Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Oh ! Astérix e a Transitálica : novo álbum com os lusitanos ?

 

 

asterix-novoalb.jpg

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

https://www.fnac.pt/

 

Asterix e a Transitálica é o novo título de uma colecção com mais de 50 anos. Saiu dia 19 Outubro. É verdade! A mais recente aventura de Astérix foi apresentada no passado dia 19 Outubro 2017, em Portugal e a nível mundial.

 

As personagens criadas pelos dois génios da banda desenhada, Albert UderzoRené Gosciny estão de volta! Depois de Astérix O Papiro de César (que no nosso país foi publicado em português e mirandês), Astérix entre os Pictos, Astérix e Obélix regressam em Astérix e a Transitálica, o novo álbum agora assinado pelos talentosos Jean-Yves Ferri e Didier Conrad.

 

Os autores estiveram em Portugal e, em entrevista, falaram sobre Goscinny, pregões em latim e lusitanos, esses "vencedores".

 

 

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Saber +

 

Famosos pelas suas numerosas viagens através do Mundo Conhecido, Astérix e Obélix vão desta feita descobrir os povos da península italiana: os Itálicos!

 

Por muito que isso desagrade a Obélix, nem todos os habitantes da Itália antiga são Romanos. Pelo contrário! Os Itálicos prezam muito a sua autonomia.

 

 

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Em Astérix e a Transitálica, Astérix e Obélix embrenham-se numa grande aventura à descoberta dessa surpreendente Itália antiga!

 

O álbum saiu em França e Portugal em simultâneo e, por essa razão, a dupla dos actuais criadores - que sucede a GoscinnyUderzo - veio a Lisboa promover este novo álbum, excepcionalmente.

 

 

asterix-transitalia-mirand.jpg

 

 Asterix an Eitália

edição em mirandês

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Sinopse:

 

Astérix e Obelix estão de regresso em Astérix e a Transitálica, o novo álbum assinado pelos talentosos Jean-Yves Ferri e Didier Conrad. Apesar do que Obelix possa pensar, os itálicos, habitantes de Itália, não são todos romanos, pelo contrário! Os itálicos, tal como os irredutíveis gauleses, pretendem preservar a sua autonomia e vêem com maus olhos as veleidades de conquista de Júlio César e das suas legiões. Uma aventura emocionante à descoberta de uma Itália surpreendente e antiga!

 

Versão em mirandês:

 

Tal como o anterior álbum Astérix O Papiro de César vai ser também publicado em mirandês. Quarto título da série em mirandêsAsterix an Eitália será lançado em Novembro de 2017, após o lançamento mundial (Outubro 2017) da versão original (francês) e de outras versões linguísticas, entre as quais em português e mirandês.

 

 

asterix-novoalb3.jpg

 

 Coronavirus, novo personagem em

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Curiosidades:

 

Seguiu-se a publicação em mais 23 países, somando novos milhões aos 370 já impressos desde que em 1959 este herói foi criado para sair na revista Pilote e dois anos depois reproduzido no nosso país na revista Foguetão. Só em 1967 o primeiro álbum, Astérix, o Gaulês, saiu em português.

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

No novo Astérix e a Transitálica, Astérix e Obélix competem com Etruscos, Lígures e Normandos pelo prémio de melhor auriga do mundo. Com uma novidade. Os grandes protagonistas da corrida são, sem dúvida, os Lusitanos. Wow!

 

Numa corrida aberta a todos os povos do Mundo Conhecido, junta romanos e bárbaros, bem como os povos aculturados - uns mais do que outros, mas todos muito pouco! - entre os quais uma dupla… lusitana. Com presença recorrente e um inesperado protagonismo final.

 

 

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Ir + longe:

 

Cumprindo a regra de alternar uma aventura caseira com uma viagem, desta vez Astérix e Obélix rumam à Península Itálica, de que até agora apenas conheciam Roma, que visitaram em Astérix Gladiador (1964) e Os Louros de César (1972).

 

O pretexto? A participação numa corrida de quadrigas, organizada por Júlio César para provar a excelência das vias romanas - cujo estado, então como hoje, deixa muito a desejar, apesar de conduzirem sempre a Roma. A abertura aos povos do Mundo Conhecido, vai congregar, para além dos gauleses, godos, persas, bretões e outros, entre os quais uma dupla lusitana, com aparições recorrentes e um inesperado protagonismo final.

 

Depois de os retratarem, os autores do novo álbum vieram conhecê-los. Jean-Yves Ferri e Didier Conrad, respectivamente os novos argumentista e desenhador, observaram a edição portuguesa com toda a atenção.

 

Gostaram do que viram e estavam bem-dispostos para a primeira conversa sobre o seu terceiro Astérix. 

 

Actividades:

  • A Banda Desenhada faz parte dos curriculos de Lingua Portuguesa. Partindo dos vários posts em BlogdosCaloiros  e BlogSkidz  (FrancêsLE) poderão levar os alunos ao estudo da BD, bem como à comparação dos vários álbuns ( álbuns, e filmes) ao longo dos anos.
  • É evidente que não devem deixar de referir o site oficial Astérix  para que os alunos alarguem  conhecimentos sobre este fenómeno da banda desenhada francesa.

 

A Professora GSouto

 

02.11.2017

 

Licença Creative Commons

Dia Europeu das Línguas 2017 : Sejamos plurilingues !

 

 

 

Dia Europeu das Línguas

http://edl.ecml.at/

 

O Dia Europeu das Línguas (DEL), instituído no Ano Europeu das Línguas 2001 por iniciativa conjunta do Conselho da Europa e da Comissão Europeia, tem por objetivo celebrar e preservar a diversidade linguística como uma riqueza do património comum da Europa.

 

 

 

Dia Europeu das Línguas

https://ec.europa.eu/education/

 

 

Foi há doze anos que participámos pela primeira vez no Dia Europeu das Línguas, 2005. Era a primeira geração da que então se denominava 'nativos digitais'. Eram muito jovens, tinham acabavam de entrar na escola. Mas os telemóveis já vinham nos seus bolsos.

 

E aderiram de imediato, entusiasmados, à criação deste blogue  para a demontração/ publicação das suas actividades na promover das línguas europeias.

 

Neste 16º aniversário especialmente dedicado à inovação na aprendizagem e no ensino das línguas, é  a ocasião perfeita para sublinhar o imenso valor da diversidade cultural europeia.

 

  • mais de 200 European languages
  • 24 UE oficial línguas
  • cerca de 60 línguas regionais/ minoritárias 
  • e muitos mais faladas por povos de diferentes continentes.

 

 

 

Saber + 

 

Por toda a Europa, 800 milhões de Europeus dos 47 estados-membros do Conselho da Europa são encorajados a aprender mais do que uma língua estrangeira, em qualquer idade, dentro e fora da escola.

 

O Conselho da Europa promove o plurilinguismo em todo o continente, com base na convicção de que a diversidade linguística é uma via para alcançar uma maior compreensão intercultural e um elemento-chave da riqueza do património cultural da Europa.

 

 

 

 Tongue twisters

https://www.facebook.com/EuropeanDayofLanguages/

 

Domingo/ Fun-Dia: faltam e dias para o DEL 2017. Língua? Alemão. E que quer dizer a frase?

 

'Two black slimy snakes sit between two pointed stones and hiss'. (em inglês). Queresa aprender outras expressões em diferentes línguas? Vai a Tongue Twisters

 

 

Tongue Twisters

http://edl.ecml.at/LanguageFun/Tonguetwisters/

 

Para mais informações e organização de actividades em torno do DEL 2017, sugere-se a consulta do website EDL, onde poderão encontrar informação detalhada em 36 línguas, incluindo em Português.

 

 

Educadores:

 

Solcita-se a todos os estabelecimentos escolares o registo das respectivas atividades no calendário online disponível no site EDL

 

Este calendário foi criado pelo Conselho da Europa especificamente para este efeito e inclui um mapa através do qual é possível verificarmos  que acividades vão ser desenvolvidas, quando e onde.

 

 

 

 

 

Salienta-se ainda a actividade Recorde mundial do Dia Europeu das Línguas. Em que consiste? Os alunos gravam um pequeno vídeo sobre o tema 'Eu adoro (uma língua à escolha) porque... e aí explicam por que gostam de uma língua (ou línguas) em particular.  

 

 

http://edl.ecml.at/Portals/33/documents/flyer/EDL-

 

  • O vídeo pode ser gravado em qualquer língua e pode ser sobre uma ou várias línguas;
  • Pode envolver um indivíduo, um grupo ou uma turma;
  • Não deve ter mais do que 10-20 segundos de duração e ser filmado em formato de paisagem.

 

Sejam Cri@tivos! Podem cantar, dançar, cantar rap, gritar, sussurrar, escrever, desenhar, construir…

 

Prazo:

 

Até 30 de setembro 2017

 

Podem descarregar o Flyer aqui (pdf)

 

 

 

 

Actividades +

 

  • Palavra mais longa - Longest Words - the Germans are renowned for their love of long words, but they are not the only ones who like to create complex compound words as nouns. The Ancient Greek playwright Aristophanes coined the 183 lettered (em inglês)

 

Vá lá! Não há nenhuma expressão em Português? Será que temos? Nada como tentar...

 

  • Celebridades - Celebrities speaking languages - Many successful people speak various languages. Not only does it help in their job, it also opens the door to understanding different cultures and enjoying other countries much deeper.

 And if that was not enough yet: studies have been showing that speaking several languages is one of the best exercises your brain can get. (em inglês)

 

Celebrem o Dia Europeu das Línguas nas vossas escolas. Se as professoras de línguas não propuseram actividades, sejam proactivos e solicitem a vossa participação em grupos ou grupo/ turma.

 

A Professora GSouto

 

24.09.2017

 

Licença Creative Commons

Dia Internacional da Escrita à Mão

 

 

 

http://www.gannett-cdn.com/

 

Escrever à mão, é uma invenção milenar que está em vias de extinção. Com mais de 3 500 anos, a escrita à mão foi testemunha de acordos internacionais, declarações de amor, de obras literárias que todos temos nas nossa biblioteca e que tanto gostamos de ler.

 

Pois hoje, dia 23 Janeiro, celebra-se o Dia da Escrita à Mão.

 

 

 

 

Agustina Bessa Luís

créditos: Autor não identificado

www.pinterest.com

 

 "Quem ama a escrita, escreve à mão."

 

Agustina Bessa-Luís

 

Hà escritores que continuam a escrever á mão. Agustina Bessa-Luís sempre confessou escrever à mão. Agustina foi a homenageada na Feira do Livro do Porto 2015.

 

Mas outros escritores continuam a escrever os seus livros à mão.  Mesmo da nova geração de escritores portugueses.

 

 

 

https://s.calendarr.com/

 

Saber + 

 

Esta ideia teve origem nos Estados Unidos da América. Celebra assim uma invenção que tem pelo menos 3 500 anos.

 

Com a utilização cada vez maior das novas tecnologias, a escrita à mão tornou-se quase inexistente. Só nas escolas ainda é utilizada no dia-a-dia, dependendo do grau de ensino.

 

 

hand-writing-day.jpg

 

 

 

O Dia da Escrita à Mão pretende não deixar esquecer uma arte que durante muitas gerações foi utilizada para passar ideias revolucionárias, escrever obras imortais, assinar acordos internacionais, declarar amores intensos e fazer ameaças, entre muitos outros.

 

Apesar de toda a evolução e revolução tecnológica, a escrita à mão mantém-se e faz parte do nosso dia-a-dia.

 

 

Há mesmo uma nova pedagogia que indicia que a aprendizagem melhora bastante quando os alunos tomam as suas notas à mão. Estou de acordo. E já foi provado, mesmo ao nível do ensino universitário. Os alunos memorizam melhor quando as suas anotações durante as aulas são escritas à mão.

 

 

hand-writing1.jpg

 

http://www.moleskine.com/

 

“Eu acho que o que morreu foi a carta escrita, que passou a ser substituída pelos e-mails e pelas mensagens. Qual foi a última vez que escreveu uma carta a um amigo?” é o que questiona João Brandão, professor de Design Gráfico, Design de Comunicação e Design Multimédia na Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.

 

 Ir + longe:

 

Como cada pessoa tem a sua escrita única, gémeos inclusive, a escrita permite identificar a autenticidade de documentos, assim como criar ligações emocionais mais fortes entre as pessoas.

 

Sendo a escrita à mão de cada pessoa estável, ela permite também verificar a existência de certas doenças.

 

“Já ninguém escreve aquelas cartas que se escreviam antes, que ainda por cima ficava um registo de correspondência muito interessante”,continua João Brandão.

 

Mas na opinião do especialista em caligrafia, “a escrita à mão não vai desaparecer. Continuamos a necessitar imenso de escrever à mão e acho que há um revivalismo da escrita à mão hoje em dia. Há uma moda e vê-se nas campanhas publicitárias, nas capas dos livros, nas marcas”.

 

 

 

http://www.moleskine.com/

 

Sugestões:

 

Neste dia as pessoas são encorajadas a deixar teclados de lado e a escrever à mão, em papel, e, se necessário, a fazer a digitalização e o upload do documento escrito à mão.

 

Escrever uma carta, um poema ou entrar num curso de caligrafia, são algumas sugestões para comemorar este dia.

 

 

hand_writing_day.jpg

 

http://www.moleskine.com/

 

Actividades:

 

Junte-se a nós e escreva as suas publicações nas redes sociais à mão para celebrar o Dia da Escrita à Mão.
 
 
Para participar, ponha de parte por um dia o teclado e escreva as suas publicações ou comentários nas redes sociais à mão, no Twitter, no Facebook ou no Instagram.
 
Não esqueça de usar as hashtags #HandwritingDay e #mHDay.
 
 
Por um dia, pedimos que você contribua com a singularidade da sua escrita pessoal à medida que a tinta a grava na folha de página/folha que tem à sua frente. 
 
 
A Professora GSouto
 
 
23.01.2017
 
Licença Creative Commons
 
Referências:
 
Sapo/ Lifestyle

Steve Jobs : o Realizador de Sonhos na Educação

 

 

 

Steve Jobs 1955-2012

http://www.jn.pt/

 

Impossível não lembrar Steve Jobs neste acontecimento tão triste, a sua morte. O mundo não seria o mesmo sem Steve Jobs. E muito menos a educação. 

 

É um facto, e todos o conhecemos desde que começou a revolucionar as nossas vidas, há já vários anos. Com ele podemos aprender mais facilmente e a inovar na Educação.

 

Lamento só hoje poder homenagear Steve Jobs. Mas estamos sempre a tempo de falar de um homem excepcional em todos os aspectos da sua vida profissional e pessoal.

 

 

 

 

Jobs revolucionou pelo menos três segmentos da indústria: deu ao computador uma utilização pessoal (portátil), pôs a música no nosso bolso (iPod), as mãos no ecrã do telemóvel (touch) e, regressou às origens, desta vez para colocar o computador na palma das nossas mãos (iPad). 

 

De todos estes, o que melhor conhecem é o iPod. Pelo menos é o que adoptaram mais cedo. Acompanha-vos há anos! Habituei-me a ver o iPod diariamente no vosso bolso, no vosso ouvido quando circulavam pelos corredores, quando se distraíam nos recreios e também em cima das vossas mesas de trabalho, nas aulas. E depois, consoante as idades, chegaram os telemóveis. E quanto ao iPad, estou certa que alguns gostariam de ter um! Ou já terão?

 

 

 

Apple iPad

www.apple.com

 

Eu ainda não... mas não há vez alguma que passe pela Fnac ou visite o site da Apple para admirar este maravilhoso dispositivo, um autêntica magia nas nossas mãos!

 

Saber +

 

Steve Jobs, o mago, teve um início de vida muito difícil! Foi dado para adopção pelos seus pais biológicos, jovens estudantes na época. Mas nada o impediu de ser um dos génios criativos que mais marcou a evolução da tecnologia no século XX. A ele, como viram, se devem as mais interessantes inovações. Que nós adoramos e possuimos.

 

 

 

 

Times magazine

 
O mundo ficou chocado com a sua morte, tinha apenas 56 anos. As redes sociais ainda hoje não páram de publicar homenagens, mensagens de pesar, os meios de comunicação internacionais continuam a falar de Jobs.
 
 
 À Apple, na 5ª Avenida em Nova Iorque, chegam diariamente mensagens, as pessoas deixam tributos, a loja tornou-se um centro de passagem obrigatória para milhares de admiradores deste criativo de excepção.
 
 
 
 
 

Homenagem de fã à porta da Apple
Foto: Robyn Beck | AFP
Apple | California
 
 
Mas Jobs, um génio criativo, não revolucionou apenas a indústria da informática. Também revolucionou o cinema da animação, com a Pixar. Todos conhecem os filmes de animação da Pixar!
 
Foi Jobs, o visionário responsável pelo sucesso da Pixar e de êxitos como Toy Story, Cars e outros.
 
 
 
 
 
Pixar Estúdios de Animação
 
 
E na Educação? Jobs tornou a educação bem mais aliciante para alunos e professores ao criar os computadores portáteis que todos usamos nas aulas. A ele devemos esta magia de continuar em linha, mesmo depois das aulas, via computador ou telemóveis.
 

Com Jobs, aprendemos a ser mais criativos, a colaborar em linha, a dinamizar as aprendizagens, a gerir a informação mais rapidamente, a inovar na área da partilha do conhecimento.

 
E aprendemos também a fazer face às enormes dificuldades com que a vida nos pode surpreender.
 
 
 
 

 

 
Apesar de já muito debilitado, deu a cara até há muito pouco tempo, na apresentação das últimas novidades da Apple. E deu-nos uma lição de vida ao mostrar que a luta contra a morte foi um propulsor para grandes realizações!
 
 
"Keep Thinking Different! "
 
Steve Jobs
 
 
Farewell M. Jobs !
 
 
A Professora GSouto

 
12.10.2011
 
 
Licença Creative Commons

 
Créditos: video Apple
 
Imagens: Apple | Pixar