Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Internacional da Rapariga : Uma nova geração de raparigas preparadas !

 

dia-raparigas2.jpg

 

 

Dia Internacional das Raparigas

https://www.cig.gov.pt/

 

"Neste Dia Internacional da Rapariga, comprotema-nos de novo a ajudar cada meninas e adolescente a desenvolver as suas competências, para poder entrar no mundo do trabalho em pé de igualdade e a explorar o seu potencial."

 

António Guterres, Secretário-Geral da ONU

 

 

dia-raparigas5.jpg

 

 

Meninas jamaicanas na escola

https://jamaicans.com/

 

 

Dia da Rapariga tem lugar a 11 Outubro desde 2011. A data foi instituída em 2011 pela Organização das Nações Unidas, com o objectivo de promover a protecção dos direitos das raparigas de todo o mundo e de acabar com a vulnerabilidade, a discriminação e a violência que estas sofrem tantas vezes. Foi em 2012 que se celebrou pela primeira vez.

 

Tema 2018:

 

"Com elas: uma geração de meninas preparadas."

 

 

dia-raparigas4.jpg

 

 

Dia da Rapariga

Gift Sherman, 5 anos, Libéria

créditos: Banco Mundial/Dominic Chavez

http://www.un.org/

 

Saber + 

 

O dia 11 de Outubro foi instituído, em 2011, como o Dia Internacional das Raparigas, através da Resolução 66/170, da Assembleia Geral das Nações Unidas, com o intuito de promover uma maior consciência relativamente à situação das raparigas em todo o mundo, de forma a tentar quebrar o ciclo de discriminação e violência e promover a proteção dos seus direitos.

 

Muitas raparigas continuam a ser impedidas de saber ler e escrever ou contar, ficando em casa sem poder frequentar a escola. São obrigadas a casar pelas famílias, muitas vezes na idade da adolescência.

 

Para chamar a atenção sobre os problemas,  realizam-se activdades,neste dia, por todo o mundo, que visam promover os direitos das raparigas e das adolescentes.

 

 

dia-raparigas3.jpg

 

 

De acordo com as Nações Unidas acredita-se que 1,1 mil milhões de raparigas em todo o mundo venham a fazer parte de uma geração activa que se está a preparar para assumir o futuro. Mas segundo o mesmo organismo, a ambição de atingir a igualdade de género é assombrada pela discriminação de que as jovens são alvo, um pouco por todo o mundo.

 

De acordo com o relatório da ONG "Counting the invisible" não existem, neste momento, estatísticas fidedignas sobre temas como o abandono escolar devido ao casamento precoce, a gravidez na adolescência, número de raparigas-mães antes dos 15 anos violência sexual.

 

 

 

malala3.jpg

 

 

Malala, Prémio Nobel da Paz 2014

https://www.facebook.com/nobelprize/

 

Dados mundiais (possíveis) sobre as raparigas:

  • Existe 1,1 mil milhões de raparigas no mundo.
  • Uma em três raparigas casa antes dos 18 anos nos países em desenvolvimento, o que aumenta a probabilidade de violência doméstica;
  • 700 milhões das mulheres de hoje casaram antes dos 18 anos e um terço destas casou antes dos 15 anos.
  • As raparigas pobres têm 2,5 vezes mais hipóteses de casar na infância do que as raparigas ricas.
  • 7 milhões de raparigas menores engravidam por ano nos países desenvolvidos em em via de desenvolvimento.
  • 40% das gravidezes não são planeadas, com grande parte deste número a resultar de violações.
  • Mais de 3 milhões grávidas não têm acesso a planeamento familiar e cerca de 40% das jovens procuram contraceptivos sem êxito.
  • Entre 100 a 142 milhões de raparigas terão sido submetidas a mutilação genital.
  • 31 milhões de raparigas em idade de escola primária e 34 milhões em idade do secundário não vão à escola.

Dados terríveis que dão ainda mais força para que as Nações Unidas dediquem um dia às Meninas e Adolescentes, de modo a alterar muitod destes comportamentos contra elas.

 

 

fille-jean-jacques-sempé1.jpg

 

Le Petit Nicolas

crédits: Sempé

 

 

Actividades:

 

  • Propor o tema em currículos para ser trabalhado em transdiscplinaridade através de actividades;
  • Debate entre rapazes e raparigas o tema em sala de aula; 
  • Jornal de Parede: Os alunos desenvolverão ao longo de uma semana um jornal de parede com notícias, fotografias, temas ligados à desigualdade de oportunidades;
  • Convidar uma mulher de sucesso de qualquer área, para que possa, numa Conversa na Biblioteca da Escola, apresentar o seu testemunho de vida e debatê-lo com alunas e alunos.

 

A Professora GSouto

 

11.10.2019

 

Licença Creative Commons