Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia do Pai ! Vamos oferecer livros ?

 

 

doodle-dia-pai.jpg

 

Google Doodle Dia do Pai

http://www.google.com/doodles/

 

O Dia do Pai em Portugal é comemorado no dia 19 de Março. Celebra-se no dia de São José, santo popular da igreja católica (pai de Jesus Cristo).Uma tradição que se repete em vários países de religião católica. 

 

A celebração do Dia do Pai no dia 19 de Março tem lugar em Portugal, Espanha, Itália, Andorra, Bolívia, Honduras, Liechstenstein, Croácia. A celebração da data varia de país para país.

 

Em França, o Dia do Pai celebra-se no 3º domingo de Junho.

 

Gogle parabeniza os pais com um o Doodle o Dia do Pai, esqueceu Portugal na lista de países. No entanto, ao acedermos à página principal do motor de busca, é-nos apresentado. Será que se redime dessa falha? Ou confunde Portugal com Espanha?

 

 

 Saber+

 

Origem Dia do Pai : Existem duas histórias sobre a origem do Dia do Pai

 

  • A instauração do Dia do Pai teve origem nos Estados Unidos da América, em 1909. Sonora Louise Smart Dodd, filha de um militar resolveu criar o Dia dos Pais motivada pela admiração que sentia pelo seu pai, William Jackson Smart, pelo facto de este ficar viúvo e educar seis filhos.

 

  • A festa foi ficando conhecida em todo o país e em 1972, o presidente americano Richard Nixon oficializou o Dia dos Pais.

 

  • Evoca-se também, como origem dessa data a Babilónia, onde, há mais de 4 mil anos, um jovem chamado Elmesu teria moldado em argila o primeiro cartão. Desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai, um rei babilónico famoso Nabucodonosor.

 

Em Portugal a festa esteve sempre associada ao Dia de S. José, 19 Março.

 

É prática dar um presente ao Pai, num gesto de carinho. Por que não oferecer um livro? Aqui ficam algumas sugestões para várias idades:

 

 

dia-pai-livro2016.jpg

 

 

Querido Pai

Orianne Lallemand

ilustrações: Angélique Pelletier

Editorial Presença, 2012

http://www.presenca.pt/

 

Sinopse:

 

Pai Miminhos, Pai Força, Pai Compincha, Pai Cócegas... Descubram o olhar que uma menina lança sobre os estados de alma do seu pai, acompanhados de ilustrações transbordantes de ternura.

Em Querido Pai, todos os pais do mundo são contemplados com palavras amorosas, ternurentas e de grande admiração.

 

 

 

 

Querido Pai

Orianne Lallemand

ilustrações: Angélique Pelletier

http://multimedia.fnac.pt/

 

Depois de Mamã Maravilha, é a vez de os pais terem a sua homenagem, num livro que é um presente ideal tanto para os mais pequenos como para os mais crescidos.

 

 

 

 

O Pai e Eu

Maria Teresa Gonzalez

ilustrações: Carla Nazareth 

 

Começa assim:
 
"Ser santo é viver no mundo real e ir ao encontro
das pessoas que Deus colocou no nosso caminho
e amá-las.
Para muitos de nós, essas pessoas são
a nossa própria família."
 
Irmã Wendy, Livro de Santos

 

 

 

 

 

O Pai e Eu

Maria Teresa Gonzalez

ilustrações: Carla Nazareth 

 

Quando dissemos
a nossa primeira palavra,
o Pai foi logo contar a novidade
a toda a gente que conhecia
(e era a palavra «Mamã»)!

 


 

 

 

O Pai e Eu

Maria Teresa Gonzalez (excertos)

Ilustrações: Carla Narath

Porto Editora, 2011

http://static.fnac-static.com/

 

Ser Pai não é fácil, sobretudo quando
tem de nos ralhar ou pôr de castigo..."
(...)
 

 

Maria Teresa Gonzalez, O Pai e Eu, Porto Editora

(excertos)

Ilustrações Carla Nazareth

 

Sinopse:

 

Quando dissemos a nossa primeira palavra, o Pai foi logo contar a novidade a toda a gente que conhecia (e era a palavra «Mamã»)!

 

Nota: Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura, Educação pré-escolar. Leitura com apoio do educador ou dos pais.

 

 

 

 

O meu Pai é grande, é forte, mas...

Coralie Saudo

ilustrações: Kris Di Giacomo

Dinalivro, 2012

http://bibrt.no-ip.biz/

 

Sinopse:

 

Todas as noites é sempre a mesma coisa. Este papá de gravata e com um ar exausto não quer ir para a cama e faz uma grande birra antes de se ir deitar. Por fim, depois de muitas negociações e de voltas e mais voltas pela casa toda, lá se consegue levá-lo. Mas ainda é preciso ler-lhe um livrinho antes da fatídica pergunta do costume: «Alexandre, meu filho, posso dormir na tua cama?» Nesta história contada ao contrário, a inversão dos papéis diz-nos que um pai pode ser realmente grande e forte - como se constata no exercício de puro deleite em que consiste a visualização das ilustrações -, mas nem por isso deixa de precisar de colo ou de ter medo do escuro.

 

O lado mais frágil da idade adulta consumada na paternidade alcança neste livro a doce melancolia de um tom sépia, que nos diz metaforicamente aquilo que poucas vezes deixamos transparecer.

 

 

 

 

O Pai no Tecto

Maria Teresa Gonzalez

Verbo, 2003

http://d.gr-assets.com/

 

Sinopse:

 

Encontrado dentro de um cesto, apenas envolto num pano, Tito sempre pensou que o seu pai se chamava Adão e que um dia o iria buscar. Isto porque a avó Lena, a governanta da Casa dos Lírios, uma instituição que acolhe rapazes órfãos ou negligenciados pela família, lhe contou que ele tinha aparecido misteriosamente «à pai Adão».

 

Miúdo dotado de grande inteligência, Tito vai sofrer o primeiro desgosto de uma existência até então vivida praticamente sem sobressaltos: a morte da avó Lena, a pessoa que o criara e o fazia sentir que tinha uma família. No momento em que se sente completamente perdido, o pediatra da instituição, o Dr. Tomás Telles, homem solitário, convida-o para uma viagem a Roma, onde lhe diz ter uma surpresa para lhe mostrar. E é durante esta viagem que Tito encontra finalmente o pai, só que afinal ele não se encontra no tecto da Capela Sistina...

 

 

Florbela.png

 

 

 Florbela Espanca 

http://www.luso-livros.net/

 

Ir + longe:

 

Mas, para os mais velhos, os alunos que estudam literatura portuguesa e os grandes poetas, fica então um poema de Florbela Espanca que dedicou um poema ao pai:

 

Poema para o Dia do Pai


Ter um Pai! É ter na vida
Uma luz por entre escolhos ;
É ter dois olhos no mundo
Que veem pelos nossos olhos!

 

Ter um Pai! Um coração
Que apenas amor encerra,
É ver Deus, no mundo vil,
É ter os céus cá na terra!

 

Ter um Pai! Nunca se perde
Aquela santa afeição,
Sempre a mesma, quer o filho
Seja um santo ou um ladrão ;

 

Talvez maior, sendo infame
O filho que é desprezado
Pelo mundo ; pois um Pai
Perdoa ao mais desgraçado!

 

Ter um Pai! Um santo orgulho
Pró coração que lhe quer
Um orgulho que não cabe
Num coração de mulher!

 

Embora ele seja imenso
Vogando pelo ideal,
O coração que me deste
Ó Pai bondoso é leal!

 

Ter um Pai ! Doce poema
Dum sonho bendito e santo
Nestas letras pequeninas,
Astros dum céu todo encanto!

 

Ter um Pai! Os órfãozinhos
Não conhecem este amor!
Por mo fazer conhecer,
Bendito seja o Senhor!

 

Florbela Espanca, Poesia 1918-1930

Dom Quixote, 1992

 

 A Professora GSouto

 

19.03.2016

 

Licença Creative Commons

Vamos ler ? A Luz de Newton de Hélia Correia

 

 

A Luz de Newton

Hélia Correia

Relógio D'Água, 2015

https://relogiodagua.pt/

 

Hélia Correia é uma escritora que muito admirámos. Já lhe dedicámos um post em Junho 2015 Hélia Correia : Sugestões de Leituras onde propusemos várias obras de literatura juvenil que aconselhamos vivamente para os currículos de Língua Portuguesa.

 

helia-correia1.png

 

Hélia Correia

créditos: Autor não identificado

Prémio Camões 2015

 

Desta vez, vimos complementar a listagem já apresentada  com uma outra obra. A Luz de Newton, Hélia Correia (2.ª edição, revista e aumentada), com ilustrações de Susana Oliveira publicada em Dezembro de 2015.

Hélia Correia transforma em ficções a refração da luz no prisma. O vermelho, o amarelo, o laranja, o verde, o azul, o lilás, e o violeta são agora outras tantas histórias.

 

 

heliacorreia-luznewton2.JPG

 

A Luz de Newton (contracapa)

Hélia Correia

Relógio D'Água, 2015

https://relogiodagua.pt/

 

Sinopse:

 

«O Vermelho fechou o livro com violência. E encarou severamente o Amarelo. As outras cores, em volta, suspiraram. Adivinhava‑se um momento desconfortável. Direi mais: um momento de tensão. Direi mais: um momento de combate. O Amarelinho tentou cruzar as pernas para tornar a posição mais consistente, mas não tinha joelhos para dobrar. As cores olhavam para o Vermelho, à espera. Ele fora eleito para as representar. E o Vermelho estava mesmo muito vermelho sob o efeito da cólera:
— Estamos à espera de uma explicação.
— Explicação… — repetiu o Amarelinho, para fazer tempo.
— Explicação de quê?
As cores pigarrearam e mexeram-se. Começaram até a segredar. Mas o Vermelho impôs a sua autoridade.
— Não te faças de parvo. Sabes bem.
Tirou de um saco um livro muito fino e exibiu-o a todos, como vira fazer num filme com uma prova em tribunal.
— A Luz de Newton, primeira edição. As sete cores do arco-íris: somos nós.
— Sim, somos todas nós — disse Liliana.
— E ocupamos — afirmou o Verde — praticamente o mesmo espaço cada uma.»

 

Há ainda outro aspecto que vai motivar os alunos para a leitura deste livro. A leitura digital. É verdade!

 

A editora Relógio D'Água disponibiliza online um excerto que pode ser lido aqui. 

 

 

 

Isaac Newton

créditos: Sem identificação

via BBC News

"Era uma vez um homem que nascera para sábio. Ora, às vezes, tal facto aborrecia‑o muito. Sempre com o nariz enfiado em livros velhos, sempre a escrevinhar relatórios para enviar aos outros sábios que moravam longe — naquele tempo não havia telefone —, sempre a pensar e a repensar, a fazer contas, a espreitar para os céus e para os caldeirões, que coisa! Então não tinha direito a descansar?

 

Parou e foi abrir uma janela. O sol — se bem que fosse um sol inglês, estava cheio de força naquele dia — entrou por ali dentro, todo entusiasmado, porque era muito raro permitirem‑lhe fazer uma vi‑ sita àquele laboratório. Com a pressa, tropeçou contra um prisma de vidro e desfez‑se nas suas sete cores. Surgiu um arco‑íris na parede.

 

O sábio percebeu tudo o que se passara e ficou ainda mais aborrecido:

 

— Pronto! Agora estraguei o mistério que havia no Arco‑Íris do céu! Não passa de um espectro da luz solar que se refrata nas gotinhas de água. Acabaram‑se as histórias sobre as panelas de ouro escondidas no lugar em que ele toca na terra. Ninguém mais verá nele a túnica de Íris, mensageira dos deuses, nem o sinal da paz entre Jeová e os homens. Mas que grande chatice!

 

Para desanuviar, foi dar um passeiozinho. Mas, como estava pouco habituado a andar, depressa se cansou. Sentou‑se à sombra de uma macieira. E vai, caiu‑lhe um fruto em cima da cabeça. Estava a saboreá‑lo com delícia quando gritou de novo:

 

— Que chatice!

 

Descobrira, ali mesmo, as leis da gravidade."

 

in A Luz de Newton, Hélia Correia, Relógio D'Água (online, retirado actualmente)

 

Wow! É mesmo bom, ter acesso às tecnologias, não é mesmo? É o que sempre dizia aos alunos quando os iniciei nas Tecnologias Educativas nos currículos de Língua Portuguesa e Francês LE corria o ano de 1998.

 

 

Google Doodle 367º Aniverário de Isaac Newton (2010)

https://www.google.com/doodles/

 

Como descobriram de imediato é história efabulada de Isaac NewtonIsaac Newton a que m a Google dedicou um Doodle interactivo em 2010. Estejam atentos porque a maçã cai mesmo!

 

Hélia Correia transforma em ficções a refracção da luz no prisma. O vermelho, o amarelo, o laranja, o verde, o azul, o lilás, e o violeta são agora outras tantas histórias, apoiadas nas ilustrações de Susana Oliveira.

 

 

heliacorreia7.jpg

 

 

A Luz de Newton, 1ª edição

Hélia Correia

ilustrações Alice Aurélio

Relógio D'Água, 1988

http://www.bibliotecasobral.com.pt/

 

A Luz de Newton de Hélia Correia teve uma 1ª edição em 1988, ilustrações de Alice Aurélio. É natural que muitas bibliotecas escolares tenham esta primeira edição.

 

Actividades:

 

  • Pesquisar sobre Isaac Newton e a sua teoria das cores.
  • Requisitar  o livro (1ª edição) na Biblioteca da escola para possível apreciação das diferenças (ilustrações, outros).
  • Ler a edição que for mais acessível aos alunos (compra ou requisição biblioteca escola).

 

A  Professora GSouto

 

10.03.2016

Actualizado 04.01.2020

 

Licença Creative Commons

O Piloto e o Príncipezinho : livro ilustrado de Peter Sís

 

 

 

O Piloto e o Principezinho

Peter Sís

http://www.jacareca.pt/

 

O livro ilustrado O Piloto e o Principezinho, do autor checo Peter Sis, sobre o nosso autor bem conhecido Antoine de Saint-Exupéry, acaba de ser editado em Portugal pela Jacareca, uma nova chancela, de literatura para crianças, da editora independente Ítaca.

 

 

O Piloto e o Principezinho*

Peter Sís

 

Considerado pelo New York Times um dos melhores livros para crianças de 2014, O Piloto e o Principezinho - The Pilot and The Little Prince -  tem agora a edição em Português. Apresenta uma biografia do piloto francês e autor da obra O Principezinho.

 

 

st-exupery-peter-sis1.jpg

 

 

Peter Sís

via YouTube

http://www.petersis.com/about/

 

Saber +

 

Peter Sís, nascido em Brno, na antiga Checoslováquia, é autor e ilustrador de vários livros para crianças. Foram-lhe atribuídos diversos prémios ao longo da sua carreira, entre eles o Prémio Hans Christian Andersen para ilustração em 2012. Vive desde 1984 na área de Nova Iorque.

 

Mas Peter Sís é também autor de diversos livros ilustrados que ultrapassam o domínio da literatura infantil. Um pouco como Maurice Sendak.

 

 

st-exupery-peter-sis.jpg

 

 

Sarry Messenger/ Galileo Galilei

Peter Sís

http://www.petersis.com.vhost.zerolag.com/

 

As biografias são uma temática recorrente na obra de Sís. A paixão que dela emana  por alguns grande nomes da História, pela grandeza das suas vidas e pelo encanto das suas personalidades, pela herança que doaram à humanidade, é contagiante.

 

É assim em A Árvore da Vida, único livro do autor editado em português,Terramar, onde conta a fascinante vida de  Charles Darwin, e em Starry Messengerdedicado ao grande  Galileu Galilei.

 

 

 

O Piloto e o Principezinho*

Peter Sís

 

O Piloto e o Principezinho, agora traduzido em português. Trata-se de uma obra que explica sucintamente a vida de Antoine de Saint-Exupéry, bem como o seu percurso literário. O livro vai além da história da sua obra mais famosa, O Principezinho. Nela poderá ficar a conhecer a sua infância, as suas principais influências, bem como os elementos que o inspiraram a criar O Principezinho.

 

 

 

O Piloto e o Principezinho*

Peter Sís

 

Sinopse:

 

Saint-Exupéry  chegou ao mundo em 1900, altura em que a França via inventarem-se os primeiros aviões. O rapaz, que nasceu com cabelo cor de ouro e a quem a família chamava rei-sol, cresceu com a paixão  pelas asas.  Aos doze anos,  construía a sua primeira máquina voadora e ainda que as coisas não tenham corrido pelo melhor,  não se deixou desencorajar.

 

 

 

O Piloto e o Principezinho*

Peter Sís

 

Mais tarde, viria a tornar-se um piloto exímio, cabendo-lhe papel de relevo como um dos pioneiros do correio aéreo. As rotas que percorria, os obstáculos que venceu, os acidentes sofridos, os amigos que teve, os sonhos realizados, são minuciosa e magicamente contados por Sís. 

 

Ir + longe:

 

Considerado pelo New York Times um dos melhores livros para crianças de 2014, O Piloto e o Principezinho chega agora às livrarias portuguesas.

 

Peter Sis é autor de diversos livros ilustrados que não são apenas de literatura infantil. É o caso de A Árvore da Vida, que retrata a vida de Charles Darwin.

 

 

 

 

A Árvore da Vida

Peter Sís

https://www.bertrand.pt/

 

Num registo semelhante ao que já tinha feito sobre a vida e obra de Charles Darwin, em A Árvore da Vida, Peter Sís conta a história de "um grande aventureiro", que nasceu em 1900, numa "época fervilhante de grandes descobertas em todo o mundo".

 

 

 

 

O Piloto e o Principezinho*

Peter Sís

 

O texto é remetido para a parte inferior de cada página, ficando o restante espaço ocupado pela ilustração, muito exuberante, conjungando desenho e pequenos apontamentos enciclopédicos sobre Saint-Exupéry.

 

Círculos, rectângulos, estrelas, mapas, árvores genealógicas em forma de mandalas, diários, notas... pequenas histórias dentro da história. 

 

As ilustrações de Peter Sís são cheias de pormenores importantes. Bem concebidas, traduzem-se numa beleza singular, apropriada para todos os leitores, independemente da idade que apreciam o trabalho do autor. É uma forma de biografia ilustrada que agradará sobretudo a todos os níveis etários.

 

 

 

 

O Piloto e o Principezinho*

Peter Sís

 

É o que acontece no seu último livro The Pilot and the Little Prince, The Life of Antoine de Saint-Exupéry. A história do autor de Principezinho é-nos contada com uma sábia mestria e resulta num livro belo e extraordinário!

 

Este livro de Peter Sís, Prémio Hans Christian Andersen 2012, inaugurou a Jacareca.

 

O Piloto e o Principezinho, é um livro "que suscita ao maravilhamento", como descreveu Isabel Castro Silva, responsável da nova editora.

 

Uma extraordinária e inesquecível  viagem pelo tempo e pelo espaço. Acompanhamos Saint-Exupéry nas suas arrojadas viagens,  conhecemos-lhe as rotas, descobrimos-lhe a sensibilidade de sonhador.  Já antes, na sua infância, nos tínhamos levantado de madrugada para lhe fazer a vontade e ouvir os seus poemas.
 
 
As obras de Sís não se lêem apressadamente. Fazem-nos ler devagar, compreender cada detalhe fabuloso.
 
 
Esperamos que, tal como Saint-Exupéry, possamos ver mais livros de Peter Sís em Portugal.
 
 
 
 

 

 
 
Actividades:
 
 
  • Começar por  ouvir a conversa de Peter Sís a propósito do livro O Piloto e o Príncipezinho (em inglês). Debater com alunos as ideias expostas no vídeo;

 

  • Comparar as diferentes versões de O Principezinho já lidas, e estudadas;
  • Recolher elementos de biografias de Saint-Exupéry com esta biografia criada por Peter Sís;
  • Solicitar aos alunos que se manifestem, em relação ao real e ao imaginário;
  • Convidar os alunos a informarem-se sobre Peter Sís e sua obra, já traduzida em português, mas tabém livros escritos em inglês. Para isso, o site do autor fornece muita informação. Deverá ser assim indicado pela professora.
  • Para os professores, existem também documentos de apoio para exploração pedagógica.
 
 
A Professora GSouto
 
24 Janeiro 2016
 
 
Licença Creative Commons
 
 
Referências : Ilustrações do livro O Piloto e o Principezinho em Hipopótamos na Lua
 
 

Os posts mais lidos 2015 : semestre #2

 

 

Google Doodle Happy New Year's Day

http://www.google.com/doodles/

 

Olhando para trás, 2015 foi um ano excelente! Recursos educativos digitais que serviram de apoio a muitos jovens professores, a alunos ensino básico (6º ao 9º anos), bem como a alunos do ensino secundário.

 

Partilho então os posts mais lidos de 2015, semestre #1 de BlogdosCaloiros. U blogue que se propôs de 2005 a 2009 a apoiar os alunos dos currículos de Língua Portuguesa, de 2005 a 2009 e contou com participação de muitos. Propostas de actividades de enriquecimento curricular mais informal que passou pela introdução das ICT nos currículos escolares.

 

Desde 2010 tem continuado esse objectivo pedagógico, mas agora mais destinado a apoiar todos os leitores que pretendem alargar conhecimentos, a jovens professores que buscam diferentes recursos para introduzir nas suas aulas, estudantes que são bem curiosos e gostam de aprender sempre mais.

 

Os conteúdos contemplam vários temas: literatura, ciência, língua portuguesa, matemática, ambiente, livros, filmes, jogos, cultura, cidadania, e recursos educativos digitais na sua maiora para apoio do ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa.

 

Top dos posts du 2º semestre 2015 :

 

Guerra das Estrelas : O Despertar da Força

Sesame Street : Julia, a menina autista

O Principezinho nas salas de cinema ! Vamos ver ?

Astérix : O Papiro de César, novo álbum em português e mirandês

Regresso ao Futuro : 30 anos depois. Não perca !

Dia de São Martinho : tradição e história

É Natal ! Cântico de Natal

George Boole, o pai da era digital

Oububro Rosa : vamos participar na escola?

A Hora de Plutão : actividades férias 

Dia Mundial da Música: Vamos lá celebrar a música

Noite Europeia dos Investigadores : #NEI 2015

Leituras : Joan Aekin, uma escritora inglesa

Outono chegou hoje : Traz sol e poesia

Mês Internacional da Biblioteca Escolar

Pausa férias : Vamos ver Família Bélier?

Dia dos Avós : tradições e leituras

Kitesurf : Parabéns Francisco Lufinha !

Ler : Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa

Lágrimas por Paris

Parabéns José Xavier : Membro Honorário do BAS

Fundação Paul Walker : Do Good

Jornadas Europeias do Património 2015 

Eh ! Esta madrugada muda a hora

 

 

 

Sesame Street

http://i.telegraph.co.uk/

 

Meu crush do semestre #2 ? Sesame Street : Julia, a menina autista. Claramente. 

 

 A Rua Sésamo que todos conhecem da vossa infância criou uma personagem autista. Julia é uma menina como tantas outras que apenas se diferencia em pequenas coisas. O objectivo é sensibilizar a sociedade e ajudar crianças e pais a entender melhor o autismo.

 

Julia tem cabelo laranja, olhos verdes, e é autista. A nova personagem da Rua Sésamo tem um papel de destaque na série. Quer mostrar às crianças "o que todas têm em comum e não as suas diferenças”.

 

A iniciativa Sesame Street and Autism: See All in Amazing Children alerta para o autismo entre os mais novos e quer ser uma ajuda para crianças e família.

 

Se quer agora divulgar algum dos meus posts, use um dos ícones das redes sociais. E por que não deixar um comentário? Bem mais fácil, agora.

 

Que o ano 2016 seja de sucesso para todos aqueles que amam ensinar e que vêm nos seus alunos espíritos criativos. Preparar os alunos para o futuro multidisciplinar deve ser uma das funções-chave de todos os professores e das escolas.

 

Bom Ano 2016 !

 

A Professora GSouto

 

31.12.2015

 

Licença Creative Commons

 

Os posts mais lidos 2015 : semestre #1

 

 

roald-dahl1.jpg

 

illustration : Roald Dahl

https://www.facebook.com/roalddahl/

 

Olhando para trás, 2015 foi um ano excelente! Recursos educativos digitais que serviram de apoio a muitos jovens professores, a alunos ensino básico (6º ao 9º anos), bem como a alunos do ensino secundário.

 

Partilho então os posts mais lidos de 2015, semestre #1 de BlogdosCaloiros. U blogue que se propôs de 2005 a 2009 a apoiar os alunos dos currículos de Língua Portuguesa, de 2005 a 2009 e contou com participação de muitos. Propostas de actividades de enriquecimento curricular mais informal que passou pela introdução das ICT nos currículos escolares.

 

Desde 2010 tem continuado esse objectivo pedagógico, mas agora mais destinado a apoiar todos os leitores que pretendem alargar conhecimentos, a jovens professores que buscam diferentes recursos para introduzir nas suas aulas, estudantes que são bem curiosos e gostam de aprender sempre mais.

 

Os conteúdos contemplam vários temas: literatura, ciência, língua portuguesa, matemática, ambiente, livros, filmes, jogos, cultura, cidadania, e recursos educativos digitais na sua maiora para apoio do ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa.

 

Top dos posts du 1º semestre 2015 :

 

70 Anos Libertação Prisioneiros Campo Auschwitz

Boyhood, um filme a explorar

A Casa da Pradaria : Laura Ingalls Wilder

Dia Internacional da Língua Materna : Luisa Dacosta

José Mauro de Vasconcelos : homenagem Google doodle

Dia Internacional da Mulher : Educação

Festival Animação : Monstra na Casa das Artes

Matemática Emmy Noether celebrada com Doodle

Hora do Planeta é hoje

Pausa Páscoa : Dia Internacional do Livro Infantil

O Conto da Princesa Kaguya : filme a explorar

Mitos: Monstro do Lago Ness voltou?

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor 2015

Feliz Dia das Mães ! Livro de José Luis Peixoto

Portugueses apoiam as vítimas no Nepal

Dia da Europa : #opendoors

Dia Internacional dos Museus 2015

Sally Ride : doodle homenageia a astronauta e pedagoga

Dia Mundial da Criança, um direito

Dia de Portugal : Luis de Camões

Hélia Correia: Sugestões de leitura

Curiosidades da Ciência :O segundo intercalar

 

 

Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Meu crush do semestre #1 ? Boyhood, um filme explorar. Claramente. 

 

Rodado ao longo de quase 12 anos, BoyHood - Da Infância à Juventude é um 'road movie' no qual a estrada é o tempo. Drama ficcional, mantendo o mesmo grupo de actores durante 12 anos, e filmado entre 2002 e 2013. Uma viagem única, ao mesmo tempo épica e intimidante, através da alegria da infância, dos problemas e oscilações de uma família moderna, próprios da passagem do tempo.

 

Se quer agora divulgar algum dos meus posts, use um dos ícones das redes sociais. E por que não deixar um comentário? Bem mais fácil, agora.

 

Que o ano 2016 seja de sucesso para todos aqueles que amam ensinar e que vêm nos seus alunos espíritos criativos. Preparar os alunos para o futuro multidisciplinar deve ser uma das funções-chave de todos os professores e das escolas.

 

Bom Ano 2016 !

 

A Professora GSouto

 

29.12.2015

 

 Licença Creative Commons

Escolas : O Príncipezinho nas salas de cinema ! Vamos ver ?

 

 

principezinho1.jpg

 

O Principezinho, Marc Osborne, 2015

http://www.imdb.com/

 

Chegou no dia 3 Dezembro às salas de cinema portuguesas, o aguardado filme de animação O Principezinho, adaptação do livro de Antoine de Saint Exupéry que faz parte dos curriculos escolares de Lingua Portuguesa (6º ano) e Francês LE (3º ciclo). Foram muitos os alunos que o leram comigo.

 

 

 

 

The Little Prince, filme 2015

Marc Osborne

http://www.imdb.com/

 

É um dos livros mais lidos de todos os tempos. O Principezinho já foi traduzido em mais de 270 línguas e dialectos e vendeu mais de 145 milhões de exemplares em todo o mundo. É também o livro mais vendido de sempre pela editora francesa Gallimard.

 

O Principezinho estreou nas salas de cinema em França em 23 Julho 2015. Publicámos um post alusivo no nosso BlogSkidz, sobre esta estreia, e claro também sobre o livro em que se baseia, Le Petit Prince de Antoine de Saint-Exupéry

 

Saber + 

 

Osborne não segue a história original do livro. Numa adaptação pessoal, o realizador interliga duas histórias: a do Principezinho com a história de uma menina alegre e curiosa, mas que vive debaixo das ideias de uma mãe demasiado voltada para o futuro da filha como uma adulta de sucesso. Mas, eis que num encontro inesperado com seu vizinho, o aviador, se vai abrir para um mundo imaginário.

 

 

principezinho2.jpg

 

 

Le Petit Prince, filme 2015

Marc Osborne

http://www.imdb.com/title/

 

Sinopse filme:

 

No centro de toda a história está uma menina (Joana Ribeiro) que é quase 'massacrada' pela mãe (Rita Blanco) que a obriga a estudar e estudar para se tornar uma jovem adulta, capaz de se adaptar ao mundo competitivo em que vivemos.

 

Mas algo vai mudar, graças a um vizinho excêntrico e bondoso. O Aviador (Rui Mendes) que constantemente a distrai no bom sentido.

 

 

petitprince4.jpg

 

 

Le Petit Prince, filme 2015

Marc Osborne

http://www.imdb.com/

 

O Aviador oferece à sua nova amiguinha uma expereriência única - um mundo extraordinário onde tudo é possível. Um mundo que ele próprio vivenciou na sua adolescência pelas mãos de O Principezinho.

 

 

 

 

The Little Prince, filme 2015

Marc Osborne

http://www.imdb.com/

 

Antes de ir ver o filme, é aconselhável que os alunos leiam o livro O Principezinho, livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura.

 

Curiosidades:

 

Sabias que O Principezinho celebrou o seu 70º aniversário em 2013? Pois é! Publicado pela primeira vez a 6 de de Abril de 1943, o livro de Antoine Saint-Exupéry comemorou em 7 Abril 2013, 70 anos de existência.

 

 

 

 

Google doodle 110º aniversário Antoine de Saint Exupéry

http://www.google.com/doodles/

 

E lembras quando Google celebrou o 110º aniversário de Saint Exupéry? Foi em 29 Junho 2010. Mas voltemos então ao seu livro mais conhecido no mundo inteiro.

 

 

 

 

Edições especiais:

 

  • Para além das edições normais, que todos conhecemos, em 2009, a editora Presença lançou uma edição especial de O Principeznho em  Livro Pop-up.

 

 

 

 

O Principezinho, capa preta | Braille

http://www.presenca.pt/

 

 

Ir + longe:

 

E agora foi lançada uma nova edição de O Principezinho, a mais recente versão da obra que tem a particularidade de ter a capa preta.

 

“A história releva a importância das coisas simples da vida: O Principezinho só encontra desilusão nos outros asteróides e na Terra. E volta para o seu planeta, mais pequeno, mas onde se sentia feliz."

 

 

 

 

 

 

Filme animado:

 

O filme adapta a história de O Principezinho, tendo como protagonista uma menina e o seu vizinho Aviador, que lhe conta as histórias das suas viagens e de como conhece um dia O Principezinho.

 

Produzido pela Onyx Films, com argumento de Irena Brignull, o filme original é em francês. Na versão inglesa irão ouvir-se as vozes de estrelas como James Franco, Benicio del Toro, Rachel McAdams, Marion Cotillard, Jeff Bridges e Ricky Gervais, entre outros.

 

O principezinho, a rosa, a raposa surgem-nos mais vivos e reais, levando as crianças e por que não os adultos a manterem intacta a capacidade do maravilhamento perante a beleza da obra de Saint-Exupéry.

 

Actividades:

 

  • Reler uma das edições do livro O Principezinho, (versão normal, pop-up), ou se for o caso, uma das versões em mirandês ou em Braille.
  • Visitas de estudo: ir ao cinema como os alunos para dar a conhecer a nova versão.
  • Preparar actividades de apoio à leitura e à adaptação ao cinema.
  • Debater as diferenças entre o original e a adaptação livre de Marc Osborne.

 

 

 Bom trabalho!

 

A Professora GSouto

 

08.12.2015

 

Licença Creative Commons

 

Dia de São Martinho : história & tradições ! Recursos pedagógicos

 

 

O dia de São Martinho é festejado um pouco por toda a Europa, embora as celebrações variem de país para país.

Google celebrou esta tradição portuguesa com um Doodle alusivo  à nossa tradição. O Magusto. Ler postagem Tradições e Histórias de São Martinho (11.11.2011)

 

Magusto:

 

O Magusto é, portanto, uma data festiva que se realiza no dia São Martinho. Segundo o autor José Leite de Vasconcelos, o Magusto representa "um sacrifício em honra dos mortos", explicando que na localidade de Barqueiros é tradição "acender as fogueiras e preparar, à meia-noite, uma mesa com castanhas para os mortos da família virem comer."

 

 

magusto.jpg

 

 

Outras tradições em Portugal:

 

É tradição fazer-se um grande magusto, beber-se água-pé e jeropiga (esta parte, só para os adultos, não inclui crianças).

 

.Esta é também uma altura em que se prova o novo vinho, produzido com a colheita do ano anterior.

 

 

 

Aforismos:

 

  • “No dia de São Martinho, vai à adega e prova-se o vinho”.
  • "Dia de São Martinho, lume, castanhas e vinho."
  • "Mais vale um castanheiro do que um saco de dinheiro."
  • "Se o Inverno não erra caminho, temo-lo pelo São Martinho."
  • "Pelo São Martinho, semeia favas e linho."

 

Quadras:

 

http://image.slidesharecdn.com/

 

Tradições:

 

De acordo com alguns autores, como José Leite de Vasconcelos (como já escrevemos mais acima) e Ernesto Veiga de Oliveira, a realização dos Magustos remonta a uma antiga tradição de comemoração do "Dia de Todos os Santos", em que se faziam fogueiras e se assavam castanhas. 

 

São Martinho na Europa:

 

O dia de São Martinho não é só comemorada por terras portuguesas. Existem também inúmeras celebrações pelo mundo.

Na Alemanha acedem-se as fogueiras e abre-se a estrada para as procissões passarem; em Espanha é costume matarem-se porcos, tradição que originou o ditado popular “a cada cerdo le llega su San Martín” - "cada porco tem o seu São Martinho"; no Reino Unido existe a expressão "Verão de São Martinho", apesar de já raramente utilizada, está também ligada com a crença de que o tempo melhora nos dias que antecedem o dia.

 

São Martinho:

 

 

 

Martin de Tours/ São Martinho

https://upload.wikimedia.org/

 

História:

 

São Martinho, ou Martinho de Tours, nasceu por volta do ano 316 na antiga cidade de Savaria na Panónia, uma antiga província na fronteira do Império Romano, actual Hungria.

 

Filho de um comandante romano, cresceu na região de Pavia, em Itália, em uma família pagã. Criado para seguir a carreira militar, foi convocado para o exército romano quando tinha penas quinze anos. Viajou por todo o Império Romano do Ocidente.

 

Apesar de ter recebido uma educação pagã, foi em adolescente que Martinho descobriu o Cristianismo. Mas só mais tarde, no ano 356, é que foi baptizado, depois de ter abandonado o exército.

 

Tornou-se discípulo de Santo Hilário, bispo de Poitiers (na zona oeste da actual França), que o ordenou diácono e presbítero, regressando de seguida a Panónia, onde converteu a mãe.

Mudou-se depois para Milão, de onde terá sido expulso juntamente com Santo Hilário. Isolado, terá passado algum tempo na ilha da Galinária, ao largo da costa italiana.

 

 

 

Abbaye Saint Martin

Ligugé/ França

https://upload.wikimedia.org/

 

De volta à Gália, foi perto de Poitiers que fundou o mais antigo mosteiro conhecido na Europa, na região de Ligugé.

 

Conhecido pelos seus milagres, o santo atraía multidões. Foi ordenado bispo de Tours no ano 371 e fundou o mosteiro de Marmoutier, na margem do rio Loire, onde vivia em reclusão.

 

 

Abbaye de Marmoutier

Loire/ França

https://upload.wikimedia.org/

 

Pregador incansável, foi também o fundador das primeiras igrejas rurais na região da Gália, onde atendia tanto ricos como pobres.

 

Morreu a 8 de Novembro de 397 em Candes. Foi sepultado a 11 de Novembro em Tours, local de intensa peregrinação desde o século V.

 

É nesta data, 11 Novembro, que se comemora o dia de São Martinho. Acredita-se que, na véspera e no dia das comemorações, o tempo melhora e o sol aparece. O acontecimento é conhecido pelo “verão de São Martinho” e é por isso, muitas vezes, associado à conhecida lenda de São Martinho.

 

SaoMartinho3.jpg

 

São Martinho

 https://www.integratedcatholiclife.org/

 

 

Lenda de São Martinho:

 

Num dia frio e chuvoso de inverno, Martinho seguia montado a cavalo quando encontrou um mendigo. Vendo o pedinte a tremer de frio e sem nada que lhe pudesse dar, pegou na espada e cortou o manto ao meio, cobrindo-o com uma das partes.

 

Mais à frente, voltou a encontrar outro mendigo, com quem partilhou a outra metade da capa. Sem nada que o protegesse do frio, Martinho continuou viagem. 

 

Diz a lenda que, nesse momento, as nuvens negras desapareceram e o sol surgiu. O bom tempo prolongou-se por três dias.

 

Na noite seguinte, Cristo apareceu a Martinho num sonho. Usando o manto do mendigo, voltou-se para a multidão de anjos que o acompanhavam e disse em voz alta: “Martinho, ainda catecúmeno [que não foi baptizado], cobriu-me com esta veste”.

 

Histórias de São Martinho (escritores):

 

 

 

 

 Maria Castanha

António Torrado

https://blogdoscaloiros.blogs.sapo.pt/

 

António Torrado escreveu duas histórias alusivas ao São Martinho: Maria Castanha e A Última Castanha  que poderão ser lidas online no nosso blog: Tradições e Histórias São Martinho ( 11 Novembro 2011) e Histórias de São Martinho: António Torrado (11 Novembro 2008).

 

antonio-torrado-ultima-castanha.jpg

 

A Última Castanha

António Torrado

https://www.sitiodolivro.pt/

 

 

sao-martinho-alicevieira.jpg

 

 

Manhas e Patranhas Ovos e Castanhas

Alice Vieira

edições Caminho 

 

Manhas e Patranhas, Ovos e Castanhas da autora Alice Vieira. O livro conta-nos a história de um homem que quer pagar uma dívida a uma senhora, dona de uma estalagem, mas essa senhora tenta engana-lo para ele pagar mais do que deve. Mas vão ser as castanhas assadas, quentes e boas, que vão ajudar este homem.
 
Esta história além de estar relacionada com o tema das castanhas que tanto se fala nesta altura, deixa também uma mensagem importante. Deixa-nos a pensar e demonstra que nunca conseguimos nada enganando os outros.

 

Actividades:

 

  • São variadas, dependendo do nível etário dos alunos. Aos professores cabe seleccionar as mais adaptadas ao níveis curriculares que leccionam: leituras, expressão escrita criativa, canções, actividades de expressão artistica (artes, música).
  • A programar para posterior apresentação em sala de aula, mediateca.

 

A Professora GSouto

 

10.11.2015

 

Licença Creative Commons

Oububro Rosa : Vamos participar na escola ? Recursos

 

 

pink-october1.jpg

 

 

Hoje, 30 de Outubro é Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama. Em Portugal são detectados anualmente cerca de 5 000 novos casos de cancro da mama e 1 500 mulheres morrem vítimas desta doença.

 

Apesar da gravidade dos números, a taxa de mortalidade tem vindo a diminuir ao longo dos anos o que nos enche de alegria.

 

Há no entanto um outro dia dedicado a esta terrível doença. Dia Mundial de Luta Contra o Cancro, 4 de Fevereiro.

 

O objectivo do Dia Mundial de Luta Contra o Cancro é desmistificar algumas das ideias pré-concebidas sobre o cancro, informar sobre factores reais da doença e apoiar todos os que estão sofrendo de uma doença que, felizmente, tem feito muitos progressos na cura.

 

 

Pink-Out-Loud-paul-mitchel.jpg

 

Saber +

 

A celebração do Dia Mundial baseia-se na Carta de Paris, aprovada em 4 de fevereiro de 2000, na Cimeira Mundial Contra o Cancro para o Novo Milénio.

 

A Carta apela à aliança entre investigadores, profissionais de saúde, doentes, governos e parceiros da indústria no âmbito da prevenção e tratamento do cancro

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de 40% de todos os cancros podem ser prevenidos e outros podem ser detectados numa fase precoce do seu desenvolvimento, tratados e curados.

 

 

pink-october.jpg

 

 

Este post é a nossa homenagem aos queridos alunos que perderam o combate, mas não deixaram de lutar. Um toque especial deixaram en nossas vidas. Na minha, em especial.

 

É também para os alunos que possam ter sofrido uma perda na família e com quem nos cruzamos no dia-a-dia na escola, nas nossas aulas.

 

Assunto delicado, mas que deve ser introduzido nas áreas curriculares, de modo a ajudar todos os jovens que enfrentam a doença pessoalmente ou na pessoa de um familar, pai ou mãe ou até em alguns casos irmãos.

 

Objectivo:

 

Desmitificar o preconceito, desfazer medos, apoiar todos os que sofrem em si ou com familiares.

 

 

 

 

A Culpa é das Estrelas, 2014

The Fault In Our Starts

http://www.imdb.com/

 

Proposta:

 

A Culpa é das Estrelas - filme, livro - a explorar em sala de aula. Diferentes áreas curriculares.

 

A Culpa é das Estrelas, tradução de The Fault in Our Stars, foi realizado por Josh Boon, e  estreou em Portugal em Junho de 2014.

 

Nivel etário: + 12 anos.

 

 

culpa-das-estrelas3.jpg

 

 

 A Culpa é das Estrelas

John Green

lEdições ASA

http://www.fnac.pt/

 

Baseado no livro A Culpa é das Estrelas de John Green, o filme conta a história de dois adolescentes - Augustus e Hazel - que frequentam a mesma escola e um dia chocam um com o outro nos corredores.

 

Em Janeiro 2013, esta novela de Green The Fault in Our Stars foi aclamado pela crítica da especialidade e chegou a ser um best-seller da lista de vendas do jornal The New York Times

 

Não é um livro alegre, embora tenha passagens divertidas e cheias de ternura. Mas é um livro de história de vidas que vai encantar e comover.

 

Talvez muitos tenham visto a sua adaptação ao cinema. Passou nas salas durante os meses de verão de 2014. Eu fui vê-lo. E adorei. Na sala, muitos adolescentes acompanhados pelos pais.

 

Todos saimos muito comovidos, embora tenhamos rido e chorado ao longo do filme. É uma lição de vida que fala de dois adolescentes que viveram intensamente os últimos meses das suas vidas.

 

 

 

 

 

 

Resumo:


Apesar do milagre da medicina que fez diminuir o tumor que a atacara há alguns anos, Hazel nunca tinha conhecido outra situação que não a de doente terminal, sendo o capítulo final da sua vida parte integrante do seu diagnóstico. Mas com a chegada repentina ao Grupo de Apoio dos Jovens com Cancro de uma atraente reviravolta de seu nome Augustus Waters, a história de Hazel vê-se agora prestes a ser completamente rescrita...

 

Perspicaz, arrojado, irreverente, mas real. A Culpa é das Estrelas é a obra mais ambiciosa e comovente que o premiado autor John Green nos apresentou até hoje, explorando de maneira brilhante a aventura divertida, empolgante e trágica que é estar-se vivo e apaixonado na adolescência.

 

 

 

 

A Culpa é das Estrelas, 2014

The Fault In Our Starts

http://www.imdb.com/

 

Será, neste mês de Outubro dedicado à prevenção do cancro em Portugal, uma bela e sensível homenagem a todos os jovens e crianças que são atingidos pela doença, mas que vivem com alegria e esperança até ao último instante. É o caso de Augustus, e foi o caso da Princesa Nónó que nos encantou durante a sua curta vida, com os seus sorrisos que enchem as nossas almas.

 

 

 

 

A Culpa é das Estrelas, 2014

The Fault In Our Starts

http://www.imdb.com/

 

Actividades:

  • Informar-se na bibliteca da escola se o livro em vários exemplares faz parte dos livros adquiridos, para distribuir pelos alunos da turma. Se não houver, o que duvido, dado que foi um livro, a partir do filme que chamou a atenção de pedagogos e adolescentes. Mas se for o caso, a professora poderá apresentar uma Ficha formativa de leitura orientada com excertos do livro de John Green.
  • Se a mediateca da escola não tiver adquirido The Fault In Our Starts (video), poderão dirigir-se previamente a clube de video e depois projectar na sala de aula, não sem antes fazer uma preparação do grupo/turma.
  • “O verdadeiro amor nasce em tempos difíceis.” (Pág. 31) : deixar os alunos expressar-se sobre esta frase do livro.
  • Dar a palavra aos alunos : há alunos que já leram o foram ver o filme com os pais que gostarão de expor as suas opiniões sobre as duas personagens adolescentes, seus comportamentos diversos face à mesma doença. Haverá alunos que poderão conectar esta história com suas vivências pessoais.
  • Propor a criação de letra para uma canção de esperança que poderá ser posteriormente musicada com o apoio dos curriculos de Música.
  • Também em transdiscplinaridade, propor aos professores de Educação Física a organização de uma Corrida Rosa (alunos, professores, pais, auxiliares de educação).

 

 A razão deste meu post ? Apoiar os alunos a  lidar com os mais variados lados da vida. A mensagem é forte, real, mas muito terna.

 

Sei que apesar de tudo. vão gostar. E se viram o filme, vão gostar de ler ou reler o livro. Encantador, humano, tremendo, comovente. Uma lição de vida.

 

Professores podem convidar os alunos a visitar sobre o mesmo tema, o BlogSdiz (FrançaisLE) Octobre Rose : On participe au collège et lycée ? que apresenta uma outra leitura que poderá incentivar os alunos  a apresentar um livro ou filme sobre o tema, e que tivessem gostado.

 

A Professora GSouto

 

30.10.2015

 

 Licença Creative Commons

José Mauro de Vasconcelos : 'Meu Pé de Laranja Lima', livros, filmes & audiolivro !

 

 

jose-mauro-vasconcelos3a.jpg

 

Meu Pé de Laranja Lima

José Mauros de Vasconcelos

https://www.fnac.pt/

 

José Mauro de Vasconcelos foi um escritor brasileiro, autor do romance juvenil Meu Pé de Laranja Lima, obra que se tornou um clássico da literatura brasileira. Lido em vários países. Faz parte do PLN.

 

Google Doodle:

 

 

doodle-jose-mauro-vasconcelos.jpg

 

Google Doodle 95ª Aniversário de José Mauro Vasconcelos

https://www.google.com/doodles/

 

Jose Mauro de Vasconcelos, escritor brasileiro lido nas nossas aulas de Língua Portuguesa, é hoje homenageado pela Google com um Doodle encantador que remete para a sua obra mais conhecida, Meu Pé de Laranja Lima. Goodle celebra assim o 95° aniversário do famoso escritor brasileiro.

 

 

José Mauro de vasconcelos 

créditos: Autor não identificado

 

Dados biográficos

 

O escritor, nasceu em 26 de Fevereiro 1920, no Rio de Janeiro, era filho de uma família portuguesa que emigrou para São Paulo. Como seus pais tinham poucos recursos, José Mauro teve que ir morar com seus tios para o Rio Grande do Norte, em Natal.

 

Já adulto, entrou na Faculdade de Medicina da capital potiguar, mas abandonou o curso no segundo ano e voltou ao Rio de Janeiro em busca de melhores oportunidades.

 

 

jose-mauro-vasconcelos1.jpg

 

 

José Mauro Vasconcelos

https://www.ebiografia.com/

 

De volta a sua cidade natal, José Mauro trabalhou nas mais diversas áreas: foi carregador, instrutor de boxe e garçon, até conseguir uma bolsa de estudos na Espanha.

 

Desanimado com a vida académica, abandonou os estudos após uma semana e decidiu viajar pela pela Europa.

 

Junto com os irmãos Villas-Bôas, o escritor atravessou a região do Araguaia, onde se dedicou à defesa do ambiente e lutou pelos índios. 

 

 

 

 

Meu Pé de Laranja Lima

José Mauro de Vasconcelos

 http://static.fnac-static.com/

 

Em 1942, estreou-se na carreira literária com o livro "Banana Brava", que reflecte sobre o mundo dos homens do garimpo. A seguir veio "Rosinha, Minha Canoa" de 1962, o seu primeiro sucesso.

 

Além de escritor, o carioca foi também actor. Morreu aos 64 anos de broncopneumonia, em São Paulo. 

 

 

jose-mauro-vasconcelos-Rosinha-Minha-Canoa.jpg

 

 

Rosinha, minha Canoa

José Mauro de Vasconcelos

http://images.portoeditora.pt/

 

Sinopse:

 

Rosinha, a canoa, leva Zé Orocó pelas águas do Rio Araguaia, nos sertões de Goiás, transportando-o por um mundo onde quem manda é a mãe natureza. ...

 

 

josemaurovasconcelos4.jpg

 

 

Rosinha, minha Canoa

José Mauro de Vascnocelos

https://fbcdn-sphotos-a-a.akamaihd.net/

 

 

 

 

Meu Pé de Laranja Lima

José Mauro de Vascnocelos

https://m1.behance.net/

 

Mas o livro que lhe daria fama foi Meu Pé de Laranja Lima, publicado em 1968. A obra é baseada em experiências pessoais de José Mauro de Vasconcelos e retrata o choque sofrido na infância com as bruscas mudanças familiares e da vida.

 

Filmes: Meu Pé de Laranja Lima

 

 

jose-mauro-vasconcelos-filme1970.jpg

 

Meu Pé de Laranja Lima

adaptação ao cinema 1970

créditos: via YouTube

 

Meu Pé de Laranja Lima teve a sua primeira adaptação em 1970, um filme com a direcção de Aurélio Teixeira. E a última adaptação em 2012 pelo cineasta Marcos Bernstein

 

 

jose-mauro-vasconcelos-filme.jpg

 

 

Meu Pé Laranja Lima, adaptação cinema 2012

http://lounge.obviousmag.org/

 

Este livro foi posteriormente adaptado ao cinema e também à televisão : dois filmes e três telenovelas foram inspiradas no livro. 

 

 

 

 

jose-mauro-vasconcelos-film-persg.jpg

 

 

Meu Pé de Laranja Lima, filme, 2012

Marcos Bernstein

 http://pt.wikipedia.org/

 

 

Ir + longe:

 

José Mauro de Vasconcelos tinha como principal característica o facto de escrever livros rapidamente. Meu Pé de Laranja Lima, por exemplo, foi escrito em apenas doze dias.

 

E é precisamente este livro, Meu Pé de Laranja Lima que lemos tantas vezes nos curriculos de Língua Portuguesa, Faz também parte do Plano Nacional de Leitura.

 

Leitura digital:

 

Poderás ler um excerto do livro aqui

 

 

 

 

Meu Pé de Laranja Lima

José Mauro de Vasconcelos

 http://static.fnac-static.com/

 

Sinopse:

 

Meu Pé de Laranja Lima conta a história de um garotinho de cinco anos, Zezé. O menino faz parte de uma família muito pobre, porém grande, com muitos irmãos.

 

A mãe de Zezé trabalhava numa fábrica, mas seu pai estava desempregado, o que deixou família com grandes dificuldades. As irmãs tomavam conta dos mais novos da família, mas Zezé eram quem ficava junto do seu irmão mais novo, Luiz.

 

É num pé de laranja lima onde o garotinho tem todas as suas grandes aventuras.

 

 

TV séries

 

Também a televisão fez três novelas que tiveram o livro como base, sendo a primeira em 1970 exibida pela TV Tupi, em 1980 na Bandeirantes, e em 1998, novamente na Bandeirantes.

 

 

jose-mauro-vasconcelos-livro-meu-pe-laranja-lima-a

 

Meu Pé de Laranja Lima

José Mauro de Vasconcelos

Audiolivro

 

Audiolivro

 

Rafael Cortez gravou em audiolivro O Meu Pé de Laranja-Lima, de José Mauro de Vasconcelos, clássico da literatura infanto-juvenil escrito.

 

Rafael Cortez diz que este é o primeiro que ele pediu, de facto para fazer: "Pedi para fazê-lo porque é minha primeira referência concreta de literatura. Foi o que mais me marcou, me apaixonei pelo livro".

 

Na Coreia do Sul, a história foi publicada em versão de banda desenhada. Em 2012, Marcos Bernstein dirigiu mais uma versão cinematográfica de Meu Pé de Laranja Lima.  A estreia aconteceu no Festival do Rio em 2013. 

 

Além de escritor, o carioca foi também actor. Morreu aos 64 anos de broncopneumonia, em São Paulo. 

 

Outros livros:

 

Mas José Mauro de Vasconcelos tem outros obras de literatura juvenil que podem ser propostas para leitura individual:

 

 

jose-mauro-vasconcelos.png

 

 

Coração de Vidro

José Mauro de Vascnocelos

 http://www.casasbahia-imagens.com.br/

 

O Meu Pé de Laranja Lima celebrou 50 anos em 2018. Em 2018, o livro que encantou gerações com a história de Zezé, “um meninozinho que um dia descobriu a dor…”, completou 50 anos.

 

O Meu Pé de Laranja Lima”, de José Mauro Vasconcelos, foi lançado pela Editora Melhoramentos em 1968 e, desde então, conta com mais de 150 edições no Brasil e dois milhões de exemplares vendidos. É o livro brasileiro com o maior número de traduções para outras línguas, num total de 15 idiomas e 23 países.

 

 

Meu Pé de Laranja Lima: 50 anos

 

 

jose-mauro-vasconcelos4.jpg

 

 

Meu Pé de Laranja Lima

José Mauro de Vasconcelos

edição comemorativa 50 anos

https://www.saraiva.com.br/

 

Para celebrar seus 50 anos, a obra tem nova edição. Uma edição especial de capa dura e novo projecto gráfico, com ilustração de capa de Laurent Cardon. Contém informações sobre o livro, o autor e o contexto histórico da narrativa, bem como  notas de rodapé escritas pelo escritor Luiz Antonio Aguiar.

 

O leitor também fica sabendo que O Meu Pé de Laranja Lima tem duas obras complementares: os romances Doidão (1963), no qual Zezé é retratado com 19 para 20 anos, e Vamos Aquecer o Sol (1974), que retrata o menino aos 10 anos, vivendo com pais adotivos em Natal, Rio Grande do Norte.

 

Sucesso atemporal, O Meu Pé de Laranja Lima  promete continuar encantando as próximas gerações.

 

 

jose-mauro-vasconcelos-livro-pintor.jpg

 

 

O Palácio Japonês

José Mauro de Vasconcelos

https://www.bertrand.pt/

 

Pedro, um pintor solitário, há muito não produz um quadro. Em uma de suas freqüentes visitas à Praça da República, em São Paulo, descobre um magnífico palácio oculto onde vive um pequeno príncipe japonês chamado Tetsuo. O menino, acometido por uma doença incurável, descobre em Pedro um aliado de seu destino. O pintor começa a recriar em seu ateliê as paisagens e os elementos do misterioso mundo de seu sonho. E o faz com tal força e beleza que suas obras são consideradas dignas de uma exposição, reabrindo ao pintor as galerias de arte da cidade.

 

 

Livros José Mauro Vasconcelos, traduções

via Filipe Lindoso/ PublishNews.br

 

Há traduções em espanhol, coreano, chinês, polaco, alemão, turco, japonês, croata, catalão, romeno, dinamarquês e tailandês. Sabe-se que existiram traduções em francês e inglês. São 115 traduções registradas.

 

Actividades:

 

  • Convidar os alunos a ler excertos de Meu Pé de Laranja Lima, seleccionados por eles. Solicitar a razão dessa escolha, deixando que os alunos exprimam as suas ideias.
  • Ir até à biblioteca da escola e tentar encontrar outros livros de José Mauro de Vasconcelos. Se não forem encontradas outras obras, os alunos farão uma pesquisa na Internet, e se possível lerão algum excerto de um desses livros.
  • Para os alunos brasileiros, quem sabe se a biblioteca escolar possui os DVD dos filmes sobre Meu Pé de Laranja. Se assim for, requisitar o filme e visionar durante duas/três aulas.
  • Não esquecer de fazer a preparação prévia dessas aulas, programando actividades pedagógicas de apoio.

 

A Professora GSouto

 

26.02.2015

actualizado em 27 Fevereiro 2021

 

Licença Creative Commons

 

Adrian Mole, quem não leu?

 

 

Adrian Mole (1ª edição)
Editora Difel
Quem não lembra o "Diário de Adrian Mole aos 13 anos e 3/4" ? Quantos não leram ao longo de todos estes anos, depois da sua publicação? Foi nos anos 80 que este adolescente com borbulhas, completamente apaixonado por Pandora, apareceu nas livrarias. E apanhou de surpresa toda uma geração que se viu, de repente, retratada de modo tão real, na difícil travessia da adolescência.
E não foram só os rapazes que leram e se divertiram com as desventuras de Adrian Mole. Muitas adolescentes soltaram boas gargalhadas ao ler as páginas do diário de Adrian Mole.
E como foi um dos livros que sempre lemos nas aulas de Língua Portuguesa, este post pretende assim homenagear a autora de uma saga muito querida de toda uma geração que cresceu com Adrian Mole. Prendeu muitos adolescentes, não com a dimensão de Harry Potter, mas mesmo assim, teve o mérito de fidelizar várias gerações de leitores.
A escritora Sue Townsend, autora desta série de livros de grande sucesso Adrian Mole, morreu ontem, quinta-feira, vítima de uma doença rápida, segundo informa a BBC. No entanto Sue Townsend que nasceu em Leicester, Inglaterra, a 02 de Abril de 1946, tinha graves problemas de saúde há alguns anos.
Sue Towsend

Quando, aos 36 anos, escreveu “O Diário Secreto de Adrian Mole”, jamais imaginou o sucesso que toda a saga viria a alcançar, não só em Inglaterra, como em quase todos os países da Europa e até no Japão. Foram vendidas mais de 20 milhões de cópias em todo o mundo.

 

O primeiro livro da sua série O Diário Secreto de Adrian Mole foi publicado em 1982. Para completar a saga, Sue Towsend estava agora a escrever o décimo volume.

 

O Diário Secreto de Adrian Mole foi traduzido em 30 línguas e  teve uma adaptação para cinema e televisão.

 

 

 

Adrian Mole, vol. II

http://imagens.presenca.pt/

 

Em Março 2013, numa rara aparição no festival literário de Oxford, a autora do diarista mais acarinhado em Inglaterra anunciou que o fim das entradas confessionais estava para breve.

 

Segundo o "The Times", Townsend achava que poderia escrever mais dois volumes da saga, depois de oito volumes, encerrando aí a sua criatividade por motivos de saúde. Sue Towsend preparava assim a publicação do seu 10º volume.

 

 

 

 

Adrian Mole, vol I (reedição 2013)

http://imagens.presenca.pt/

 

Os problemas de saúde atormentaram a autora da série juvenil campeã de vendas.  Adrian Mole, o miúdo borbulhento apaixonado por Pandora, que acalmava as suas dores de crescimento com o doce sabor de um chocolate Mars, é hoje um homem feito. 

 

Os livros, que deram fama a outras personagens, como o velho comunista Bert Baxter, o bully skinhead Barry "Baz" Kent, o amigo americano Hamish Mancini, a tia Susan ou, claro, Pandora Braithwaite, foram traduzidos em mais de 30 línguas, deram origem a três séries televisivas, uma peça de teatro, jogos de computador e inspiração para programas de rádio.

 

A morte de Sue Towsend foi comentada  em todos os jornais ingleses e internacionais e muitos dos seus admiradores lamentaram a perda de uma escritora que sabia brincar com a realidade, trazendo-a para a ficção como um humor muito próprio e refinada ironia.

 

A autora de Harry Potter, J.K. Rowling prestou-lhe homenagem escrevendo na sua conta da rede social Twitter : "So sad to hear about Sue Townsend. She gave me so many laughs.

 

{#emotions_dlg.meeting}

Actividade:

 

  • Aproveitando a reedição da saga pela editorial Presença, poderá, depois de férias Páscoa, sugerir a leitura em sala de aula.
  • Apresentar uma breve biografia da autora. A morte recente facilitará o seus trabalho, já que a imprensa nacional e internacional publicou vários artigos sobre Sue Towsend.
  • Situar previamente a época em que a narrativa do diário de Adran Mole decorre (ver história recente do Reino Unido,anos 80's.
  • Solicitar aos alunos uma pesquisa pessoal ou em grupo.

 

A Professora GSouto

 

11.04.2014

 

Creative Commons License