Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Intl Memória do Holocausto : Recursos : Diário Anne Frank, diferentes versões

 

 

 

 

Famílias judaicas junto ao campo de concentração de Auschwitz, 1944

 Arquivo Federal Alemão (Bundesarchiv)

https://pt.wikipedia.org/

 

Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto celebra-se anualmente a 27 Janeiro. Em 1 de Novembro 2005, a Assembleia-Geral das Nações Unidas estabeleceu o dia 27 de Janeiro como o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

 

Este é um dia de lembrança em nome dos milhões de vítimas provocadas pelo genocídio da Alemanha nazi sobre os judeus, ocorrido durante a II Guerra Mundial.

 

Neste dia decorrem cerimónias de homenagem a todas as vítimas do Holocausto e o SecretárioGeral da ONU transmite uma mensagem especial.

 

 

holocausto2.jpg

 

créditos: UNESCO

https://en.unesco.org/international-days/

 

Tema 2018:

 

O tema comemorativo de 2018 "Memória e Educação do Holocausto:, nossa responsabilidade comum" que sublinha o dever continuado de aprender e lembrar o Holocausto.

 

 

annefrank4.jpg

 

O Diário de Anne Frank

montagem: créditos DR

http://www.dn.pt/artes/

 

"12 de junho de 1942: Espero poder confiar-te tudo, como nunca pude confiar em ninguém, e espero que venhas a ser uma grande fonte de conforto e apoio."

 

O Diário de Anne Frank

 

Saber + 

 

Entre as crianças que viram na fotografia acima, encontrava-se Anne Frank. E o seu Diário passou a ser uma obra de referência para lembrar aos jovens como é viver em guerra ou até morrer mum campo de concentração.

 

 

Diário de Anne Frank

edição 'Livros do Brasil', Lisboa

 

Tém sido muitas a gerações que têm lido O Diário de Anne Frank nos currículos da sua língua materna.

 

Actualmente faz parte do PNL, mas quando o introduzi nos currículos de Língua Portuguesa, não constava nos livros sugeridos.

 

 

diario.annefrank2.jpg

 

 

Diário de Anne Frank online (2016)

http://cdn-europe1.new2.ladmedia.fr/var/europe1/

 

Anne Frank escreveu as primeiras linhas do seu famoso diário há 75 anos. Mas este só foi publicado cinco anos depois, pelo seu pai, o seu primeiro editor. Retirou algumas passagens, segundo se sabe.

 

Publicado em 1947, O Diário de Anne Frank jamais deixou de ser reeditado.E na celebração dos 70 anos em Setembro 2017, ganhou uma nova versão. Uma novela gráfica. Para os autores, Ari Folman e David Polonsky, o livro "não faz parte da indústria do holocausto"

 

Diário de Anne Frank: versões BD:

 

 

annefrank-diary1.JPG

 

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

Edição lançada mundialmente na celebração do 70.º aniversário de O Diário de Anne Frank, em Setembro 2017, esta pretendia ser a primeira adaptação em banda desenhada, realizada com a autorização da família e tendo por base os textos originais do diário.

 

 

 

Anne Frank au pays du manga
Alain Lewkowicz 

https://gsouto-digitalteacher.blogspot.pt/2012/

 

No entanto, há uma versão em manga (estilo de ilustração japonesa muito apreciada) Anne Frank au Pays du Manga, - línguas francesa/ japonesa) - sem autorização da família?

 

A adaptação e ilustração de Alain Lewkowicz (versão francesa) que divulguei já  há seis anos (2012), e foi apresentada pelo canal ARTE.tv.

 

Temos pois duas novas versões em língua materna, Português e línguas estrangeiras, Francês e Japonês que podem e devem ser incluidas nos currículos de Língua Portuguesa, e currículos de Francês Língua Estrangeira.

 

Têm sido um sucesso. Os alunos adoraram seguir o Diário de Anne Frank em versão BD digital.

 

 

annefrank5.jpg

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

Quando se pensa na II Guerra MundialO Diário de Anne Frank é uma das primeiras memórias a surgir. Não será por acaso, Afinal trata-se de um documento autêntico sem igual que relata a vida de oito moradores num anexo em Amesterdão durante 743 dias e, principalmente, as memórias de uma adolescente, vítima do genocídio de um dos mais trágicos momentos da história do século XX.

 

 

annefrank6.jpg

 

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

 

Ir + longe:

 

Segundo os editores, trata-se da primeira adaptação para banda desenhada aprovada pela família de Anne (?) e pela Fundação Anne Frank. Anne teria escrito o diário entre 12 de Junho de 1942 a 1 de Agosto de 1944 e  O seu lançamento aconteceu precisamente no dia 21 de Setembro 2017..

 

A Fundação Anne Frank convidou Ari Folman e David Polonsky a adaptar as mais de 400 páginas do livro original no formato de novela gráfica, um suporte mais adequado aos jovens de hoje.

 

 

annefrank7.jpg

 

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

 

Anne tinha 14 anos quando morreu de febre tifóide no campo de concentração de Auschwitz, a poucos meses da libertação de todos os prisioneiros pelas tropas aliadas.

 

O seu Diário continua a tocar os jovens da sua idade. Trata-de uma autobiografia, narrando dias de reclusão num campo de morte. 

 

Ainda hoje, milhões de crianças vivem em situações semelhantes em países de guerra.

 

 

anne-frank-bd1.jpg

 

Diário de Anne Frank/ diário gráfico

Ari Folman & David Polonsky

ilustradores BD Diário de Anne Frank

edição portugesa, 2018

http://www.sabado.pt/gps/palco-plateia/livros/

 

 

Sinopse:

 

No verão de 1942, com a ocupação nazi da Holanda, Anne Frank e a família são forçados a esconder-se. Durante dois longos anos, vivem com um grupo de outros judeus num pequeno anexo secreto em Amesterdão, temendo diariamente ser descobertos. Anne tinha treze anos quando entrou para o anexo e levou com ela um diário que manteve no decorrer de todo este período, anotando os seus pensamentos mais íntimos, os seus receios e esperanças, e dando conta do dia a dia da vida em reclusão.

 

Em 1947, após o fim da Segunda Guerra Mundial - sabemos que Anne não sobreviveu - seu pai publicou este diário, um documento inspirador que ainda hoje é um dos livros mais acarinhados em todo o mundo

 

Lançada mundialmente na celebração do 70.º aniversário de O Diário de Anne Frank. Uma primeira adaptação para banda desenhada, realizada com a autorização da família (?) e tendo por base os textos originais do diário.

 

 

 

 

 

 

Actividades:

 

  • Proposta de Leitura de O Diário de Anne Frank em BD : ficha leitura, entre outras ferramentas de apoio;
  • Propor à bibioteca/mediateca escolar a aquisção de vários exemplares para sessão de leitura nas aulas curriculares de Língua Portuguesa;
  • Comparar as versões livro/ BD em trabalho de grupo, dividindo tarefas pelos diferentes grupos/ turma;
  • Preparar e adaptar ao nível de ensino fichas pedagógicas. Dar a palavra aos alunos para que expressem seus sentimentos face a infâncias bem diferentes das suas.

 

Outras versões:

 

 

Para Além do Diário de Anne Frank

Casa de Anne Frank

editora Leya

https://www.saraiva.com.br/

  

Recursos:

 

  • Sobre a temática, os alunos poderão fazer uma pesquisa neste blog

O Diário de Anne Frank;, O Rapaz do Pijama às Riscas; Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa;

 

  • Também encontrarão outros posts sob a temática da guerra e da perseguição nazi :

70 Anos Libertação Prisioneiro do Campo de Auschwitz; Dia Internacional da Memória do HolocaustoExposição Anne Frank em Westerbork; Voltando a Anne Frank : factos históricos.

 

 

A Professora GSouto

 

23.01.2018

 

Licença Creative Commons

PNL - Diário de Anne Frank : leitura integral

 

 

Anne Frank 

http://cp91279.biography.com/

 

"Freedom, goodness, giving, courage, happiness, humanity, usefulness..."

 

Anne Frank, diary

 

 

 

 

Manuscrito diário de Anne Frank

 http:news.yahoo.com/

 

"Anne Frank vivia torturas que marcam qualquer indivíduo de qualquer idade mas especialmente um indivíduo em formação. Forçada a viver como um pássaro na gaiola - "Sinto-me como um pássaro a quem cortaram as asas e que bate, na escuridão, contra as grades da sua gaiola estreita" - afina os sentidos, concentra-os sobre um pequeno espaço em que a sua vida e a dos companheiros de destino se move, procura não só desabafar a sua revolta de adolescente, de judia expulsa da comunidade dos homens, vítma de uma guerra impiedosa, mas, também, encontrar explicações e as interpretações de tudo isto."

 

Ilse Losa, Introdução do Diário de Anne Frank,

 

Edições Livros do Brasil

 

 

 

 

anne-frank-quarto2.jpg

 

Quarto de Anne Frank

Casa-Museu Anne Frank

 

" Se Deus me deixar viver, hei-de ir mais longe de que a mãe. Não quero ficar insignificante. quero conquistar o meu lugar no Mundo e trabalhar para a Humanidade.

 

O que sei é que a coragem e a alegria são os factores mais importantes na vida !

 

Tua Anne"

 

 

 

Vista panorâmica do sotão : castanheiro

créditos : Jerry Lampen/ Reuters, 2007

http://news.yahoo.com/photos

 

As árvores morrem de pé? Sim, no caso do castanheiro de Anne Frank, bem no centro de Amesterdão - a árvore que a jovem holandesa judia admirava, quando escondida, durante 25 meses, num sótão, com a família, tentando assim fugir à insanidade nazi (1939-45).

 

Podem aqueles troncos ser história? História? Podem. E assim o entendeu um grupo de empenhados cidadãos holandeses, que, depois de a hipótese ser aventada em 2007, mobilizou esforços nacionais e internacionais para impedir a morte da árvore, com recurso à serra eléctrica.

 

 

 

Editora Livros do Brasil

http://images.portoeditora.pt/

 

Leitura em sala de aula - obra integral 

 

Numa altura em que se esqueceram livros de liiteratura juvenil  que marcaram tantas gerações - o Diário de Anne Frank, é um deles - decidi trazer de volta, depois de selecção debatida com alunos, esta obra escrita por uma adolescente que sofreu os horrores da perseguição e morte durante a 2ª Guerra Mundial.

 

Propus-me integrar no Plano Nacional de Leitura o Diário de Anne Frank. E tem sido surpreendente a adesão dos jovens leitores, alunos das diferentes turmas.

 

Uma geração que desconhece o que é viver em tempo de guerra, não lhe passava sequer pela cabeça que uma adolescente da sua idade, pudesse ter sido vítima de tal atrocidade.

 

Foi também muito enriquecedor sob o ponto de vista pessoal, aparecerem através deles, as memórias dos pais, e dos avós. E muitos trouxeram para  o diálogo em sala de aula as impressões dos familiares.

 

Alguns alunso até fazem a leitura pelos mesmos livros que seus pais e avós guardavan nas suas bibliotecas.

 

Sei que estão a apreciar muito esta nossa singela homenagem a Anne Frank, a jovem judia que sonhava um mundo melhor, na comemoração do 64º ano do Holocausto.

 

Sei que cresceram um pouco mais com a leitura do Diário de Anne Frank e que alargaram as aprendizagens a nível do desenvolvimento da leitura integral de um livro que é um pouco mais extenso do que os anteriores, já lidos.

 

 

anne-frank1.jpg

 

 

Anne Frank

via Wikipedia

https://pt.wikipedia.org/wiki/Anne_Frank

 

Actividades de Escrita Criativa:

 

Estamos a concluir a leitura e expressão oral - debate - para passar às actividades de escrita criativa.

 

Estou certa que textos muito interessantes surgirão. Os alunos gostam agora muito de escrever, e já demonstraram em vários outros projectos a sua criatividade.

 

Os melhores textos serão publicados no  seu BlogdosCaloiros.

 

Estou muito satisfeita com este projecto. Os objectivos têm sido largamente alcançados. 

 

A Professora GSouto

 

07.02.2009

 

Licença Creative Commons