Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Apollo 11 : 50º Aniversário : recursos educativos digitais : escolas

 

apollo11a.jpg

 

Apollo 11 

créditos: NASA

 

Parecia ficção científica, mas não era. O primeiro voo tripulado do programa Apollo foi em Outubro de 1968. Menos de um ano depois, a Apollo 11 foi lançada.

 

Entre 1968 e 1972, um total de seis missões permitiu que 12 astronautas americanos pisassem a superfície da Lua.

 

A missão Apollo 11 é o acontecimento no qual é dita a famosa frase:

 

“Um pequeno passo para o homem, um salto gigante para a humanidade”.

Neil Armstrong

 

A frase foi proferida por Neil Armstrong, o 1.º dos 12 astronautas que, até hoje, pisaram solo lunar. Foi há 50 anos, a 20 de Julho de 1969.

 

A missão da Apollo 11 começou oficialmente a 16 de Julho de 1969, no Centro Espacial John F. Kennedy, em Cabo Canaveral, EUA, com a partida do foguetão: A alunagem a 20 de Julho foi o ponto fulcral do projecto.

 

Se quiseres saber mais sobre tudo o que se passou durante os oito dias em que os astronautas estiveram no espaço, pode ver cada minuto, em tempo real.

 

 

apollo11b.png

 

screenshot Apollo 11 in real time

créditos: NASA

https://apolloinrealtime.org/11/

 

O site Apollo 11 in real time é uma viagem extraordinária aos registos de todos os dados relativos à missão. Tem ainda informação posterior para que se possa melhor compreender a complexidade e a importância do momento.

 

apollo11b1.jpg

 

screenshot Apollo 11 in real time

créditos: NASA

https://apolloinrealtime.org/11/

 

Saber +

 

São 11 mil horas de aúdio do contrôlo da missão, 2 000 fotografias, 240 horas de áudio e informação sobre cada uma das amostras de superfície lunar recolhidas por Armstrong e Buzz Aldrin.

 

Pode começar a viagem 1 minuto antes do lançamento, ou ver o que estava a acontecer nesse segundo, há 50 anos atrás. Uma linha do tempo -T Minus 1M - à direita no topo da página acompanha cada minuto da missão e destaca os momentos mais interessantes, enquanto uma função de pesquisa permite percorrer as transcrições, comentários e amostras. 

 

apollo11b2.jpg

 

screenshot Apollo 11 in real time

créditos: NASA

https://apolloinrealtime.org/11/

 

Ben Feist e seu colaborador, o arquivista Stephen Slater, conceberam um painel que dá aos visitantes uma visão completa e transversal, mais alargada do que aquela a que os operadores no centro de contrôlo e os astronautas tiveram durante a missão à Lua.

 

É excitante ouvir abrir um painel que contém o áudio de cada posição de contrôlo no Contrôlo da Missão e vários outros loops de comunicação. Podemos abrir esse painel a qualquer segundo da missão e podemor ouvir aspectos como o médico de vôo a ameaçar colocar em quarentena todo o USS Hornet (34:48:49).

 

apollo11b3.png

 

screenshot Apollo 11 in real time

créditos: NASA

https://apolloinrealtime.org/11/

 

Actividades: Recursos

 

  • Apollo 11 in real time

 

Explora o site que te permite uma viagem na história sem paralelo. Se clicares no botão Now (lado direito), podes acompanhar o que s passou em cada momento, ou recuperar os momentos históricos, como o lançamento do foguetão (00:00:00), os primeiros passos na lua (109: 23: 40), o desembarque da Eagle (102: 46: 02).

 

apollo11-2019-publico.jpg

 

Espaço 1969

https://www.publico.pt/2019/07/14/infografia/

 

  • Espaço 1969/ 50 Anos Apollo 11:

 

Num recurso digital interactivo podes ter perspectiva desse histórico momento através da Infografia.

 

apollo11-2019-publico2.jpg

 

A Lua 50 anos depois

https://www.publico.pt/a-missao-que-deu-mais-espaco-ao-mundo

 

  • A Lua 50 anos depois:

 

A missão que deu mais espaço ao mundo: plataforma digital que te permite ter uma visão alargada do que aconteceu em 1969  e o que se segue actualmente.

 

 

 

 

  • Apollo 11 360º em RV

 

Já publicáramos uma outra actividade Apollo 11: Vamos a bordo com a #RV (2016) Trata-se de um conteúdo lúdico, em 360°, que te permite conhecer a missão que adiantou os Estados Unidos face à União Soviética naquela que, durante a Guerra Fria, foi conhecida como a Corrida ao Espaço

 

Põe o cinto, recobra o fôlego e atreve-te a entrar na nave espacial Apollo11.  O site é gratuito e está acessível a todos os que pretendem experienciar esta incrível aventura.

 

apollo11-sapo-jogo1.png

 

screenshot Jogo sapo Moon Lander

créditos: Sapo

https://js.sapo.pt/Projects/SapoMoonLander/

 

  • Jogo Sapo Moon Lander:

 

Podes jogar Moon Lander! Basta clicar, ler as Regras e jogar! Mas pulso firme... se não  pode correr mal e perderes!

 

A Professora GSouto

 

20.07.2019

 

fontes: NASA/ Sapo

 

Licença Creative Commons

 

O Sol Também é uma Estrela : livro & filme em tempo de férias

 

sol-tb-e-uma-estrela-livro1.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

Nicola Yoon, 2017

Editora Presença

https://www.wook.pt/

 

" O romantismo associado ao pôr-do-sol não é diminuido pelo facto de o compreendermos um pouco."

 

Carl Sagan, O Ponto Azul Claro, in Introdução

 

O Sol também é uma Estrela é um livro de Nicola Yoon, adaptado agora ao cinema com o memo título.

 

Tem como protagonistas Natasha e Daniel. Estas duas personagens, devido a múltiplas coincidências, algumas um pouco loucas, vão dar certo, por incrível que pareça. Há o universo como guia...

 

 

sol-tb-e-uma-estrela2.jpeg

 

Natacha & Daniel

Yara Shahidi & Charles Melton

via ComingSoon.net

 

Sinopse:

 

A história de uma rapariga, um rapaz e o universo. 


Natasha: Sou uma rapariga que acredita na ciência e nos factos. Não acredito no destino. Ou nos sonhos que nunca se concretizam. Não sou de todo aquele tipo de rapariga que encontra um rapaz simpático numa rua nova-iorquina cheia de gente e se apaixona por ele. Não quando a minha família está a doze horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não será a minha história. 

Daniel: Sou o bom filho, o bom estudante, correspondendo sempre às elevadas expectativas dos meus pais. Nunca fui o poeta. Ou o sonhador. Mas quando a vejo, esqueço tudo isso. Algo em Natasha faz-me pensar que o destino nos reserva, a ambos, alguma coisa muito mais extraordinária. 

O universo: Cada momento das nossas vidas conduziu-nos a este momento único. Há um milhão de futuros perante nós. Qual deles se tornará realidade?

 

 

sol-tb-e-uma-estrela-livro.jpeg

 

The Suna Is Also a Star

Nicola Yoon, 2016

http://www.nicolayoon.com/

 

Traduzido do livro norte-americano The Sun Is Also a Star, da autora Nicole Yoon, cresceu entre a Jamaica e Brooklin, vive actuamente em Los Angeles.

 

 

sol-tb-e-uma-estrela-nicole-yoon1.jpg

 

Nicole Yoon

http://www.nicolayoon.com/

 

Nicole Yoon tem sido galardoado com vários prémios, entre os quais National Book Award for Young People's Literature Finalist e New York Times Notable Children's Book of the Year 2016

 

Voltando a Natacha e Daniel, estes encontram-se numa rua movimentada de Nova Iorque, e a partir de muitas coincidências, apaixonam-se.

 

 

sol-tb-e-uma-estrela5.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

 Ry Russo-Young, 2019

https://www.imdb.com/

 

Filme

 

Tudo agradável, não fora o facto de Natasha estar a 12 horas de ser deportada do país para a Jamaica (seu país natal). Daniel tem pais sul-coreanos e já vive legalmente nos Estados Unidos.

 

A família jamaicana de Natacha encontra-se em solo norte-americano ilegalmente há nove anos e quando a situação é descoberta, chega a ordem de deportação.

 

 

sol-tb-e-uma-estrela4.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

 Ry Russo-Young, 2019

https://www.imdb.com/

 

Para duas pessoas apaixonadas, Natasha e Daniel não podiam ser mais diferentes: ele é um romântico que pretende ser poeta, embora os pais exijam que tire o curso de Medicina.

 

Ele acredita no amor, no destino, nos seus sonhos, e nas coincidências da vida. Ela é uma rapariga que acredita na ciência, em factos, em verdades absolutas, não é uma sonhadora que acredita em amor e finais felizes.

 

Natasha e Daniel conhecem-se no último dia que tem ela tem para tentar alterar a situação, recorrendo a um advogado.

 

sol-tb-e-uma-estrela-filme.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

 Ry Russo-Young, 2019

https://www.imdb.com/

 

Gostei do facto de os dois protagonistas serem de nacionalidade estrangeira. Como já disse, Natasha é da Jamaica e Daniel tem pais sul-coreanos.

 

O livro, bem como o filme abordam a diversidade cultural que se faz sentir na América do Norte e principalmente na multicultural Nova Iorque. Dá a conhecer uma outra vertente. Geralmente temos a tendência a pensar que os emigrantes sofrem discriminação por parte dos nativos, mas neste livro passa-se algo de diferente e interessante: os emigrantes sofrem discriminação por parte de outros emigrantes.

 

 

 

 

E temos a questão da esperança. Para alguém que só acredita em factos e verdades comprovadas, Natasha mantém até ao fim a esperança de ficar no país com Daniel.

 

Problemas e reflexões sobre esta história querida, adorável e moderadamente dramática.

 

 

sol-tb-e-uma-estrela-filme3.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

 Ry Russo-Young, 2019

https://www.imdb.com/

 

Por fim, como pano de fundo desta história temos algo que muito nos agradará muito: o universo.Acredito em coincidências, acredito que o universo nos liga por alguma razão. 

 

Concluindo, não posso deixar de vos recomendar este livro e filme para as vossas férias! o filme conta uma história leve, um pouco lenta, por vezes, mas com um final feliz. Acontece.

 

O livro, relativamente pequeno, de leitura fácil, conta uma história simples, mas consistente.

 

sol-tb-e-uma-estrela-filme2.jpg

 

O Sol também é uma Estrela

 Ry Russo-Young, 2019

https://www.imdb.com/

 

Actividades:

 

Poderão ler um excerto online aqui

Para os românticos, e por que não para os cépticos destas coisas do acaso...

 

A Professora GSouto

 

14.07.2019

 

Licença Creative Commons

Livros para ler em férias : Hello LightHouse, ler em Inglês LE

 

 

lighthouse-book1a.jpg

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

As férias começaram. E muitos alunos partem de férias com família ou em grupo de amigos.

 

Praia e costa são dos destinos mais procurados para usufruir do mar. Eis um livro que pode levar à descoberta de faróis.

 

O livro pareceu-nos uma bela homenagem a todos os que, de forma bem solitária, durante anos, dedicaram a vida a guardar e a assegurar o funcionamento daquelas "casas de luz".

 

 

lighthouse-book6.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Hello Lighthouse é um livro ilustrado escrito e ilustrado pela autora e ilustradora australiana, radicada nos Estados Unidos, Sophie Blackall. Sophie Blackall já ilustrou mais de 30 livros para crianças e adolescentes.

 

Podem conhecer um pouco mais sobre Sophie Blackall, biografia e bibliografia aqui

 

 

lighthouse-book-autora.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

créditos: Matt Carr

 

O livro parece-nos uma bela homenagem a todos os que, de forma bem solitária, durante anos, dedicaram a vida a guardar e a assegurar o funcionamento daquelas "casas de luz".

 

O livro conta a história de um farol e seu último faroleiro. Foi galardoado Janeiro, com a Medalha Caldecott 2019 pelas ilustrações. 

 

"“Children will delight in immersing themselves in the captivating discoveries each new look at Hello Lighthouse will bring."

 

Caldecott Medal Committee Chair Mary Fellows

 

Esta é a segunda vez que Blackall vence a Caldecott Medal. Em 2016, foi distinguida com Finding Winnie : The True Story of the World's Most Famous Bear, um livro que já conhecem.

 

Lembram quando escrevi sobre Winnie  e a sua verdadeira história?

 

 

lighthouse-book-winnie.jpg

 

 

Finding Winnie: The True Story of the World’s Most Famous Bear

Lindsay Mattick

illustration: Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Será que,  um destes dias,  atravessam o oceano, e chegam a Portugal? Em Português, claramente!

 

 

lighthouse-book8.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Visitar um farol por dentro significa viajar no tempo e imaginar  a vida daqueles que viveram confinados a espaços tão pequenos e isolados. Entendemos as rotinas dos seus guardiões, conhecemos os espaços onde passavam os dias e as noites, onde dividiam a vida com as famílias. Uma vida contada ao pormenor no diário de bordo de cada faroleiro.
 

 

 

lighthouse-book7.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Temos assim, uma visita guiada por Sophie Blackall, magnificamente ilustrada e bem documentada. As rotinas e os factos relatados revelam a dimensão da abnegação destes guardiões e das suas famílias, não deixando ninguém indiferente.
 
 
A chegada de um novo faroleiro, os alteralões e ajustes que faz, a solidão de um tempo que custa a passar, a chegada da mulher, o nascimento do filho, as estações do ano...são detalhes descritos primorosamente por Blackall, que nos faz viver cada um deles de forma singular.
 

 

 

 

 

Actividades férias:

 

Ler nas férias, é uma belíssima actividade para os estudantes. Desta vez, em Inglês, língua estrangeira I que só desenvolverá as suas capacidades de compreensão e alargamento de vocabulário.

 

 

lighthouse-book9.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Synopsis (English):

 

"Hello Lighthouse is a beautifully rendered story about a lighthouse keeper and the ins and outs of his daily life. The illustrations truly lift the story to another level, allowing readers to gather information from both the words and images to make meaning. It is sure to be a book that children return to again and again!"

 

 

lighthouse-book10.jpg

 

 

Hello LightHouse

Sophie Blackall

https://www.amazon.com/

 

Objectivo: 
 
 
Inglês, ler, estratégias de leitura (leitura autónoma, férias).
 
 
Níveis curriculares:
 
 
5º/6º ano ensino básico
 
 
A Professora GSouto
 
 
01.07.2019
 
 
Licença Creative Commons

 

Celebrando Anne Frank, no dia de seu 90ª aniversário ! Recursos

 

 

anne-frank2.jpg

 

 

Anne Frank

créditos: Anne Frank House

https://www.annefrank.org/

 

Anne Frank celebraria hoje, dia 12 de Junho, 90 anos. Como é possível? Para nós será sempre aquela menina que conhecemos através do seu Diário!

 

 

 

 

O artista e antiquário, Ryan Cooper, aproveitou a efeméride para entregar ao Museu do Holocausto de Washington a correspondência que recebeu do pai da jovem, Otto Frank, nos anos 70.

 

Cooper quis partilhar as cartas para que as pessoas possam ter uma compreensão mais profunda do pai e da própria Anne Frank, cujo famoso Diário escrito durante a 2ª Guerra Mundial é considerado uma das obras mais importantes do século XX.

 

 

anne-frank-diario1.jpg

 

 

O Diário de Anne Frank

Anne Frank

https://www.fnac.pt/

 

Lido por milhares de jovens de todo o mundo, nos currículos escolares para que possam inteirar-se de um facto real, a vida de uma adolescente que morre num campo de concentração durante a 2ª Guerra Mundial.

 

 

 

 

Diário Anne Frank

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

"Conhecemo-nos em 1973. Escrevi-lhe algumas cartas uns meses antes disso. Vivemos experiências muito interessantes, inclusivé ele deixou-me ver o diário original da Anne".

 

Ryan Cooper

 

Os textos de Anne Frank contam o quotidiano de um grupo de judeus, que viveu escondido num sótão entre 1942 e 1944, durante a ocupação nazi da Holanda.

 

 

anne-frank90.jpg

 

 

Otto Frank, Great Britain, 1971

créditos: AP/Dave Caulkin

https://www.timesofisrael.com/

 

Quando o grupo foi descoberto todos foram levados para os campos de concentração. Anne, a mãe e uma irmã acabariam por morrer. O pai, Otto Frank, foi o único membro da família que sobreviveu. Assistiu à libertação do campo de Auschwitz (1945)  pelo exército soviético.

 

Depois da guerra dedicou todo o seu tempo a falar sobre as atrocidades do Holocausto e fez publicar os textos da filha que o mundo veio a conhecer como O Diário de Anne Frank.

 

 

 

Auschwitz 

#HolocausteRemembrance

 

"Ele dedicou-se a explicar o Holocausto. Não tanto a falar sobre o Holocausto, mas sobre tolerância e humanidade. Tinha muita esperança nos jovens e retirava a inspiração das cartas que recebia, na maior parte dos casos, de jovens"

 

 Ryan Cooper

 

 O pai de Anne Frank, Otto Frank morreu em 1980, com 91 anos, bastante debilitado.

 

 

anne-frank90a.jpg

 

 

Otto Frank

créditos: CBS Photo Archive/ Getty Images

https://www.gettyimages.com/

 

Entre os documentos de Ryan Cooper há cartas da sua segunda mulher, Elfriede "Fritzi" Frank, onde ela escreve a forma como o marido lutou para manter a saúde durante a série de aparições públicas e entrevistas, por ocasião das celebrações do cinquentenário do nascimento de Anne Frank, meses antes de falecer.

 

 

anne-frank90b.jpg

 

 

Ryan Cooper

créditos: AP

https://www.cbsnews.com/news/

 

Ryan Cooper mostra em 1972 uma parte do Diário de Anne Frank, quando visitou o pai de Anne, Otto Frank.

 

O Museu do Holocausto de Washington comprometeu-se disponibilizar online a colecção de documentos de Anne Frank que Ryan Cooper doou.

 

Actividades:

 

  • Ler o Diário de Anne Frank, acompanhado de actividades de apoio.

 

 

  • Propôr uma visita escolar - início ano lectivo - à Casa Anne Frank (Amesterdão) com os alunos.

 

 

A Professora GSouto

 

12.06.2019

 

Licença Creative Commons

 

fonte: Euronews

 

Judith Kerr, autora & ilustradora : Clássicos da literatura infantil e juvenil !

 

 

judith-kerr12.jpg

 

 

Judith Kerr [1923-2019]

créditos: Richard Pohle/ Times

https://www.thetimes.co.uk/

 

Judith Kerr, famosa escritora de livros infantis, morreu esta quarta-feira, dia 22 Maio. Tinha 95 anos. Entre seus livros mais conhecidos estão O Tigre que veio para o chá, Mog, A Gata Esquecida e o autobiográfico Quando Hitler roubou o coelho cor-de-rosa

 

Estava prestes a completar 96 anos de vida, depois de ter já ultrapassado  50 anos de publicações literárias.

 

 

judith-kerr-livro-mog.png

 

 Mog, a Gata Esquecida

autora & ilustradora: Judith Kerr

1ª edição 2017

https://www.fnac.pt/

 

A coleção em que MOG, uma gata é protagonista tornou-se um clássico da literatura infantil. Dezassete histórias (não estão todas publicadas em Portugal): Mog, a Gata Esquecida, Mog e o bebé, Mog e o Coelhinho e O Natal da Mog.

 

 

judith-kerr-livro-mog1.jpg

 

 

Colecção Mog

autora e ilustradora Judith Kerr

 

Com mais de quatro milhões de livros vendidos em todo o mundo, a MOG é uma das maiores personagens da literatura infanto-juvenil. Publicada pela primeira vez em 1970, esta colecção está associada a valores como: família, afecto, amizade e entreajuda. 

 

Mog, a Gata Esquecida e Mog e o Bebé são os dois primeiros títulos que a Booksmile tem no seu catálogo.

 

 

judith-kerr1.jpg

 

 

O Tigre que veio tomar Chá

Autora & ilustradora Judith Kerr

http://www.kalandraka.com/

 

O tigre que veio tomar chá  é outro dos clássicos da autora, que publicou mais de 30 livros. Destacou-se também na ilustração. O ano passado foi mesmo premiada pela British Book Awards.

 

Durante décadas, todos os seus trabalhos, foram mantidos num estúdio da autora em Londres. Agora estão num centro infantil em Newcastle, noroeste de Inglaterra.

 

 

judith-kerr-mog1.jpg

 

 

Judith Kerr e Katinka (gata) no estúdio em Londres

créditos: Andrew Crowley

https://www.telegraph.co.uk/

 

 

 Saber +

 

Judith Kerr nasceu em Berlim, Alemanha (à data República de Weimar), em 1923, filha do escritor e crítico alemão Alfred Kerr, de ascendência judaica. O facto da família ser de origem judaica e tambémo de o pai ser um feroz opositor ao regime nazi, levaram a jovem Judith a passar a infância e a adolescência noutros países, como Suíça, França e Inglaterra. É por lá que começa a sua história como autora.

 

 

judith-kerr6.jpg

 

 

Quando Hitler Me Roubou o Coelho Cor-de-Rosa

Judith Kerr

http://www.sitiodolivro.pt/

 

Judith publicou Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa (1971), história baseada na sua experiência pessoal que se tornou um símbolo da literatura infanto-juvenil autobiográfico, onde conta os horrores da Guerra como adolescente, embora use de um certo humor para aligeirar o sofrimento. O livro foi publicado em Portugal em 1971 e reeditado em 2015.

 

 

judith-kerr-book.jpg

 

 

A Small Person Far Away

Judith Kerr, 1987

https://www.amazon.co.uk/

 

Ir + longe:

 

Judith Kerr escreveu ainda outros dois romances semi-biográficos e inspirados nesse passado familiar e no período da Segunda Guerra Mundial: Bombs on aunt Dainty (1975) e A small person far away (1987), inéditos em Portugal.

 

 

judith-kerr-book1.jpg

 

 

Bombs on Aunt Dainty

Judith Kerr, 1975

https://www.amazon.co.uk/

 

A estreia literária de Judith Kerr deu-se aos 45 anos, em 1968, com O Tigre que Veio para o Chá, a partir de uma história que contou à filha, depois de uma visita a um jardim zoológico.

 

Considerado um clássico da literatura para a infância, vendeu já milhares de exemplares e está publicado em Portugal.

 

Em 1945, Judith ganhou uma bolsa para a Central School of Arts, e, desde então, trabalhou como artista, guionista de televisão e, ao longo dos últimos trinta anos, como autora e ilustradora de livros infanto-juvenis. 

 

judith-kerr-book2.jpg

 

 

Judith Kerr [1923-2019]

créditos: Judith Kerr/Getty Images

https://www.bbc.com/news/

 

Numa entrevista publicada a semana passada no britânico The Guardian, Judith Kerr confessou que o seu maior medo era “não poder trabalhar”. E que "o momento mais feliz da sua vida fora quando recebeu uma bolsa para estudar numa escola de arte em Londres", (1945). E que o livro O tigre que veio para o chá "lhe mudara a vida".

 

 

judith-kerr-book3.jpg

 

 

Katinka's Tail

Judith Kerr, 2017

https://www.amazon.co.uk/

 

Apesar da idade, Judith Kerr manteve-se activa na escrita e na ilustração. Publicou em 2015 Mr. Cleghorn's Seal e em 2017 Katinka's Tail.

 

 

judith-kerr5.jpg

 

 

Mr. Cleghorn's Seal

Judith Kerr, 2015

 http://ecx.images-amazon.com/

 

Segundo a editora HarperCollins, em Junho sairá The Curse of the School Rabbit. O representante da editora, Charlie Redmayne, afirmou que ela era uma pessoa maravilhosa, inspiradora, sempre discreta, muito engraçada e que “amava uma festa”.

 

"Era uma artista e contadora de histórias brilhantemente talentosa que nos deixou um trabalho extraordinário. Sou abençoado por tê-la conhecido”. 

 

Judith Kerr é uma das autoras de livros infantis mais populares do século XX.

 

Actividades:

 

Leitura de livros de Judith  Kerr em Português e/ou Inglês, segundo o currículo escolar leccionado e nível etário dos alunos.

 

A Professora GSouto

 

24.05.2019

 

Licença Creative Commons

 

Dia Internacional dos Museus & Noite Europeia Museus : Participem !

 

 

dia-museus2019.jpg

 

 

Dia Internacional dos Museus

http://www.patrimoniocultural.gov.pt/pt/

 

O Dia Internacional dos Museus, criado pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus, celebra-se anualmente  por volta de 18 de Maio, através da organização de diversas actividades.

 

O Dia Internacional dos Museus celebra-se com entradas gratuitas em museus, monumentos e palácios, tutelados pela Direção-Geral do Património Cultural, por todo o país. Consulte aqui o programa

 

Centenas de actividades vão assinalar, no país, com entradas gratuitas, o Dia Internacional dos Museus, e a Noite Europeia dos Museus, entre 18 e 19 de Maio.

 

 

dia-museus2019a.png

 

 

Dia Internacional dos Museus

http://www.patrimoniocultural.gov.pt/pt/

 

As comemorações estendem-se à Noite Europeia dos Museus, no mesmo dia, com abertura excepcional ao público à noite.

 

As entradas serão gratuitas em todos os Museus, Palácios e Monumentos tutelados pela DGPC:

 

  • no Dia Internacional dos Museus, em todos os Museus, Palácios e Monumentos tutelados pela DGPC, no horário normal de funcionamento.

 

  • na Noite Europeia dos Museus, em todos os Museus, Palácios e Monumentos tutelados pela DGPC abertos nessa Noite, após o horário normal de encerramento, excepto nos casos a ver aqui

 

 

dia-museus2019b.jpg

 

 

Dia Internacional dos Museus

http://www.patrimoniocultural.gov.pt/pt/

 

Para além das entradas gratuitas nos espaços tutelados pela DGPC, o dia é assinalado com concertos, espectáculos de teatro e dança, intervenções musicais, performances, visitas guiadas e encenadas, entre muitas outras, usufruindo os visitantes, deste modo, de experiências atractivas e fora da oferta habitual. 

 

Tema 2019: "Os Museus como Plataformas Culturais - Museus e Cidadania."

 

 

nuit-musees2019a.jpg

 

 

Nuit Européenne des Musées

https://nuitdesmusees.culture.gouv.fr/

 

 

A Noite Europeia dos Museus, criada pelo Ministério Francês da Cultura e da Comunicação decorrerá no mesmo dia 18 Maio, como já lemos mais acima. Os museus portugueses ssociam-se, de novo, a esta celebração mágica.

 

 

dia-museus2019e.jpg

 

 

Dia Internacional dos Museus/ Noite Europeia dos Museus

http://www.patrimoniocultural.gov.pt/pt/

 

A nível nacional, a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), coordenadora do evento, desafia a todos os Museus - desde nacionais, municipais, privados, de fundações ou religiosos - a participarem com actividades. Os espaços museológicos que integram a Rede Portuguesa de Museus irão realizar diversas iniciativas com o objectivo de aprofundar a sua ligação com os visitantes e de envolver novos públicos, essencialmente o público jovem e as escolas, em torno do conhecimento das colecções e da salvaguarda e valorização do património cultural.

 

Neste sentido, os visitantes poderão participar em actividades, tais como espectáculos de teatro e dança, intervenções musicais, performances, visitas guiadas e encenadas, entre muitas outras, usufruindo deste modo de experiências atrativas e fora da oferta habitual.

 

 

dia-museus2019f.jpg

 

© Lusa

via Notícias ao Minuto

 

Programa Geral:

 

  •  Dia Internacional dos Museus - 18 Maio 2019

Consultar aqui

 

  • Noite Europeia dos Museus - 19 Maio 2019

Consultar aqui

 

 

dia-museus2019-serralves.jpg

 

Dia Mundial dos Museus/ Noite Europeia dos Museus

http://www.patrimoniocultural.gov.pt/

 

 

Sugestões Porto:

 

 

dia-museus2019-cartoon.jpg

 

 

O PortoCartoon trocado por miúdos

DMM 2019

http://www.museudaimprensa.pt/

 

No Porto, o Museu Nacional da Imprensa organiza durante todo o dia uma visita-jogo intitulada "O Porto Cartoon trocado por miúdos", e na Casa-Museu Marta Ortigão Sampaio vão decorrer visitas livres.

 

 

dia-museus2019-marta.JPG

 

 

Casa Museu Marta Ortigão Sampaio

http://www.porto.pt/

 

Na Fundação de Serralves, no DMM apresenta um dia e noite preenchido de Actividades para os mais jovens... e não só, das 10:00 horas às 24:00 horas. Música, oficinas, visitas, teatro, jardins, feira do livro, menu especial.

 

 

 

 

 
A Exposição de Joana Vasconcelos I'm Your Mirror, nas salas do Museu e nos jardins é imperdível.
 
 
Esta exposição reúne mais de 30 peças, datadas de 1997 até à actualidade, cobrindo duas décadas de prática artística, analiisando o seu desenvolvimento como artista.
 
 
 
 

dia-museus2019-joana1.jpg

 

 

I'm Your Mirror Joana Vasconcelos

Jardins Museu de Serralves

créditos: Otávio Passos/ Observador

https://www.serralves.pt/

 
A exposição é composta por mais de 30 peças icónicas da sua obra, datadas desde 1997, distribuídas pelo Museu e pelos jardins de Serralves, onde podem ser vistas até 24 de Junho 2019. Monumentais esculturas de exterior com este bule gigante ou os isapatos de Marylin ou ainda o Solitário.
 
 
Actividades:
 
 
  • Vão ao Museus em família, grupo de amigos ou grupo escolar.
 
  • Partilhem os momentos que mais goastarem no Instagram, Facebook ou Twitter. Nada de selfies! Apenas o que mais vos agradou.
 
 
 
A Porfessora GSouto
 
 
17 Maio 2019
 
Licença Creative Commons
 

 

Ciência : Primeira foto de Black Hole ! Parabéns cientista Katie Bouman !

 

Google Doodle celebra a 1ª imagem de um Black Hole

doodler: Nate Swinehart 

https://www.google.com/doodles/

 

Hoje, dia 11 Abril 2019, Google celebra a primeira imagem de um Buraco Negro/ Black Hole com um Doodle criado literalmente 'feito em cima do joelho' por um dos criativos/doodlers da Google.

 

Habitualmente, estas criações são o resultado de várias semanas (ou até meses) de planeamento e rascunhos.  Mas este foi em cima do acontecimento. Ciente da importância científica deste feito, o criativo/doodler Nate Swinehart não perdeu tempo e criou todo o conceito deste Doodle no seu carro, enquanto ia para o trabalho. Parabéns!

 

doodle-black-hole.jpg

 

 

rascunho do Doodle

doodler: Nate Swinehart 

@unlevelednate

 

Google Doodle:

 

O Doodle começa por nos apresentar as palavra Google com um quadrado em branco ao centro, onde é apresentada a fotografia do buraco negro após um 'flash'.

 

Depois de tirada a fotografia, aparece o evento característico dos buracos negros. O centro da fotografia começa a 'aspirar' todos os conteúdos da imagem, acabando por se consumir a si próprio.

 

Nate Swinehart não é um novato neste tipo de criações. Foi responsável por vários Doodles referentes a astros. Para Swinehart, este tipo de eventos são uma excelente oportunidade para criar algo que deixe as pessoas interessadasa neste tipo de acontecimentos.

 

 

black-hole-katie-bouman2.jpg

 

Programadora Katie Bouman

responsável pelo algorítmo que revelou imagem

via  Facebook

 

 

Programadora Katie Bouman:

 

E quem foi a responsável pela prineira foto do buraco negro? Chama-se Katie Bouman, tem 29 anos e foi graças a ela que o mundo assistiu a um marco histórico ontem, dia 10 Abril: a divulgação da primeira fotografia de sempre de um buraco negro.

 

 

 

 

1ª fotografia de Black Hole

https://eventhorizontelescope.org/

 

A jovem cientista foi quem liderou a criação de um algoritmo que permitiu captar a imagem real nunca antes vista pelo Homem, e que veio comprovar a Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein, divulgada há mais de um século, isto é, em 1915.

 

 

black-hole-katie-bouman1.jpg

 

Programadora Katie Bouman

via Facebook

 

Foi em Junho que Katie Bouman e outros investigadores viram pela primeira vez o resultado de vários anos de trabalho e investigação: um “anel de fogo”, criado pela deformação do espaço-tempo, formado pelas ondas de luz que não foram sugadas pelo buraco. Mas Bouman e os colegas tiveram de guardar este segredo durante muito tempo.

 

A imagem foi revelada ao mundo ontem, dia 10 Abril e Bouman pode, finalamente, partilhar o feito publicamente. No Facebook, a investigadora publicou uma fotografia do momento em que assistiu ao processamento da imagem pela primeira vez.

 

 

black-hole-katie-bouman.png

 

Programadora Katie Bouman

via Facebook

 

A cientista explicou ao MIT News que tentar tirar uma fotografia de um buraco negro é como “tentar fotografar uma laranja na Lua, mas com um radiotelescópio”.

 

"Imaginar algo tão pequeno significa que precisamos de um telescópio com 10 mil quilómetros de diâmetro, o que não é prático porque o diâmetro da Terra não chega a 13 mil quilómetros”

 

Katie Bouman

 

Por isso, não foi usado apenas um, mas vários radiotelescópios, localizados em diferentes pontos do globo.

 

Ora, o algoritmo de Bouman foi decisivo no processamento final da imagem, rendendo os dados recolhidos pelos vários radiotelescópios.

 

 

black.hole-margaret-hamilton.jpg

 

 

Programadora Margaret Hamilton

créditos: NASA

https://www.nasa.gov/

 

O MIT comparou mesmo o algoritmo de Bouman ao código da cientista Margaret Hamilton, que permitiu a viagem do Homem à Lua.

 

Apesar da importância do seu contributo, Bouman realça o esforço colectivo desta investigação, o projecto Event Horizon, que envolveu uma equipa de 200 investigadores de todo o mundo, entre astrónomos, engenheiros e matemáticos.

 

 

black-hole-katie-bouman3.png

 

 

via Katie Bouman

Facebook

 

Bouman admitiu que se questiona sobre formas de envolver mais mulheres na ciência.

 

"Às vezes penso sobre isso. Como podemos envolver mais mulheres? Um ponto-chave pode ser mostrar que o trabalho em ciências da computação ou em engenharia não é só sentar no laboratório e montar um circuito ou escrever código no computador. (…) É trabalhar com pessoas de todo o mundo, é ir a telescópios que estão a mais de 4.000 metros de altitude. É trabalhar para captar a primeira fotografia de um buraco negro.”

 

 

Bouman é agora professora assistente de computação e ciências matemáticas no Instituto de Tecnologia da California, em Pasadena, mas diz que vai continuar a trabalhar com o projeto Event Horizon.

 

A Professora GSouto

 

11.04.2019

 

Licença Creative Commons

 

Hora Planeta : Não esquecer ! Desliga as luzes e liga-te ao Planeta !

 

earth-hour-unesco-fb.jpg

 

Hora do Planeta

créditos: UNESCO

https://www.facebook.com/unesco/

 

É hoje, dia 30 Março que todos nós estaremos empenhados em respeitar a Hora do Planeta, entre as 20:30 e as 21:30, hora local.

 

Hora do Planeta é uma iniciativa global ambiental em parceria com a WWF. Empresas, governos, comunidades, cidades e cidadãos  são convidados a desligarem as suas luzes durante uma hora neste sábado, dia 30 de Março de 2019 às 20:30 para apoiar a acção ambientalmente sustentável.

 

 

 

 

Saber +

 

10 anos depois a Hora do Planeta tornou-se num movimento de sustentabilidade global com mais de 3.5 mil milhões de pessoas em 188 países a mostrarem o seu apoio a esta causa ao desligarem simbolicamente as suas luzes.

 

Os principais monumentos internacionais e nacionais apagam as luzes por uma hora no último sábado do mês de Março, o número de municípios aderentes no nosso país já chegou aos 120. Este ano esperamos superar este número.

 

 

hora-planeta2019b.jpg

 

 

Hora do Planeta/ LigateAoPlaneta

via CM Cabeceiras de Basto

 

 

Ir + longe:

 

Vivemos uma época em que se somam os anos mais quentes da história, com fenómenos meteorológicos extremos cada vez mais frequentes e migrações populacionais devido aos efeitos das alterações climáticasque levam à perda de biodiversidade.

 

Porque está tudo ligado, porque são dois lados da mesma moeda, a Hora do Planeta quer ligar milhões de pessoas em todo o mundo para que ajam contra as alterações climáticas e a perda de biodiversidade.

 

Em 2019, a Hora do Planeta pede uma vez mais a união de todos, cidadãos, municípios, empresas e organizações, para apagarem a luz. Não faltam razões para o fazermos.

 

 

 

 

Hora do Planeta/ Caminhar pelo Planeta

via Museu da Oliveira e do Azeite/ Mirandela

 

 

Actividades:

 

A Hora do Planeta, movimento global criado pela WWF para travar as alterações climáticas e a perda de biodiversidade, celebra-se este ano em Portugal com uma Pedalada pelo Planeta, a decorrer em Lisboa. 

 

Mas muitos outros municípios colaboram com actividades, para além de desligar as luzes dos seus principais monumentos.

 

Procura os eventos mais próximos de ti aqui

 

Não esqueças! É hoje 30 Março que as luzes se deligam entre as 20:30 horas e 21:30 horas (hora local).

 

A Professora GSouto

 

30.03.2019

 

Licença Creative Commons

 

E foi assim ! Greve Global Estudantil pelo Ambiente !

 

elyx-greve-estudantes-amb.jpg

 

https://www.facebook.com/ElyxYak/

 

Os alunos portugueses juntaram-se ao movimento internacional de jovens que protestam pelo clima. Inspirados pela adolescente sueca Greta Thunberg, este grupo apelou aos estudantes de todo o país a unirem-se por uma causa: o clima, o futuro do Planeta. E eles responderam.

 

 

greta-strike-reuters-rafael-marchante.jpg

 

 

Marcha estudantil pelo Ambiente | Lisboa

créditos: Rafael Marchante/ Reuters

https://qz.com/

 

Em várias cidades portuguesas, os alunos pretenderam chamar a atenção do Governo para os problemas relacionados com as alterações climáticas. Por isso, juntando-se ao movimento global de jovens que protestam pelo clima, fizeram greve à escola neste dia 15 de Março. 

 

 

greta-strike-australia.jpg

 

 

Marcha estudantil ambiente | Sydney

créditos: Reuters/AAP Image/Mick Tsika

https://qz.com/

 

Centenas de milhares de alunos de 106 países, incluindo Portugal, uniram-se numa greve mundial à escola pelo clima, visando exigir dos políticos acções concretas contra as alterações climáticas.

 

 

htttp://www.fridaysforfuture.org

 

Segundo a página Global Strike For Future, que reúne as greves anunciadas em todo o mundo, estavam ontem à tarde previstas 1 693 manifestações em 106 países.

 

Segundo a página da organização, os países com mais protestos previstos para são França (210), Alemanha (196), Itália (182), Suécia (123), Estados Unidos (166) e Reino Unido (108), país onde mais de 10.000 alunos saíram à rua num protesto do mesmo género no mês passado.

 

Esta greve escolar mundial, que tem como lema "Fazer Greve por um Clima Seguro" culmina uma série de manifestações semanais iniciadas ao longo do ano, desde Agosto 2018, pela adolescente sueca Greta Thunberg.

 

 

greta-strike-skynews.jpg

 

Greta Thunberg em greve junto ao Parlamento Sueco

créditos: Catherine Edwards/The Local

via The Local

 

Quem é Greta Thunberg

 

Estávamos em Agosto de 2018, quando a adolescente sueca Greta Thunberg começou a manifestar-se pelo clima, fazendo greve às aulas e sentando-se todos os dias à porta do Parlamento em Estocolmo com um cartaz que dizia "Greve da Escola pelo Clima".

 

Ainda que franzina, a figura desta adolescente, na altura com 15 anos, não deixou indiferente quem por ali passava e terá despertado consciências num país que se debatia com o verão mais quente de sempre.

 

 

 

 

Mas foi com os discursos que fez na Conferência das Nações Unidas para o Clima (COP), na Polónia, e no Fórum Económico Mundial, em Davos, na Suíça, que Thunberg ganhou atenção mediática a nível global e se tornou num símbolo do activismo ambiental.

 

Na Cimeira de Davos, 2019, Thunberg disse: "Não quero que vocês tenham esperança. Quero que entrem em pânico. E quero que sintam o medo que eu sinto todos os dias. E depois quero que ajam".

 

 

greve-clima-pt6.jpg

 

 

Marcha estudantil ambiente | Áustria

créditos: Leonhard Foeger

https://sicnoticias.pt/mundo/

 

Esta iniciativa inspirou jovens de outros países, que começaram a manifestar-se, nomeadamente na Bélgica, França e Alemanha, juntando milhares de alunos.

 

Numa concentração recente em Paris, os jovens gritavam: "Em 50 anos vocês estarão mortos, nós não".

 

 

greta-strike-reuters-gonzalo-fuentes.jpg

 

 

Marcha estudantil ambiente | Paris

créditos: Gonzalo Fuentes/ Reuters

https://qz.com/

 

Na Greve Mundial pelo Futuro desta sexta-feira, dia 15 Março, estudantes saíram das escolas para se manifestar de Sydney a Lisboa e Porto, de Tóquio a Montreal, de Hong Kong a Kampala, passando pelo Bangladesh e Argentina, ou Quénia, e muitos outros países.

 

greve-clima-pt3.jpeg

 

 

https://www.facebook.com/greveclimaticaestudantil/

 

Em Portugal estavam previstos protestos em pelo menos 25 cidades: Lisboa, Porto, Coimbra, Aveiro, Covilhã, Évora e Faro.

 

Entre as várias mensagens espalhadas ao longo das marchas estudantis pelo clima, encontravam-se cartazes com palavras em inglês como por exemplo “We are skipping our lessons to teach you one"/ Estamos a faltar às aulas para vos dar uma Lição." 

 

 

greve-clima-pt4.jpg

 

 

Estudantes Lisboa

créditos: António Pedro Santos

https://sicnoticias.pt/

 

Mas também slogans em português como este da marcha de alunos em Lisboa. E certamente no Porto.

 

greve-clima-pt5.jpg

 

 

Istambul, Turquia

créditos: Sedat Suna

https://sicnoticias.pt/mundo/

 

Há alguns anos que professras de escolas portuguesas ajudaram a formar novas gerações ambientalistas, alertando os alunos, como futuros cidadãos, para os problemas amibentais.

 

Foi o nosso caso, desde 1999, introduzindo nos currículos de Línguas e Cidadania temas ligados ao Ambiente.

 

 

greve-clima-pt9.jpg

 

 

Autor não identificado

via Google Images

 

Os alunos participaram em muitos projectos e actividades nacionais, europeus, e mundiais, como Earth Hour e Earth Day.

 

Criaram dois blogues de inspiração ambientalistas, como Geração Verde e Geração Polar.

 

Fico feliz por saber se tenho a minha parte envolvida nesta nova geração que sabe lutar pelos seus ideais e que não se rende.

 

Parabéns aos novos jovens ambientalistas!

 

A Professora GSouto

 

15.03.2019

 

Licença Creative Commons

 

Calouste Gulbenkian 150 anos : Concurso alunos Ensino Secundário

 

 

calouste1.png

 

Concurso Quem é Calouste Gulbenkian?

https://gulbenkian.pt/

 

Fundação Calouste Gulbenkian lançou o Concurso Quem é Calouste Gulbenkian? para comemorar 150 anos  do nascimento de Calouste Sarkis Gulbenkian.

 

Na comemoração dos 150 anos do nascimento de Calouste Sarkis Gulbenkian, a Fundação
Calouste Gulbenkian lançou concurso “Quem é Calouste?” 

 

 

calouste2.jpg

 

 

Calouste Gulbenkian, sentado num banco de jardim, Lisboa

créditos: Fundação Calouste Gulbenkian

https://gulbenkian.pt/

 

 

Objectivo:

 

Dar a conhecer junto dos jovens a figura do seu fundador. Os s jovens de todo o país entre os 15 e os 25 anos de idade foram convidados a apresentar, através de manifestações artísticas, as suas interpretações das diferentes fases da vida de Calouste Sarkis Gulbenkian.

 

 

 

 

Concurso Quem é Calouste Gulbenkian?

https://gulbenkian.pt/

 

Aberto a jovens entre 15 e 25 anos a viver em Portugal, e inscritos no Ensino Secundário. A submissão dos trabalhos online terminaram a 24 Fevereiro 2019.

 

 

 

 

Música

https://gulbenkian.pt/

 

Modalidades: 

 

Música, Artes Visuais, Texto e Filme.

 

 

 

 

Filme

 https://gulbenkian.pt/

 

Prémios:

 

Há 24 prémios a entregar aos melhores trabalhos, individuais ou de grupo, em quatro categorias: Música, Artes Visuais, Texto e Filme.

 

 

 

 

Concurso Quem é Calouste Gulbenkian?

https://gulbenkian.pt/

 

Júri selecionará os melhores 24 trabalhos:

 

  • 3 por cada uma das quatro categorias (Música, Artes Visuais, Texto ou Filme), em cada um dos escalões etários (15-18 e 19-25).

 

  • Cada trabalho vencedor receberá um prémio. No grupo 15-18, a escola onde cada um dos jovens distinguidos está inscrito também será premiada.

 

 

 

 Texto

https://gulbenkian.pt/

 

Divulgação Resultados:

 


  • Até ao dia 15 de Março de 2019, os finalistas de cada categoria serão contactados por telefone e/ou e-mail.

 


  • Os vencedores serão conhecidos durante um evento que terá lugar na Fundação Calouste
    Gulbenkian no dia 23 de Março de 2019.

 

Nota: A relação de trabalhos contemplados será divulgada no site do Concurso Gulbenkian.

 

Vamos aguardar para conhecer os vencedores que serão então aqui divulgados.

 

A Professora GSouto

 

01.03.2019

 

Licença Creative Commons