Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia da Mãe

Um dia lindo, hoje! Dia das Mães! Google celebra este dia com um brilhante e colorido Doodle representando um pouco como o Dia da Mãe é comemorado no nosso pais. Um doodle ternurento mais virado para os mais pequenos, mas muito carinhoso.

 

O Dia da Mãe é celebrado em quase todos os países, mas em dias diferentes entre os meses de Abril e Maio.

 

Esta celebração vem da Grécia Antiga ligada às comemorações primaveris, em honra de Rhea, mulher de Cronos e Mãe dos Deuses. Em Roma, as festas do Dia da Mãe eram dedicadas a Cybele, a Mãe dos Deuses romanos, e as cerimónias em sua homenagem começaram por volta de 250 anos antes do nascimento de Cristo. Também em Roma esteve associado ao festival de Hilaria 

 

Nas civilizações mais modernas, remonta ao século XVII. No Reino Unido celebra-se o Dia da Mãe no 4º domingo de Quaresma, “Domingo da Mãe”, que homenageava todas as mães inglesas.

 

Em Portugal, o Dia da Mãe é celebrado no primeiro domingo de Maio. É uma das homenagens mais especiais, já que mãe é a pessoa mais importante da nossa vida.

 

Muitas são as formas de presentearmos as mães e o que importa realmente é o carinho, o cuidado e o respeito que temos por elas o ano inteiro e até ao filnal.

 

 

Audrey Hepburn | Google Doodle

www.google.com

 

E hoje, já que Google a homenageia, vou falar-vos de uma mãe na vida real e uma mãe humanitária, uma das primeiras embaixadoras da UNICEF, Audrey Hepburn. É lógico que a maior parte de vós não a conhece, a não ser que seja seguidor da UNICEF. Mas, se perguntarem às vossas mães, elas vão saber falar-vos dela.

 

Audrey Hepburn foi uma talentosa actriz, que completaria 85 anos hoje. Audrey Kathleen Ruston, conhecida internacionalmente por Audrey Hepburn, nasceu na Bélgica em 4 de maio de 1929 e ganhou notoriedade em todo mundo pelos filmes que interpretou, entre eles Breakfast at Tiffany's, o musical My Fair Lady e Guerra e Paz baaeado no clássico de Leo Tolstoi, um dos mais escritores russos e vulto maior da literatura mundial.

 

Foi premiada com o Oscar de melhor atriz em 1954 e recebeu muitos outros galardões. Retirou-se do cinema prematuramente para se deducar às crianças de todo o mundo como Embaixadora da UNICEF

É este seu lado humanitário que pretendo aqui homenagear hoje, no Dia da Mãe. Se reparamos bem para o Doodle cujo video verão mais abaixo, Google já representa nele o lado humanitário de Audrey Hepburn. Todas as crianças que ela segura pela mão. Da Somália à Etiópia, Bangladesh, e Viet Nam.

 

 

 

Audrey Hepburn | Embaixadora UNICEF
É portanto adequado relembrar Audrey Hepburn no Dia da Mãe, como mãe, e como humanitária, incluindo nesta postagem uma curta homenagem ao seu trabalho junto de tantas crianças orfãs ou desprotegidas.
A todas as Mães, a todas sem excepção, um abraço e um beijo cheios de simpatia e de ternura!

Feliz Dia da Mãe !

 

A Professora GSouto

 

04.05.2014


Creative Commons License


Filipinas: desolação total

 

 

 

 

Destruição nas Filipinas | Tufão Haiyan

foto: autor não identificado

 www.google.com/images

 

A catástrofe que se abateu sobre as Filipinas e que está em risco de se repetir nos próximos dias, segundo as previsões meteorológicas, deixaram-nos profundamente comovidos e sem palavras para descrever o sofrimento dos Filipinos.

 

O mortífero tufão Haiyan, agora denominado Yolanda, devastou todo o centro do arquipélago durante a noite de sexta-feira, dia 8 Novembro 2013, e uma grande parte do dia de sábado, 9 Novembro.

 

A ilha de Leyte foi a mais atingida. Só na capital provincial de Tlacoban há a registar 10 mil mortos1). E falta chegar às populações isoladas.

 

O secretário-geral da ONU Ban Ki-Moon instou à solidariedade e são vários os países e organismos internacionais que já anunciaram o envio de donativos e equipas de emergência para as Filipinas. O Papa Francisco doou cerca de 112 mil euros. 


"Para além da ajuda humanitária, a UE está já a enviar recursos para  a reabilitação e reconstrução possíveis", disse o comissário europeu para  o Desenvolvimento, Andris Pielbags, que viajou para as Filipinas. 

 

As Filipinas decretaram hoje o estado de calamidade perante confusão instalado com o rasto de destruição deixado pelo supertufão Haiyan. A comunidade internacional já está mobilizada na ajuda humanitária, mas uma nova tempestade ameaça agora complicar ainda mais os esforços de socorro.

 


Filipinas

foto: Romeo Ranoco | REUTERS

http://expresso.sapo.pt/


É que uma nova calamidade está prevista para hoje, terça-feira, à noite, 
Novembro 12. O ciclone Zoraida deverá atingir o sul das Filipinas e fustigar zonas já devastadas pelo tufão Haiyan. Previsões de mais inundações compromete a ajuda humanitária, quando continua a haver um número indeterminado de desaparecidos.

 

Os Serviços Atmosféricos, Geofísicos e Astronómicos das Filipinas alertam para chuvas moderadas a fortes, que podem causar inundações e deslizamentos de terras. A depressão tropical que se encontra a pouco mais de 600 quilómetros da cidade de Hinataun, com ventos de 55 quilómetros por hora, segue a mesma trajetória no mar que o Haiyan, embora com menos força, mas poderá intensificar-se antes da sua chegada a terra. 



Criança Filipina

foto: Bullit Marquez | AP

www.google.com/images

  

Entretanto o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) indicou, em comunicado no dia 10 Novembro, que está a acelerar o envio de provisões de urgência para as zonas mais  afectadas pelo furacão 

 

Contudo, "chegar às zonas mais afectadas é muito difícil" porque "os  acessos estão limitados por causa da destruição causada pelo tufão nas infraestruturas  e comunicações".

 

Tomoo Hozumi, chefe da delegação da Unicef das Filipinas

 

A Unicef adiantou que providenciou alimentos para crianças, bem como  água e material higiénico-sanitário para três mil famílias, que serão distribuídos,  assim que os acessos o permitirem, na zona de Tacloban, capital devastada  da província de Leyte. 

 

Alimentos terapêuticos, kits de saúde, kits de água e higiene para apoiar cerca de 3.000 famílias nas zonas afectadas foram já mobilizados a partir dos stocks existentes no país, começou a ser enviado,  por avião, a partir de Copenhaga, na Dinamarca, com distribuição prioritária na zona de Tacloban, assim que o acesso seja possível.

 

Material que inclui sabão, pastilhas purificantes  de água, suplementos nutritivos, mantas e medicamentos, começou a ser enviado,  por avião, a partir de Copenhaga, na Dinamarca. 

 

Guardado num armazém da Unicef, o material permitirá ajudar mais dez  mil famílias, nomeadamente os afetados por um recente terramoto na zona  de Bohol.  

 

 

Crianças Filipinas

foto: Romeo Ranoco | REUTERS

www.google.com/images

 

Segundo as últimas estimativas, cerca de 4 milhões de crianças terão sido afectadas pela catástrofe provocada pelo tufão Haiyan.

 

"À medida que vamos tendo uma imagem mais nítida do impacto desta crise devastadora, não restam dúvidas de que o número de crianças afectadas é superior ao que se pensava inicialmente,” disse ainda Tomoo Hozumi. “A UNICEF está a fazer tudo o que é possível para chegar a estas crianças o mais rapidamente possível com bens essenciais, para proteger a sua saúde, segurança e bem-estar nos dias difíceis que têm pela frente.”

 

A Unicef alertou ainda para o aumento dos riscos de as crianças caírem  em redes de tráfico de menores, lembrando que os mais pequenos necessitam  de "espaços seguros e protegidos para brincar e retomar os seus estudos".

 

Visitem o site da Unicef e vejam se podem auxiliar em algumas das campanhas que este organismo da Nações Unidas está a desenvolver.

 

Todos juntos, poderemos fazer mais.

 

A Professora GSouto

 

12.11.2013

 

{#emotions_dlg.meeting}

 

1) O número de vítimas mortais foi actualizado nas últimas horas pelo presidente filipino. Benigno Aquino declarou à CNN que o número de mortos  deverá situar-se 2 000 et 2 500, contrariamente  aos 10 000 anunciados até hoje.

 

Actualização: 13.11.2013

 

 Licença Creative Commons

Solidariedade com Haiti : sismos

 

 

 

AP Photo/ Ramon Espinosa

http://news.yahoo.com/photos

 

O sismo que abalou Port-au-Prince, no passado dia 12 Janeiro, devastou o Haiti. Mais de 75 mil pessoas morreram, 250 mil ficaram feridas e um milhão  está  sem-abrigo, anunciou ontem, dia 19 de Janeiro, a direcção da Protecção Civil haitiana.

 

No balanço divulgado anteriormente pela secretária de Estado da Alfabetização, Carol Joseph, dava conta de 70 mil mortes.

 

O Haiti precisa de abrigos para os desalojados, água, alimentação, medicamentos e pessoal qualificado, acrescentou ainda a direcção da Protecção Civil haitiana, em comunicado.

 

A ajuda internacional que tem chegado ao Haiti desde a semana passada, depois do mundo ter tomado conhecimento desta imensa catástrofe, tem enfrentado inúmeros problemas de logística, o que faz com de muitos haitianos continuem desesperados em busca de comida e água.

  

 

 

REUTERS/Wolfgang Rattay

 http://www.minnpost.com


Um novo sismo de magnitude 6,1 fez-se sentir na já devastada capital do Haiti, esta quarta-feira de manhã, criando o pânico entre os sobreviventes do sismo da semana passada. As pessoas fugiram todas para a rua, mas felizmente desta vez não há notícias de vítimas ou destruição! 

 

Por todo o lado, se unem esforços para ajudar o povo haitiano. Portugal enviou uma equipa que integra a AMI - Médicos sem Fronteiras.

 

A AMI aceitou assim o convite para integrar o contingente português que partiu a bordo do C-130 da Força Aérea. no dia 15. Este avião teve alguns problemas técnicos antes de chegar ao Haiti.

 

Só no dia 18, de madrugada é que toda a equipa portuguesa chegou a Port-au-Prince.

 

net_for_good

 

A nível internacional foi criada uma plataforma comum de apoio ao Haiti,  a SixDegrees.org.

 

Organizações como a Unicef, Doctors Without Borders, e muitas outras uniram-se para que a ajuda possa ser canalizada adequadamente. Todas poderão visionadas aqui

 

O BlogdosCaloiros aderiu a esta plataforma, através da divulgação de um badge que poderá ser visto do lado direito.

 

Esta é uma das possíveis formas de voluntariado. Como costumo dizer... de pequenos gestos se fazem grandes acções.

 

 

Haiti 

https://www.unicefusa.org/

 

Actividades:

  • Solicitar ao alunos que se exprimiram sobre as imagens que viram na internet, noticiários televisivos, redes sociais;
  • Recolher imagens/fotos que os tenham abalado e falar das razões da sua escolha, sentimentos despertados;
  • Escrita criativa solidária: para cada foto que mais os tocou, escrever uma frase curta que exprima o que sentem ou descreva a interpretação que fazem da mesma;
  • Organizar pequenas acções de solidariedade : livros, roupas, material escolar que possam ser entregues a instituições de voluntariado para o material ser enviado para as crianças do Haiti

 

A solidariedade dos adolescentes não tem limites. Já observámos isso em outras campanhas de solidariedade.

 

A Professora GSouto

 

21.01.2010

 

 Licença Creative Commons


 fontes : Lusa

 

Páscoa diferente . solidariedade

 

 

0002pskq~

 

Foto : UNICEF| HQ06-0024|Sara Cameron

http://www.unicef.org 

 

Abdi Nasser Mohammed, 10 anos, sentado na terra árida com seu irmão Imram, nos arredores de Garissa, Quénia. Abdi toma conta de seu irmão mais novo, enquanto a mãe procura comida na cidade.

 

 UNICEF

(tradução livre)

 

Páscoa, amêndoas, ovos de chocolate, tantas outras  doçarias coloridas e apetecíveis!

 

Ignorar que nesta quadra de renovação, paz e fraternidade, muitas crianças não têm os alimentos imprescindíveis ao seu saudável crescimento e muitas vezes, à sua sobrevivência, soaria a imoralidade!

 

Em África, duas mil e setecentas crianças, com menos de cinco anos, estão afectadas pela pior crise de fome do continente.

 

É urgente fazer algo para que as Nações alterem urgentemente as suas acções e se debrucem sobre as exigências básicas de milhares de crianças no Mundo!

 

 Solidariza-te! Visita o sítio web da UNICEF e divulga entre os teus amigos.

 

http://www.unicef.org.uk/

 

A Professora GSouto

 

13.04.2006

 

 

 

Crianças sem Natal : direitos das crianças

 

unicef_cr_carenciadas_mund_unicef_shehzad_noorani_handout_reuters_14_12_05.jpg

 

 

Crianças recolhen alimentos em lixeira

 http://www.unicef.org/

 

Exclude & invisible é título do Relatório de The State of the Word's Children 2006 que pode encontrar no sítio web da Unicef.

 

 

Leeda, 14 anos, Camboja

http://www.unicef.org/

 

Since her mother left, Leeda has been in charge of the household. Every day she cooks, cleans and takes care of her brothers. A phone number to contact her mother in case of emergency is carved on one of the house's wooden beams. 

 

Queres conhecer melhor Leeda? Lê aqui

 

Diante de nossos olhos, perpassam fotografias de oito crianças, entre as quais Leeda, que nos contam as suas histórias plenas de privação física e moral.

 

 

Para conheceres as histórias de Keabetswe (Botswana), Ali (Jordão), Himal (Nepal), Martha (Serra Leoa), Ishen (Reino Unido), Nodira (Urbequistão), Yuleini (Venezuela), poder ler no site da Unicef aqui

 

E questionámo-nos perplexos, doridos:

 

- Que é feito da Convenção dos Direitos das Crianças?

 

Nesta época de grande alegria, muito carinho e tanto afecto, para muitos, não podemos esquecer as crianças que, tal como estas dos testemunhos, não têm Natal, vivendo excluídos  e invisíveis e abaixo de condição humana.

 

Para todos os meninos e meninas indefesos, com fome, sem Natal, vai o nosso pensamento cheio de ternura.

 

Que o Novo Ano altere substancialmente as suas vidas! E lhes dê o direito de ser crianças!

 

A Professora GSouto

 

19.12.2005

 

Licença Creative Commons

 

Direitos das Crianças : mensagem de alunos

 

 

crian_unicef_27_10_05.jpg

 

 

Meninas na escola 

http://www.unicef.pt/

 

 

"... Guerras, conflitos não declarados, terramotos, seca: em muitos países do mundo, as emergências naturais e as catástrofes provocadas pelo homem continuam a afectar as populações mais indefesas - e sobretudo as crianças. "

  

 

Grupo alunos 5C

 

27.10.2005

 

Licença Creative Commons

 

Fonte: http://www.unicef.pt/artigo.php?mid=18101112&m=3