Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Pausa férias : Correr por um Sonho, filme & livro baseado em factos reais

 

filme-race-girl-poster-pt.jpg

 

Correr por um Sonho

Rachel Griffiths, 2019

https://www.imdb.com/

 

Em 2015, a jóquei Michelle Payne tornou-se a primeira mulher a vencer a prestigiada corrida de cavalos australiana Melbourne Cup.

 

O filme Correr por um Sonho tradução de Ride like a Girl é baseado na história desta jovem jóquei australiana. Com Teresa Palmer no papel de Michelle Payne, e Sam Neill, no papel de seu pai, Paddy Payne conta  a história de Michelle e do seu pai, o treinador Paddy Payne, que ensinou a arte da equitação e corrida a todos os filhos.Uma famíla numerosa.

 

filme-race-girl-poster.jpg

 

Race Like a Girl

Rachel Griffiths, 2019

https://www.imdb.com/

 

Crescendo num rancho típico em Miners Rest, perto de Ballarat, no centro de Victoria, Austrália, Michelle é a filha mais nova de dez filhos de Paddy e Mary Payne. Tragicamente, a mãe de Michelle, Mary, morreu num acidente de automóvel quando Michelle tinha apenas seis meses de idade, deixando Paddy sozinho a criar os dez filhos.

 

Todos os imãos são treinados pelo pai, conhecido treinador. Mas um dia, uma das filhas morre numa corrida. E ele desiste de treinar os filhos, e não permite que Michelle, a mais nova, continue o sonho de entrar na Melbourne Cup. Mas Payne não é para se dar por vencida.

 

 

filme-race-girl-michelle-payne1a.jpg

 

Michelle Payne & Prince of Penzac

créditos: Getty Images

https://michellejpayne.com.au/

 

A verdadeira Michelle Payne:

 

Miichelle J. Payne, nascida no dia 29 Setembro 1985,  uma jóquei australina. Ela  ganhou a Taça de equitação Melbourne 2015, com o cavalo Prince of Penzanc, tornando-se  a  primeira jóquei feminina a ganhar esse grande evento.

 

A carreira de Michelle teve muitos desafios. Em 2004, com apenas 18 anos, Michelle sofreu um acidente no Handicap Torbek em Sandown. A 100 metros de vencer, o cavalo caiu e o acidente deixou Michelle com fracturas no crâneo que lhe causaram lesões cerebrais, deixando-a quase impossibilitada de andar em muito menos de voltar a montar e voltar às competições.

 

 

filme-race-girl-michelle-payne2.jpg

 

Michelle Payne & Stevie Payne

credits: Michelle Payne

https://michellejpayne.com.au/

 

Mas não desistiu,  recuperou com muita força de vontade, o apoio do pai e irmãos,  a ajuda do seu cavalo.Sobretudo de seu irmão Stevie Paynem com trissomia 21, o seu grande apoiante e companheiro.

 

Começou a sua recuperação com a ajuda de seu cavalo, também . E mais tarde voltou às competições, até que ganhou a Taça Melbourne 2015.

 

 

 

 

Sinopse filme:

 

Desde criança, Michelle Payne (Teresa Palmer) sonhava com o impossível: vencer a Melbourne Cup – uma duríssima corrida de cavalos de 3 quilómetros.
 
 
Filha mais nova de uma família de dez, Michelle é criada apenas pelo pai, Paddy (Sam Neill). Deixa a escola aos 15 anos para se tornar jóquei e depois de algumas dificuldades iniciais, consegue afirmar-se.
 
 
 

filme-race-girl4.jpg

 

 Michelle Payne (Teresa Palmer) & Paddy Payne (Sam Neill)

 

Correr por um Sonho

Rachel Griffiths, 2019

https://www.imdb.com/

 

 
Mas uma tragédia familiar –a que se segue uma queda de cavalo quase fatal – põe fim ao seu sonho. Contudo, apoiada no amor do pai e do irmão Stevie, Michelle não desiste. Contra o parecer dos médicos e apesar dos protestos dos irmãos, ela continua a montar e conhece Prince of Penzance.
 
 

filme-race-girl3.jpg

 

 Michelle Payne (Teresa Palmer) & Paddy Payne (Sam Neill)

Correr por um Sonho

Rachel Griffiths, 2019

https://www.imdb.com/

 

 
Juntos, ultrapassam obstáculos intransponíveis na luta pelo seu sonho: a corrida na Melbourne Cup de 2015, com apostas de 100 para 1. O resto? Passou a fazer parte da história das grandes competiçoes de cavalos.
 
E das mulheres que ultrapassam barreiras a nivel pessoal e geral.
 
 

 

filme-race-girl-michelle-payne-brother1-getty.jpg

 

 Michelle & Stevie Payne

créditos: Quinn Rooney/Getty Images

https://michellejpayne.com.au/

 
Importante realçar o apoio verídico, atento, de seu irmão Stevie Payne, com Trissomia 21, cuja sensibilidade o fazia entender melhor do que ninguém os cavalos e a ajudou na preparação de Prince of Penzance, acompanhando a irmã Michelle em todas as competições.
 
 

É a estreia da actriz Rachel Griffiths, como realizadora. Não sei se lembram ou viram a série televisiva Irmãos e Irmãs?  Pois é! Rachel fazia o papel de irmã mais velha. Uma série de qualidade.

 

filme-race-girl-book.jpg

 

Ride Like a Girl

Life as I Know It

Michelle Payne & John Harms

https://www.amazon.com.au/

 

O livro Ride Like a Girl, escrito por Michelle Payne com apoio de John Harms que deu origen ao filme não está traduzido em português. Talvez, brevemente, quem sabe?

 

Actividades de férias:

 

  • Ir ver o filme ao cinema - já estão a funcionar com todas as condições de higienização - com amigos ou família. Não esqueçam a máscara! É obrigatória! E que não fosse, já sabem que passou a ser uma medida de sgurança.

 

  • Também podem comprar o DVD ou alugar num clube de víseo da vossa operadora.

 

Também podem segui-la nas redes sociais Instagram ou Twitter.

 

  • Ler o livro em inglês. Podem comprar o livro ou e-book na vossa livraria. Ou encomendar online.

 

  • O ebook também está disponível para leitura digital em Ebooks.com : computador ou smartphone.

 

 

Bom, só posso desejar-vos boas férias. E preparados para retomar as aulas presenciais a partir de 14 de Setembro!

 

Nao esqueçam de visitar o blog em língua francesa

 

A Professora GSouto

 

05.08.2020

 

Licença Creative Commons

J.K. Rowling :Concurso The Ickabog, novo livro infantil online

 

the-ickabog.jpg

 

https://www.theickabog.com/home/

 

Os primeiros 23 capítulos de The Ickabog, a nova história infantil de J.K. Rowling, têm já milhões de leitores. Cinco milhões de visualizações nas primeiras 24 horas e foram lidos por utilizadores oriundos de 50 países, revelaram os representantes da autora de Harry Pottercitados pela revista The Bookseller. O conto não está relacionado com a saga do jovem feiticeiro,

 

 

the-ickabog4.jpg

 

@jk_rowling

 

A primeira parte do conto está a ser publicada online de forma gratuita desde a última semana de Maio. Desde então, já foram disponibilizados outros vinte e um capítulos.

 

O Ickabog é um conto de fadas inédito destinado a crianças e jovens que pode ser apreciada por todas as idades. O conto terá 34 capítulos e  poderá ser lido até 10 de Julho. Em Novembro, sairá em livro, ebook e audiolivro.

 

the-ickabog1.jpg

 

https://www.theickabog.com/home/

 

Saber +

 

Rowling escreveu o primeiro rascunho de The Ickabog há cerca de dez anos para os filhos e tencionava publicar o “conto de fadas” depois de sair o sétimo livro da saga Harry Potter. Acabou por se envolver em outros projectos, nomeadamente nos romances que assina com o pseudónimo Robert Galbraith, e adiou a publicação.

 

Depois de muitos anos guardado no sótão, voltou a pegar no manuscrito e, depois de revisto, começou a disponibizá-lo gratuitamente num site The Ickabog, para que as crianças que estão em confinamento possam lê-lo.

 

the-ickabog-comp1.jpg

 

https://www.theickabog.com/competition/

 

Concurso para ilustração:

 

Ao mesmo tempo, foi lançado um concurso de ilustração do conto. Um concurso aberto a crianças dos 7 aos 12 anos, sobre a história O Ickabog

 

A cada capítulo, Rowling vai dando sugestões para as ilustrações, mas a criativade e imaginação estará a cabo dos jovens leitores. Não será a autora a fazer a selecção das melhores ilustrações, mas sim as editoras de cada país em que o livro for publicado.

 

As melhores ilustrações de cada país integrarão as edições impressas e digitais locais, que serão lançadas no final do ano.

 

 

the-ickabog-comp.png

 

via The Competitions

 

Participantes:

 

As ilustrações devem ser submetidaw pelos pais ou educadores via site da editora que conterá a informação do Concurso. Será a editora a apreciar e seleccionar as entradas dos diferentes participantes.

 

Já ilustrações no site do Concurso The Ickabog que podes ver aqui

 

Não sabemos se  livro vai ser editado directamente em Portugal. Assim, para já, o Concurso de Ilustração do conto só está disponível em alguns países ligados a editoras do Reino Unido ou dos Estados Unidos. Vamos aguardar um pouco mais, dado que J.K. Rowling diz no site do The Ickabog que "brevemente será aberto a outros países...

 

 

 

https://www.theickabog.com/home/

 

https://www.theickabog.com/info/

 

Ir + longe:

 

O Ickabog, a nova história de J.K. Rowling, foi escrita há 10 anos, quando suas filhas ainda eram pequenas e depois ficou guardada no sótão da sua casa.

 

Em função da pandemia do coronavírus, a autora decidiu voltar ao livro digital para distrair crianças e famílias em todo o mundo neste período de ainda isolamento social.

 

Posteriormente vai fazer a distribuição dos lucros dos direitos de autor por grupos e entidades ligadas a ajudae pessoas mais afectadas pelo vírus.

 

Actividades:

 


Comece a ler O Ickabog diariamente, já vai no 23º capítulo de 34 no total e participe, se vive num dos países que já têm acesso ao Concurso. O seu desenho pode estar no próximo livro de J.K. Rowling.

 

A Professora GSouto

 

07.06.2020

 

Licença Creative Commons

 

sources:

 

The Ickaborg site oficial

Literatura juvenil : Astrid Lindgren : Pipi das Meias Altas & outras histórias

 

astrid-lindgren-books.jpg

 

Astrid Lindgren

créditos: Astrid Lindgren Company

https://www.astridlindgren.com/

 

Astrid Lindgren foi uma autora sueca de literatura infantil, com livros traduzidos em 85 idiomas em mais de 100 países. 

 

Muitos de seus livros são baseados na sua família e memórias de infância. Todavia, Pippi das Meias Altas, a sua personagem mais famosa, foi inventada originalmente para entreter sua filha Karin de 7 anos, que estava adoentada.

 

 

 

 

Pippi das Meias Altas

Astrid Lindgren

Relógio d'Água

https://relogiodagua.pt/

 

Em 28 de Janeiro de 2002, aos 94 anos, Astrid Anna Emilia Lindgren morreu na sua casa em Estocolmo, ao lado de sua filha, Karin.

 

Aí morou desde 1941. E escreveu os seus 41 livros ilustrados. Ao saber da notícia, milhares de fãs foram até a residência, levando flores e velas.

 

astrid-lindgren-pippi-1968.jpg

 

Astrid Lindgren e pequena actriz

no papel de Pippi das Meias Altas, 1968

 

Saber +

 

Astrid Lindgren, autora da inesquecível personagem Pippi das Meias Altas, tem 165 milhões de livros vendidos, em 107 línguas e 77 países. Segundo a lista da UNESCO, é 18a autora mais traduzida do mundo.

 

 

 

O livro deu origem a uma série de televisão com o mesmo nome (1969), com adaptação do texto de Astrid Lindgren. Passou na televisão portuguesa uns anos mais tarde, em três temporadas. Está disponível em DVD

 

astrid-lindgren-book.jpeg

 

Astrid Lindgren’s Bullerbyboken 

(Byllerby Book), Jamtli, CC BY-NC-ND

https://www.europeana.eu/

 

Astrid Lindgren foi uma incansável lutadora pelos direitos humanos e pelos direitos das crianças, dos animais, da preservação da natureza, da literatura infantil e da paz, levando à mudança de muitas leis suecas.

 

astrid-lingdern-pippi- livro-sueco1.jpeg

 

Pippi Längstrump

Astrid Lindgren, 1945

https://en.wikipedia.org/

 

Pippi das Meias Altas, a garota sardenta, de cabelos ruivos e tranças, foi criada em 1941, a pedido da filha Karin, que estava doente e não podia ir à escola. O nome do livro foi escolhido por Karin.

 

astrid-lingdern-pippi- livro-sueco.jpg

 

Pippi das Meias Altas/ Pippi Longstocking

Astrid Lindgren

https://www.astridlindgren.com/

 

Pippi das Meias Altas:

 

Astrid fez o que poucos se atreveram na sua época. Muito antes dos direitos das mulheres, ela inventou uma personagem que podia tudo: tinha toda a força do mundo, enfrentava ladrões, fugia de polícias, vivia sem os pais – apenas com seu cavalo e um macaquinho –, era independente, ousada e muito confiante.

 

 

astrid-lindgren-pippi-livro2a.jpg

 

Pippi Longstocking, ebook

Astrid Lindgren

https://www.penguinrandomhouse.com/

 

Pippi das Meias Altas, a menina sardenta, de cabelos ruivos e tranças, criada em 1941, a pedido da filha Karin, quando impedida de tr à escola por estar doente.

Como o nome da personagem já era esquisito, Astrid imaginou que ela não deveria ser muito normal. E assim nasceu a irreverente Píppi. O manuscrito foi recusado pela primeira editora, com medo que o livro fosse uma má influência para as crianças.

 

astrid-lindberg-pippi.jpg

 

Estátua de Pippi Longstocking sentada num muro em frente do Cultural Center D’n Bogerd en Druten, Países Baixos, de Geert Peters

créditos: Hans Barten, Beelden van Gelderland, CC BY

https://www.europeana.eu/

 

Astrid, a menina corajosa e afoita: 

 

De certa maneira, Píppi carrega muito da infância e da coragem de Astrid. A autora nasceu em 14 de Novembro 1907, em uma pequena cidade sueca, chamada Vimmerby. Segunda filha de quatro, cresceu em uma casa vermelha, rodeada de macieiras, como certa vez contou, na propriedade rural chamada Näs.

 

astrid-lindgren-irmas.jpg

 

Astrid Lindgren e irmãos

créditos: Astrid Lindgren Company

https://www.astridlindgren.com/

 

Quando criança, ajudava os pais no trabalho com a fazenda e divertia-se em brincadeiras livres. Ela contava que, aos quatro anos, ao escutar sua primeira história, sentiu algo mágico acontecer na sua vida. Ler e ouvir histórias foi a forma de se transportar para outros mundos, vendo a sua cozinha ser invadida por bruxas, magos e criaturas imaginárias.

 

Entre seus livros preferidos estavam A Ilha do Tesouro (1883), de Robert Louis Stevenson, A Princezinha de Frances Hodgson Burnett (1905) e Papá das Pernas Altas de Jean Webster.

A coleção dos manuscritos originais de Astrid Lindgren na Kungliga Biblioteket, em Estocolmo, foi adicionada à lista de herança cultural da UNESCO em 2005.

 

 

 

Pippi das Meias Altas

Astrid Lindgren

illustração: Lauren Child

https://www.bertrand.pt/

 

Sinopse:

 

Pippi das Meias Altas está de volta, e continua engraçada, arisca e incrivelmente forte! O Tomás e a Anita estão fascinados pela sua nova vizinha, que vive sozinha, acompanhada apenas do seu cavalo de estimação e de um macaco, o Senhor Nelson. Os dois irmãos rapidamente percebem que ela é uma menina mesmo peculiar: ninguém lhe diz o que deve fazer, está sempre metida em sarilhos e peripécias, faz os seus próprios biscoitos e é mais forte do que qualquer outra pessoa do mundo.


Ela é a Pippi das Meias Altas. Vais adorar conhecê-la e viver as suas aventuras extraordinárias!

 

PNL :  Livro recomendado  para o 4º ano de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

 

 

Escritora mundialmente famosa de literatura infantil Astrid Lundgren

com um exemplar de Pippi Longstocking em South Sea in 1995

créditos:  AP Images

 

O Prémio Literário Astrid Lindgren, conhecido como Astrid Lindgren Memorial Award, criado em 2002 pelo governo da Suécia, em homenagem à escritora Astrid Lindgren, foi atribuído este ano à ilustradora sul-coreana, Baek Heena.

 

Havia 240 candidatos de 67 países, entre os quais quatro autores portugueses: Catarina Sobral, Bernardo P. Carvalho, António Jorge Gonçalves e Maria Teresa Maia González.

 

Actividades:

 

  • Ler o livro Pippi das Meias Altas e passar alguns episódios da série televisiva, agora em DVD.

 

  • Solicitar aos alunos curtos textos sobre a personagem Pippi,expressando a sua opinião.

 

  • Reconto da história. 

 

Nota: Apoio para jovens professores do ensino básico

 

A Professora GSouto

 

16.05.2020

Licença Creative Commons

 

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor : Qual é o teu livro favorito ?

 

dia-mundial-livro2020.jpg

 

Dia Mundial do Livro 2020

illustração: Mariana Rio

https://www.facebook.com/rbeportugal/

 

O Dia Mundial do Livro celebra-se hoje envolto em restrições devido à pandemia de Covid-19.

 

Como sabemos, este dia relembra autores tão importantes como William Shakespeare, ou Miguel de Cervantes, entre outros.

 

Para o poster deste ano, foi convidada a ilustradora Mariana Rio, que desenhou a ilustração dedicada à efeméride, tendo em conta que este é um ano difícil para quem faz, vende, e lê livros.

 

A ideia base?  As pessoas também são feitas de livros e de leituras, e por isso Mariana Rio desenhou duas pessoas a conversarem e, numa espécie de radiografia ao corpo, percebe-se que também são feitas de livros.

 

Google Doodle:

 

 

Dia de São Jorge

illustrador: Robin Davey

https://www.google.com/doodles/

 

Celebra também São Jorge. E Google não esqueceu o Doodle comemorativo do nascimento deste santo que está associado ao Dia Mundial do Livro numa tradição que vem da Catalunha. Este ano, o seu ilustrador é Robin Davey.

 

Mais do que nunca, num momento em que a maioria das escolas em todo o mundo está fechada e  alunos, professores e famílias estão em confinamento, o poder dos livros pode servir de apoio para combater o isolamento, reforçar os laços entre as famílias e amigos, e expandir horizontes.

 

 

@UNESCO

 

UNESCO compartilhará citações, poemas e mensagens para simbolizar o poder dos livros, e incentivar a leitura o máximo possível. Infelizmente não há tradução dessas citações em Português. Apenas em quatro línguas.

 

Ao criar um sentido de comunidade através de leituras compartilhadas, os leitores de todo o mundo podem conectar-se e e apoiar-se mutuamente para ultrapassar a solidão.

 

 

 

Actividade:

 

  • No Dia Mundial do Livro, qual é o teu livro favorito?  Participa, indicando qual é o teu livro favorito nas tuas redes sociais.

 

  • Cria e compartilha uma mensagem positiva apoiando em leituras que tenhas feito. Usa hashtags #FiqueEmCasa #DiaMundialDoLivro #StayAtHome ou #WorldBookDay.

 

A Professora GSouto

 

23.04.2020

 

Licença Creative Commons

Dia Nacional Sensiblização para Cyberbullying : Recursos

 

cyber-dia-nacional.png

 

créditos : Autor não identificado

via APAV

 

Dia 21 de Abril é assinalado o Dia Nacional de Sensibilização sobre o Cyberbullying. O cyberbullying corresponde à divulgação pública de textos, imagens e áudio que depreciam ou desacreditam alguém (ou um grupo), assim como a intimidação, ameaça e perseguição através de mensagens privadas que possa ocorrer de forma sistemática, e intencional.

 

 

cyber-dia1.jpg

 

 

créditos: DR

 

Apesar do cyberbullying poder ser cometido por pessoas que não conheces, muitas vezes é praticado por alguém que tu conheces na vida real, como colegas de turmam escola, ou 'amiga'.

 

O cyberbullying provoca nos adolescentes vítimas desse acto efeitos mais negativos sobre a vítima do que o bullying.

 

 

cyber-dia-nacional-amanda.jpg

 

My name is Amanda Todd...

créditos: AFP/Getty Images

 

A maioria dos casos acontece fora do tempo escolar, estando as vítimas sujeitas a serem agredidas sem dó nem piedade durante dias, semanas, pelas redes sociais.

 

Embora muitos jovens já estarem alertadas devido ao Safer Intenet Day que se celebra todos os anos,  e ao apoio dos professores que desenvolvem actividades para prevenir a segurança digital dos alunoshá alguns que têm mais dificulade em se precaver e criar estratégias de defesa.

 

Acresce o facto de os estudantes vítimas de cyberbullying, omitirem muitas vezes o facto, dando-o a cnhecer aos pais ou professores, pot vergonha ou medo.

 

 

https://www.cybersmile.org/

 

Neste Dia Nacional de Sensibilização para o Cyberbullying celebrado em vários países, National Day of Cyberbullying Awareness, neste dia 21 de Abril.

Como os efeitos negativos da violência em ambiente digital são realmente preocupantes, a APAV põe à disposição de pre-adolescentes e adolescentes um folheto informativo bastante completo que responde às questões:

 

  • O que é o Cybelbullying?
  • Como te manteres segur@ na Internet e Redes Sociais?
  • O que fazer se fores vítima de Cyberbullying

 

Nunca é demais acautelar-te para este fenómeno, aproveitando para recordar a importância de todos - pais, educadores, professores, estudantes - favorecermos relações saudáveis entre pares pais

 

cyber-dia-nacional-film.jpeg

 

Desculpa, uma história sobre bullying

título original: Spijt !

Dave Schram, 2013

https://www.imdb.com/

 

E a propósito de bullying, o filme Desculpa! Uma história sobre bullying, de Dave Schram, que estreou em Portugal em 2019, embora o filme seja de 2013.

 

Sinopse:

 

O filme tem como ponto de partida a história de Jochem, vítima de bullying pelos seus colegas de escola. O seu colega David evita participar nos ataques a Jochem, mas também não tem coragem de denunciar a situação.

Uma manhã, o director da escola conta à turma que Jochem não voltou para casa depois de uma festa. David sente‐se culpado e juntamente com outra colega vai à procura de Jochem para lhe dizer que está arrependido. Mas será que é tarde demais?

 

 

 

 

Pais, professores, estudantes mais vellhos,  e profissionais podem edevem ajudar a prevenir, identificar, intervir e combater o cyberbullying.

 

Um filme para pais e professores apresentarem e debaterem nesta época de confinamento que pode agravar situações de cyberbullymg. Importante actividade em famíla ou em ambiente de #EstudoEmCasa.

 

A Professora GSouto

 

20.04.2020

 

Licença Creative Commons

Revista Astérix ? Grátis ! Para descarregar ! BD, jogos & actividades !

 

asterix-rev-gratis.png

 

Irreductíveis com Astérix

revista grátis para descarregar

tributo a Albert Uderzo

https://www.asterix.com/pt-pt/

 

No dia em que morreu o criador de Astérix, Albert Uderzo,  as Edições Albert René decidiram criar uma revista digital para estes tempos de quarentena e prestar assim homenagem ao grande ilustrador Uderzo.

Chama-se Irredutíveis! com Astérix e é a versão portuguesa, semanal, gratuita e lançada em Portugal.  O primeiro número é uma edição especial sobre viagens.

 

Na aldeia de Astérix como em todo o lado, a palavra de ordem é clara: #FiqueEmCasa para vencer o vírus e proteger os mais vulneráveis!

 

Mas isso não vai impedir que os nossos gauleses preferidos, decididamente irredutíveis à morosidade, se divirtam e divirtam os seus leitores!

 

 

asterix-rev-gratis1.png

Irreductíveis com Astérix

revista grátis para descarregar

tributo a Albert Uderzo

https://www.asterix.com/pt-pt/

 

Foi por isso que os nossos druidas engendraram uma revista semanal inédita para alegrar os teus dias! Irredutíveis com Astérix! Com actividades, jogos e BD’s de Astérix para toda a família!

 

Ao longo da história, percebemos que a aldeia de Astérix e Obelix também se encontra em quarentena. Mas isso não impede se divertir! E Astérix e Obélix irão dar um bom piparote ao ao Coronavírus!

 

asterix-rev3.png

 

Irreductíveis com Astérix

revista grátis para descarregar

tributo a Albert Uderzo

https://www.asterix.com/pt-pt/

 

Não podendo encontrar-se com os seus amigos de todo o Mundo Conhecido, eles próprios confinados nas suas respectivas aldeias, vai ver como Astérix troca mensagens de amizade com eles, através de pombos-correio.

 

Ao longo das páginas desta revista vais descobrir a mensagem de Falbala para Obélix, mas também ter notícias de Pepe, o pequeno ibero, Númerobis, o egípcio, ou ainda de Jolitorax, o bretão, ou Suicinhix, o helvécio, o que lhe mostrará que o confinamento, seja na Torre de Londres seja num cofre de banco, pode até ser uma bela oportunidade para continuar a deixar os romanos loucos!

 

asterix-rev-gratis2.png

 

Irreductíveis com Astérix

revista grátis para descarregar

tributo a Albert Uderzo

https://www.asterix.com/pt-pt/

 

Assim sendo, faça como Astérix: #FiqueEmCasa obtenha notícias dos seus amigos, e conte com Astérix e Obélix para dar uma boa boa ensaboadelas ao coronavírus!

 

Já está dsponível para descarregar o primeiro número em formato eBook ou em PDF no site oficial. Jogod, actividades, banda desenhada para ler, e muita diversão ao longo de 28 páginas.

 

Nota: Em França, a revista nº 2 saiu hoje, dia 8 Abril, Irréductibles! avec Astérix. Se quiseres, podes descarregar em Francês.

 

Vamos Todo Ficar Bem

 

A Professora GSouto

 

08.04.2020

 

Licença Creative Commons

 

Dia Internacional do Livro Infantil : Fome de Palavras : livros !

 

dia-livro-infant2020-DGLAB.jpg

 

Dia Internacional do Livro Infantil

cartaz : André Letria

http://dglab.gov.pt/

 

Celebrou-se ontem dia 2 Abril o Dia Internacional do Livro Infantil. E por que razão o dia 2 Abril? Porque concide com a data aproximada do nascimento de Hans Christian Andersen, 1805. Daí que 215 anos depois, seja comemorado nesta data o Dia Internacional do Livro Infantil

 

O cartaz português é de autoria do André Letria, vencedor do Prémio Nacional de Ilustração em 2019. De André Letria já conhecemos o livro A Guerra com texto de José Jorge Letria. E também A Maior Flor do Mundo com texto, como sabemos de José Saramago entre outros.

 

childrens-book-day2020.png

 

International Children's Book Day
Poster illustrated by Damijan Stepančič

 

Tema 2020: A Fome de Palavras

 

Para comemorar o dia dedicado a Hans Christian Andersen, o IBBY Internacional divulgou, um cartaz e uma mensagem, este ano, da responsabilidade da Eslovénia.

 

O texto é da autoria do escritor Peter Svetina, e o cartaz foi criado por Damijan Stepančič. 

 

Tema 2020: A Fome de Palavras

 

E aqui temos um excerto da mensagem de Peter Svetina:

 

“Conheço um menino que foi operado aos olhos. Depois da cirurgia, teve de ficar duas semanas deitado sobre o lado direito. Durante um mês, não pôde ler, não pôde ler mesmo nada. Quando ao fim de um mês e meio pegou finalmente num livro, parecia que o livro era uma tigela onde apanhava palavras à colher. Como se as comesse. Como se verdadeiramente as comesse.”

Hunger of Words, para ler em inglês aqui

 

 

dia-livro-infantil2020-A-Maior-Flor-do-Mundo.jpg

 

A Maior Flor do Mundo

José Saramago

illustração: André Letria

Caminho, 2013

https://andreletria.pt/

 

"E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos?
Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?"

 

Particularmente gosto deste  excerto em tradução livre:

 

"E eu conheço uma menina que cresceu para ser professora. Ela disse-me: crianças a quem os pais não leram ficam mais pobres."

 

Neste ano de confinamento devia à pandemia que alastra pelo mundo, nunca como hoje, os pais têm uma importância capital na leitura em voz alta para seus filhos, ou no apoio a leituras de livros que os mais velhos não fariam.

 

 

dia-livro-infantil-Estranhão.jpg

 

O Estranhão 

O Dia em que as Vacas Voaram

Álvaro Magalhães

illustração: Carlos J. Campos

 

Provavelmente, conheces já a coleção de livros O Estranhão. A figura principal é Fred, um miúdo de 11 anos, com uma inteligência acima da média, a quem acontecem coisas esquisitas. As histórias são contadas através de palavras e desenhos: as palavras são de Álvaro Manuel Magalhães; os desenhos, de Carlos J. Campos. 

 

 

dia-livro-infantil2020-As-Naus-de-Verde-Pinho.jpg

 

As Naus de Verde Pinho

Viagem de Bartolomeu Dia 

contada à minha filha Joana

Manuel Alegre

https://www.fnac.pt/

 

Nunca a história da viagem de Bartolomeu Dias foi tão fácil de aprender. Num estilo muito próprio, Manuel Alegre conta aos mais novos, em verso, esta magnífica aventura empreendida por um extraordinário Capitão que levou no coração o país a navegar. Muitos perigos enfrentou e muitas batalhas travou e venceu para que o nome de Portugal nunca mais fosse esquecido.

 
 

Para ti, que gostas de livros e que acreditas que a tua vida seria muito chata sem histórias, deixo-te algumas sugestões para comemorares este dia especial, e estas duas semanas que estarás em casa, mas de férias lectivas Páscoa.

 

Se bem que, como sabes, os livros são sempre uma boa companhia todos os dias do ano. Boas leituras!

 

A Professora GSouto

 

03.04.2020

 

Licença Creative Commons

Vamos ficar todos bem ! Andrá tutto bene !

 

 

https://adsccl.pt/

 

A ideia é originária da Itália ou de Espanha, e está a ser difundida por muitos países. Reino Unido e Portugal também já aderiram

 

 A ideia é dar esperança, e tem resultado na Itália. Uma revista Happy Kids, uma revista para miúdos, quer continuar a iniciativa em Itália. Pede às pessoas que criem um cartaz com o arco-íris e a mensagem “Vamos todos ficar bem”.

 

Esta mensagem positiva poderá ajudar a superar o isolamento, cada vez que algum “vizinho” olhe para a sua janela.

 

 

 

Miguel Geraldes, 4 anos

https://www.regiaodeleiria.pt/

 

O objectivo é realizar esta actividade com os miúdos, para se entreterem durante este período de quarentena em casa, e depois afixar o resultado na janela, de forma a enviar uma mensagem positiva para todos os vizinhos.

 

 

vamos-todos-ficar-bem.jpg

 

 

Desta forma, as crianças têm mais uma coisa para fazer em casa, numa altura em que as escolas estão fechadas, e os miúdos e mais graúdos habituados a sair todos os dias, ficam fechados em casa pelo menos duas semanas.

 

Vamos aderir a esta ideia? Não esqueçam : hashtag  #vamostodosficarbem.

 

 

 

 

Também um cantautor Flávio Cristóvam, açoreano, natural da ilha Terceira, e vencedor do International Songwriting Competition, em 2018, foi o criador deste projecto que contou com a ajuda do realizador lisboeta, e amigo, Pedro Varela — tudo à distância, e a partir de suas casas.

 

Tornou-se viral e é da autoria destes dois portugueses, o cantor e compositor Flávio Cristóvam e o realizador Pedro Varela. Chama-se “Andrà Tutto Bene”, ou “Vai Ficar Tudo Bem” (em português) e é um videoclip que já conta com mais de 140 mil visualizações em quatro dias.

 

No vídeo viral é possível ver imagens a preto e branco de cidades vazias, desinfecção de ruas, pessoas com máscaras e uma rapariga, em casa, que mostra folhas brancas com partes da letra do tema, em várias línguas.

 

A música é cantada maioritariamente em inglês, mas há excertos noutras línguas como português, italiano ou castelhano.

 

“Isto é para os que estão em casa e sobretudo e em especial para os que estão lá fora… a proteger-nos”, escreveu o realizador no Instagram, partilhando o videoclip.

 

Vamos todos ficam bem

 

A Professora GSouto

 

29.03.2020

 

Licença Creative Commons

 

 

Dia do Pai ! Vamos lá divertir na companhia do Pai ! Actividades

 

dia-pai2020-BritaAndI-Selfportrait.jpg

 

Dia do Pai 

BritaAndI autoretrato

https://pt.wikipedia.org/

 

Hoje é Dia do Pai em Portugal. Um dia que não poderíamos esquecer. Um dia especial que homenageia a figura familiar paterna. O pai.

 

A data varia de acordo com os países. Tal como em Portugal, celebra-se também em países como a Espanha, Itália, Andorra, Bolívia, Honduras, Liechstenstein, Croácia. 

Em França celebra-se no terceiro domingo de Junho, bem como nos Estados Unidos e Inglaterra. No Brasil é celebrado no segundo domingo de Agosto

 

Em Portugal coincide com o dia cristão em que se comemora dia de São José, Pai Cristo. E alguns outros países de tradição cristã.

 

Google Doodle:

 

doodle-dia-pai2020.png

 

Google Doodle Dia do Pai

https://www.google.com/doodles/

 

Gogle parabeniza mais uma vez os pais com um o Doodle o Dia do Pai, e mais uma vez se esqueceu de incluir Portugal nas lista dos países onde se celebra o dia. Apenas Espanha, Bolívia e Honduras...

 

No entanto, ao acedermos à página principal do motor de busca no nosso país, Portugal, o Doodle apresenta-se de imediato, lindo! Que se passa Google?!

 

dia-pai2020a.jpg

 

Origem?

 

Já sabemos que há duas versões. Uma com origem nos Estados Unidos e outra com origem na Babilónia. É só relembrar aqui.

 

Este ano é Dia do Pai, com algumas restrições. Entre a pandemia do coronavírus e o decretar de estado de emergência no país, a única hipótese é celebrar o dia em casa com a família.

 

Ideias para passar o Dia do Pai em casa, em família:

 

  • Livros personalizados:

 

dia-pai2020b.png

Tão Doce como o Papá

livro personalizado

https://lolapirindola.pt/

 

E eis uma ideia divertida e personalizada, logo no ano em que o pai estará mais por casa.

 

Os protagonistas viajam ao país das letras para encontrar essa palavra que conseguirá descrever uma das pessoas mais importantes da sua vida.

 

Se não souberes o que oferecer ao pai, aqui tens uma ideia. Um livro para o pai sempre dá certo. E este em especial porque é personalizado. O pai vai adorar! 

 

Aqui fica a plataforma para encomendar um livro personalizado. É só seguires os passos.

 

Ler: E claro! Ler o livro em famíla!

 

 

https://greensavers.sapo.pt/

 

Outras ideias para passar o Dia do Pai em família:

 

  • Construir um briquedo com materiais a reutilizar:

 

 Um desafio a todos os pais e filhos do país: Construir um brinquedo usando materiais que tenham em casa e que possam ser reutilizados.

 

Por exemplo, a construção de uma mesa de matraquilhos utilizando apenas seis materiais – uma caixa de sapatos, paus de espetada, molas, tesoura, cola e régua. Ver aqui e seguir instruções (com imagens e tudo).

 

  • Fazer um vídeo com fotos:

 

Compilar as as mais divertidas fotografias com o pai, armazenadas no telemóvel, e juntá-las num vídeo, juntando uma música  à tua escolha ou com opinião do pai.

Há várias aplicações gratuitas disponíveis: Animoto, YouCut, InShot, Cute CUT, Alight Motion, entre outras.

 

dia-pai2020c.jpg

 

Trivial Pursuit

imagem: via Amazon

 

  • Jogar:

 

É o dia indicado para ir buscar à prateleira os antigos jogos de tabuleiro: Monopólio, Trivial Pursuit, xadrez, Pictionary e Mikado. Ou, simplesmente, pegar em papel e na caneta e jogar ao Stop.

A Playstation ou a Xbox são outras, com vários jogos interactivos para pais e filhos.

 

 

 

NetFlix Party

https://lh3.googleusercontent.com/

 

  •  Ver um filme ou uma série:

 

Esta é uma ideia para pais e filhos que, por estes dias, estão em casas separadas. A Netflix criou a Netflix Party, uma extensão no Google Chrome que permite criar uma sessão partilhada com familiares ou amigos. Inclui um chat, na parte lateral do ecrã.

A extensão é grátis, mas é preciso ter conta na plataforma de streaming.

 

dia-pai2020-festival-instag.png

 

Festivla #EuFicoEmCasa

https://www.instagram.com/

 

6. Ouvir música... em casa:

 

O Dia é do Pai mas é também a oportunidade para pais e filhos partilharem o que andam a ouvir.

 

Depois, podem sempre assistir a um dos concertos do Festival #EuFicoemCasa, que acontece diariamente, entre as 17:00h e as 23h30, na conta do Instagram criada para o efeito e nas contas de cada um dos músicos que se uniram nesta inciativa. Nesta quinta, 19, não faltam alternativas. É só escolher a hora.

 

 

 

Wow! Não faltam ideias para passar um dia bem divertido com o Pai... sem esquecer o tradicionla bolo de aniverário à hora do lanche ou no final do dia.

 

Feliz Dia a todos os Pais! Aproveitam este dia para poder passar com os filhos o dia que vos é dedicado.

 

A Professora GSouto

 

19.03.2020

 

Licença Creative Commons

O Apelo Selvagem : livro & filme ! A não perder !

 

 

apelo-selvagem-film.jpg

 

O Apelo Selvagem/ The Call of the Wild

Chris Sanders, 2020

https://www.imdb.com/

 

 

O Apelo Selvagem, tradução de The Call of the Wild, é um  filme de aventuras baseado no romance com o mesmo nome, escrito em 1903, por Jack London.

 

Já fora adaptado ao grande ecrã por William A. Wellman, com o título "A Ambição do Ouro" (1935). A realização de Chris Sanders ( sua estreia em filme não animado),  depois de "Lilo & Stitch", Como Treinares o Teu Dragão e Os Croods, com guião de Michael Green.

 

Para além de Harrison Ford, o elenco inclui Omar Sy, Dan Stevens, Karen Gillan, Bradley Whitford e Colin Woodell.

 

Livro: 

 

apelo-selvagem-Jack-London-livro.jpg

 

The Call of the Wild

Jack London

illustrations: Philip R. Goodwin & Charles Livingstone Bull

New York, Macmillan Company, 1903

https://en.wikipedia.org/

 

O livro foi um best-seller imediato, recebido de forma entusiasta, tanto pela crítica como pelos leitores. O escritor viu a sua vida mudar após esse contrato e, apesar de não ter recebido nem mais um cêntimo pelos direitos do livro, ganhou o reconhecimento do mundo literário. 

 

Saber +

 

The Call of The Wild permaneceu em impressão desde a sua primeira edição. Chegou-nos às mãos pela reimpressão da Bertrand Editora, em 2017. A editora é a detentora dos direitos para publicação em língua portuguesa- Tem tradução de Rui Guedes da Silva.

 

apelo-selvagem-livro.jpg

 

O Apelo Selvagem

Jack London

tradução: Rui Guedes da Silva

1ª edição 1903

https://www.bertrandeditora.pt/

 

Sinopse:

 

Buck é um cão que se vê arrancado do conforto da quinta onde nasceu e lançado numa vida dura e perigosa. 


Nos rigores do Alasca, Buck tem de aprender a viver com quase nada e a adaptar-se à exigência e à crueldade dos seus sucessivos donos, até que conhece John Thornton, um ser humano que reconhece a sua inteligência e nobreza e de quem Buck se torna um amigo leal e devoto, salvando-lhe a vida por diversas vezes. 


Mas depois de ter sofrido tanto às mãos dos homens, o apelo da floresta parece-lhe cada vez mais irresistível….

 

 

 

Jack London, 1905

https://en.wikipedia.org/

 

Dados biográficos: Jack London

 

John Griffith London nasceu em 12 Janeiro 1876. Foi um romancista americano, jornalista, e activista.

 

Pioneiro no mundo da ficção de revistas comerciais, foi um dos primeiros escritores a  tornar-se célebre mundialmente e ganhar grande fortuna com a escrita. Foi também um inovador no género que mais tarde se tornaria conhecido como ficção científica.

 

 

apelo-selvgem-jack-london-hardcover-books.jpg

 

créditos: Não identificado

via Google Images

 

As obras mais famosas incluem The Call of the Wild e White Fang, ambas descrevendo a  Corrida ao Ouro de Klondike.

 

London escreveu os contos To Build a Fire, An Odyssey of the North e Love of Life. Escreveu também sobre o Pacífico Sul em histórias como The Pearls of Parlay e The Heathen.

 

Tem uma obra vastíssima. Morreu em Novembro 1916, no seu rancho.

 

 

 

O Apelo Selvagem

Jack London

 Cultura Editora

https://www.culturaeditora.pt/

 

Ir + longe:

 

O livro O Apelo Selvagem é uma alegoria, que explora a capacidade de adaptação e a relação entre a natureza e a individualidade, e de como esta inevitavelmente se molda àquela, num conflito que o London recria de forma virtuosa.

 

 

 

O Apelo Selvagem

Jack London

 Cultura Editora

https://www.culturaeditora.pt/

 

Narrativa:

 

O leitor fica preso ao modo como o escritor conduz a narrativa e nos dá conta da mudança de Buck. A subtileza com que faz, é quase como se fossemos mudando com Buck, sofrendo as mesmas dores, o mesmo desalento, o despertar do instinto selvagem.

 

A narrativa é feita sempre na 3ª pessoa, como se alguém conversasse connosco sobre a vida de Buck, e toda ela dirreccionada para comprendermos Buck. 

 

London não é grande fã de eufemismos, já que a sua narração é directa e objectiva. Em O Apelo Selvagem, a realidade é apresentada sem filtros: a morte é triste e feia, as feridas doem, tornando dificílimo ler certas passagens. Precisamos de uma pausa para respirar fundo. Mas adorámos.

 

apelo-selvagem-film.jpg

 

O Apelo Selvagem

Chris Sanders, 2020

https://www.imdb.com/

Filme:

 

A vida de Buck, um cão de raça São Bernardo, altera-se para sempre quando é retirado da sua família humana da Califórnia (EUA), e enviado para as florestas do Yukon, no Canadá, durante a frenética corrida ao ouro da década de 1890. Apesar do terror dos primeiras tempos e das dificuldades em adaptar-se à vida selvagem, o seu destino cruza-se com John Thornton (Harrison Ford), um garimpeiro que se tornará o seu melhor amigo e que lhe vai mostrar um novo sentido para a vida.
 
 
 
 

apelo-selvagem-film-poster.jpg

 

The Call of the Wild

Chris Sanders, 2020

https://www.imdb.com/

 
 
Um filme de aventuras baseado no romance com o mesmo nome escrito, em 1903, por Jack London,  realizado, como já escrevemos por Chris Sanders.

 

Uma ode à inteligência e à alma dos animais. Embora o uso da tecnologia CGI (computer generated imagery) seja, por vezes, demasiado visível mas excepcional, reflecte quase na perfeição o modo de ser de um cão e as suas atitudes.

 

As ternurentas expressões de Buck, a fotografia e cenários fabulosos, fazem da realização uma versão linda do livro. Mais suave, embora momentos de crispação estejam presentes.

 

 

 

 

Mas o filme, adaptação do livro, é também uma história de amor. Leva-nos a imaginar quão vazia seria a existência sem amor – amor puro, verdadeiro e desinteressado, que transforma a vida de um homem solitário, John Thorton, com a companhia de Buck, num ser mais tranquilo, na sua dor. O mesmo se sente em relação a Buck ao sentir-se amado de novo, por aquele ser humano, depois de tanta privação desde que fora roubado da família que o acolhera, desde pequeno.

 

Fá-lo através do amor de Buck por John Thornton (Harrison Ford). Nos seus olhos, recordamos a capacidade infinita de amar que cada ser transporta em si.

 

e assim brincando Buck ia convalescendo e entrava numa nova existência. Pela primeira vez conhecia o amor, o amor genuíno e impetuoso. Nunca tivera essa experiência na quinta do juiz Miller, no soalheiro Vale de Santa Clara. Com os filhos do juiz, caçando e vagabundeando, tratara-se de uma camaradagem de trabalho; com os netos do juiz, uma espécie de guarda altiva; e com o próprio juiz, uma amizade grave e digna. Mas aquele amor febril e ardente, que era adoração e que era loucura, coubera a John Thornton despertar-lhe.

 

James London, The Call of the Wild (pág. 92).

 

O último elo entre Buck e a humanidade é quebrado com a morte de  John Thornton. E Buck vai completamente seguir o seu instincto do apelo selvagem.

 

Actividades:

 

  • Leitura integral do livro O Apelo Selvagem (individualm com curtos excertos lidos em sala de aula) para debate entre alunos;

 

 

  • Visita de estudo: preparação de uma saída para assistir ao filme em sala de cinema;

 

  • A ordem será arbitrária. Cada professor(a) adaptará as propostas ao nível de ensino que lecciona;

 

  • Debate final para confrontação/ comparação entre o livro e a sua adaptação ao cinema.

 

  • Escrita criativa. Em trabalho de grupo, dar liberdade aos estudantes de recriar uma nova história com as mesmas personagens principais: John Thornton e seu amigo Buck.

 

A Professora GSouto

 

13.03.2020

 

Licença Creative Commons