio Marsh

https://blogdoscaloiros.blogs.sapo.pt/dia-mundial-do-livro-e-dos-direitos-de-134201

J.K.Rowling: Morte Súbita

https://blogdoscaloiros.blogs.sapo.pt/110828.html

 

A Professora GSouto

 

02.02.2020

 

Licença Creative Commons

Filatelia : Harry Potter lançados pelos CTT, lembram ?

 

harry-potter-selos1.jpeg

 

CTT/ Colecção Harry Potter

https://www.ctt.pt/

 

Potterheads ! Se ainda não o fizeram, este é o momento de coleccionar os selos Harry Potter!  Como os mais atentos sabem, os CTT lançaram no final do verão uma emissão filatélica especial sobre o universo do nosso feiticeiro. E claramente não perderam tempo.

 

Mas os mais jovens potterheads, aqueles que estão agora a chegar à saga Harry Potter, eestá na hora de a pedirem ao Pai Natal.

 

A colecção tem exemplares das personagens vossas favoritas. 

 

 

 

harry-potter-selos-geral.png

 

CTT/ Colecção Harry Potter

https://www.ctt.pt/

 

Saber +

 

Os CTT/ Correios de Portugal, em parceria com a Warner Bros. Consumer Products, lançaram no final verão ( 27 Agosto 2019) uma emissão de selos dedicada ao universo Harry Potter, "o feiticeiro mais famoso do Planeta" criado pela escritora J.K. Rowling na década de 90.

 

harry-potter-selos-personag.jpeg

 

CTT/ Colecção Harry Potter

https://www.ctt.pt/

 

Objectivo?

 

Celebrar o universo criado por J.K. Rowling que resultou em sete livros, oito filmes e uma peça de teatro – sem contar com as histórias paralelas que foram nascendo como é o caso de Monstros Fantásticos.

 

Os novos selos contam com design de Carla Caraça Ramos e apresentam um formato de 30,6 X 40 mm.

 

harry-potter-selos-harry.jpg

 

Harry Potter

créditos: CTT Portugal

 

harry-potter-selos-hermione.jpg

 

Hermione Granger

créditos: CTT Portugal

 

A emissão é composta por quatro selos com as imagens de Harry Potter, Hermione Granger, Ron Weasley e Lord Voldermort. 

 

harry-potter-selos-ron.jpg

 

Ron Weasley

créditos: CTT Portugal

 

harry-potter-selos-voldemort.jpg

 

Lord Voldemort

créditos: CTT Portugal

 

Ir + longe

 

Cada personagem terá 130 mil exemplares e os preços dos selos oscilam entre os 0,70€ e os 0,91€.

 

Quem quiser, pode ainda adquirir um bloco com mais quatros selos, onde constam as personagens Albus Dumbledore, Minerva McGonagall, Severus Snape e Rubeus Hagrid.

 

 

 

 

As obliterações de primeiro dia foram feitas nas lojas CTT dos Restauradores em Lisboa, Município no Porto, Zarco no Funchal e Antero de Quental em Ponta Delgada.

 

Bem, estou certa que os potterheads da 1ª geração não perdeu esse dia!

 

harry-potter-selos-escudos1.jpg

 

  Casas de Hogwarts

https://www.ctt.pt/

 

Verdade! Nesse dia, os CTT lançaram a colecção meu selo Harry Potter com quatro selos, cada um com a imagem de uma Casa de Hogwarts – Gryffindor, Slytherin, Hufflepuff e Ravenclaw.

 

harry-potter-selos-escudos2.jpg

 

Casa de Hogwarts

https://www.ctt.pt/

 

Actividades:

 

  • Boa oportunidade para os alunos desenvolverem o gosto pelo coleccionismo e, neste caso, pela Filatelia.

 

  • Excelente ocasião para motivar os novos potterheads a ler a saga que fez provocou uma renovação na literatura infantil e juvenil.

 

A Professora GSouto

 

24.11.2019

 

Licença Creative Commons

O Sol Também é uma Estrela : livro & filme em tempo de férias

 

sol-tb-e-uma-estrela-livro1.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

Nicola Yoon, 2017

Editora Presença

https://www.wook.pt/

 

" O romantismo associado ao pôr-do-sol não é diminuido pelo facto de o compreendermos um pouco."

 

Carl Sagan, O Ponto Azul Claro, in Introdução

 

O Sol também é uma Estrela é um livro de Nicola Yoon, adaptado agora ao cinema com o memo título.

 

Tem como protagonistas Natasha e Daniel. Estas duas personagens, devido a múltiplas coincidências, algumas um pouco loucas, vão dar certo, por incrível que pareça. Há o universo como guia...

 

 

sol-tb-e-uma-estrela2.jpeg

 

Natacha & Daniel

Yara Shahidi & Charles Melton

via ComingSoon.net

 

Sinopse:

 

A história de uma rapariga, um rapaz e o universo. 


Natasha: Sou uma rapariga que acredita na ciência e nos factos. Não acredito no destino. Ou nos sonhos que nunca se concretizam. Não sou de todo aquele tipo de rapariga que encontra um rapaz simpático numa rua nova-iorquina cheia de gente e se apaixona por ele. Não quando a minha família está a doze horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não será a minha história. 

Daniel: Sou o bom filho, o bom estudante, correspondendo sempre às elevadas expectativas dos meus pais. Nunca fui o poeta. Ou o sonhador. Mas quando a vejo, esqueço tudo isso. Algo em Natasha faz-me pensar que o destino nos reserva, a ambos, alguma coisa muito mais extraordinária. 

O universo: Cada momento das nossas vidas conduziu-nos a este momento único. Há um milhão de futuros perante nós. Qual deles se tornará realidade?

 

 

sol-tb-e-uma-estrela-livro.jpeg

 

The Suna Is Also a Star

Nicola Yoon, 2016

http://www.nicolayoon.com/

 

Traduzido do livro norte-americano The Sun Is Also a Star, da autora Nicole Yoon, cresceu entre a Jamaica e Brooklin, vive actuamente em Los Angeles.

 

 

sol-tb-e-uma-estrela-nicole-yoon1.jpg

 

Nicole Yoon

http://www.nicolayoon.com/

 

Nicole Yoon tem sido galardoado com vários prémios, entre os quais National Book Award for Young People's Literature Finalist e New York Times Notable Children's Book of the Year 2016

 

Voltando a Natacha e Daniel, estes encontram-se numa rua movimentada de Nova Iorque, e a partir de muitas coincidências, apaixonam-se.

 

 

sol-tb-e-uma-estrela5.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

 Ry Russo-Young, 2019

https://www.imdb.com/

 

Filme

 

Tudo agradável, não fora o facto de Natasha estar a 12 horas de ser deportada do país para a Jamaica (seu país natal). Daniel tem pais sul-coreanos e já vive legalmente nos Estados Unidos.

 

A família jamaicana de Natacha encontra-se em solo norte-americano ilegalmente há nove anos e quando a situação é descoberta, chega a ordem de deportação.

 

 

sol-tb-e-uma-estrela4.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

 Ry Russo-Young, 2019

https://www.imdb.com/

 

Para duas pessoas apaixonadas, Natasha e Daniel não podiam ser mais diferentes: ele é um romântico que pretende ser poeta, embora os pais exijam que tire o curso de Medicina.

 

Ele acredita no amor, no destino, nos seus sonhos, e nas coincidências da vida. Ela é uma rapariga que acredita na ciência, em factos, em verdades absolutas, não é uma sonhadora que acredita em amor e finais felizes.

 

Natasha e Daniel conhecem-se no último dia que tem ela tem para tentar alterar a situação, recorrendo a um advogado.

 

sol-tb-e-uma-estrela-filme.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

 Ry Russo-Young, 2019

https://www.imdb.com/

 

Gostei do facto de os dois protagonistas serem de nacionalidade estrangeira. Como já disse, Natasha é da Jamaica e Daniel tem pais sul-coreanos.

 

O livro, bem como o filme abordam a diversidade cultural que se faz sentir na América do Norte e principalmente na multicultural Nova Iorque. Dá a conhecer uma outra vertente. Geralmente temos a tendência a pensar que os emigrantes sofrem discriminação por parte dos nativos, mas neste livro passa-se algo de diferente e interessante: os emigrantes sofrem discriminação por parte de outros emigrantes.

 

 

 

 

E temos a questão da esperança. Para alguém que só acredita em factos e verdades comprovadas, Natasha mantém até ao fim a esperança de ficar no país com Daniel.

 

Problemas e reflexões sobre esta história querida, adorável e moderadamente dramática.

 

 

sol-tb-e-uma-estrela-filme3.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

 Ry Russo-Young, 2019

https://www.imdb.com/

 

Por fim, como pano de fundo desta história temos algo que muito nos agradará muito: o universo.Acredito em coincidências, acredito que o universo nos liga por alguma razão. 

 

Concluindo, não posso deixar de vos recomendar este livro e filme para as vossas férias! o filme conta uma história leve, um pouco lenta, por vezes, mas com um final feliz. Acontece.

 

O livro, relativamente pequeno, de leitura fácil, conta uma história simples, mas consistente.

 

sol-tb-e-uma-estrela-filme2.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

 Ry Russo-Young, 2019

https://www.imdb.com/

 

Actividades:

 

Poderão ler um excerto online aqui

Para os românticos, e por que não para os cépticos destas coisas do acaso...

 

A Professora GSouto

 

14.07.2019

 

Licença Creative Commons

Celebrando Anne Frank, no dia de seu 90ª aniversário ! Recursos

 

 

anne-frank2.jpg

 

 

Anne Frank

créditos: Anne Frank House

https://www.annefrank.org/

 

Anne Frank celebraria hoje, dia 12 de Junho, 90 anos. Como é possível? Para nós será sempre aquela menina que conhecemos através do seu Diário!

 

 

 

 

O artista e antiquário, Ryan Cooper, aproveitou a efeméride para entregar ao Museu do Holocausto de Washington a correspondência que recebeu do pai da jovem, Otto Frank, nos anos 70.

 

Cooper quis partilhar as cartas para que as pessoas possam ter uma compreensão mais profunda do pai e da própria Anne Frank, cujo famoso Diário escrito durante a 2ª Guerra Mundial é considerado uma das obras mais importantes do século XX.

 

 

anne-frank-diario1.jpg

 

 

O Diário de Anne Frank

Anne Frank

https://www.fnac.pt/

 

Lido por milhares de jovens de todo o mundo, nos currículos escolares para que possam inteirar-se de um facto real, a vida de uma adolescente que morre num campo de concentração durante a 2ª Guerra Mundial.

 

 

 

 

Diário Anne Frank

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

"Conhecemo-nos em 1973. Escrevi-lhe algumas cartas uns meses antes disso. Vivemos experiências muito interessantes, inclusivé ele deixou-me ver o diário original da Anne".

 

Ryan Cooper

 

Os textos de Anne Frank contam o quotidiano de um grupo de judeus, que viveu escondido num sótão entre 1942 e 1944, durante a ocupação nazi da Holanda.

 

 

anne-frank90.jpg

 

 

Otto Frank, Great Britain, 1971

créditos: AP/Dave Caulkin

https://www.timesofisrael.com/

 

Quando o grupo foi descoberto todos foram levados para os campos de concentração. Anne, a mãe e uma irmã acabariam por morrer. O pai, Otto Frank, foi o único membro da família que sobreviveu. Assistiu à libertação do campo de Auschwitz (1945)  pelo exército soviético.

 

Depois da guerra dedicou todo o seu tempo a falar sobre as atrocidades do Holocausto e fez publicar os textos da filha que o mundo veio a conhecer como O Diário de Anne Frank.

 

 

 

Auschwitz 

#HolocausteRemembrance

 

"Ele dedicou-se a explicar o Holocausto. Não tanto a falar sobre o Holocausto, mas sobre tolerância e humanidade. Tinha muita esperança nos jovens e retirava a inspiração das cartas que recebia, na maior parte dos casos, de jovens"

 

 Ryan Cooper

 

 O pai de Anne Frank, Otto Frank morreu em 1980, com 91 anos, bastante debilitado.

 

 

anne-frank90a.jpg

 

 

Otto Frank

créditos: CBS Photo Archive/ Getty Images

https://www.gettyimages.com/

 

Entre os documentos de Ryan Cooper há cartas da sua segunda mulher, Elfriede "Fritzi" Frank, onde ela escreve a forma como o marido lutou para manter a saúde durante a série de aparições públicas e entrevistas, por ocasião das celebrações do cinquentenário do nascimento de Anne Frank, meses antes de falecer.

 

 

anne-frank90b.jpg

 

 

Ryan Cooper

créditos: AP

https://www.cbsnews.com/news/

 

Ryan Cooper mostra em 1972 uma parte do Diário de Anne Frank, quando visitou o pai de Anne, Otto Frank.

 

O Museu do Holocausto de Washington comprometeu-se disponibilizar online a colecção de documentos de Anne Frank que Ryan Cooper doou.

 

Actividades:

 

  • Ler o Diário de Anne Frank, acompanhado de actividades de apoio.

 

 

  • Propôr uma visita escolar - início ano lectivo - à Casa Anne Frank (Amesterdão) com os alunos.

 

 

A Professora GSouto

 

12.06.2019

 

Licença Creative Commons

 

fonte: Euronews

 

Judith Kerr, autora & ilustradora : Clássicos da literatura infantil e juvenil !

 

 

judith-kerr12.jpg

 

 

Judith Kerr [1923-2019]

créditos: Richard Pohle/ Times

https://www.thetimes.co.uk/

 

Judith Kerr, famosa escritora de livros infantis, morreu esta quarta-feira, dia 22 Maio. Tinha 95 anos. Entre seus livros mais conhecidos estão O Tigre que veio para o chá, Mog, A Gata Esquecida e o autobiográfico Quando Hitler roubou o coelho cor-de-rosa

 

Estava prestes a completar 96 anos de vida, depois de ter já ultrapassado  50 anos de publicações literárias.

 

 

judith-kerr-livro-mog.png

 

 Mog, a Gata Esquecida

autora & ilustradora: Judith Kerr

1ª edição 2017

https://www.fnac.pt/

 

A coleção em que MOG, uma gata é protagonista tornou-se um clássico da literatura infantil. Dezassete histórias (não estão todas publicadas em Portugal): Mog, a Gata Esquecida, Mog e o bebé, Mog e o Coelhinho e O Natal da Mog.

 

 

judith-kerr-livro-mog1.jpg

 

 

Colecção Mog

autora e ilustradora Judith Kerr

 

Com mais de quatro milhões de livros vendidos em todo o mundo, a MOG é uma das maiores personagens da literatura infanto-juvenil. Publicada pela primeira vez em 1970, esta colecção está associada a valores como: família, afecto, amizade e entreajuda. 

 

Mog, a Gata Esquecida e Mog e o Bebé são os dois primeiros títulos que a Booksmile tem no seu catálogo.

 

 

judith-kerr1.jpg

 

 

O Tigre que veio tomar Chá

Autora & ilustradora Judith Kerr

http://www.kalandraka.com/

 

O tigre que veio tomar chá  é outro dos clássicos da autora, que publicou mais de 30 livros. Destacou-se também na ilustração. O ano passado foi mesmo premiada pela British Book Awards.

 

Durante décadas, todos os seus trabalhos, foram mantidos num estúdio da autora em Londres. Agora estão num centro infantil em Newcastle, noroeste de Inglaterra.

 

 

judith-kerr-mog1.jpg

 

 

Judith Kerr e Katinka (gata) no estúdio em Londres

créditos: Andrew Crowley

https://www.telegraph.co.uk/

 

 

 Saber +

 

Judith Kerr nasceu em Berlim, Alemanha (à data República de Weimar), em 1923, filha do escritor e crítico alemão Alfred Kerr, de ascendência judaica. O facto da família ser de origem judaica e tambémo de o pai ser um feroz opositor ao regime nazi, levaram a jovem Judith a passar a infância e a adolescência noutros países, como Suíça, França e Inglaterra. É por lá que começa a sua história como autora.

 

 

judith-kerr6.jpg

 

 

Quando Hitler Me Roubou o Coelho Cor-de-Rosa

Judith Kerr

http://www.sitiodolivro.pt/

 

Judith publicou Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa (1971), história baseada na sua experiência pessoal que se tornou um símbolo da literatura infanto-juvenil autobiográfico, onde conta os horrores da Guerra como adolescente, embora use de um certo humor para aligeirar o sofrimento. O livro foi publicado em Portugal em 1971 e reeditado em 2015.

 

 

judith-kerr-book.jpg

 

 

A Small Person Far Away

Judith Kerr, 1987

https://www.amazon.co.uk/

 

Ir + longe:

 

Judith Kerr escreveu ainda outros dois romances semi-biográficos e inspirados nesse passado familiar e no período da Segunda Guerra Mundial: Bombs on aunt Dainty (1975) e A small person far away (1987), inéditos em Portugal.

 

 

judith-kerr-book1.jpg

 

 

Bombs on Aunt Dainty

Judith Kerr, 1975

https://www.amazon.co.uk/

 

A estreia literária de Judith Kerr deu-se aos 45 anos, em 1968, com O Tigre que Veio para o Chá, a partir de uma história que contou à filha, depois de uma visita a um jardim zoológico.

 

Considerado um clássico da literatura para a infância, vendeu já milhares de exemplares e está publicado em Portugal.

 

Em 1945, Judith ganhou uma bolsa para a Central School of Arts, e, desde então, trabalhou como artista, guionista de televisão e, ao longo dos últimos trinta anos, como autora e ilustradora de livros infanto-juvenis. 

 

judith-kerr-book2.jpg

 

 

Judith Kerr [1923-2019]

créditos: Judith Kerr/Getty Images

https://www.bbc.com/news/

 

Numa entrevista publicada a semana passada no britânico The Guardian, Judith Kerr confessou que o seu maior medo era “não poder trabalhar”. E que "o momento mais feliz da sua vida fora quando recebeu uma bolsa para estudar numa escola de arte em Londres", (1945). E que o livro O tigre que veio para o chá "lhe mudara a vida".

 

 

judith-kerr-book3.jpg

 

 

Katinka's Tail

Judith Kerr, 2017

https://www.amazon.co.uk/

 

Apesar da idade, Judith Kerr manteve-se activa na escrita e na ilustração. Publicou em 2015 Mr. Cleghorn's Seal e em 2017 Katinka's Tail.

 

 

judith-kerr5.jpg

 

 

Mr. Cleghorn's Seal

Judith Kerr, 2015

 http://ecx.images-amazon.com/

 

Segundo a editora HarperCollins, em Junho sairá The Curse of the School Rabbit. O representante da editora, Charlie Redmayne, afirmou que ela era uma pessoa maravilhosa, inspiradora, sempre discreta, muito engraçada e que “amava uma festa”.

 

"Era uma artista e contadora de histórias brilhantemente talentosa que nos deixou um trabalho extraordinário. Sou abençoado por tê-la conhecido”. 

 

Judith Kerr é uma das autoras de livros infantis mais populares do século XX.

 

Actividades:

 

Leitura de livros de Judith  Kerr em Português e/ou Inglês, segundo o currículo escolar leccionado e nível etário dos alunos.

 

A Professora GSouto

 

24.05.2019

 

Licença Creative Commons

 

A Narrativa : Guerra dos Tronos : Série 8 capítulo 4

 

 

game-of-thrones-pt1.jpg

 

 

Guerra dos Tronos | Game of Thrones

série 8, capítulo 4

https://hboportugal.com/series/

 

Todos assistiram segunda-feira, de madrugada, ao capítulo 4 da 8ª série da sequela Guerra dos Tronos, universalmente conhecida por Game of Thrones, estou certa. E ontem foram para as aulas todos ensonados.

 

Eu só vi ontem à noite. Mas já sabia todas as novidades... com e sem spoilers. 

 

 

 

 

Todos sabemos, que a série 8 começou a nível mundial, Estados Unidos e Portugal simultâneamente (com um ligeiro atraso devido  'a avaria' (?). Este foi o teaser de lançamento da HBO em Portugal.

 

A Guerra dos Tronos é essencialemente uma sequela de jogos de poder, de como o poder pode corromper. Baseada na obra de George R.R. Martin

 

 

game-of-thrones-livros.jpg

 

 

Sequela Guerra dos Tronos

George R.R. Martin

https://www.fnac.pt/

 

A Narrativa:

 

O poder é, para a maioria das personagens, tudo. Seja o poder sobre a pessoa amada, sobre um exército ou sobre um povo, a Guerra dos Tronos relata, acima de tudo, as conversas tidas antes da acção.

 

Do que se conspira antes de ser realizada. Dos apertos de mão, e dos olhares cínicos ou furiosos. O poder é, para a maioria das personagens, tudo. A narrativa da Guerra dos Tronos  desenrola-se assim. Entre momentos de pausa e momentos de acção narrativa.

 

A localização espácio-temporal? Interessante estudar!  São vários os países em que foi filmada: Marrocos, Irlanda, Espanha, são alguns deles. 

 

 

 

 

Então, depois da terrível e mortífera batalha do capítulo 3,  o capítulo 4 começou com a homenagem aos caídos. O episódio começa em Winterfell, logo após o término da batalha.

 

Jon Snow faz um discurso sobre a importância de lembrar aqueles que morreram e os sobreviventes despedem-se dos mortos, nos quas se inclui Sor Jorah Mormont, Lyanna Mormont, Edd Doloroso e Theon Greyjoy.

 

 

games-of-thrones-pt3.jpeg

 

 

Daenerys chora morte de Sor Jorah Mormont

Guerra dos Tronos, capítulo 3

https://hboportugal.com/series/

 

E, quando chegou ao final ao episódio, ficámos em King’s Landng, com as tropas de Cersei e Daenerys a postos para se enfrentarem.

 

É por isso que a conversa entre Tyrion e Varys, já perto do final deste quarto episódio (já só faltam dois!), tem que prender a atenção de todos os fãs da Guerra dos Tronos.

 

 

 

 

Varys: Servi tiranos a maior parte da vida. Todos falam de destino.

 

Tyrion: Ela é uma rapariga que entrou no fogo com três pedras e saiu com três dragões. Como pode não acreditar no destino?


Varys: Talvez seja esse o problema. Convenceu-se de que tinha de nos salvar.


Tyrion: E como sabeis que não tinha?

 

A conversa principia depois de uma reunião em que se decide qual o plano para atacar Cersei e o Porto Real. A reunião tem lugar depois de Daenerys ver Euron Greyjoy matar-lhe um dragão e raptar a sua melhor amiga Missandei.

 

 

game-of-thrones-pt6.jpeg

 

 

Missandai, Daenerys, Varys

Guerra dos Tronos, capítulo 4

https://hboportugal.com/

 

Daenerys e Grey Worm querem invadir a cidade, mas Tyrion e Varys dizem-lhes que é um erro. Uma invasão poderá causar milhares de mortes inocentes. A certa altura, Daenerys pergunta a Varys se ele acredita que estamos neste mundo por alguma razão, afirmando que a dela é “libertar o mundo de tiranos”, uma vez que é esse o seu destino. E esse destino será cumprido “a todo o custo”.

 

Nesse diálogo, temos tudo aquilo que nos aproxima de uma série passada num universo imaginário de sete reinos, com gigantes, feiticeiras e dragões. Com muita crueldade à mistura. 

 

Ao quarto episódio da sua última temporada, a Guerra dos Tronos presenteou-nos então com um episódio que fez as delícias dos amantes da sequela: jogos de poder, intriga, reviravoltas, amores proibidos, corações partidos, mortes inesperadas. É isto a Guerra dos Tronos.

 

Mas, atenção! Houve um pormenor que, mais do que os acontecimeentos inesperados e chocantes do quarto episódio da última temporada de Game of Thrones, uma imagem nos chamou a atenção! Algo que nada tem a ver com a história da série. Um copo de latte de uma marca que todos nós bem ceonhecemos. E bem real e actual!

 

 

game-of-thrones-pt2.jpg

 

Daenerys e copo de latte

Guerra dos Tronos, capítulo 4

https://hboportugal.com/series/a-guerra-dos-tronos/temporada-8

 

Pois é! Muitos fãs reparam no 'paradoxo' e foram para as redes sociais postar imagens da cena em que o copo aparecia ao lado de Emilia Clarke, atriz que interpreta Daenerys Targaryen.

 

A HBO reagiu confirmando que a presença do copo foi um erro dizendo, em tom de brincadeira, que Daenerys, na realidade, tinha pedido um chá em vez de café. A própria marca internacional postou no Twitter:

 

"TBH we're surprised she didn't order a Dragon Drink."

 

O 'intruso' já foi apagado da série através de tecnologia. Se for rever o episódio, o copo já não vai aparecer. Eh eh!

 

Mais uma vez, os admiradores utilizaram as redes sociais, principalmente o Twitter, para mostrar que estão aentos e acusaram a produção de ter cometido um descuido, uma vez que o objecto não se enquadra na época que o autor pretende representar. 

 

Os telespectadores de todo o mundo já habituaram a Internet a tornar alguns dos momentos mais divertidos da história em 'memes', que se acabam por tornar virais.

 

 

 

 

Bom, mas os últimos minutos foram muito dramáticos com  a morte de Missandei. Todos ficámos muito chocados. E há muitos fãs que repudiam a frieza da  rainha Cersei, apesar de Tyrion lhe ter implorado que não a sacrificasse. 

 

 

game-of-thrones-pt4.jpg

 

Daenerys

Guerra dos Tronos, capítulo 4

https://hboportugal.com/series/

 

E esta foi a última imagem que vimos do episódio 4 da oitava série. Uma Daenerys sofrida, com desejo de uma vingança dura.

 

Após a carnificina da batalha do episódio 3 contra o Night King, esperava-se uma pausa de morte e da destruição. Mas não em Game of Thrones com seu desejo de matar as personagens mais amadas quando menos esperamos.

 

A indignação que começou na semana passada com o tratamento insensível dos Dothraki atingiu agora o auge com horrorosa, dolorosa morte de Missandei. vamos aguadar pelo capítulo 5 que não deve ser menos violento.

 

A Guerra dos Tronos apaixona meio mundo. Mas, não tem a ver com gigantes, feiticeiras e dragões. Ultrapassa de longe a crueldade de Hunger Games. E nada tem a ver, agora que podemos comparar, com O Senhor dos Anéis.

 

Tem a ver com a forma como o mundo que a sequela retrata, não é muito diferente do nosso. Também como aceitamos (ou não) o destino, e as escolhas que fazemos. Veremos nos dois capítulos finais...

 

Actividades:

 

  • Se estão a ler a sequela, não esqueçam de fazer uma análise crítica da narrativa original e da narrativa ficcionada na série televisiva.

 

  • Se ainda não, é altura de começar a ler. Só enriquecerá o estudo da Narrativa que faz parte dos conteúdos curriculares.

 

  • Não esquecer de ler a biografia e bibliografia de George R.R. Martin. Bem como entrevistas do autor sobre a adaptação da sua obra à sequela televisiva.

 

A Professora GSouto

 

07.05.2019

 

Licença Creative Commons

 

Dia Internacional do Livro Infantil & Feira do Livro de Bolonha : livros & ilustradores

 

childrensbookday2019-Abigail.jpg

 

Dia Internacinal do Livro Infantil

créditos: cartaz Abigail Ascenso

http://livro.dglab.gov.pt/

 

​E chegou o dia tão especial. No dia 2 de Abril celebra-se o Dia Internacional do Livro Infantil em comemoração do nascimento de Hans Christian Andersen, o escritor dinamarquês que deu origem, segundo a tradição, ao conto infantil.

 

 

 

 

Hans Christian Andersen

credits: Getty Images

https://www.gettyimages.pt/

 

A partir de 1967, o dia 2 de Abril passou a ser designado por Dia Internacional do Livro Infantil, chamando-se assim a atenção para a importância da leitura e para o papel dos livros para a infância.

 

A versão do cartaz português que assinala o Dia Internacional do Livro Infantil 2019, é  da ilustradora Abigail Ascenso, vencedora de uma Menção Especial do Prémio Nacional de Ilustração do ano passado, convidada pela DGLAB.

 

 

childrensbookday20191.png

 

 

International Children's Book Day 2019
credits: poster Kęstutis Kasparavičius

 

A mensagem e cartaz 2019 do IBBY internacional, este ano da responsabilidade da secção IbbY Lituânia e autor e ilustrador Kęstutis Kasparavičius.

 

Mensagem 2019: "Os livros convidam a uma pausa"

 

“Tenho pressa! … Não tenho tempo!... Adeus!...” Eis aqui expressões que ouvimos quase todos os dias, provavelmente não apenas na Lituânia, no coração da Europa, mas um pouco por todo o mundo. E também com frequência se ouve dizer que vivemos numa época de excesso de informação, de pressa, de aceleração. 


Mas quando pegamos num livro, sentimo-nos logo diferentes. É como se os livros tivessem uma característica maravilhosa: ajudam-nos a relaxar. Abrimos um livro, mergulhamos nas suas profundezas tranquilas, e esquecemos o medo de que tudo passe ao nosso lado a uma velocidade vertiginosa, não nos permitindo ver o que quer que seja, O livro faz-nos acreditar que podemos abandonar as tarefas aparentemente urgentes. "

 

Kęstutis Kasparavičius, mensagem 2019 (excerto)

 

 

chidrensbookday2019-Abigail1.jpg

 

 

Gaspar, o dedo diferente

Ana Luisa Amaral

ilustração: Abigail Ascenso

 

Ilustradora: Abigail Ascenso

 

Abigail Ascenso nasceu em 1979, em Leiria. Licenciada em Design de Comunicação/Arte Gráfica pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto, fundou em 2003, com Fedra Santos, o atelier Furtacores Design e Comunicação, onde tem desenvolvido trabalho nas áreas de design gráfico, fotografia e ilustração infantil. Tem realizado exposições individuais de ilustração infantil e participado em colectivas de pintura.

 

Com o livro Gaspar, o dedo diferente (texto de Ana Luísa Amaral), participou na mostra «100 Livros para o Futuro» promovida pela DGLAB na Feira do Livro Infantil de Bolonha em 2012.

 

chidrensbookday2019-Abigail2.jpg

 

 

A Noite

Manuel António Pina

ilustração: Abigail Ascenso

https://www.amazon.com/

 

Ilustrou já mais de uma dezena de livros para os mais novos. Em 2018 recebeu uma das duas Menções Especiais do  com o livro A Noite (peça de teatro) texto de Manuel António Pina.

 

 

bologna-fair-logo2019.png

 

 

Bologna Children's Book Fair 2019

http://www.bookfair.bolognafiere.it/

 

E ontem, dia 1 de Abril iniciou-se a Feira do Livro Infantil de Bologna / Bologna Children's Book Fair 2019 e que decorrerá até 4 de Abril.

 

O país convidado é a Suiça  que apresentarã um vasto programa e uma exposição de Ilustradores Suiços.

 

bolognafair2019c.png

 

http://www.bookfair.bolognafiere.it/

 

Durante quatro dias a Feira do Livro Infantil de Bologna reúne centenas de editores, livreiros, autores e ilustradores de todo o mundo em torno da divulgação do livro ilustrado para a infância e juventude.

 

 

bolognafair2019.png

 

 

Bologna Books Fair 2019/ Ilustradores

http://www.bookfair.bolognafiere.it/

 

Além dos 'stands' de cada editora ou entidade promotora, há um extenso programa paralelo de debates, lançamentos, prémios e exposições.

 

 

bologna-fair-logo2019b.jpg

 

 

Atlas das Viagens dos Exploradores
Isabel Minhós Martins & Bernardo P. Carvalho
https://www.planetatangerina.com/
 
 

O livro Atlas das viagens e dos exploradores, de Isabel Minhós Martins e Bernardo P. Carvalho, venceu o Prémio de Melhor Livro de Não-Ficção.

 

O Prémio de Melhor Editora Europa foi atribuído a Orfeu Negro

 

 

 

 

Também os ilustradores Carolina Celas e André Letria foram seleccionados para a exposição anual de ilustração, pelos seus trabalhos nos livros Horizonte e A Guerra, respectivamente.

 

 

bolognafair2019a.jpg

 

 

A Guerra

José Jorge Letria

ilustração: André Letria

https://www.pato-logico.com/

 

Hoje, dia 2 de Abril será anunciado o vencedor do prémio ALMA que este ano conta com um número considerável de candidatos portugueses: Bernardo P. Carvalho, Catarina Sobral, Luísa Ducla Soares, Maria Teresa Maia Gonzalez e Andante Associação Artística.

 

 Actividades:

 

  • Convidar os alunos para uma visitar à bibliotecada escola seleccionar um livro para a sala de aula;
  • Solicitar a leitura em voz alta de um excerto previamente seleccionado;
  • Ler um livro na biblioteca da escola. Ou requisitar para ler em casa. Se a mediateca estiver apetrechada, requisitar um ebook, se tiverem um leitor. Há bibliotecas escolares que já têm alguns leitores;
  • Fazer uma visita de estudo a uma livraria e comprar um novo livro com a semanada para ler e juntar à biblioteca da turma. Os livros serão utilizados apenas na sala de aula e no final do ano, serão devolvidos aos alunos que os adquiriram.

 

books-bg_footer.gif

 

 

 

" O mundo do livro é um mundo aberto; nele, a realidade convive com a fantasia e com a imaginação. E às vezes não sabemos bem onde observámos - se no livro, se na vida - a beleza dos pingos de neve que escorrem do telhado da casa, ou do musgo que cobre a cerca do vizinho. Terá sido no livro ou na vida que provámos as bagas silvestres e percebemos que, apesar de bonitas, são igualmente amargas? E foi no livro ou na vida que um dia te deitaste na relva, ou te sentaste depois, de pernas cruzadas, contemplando o movimento das nuvens que atravessam o céu? "

 

Kęstutis Kasparavičius, mensagem 2019 (excerto)

 

A Professora GSouto

 

02.04.2019

 

Licença Creative Commons