eduardo-lourenço.jpg

 

Eduardo Lourenço [1923-2020]

créditos. Autor não identificado

via 24Sapo

 

 "Nunca fui leitor de um só livro"

Eduardo Lourenço

 

O ensaísta e professor Eduardo Lourenço, de 97 anos, morreu esta terça-feira, dia 1 de Dezembro, em Lisboa. Um dos maiores pensadores europeus.

 

 

Professor Eduardo Lourenço 

ilustração em Expresso, 2016

 

Professor, filósofo, escritor, crítico literário, ensaísta, interventor cívico, várias vezes galardoado e distinguido, Eduardo Lourenço foi e será um dos pensadores mais proeminentes da cultura portuguesa.

 

Eduardo Lourenço nasceu em 23 de Maio de 1923, em S. Pedro do Rio Seco, no concelho de Almeida, distrito da Guarda.

 

Licenciado em Ciências Histórico-Filosóficas, na Universidade de Coimbra, em 1946, aí inicia o seu percurso, como assistente e como autor, com a publicação de "Heterodoxia" (1949).



Seguir-se-iam as funções de Leitor de Cultura Portuguesa, nas universidades de Hamburgo e Heidelberg, em Montpellier e no Brasil, até se fixar na cidade francesa de Vence, em 1965, com actividade pedagógica nas principais universidades francesas.

 

 

eduardo-lourenço-livro-labirinto.jpg

 

O Labirinto da Saudade

Eduardo Lourenço

Tinta da China

https://www.fnac.pt/

 

Autor de mais de 40 títulos, possuiu desde sempre "um olhar inquietante sobre a realidade", como destacaram os seus pares.

 

"O Labirinto da Saudade", "Fernando, Rei da Nossa Baviera", "Pessoa Revisitado" são algumas das suas principas obras.

 

 

eduardo-lourenço-Fernando Rei da Nossa Baviera.jp

 

Fernandp Rei da Nossa Baviera

Eduardo Lourenço

Imprensa Nacional - Casa da Moeda. Lisboa, 1986

via O Homem dos Livros (alfarrabista)

https://www.homemdoslivros.com/

 

Prémios:

 


Recebeu o Prémio Camões (1996), o Prémio Virgílio Ferreira (2001) e o Prémio Pessoa (2011).

 

Era Grande Oficial da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada, de que também possuía a Grã-Cruz, assim como da Ordem do Infante D. Henrique e da Ordem da Liberdade.

 

Era Oficial da Ordem Nacional do Mérito, Cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras e da Legião de Honra de França.

 

Currículos:

 

Quando celebrava os 93 anos foi condecorado pela Academia Francesa e no agradecimento referiu:

 

"Nunca esperava que algum dia tivesse um prémio por me ter interessado e divulgado a própria cultura francesa. Eles não precisam de ninguém, porque a [sua] cultura está espalhada no mundo inteiro - e há muitos séculos. Mas, enfim, estas coisas... parecem contos de fadas."

 

Não se pode ser mais humilde, naquela humildade digna de um grande pensador.

 

Numa época que se busca acima de tudo competências, mais do que aprndizagens, um dos melhores pensadores do século XX para desenvolver as competências mais necessárias ao estudante da actualidade.

 

Saber ler, interpretar e passar a sua própria mensagem sobre o que se leu e o que se passa no mundo e no pensamento europeu, é prioritário para esta geração que se viu apanhada pela pandemia e pelas redes sociais como vinculativas de juízos de valor erróneos, é importante seleccionar curtos textos de Eduardo Lourenço (3º ciclo) ou um ou dois livros (ensino Secundário) para estudo aprofundado do pensamento deste ensaísta e filósofo português.

 

A Professora GSouto

 

01.12.2020

 

Licença Creative Commons