Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Páscoa : Ovos de chocolate

 

 

 

 

A tradição de oferecer ovos vem da China, conta-se. Há vários séculos, os orientais tinham por hábito embrulhar os ovos naturais com cascas de cebola e cozinhavam-nos com beterraba. Ao retirá-los do fogo, ficavam com desenhos mosqueados na casca. 

 

Os ovos eram dados então de presente na Festa da Primavera. 

 

Saber +

 

O costume chegou ao Egipto. Assim como os chineses, os egípcios também distribuíam os ovos no início da nova estação.

 
Depois da morte de Cristo, os cristãos consagraram esse hábito mas como lembrança da ressurreição. E no século XVIII, a Igreja adoptou-o como símbolo da paz.
 
 
Desde então, trocam-se os ovos enfeitados no domingo após a Semana Santa. Há duas versões para explicar a substuição de ovos naturais pelos de chocolate. Uma delas conta que a Igreja proibia, durante a Quaresma, a alimentação que incluísse ovos, carne e derivados de leite.
 
 
 
Mas essa versão é contraditória, pois, na Idade Média, era comum a bênção de ovos durante a missa antes de entregá-los aos fiéis.
 
 
A hipótese mais provável é o ínício do desenvolvimento da indústria de chocolate, por volta de 1828.
 
 
 

 

Então, para todos uma Feliz Páscoa! Seja qual for a vossa religião ou crença. O que é mesmo importante é o símbolo da partilha.

 

 A Professora GSouto
 
 
22.03.2008
 
 
Licença Creative Commons 
 
 
Referências : tradições & costumes

 

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    G.S. 27.03.2008


    Olá Mâe da Joana [5H]

    Muito obrigada tenho passado bem, tentando descansar o mais possível para um período que se anuncia
    E a senhora como está? A família toda bem?

    É verdade! Várias comemorações se sucederam que a Páscoa [muito cedo, este ano] veio ofuscar.

    Todas essas 'comemorações'... o blogue celebrou nos anos anteriores, porque estávamos em tempo lectivo:Dia da Poesia, Dia da Árvore... quanto ao 'Dia do Teatro' ainda está a ser celebrado

    Confesso que não entro em 'grandes exageros' açucarados... apenas porque não aprecio muito... mas degustei algumas... assim manda a tradição

    Sim, andar a é óptimo... pena a Primavera está tão Esperemos aqueles dias de brilhante em que a Natureza mostra com mais vaidade seu manto colorido!

    Sensibilizada pelo poema deixado! Miguel Torga é um dos meus poetas preferidos e foi 'quase' esquecido pelo seu país, na passagem do seu 'Centenário'... só entidades particulares o celebraram!

    Mas, embora as celebrações já tenham terminado em Janeiro, não está esquecido! Vai ser 'tema' a trabalhar/descobrir no 3º período

    Agora, a minha vez de deixar aqui um dos 'meus' poemas de Torga:

    Lição

    Oiço todos os dias,

    De manhãzinha,

    Um poema

    Cantado por um melro

    Madrugador.

    Um poema de amor

    Singelo e desprendido,

    Que me deixa no ouvido

    Envergonhado

    A lição virginal,

    Que é sempre o mesmo, e sempre variado.


    Miguel Torga, Diário X, 2ª edição, Ed. do Autor

    Excelente semana!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.