Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Tributo a João Carvalho

.

 

 

 

João Carvalho 1988-2016

créditos: DN (não identfcados)

http://static.globalnoticias.pt/

 

"O desporto capacita, inspira e une."

 

Nações Unidas, Dia Intl Desporto 2016

 

João Carvalho, 28 anos, fazia a sua estreia internacional no mundo das Artes Marciais Mistas (MMA), no National Boxing Stadium, e morreu.

 

O lutador português estava internado no hospital Beaumont, em Dublin, desde sábado, depois de ter ficado em estado crítico na sequência de um combate na Irlanda

 

 

intl-day-4-sport-peace16.jpg

 

Dia Intl do Desporto  para o Desenvolvimento e Paz

http://www.un.org/

 

As Nações Unidas e a UNESCO celebraram no passado dia 6 Abril o Dia Intl do Desporto para o Desenvolvimento e para a Paz.

 

Saber +

 

En 2013, a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou o dia 6 Abril como Dia International do Desporto para o Desenvolvimento e a Paz, destinadi a celebrar a contribuição do desporto e da actividade física na educação, desenvolvimento humano, adopção de modos de vida sã e construção de um mundo pacífico. 

 

O Dia Intl do Desporto para o Desenvolvimento e para a Paz celebra o Desporto como um momento de elevar os valores fundamentais da partilha, respeito mútuo, que devem ser a alma do desporto.

 

Precisamente este ano, a UNESCO iniciou "uma campanha para promover o papel do desporto na aprendizagem de valores."

 

 

João Carvalho, 28 anos

creditos. Facebook

http://static.globalnoticias.pt/

 

João "Rafeiro" Carvalho fazia a sua estreia internacional no mundo das Artes Marciais Mistas (MMA), no National Boxing Stadium, quando foi alvo de sucessivos golpes por parte de Charlie Ward, conhecido pela alcunha the Hospital (a alcunha é explícita).

 

O português ficou em estado crítico. Foi assistido ainda no local pela equipa médica presente e depois transportado para o hospital onde foi submetido a intervenção cirúrgica cerebral. O atleta não resistiu às fracturas cerebrais.

 

Pergunto-me. Onde estiveram os valores da partilha, e do respeito preconizados pelas Nações Unidas por parte do lutador irlandês perante a vida do lutador João Carvalho? 

 

Chamavam-lhe "Rafeiro", era a alcunha de João Carvalho nos combates de Artes Marciais Mistas (MMA). Tinha 28 anos e morreu esta segunda-feira à noite, no hospital Beaumont, em Dublin, depois de ter sofrido lesões cerebrais graves num combate na capital irlandesa. O Total Extreme Fighting (TEF) no National Boxing Stadium, em Dublin foi tudo menos desporto. Foi barbárie.

 

As imagens  do atleta português João Carvalho no chão a ser alvo de violentos murros na cabeça por parte do atleta irlandês Charlie Ward estão a correr mundo, chocando muitas pessoas, dada a violência praticada no lutador caído.

 

 

 

 

Não me venham dizer que "as regras foram todas cumpridas". Se assim fosse, João não teria sido espancado sem ter meios para se defender, acabando por morrer dois dias depois devido às pancadas violentas na cabeça.

 

Rcuso-me a ver os vídeos repetidamente espalhados pelos media.E o respeito pelo João em momento tão trágico? Não têm os media também o dever de educar para a cidadania? 

 

Sou contra todo o tipo de desporto violento, e muito mais em desportos onde a ética desportista está tantas vezes ausente. É um vale tudo até acabar com um dos dos praticantes, sem dó nem piedade.

 

"O desporto é um poderoso vector de inclusão social, de igualdade de géneris e de autonomia dos jovens."

 

Irina Bokova, Director.General UNESCO (mensagem 2016)

 

Sim, o desporto deve ter essa função. O desporto, bem como a música oferecem a tantos adolescentes valores como a inclusão social, a igualdade de oportunidades, o respeito por si e pelos outros.

 

Não os encaminha para a morte. Retira-os da violência das ruas para um outro tipo de violência, com riscos muito maiores? O espancamento brutal é visível nas tristes imagens que percorrem o mundo do desporto.

 

O João poderia ter sido um aluno meu. Não foi o caso. Mas a sua morte entristece-me tanto como se tivesse cruzado a minha vida de docente. E foram tantos os alunos que encaminhei para o desporto, para a música ou para outras áreas que os realizaram e fizeram com que se afastassem de caminhos complexos da vida. Hoje muitos deles valorizados na carreira que seguiram.

 

Não chegam  os votos de pesar, nem a consternação da equipa de João Carvalho. Há que impôr regras rígidas de ética, sobretudo em desportos de grande risco. Não pode valer tudo.

 

Que esta morte possa ser valorizada para o estudo ético deste tipo de artes marciais.

 

RIP João Carvalho :-(

 

A Professora GSouto

 

13.04.2016

 

Licença Creative Commons

 

Lágrimas por Paris

 

Attaques-a-Paris-elyxyak.jpg

 

illustrateur YaK

http://yakillustrations.com/

 

"Estar de bem com a matemática é estar de bem com a vida. Respirar x vezes por hora é fundamental. Existe paz no rosto esculpido de Pitágoras. E a paz não se troca por nada porque inclui tudo o que é necessário."

 

José Luís Peixoto, Abraço

 

O mundo acordou mais triste, ontem, hoje ! Paris, a cidade que tanto admiramos, sofreu ataques violentos em vários locais, na noite de sexta-feira, 13 Novembro 2015. Na sala de espectáculos Le Bataclan*, onde cerca de 1 500 pessoas assistiam a um concerto da banda rock norte-americana Eagles of Death Metal; no exterior do stade de France onde decorria um jogo de futebol a que assistiam mais de 5 000 pessoas, entre as quais crianças; e finalmente em dois restaurantes parienses.

 

 

Paris, street art #PrayforParis

https://pbs.twimg.com/

 

No concerto dos Eagle of Death Metalestavam muitos adolescentes. Infelizmente entre as muitas vítimas, está também um elemento da equipa da banda. Tentava auxiliar outras pessoas. 

 

Paris está em todos os meios de comunicação social. Jornais, televisão, redes sociais, internet. Nas redes sociais, sucedem-se as mensagens de #PrayforParis de todos os internautas.

 

 

bataclan-1.jpg

 

Bataclan, sala espectáculos séc. XIX

Paris

http://www.apartrental.com/

 

*Le Bataclan é uma sala de espectáculos parisiense, construida em 1864, obra do arquitecto francês Charles Duval. O nome faz referência ao Ba-ta-clan, opereta de Offenbach.

 

A sala de espectáculos faz parte dos monumentos nacionais desde 11 Março 1991.

 

 

Attaques-a-Paris-louison.jpg

 

illustrateur Louison

http://louison.blog.lemonde.fr/

 

Perante os nossos olhos tristes, as imagens de sexta-feira, à noite, 13 Novembro, permanecem. Que humanidade é esta em que vivemos? É a pergunta que martela nosso pensamento.

 

Como é que pessoas que sentem como nós, são capazes de fazer algo tão terrível! Continuamos sem entender. Não há motivos que levem a matar, mesmo que o façam em nome de algo em que acreditam.

 

 

 

illustration : Grego Solsol

http://images7.livreshebdo.fr/

 

Professores, animadores extra-curriculares, pais, educadores em geral sentem a dificuldade de falar com alunos, educandos, sobre os tristes acontecimentos que tiveram lugar sexta-feira à noite, 13 Novembro, em Paris.

 

Vamos começar a semana. Amanhã, falaremos nas nossas aulas, mas sobretudo ouviremos, Sim, ouvir o que os alunos nos querem dizer, deixar que exprimem suas emoções sobre os ataques a Paris.

É conveniente, de qualquer modo, preparar alguns recursos pedagógicos para dialogar com os alunos.

 

Que dizer aos alunos : 

 

É fim-de-semana. Em Portugal, ao contrário de França, os alunos não têm aulas ao sábado de manhã.

 

Mas, amanhã, segunda-feira, os alunos estarão apreensivos, quererão contar o que viram, dar a sua versão, perante o que ouviram nos meios de comunicação social: jornais digitais, noticiários na televisão, redes sociais, internet. E também o que ouviram e família.

 

E depois, eles têm amigos musulmanos que frequentam a mesma escola, ou turma, e que condenam os atentados. Eles poderão sentir-se apreensivos sobre a reacção dos seus colegas na escola.

 

Algumas considerações para reflectir amanhã, segunda-feira.

 

  

Actividades:

 

Como encontrar as palavras adequadas para cada nível etário?  Sim, vai ser necessário falar. Mas essencialmente ouvir os alunos. E responder, deixando passar a mensagem que nem sempre temos resposta para as suas perguntas. É importante dar esse lado humano.

  • Se estiver em aula às 11:00 horas (12:00, Paris), solicitar aos alunos um minuto de silêncio, depois de lhes ter explicado a simbólica do gesto que poderá ser universal.
  • Ouvir o que os alunos entenderam, partindo das notícias ou comentários, imagens reais ou desenhos. Rectificar o que não compreenderam bem. E depois responder às dúvidas, interrogações, alguma angústia. Informações fundamentadas, ou a vossa maneira pessoal de como viveram estes dois dias.
  • Passar alguns dos cartoon que ilustradores franceses e mundiais criaram. Deixar que os alunos exprimam o que entendem de cada cartoon.
  • Ligar ao atentado de Chalie Hebdo e solicitar aos alunos que se exprimam sobre valores como tolerência, respeito pela vida humana, e pela identidade cultural de cada um.
  • Fazer passar a compreensão das ideias e opiniões dos outros, fomentar o diálogo, ajudar a desenvolver o sentido crítico, a condenação de todo o tipo de intolerância, valorizar valores como solidariedade.

 

Poderão encontrar mais recursos educativos em Talking about Freedom of Expression in School.

 

Bem conscientes das suas responsabilidades, mais fragilizados, também, os professores apresentar-se-ão diante dos seus alunos, amanhã, segunda-feira.


Lembremos que todos temos alunos de várias religiões, diferentes 
etnias, nas nossas salas de aula. Todos são amigos, e respeitam-se nas suas diferenças. Todos nos respeitamos nas nossas diferenças, preservamos a essência humana.

 

O mundo está mais triste. Estamos todos, hoje, menos livres, mais inseguros. Mas juntemos as nossa voz a #PrayforParis.

 

A Professora GSouto

 

15.11.2015

 

Licença Creative Commons

70 Anos Libertação Prisioneiros Campo Auschwitz

 

Auschwitz3.jpg

 

Campo de Concentração de Auschwitz, Birkenau

foto: EPA

http://expresso.sapo.pt/

 

Passam hoje 70 anos sobre a libertação dos prisioneiros de origem judaica do Campo de Concentração de Auschwitz.

 

Por todo o mundo celebra-se essa libertação num recolhimento profundo sobre  a dor de todos os que foram mortos ou torturados nesse campo da morte.

 

As Nações Unidas estabeleceram em 1 de Novembro 2005, o dia 27 de Janeiro como o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

Hoje, assinala-se assim o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto mas também os 70 anos sobre o dia libertação27 Janeiro 1945 do campo de extermínio de Auschwitz pelas tropas russas, no final da 2ª guerra mundial.

 

O tema 2015 para estas celebrações é : "Liberdade, Vida e Legado dos Sobreviventes do Holocausto"

 

Auschwitz5.jpg

 

Campo de Concentração de Auschwitz

foto: Joel Saget /AFP/Getty Images

http://contents.impresa.pt/

 

Estima-se que seis milhões de pessoas tenham sido exterminadas na Europa durante a Segunda Guerra Mundial, às mãos do regime hitleriano. Do campo de concentração foram libertados 7 000 sobreviventes, homens, mulheres e crianças.

 

Auschwitz6.jpg

 

 Campo de Concentração de Auschwitz

foto: Christopher Furlong/Getty Images

http://contents.impresa.pt/

 

Mais de 300 sobreviventes comemoram hoje os 70 anos da libertação do campo e voltaram ao campo onde foram prisioneiros. a maioria crianças e jovens na época. Os seus testemunhos são muito emotivos. 

 

Hoje, dia em que passam precisamente 70 anos da libertação, é um momento especial:

 

"Temos de dizer de forma clara: é o último grande aniversário que podemos comemorar com a presença de um grande grupo de sobreviventes"

 

Piotr Cywinski, director do Memorial Auschwitz

 

anne-frank.jpg

 

 Anne Frank

http://www.annefrank.org/en/


E é assim que relembramos uma adolescente corajosa que não teve a sorte de sobreviver, mas que nos deixou um legado único de esperança. 

 

Anne Frank cujo Diário lemos e partilhámos com emoção nas aulas de Língua Portuguesa.

 

Actividades:

  • Pesquisa de dados históricos e recursos educativos disponibilizados por UN e UNESCO
  • Consulta da Cronologia sobre a Libertação de  Auschwitz | Expresso
  • Leitura de excertos de O Diário de Anne Frank; O Mundo em que Vivi (Ilse Losa); O Rapaz do Pijama às Riscas
  • Visionamento de filmes, documentários, vídeos, outros
  • Debate sobre os temas trabalhados 

 

Hoje, quando olhamos para algumas formas de radicalismo, a nível mundial, eduquemos os nossos alunos para que qualquer tipo de genocídio não possa mais repetir-se.

 

A educação tem um papel vital a desempenhar na promoção de uma cultura de prevenção, o que combate o preconceito, a promoção do co-existência pacífica, cultivar o respeito por todos os povos e pelos direitos humanos.

 

A Professora GSouto

 

27.01.2015

blogdoscaloiros88x31.png

Dia Mundial dos Professores : Construir o futuro, investir nos professores !

 

 

Teachers-Day2009.jpg

 

 

 Dia Mundial dos Professores

http://www.unesco.org/en/teacher

 

World Teachers’ Day 2009 (October 5) puts the spotlight on the global teacher shortage and the challenges of being a teacher today.

 

UNESCO

 

Hoje, é Dia Mundial dos Professores. Este dia celebra-se desde 5 de Outubro de 1994. Comemora-se ao mesmo tempo a assinatura da UNESCO/ILO Recommendation que diz respeito ao estatuto de Professor.

 

Tema 2009:

 

Construir o futuro, investindo nos Professores. Agora!

 

É o momento, segundo a UNESCO, de celebrar o papel essencial dos Professores na Educação, em todos os níveis.

 

"In our rapidity changing and interdependent world, teachers not only have to ensure that students acquire solid skills in basic subjects, but also that they become responsible local and global citizens, at ease with new thecnologies and able to make informed decisions about health, the environment and other challenges."

 

UNESCO

 

 

 

 

Sem dúvida! A educação e formação das próximas gerações só será possível com o apoio de todos nós, Professores!

 

Mas, para se ser Professor é preciso gostar! Gostar mesmo! Posso afirmar que fui e sou professora por amor. E esse amor está bem patente neste post de despedida.

 

Foi essa dedicação que sempre me guiou ao longo dos anos. Podia contar-vos tantas histórias!! Mas elas são belas pela discreta intimidade que mantemos com elas.

 

Por vezes, temos que interromper uma aula para apoiar ou mimar um aluno  em crise. E quantas vezes somos nós professores que damos o alerta à família!

 

Temos que ensinar de muitas e diferentes maneiras, mas sempre lá chegamos. E quando vemos o sorriso no rosto dos alunos depois de mais uma etapa vencida, há lá coisa mais gratificante! É a nossa melhor recompensa! O sorriso! A amizade!

 

Foi assim com muita tristeza que me afastei do ensino presencial. Eu adoro o contacto com os alunos, as suas irreverências saudáveis que despoletam em nós mil e uma estratégias para chegar até eles, esses adolescentes mais problemáticos, as suas dúvidas, as suas inteligentes questões que nos obrigam a desdobrar para responder concreta e adequadamente às suas exigências no campo da formação.

 

Os seus  sorrisos brilhantes, sempre que abordamos um assunto que os cativa. O seu entusiasmo contagiante perante a novidade pedagógica, o inusitado, tudo caminhos para os conduzir ao sucesso escolar.

 

As escolas portuguesas ficaram mais despovoadas, os  alunos perderam   alguns Professores de experiência acumulada, pedagógica e ética, aptos a integrar as Tecnologias nos currículos escolares, já praticadas amplamente por alguns de nós. 

 

Professores com carreiras de excepção ao serviço dos saberes e das aprendizagens dos seus alunos. Apenas e só!

 

Os colegas mais novos ficaram sem referências experienciais de vida académica, apoio didáctico nos seus primeiros passos, no mundo do ensino que não está nada fácil, se não conseguirem cativar os jovens para o empenhamento nos seus próprios percursos educativos.

 

O Ministério de Educação vê-se agora sem Professores especializados para avançar com a Formação de novos Professores, aspecto considerado prioritário nas recomendações e relatórios da OECD/CERI, e nas conclusões da "New Millenium Learners Conference", que decorreu em Bruxelas, no mês de Setembro.

 

Finlândia, Suécia, Holanda, Bélgica, França, Austrália, Nova Zelândia e tantos outros países dão valor aos  seus Professores Seniores!

 

 

tecnologia2.jpg

 

Tecnologias educativas 

 

Estes ficam nas escolas ao serviço da comunidade educativa, em gabinetes especializados na área de Formação de Professores e na área de Investigação de Tecnologias e Recursos Educativos Digitais. 

 

É tempo de mudar a atitude do país para com a classe dos Professores que  se viram, de um instante para o outro, jogados e julgados no logro da sociedade.

 

Por outro lado, é importante que os Professores se capacitem para o processo de Avaliação. Em todos os países, ele é obrigatório. Há inclusive exames de acesso à carreira docente. Eu tive que fazer exames de estágio. E foi uma honra ser considerada apta con Distinção.

 

Nem todos nascem para ser Professores! Ser Professor é uma missão!

 

É importante a reflexão de todos. Só assim, tudo pode ser feito com dignidade, para os professores e para os alunos. Estes merecem o nosso melhor!

 

Em Paris, a secção educativa da UNESCO, realizará hoje uma sessão aberta à temática:

 

"Build the futur: investe in teachers now!"

 

A Espanha está, neste momento, dedica especial atenção aos seus Professores, dignificando-os com publicidades de louvor junto da sociedade. Concede-lhes o reconhecimento como autoridade pública.

 

"Los profesores no sólo evaluán, transmiten valores, y fórman a la sociedad del mañana. Gracias a mis profesores, aprendi lo que es relamente importante."

 

Em Portugal, o site do Ministério da Educação,não tem uma única referência ao Dia Mundial dos Professores.

 

Excelente dia para todos nós, Professores!

 

Um sorriso para todos os alunos!

 

A Professora GSouto

 

05.10.2009

 

 Licença Creative Commons