Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Internacional do Desporto para o Desenvolvimento e a Paz

 

 

 

 

Dia Internacional do Desporto para 

o Desenvolvimento e a Paz

créditos: UNESCO

https://en.unesco.org/

 

Celebra-se hoje , dia 6 Abril o Dia  Internacional do Desporto para o Desenvolvimento e a Paz. Em Agosto 2013, a Assembleia Geral das Nações Unidas tomou uma decisão histórica ao aprovar a criação de um Dia Internacional do Desporto para o Desenvolvimento e a Paz.

 

A data será assinalada a 6 de Abril, dado ter sido o dia da cerimónia de abertura dos primeiros jogos da era moderna em 1896, em Atenas, pelos estados-membro das Nações Unidas.

 

 

 

créditos : ONU Brazil

 

No âmbito desta decisão, a AG das Nações Unidas relembrou ainda o papel fulcral que o Comité Olímpico Internacional desempenha na promoção de estilos de vida saudáveis e na criação de acesso ao desporto ao maior número de pessoas possível em todo o mundo.

 

Valores:

 

O desporto é simultaneamente um esforço individual e colectivo, é uma actividade individual e uma prática colectiva; baseia-se nos princípios do respeito, compreensão, integração e diálogo, e contribui para o desenvolvimento e a realização pessoal do indivíduo, independentemente da sua idade, género, origem, das suas crenças e opiniões. Por tudo isto, o desporto assume um lugar privilegiado de acção e reflexão no processo de transformação das nossas sociedades.

 

 

 

Desporto, porquê?

 

O desporto tem desempenhado historicamente um papel importante em todas as sociedades, seja na forma de desportos competitivosactividades físicas ou jogos. Mas alguém pode perguntar-se:

 

O que tem o desportp a ver com as Nações Unidas? De facto, o desporto apresenta uma parceria natural para o sistema das Nações Unidas (ONU), incluindo a UNESCO:

 

  • O desporto ou actividades desportivas são direitos humanos que devem ser respeitados e aplicados em todo o mundo;

  • O desporto tem sido cada vez mais reconhecido e usado como uma ferramenta de baixo custo e alto impacto nos esforços humanitários, de desenvolvimento e construção da paz, não apenas pelo sistema das Nações Unidas, mas também por organizações não-governamentais (ONGs), governos, agências de desenvolvimento, desportos. federações, forças armadas e meios de comunicação;

  • O desporto não pode mais ser considerado um luxo em qualquer sociedade, mas sim um investimento importante no presente e no futuro, particularmente nos países em desenvolvimento.

 

 

 

 

Plano de Acção de Kazan

créditos: UNESCO

https://en.unesco.org/

 

Ir + longe:

 

A UNESCO desempenha um papel de liderança neste processo. O Plano de Acção de Kazan é disso um bom exemplo. Aprovado na Rússia, em 2017, pelos Ministros responsáveis pela Educação Física e Desporto, promove uma maior cooperação internacional em matéria de políticas desportivas e tem como objectivo permitir a vinculação directa entre políticas desportivas e os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável para 2030.

 

Goals-poster-pt.jpg

 

Objectivos de Desenvolvimento Sustentável para 2030

https://en.unesco.org/

 

É nesse espírito que a UNESCO celebra no 6 de Abril, pelo quinto ano consecutivo, o Dia Internacional do Desporto para o Desenvolvimento e a Paz.

 

sportday2018e.jpg

 

 

Projecto Gogolf Europa

créditos : Comité Olímpico de Portugal

olimpicoportugal.pt/

 

Actividades:

 

Ao longo do dia, vai ser levar a cabo uma forte mobilização on-line, para a qual todas as escolas estão convidadas a participar, nomeadamente através das hashtag #IDSDP2018 e #Sport2030 e da partilha de eventos e actividades em plataformas como a Sportanddev.org.

 

Registo das actividades aqui

 

"Os valores do desporto são valores de universalidade e concordância. Neste dia unamos as nossas forças e entusiamo para que, através do desporto, contribuamos para a construção de um mundo de respeito, de partilha e de paz."

 

Audrey Azoulay, Directora-Geral UNESCO (excerto mensagem)

 

A Professora GSouto

 

06.04.2018

 

Licença Creative Commons

Jogos Olímpicos de Inverno Pyeongchang 2018 : Portugal está presente !

 

JO-invPT6.jpg

 

 

Cerimónia Abertura  XXIII Jogos Olímpicos de Inverno  Pyeongchang 2018

créditos: Getty Images

https://www.olympic.org/photos/

 

Abriram os XXIII Jogos Olímpicos de Inverno Pyeongchang 2018. Os JO realizam-se entre 9 a 25 de Fevereiro de 2018, em Pyeongchang, na Coreia do Sul.

 

A cerimónia começou às 20:00 (11:00 em Lisboa). A Coreia do Sul inaugurou os Jogos Olímpicos de Inverno 2018 com um espectáculo multimédia que caminhou pela história e pela cultura do território a sul do paralelo 38.

 

Mais de 3.000 atletas de cerca de 95 países participarão nestes JO de Inverno, com 102 medalhas de ouro para disputar em 15 disciplinas.

 

JO-invPT4.jpg

 

 

 Os XXIII Jogos Olímpicos de Inverno  Pyeongchang 2018

créditos: Comité Olímpico Português

https://www.facebook.com/comiteolimpicoportugal/

 

Saber +

 

O processo de candidatura iniciou-se em 2009 com as candidaturas das cidades de Annecy (França), Munique (Alemanha) e o condado de PyeongChang (Coreia do Sul).

 

PyeongChang ganhou o processo na sua terceira tentativa, perdendo anteriormente para Vancouver Canadá (2010), onde Portugal esteve presente. E Sóchi, Rússia (2014) com uma delegação portuguesa mais numerosa.

 

JO-invPT5.jpg

 

 XXIII Jogos Olímpicos de Inverno  Pyeongchang 2018

créditos: IOC/ Greg Martin

https://www.olympic.org/photos/

 


É a primeira vez que os Jogos Olímpicos de Inverno e a segunda vez em que os Jogos Olímpicos se realizam na Coreia do Sul.


Pyeongchang será a terceira cidade asiática a sediar o evento após Sapporo e Nagano, ambas no Japão.

 

Google Doodle:

 

 

 

 

"Bem-vindos ao Dia de Abertura do Doodle Jogos na Neve! Neste dia brrr-eezy em PyeongChang, estamos acompanhados por atletas de todo o mundo na esperança de provarem ser os melhores nas suas categorias (ou espécie).

 

 

 

Google Doodle Jogos Olímpicos Inverno 2018 - Dia 1

https://www.google.com/doodles/

 

Vamos seguir a Magpie no estádio para uma vislumbrante visão da acção de hoje. Não esqueça de passar por aqui, todos os dias nas próximas semanas e acompanha os Doodle e toda a acção dos Jogos Olímpicos."

 

(tradução livre)

 

 

Delegação portuguesa JO Inverno 2018

créditos: Comité Olímpico Português

https://www.facebook.com/comiteolimpicoportugal/

 

Portugal vai estar, pela primeira vez, representado duas modalidades nos Jogos Olímpicos PyeongChang 2018:

 

  • Arthur Hanse, no esqui alpino
  • Kequyen Lam, em esqui de fundo.

 

Arthur Hanse é um luso-descendente que repete a presença nos Jogos Olímpicos. esqui alpino. Kequyen Lam é um luso-macaense que faz a estreia no esqui de fundo: 

 

Atletas Portugueses:

 

Apesar de não ser um país conhecido pela neve, Portugal teve dez atletas no programa de preparação para os Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang 2018. No entanto, só dois estarão presentes: Kequyen Lam e Arthur Hanse.

  

 

 Kequyen Lam, esqui de fundo

créditos: Autor não identificado

http://observador.pt/2018/

 

Kequyen, 38 anos, é o estreante nacional nos Jogos Olímpicos de Inverno. Farmacêutico, passou a ter nacionalidade portuguesa em 2006 depois de uma vida que dava um filme: os pais, chineses, viviam no Vietname, tiveram de fugir de barco para Macau durante a guerra, estiveram num centro de acolhimento para refugiados e mudaram-se depois para o Canadá.

 

Em 2015, pediu à Federação Portuguesa dos Desportos de Inverno para mudar a acreditação para o esqui de fundo e o que parecia impossível tornou-se realidade.

 

JO-invPT1.jpg

 

 Kequyen Lam, esqui de fundo

créditos: Autor não identificado

https://www.dn.pt/desporto/

 

“O sonho de participar nos Jogos Olímpicos surgiu em 1998 quando Ross Rebagliati ganhou o ouro no Canadá. 

 

Agora quero inspirar Portugal e os futuros esquiadores que apareçam”, explicou na cerimónia de apresentada organizada no Comité Olímpico de Portugal antes da partida para a Coreia do Sul.

 

 

 

 Arthur Hanse

créditos: Fabrice Coffrini/AFP/Getty Images

http://observador.pt/2018/

 

"Um top 30 é um sonho, o top 50 a realidade"

Arthur Hanse

 

Já Arthur Hanse, 24 anos, vai repetir a participação nos Jogos de Sochi 2014, onde acabou por não conseguir concluir as provas de slalom e slalom gigante.

 

E, se no caso do companheiro de equipam as raízes nacionais chegam de Macau, Hanse é filho de emigrantes portugueses.

 

“Foi a minha avó, que nasceu em França, mas tem nacionalidade portuguesa, que me aconselhou a contactar a Federação”, contou à agência Lusa o filho de um leiriense antes da partida.

 

“Objetivo? Ficar entre os 50 primeiros. Estes vão ser os Jogos da maturidade, em 2014 estava muito tenso e acusei a pressão…”, explicou.

 

 

 

Kequyen Lam: Esqui de fundo e porta estandarte

créditos: Comité Olímpico Português

http://comiteolimpicoportugal.pt/

 

O esquiador Kequyen Lam, um dos dois representantes portugueses nos Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang 2018, foi o porta-estandarte luso na cerimónia de abertura da competição, que teve lugar hoje, dia 9 Fevereiro, anunciou o Comité Olímpico Português (COP). Portugal terá portanto dois atletas nesta edição organizada pela Coreia do Sul. 

 

JO-invPT.jpg

 

 

Cerimónia de Abertura

delegação de Portugal

créditos: EPA/Diego Azubel

https://www.dn.pt/desporto/

 

A comitiva portuguesa foi hoje a 82.ª a entrar na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang2018, marcada pelo desfile unificado das duas Coreias.

 

Em termos históricos, Portugal já teve 12 atletas em Jogos Olímpicos de Inverno, com destaque para o 21.º lugar de Mafalda Queiroz Pereira em Nagano, no ano de 1998. Duarte Espírito Santo foi o primeiro representante no evento em 1952.

 

Actividades:

 

Fazer uma pesquisa de todos os atletas portugueses em Jogos Olímpicos de Inverno desde 1998, suas prestações desportistas;

 

Que cidades/países já acolheram Jogos Olímpicos de Inverno;

 

Seguir os Jogos Olímpicos de Inverno 2018 para posterior resumo crítico;

 

Para os mais novinhos, fazer um trabalho sobre os Google Doodles diários dos JO Inverno e identificação das actividades desportitas;

 

Projecto transcurricular Línguas/ Desporto/ Geografia/ História.

 

Só podemos desejar a maior sorte do mundo aos nossos atletas!

 
 
A Professora GSouto
 
 
09.02.2018
 
 
Licença Creative Commons
 
 
fontes: OlimpicGames/ Observador/DN
 
 
 

Michelle Brito, a tenista portuguesa que quer vencer

 

 

 

michael-de-brito-birmingh.JPG

 

Michelle de Brito &  Ivanovic

crédito: Autor não identificado

http://desporto.redes-sociais.com/

 

Michelle de Brito, a tenista número um portuguesa, 249.ª da hierarquia, venceu a número 7 mundial. a Ivanovic em três 'sets', pelos parciais de 6-3, 3-6 e 7-6 (8-6), em 1:48 horas.

 

À chegada a Birmingham, Michelle de Brito não vencia um encontro do quadro principal do WTA desde que chegou à terceira ronda do 'Grand Slam' de Wimbledon de 2014.

 

 

 

 

Na altura, Michelle de Brito tinha vencido outra ex-número um mundial, a russa Maria Sharapova.

 

A tenista portuguesa, que teve de superar o 'qualifying' para entrar no quadro principal de Birmingham, vai defrontar nos quartos de final a vencedora do encontro entre a eslovaca Daniela Hantuchova, número 77 da hierarquia, e a neozelandesa Irina Erakovic, 90.ª do circuito.

 

 

  

Michelle de Brito

créditos: Jon Buckle/ Getty Images 

http://static.globalnoticias.pt/

 

 

A tenista portuguesa Michelle Larcher de Brito qualificou-se hoje, dia 7 Junho para a segunda ronda do torneio de Nottingham, no seu regresso, quase um ano depois, a uma competição do circuito mundial.

 

Michelle Brito, 249.ª do mundo, bateu a 'convidada' britânica Laura Robson, antiga 27.ª do 'ranking' e actualmente no 308.º posto da hierarquia, por 6-3 e 7-5, em uma hora e 28 minutos.

 

Na próxima ronda, Michelle Brito, que vem da fase de qualificação, vai defrontar a porto-riquenha Monica Puig, quarta cabeça de série, que afastou a chinesa Zhang Kai-Lin, por 6-1, 6-1.

 

A número um portuguesa regressou ao quadro principal de um torneio do circuito WTA, quase um ano depois de ter chegado aos oitavos de final em Birmingham, que se disputa na próxima semana e que é igualmente jogado em relva.

 

Depois da presença nos 'oitavos' em Birmingham, Michelle Brito lesionou-se num pulso na qualificação para Wimbledon, terceiro torneio do 'Grand Slam' da temporada, ficando afastada da competição durante vários meses.

 

 

Michelle de Brito &  Ivanovic

crédito: autor não identificado

http://www.maisfutebol.iol.pt/

 

Infelizmente, Michelle Brito foi afastada na segunda ronda do torneio de ténis de Nottingham, em Inglaterra, que decorre de 4-12 Junho 2016 - women - depois de perder com a porto-riquenha Monica Puig, quarta cabeça de série.

 

A portuguesa estava de volta ao quadro principal de um torneio WTA.

 

Vinda da qualificação do torneio de relva, a portuguesa, 249.ª da hierarquia e que não jogava num quadro principal de um torneio do circuito principal há quase um ano, acabou por perder com Puig, 49.ª do mundo.

 

Este foi o segundo encontro entre as duas tenistas, depois de Michelle Brito ter vencido Puig em 2011, em Bayamon, em Porto Rico.

 

 

Michelle de Brito e João Sousa

http://tenis-portugal.com/

 

Actividades:

 

Pesquisa sobre jovens tenistas portugueses nos torneios mundais. Fazer um resumo da sua evolução no ranking mundial.

 

A consultar o site Ténis Portugal para conhecer os jovens jogadores que andam em competição pelo mundo.

 

A Professora GSouto

 

8.06.2016

 

 Licença Creative Commons

 

 

 

Michelle Brito, a tenista portuguesa em Wimbledon

 

 

 

Michelle de Brito/ AFP

http://estaticos02.cache.el-mundo.net/

 

 A jovem tenista portuguesa Michelle Caroline Larcher de Brito, também conhecida como Michelle Brito, vinte anos, venceu ontem a tenista russa Maria Sharapova no mítico torneio de WimbledonMiichelle é o grande destaque nas primeiras páginas da imprensa falada e escrita nacional e internacional.

 

Saber + 

 

Nascida em Lisboa, emigrou para os Estados Unidos com nove anos para integrar uma escola de ténis. Michelle de Brito obteve a melhor vitória de sempre do ténis português. Aos 20 anos, a portuguesa radicada nos EUA obteve em Wimbledon o melhor triunfo da sua carreia e do ténis português e repete a presença na terceira eliminatória de um torneio do Grand Slam.

 

 

 

 

Michelle de Brito/ AFP

http://estaticos04.cache.el-mundo.net/

 

 Michelle de Brito completa a sua formação na academia de Nick Bollettieri en Bradenton, Florida, uma escola de prodigios de onde sairam, entre outros, Andre Agassi, Monica Seles, Mary Pierce, Anna Kournikova, Nicole Vaidisova, Daniela Hantuchova ou Maria Sharapova, e por onde passaram em algum momento de suas carreiras Venus e Serena Williams, Pete Sampras, Boris Becker, Iva Majoli ou Tommy Haas.

 

Michelle caíu de joelhos de contentamento e de cansaço, depois de duas horas de acesa batalha com a jovem russa. Mal sabia ela que esta vitória no prestigiado torneio da Florida, a convertía na segunda jogadora mais jovem da história do ténis, depois de Jennifer Capriati, oitava finalista na sua primeira participação poucos días despois de completar 14 anos.

 

Desde ontem, notícia em todas as televisões e imprensa escrita nacinais e internacionais. Jornais como Tennis World. NDTVSportsThe Telegraph ou El Mundo. Este último destaca-a com o título "La nueva Sharapova habla Portugués".

 

"Eu não estaria aqui se não fossem os meus pais. Eu não sou uma daquelas jogadoras que se desculpa como se estivesse doente ou lesionada, nada disso. (...) Tive sorte em ter meus pais ao meu lado, apoiando-me, incentivando-me a continuar. Foi muito difícil para mim este estágio. As únicas pessoas que eu tinha deixado eram minha mãe, meu pai, meus irmãos mas eles me apoiaram durante este tempo muito difícil. Agora eles ainda estão aqui comigo quando eu estou conseguindo vencer."

Michelle de Brito

 

É um grande orgulho para a jovem tenista e para todos nós, portugueses, que acreditamos nas enormes capacidades dos jovens do nosso país. E em tudo que são capazes de mostrar, cá dentro e lá fora, para cumprir seus ideais.

 

Vejamos o caso de jovens investigadores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra que criaram a Sensewall (2010) ou alunos portugueses que marcaram presença nas Olimpíadas Internacionais de Informática - IOI - International Olympiad in Informatics - uma das maiores competições de ciência para alunos do ensino secundário (2010). E poderíamos enumerar tantos outros no campo das artes, ciências e desporto.

 

Actividades:

 

Poucos sabiam de um jovem tenista portuguesa que tenta o seu lugar no ténis mundial.

 

  • Solicitar aos alunos que façam uma curta pesquisa sobre a carreira de Michelle de Brito até agora.
  • Debater o papel do desporto de alta competição na evolução de um jovem, seja em que desporto for.

Se os alunos quiserem seguir a carreira desta prometedora jovem tenista portuguesa e dar os parabéns a Michelle de Brito, visite a sua página no Facebook

 

Bravo, Michelle!

 

A Professora GSouto

 

27.06.2013

 

 Licença Creative Commons