Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia do Livro Português ! Leia !

 

dia-livro-portugues.png

 

Dia do Livro Português

créditos: Autor não identificado

 

No dia 26 de Março celebra-se o Dia do Livro Português. A data foi sugerida pela Sociedade Portuguesa de Autores por ser o dia em que começou a ser impresso o primeiro livro em Portugal : “Pentateuco” em hebraico.

O livro foi impresso em 1487, pelas oficinas do judeu Samuel Gacon na Vila-a-Dentro, em Faro.

 

dia-livro-portugues-1livropt.jpg

 

Constituições que fez o Senhor Dom Diogo de Sousa, Bispo

http://tipografos.net/historia/

 

O primeiro livro totalmente português foi impresso a 4 de Janeiro de 1497 no Porto: “Constituições que fez o Senhor Dom Diogo de Sousa, Bispo do Porto”.

Foi impresso pelo primeiro impressor português Rodrigo Álvares (séc. XV).

 

 

dia-livro-portugues2021-autores.png

 

créditos: © Tiago Albuquerque

 

São inúmeros os livros de autores portugueses que temos publicado neste blogue. É uma questão de fazer uma pesquisa ao longo dos anos, desde 2005.

 

 

dia-livro-portugues-pessoa.jpeg

 

créditos : Autor não identificado

 

 

Ler livros portugueses é a melhor forma de homenagear os escritores portugueses. Algumas sugestões das muitas que poderão encontar em BlogdosCaloiros:

 

Agustina Bessa-Luís

 

 

agustina-vento, areia e amoras bravas1a.jpg

 

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

Nota: Vento, Areia e Amoras Bravas de Agustina Bessa Luís, obra recomendada para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma, pelo Plano Nacional de Leitura.

 

 

agustina-sibila.jpg

 

 

A Sibila

Agustina Bessa Luís

Relógiod'Água, 2017

https://relogiodagua.pt/

 
 
A Sibila é um romance que olha de frente para o ser humano, sem o subtrair aos costumes, às tradições enraizadas - família, comunidade, religião - e ao preconceito em que cada ser se molda.
 
É através deste olhar que surge Quina, a Sibila, uma personagem única na sua complexidade, onde "o humano é exemplo desse redemoinho de forças, através do qual se abre um conflito - o conflito de estar vivo e o que isso implica de luta, aceitação e incomunicabilidade."
 
Nota: Ensino Secindário.
 
 
Luisa Ducla Soares:
 
 
 

mostra-luisa-ducla-soares-historia-da-Papoila.jpg

 

História da Papoila

Luisa Ducla Soares

ilustração: Sandra Abata

https://www.fnac.pt/

 

 
Nota: Literatura infantil e juvenil :  Primário; 2º ciclo, 5º ano.
 
 
 
 

mostra-luisa-ducla-soares-livro-cavl.jpg

 

 

A Cavalo no Tempo

Luisa Ducla Soares

https://www.fnac.pt/

 

«Este livro de poesia destina-se a quem, como tu, anda «a cavalo no tempo» e ainda há de «ser gente crescida com força para trabalhar» e ter um rol histórias para recordar."

 

Luísa Ducla Soares é conhecida sobretudo como escritora de literatura infantil. Mas a sua obra está longe de ficar por aí.

 

Nota: Ensino Primário

 

Sophia de Mello Breyner:

 

 

 

 

Mar Novo

Sophia de Mello Breyner Andresen

https://www.fnac.pt/

 

Na poesia de Sophia Mello Breyner, encontramos muitas vezes a infância e a juventude, o Mar (podemos encontrar muitos dos seus poemas sobre este tema no Oceanário de Lisboa), a Cidade (muitas vezes em contraste com o campo) e o Tempo.

 

Nota: 3º ciclo; Secundário.

 

Hélia Correia:

 

 

A Chegada de Twainy | Hélia Correia

Ilustrações Rachel Caiano

http://relogiodaguaeditores.blogspot.pt/

 

Em jeito de apresentação deste livro com fadas, leiamos o que Hélia Correia respondeu numa entrevista, à pergunta “Como nasceu a Twainy ?” :

 

«A Twainy existiu primeiro como nome, porque um priminho meu, um dos meus meninos – tenho muitos meninos, muitos amiguinhos –, muito pequenino, a primeira vez que veio ver-me, achou que eu era tia, e chamou-me Twainy, que era o nome que ele dava às tias. E eu achei que o nome era muito bonito e fiquei com o nome. Não só a Twainy dele, como pensei: este nome é muito bonito, este nome vai existir de qualquer modo. Depois, numa loja que eu frequento muito e que também tem assim muitas coisas invulgares, encontrei uma bonequinha com asas de tule. Esta bonequinha, com um aspecto muito, enfim, antifeérico, quando a vi pensei, olha aquela é a Twainy.

 

Nota: 3º ciclo; Secundário.

 
 
Eduardo Lourenço:
 
 
 
 

eduardo-lourenço-Fernando Rei da Nossa Baviera.jp

 

Fernandp Rei da Nossa Baviera

Eduardo Lourenço

Imprensa Nacional - Casa da Moeda. Lisboa, 1986

via O Homem dos Livros (alfarrabista)

https://www.homemdoslivros.com/

 

Numa época que se busca acima de tudo competências, mais do que aprendizagens, um dos melhores pensadores do século XX ler Eduado Lourenço é fundamental para desenvolver as competências mais necessárias ao estudante da actualidade.

 

Nota: Ensino Secundário.

 

Actividades:

 

Como já referi, são muitos os autores portugueses com referência a alguns do seus livros publicados neste blogue.

 

  • Faça uma pesquisa cuidada e encontrará imensas propostas de leitura bem como actividades a sugerir aos seus alunos.

 

  • Se é estudante, nada melhor do que seguir estes passos e procurar o livro ou autor português que pretende, para suas próximas leituras solicitadas ou não pelos seus professores.

 

A Professora GSouto

 

26.03.2021

 

Licença Creative Commons