Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor : Nunca sós com um livro

 

dia-mundial-livro2021-by-Adamastor-poster.png

 

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

créditos:  ilustradores Susana Diniz e Pedro Semeano

http://livro.dglab.gov.pt/

 

O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril.

 

A data foi escolhida com base na tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge, e recebem em troca um livro, testemunho das aventuras do heróico cavaleiro.

Neste dia, comemora-se também o Direito de Autor.

 

O cartaz 2021 é da autoria dos ilustradores Susana Diniz e Pedro Semeano, dupla conhecida por Adamastor, Menção Especial do Prémio Nacional de Ilustração 2020 pelas ilustrações da obra Eu sou o Lobo – o rei da floresta portuguesa, com texto de Ricardo J. Rodrigues, publicada pela INCM/Pato Lógico.

 

 

dia-mundial-livro2021-by-Adamastor-banner.png

 

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

créditos:  ilustradores Susana Diniz e Pedro Semeano

http://livro.dglab.gov.pt/

 

A imagem do cartaz pretende ilustrar que, um ano após o início da pandemia, são os livros que continuam a abrir-nos o espaço de isolamento físico, mas que permitem que o pensamento floresça e que seja sempre mais livre, lançando a ideia que com livros nunca estamos sós.

 

 

livro-monte-dos-vendavais-domquixote.jpg

 

O Monte dos Vendavais

Emily Brontë

edições Dom Quixote, 2015

https://pt-pt.facebook.com/DomQuixote/

 

Clássicos da Literatura: O Monte dos Vendavais

 

Emily Brontë (1818-1848) foi uma escritora e poetisa britânica, autora de apenas um romance, O Monte dos Vendavais, que lhe valeu entrar na história da literatura universal. Embora tenha escrito apenas Wuthering Heights/Monte dos Vendavais e cerca de uma dúzia de poemas, é considerada como uma das escritoras mais talentosas. Talvez a intensidade de sua escrita tenha surgido das extraordinárias pressões de sua vida em família.

 

 

 

Charlotte, Emily, e Anne Brontë
créditos: Branwell Brontë (irmão)
 
 
 

Irmã de Charlotte e Anne, também escritoras, é, das três, aquela de quem menos se conhece. Sabe-se que em 1839, então com 20 anos, foi professora na Law Hill School, em Halifax, mas problemas de saúde obrigaram-na a abandonar o ensino e a permanecer em casa.  Aprendeu, sozinha, alemão e a tocar piano.

 

 

livro-monte-dos-vendavais-relogio-dagua.png

 

O Monte dos Vendavais

Emily Brontë

Prefãcio Hélia Correia

Clássicos Relógio d'Agua, 2007

https://relogiodagua.pt/

 

«Muita biografia se tem escrito sobre Emily, com grande monta de invenções, porque Emily não tem biografia. Atribui-se-lhe tudo o que pareça sustentável em passos do romance. Arranjam-se-lhe amores. Em vão. Nunca veremos a morada interior de Emily Jane. Sabemos só que alguma coisa dentro dela segregava alimento bastante para que o mundo lhe não fizesse falta. Chamou a essa coisa a “Imaginação” e celebrou o seu “poder benigno”.

 

Hélia Correia, do Prefácio



Quando O Monte dos Vendavais foi publicado, em 1847, um ano antes da morte de Emily, ninguém, entre críticos e leitores, acreditava que tinha sido escrito por uma mulher, devido às cenas de violência e de paixão sensual nele descritas.

 

Foi mesmo considerado demasiado lúgubre e chocante para os padrões daquela época. Mas apesar de ter recebido algumas críticas pouco positivas – quantas obras-primas não foram inicialmente olhadas com desconfiança e depois vivamente aplaudidas – foi mais tarde incluído no cânone da literatura inglesa e ainda hoje, mais de 200 anos depois, é um dos clássicos mais duradouros da literatura mundial.

 

 

livro-monte-dos-vendavais-relogio-dagua2016.png

 

O Monte dos Vendavais

Emily Brontë

Prefãcio Hélia Correia

Clássicos Relógio d'Agua, 2016

https://relogiodagua.pt/

 

Sinopse:


Um agricultor abastado – o senhor do Monte dos Vendavais – conhece o jovem Heathcliff, um rapaz pobre e abandonado, e resolve levá-lo consigo para fazer parte da sua família. Nos isolados campos do Yorkshire, Heathcliff acaba por se aproximar da filha mais nova do agricultor, Cathy, e o que começa por ser uma relação inocente entre duas crianças acaba, com o passar dos anos, por se transformar num amor obsessivo que levará toda a família à perdição.


O Monte dos Vendavais (tradução de Ana Maria Chaves) poético, complexo e grandioso, é a surpreendente história de um amor proibido que deixa um rasto de ira e vingança que irá perdurar no tempo como uma maldição e afectar as vidas de todos em redor.

Definitivamente uma obra-prima!

 

Nível de ensino: Secundário

 

Actividades:

 

  • Ler o clássico da literatura mundial. 

 

  • E porque na cadeia do livro todos somos precisos  escritor e ilustrador, editor, tradutor, revisor, designer, gráfica, distribuidora, livraria, mediador, biblioteca e leitor, a 23 de Abril vá à livraria da sua área de residência ou encomende um livro online, e leia ou envie para quem lhe é mais querido.

 

A Professora GSouto

 

23.04.2021

 

Licença Creative Commons

Eduardo Lourenço : Imprescindível, nos currículos académicos !

 

eduardo-lourenço.jpg

 

Eduardo Lourenço [1923-2020]

créditos. Autor não identificado

via 24Sapo

 

 "Nunca fui leitor de um só livro"

Eduardo Lourenço

 

O ensaísta e professor Eduardo Lourenço, de 97 anos, morreu esta terça-feira, dia 1 de Dezembro, em Lisboa. Um dos maiores pensadores europeus.

 

 

Professor Eduardo Lourenço 

ilustração em Expresso, 2016

 

Professor, filósofo, escritor, crítico literário, ensaísta, interventor cívico, várias vezes galardoado e distinguido, Eduardo Lourenço foi e será um dos pensadores mais proeminentes da cultura portuguesa.

 

Eduardo Lourenço nasceu em 23 de Maio de 1923, em S. Pedro do Rio Seco, no concelho de Almeida, distrito da Guarda.

 

Licenciado em Ciências Histórico-Filosóficas, na Universidade de Coimbra, em 1946, aí inicia o seu percurso, como assistente e como autor, com a publicação de "Heterodoxia" (1949).



Seguir-se-iam as funções de Leitor de Cultura Portuguesa, nas universidades de Hamburgo e Heidelberg, em Montpellier e no Brasil, até se fixar na cidade francesa de Vence, em 1965, com actividade pedagógica nas principais universidades francesas.

 

 

eduardo-lourenço-livro-labirinto.jpg

 

O Labirinto da Saudade

Eduardo Lourenço

Tinta da China

https://www.fnac.pt/

 

Autor de mais de 40 títulos, possuiu desde sempre "um olhar inquietante sobre a realidade", como destacaram os seus pares.

 

"O Labirinto da Saudade", "Fernando, Rei da Nossa Baviera", "Pessoa Revisitado" são algumas das suas principas obras.

 

 

eduardo-lourenço-Fernando Rei da Nossa Baviera.jp

 

Fernandp Rei da Nossa Baviera

Eduardo Lourenço

Imprensa Nacional - Casa da Moeda. Lisboa, 1986

via O Homem dos Livros (alfarrabista)

https://www.homemdoslivros.com/

 

Prémios:

 


Recebeu o Prémio Camões (1996), o Prémio Virgílio Ferreira (2001) e o Prémio Pessoa (2011).

 

Era Grande Oficial da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada, de que também possuía a Grã-Cruz, assim como da Ordem do Infante D. Henrique e da Ordem da Liberdade.

 

Era Oficial da Ordem Nacional do Mérito, Cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras e da Legião de Honra de França.

 

Currículos:

 

Quando celebrava os 93 anos foi condecorado pela Academia Francesa e no agradecimento referiu:

 

"Nunca esperava que algum dia tivesse um prémio por me ter interessado e divulgado a própria cultura francesa. Eles não precisam de ninguém, porque a [sua] cultura está espalhada no mundo inteiro - e há muitos séculos. Mas, enfim, estas coisas... parecem contos de fadas."

 

Não se pode ser mais humilde, naquela humildade digna de um grande pensador.

 

Numa época que se busca acima de tudo competências, mais do que aprndizagens, um dos melhores pensadores do século XX para desenvolver as competências mais necessárias ao estudante da actualidade.

 

Saber ler, interpretar e passar a sua própria mensagem sobre o que se leu e o que se passa no mundo e no pensamento europeu, é prioritário para esta geração que se viu apanhada pela pandemia e pelas redes sociais como vinculativas de juízos de valor erróneos, é importante seleccionar curtos textos de Eduardo Lourenço (3º ciclo) ou um ou dois livros (ensino Secundário) para estudo aprofundado do pensamento deste ensaísta e filósofo português.

 

A Professora GSouto

 

01.12.2020

 

Licença Creative Commons

Calouste Gulbenkian 150 anos : Concurso alunos Ensino Secundário

 

calouste1.png

 

Concurso Quem é Calouste Gulbenkian?

https://gulbenkian.pt/

 

Fundação Calouste Gulbenkian lançou o Concurso Quem é Calouste Gulbenkian? para comemorar 150 anos  do nascimento de Calouste Sarkis Gulbenkian.

 

Na comemoração dos 150 anos do nascimento de Calouste Sarkis Gulbenkian, a Fundação
Calouste Gulbenkian lançou concurso “Quem é Calouste?” 

 

 

calouste2.jpg

 

Calouste Gulbenkian, sentado num banco de jardim, Lisboa

créditos: Fundação Calouste Gulbenkian

https://gulbenkian.pt/

 

Objectivo:

 

Dar a conhecer junto dos jovens a figura do seu fundador. Os s jovens de todo o país entre os 15 e os 25 anos de idade foram convidados a apresentar, através de manifestações artísticas, as suas interpretações das diferentes fases da vida de Calouste Sarkis Gulbenkian.

 

 

 

Concurso Quem é Calouste Gulbenkian?

https://gulbenkian.pt/

 

Aberto a jovens entre 15 e 25 anos a viver em Portugal, e inscritos no Ensino Secundário. A submissão dos trabalhos online terminaram a 24 Fevereiro 2019.

 

 

 

Música

https://gulbenkian.pt/

 

Modalidades: 

 

Música, Artes Visuais, Texto e Filme.

 

 

 

Filme

 https://gulbenkian.pt/

 

Prémios:

 

Há 24 prémios a entregar aos melhores trabalhos, individuais ou de grupo, em quatro categorias: Música, Artes Visuais, Texto e Filme.

 

 

Concurso Quem é Calouste Gulbenkian?

https://gulbenkian.pt/

 

Júri selecionará os melhores 24 trabalhos:

 

  • 3 por cada uma das quatro categorias (Música, Artes Visuais, Texto ou Filme), em cada um dos escalões etários (15-18 e 19-25).

 

  • Cada trabalho vencedor receberá um prémio. No grupo 15-18, a escola onde cada um dos jovens distinguidos está inscrito também será premiada.

 

 

 Texto

https://gulbenkian.pt/

 

Divulgação Resultados:

 


  • Até ao dia 15 de Março de 2019, os finalistas de cada categoria serão contactados por telefone e/ou e-mail.

  • Os vencedores serão conhecidos durante um evento que terá lugar na Fundação Calouste
    Gulbenkian no dia 23 de Março de 2019.

 

Nota: A relação de trabalhos contemplados será divulgada no site do Concurso Gulbenkian.

 

 

 

 

os vencedores foram... 

 

​​24 trabalhos premiados nas categorias de Música, Artes Visuais, Texto e Filme. 

 

Prémio Filme Escolas: 1º Prémio 'Quem Foi Calouste Gulbenkian' - Agrupamento de Escolas Cardoso Lopes (Amadora) : Ana Reis; Gerson Lopes.

 

Poderão conhecer os restantes vencedores no site da Gulbenkian

 

 

 Parabéns à criatividade de todos os vencedores!

 

A Professora GSouto

 

01.03.2019

 

actualizado: 27.02.2020

 

Licença Creative Commons

 

Escolas : Miúdos a Votos : Quais os livros mais fixes ? Os Vencedores !

 

 

 

miudos-a-votos1.jpg

 

 

Miúdos a Votos

http://www.rbe.min-edu.pt/

 

Decorreu no dia 30 de Maio 2018, a festa final da iniciativa Miúdos a Votos. Vindos de vários pontos do país, alunos de cerca de 20 escolas foram mostrar à Feira do Livro de Lisboa, o que fizeram para que o seu livro favorito chegasse a vencedor.

 

O projecto cruzou Cidadania e Leitura e pôs os estudantes a usar as mesmas ferramentas das campanhas eleitorais a sério.

 

miudos-a-votos6.jpg

 

 

88ª Feira do Livro de Lisboa

http://feiradolivrodelisboa.pt/

 

Por isso, foi um ambiente de campanha eleitoral que se viveu na Feira do Livro de Lisboa. Grupos de crianças e jovens andaram pelos stands a manifestar-se pelos seus livros preferidos, munidos de cartazes e propaganda eleitoral.

 

Nos palcos da Praça Verde e Amarela, apresentaram-se pequenas peças de teatro, dramatizações, músicas e até a um telejornal pré-histórico, actividades inspiradas nos livros.

 

 

miudos-a-votos2.jpg

 

 

Miúdos a Votos/ Os livros vencedores

http://visao.sapo.pt/visaojunior/

 

E os vencedores da iniciativa Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes? O Tubarão na Banheira, Harry Potter e a Pedra Filosofal, e A Culpa é das Estrelas foram os grandes vencedores  dos estudantes/ leitores.

 

É com alegria que vejo dois dos livros que sugeri para leitura em aulas curriculares, desde o primeiro momento, a serem eleitos entre os 'Livros mais Fixes': Harry Potter e a Pedra Filosofal, e A Culpa é das Estrelas. Mas voltarei a estes, mais abaixo.

 

Votaram mais de 59 mil alunos, de cerca de 600 escolas, o que teria dado para eleger dois deputados à Assembleia da República! A terceira parte da grande festa na Feira do Livro de Lisboa terminou às 19:00 horas.

 

 

 

 

Miúdos a Votos/ Os livros vencedores

http://visao.sapo.pt/

 

Os alunos do 1.º ciclo elegeram o O Tubarão na Banheira, de David Machado, como o livro mais fixe, com 7,9% dos votos; em segundo lugar ficou O Bando das Cavernas - Na maior há 10 mil anos, de Nuno Caravela (7,8% dos votos); e O Principezinho de Antoine de Saint-Exupéry, foi o terceiro candidato eleito (7,8% dos votos), acabando assim destronado do 1º lugar conseguido na votação de 2017.

 

 

 

 

Miúdos a Votos/ Os livros vencedores

http://visao.sapo.pt/

 

No 2.º ciclo, dois autores britânicos que já o ano passado tinham alcançado o pódio voltaram a ganhar: Harry Potter e a Pedra Filosofal, de J. K. Rowling - festejou 20 anos da 1ª edição em 2017 - é o vencedor, com 13,8% dos votos; Avozinha Gângster, do autor e comediante David Walliams é o outro, tendo alcançado o segundo lugar com 11,1% dos votos. A Fada Oriana, de Sophia de Mello Breyner Andresen, ficou em 3.º lugar, com 5,8% dos votos dos meninos do 5º e 6º ano.

 

 

 

 

Miúdos a Votos/ Os livros vencedores

http://visao.sapo.pt/visaojunior/

 

No 3º ciclo, foram as obras inspiradas em histórias reais que conseguiram mais votos. A Culpa é das Estrelas, de John Green, ficou em primeiro lugar, com 10,9% dos votos. Em segundo e terceiro lugares, ficaram colocados os candidatos Avozinha Gângster, de David Walliams - com 9,4 % dos votos - e O Rapaz do Pijama às Riscas de John Boyne, com 9,2% dos votos.

 

Nesta votação do 3º ciclo, espanta-me que o livro  Avozinha Gângster, de David Walliams possa estar na lista de leitura de adolescentes. No 2º ciclo, ainda posso entender, mas no nível etário do 3º ciclo, pedir-se-ia um desenvolvimento diferente a nível da leitura.

 

 

 

 

Miúdos a Votos

Visão Júnior/ Facebook

 

Ao final da tarde, as atenções concentraram-se numa cerimónia apresentada por alunos vindos da Escola Secundária de Escariz, concelho de Arouca, com a participação de estudantes de várias outras escolas.

 

Poderão ver as percentagens das votações vindas das várias regiôes do país aqui. Quase 37% dos votantes foram da região Norte. Bravo!

 

Estiveram presentes muitos alunos e professores de várias zonas do país, bem como repesentantes dos parceiros desta iniciativa da RBE e da Visão Júnior: a Comissão Nacional de Eleições, a Rádio Miúdos, e o PNL 2027 entre outros.

  

 

culpa-estrelas1.jpeg

 

 

A Culpa é das Estrelas

John Green

https://www.fnac.pt/

 

 

rapaz-pijama-riscas2.jpg

 

 

O Rapaz do Pijama às Riscas

JohnBoyne

edições ASA

https://www.fnac.pt/

 

 

 

 

 A Fada Oriana

Sophia Mello Breyner

illustrações: Teresa Cálem

https://www.fnac.pt/

 

Os livros mais interessantes, como viram, fazem parte das sugestões de leitura no BlogdosCaloiros, que começou por ser partilhado com alunos  do 2º ciclo e depois foi 'crescendo' a acompanhar os alunos do 3º ciclo. Hoje contém também sugestões para o ensino Secundário.

 

 

harrypotter-pedra-filosofal.jpg

 

 

Harry Potter e a Pedra Filosofal

J.K. Rowling, 1999

Editoria Presença

https://www.fnac.pt/

 

Li Harry Potter e a Pedra Filosofal com a 1ª geração de potterheads em 1999-2000. E depois, seguimos a saga até final, sem deixar de ver alguns dos flimes adaptados dos livros.

 

Foi sempre uma das minhas grandes prioridades nas aulas curriculares de Língua Portuguesa.A leitura. E estou feliz com o resultado.

 

Muitos novos leitores ajudei a formar e hoje sei que continuam excelentes leitores, na sua grande maioria.

 

 

Reading-REA.png

 

 

É importante que a prática da leitura comece em casa na família, para que a criança comece a incorporá-la nas suas rotinas. E continuada, para alguns iniciada na escola. O objetivo não é que os adolescentes adquiram o gosto de ler.

 

O papel da leitura no desenvolvimento das crianças é fundamental. Transmite conhecimento, alarga competências linguísticas.

 

«Se na fase de aprendizagem houver alguma falha, a longo prazo, a criança vai rejeitar a leitura.»

 

Cármen Marco, psicóloga, Centro Aprendert

 

A Professora GSouto

 

01.06.2018

 

 Licença Creative Commons

Regresso às aulas ! Muitas novidades ?

 

 

 

créditos: Autor não identificado

http://www.google.pt/

 

Bem! Começou mais um ano lectivo, dia 13 Setembro. Mas aulas a sério, só a partir de 2ª feira. Apresentações, ajustamento de horários, indicações de material próprio a cada disciplina, algumas conversas informais. 

 

Para os alunos de 5º, 7º e 10º há mesmo novidades. A nova reforma curricular. Esta reforma curricular testada em 236 escolas. E a distribuição gratuita dos manuais escolares? Não, ainda não é ara vós. Talvez um dia, quem sabe? Pelo menos até ao 9º ano.

 

Vamos lá ao calendário lectivo 2017-2018:

 

 

 

 

Do início, já sabemos. E o final? O fim deste novo ano escolar ocorrerá entre 6 e 22 Junho 2018. Os alunos do 9.º, 11.º e 12.º anos serão os primeiros a terminar as aulas, a 6 de Junho.

 

A 15 de Junho será a vez de os estudantes do 5.º, 6.º, 7.º, 8.º e 10.º anos darem por concluído o ano escolar.

O calendário do ano lectivo inclui ainda as datas das provas de aferição do ensino básico, das provas finais de ciclo e dos exames nacionais do ensino secundário.

 

As restantes são semelhantes às do ano lectivo 2016-2017: O 1.º período termina a 15 de Dezembro e o 2.º período arranca a 3 de Janeiro e vai até 23 de Março de 2018. O domingo de Páscoa será no dia 1 de Abril. Não, não é mentira. Cai mesmo no Dia das Mentiras!

 

 

créditos: Reuters

https://www.rtp.pt/noticias/

 

Exames: 

 

Sobre os exames, se frquentares o 9.º ano vão realizar na 1ª fase a prova final a Português (com peso na nota final dos alunos) no dia 22 de Junho e a Matemática no dia 27 do mesmo mês. A 2.ª fase das provas destes alunos vão decorrer a 20 de Julho e a 23 de Julho.

 

Para os alunos do Secundário, a 1.ª fase dos exames nacionais (obrigatória) estão marcados entre 18 de Junho e 27 de Junho, seguindo-se a 2ª fase das provas entre 18 e dia 23 Julho do mesmo mês.

 

Atenção! Nada de faltar na 1ª fase... porque na 2º fase só serão admitidos alunos por motivos de doença, devidamente justificada.

 

 

 

créditos: Pedro Nunes

https://www.publico.pt/2017/

 

Flexibilização curricular:

 

A alteração da gestão dos currículos ou flexibilização curricular é uma das novidades deste ano lectivo. Algumas escolas, públicas e privadas irão testar a reforma curricular, tendo liberdade para gerir as horas e os conteúdos de cada uma das áreas curriculares dos 5.º, 7.º e 10.º anos de escolaridade.

 

Os conteúdos curriculares devem focar-se nas aprendizagens essenciais. As escolas poderão criar novas áreas curriculares, sendo que algumas também se podem fundir.

 

No entanto, esta flexibilização não vai ser aplicada em todas as turmas dessas escolas. Cada escola decidirá o nº de turmas que vão testar a reforma. Mas na avalição final, todos os alunos serão avaliados pelos mesmos cirtérios, independemente de serem alunos inseridos nessas turmas ou não.

 

Com a flexibilização, os directores das escolas poderão fazer a fusão de algumas disciplinas, como a Física e a Química com as Ciências Naturais, e alargar a fusão da História com a Geografia, o que já acontece nos 5.º e 6.º anos, e em outros países europeus.

 

 

 

créditos: Daniel Rocha

https://www.publico.pt/

 

Redução de alunos por turma:

 

Este ano lectivo 2016-2017, serão reduzidas as turmas do básico e secundário em mil escolas, sendo abrangidos 200 mil alunos.

 

A medida vai avançar de forma progressiva. Apenas as turmas em início de ciclo ( 5.º, 7.º e 10.º anos de escolaridade) vão reduzir. A medida será apenas aplicadas em escolas sinalizadas como Territórios Educativos de Intervenção (TEIP).

 

Prioritária (TEIP) :Refere-se a alunos provenientes de famílias com dificuldades económicas e onde são registadas altas taxas de retenção e de abandono escolar precoce.

 

 

escolas2017-ocde.png

 

 

Education at a Glance/ OCDE 2017

https://www.facebook.com/theOECD/

 

 

No relatório da OCDE publicado esta semana destaca-se no nosso país altas taxas de abandono dos estudantes portugueses.

 

Isto é uma realidade. Na maioria das vezes pelos currículos desajustados aos interesses dos alunos e às suas capacidades/ habilidades. O ensino profissional é uma boa saída, mas com acesso ao ensino superior para os alunos que o queiram seguir, numa fase diferente da vida.

 

Assim, as turmas dos 5.º, 7.º e 10.º anos de escolaridade serão constituídas entre 24 e 28 alunos, de acordo com o despacho publicado em Diário da República. Não há grandes diferenças, como estamos a ver!

 

 

 

Área Projeto e Educação para a cidadania:

 

Vão ser recuperadas neste ano lectivo duas áreas curriculares bem nossas conhecidas: Área de Projecto e a Educação para a Cidadania, a que no nosso tempo e chamava Formação Cívica, mas que sempre denominei Cidadania

 

Estas duas disciplinas desapareceram do currículo dos alunos em 2012 mas etão de volta. E muito bem! Atenção à formação de pares de professores em Área de Projecto, para que a disciplina resulte em pleno, até porque vai continuar para nota, o que já acontecia.

 

Temas possíveis?

 

Serão abordados temas como a literacia financeira, os media, a segurança, a defesa do consumidor ou a saúde.

 

Vai depender muito do perfil dos alunos/turma. A não esquecer a violência nas escolas - bullying - tolerância e respeito pelas diferenças e a Internet segura.

 

No programa de Área de Projecto será da responsabilidade de cada escola, dentro da autonomia para gerir 25% do currículo. Nesta currículo, que vai contar para a nota dos alunos, serão trabalhados projectos interdisciplinares, como já acontecia anteriormente. Volto a alertar para os pares pedagógicos!

 

Visitas de estudo pagas pela escola:

 

Muito Bom! Voltou o apoio aos alunos mais carenciados nas visitas de estudo. Era uma injustiça penalizar os adultos e tantas vezes professores pais e alunos se uniram para possibilitar a saída de alunos nas nossas visitas de estudos. Excelentes activdades de enriquecimento curricular e cultural.

 

O apoio a cada aluno numa visita de estudo será entre 8 e 10 euros, supõe-se segundo dizem as escolas. Neste valor está incluído o transporte, o seguro escolar e as entradas nos locais de visita. A alimentação fica a cargo dos pais.

 

 

 

Língua gestual portuguesa:

 

O ME vai criou para este ano lectivo, um grupo de recrutamento para os professores de Língua Gestual Portuguesa. 

 

Existem 150 professores de Língua Gestual em Portugal, mas apenas 87 estão, neste momento, a dar aulas aos mais de mil alunos surdos que existem no país, divididos por 23 escolas de referência, onde existe o ensino bilingue.

 

Há ainda outras dez escolas que acolhem alunos surdos em turmas de estudantes ouvintes, não tendo muitas vezes o apoio e os técnicos necessários para o acompanhamento das turmas.

 

Saudades desse tempo em que participava deste stresse bom de reencontrar alunos, conhecer novos alunos e de avançar com as aprendizagens utilizando actividades como projectos curriculares e trancurriculares nacionais ou de intercâmbio, e as novas tecnologias 

 

Só posso deixar votos de um excelente ano escolar para todos os alunos e professores. 

 

A Professora GSouto

 

13.09.2017

 

Licença Creative Commons

15ª Mostra da U.Porto : Informar, experimentar, descobrir

 

Mostra_UP2017a.jpeg

 

 

Mostra da U.P. 2017

https://noticias.up.pt/

 

Está a decorrer a nova Mostra da Universidade do Porto, no Palácio de Cristal. Informar, experimentar e descobrir, são as três palavras-chave da edição 2017 da Mostra da Universidade do Porto.

 

De 20 a 23 de Abril,a U.P. convida miúdos e graúdos a deslocarem-se até ao Pavilhão Rosa Mota para conhecer o que de melhor se faz na U.Porto.

 

Durante quatro dias, a UPorto mostra-se ao público com as suas catorze faculdades, uma escola de negócios (Porto Business School) e muitos dos mais importantes centros de investigação nacionais.

 

Saber +

 

À espera dos visitantes vão estar mais de uma centena de actividades interactivas de experimentação e demonstração científica, bem como a oportunidade única para esclarecerem dúvidas sobre os cursos da U.Porto e o acesso ao Ensino Superior.

 

 

Mostra_UP2017c.jpg

 

Mostra U.Porto 2017

Pavilhão Rosa Mota

créditos: U.Porto

https://universidadejunior.up.pt/

 

Na Mostra, os alunos do ensino básico e secundário poderão encontrar respostas a diversas questões, como saídas profissionais, plano de estudos, organização curricular ou simplesmente sobre o quotidiano académico.

 

Naquela que é a maior montra do trabalho realizado por toda a comunidade da U.Porto, estudantes, pais, professores vão poder assistir e participar em actividades que vão desde simulações de julgamentos a aulas práticas de desenho e de pintura, à possibilidade de jogar xadrez com um robô, passando pela procura de sinais de trânsitos planetários a partir de dados reais da missão Keppler, da NASA.

 

 

Estudantes na Mostra U.Porto 2016

https://www.mostra.up.pt/

 

Actividades:

 

Das mais de 100 actividades ao dispor, os visitantes da Mostra podem também interagir com o robô REDI, que vai andar a “passear” pelo recinto da Mostra ou ficar a saber como se produz etanol e qual o microrganismo utilizado para se fazer iogurte.

 

Haverá também uma piscina insuflável onde todos podem experimentar um jogo dinâmico, bem como as demonstrações de videojogos.

 

 

 

Mostra U.Porto

https://noticias.up.pt/

 

Durante quatro dias, cerca de 300 docentes, investigadores, técnicos e estudantes da Universidade do Porto mudam-se de “malas e bagagens” para o Pavilhão Rosa Mota, num evento que vai contar com a presença das 14 faculdades, da Porto Business School e de alguns dos mais reputados centros de investigação da U.Porto.

 

 Informaçoes úteis:

 

Actividades, Programa, e outros eventos podem ser consultados no site oficial da Mostra U:Porto 2017

 

Entrada: livre

 

Horários:

 

Quinta e sexta-feira das 10h00 às 19h00; Sábado das 11h00 às 20h00; Domingo das 11h00 às 19h00.

 

 

Mostra da U.P. 2017

https://noticias.up.pt/

 

Grupos escolares:

 

Devem preencher o Formulário de Inscrição disponível no site oficial. O restante público não carece de qualquer inscrição.

 

Estudantes, docentes e investigadores universitários estão à tua espera… Com a tua escola, amigos ou família, visita a Mostra U:Porto 2017

 

A Professora GSouto

 

20.04.2017

 

Licença Creative Commons

 

 

14ª Mostra Universidade do Porto : Ensino e Inovação

 

 

 

Mostra UP 2016

http://www.mostra.up.pt/

 

Está a decorrer uma nova Mostra da Universidade do Porto,. no Palácio de Cristal.  De 17 a 20 de Março, todas as faculdades e centros de investigação da Universidade do Porto estão reunidos num único local para dar a conhecer à comunidade o que melhor se faz nas suas salas de aula e laboratórios.

 

 

Trata-se da 14.ª edição da Mostra da U.Porto, e este ano regressou ao Pavilhão Rosa Mota (Palácio de Cristal.

 

Mais de 300 professores, investigadores e estudantes estão envolvidos na organização daquela que é a grande montra do trabalho realizado durante todo o ano pela comunidade académica.

 

mostra2016.jpg

 

Mostra UP 2016

https://www.facebook.com/universidadedoporto/ 

 

Saber +

 

Durante estes quatro dias, quem passar pelo Pavilhão Rosa Mota poderá conhecer de perto as mais recentes descobertas e inovações científicas da Universidade do Porto:

 

  • ver o balão de hélio que irá levar a Internet até ao alto mar,
  • experimentar as suas expressões faciais numa personagem de cinema de animação,
  • aprender os mecanismos de um carro eléctrico de competição,
  • descobrir como um estetoscópio digital pode detectar automaticamente as irregularidades do batimento cardíaco
  • assistir à primeira apresentação de aplicações móveis construídas com base na nova tecnologia europeiaSafeCloud.

 

 

Mostra UP 2016

http://www.mostra.up.pt/

 

Os estudantes/visitantes da Mostra da U.Porto 2016 poderão ainda participar em aulas de pintura e desenho, aprender a produzir um medicamento, simulações de escavação arqueológica, descobrir porque não cai a Torre de Pisa, descobrir os mistérios das ondas e dos sismos, realizar aulas de culinária saudável e fazer rastreios, entre mais de 100 experiências, demonstrações e ensaios disponíveis.

 

Ir + longe:

 

A Mostra da U.Porto é um espaço por excelência onde os futuros estudantes do Ensino Superior poderão perceber mais pormenorizadamente qual o curso universitário que mais se adequa à sua vocação.

 

 

Os estudantes do Ensino Básico e Secundário que perspectivam a continuação de estudos no Ensino Superior – a quem a Mostra se dedica particularmente – terão a oportunidade de, em diálogo com os docentes, investigadores, estudantes e técnicos universitários, conhecer a diversidade da formação oferecida pela Universidade do Porto, confirmando escolhas ou descobrindo percursos de estudo ainda não considerados.

 

No Pavilhão Rosa Mota será possível ter toda a informação e tirar todas as dúvidas sobre os 52 cursos de licenciatura e mestrado integrado da Universidade do Porto.

 

 

Mostra UP 2016

http://www.mostra.up.pt/

 

Ver Programa e Actividades para os diferentes dias aqui

 

Entrada : Livre

 

Horários:

 

A Mostra da Universidade do Porto vai estar de portas abertas das 10:00 às 19:00 horas, durante quinta e sexta-feira.

 

No fim de semana abre às 11 horas e encerra às 20 horas (sábado) e 19 horas (domingo).

 

A Inscrição para Grupos Escolares fez-se até 11 Março 2016. Mas as visitas do público em geral são livres, não carecendo de inscrição prévia.

 

Daí que qualquer estudante possa visitar, sozinho ou em grupo de amigos, ou até pequenos grupos de alunos acompanhados por professor/professora.

 

A Professora GSouto

 

17.03.2016

 

Licença Creative Commons

Dia Mundial dos Professores : 20 anos !

dia-professor2014-poster.jpeg

 

Dia Mundial dos Professores

https://en.unesco.org/

 

Hoje, 5 de Outubro celebra-se o Dia Mundial dos Professores. O tema de 2014 : "Invista no Futuro, Invista nos Professores."

 

Saber +

 

No ano de 1994, a UNESCO proclamou o dia 5 de Outubro como o Dia Mundial dos Professores . E desde essa data, este dia é comemorado em mais de 100 países.

 

Em Portugal, esta celebração nunca se fez sentir muito,até à data. Talvez pelo facto de coincidir com a data da Implementação da República em 1910.

 

É tempo, no entanto, de separar as coisas porque um pais não avança sem os seus professores. Então, celebremos hoje o Dia Mundial das Professoras e dos Professores.

 

 

via Google Images

 

O Dia Mundial dos Professores, celebrado anualmente no dia 5 de Outubro por iniciativa da UNESCO, um dia dedicado à apreciação, avaliação e melhoria dos educadores do mundo.

 

Objectivo:

 

O verdadeiro objectivo é chamar a atenção para o papelo essencial dos professores na sociedade actual. É estranho pensar que uma das profissões mais importantes e vitais para a sociedade não receba o respeito que merece em tantos paíse do mundo.

 

 

O Dia Mundial dos Professores é uma extensão natural do trabalho que a UNESCO faz o ano todo de promover os professores, garantindo que essa profissão, tão essencial para o bom funcionamento da sociedade, para uma sociedade “saudável”, seja reconhecida. Os professores são um indicador normativo da “saúde” da sociedade.

 

 

Infografia

créditos : UNESCO

 

"Celebrar a dignidade e a importância de professor é particularmente relevante nos dias que correm por muitas razões:

 

Antes de mais a profissão de professor tem agora, como tinha há anos atrás, um carácter de imprescindibilidade na Educação. Pode-se imaginar uma educação bem diferente da actual, pode-se imaginar uma educação sem livros e até mesmo sem escola mas é incompreensível uma educação que não inclua um mediador para o conhecimento, sem uma presença humana inspiradora de superação e de ética, sem um tutor que dê sentido ao que se sabe, ao que faz e ao que se é. O professor não é, pois, descartável nem negligenciável em nenhum processo, sério e exigente de Educação. Um professor nunca será opcional; sempre será essencial."

in Público

 

É bom sentir que a sociedade nos dá mais importância do que o governo para quem trabalhamos. Triste conclusão.

 

 

Assim, neste 5 de Outubro de 2014 celebremos o 20º aniversário do Dia dos Professores com toda a sociedade portuguesa. Os professores que, de formas tão diferentes, têm sido tão decisivos para sermos os cidadãos que somos.

 

O Dia dos Professores que hoje, em condições difíceis, desgastantes, procuram fazer "das crianças e dos jovens deste país os cidadãos daquele país que temos de continuar a sonhar. O dia dos professores que apesar deste presente desencorajador continuam a ser os artesãos do futuro, as pessoas que nunca se conformam com os que os seus alunos são mas sempre os procuram acompanhar para se transcenderem, para serem melhores."

in Público

 

 Actividades:

  • Pesquisar sobre celebrações a nível mundial do Dia dos Professores;
  • Elaborar cartazes ou desdobráveis sobre 20º aniversário Dia dos Professores;
  • Agradecer às suas professoras e/ou professores que mais o/a cativaram via e-card

 

Então para todos nós, Feliz Dia das Professoras e dos Professores !

 

A Professora GSouto

 

05.10.2014

 

Licença Creative Commons

 

 

 

Homenagem estudantes e professores sul-coreanos

 

 

 

 

Vigília pelos estudantes desaparecidos

Ferry Sewol | Coreia do Sul

foto: (Won Dae-Yeon-Donga Daily/Getty Images)

http://i.cbc.ca/

 

Todos regressaram de férias, felizes, e cheios de vontade de rever os amigos e preparar os exames de final do ano. Felizmente que todos estão bem. Não podemos, no entanto, esquecer o grupo de estudantes e professores sul-coreanos que partiu para férias, felizes, como todos vós, e perdeu a vida num dramático acidente a bordo de um ferry.

 

É hora portanto de prestar homenagem a todos esses jovens e professores que os acompanhavam, alunos e professores de liceus em Ansan, que morreram, quando o ferry em que seguiam para uma visita de estudo à ilha de Jeju, considerada o "Havai da Coreia",  se afundou no passado dia 16 Abril 2014.

  

 

Familiares dos estudantes não encontrados

Ed Jones / AFP/Getty Images

http://www.thestar.com/

 

Cerca de 300 pessoas continuam desaparecidas. Mais de dois terços dos que se encontravam a bordo são os estudantes e professores do ensino secundário.

Os familares vivem momentos de desespero, mas ao mesmo tempo, tentam manter a esperança viva, não arredando do local em que se deu o acidente fatídico. Dos cerca de 450 passageiros, 325 eram alunos do ensino secundário que faziam uma viagem organizada pelas suas escolas.

 

 

 

Estudantes sobreviventes

foto: Chung Sung-Jun/ Getty Images

http://rack.2.mshcdn.com/

 

Kim Sung-Mook, um jovem estudante sobrevivente contou que estava a tomar o pequeno almoço quando sentiu o navio inclinar-se. Conta ainda que começou por pensar que não passava de uma onda. Mas o barco continuou a inclinar-se mais e mais, até que um aviso ecoou pela embarcação, pedinodo aos passageiros que não saissem de onde estavam porque podia ser perigoso.

Em seguida, Kim Sung-Mook ouviu um grande barulho e, pouco depois, enormes quantidades de água começaram a entrar no ferry, provocando o pânico a bordo.

 

Os estudantes enviaram sms ao pais e chamaram os serviços de emergência, tentando alertar que o ferry estava a afundar-se.

 

 

 

 Ferry Swol | Coreia do Sul

foto: Guard/Yonhap/AP)

http://static.guim.co.uk/

 

As equipas de mergulhadores que há vários dias percorrem o ferry afundado na Coreia do Sul estão a encontrar cabinas cheias de cadáveres, mas enfrentam sérias dificuldades para os recuperar. Neste momento, há 185 mortos confirmados e 117 pessoas aindam desaparecidas.

  

 

 

Equipas de salvamento

foto: Yonhap/ Associated Press

http://cdn.theatlanticcities.com/

 

Segundo as autoridades sul-coreanas, os mergulhadores encontraram os corpos de 48 jovens do sexo feminino, envergando coletes salva-vidas, numa cabina com capacidade para 30 pessoas, o que leva os investigadores a acreditar que quando o barco começou a virar, muitos passageiros, na maioria estudantes do ensino secundário, procuraram refúgio no mesmo local.

 

Sewol naufragou na semana passada, depois de fazer uma viragem brusca, no trajecto entre a cidade portuária de Incheon e a ilha turística de Jeju.

 

O capitão da embarcação, Lee Joon-seok, de 69 anos, e outros tripulantes foram detidos sob suspeita de negligência. 

 



Como professora, fiz várias visitas de estudo, em Portugal, e no estrangeiro - Espanha, Holanda - e sei o peso da responsabilidade que pode recair sobre nós, se algo correr mal. Felizmente, tudo correu sempre bem. Mas sei os momentos de muita preocupação que carreguei quando partia com alunos para visitas de estudo, algumas sob o programa Comenius.

 

O que nos dá muita coragem de partir, é ver a alegria dos alunos na preparação das visitas e durante as viagens/ visitas de estudo e sentir o seu agradecimento pela partilha de emoções. Nada apaga as noites mal dormidas pelo peso da preocupação para que tudo corra bem. Mas a alegria da chegada com todos bem, coloca sempre um sorriso de missão cumprida.

 

 

 

Vigilia familaires

foto: Chung Sung-Jun / Getty Images

http://media1.s-nbcnews.com/

 

Impossível assim ficar indiferente a tão grande sofrimento e tragédia para os jovens que não conseguiram escapar com vida e para os pais que desesperados perderam os filhos.

 

Juntemo-nos a estes familiares e ergamos uma preces por todos os jovens estudantes, professores. E para as famílias para que consigam encontrar um pouco de paz para o seu imenso sofrimento.

 

A Professora GSouto

 

25.04.2014

 

Creative Commons License

Concurso "Astronomia Artística"

 

 

 

 

Astronomia Artística

www.astronomia2009.org

 

Tal como no Ano Polar Internacional (2007-08), o Ano Internacional da Astronomia (AIA2009) promove um concurso destinado aos alunos das escolas portuguesas, Ensino Básico e Ensino Secundário.

 

O concurso "Astronomia Artística" integra-se nas actividades do AIA2009  e tem como entidade organizadora a Sociedade Portuguesa de Astronomia.

 

São inúmeros os exemplos de referências astronómicas nas artes - literatura, poesia, música, teatro, e artes plásticas - ao longo da história. Apesar de em menor número, é possível identificar exemplos de influência da arte sobre os cientistas e a sua pesquisa.

 

 

 

 

 


Tendo como tema geral a Astronomia, todas as formas artísticas são admitidas a concurso: Artes Plásticas e Multimédia, Poesia, Conto e Música. 

 

Poderás ler regulamento aqui e preencher Ficha de inscrição aqui

 

O desafio aqui fica! Eu sei... o prazo está quase no limite. Mas, quando se  quer, não há dificuldades intransponíveis!

 

Boa semana!

 

A Professora GSouto

 

24.01.210

 

 Licença Creative Commons