Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Celebrar Charles Dickens : livros & recursos !

 

 

charles-dickens-biography.jpg

 

Charles Dickens

créditos: Bettman Archive

via Biography

Foi no dia 7 Fevereiro que Charles Dickens nasceu. Este ano celebra-se assim o seu 200º aniverário em todo o mundo, tal como em 2005 se celebraram  os 200 anos do nascimento de Hans Christian Andersen.

 

Várias cidades e organizaçoes culturais, a nível mundial, celebraram este dia com palestras, exposições e outros eventos culturais.

 

 

Google Doodle 200º Aniversário de Charles Dickens

https://www.google.com/doodles/

 

Google Doodle:

 

Google celebra com um Doodle o 200º aniversário de Charles Dickens, o grande escritor inglês que conhecemos através dos livros inesqucíveis. 

 

doodle-charles-dickens1.jpg.crdownload

 

Google Doodle 200º Aniversário de Charles Dickens

close-up Doodle

https://www.google.com/doodles/

 

doodler Mike Dutton criou um Doodle que incorpora vãrias das mais carismáticas personagens dol livros de Dickens. 

Aproveitem o Doodle para introduzir nas aulas curriculares alguns dos livros nele representados.

 

charles-dickens-jornal.jpg

 

Charles Dickens

créditos: Dickens Museum

https://dickensmuseum.com/

 

 

Dados biográficos:

 

Charles John Huffam Dickens nasceu em Portsmouth a 7 de Fevereiro de 1812. Experimentou o jornalismo e foi editor de várias publicações periódicas. Para garantir o sustento da família, trabalhou também numa fábrica. 

 

Dickens iniciou a sua carreira com a narrativa breve em 1833  "A Dinner at Poplar's Walk" (em fascículos) no jornal Monthly Magazine  e só depois veio a editar em livro.

 

charles-dickens-The Pickwik Papers.jpg

 

The Pickwik Papers

Charles Dickens

https://www.amazon.co.uk/

 

O mesmo aconteceu com o seu primeiro romance, The Pickwik Papers (1836-1837), e com os seguintes, que foram primeiramente publicados em folhetim mensal ou mesmo semanal. 

 

 

charles-dickens-museum.jpg

 

Charles Dickens em Portugal

BN de Portugal

http://www.bnportugal.gov.pt/

 

Celebração em Portugal:

 

O Bicentenário do nascimento do escritor Charles Dickens foi assinalado em Portugal com a inauguração de duas exposições e uma palestra que tiveram lugar na Biblioteca Nacional de Portugal.

 

 

charles-dickens-bnp.jpg

 

Oliver Twist

Charles Dickens

http://www.bnportugal.gov.pt/

 

Uma das exposições é a Mostra que está patente na Biblioteca Nacional desde 7 Fevereiro 2012, e que poderá ser visitada até 10 Março 2012.

 

"Esta iniciativa pretende evocar a recepção de Dickens em Portugal até à actualidade, predominantemente por via da tradução, publicada entre nós, em periódico e em volume, desde 1839, data em que surge a sua primeira obra traduzida."

 

 

 

Google Doodle 200º Aniversário de Charles Dickens

close-up  Doodle

https://www.google.com/doodles/ 

 

Foi no século XIX  que foram apresentadas ao público leitor as primeiras traduções em língua portuguesa de cinco dos romances de DickensOliver Twist (1837-1839), The Life and Adventures of Nicholas Nickleby (1838-1839), A Tale of two Cities (1859), Great Expectations (1860-1861)  e The Posthumous Papers of the Pickwick Club (1836-1837). 

 

Mas é no final do século XX que se assiste à tradução da narrativa de Dickens dedicada ao público infantil e juvenil.

  

 

charles-dickens-david copperfield-relogio.jpg.crdo

 

 

David Copperfield

Charles Dickens

Relógio d'Água (2011) 

https://relogiodagua.pt/

 

O seu romance favorito, de evidentes traços autobiográficos, David Copperfield (1849-1859), foi traduzido, pela primeira vez, em 1909, sendo retraduzido e publicado em Portugal mais sete vezes. 

 

A última edição é da Relógio D’Água. O romance é uma belíssima obra de inspiração autobiográfica em que se misturam tragédia, esperança, comédia, amor e morte.

 

Suponho que todos leram David Copperfield ou pelo menos viram a adaptação da obra ao cinema.

 

 

 

 

 

David Copperfield

Roman Polansky, 2005

https://www.imdb.com/

 

E se não leram David Copperfield, leram Oliver Twist, uma narrativa também de carácter autobiográfico. Charles Dickens teve um infância e adolescência muito difíceis. Abandonou a escola para ajudar a família, dado que o pai estava preso. Mas, isso não o fez desistir de se tornar um célebre escritor.

 

Oliver Twist foi adaptado váras vezes ao cinema. A versão mais actual é a de 2005, dirigida pelo cineasta franco-polaco, Roman Polansky. Foi galardoado com 5 'Oscars'.

 

Oliver Twist retrata uma mera semelhança da real infância de Charles Dickens, pobre e sofrida.

 

Vi o filme e adorei! O filme é excelente na narrativa e interpretações. O  protagonista “Oliver” é cativante, o que fez com que ganhasse milhares de admiradores em todo o planeta.

 

 

  

 
Actividades: 
 
  • É pois o momento de ler ou reler as obras mais importantes! Certamente que os vossos professores não deixarão passar esta efeméride sem voltarem à leitura dos belos e emocionantes livros de Charles Dickens.
  • Também as adaptações ao cinema de algumas obras de Dickens são excelentes recursos pedagógicos para explorar em sala de aula.
  • Aproveitem, desde já o fim-de-semana para procurar os filmes em DVD ou então ir à vossa estante e reler um dos livros aqui apresentados. É claro que todos leram "Conto de Natal". E viram em cinema.
 
 
A Professora GSouto
 
 
24.02.2012
 
 
Licença Creative Commons
 
 
Referências: BNP | Expresso
 
 

2 comentários

Comentar post