Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

A Casa da Pradaria : Laura Ingalls Wilder : livros & série televisão !

 

 

Laura_Ingalls_Wilder2.jpg

 

 

 Laura Ingalls Wilder

https://en.wikipedia.org/

 

Pois, eu sei que não fazem a mínima ideia da série de televisão A Casa da Pradaria. Mas se perguntarem aos vossos pais, melhor, sobretudo às mães, elas vão dizer-vos como gostavam e seguiam com apreço e emoção esta série de televisão tão célebre como hoje é Violeta, para as vossas irmãs mais novas. Certo?

 

Google Doodle:

 

 

doodle-laura-ingalls-wilders-148th-birthday-2015.j

 

 

Google Doodle 148º aniversário de Laura Ingalls Wilder

https://www.google.com/doodles/

 

A série que fez tanto sucesso na infância de vossos pais, foi adaptada de um livro da escritora norte-americana Laura Ingalls Wilder que hoje Google homenageia com um Doodle  para celebrar o seu 148º aniversário. Representa um pouco o seu livro Litlle House on the Prairie que foi traduzido para português A Casa da Pradaria.

 

 

Laura_Ingalls_Wilder3.jpg

 

 

Litlle House on the Prairie

Laura Ingalls Wilder, 1935

https://en.wikipedia.org/

 

Saber +

 

Laura Ingalls Wilder foi uma escritora norte-americana de literatura infanto-juvenil. Escreveu a série A Casa da Padraria onde conta a história de sua família.

 

 

doodle-laura-ingalls-wilders-house2.jpg

 

Laura Ingalls Wilder (1867-1957)

Author of Little House on the Prairie 

Photo: Corbis

http://i.telegraph.co.uk/

 

Laura nasceu, a 7 de Fevereiro de 1867, em uma pequena cabana de troncos, à beira da Grande Floresta do Winsconsin, viajava com a família de carroça através do Kansas, Minnesota e, finalmente, do Território de Dakota, onde conheceu e casou com Almanzo Wilder

 

Laura Wilder foi também professora.  Carreira que abandonou quando casou. Laura e Almanzo foram pais de Rose Wilder Lane, uma escritora de viagens, novelista também. 

 

A escritora morreu em 10 de Fevereiro de 1957.

 

 

Laura_Ingalls_Wilder4.jpg

 

 

Casa de Laura Ingalls Wilder

autorar of Little House on the Prairie 

via Wikipedia

https://en.wikipedia.org/

 

 

Ir + longe:

 

Estava-se em 1878, a corrida à terra era grande e, entre os muitos que partiram em busca de uma outra vida na nova terra, Estados Unidos, estavam os Ingalls: Charles, a sua jovem mulher Caroline e as três filhas Mary, Laura e Carrie.

 

Colocandos os seus poucos pertences numa carroça, despediram-se dos amigos e da família e seguiram o trilho do Oeste que os conduziria à sua nova casa em Plum Creek, nas planícies do Minnesota.

 

 

doodle-laura-ingalls-wilders-book.jpg

 

 

Little House on the Prarie

Uma casa na Padraria

Laura Ingalls Wilder

 http://www.harpercollins.com/

 

Os Ingalls, em busca do sonho Americano, chegam à conclusão de que têm que lutar por cada centímetro de terra em que tocam, por cada pedaço de terra que plantam. Lutar contra a doença, a natureza, os preconceitos locais, os rigores de um clima hostil.

 

 

doodle-laura-ingalls-wilders-serie.jpg

 

 

Uma Casa da Pradaria

série de televisão anos 78-84

https://imgs.sapo.pt/

 

Os episódios de aventuras da família são baseados nas memórias da própria Laura Ingalls Wilder, cuja colecção de dez livros "Little House" descrevem num retrato realista, a vida dos pioneiros nas longínquas terras do Oeste americano há mais de 100 anos atrás.

 

 

doodle-laura-ingalls-wilders-book2.JPG

 

 

Livros de Laura Ingalls Wilder

http://i.ebayimg.com/

 

As obras são as seguintes : 

 

1º: Uma Casa na Floresta

2º: Uma Casa na Campina

3º: O Jovem Fazendeiro (Ou O Rapaz da Quinta) 

4º: A Beira do Riacho

5º: Às Margens da Lagoa Prateada

 

 

doodle-laura-ingalls-wilders-book3.JPG

 

 

 Livros de Laura Ingalls Wilder

 http://i.ebayimg.com/

 

 

6º: O Longo Inverno

7º: Uma Pequena Cidade na Campina

8º: Anos Felizes

9º: Os Quatro Primeiros Anos

10º: O Longo Caminho de Casa (publicado postumamente pela fillha)

 

A série de 10 livros sobre a família Ingalls escrita e publicada por Laura Ingalls Wilder entre 1932 e 1943 contava em estilo romantizado a vida do que hoje é o Oeste Americano.

 

 

Laura_Ingalls_Wilder5.jpg

 

 

Uma Casa na Pradaria

série em DVD

https://www.fnac.pt/

 

Adaptação para Televisão

 

Uma Casa na Pradaria estreou na NBC a 11 de Setembro de 1974. Baseada no best-seller de Laura Ingalls Wilder, esta série clássica de televisão foi nomeada 17 vezes para os "Prémios Emmy" e por 3 vezes para os "Golden Globes". 

 

A série foi adaptada pela escritora, Laura Ingalls Wilder e pelo actor e produtor Michael Landon que interpretava o papel de pai, Charles.

 

 

 

 

Esta história dramática e apaixonante da luta de uma jovem família de pioneiros para construir uma nova vida na fronteira americana dos anos de 1870, prendeu os corações dos telespectadores por todo o mundo.

 

No entanto, historiadores tiveram algumas reacções contra a série televisiva por a considerar demasiado romanceada omitindo factos históricos reais.

 

 

Laura_Ingalls_Wilder6.jpg

 

 

Série televisão Uma Casa na Pradaria

https://www.imdb.com/

 

Mas o que é certo é que a série de livros e de televisão foi a mais famosa da época. O sucesso dos livros e da série televisiva foi mundial.

 

Em Portugal, foi emitida pela RTP entre 1978 e 1984, e a série marcou muitos dos jovens espectadores dessa época.

 

 

 

 

Laura_Ingalls_Wilder8a.jpg

 

 

Llittle House on the Prairie

série 2

http://static.fnac-static.com/

 

Na segunda série completa (1975-1976) Charles tem de trabalhar em várias actividades, para pagar as suas dívidas enquanto toda a família põe mãos à obra. Laura faz um novo amigo e ajuda-o a ultrapassar o seu desgosto. 

 

As causas do sucesso de "Pioneer Girl" deve-se principalmente à boa recepção que teve entre os fãs dos romances e da série, já que muitos cresceram a ler os livros ou a ver os episódios da série de televisão.

 

 

Laura_Ingalls_Wilder7.jpg

 

 

Uma Casa na Pradaria

actores na época e actualmente

via Expresso

 

Actividades:

 

  • Pesquisa sobre a autora e sua obra
  • Visita online da Casa Museu da escritora
  • Pesquisa e visionamento de alguns clips de video da série televisiva
  • Ler um ou mais livros desta colecção intemporal

 

Actividades +

 

  • Ler artigos online sobre a série em Português e línguas estrangeiras (Inglês; Francês)
  • Questionar pais e/ou avós sobre suas experiências juvenis ( livros; série televisão)
  • Elaborar textos escritos sobre as obras (texto narrativo)

 

Link apoio:

 

Visitar a Casa Museu Laura Ingalls Wilder

http://www.lauraingallswilderhome.com/

 

 

doodle-laura-ingalls-wilders-serie3.jpg

 

 

Uma Casa na Pradaria

série juvenil de televisão

 http://expresso.sapo.pt/

 

A verdadeira história recém-lançada na biografia de Laura Ingalls, a personagem principal. O livro 'Pioneer Girl' é um primeiro rascunho escrito por Laura Ingalls Wilder, incentivada pela filha Rose, que agora foi editado e romanceado", explicou à AFP Nancy Tystad Koupal, directora da editora Sociedade Histórica da Dakota do Sul.

 

Mas, toda esta realidade não minimiza em nada o imenso sucesso dos livros e da série de televisão.

 

"Para muita gente, Laura e a família Ingalls fazem parte da sua juventude"

 

Nancy Tystad Koupal

 

A Professora GSouto

 

07.02.2015

 

Licença Creative Commons

Museu de Arte Contemporânea Serralves II

 

anos80g.jpg

 

Museu Arte Contemporânea Serralves

http://www.serralves.pt/

 

O Museu de Arte Contemporânea de Serralves onde decorre a Exposição Anos 80: Uma Topologia, foi desenhado pelo Arquitecto Álvaro Siza Vieira que é o meu avô.

 

O Museu encontra-se nos jardins da antiga Casa de Serralves.

 

É um museu que gosto muito porque acho que está bem integrado e que conheço bem por ter lá ido várias vezes com o meu avô.

 

A Exposição Anos 80: Uma Topologia é a maior organizada sob este tema e também a maior exposição até hoje realizada no museu.

 

Henrique Siza Vieira, 11 anos, 6I

 

anos80f.jpg

 

http://www.serralves.pt/

 

Opiniões 6I

 

Achei que as obras expostas eram muito misteriosas e despertavam bastante a nossa imaginação. A nossa monitora era simpática, mas o que mais gostei nela foi ter exigido que nós imaginássemos a arte a partir dos objectos que íamos vendo. Houve uma peça que me deixou com a cabeça a pensar em mil e uma coisas. Era uma linha de combóios e ao lado tinha tampas de pianos a fazer de montanhas.

 

Madalena Guedes, 10 anos

 

A visita de estudo foi interessante porque vimos esculturas, desenhos, quadros, e peças de diversos autores. A monitora explicava tudo e mais alguma coisa. Uma das obras que achei mais expressiva foi um desenho com uma faca espetada num coração. Era um desenho com muito rigor. Além desta, admirei uma peça que era um balde em aço e o mais engraçado... como é que um simples balde se tornou numa obra de arte?

 

Nuno, 11 anos

 

Eu gostei muito de ver a exposição Anos 80. Foi muito engraçado e eu adorei. Foi pena não podermos ver a exposção toda. Mas não importa! O que interessa é que gostei do que vi e aprendi muito.

 

Inês Borges, 11 anos

 

Eu achei a visita de estudo muito interessante. Do que mais gostei foram três quadros pintados com várias cores que pareciam que sobressaíam. Também gostei de uma escultura em cartão e metal.

 

Catarina Babo, 11 anos

 

Gostei muito da visita de estudo ao Museu de Serralves. Achei alguns quadros e algumas esculturas lindíssimas. Os filmes que vimos eram muito confusos pois até havia um que começava pelo fim. Foi uma visita espectacular!

 

António Borges, 11 anos

 

Eu gostei muito da visita de estudo. Era muito criativa e aprendi muito com isso.

 

Filipa, 11 anos

 

O que mais gostei nesta visita ao Museu de Serralves foi a parte em que estivemos a ver Fotografias que pareciam quadros, pais natais, e quatro quadros juntos. Nós tinhamos que tentar adivinhar em que materiais eram parecidos e em que estaria o artista a imaginar. Eu gostava de ter visto a exposição do princípio ao fim!

 

Ana Isabel, 11 anos

 

O edifício do Museu de Serralves é muito bonito, atrás viam-se muitas árvores, era tudo muito grande. A exposição era muito interessante! O que mais gostei foram umas obras de arte feitas de coisas banais, como um balde com betão. Foi muito importante  porque me deu a conhecer a época dos anos 80. Eu acho que fomos à Exposição para vermos como muita coisa mudou desde aí!

 

Miguel Calvão, 11 anos

 

O que mais gostei da Visita de Estudo foram os pais natais. Havia um Pai Natal que estava a ser enforcado e eu não compreendi bem! o que menos gostei foram os quadros.

 

Renata Silva, 11 anos

 

Eu achei muito interessante a nossa visita de estudo. Vale a pena ir ver a exposição Anos 80 no Museu de Serralves. É importante conhecer as obras de arte desses anos para nos dar a ideia como foram os anos 80 e conhecer os artistas que fizeram aquelas obras.

 

O artista que mais gostei foi Allan McCollum que fez 216 quadros, cada um de cor diferente. É uma obra muito colorida que se identifica bem com os anos 80. Esta exposição também é boa para "refrescar a memória..." dos adultos que viveram esses anos.

 

Henrique Siza Vieira, 11 anos

 

Agradecimentos

 

Professora Luisa Pimentel (Inglês)

Professor Jorge Figueiredo (EVT)

Professor Ernesto Pereira (EVT)

Fundação de Serralves - Serviço Educativo

Mariana Brandão/ Cristina Alves [Monitoras]

 

A Professora Responsável

GSouto

 

01.12.2006

 Licença Creative Commons