Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Sabe o que é Mecanismo de Antikythera ? Falemos de arqueologia !

 

doodle-antikythera-mechanisms-discovery.jpg

 

115º aniversário da descoberta do Mecanismo de Antikythera

https://www.google.com/doodles/

 

Foi hoje, dia 17 Maio 115 anos que arqueólogo grego Valerios Stais, ao analisar alguns artefactos de um barco romano naufragado que tinha sido encontrado dois anos antes,isto é em 1900, descobriu algo inédito: a máquina de Anticítera.

 

Nesta terça-feira assinalam-se portanto 115 anos (1902) da revelação dessa máquina misteriosa. Google dedica um Doodle que se apresenta na página de entrada do motor de busca em muitos países. Não é caso de Portugal.

 

Considerado por alguns cientistas como o "primeiro computador da história" ou o "computador primitivo", há indícios de que o objecto tem mais de 2 000 anos e fez parte do calendário e calculadora analógica astronómica dos Gregos, possivelmente criada pelo inventor Arquimedes.

 

 

 

Mecanismo de Antikythera

https://en.wikipedia.org/

 

Biografia:

 

Valerios Stais foi um arqueólogo grego. Stais nasceu em Kythera. Estudou medicina e depois arqueologia.

 

Foi director do Museu Arqueológico Nacional de Atenas em 1887 e manteve nesse cargo até sua morte em 1923.

 

Saber +

 

Em 1902, o arqueólogo grego Valerios Stais, ao analisar alguns artefactos de um barco romano naufragado, que tinha sido encontrado dois anos antes, descobriu algo inédito: a máquina de Anticítera. 

 

Quando começou a estudar os objectos do naufrágio romano, Stais apercebeu-se de uma peça intrigante de bronze que parecia uma roda ou engrenagem.

 

 

 

Mecanismo de Antikythera, Fragmento A (parte posterior)

https://en.wikipedia.org/

 

Stais, arqueólogo responsável pelo objecto, estranhou o tamanho diferente das suas engrenagens.

 

 

Apesar de parecer uma engrenagem, ou uma roda antiga, após anos de estudo, os investigadores consideram aquele objecto fazia parte da máquina de Anticítera, um mecanismo ancestral que auxiliava na navegação.

 

 

mecanismo2.jpg

 

Objectos arquiológicos encontrados

pelo arqueologista  Valerios Stais

https://en.wikipedia.org/

 

 
 Ir + longe:
 
 

A máquina de Anticítera predizia as localizações dos planetas, previa eclipses solares e lunares para fins astrológicos e de calendarização.

 

Indicava ainda a data dos Antigos Jogos Olímpicos. Acredita-se que tenha também sido utilizada como objecto de auxílio na navegação e mapeamento.

 

O mecanismo, que foi inicialmente direccionado para o ano 85 A.C., pode ser mais velho do que se pensava. Estudos mais recentes sugerem que este pode mesmo ter sido criado no ano 150 A.C.

 

 

 

Representação esquemática da engrenagem do mecanismo de Antikythera,

https://en.wikipedia.org/

 

Uma representação esquemática da engrenagem do mecanismo de Antikythera, incluindo a interpretação publicada 2012 da engrenagem existente, engrenagem adipcionada às funções conhecidas completas, e propôs a engrenagem para realizar funções adicionais, a saber ponteiro real do sol e ponteiros para os cinco planetas então conhecidos, como Proposta por Freeth e Jones, 2012.

 

Baseado igualmente em um desenho semelhante proposto por Freeth 2006 e Wright 2005.

 

 

 

 

Movido a manivela, o dispositivo era muito avançado para a sua época. Os investigadores afirmam que o sistema é tão complexo como os relógios do século XVIII.

 

Muitos até lhe chamam primeiro computador analógico de que há registo no mundo. Um dia especial. já que hoje se celebra o Dia Mundial da Internet.

 

Actualmente, a peça pode ser encontrada no Museu Arqueológico Nacional de Atenas, Grécia. O mecanismo de Antikythera continua a ser estudado por historiadores para revelar funcionamentos internos utilizados há 2 000 anos atrás.

 

Actividades:

 

  • Pesquisa elaborada pelos alunos sobre o mecanismo de  Antikythera, desde a sua descoberta até à actualidade;
  • Visionamento do vídeo inserido neste post (língua inglesa) e posterior debate;
  • Curto estudo da biografia de Valerios Stais;
  • Possível ligação com os descobrimentos portugueses. 
  • Projecto transcurricular : Língua Portuguesa, História, Geografia, Tecnologias.

 

A Professora GSouto

 

17.07

Monstrinha 2017 : festival de animação para escolas & famílias

 

 

Monstrinha2017a.jpg

 

Monstrinha 2017

ilustração: Rosana Urbes

http://www.monstrafestival.com/

 

Este ano, a MONSTRINHA completa 16 edições! 

Ao longo destes 17 anos, cerca de 500 mil crianças, jovens e famílias vieram à MONSTRINHAe contactaram com o mundo mágico do cinema de animação.

 

Em 2017 a Monstrinha quer continuar o trabalho de disseminação do cinema de animação junto do público infantil e juvenil, criando ou aumentado o hábito de ver cinema de animação alternativo à televisão e cinema comercial.

 

 

 

Monstrinha 2017

http://www.monstrafestival.com/

 

Saber +

 

Para além de sessões de cinema, a MONSTRINHA leva às escolas workshops para crianças, jovens e professores e organiza ateliers para pais e filhos, de forma a que todos possam aprender as bases da arte de bem animar.

 

A Ilustração para  MONSTRINHA desta edição foi pensada e desenhada pela realizadora brasileira Rosana Urbes.

 

A programação da MONSTRINHA 2017, para escolas, Pais e Filhos, que se realiza entre 16 e 26 de Março foi divulgada.

 

 

Monstrinha 2017

http://www.monstrafestival.com/

 

Programa divide-se:

 

 

A programação é extensa. Consultar por nível etário.

 

  • Pais e Filhos: São vários os filmes animados. A ver aqui

 

 

Monstrinha 2017

http://www.monstrafestival.com/

 

 Inscrições:


Inscreva a sua turma, para assistir ao melhor de cinema de animação a não perder, antes que esgote!

 

Para inscrever a sua escola ou turma use este link

 

 

 

Ma vie de Courgette
Claude Barras
http://www.allocine.fr/

 

 

O filme suíço Ma Vie de Courgette (My Life as a Zucchini), de Claude Barras, é uma co-produção franco-suissa. E é um dos grandes destaques da edição deste ano.

 

Ma vie de courgette está na programação para Pais e Filhos. No entanto, aconselho-o vivamente a professores e alunos.

 

Nível etário: + 10 anos.

 

Ciclos: 2º ciclo; 3º ciclo.

 

 

 

 

Sinopse: 

 

Courgette é uma alcunha intrigante para um rapaz de 9 anos. Contudo a sua história única é surpreendentemente universal. Depois da morte súbita da sua mãe, Courgette torna-se amigo de um amável polícia, Raymond, que o acompanha para a sua nova casa adotiva, cheia de outros meninos órfãos da sua idade. Courgette luta no início para encontrar o seu lugar neste ambiente estranho, e às vezes hostil. Mas com a ajuda de Raymond e os seus novos amigos, Courgette aprende a confiar, encontrar o verdadeiro amor e uma nova família só para si.

 

 

 

Ma vie de courgette

Claude Barras, 2016

http://www.monstrafestival.com/

 

O filme animado foi nomeado para os Oscars 2017, na categoria de Melhor Filme de Animação. Já tm muitos outros prémios. E continua em digressão de festivais.

 

O filme A Minha Vida de Courgette", de Claude Barras, venceu o Grande Prémio Monstra, bem como o Prémio do Público

 

A cerimónia de anúncio e entrega dos prémios do Festival aconteceu sábado, dia 25 Março, à noite em Lisboa, com o realizador suíço a ser distinguido com o prémio máximo "pela sensibilidade e capacidade de expressar o espírito das crianças, através de um trabalho de uma animação subtil". 

 

Os filmes vencedores podem ser vistos domingo, dia 26 Março, no Cinema São Jorge e na segunda-feira, 27 Março, apenas as curtas premiadas no Cinema Ideal.

 

 

 

Molly Monster/ Molly, a Monstrinha

Ted Sieger, 2016

http://www.monstrafestival.com/

 

Vai estar em Competição Internacional de Longas-Metragens, juntamente com Molly Monster, filme realizado por Ted Sieger, uma coprodução Suiço-alemã-sueca.

 

Sinopse:

 

A Monstrinha Molly está a viver algo novo. Ela deixou de ser o centro das atenções na sua família. O foco é agora o ovo, que a mamã entregou ao papá para chocar. Os pais de Molly deixaram completamente de ter tempo para ela. Na Monstrolândia os pais levam os ovos para a ilha para poderem chocá-los. Molly, contudo, deve ficar em casa sob os cuidados do seu tio. Além do mais, Molly tricotou um belo chapéu para o novo bebé monstro e agora os seus pais esqueceram-se dele em casa. Molly parte para uma longa e difícil viagem até à ilha dos ovos.

 

 

 

 

Estes dois filmes de animação são estreias absolutas no nosso país!

 

No ano em que a Itália é o país homenageado, para Pais e Filhos a MONSTRA organiza seis programas distintos durante os fins-de-semana do Festival:

 

  • Retrospetiva de filmes italianos;
  • Filmes da escola italiana Csc Animazione;
  • Curtas 8 ½;
  • Competição de curtas; duas longas-metragens;
  • Baby Monstra!

 

Uma das novidades deste ano é o Cabify Baby, que resulta de uma parceria com a Cabify e permite que os pais usem este serviço com um desconto de 10% para se deslocarem com os seus filhos de forma segura ao Cinema São Jorge.

 

Para as Escolas, a MONSTRINHA apresenta três programas, com filmes produzidos, na sua grande maioria, em 2016, premiados em vários festivais, e alguns com estreia nacional na MONSTRA.

 

Ainda é possível inscrever a sua escola aqui.

 

 

 

Monstrinha 2017

ilustração: Rosana Urbes

http://www.monstrafestival.com/

 

 

Informações úteis:

 

Bilhetes: 4€

 

Bilhetes com desconto: 3.5€ (estudantes; + 65 anos e desempregados)

 

Sessões Monstrinha para escolas: 1€

 

Sessões Pais e Filhos: adultos 4€, crianças 1€ (até um máximo de 3 crianças acompanhadas por cada adulto)

 

Baby Monstra: entrada livre

 

Voucher 5 bilhetes: 15€ – à venda na loja MONSTRA (apenas podem ser usados no Cinema São Jorge e Cinema City Alvalade)

 

Bilhetes Cinemateca:

 

Geral: 3.20€

 

Amigos da Cinemateca, Estudantes de cinema, Desempregados: 1.35€

 

Estudantes, Cartão Jovem, + 65 anos, Reformados: 2.15€


Reservas: Sessão “Monstrinha”: apoio@monstrafestival.com


A bilheteira abre 30 minutos antes de cada sessão.

 

 

 

Monstra 2017

Festival de Cinema de Animação

http://www.monstrafestival.com/

 

A MONSTRA e a MONSTRINHA tornaram-se um motivador espaço de criação e aprendizagem para muitas crianças, jovens, adultos, profissionais, professores e familias.

 

Não percam! Desfrutem deste programa diversificado, enriquecedor para todos. As experiências pedagógicas serão uma mais valia para os currículos escolares.

 

 

A Professora GSouto

 

15.03.2017

 

Actualizado 25.03.2017

 

Licença Creative Commons

 

 

Voltando a Anne Frank : novos dados históricos ?

 

 

 

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

 

 Documento autêntico: diário e foto de Anne Frank

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

Anne Frank é um rosto que todos nós conhecemos. Lemos o seu Diário de Anne Frank, fizemos investigação de informação sobre a II Guerra Mundial e perseguição aos Judeus feita pelo regime hitleriano.

 

Visitámos o seu museu virtual, a Casa de Anne Frank e lemos tantos outros livros relacionados com famílias de origem judaica que foram perseguidos, uns baseados em factos verídicos, como Quando Hitler me Roubou o meu Coelho Cor-de-Rosa de Judith Kerr, O Mundo em que Vivi de Ilse Losa, e outros ficcionados, mas muito perto da realidade O Rapaz do Pijama às Riscas, A Menina que Roubava Livros, entre outros.

 

 

 

Família Anne Frank & amigos esconderijo

http://o-diario-de-annefrank.tumblr.com/historia

 

Saber +

 

Anne Frank, pais, irmã e alguns amigos de origem judaica, viveram durante cerca de dois anos, escondidos num exíguo anexo na cidade holandesa de Amesterdão, sabendo que qualquer passo em falso seria fatal.

 

O esforço seria em vão. No dia 4 de Agosto de 1944, as autoridades descobriram o esconderijo e prenderam todos os residentes.

 

 

Família Frank

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

Dos oito detidos, sete acabariam por morrer em campos de concentração, incluindo Anne. Durante anos, Otto Frank, o pai de Anne, o único sobrevivente do grupo, tentou descobrir quem teria traído a família, denunciando o local onde se encontrava.

 

Agora, passados setenta e dois anos, um grupo de investigadores parece sugerir uma outra teoria: afinal, os agentes podem ter descoberto o local por pura coincidência.

 

 

 

Entrada para o Anexo

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

A investigação é da autoria do próprio Museu Anne Frank. Ainda que não afastem totalmente a hipótese de a família ter sido traída por algum informador ao serviço do regime, como tem sido defendido, os investigadores acreditam que as autoridades nazis encontraram a família de Anne Frank de forma completamente fortuita.

 

Na verdade, quando entraram no número 263 da Prinsengracht, as secretas alemãs podiam estar a investigar um caso de fraude envolvendo cupões de racionamento ou até um caso de trabalho ilegal.

 

 

Casa Anne Frank

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

“Nas actividades diárias, os investigadores [da divisão de Haia] frequentemente encontravam esconderijos de judeus por acaso”, pode ler-se no estudo.

 

O pai de Anne, Otto Frank, sugeriu sempre que a família tinha sido traída, e apontou alguns possíveis responsáveis. o que influenciou durante décadas as investigações dos historiadores.

 

O estudo agora divulgado vem acrescentar uma nova perspectiva histórica. vamos continuar a acompanhar.

 

 

 

Diário Anne Frank

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

 

Campo de concentração Bergen-Belsen

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

Anne Frank, como sabemos morreu no campo de concentração alemão Bergen-Belsen aos 15 anos, poucos dias antes da libertação de todos os prisioneiros com a derrota dos Alemães e o final da Guerra 14-18.

 

O seu diário escrito antes da prisão e deportação, onde retrata o terror que viveu durante aqueles anos, tornou-se um dos relatos mais marcantes sobre esse tenebroso período da história da Europa.

 

 

  

The Diary of Anne Frank, 1959

O Diário de Anne Frank

http://www.imdb.com/

 

 

 

The Diary of Anne Frank/ DVD

O Diário de Anne Frank

http://www.imdb.com/

  

 

Actividades:

 

  • Pesquisa neste blogue sobre os vários posts dedicados a Anne Frank;
  • Ler o Diário de Anne Frank. Está incluido no PNL. Mas mais do que isso. Há momentos históricos que não devem ser esquecidos;
  • Explorar recursos na biblioteca/mediateca da escola:  livros, DVD, ebooks sobre o tema;
  • Visita virtual à Casa de Anne Frank;
  • Propôr uma visita escolar - férias Páscoa, final ano lectivo - a Amesterdão para visitar a Casa Anne Frank com os alunos..

 

A Porofessora GSouto

 

06.02.2017

 

Licença Creative Commons

Referências:

 

Casa Anne Frank/ Anne Frank House/ New Perspectives Arrest

Observador/ Holocausto

 

Cartoonista luso-indiano Mário Miranda : conhece ?

 

 

doodle-mario-mirandas-90th-birthday.jpg

 

Google Doodle 90º Aniversário Mario Miranda

https://www.google.com/doodles/

 

Hoje fomos surpreendidos pelo Google com um nome português: Mário Miranda é celebrado com um Doodle que está disponível na página de entrada do motor de busca em português.

 

À semelhança do que acontecera ontem, dia 1 de Maio para o Dia da Mãe e no passado dia 30 Abril com a celebração do 100º aniversário de Claude Shannon, o pai do 'bit' e da era moderna da comunicação digital, o motor de pesquisa Google dedica esta segunda-feira um doodle ao artista luso-indiano Mário Miranda, um dos cartoonistas mais admirados e famosos na Índia. E não só.

 

 

Cartoon Mário Miranda

Mumbai Heritage

https://twitter.com/mumbaiheritage/

 

Saber + 

 

Mário Miranda morreu a 11 de Dezembro de 2011, na sua cidade natal de Loutolim, em Goa. Mas se hoje estivesse vivo, Miranda faria 90 anos.

 

Criativo, de estilo independente, Miranda é recordado pela forma como retratava a movimentada paisagem urbana de Bombaim.

 

Os primeiros trabalhos do artista animaram as páginas de publicações como The Times of India e The Illustrated Weekly of India, entre outros jornais. Também tem ilustrações publicadas em livros.

 

 

Cartoon de Mário Miranda

https://www.storyltd.com/collections/

 

Ir + longe:

 

O doodle foi criado pelo cartoonista norte-americano Aaron Renier, igualmente conhecido por retratar multidões imensas.

 

Google que hoje celebra a arte do luso-descendente Mário Miranda pela mão de Renier escreve que o artista se aproximou do trabalho de Mário Miranda ao fingir que estava a desenhar com ele.

 

“Escolhi o seu estilo mais popular, com interações entrecruzadas. Neste homenagem a Miranda, vemos uma rica litania de pessoas, cada uma única em sua perspectiva"

 

Aaron Renier

 

 

Goa series

Cartoon: Mário Miranda

https://www.storyltd.com/collections/

 

Estilo e criatividade nunca lhe faltaram, ao longo de uma carreira de aproximadamente cinco décadas. Mário Miranda esteve presente em muitas exposições individuais, em 22 países, incluindo os Estados Unidos da América, Japão, Brasil, França, Austrália e Portugal.

 

"Isto é o que eu gostei mais do seu trabalho", Renier explica ainda "tentando escolher quem sabe quem, quem está olhando quem, quem está irritado com quem, quem está apaixonado por quem. Esperemos que as pessoas vejam algo do espírito [de Miranda] neste doodle."

 

 

 

Cartoon: Mário Miranda

https://www.pinterest.com/passioneye/the-art-of-mario-miranda/

 

Mas Miranda é também homenageado esta segunda-feira por muitos jornais portugueses e internacionais, já para não falar de Índia que aproveitaram o Doodle para relembrar a arte pictórica do cartoonista.

 

Também um amigo do artista, curador da Mario Gallery, em Goa (site indisponível), Gerard da Cunha, lançou um livro intitulado A Vida de Mario – 1949, que faz parte de uma série da qual já constam os volumes “1950” e “1951”.

 

 

Mumbai series

cartoon: Mário Miranda

https://www.storyltd.com/collections/

 

Foi precisamente Gerard da Cunha quem contou “Ele observava pessoas em todo o lado. Nos Correios, na paragem do autocarro, nos casamentos ou nos restaurantes. Ele era um mestre a documentar a vida social”.

 

Mário Miranda recebeu postumamente o título Padma Vibhushan, a segunda maior condecoração civil da Índia.

 

Foi também foi condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique pelo anterior Presidente de República de Portugal.

 

 

 Actividades:

 

É uma obra que não pode deixar de passar pelas escolas.

 

  • Num projecto transcurricular Língua Portuguesa, História de Portugal e Educação Visual, os alunos serão convidados a explorar a imensa obra visual de Mário Miranda, em actividades que deverão ser programadas de acordo com os currículos.
  • Os alunos deverão ser convidados a fazer parte dessa programação.

 

A Professora GSouto

 

02.05.2016

 

Licença Creative Commons

Guerra das Estrelas : O Despertar da Força

 

 

 

http://www.imdb.com/

 

Pois é ! O sétimo episódio de Guerra das Estrelas  ou melhor,  Guerra das Estrelas: O Depertar da Força já está nas salas portuguesas desde hoje, dia 17 Dezembro 2015. No tempo certo : férias de Natal.

 

A série de seis filmes de ficção científica de George Lucas teve início em 1977. Dezesseis anos depois, foi exibido nos cinemas o último filme da saga, em 2005.

 

Popular entre o público geek e nerd, Guerra nas Estrelas não ficou apenas nos cinemas, deu origem a video jogos, desenhos animados, brinquedos para colecção, entre outros produtos.

 

 

 

O Regresso de Jedi, 1983

https://upload.wikimedia.org/

 

No sexto capítulo, Star Wars: Episódio VI - O Regresso de Jedi (1983), Luke Skywalker (Mark Hamill) consegue fazer com que Darth Vader encontre o seu lado bom e elimine o Imperador Palpatine na segunda Estrela da Morte.

 

Guerra nas Estrelas é um filme é um filme de ficção científica, o sétimo filme da série Star Wars. Passaram-se aproximadamente 30 anos após O Regresso de Jedi.  

 

 

 

robôs C-3PO e R2-D2

Star Wars 

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/

 

Verdade! Trinta anos se passaram. Luke volta a unir forças com Princesa Leia, Han Solo, Chewbacca e os robôs C-3PO e R2-D2 para uma nova aventura espacial na disputa pela Força mas agora entregue à Disney. O realizador é JJ Abrams (lembras Star Trek?)

 

 

Personagens Star Wars (6 episódios)

http://cdn1.theodysseyonline.com/

 

Saber + 

 

Agora que este novo episódio já se está a tornar o maior sucesso de bilheteiras de 2015, convém recordar todos os filmes de Star Wars.

 

Sem grandes expectativas de sucesso, o primeiro filme foi lançado nos Estados Unidos a 25 de Maio de 1977. Mas a história teve tanto êxito que George Lucas acabou por construir em vários episódios um dos mais famosos enredos da ficção científica.

 

Estou certa que todos conhecem a máscara de Darth Vader. E a célebre expressão "A força esteja contigo".

 

As personagens, a história e os cenários apanham todas as gerações e têm sempre a acompanhar um merchandising fortíssimo com seguidores fiéis. Para quem nunca viu nenhum dos seis episódios anteriores, ou para quem já se esqueceu,deixo um video de um utilizador do YouTube que resume em três minutos esses seis filmes

:

 

 

 

Há semanas que só se fala desse filme revelador do futuro. Star Wars: O despertar da força, o capítulo mais recente de uma história de milhões de euros. Estreou hoje em mais de 150 salas portuguesas e havia 40 mil pessoas com bilhete comprado à espera da hora certa.

 

A crítica internacional parece rendida ao trabalho do realizador J.J. Abrams, o que não significa que o sétimo episódio da saga seja uma enorme nave espacial imperial capaz de resistir a qualquer crítica.

 

 

 

Novo robô BB8

Star Wars : O Despertar da Força

https://encrypted-tbn1.gstatic.com/

 

Mas parece que todos estão rendidos ao novo episódio. As críticas sucedem-se e são muito favoráveis. Os fãs antigos rendem-se.

 

O magazine americano Variety classifica o filme como um “restaurador” da energia que caracterizou os primeiros filmes da saga. A revista vai até mais longe: “Só um cataclismo global (ou talvez nem isso) vai impedi-lo de ser o filme mais visto do ano e talvez o mais bem-sucedido de sempre”.

in Expresso

 

Está já entre os filmes mais vistos de 2015! Wow! E ainda agora começou.

 

 

 

Han Solo (Harrisson Ford)

Star Wars : O Despertar da Força

http://static.srcdn.com/

 

Estão informados para melhor acompanhar a Guerra das Estrelas: O Desperta da Força? Espero bem que sim. Se não, poderão recorrer aos vossos pais, irmãos mais velhos que, estou certa, são fãs desta famosa saga.

 

Este é um fenómeno à escala mundial. Star Wars tem um argumento universal, narrando a luta do bem contra o mal e com personagens que nos fazem sonhar com os ideais de justiça, esperança e amor. 

Guerra das Estrelas (selos)

Personagens da Guerra das Estrelas

http://www.stampsportugal.com/

 

Curiosidades:

 

Para celebrar a saída do sétimo épisódio Guerra das Estrelas: O Despertar da Força, o Royal Mail fez sair uma colecção de selos que está a ser um sucesso entre os fãs da saga.

 

Os correios britânicos Royal Mail, Reino Unido, equivalente aos CTT, lançaram dezoitos selos com imagens de doze heróis da saga. Aqui ficam alguns... só para despertar a vossa curiosidade:

 

 

 

Guerra das Estrelas (selos)

30 Anos de Guerra das Estrelas

http://www.stampsportugal.com/

 

Yoda, Dark Vador, Luke Skywalker, Obi-Wan Kenobi, a princesa Leia, mas também os Stormtroopers.

 

 

 

Guerra das Estrelas (selos)

Heróis e Vilões

http://www.stampsportugal.com/

 

Estes e outros selos da Guerra das Estrelas estão disponíveis online no site Selos Portugal... mas não são muito baratos. Uma prenda de Natal?

 

Não sei se algum de vós gosta de filatelia. Um hobby deveras interessante que podem começar a ter a partir de agora.

 

 

 

Mas voltando à estreia do filme, o entusiasmo é mundial. Nos Estados Unidos, houve pessoas que acamparam perto das salas de cinema onde vai ser exibido o filme.


Guerra das Estrelas: O Acordar da Força é o primeiro filme da terceira trilogia da saga, agora nas mãos do grupo Walt Disney. E com realização de J.J. Abrams.

 

 

Daisy Ridley, a nova heroína

Star Wars : O Despertar da Força

http://static.srcdn.com/

 

Actividades:

 

  • Curriculos Lingua Portuguesa: A Narrativa tem aqui uma excelente ferramenta pedagógica para iniciar o estudo de ficção-científica.
  • Preparar actividades: fichas de apoio às várias aprendizagens que se pretendem .

 

No ano de tão importantes acontecimentos científicos que a NASA tem divulgado:

 

Proponho um trabalho a desenvolver em projecto transdisciplinar :

  • Lingua Portuguesa
  • Ciências 
  • Lingua Inglesa (L1)
  • Educação Visual

 

Excelente fonte de inspiração para desenvolver estas e outras actividades, depois das férias do Natal, já que os alunos entram de férias amanhã, dia 18 Dezembro 2015.

 

A Professora GSouto

 

17.12.2015

 

Licença Creative Commons

 

Oububro Rosa : vamos participar na escola ?

 

 

 

Hoje, 30 de Outubro é Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama. Em Portugal são detectados anualmente cerca de 5000 novos casos de cancro da mama e 1500 mulheres morrem vítimas desta doença.

 

Apesar da gravidade dos números, a taxa de mortalidade tem vindo a diminuir ao longo dos anos o que enche de alegria.

 

Há no entanto um outro dia dedicado a esta terrível doença. Dia 4 de Fevereiro é Dia Mundial de Luta Contra o Cancro.

 

O objectio do Dia Mundial de Luta Contra o Cancro é desmistificar algumas das ideias pré-concebidas sobre o cancro e informar sobre factores reais da doença e apoiar todos os que estão sofrendo de uma doença que tem feito muitod progressos na cura.

 

 

Pink-Out-Loud-paul-mitchel.jpg

 

Saber +

 

A celebração do Dia Mundial baseia-se na Carta de Paris, aprovada em 4 de fevereiro de 2000, na Cimeira Mundial Contra o Cancro para o Novo Milénio.

 

A Carta apela à aliança entre investigadores, profissionais de saúde, doentes, governos e parceiros da indústria no âmbito da prevenção e tratamento do cancro

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de 40% de todos os cancros podem ser prevenidos e outros podem ser detetados numa fase precoce do seu desenvolvimento, tratados e curados.

 

Este post é a nossa homenagem a todos os nossos alunos que possam ter sofrido uma perda na família e com quem nos cruzamos no dia-a-dia na escola, nas nossas aulas.

 

Assunto delicado, mas que deve ser introduzido nas áreas curriculares, de modo a ajudar todos os jovens que enfrentam a doença pessoalmente ou na pessoa de um familar, pai ou mãe ou até em alguns casos irmãos.

 

Objectivo:

 

Desmitificar o preconceito, desfazer medos, apoiar todos os que sofrem com os familiares.

 

 

A Culpa é das Estrelas, 2014

The Fault In Our Starts

http://www.imdb.com/title/tt2582846/

 

Proponho A Culpa é das Estrelas - filme, livro - para ser explorado em sala de aula.

 

A Culpa é das Estrelas, tradução de The Fault in Our Stars, foi realizado por Josh Boon, e  estreou em Portugal em Junho de 2014.

Nivel etário: 12 anos.

 

culpa-das-estrelas.jpg

 

John Green | A Culpa é das Estrelas

Edições ASA

http://www.fnac.pt/

 

Baseado no livro A Culpa é das Estrelas de John Green conta a história de dois adolescentes Augustus e Hazel que frequentam a mesma escola e um dia chocam um com o outro nos corredores.

 

Em Janeiro 2013, esta novela de Green The Fault in Our Stars foi aclamado pela crítica da especialidade e chegou a ser um best-seller da lista de vendas do jornal The New York Times

 

Não é um livro alegre, embora tenha passagens divertidas e cheias de ternura. Mas é um livro de histórias de vida que vai encantar e comover.

 

Talvez muitos tenham visto a sua adaptação ao cinema. Passou nas salas durante os meses de verão de 2014. Eu fui vê-lo. E adorei. Vi muitos adolescentes acompanhados pelos pais.

 

Todos saimos muito comovidos, embora tenhamos rido e chorado ao longo do filme. É uma lição de vida que fala de dois adolescentes que viveram intensamente os últimos meses das suas vidas.

 

 

 

 

 

Resumo:


Apesar do milagre da medicina que fez diminuir o tumor que a atacara há alguns anos, Hazel nunca tinha conhecido outra situação que não a de doente terminal, sendo o capítulo final da sua vida parte integrante do seu diagnóstico. Mas com a chegada repentina ao Grupo de Apoio dos Jovens com Cancro de uma atraente reviravolta de seu nome Augustus Waters, a história de Hazel vê-se agora prestes a ser completamente rescrita...

 

Perspicaz, arrojado, irreverente, mas real. A Culpa é das Estrelas é a obra mais ambiciosa e comovente que o premiado autor John Green nos apresentou até hoje, explorando de maneira brilhante a aventura divertida, empolgante e trágica que é estar-se vivo e apaixonado na adolescência.

 

 

Será, neste mês de Outubro dedicado à prevenção do cancro em Portugal, uma bela e sensível homenagem a todos os jovens e crianças que são atingidos pela doença, mas que vivem com alegria e esperança até ao último instante. É o caso de Augustus, e foi o caso da Princesa Nónó que nos encantou durante a sua curta vida, com os seus sorrisos enchem as nossas almas.

 

Actividades:

 

  • Informar-se na bibliteca da escola se o livro em vários exemplares faz parte dos livros adquiridos, para distribuir pelos alunos da turma. Se não houver, o que duvido, dado que foi um livro, a partir do filme que chamou a atenção de pedagogos e adolescentes. Mas se for o caso, a professora poderá apresentar uma Ficha formativa de leitura orientada com excertos do livro de John Green.
  • Se a mediateca da escola não tiver adquirido The Fault In Our Starts (video), poderão dirigir-se previamente a clube de video e depois projectar na sala de aula, não sem antes fazer uma preparação do grupo/turma.
  • “O verdadeiro amor nasce em tempos difíceis.” (Pág. 31) : deixar os alunos expressar-se sobre esta frase do livro.
  • Dar a palavra aos alunos : há alunos que já leram o foram ver o filme com os pais que gostarão de expor as suas opiniões sobre as duas personagens adolescentes, seus comportamentos diversos face à mesma doença. Haverá alunos que poderão conectar esta história com suas vivências pessoais.
  • Propor a criação de letras para uma canção de esperança que poderá ser posteriormente musicada com o apoio dos curriculos de Música.
  • Também em transdiscplinaridade, propor aos professores de Educação Física a organização de uma Corrida Rosa (alunos, professores, pais, auxiliares de educação

 

 A razão deste meu post ? Apoiar os alunos a  lidar com os mais variados lados da vida. A mensagem é forte mais muito terna.

 

Sei que apesar de tudo. vão gostar. E se viram o filme, vão gostar de ler ou reler. Encantador, humano, tremendo, comovente, mas uma lição de vida.

 

Professores podem convidar os alunos a visitar sobre o mesmo tema, o BlogSdiz (FrançaisLE) Octobre Rose : On participe au collège et lycée ? que apresenta ums outra leitura que poderá inventivar os aluniv''

 qui présente un autre livre et un film qui pourront les intéresser.

 

 

A Professora GSouto

 

30.10.2015

 

 Licença Creative Commons

O Conto da Princesa Kaguya : filme a explorar

 

 

 

 

conto-princesa-kaguya1b.jpg

http://filmspot.com.pt/

 

Espero que tenham tido umas férias de Páscoa excelentes. E agora dispostos a dar tudo por tudo para umas notas brilhantes... ou pelo menos boas no final do ano lectivo.

 

Mas como estamos em fim-de-semana, que tal uma ida ao cinema? Pois aqui deixo uma sugestão que não devem perder.

 

O Conto da Princesa Kaguya. Lembram que falei deste filme, a propósito da MONSTRA (Festival de Cinema de Animação na Casa das Artes?

 

 

The Tale of the Princess Kaguya

 

O Conto da Princesa Kaguya | The Tale of the Princess Kaguya, do realizador Isao Takahata foi considerado uma obra prima do cinema de animação em 2013. Conquistou o ‪‎Grande Prémio‬ para melhor longa-metragem da 14ª edição da MONSTRA - Lisbon Animated Film Festival.

 

O filme, considerado pelo júri como "uma obra-prima" feita por "um dos mestres da animação" é baseado no conto popular japonês,  intitulado: Takertori Monogatari que se traduz "O Conto do Cortador de Bambu".

 

É também a nova animação do conceituado estúdio Ghibli, do galardoado realizador japonês Hayao Miyazaki.

 

conto-princesa-kaguya2.jpg

 

 

O Conto da Princesa Kaguya, 2013

http://www.imdb.com/

 

Sinopse:

 

Encontrada dentro de uma cana de bambu brilhante, uma pequena bebé é criada por um velho cortador de bambu e a sua mulher, tornando-se numa jovem bela e requintada, uma verdadeira princesa. Do campo à grande cidade, ela encanta todos os que consigo se cruzam, incluindo cinco pretendentes nobres a quem Kaguya pede missões aparentemente impossíveis, para tentar evitar o casamento com um estranho que não ama. Além dos cinco pretendentes, a jovem chama a atenção do próprio Imperador. Chamada de princesa, ela encanta a todos e chega a pensar que seria feliz com o casal de pais e o rapaz pobre e ladrão. Mas é enviada para a Corte do Rei, onde são muitos a cortejá-la até ter que cumprir seu destino, também por sua desobediência. Qual será mesmo o destino da Princesa Kaguya?

 

conto-princesa-kaguya8.jpg

 

O Conto da Princesa Kaguya, 2013

http://www.imdb.com/

 

Passa-se no Japão feudal e o conto oriental não precisa de explicação, mas deslumbra, e causam uma boa estranheza. Kaguya vem para nos relembrar o que é realmente belo e importante na vida e o quanto a riqueza, a tradição e as formalidades podem afastar-nos do objectivo final que é a felicidade. Aqui não temos a morte explícita, como fechamento de um ciclo, mas sim a transcendência espiritual fundamentada no Budismo e outras religiões do oriente.

 

conto-princesa-kaguya6.jpg

 

O Conto da Princesa Kaguya, 2013

http://www.imdb.com/

 

Os desenhos animados lembram  gravuras japonesas que expressam emoção. Um conto cheio de siginificados, como as mudanças pelas quais passamos, desde o crescer até ao amadurecer, com todas as perdas e ganhos, e a complexa relação entre amor, tradição, relacionamentos entre as pessoas, essencialmente pais e filhos. 

 

Uma reflexão sobre os verdadeiros valores, uma crítica social à ostentação em detrimento dos valores morais.

 

Ficou entre os cinco finalistas para a melhor animação dos Oscars este belo e encantador conto de fadas, delicado e elegante. Com 137 minutos, é o filme mais longo já feito pelo famoso Estúdio Ghibli.

 

 

The Tale of the Bamboo Cutter

http://upload.wikimedia.org/

 

Kaguya quer dizer "luz brilhante". Respeitando antigas tradições de comportamento e vestuário, já é a sétima versão desta historia no Japão (a anterior é de 2001), que é inspirado no conto tradicional mais antigo do Japão.

 

Um filme singelo, feito com encantamento pelo famoso estúdio Ghibli, usando aguarelas, quase impressionistas. Como se fossem incompletas de propósito, como se estivessem em processo de serem criadas e desenvolvidas. Leva duas horas e meia a mostrar-nos os costumes da época e a ambientar-nos, algo essencial para nós, público ocidental.

 

É o resultado final de uma versão animada dos antigos pergaminhos japoneses, os mesmos onde a história deste conto foi escrita pela primeira vez.

 

Uma banda sonora linda, do compositor Joe Hisaishi, que volta a orquestrar uma banda sonora inspirada nos sons tradicionais com pequenos laivos de Hisaishi aqui e ali, acompanhando com sensibilidade a história triste das escolhas da princesa Kaguya.

 

 

 

 

Actividades: 

 

  • Relembrar literatura tradicional portuguesa: conto tradicional;
  • Fazer estudo comparado do conto tradicional português e conto tradicional japonês;
  • No caso de aluno/aluna de origem japonesa, na escola, solicitar a sua participação: vivências familiares a nível de contos tradicionais;
  • Por que não experiencial algum vocabulário japonês por parte dos alunos: oral, escrito;
  • Antes ou depois da exploração de algumas destas actividades, segundo o tempo de exibição em salas de cinema, agendar uma visita de estudo: ida ao cinema ver Conto da Princessa Kaguya.
  • Posterior debate em sala de aula.
  • Possível projecto transcurricular Lingua Portuguesa, Educação Visual, Música.

 

Nota: Não aconselhável a alunos cujo nível etário seja inferior a 10/11 em virtude da duração do filme : duas horas e trinta minutos, aproximadamente.

 

A Professora GSouto

 

11.04.2015

Licença Creative Commons

Parabéns Borboletário ! A nossa participação

 

borboletario1.jpg

 

créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

Não podiamos deixar de nos associar ao projecto Borboletário, na celebração do seu 8º aniversário. Iniciado em 2006, participámos nesse mesmo ano, numa actividade pedagógica. O Borboletário de Lisboa, hoje denominado Bor­bo­letário do Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia.

 

"O Bor­bo­letário do Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia é um jardim de plan­tas mediter­râni­cas habitado por várias espé­cies de bor­bo­le­tas, que podem ser obser­vadas ao vivo nas diver­sas fases do seu ciclo de vida, e em directo para a Inter­net através do web­site ecoesfera borboletas."

 

Desde a aber­tura ao público em 2006 até ao momento, já pas­saram pelo Bor­bo­letário milhares de vis­i­tantes, muitas escolas, que pud­eram apren­der, de uma forma prática, a biolo­gia das bor­bo­le­tas e a sua inter­acção com as plan­tas.

 

borboletario2.jpg

 

Excerto notícia DN

http://blogues.publico.pt/

 

Foi precisamente em 2006, pouco depois de ser criado, que integrámos no currículo de Língua Portuguesa  o projecto Dia B - Dia das Borboletas.

 

O Bor­bo­letário tem como objectivo des­per­tar o inter­esse do público em geral, e em par­tic­u­lar dos jovens em idade esco­lar, para a importân­cia da con­ser­vação da natureza e da bio­di­ver­si­dade.

 

"O número de vis­i­tantes alcançado até agora, reflecte não só o tra­balho con­sol­i­dado em vários anos nas áreas da cri­ação ex-situ de bor­bo­le­tas europeias, na propa­gação de plan­tas hos­pedeiras e na edu­cação ambi­en­tal, mas tam­bém o resul­tado da par­tic­i­pação cada vez maior em pro­je­ctos exter­nos de mon­i­tor­iza­ção ecológ­ica, con­sul­ta­do­ria téc­nica e de divul­gação científica.", assim se define o Borboletário.

 

Mal descobrimos o Tagis - Centro de Conservação de Borboletas de Portugal,em 2006, considerámos um projecto inovador e que tinha nas preocupações interagir com  as escolas.

 

borboletario4.jpg

 

créditos : Borboletário

 http://blogues.publico.pt/

 

E assim partimos para o projecto transcurricular inter-turmas Contando Borboletas no Jardim que insermos no estudo do Texto Poético

 

Pareceu-nos que enquadrava lindamente este conteúdo programático, dado que são muitos os poetas que referem as borboletas em seus poemas. Claramente um projecto que despoletaria a criatividade dos alunos em actividades de leitura de poemas e escrita criativa, bem como saída da sala de aula para uma lição viva ao ar livre.

 

Não nos enganámos.Os alunos adoraram, adquiriram competências e desenvolveram aprendizagens que muito enriqueceram o currículo de Língua Portuguesa e Ciências da Natureza.  

 

Foi um dos projectos mais cativantes desenvolvido nesse ano lectivo.

 

borboletario3.jpg

 

créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

Depois de apresentar o projecto aos alunos e de o negociar com as duas turmas de Língua Portuguesa que leccionava, nesse ano, decidi contactar a equipa Tagis para que nos enviasse o material de apoio que punha à disposição das escolas com o objectivo de celebrar um dia muito especial, o Dia B - Dia das Borboletas.

 

A equipa do Borboletário respondeu prontamente, enviando o Guia de Campo que Tagis - Centro de Conservação das Borboletas de Portugal, assim se denominava em 2006 - disponibilizava para reconhecimento de borboletas em espaço aberto.

 

E logo pensámos nos Jardins do Parque de Serralves.

 

borboletario5.jpg

 

Tagis | créditos : Borboletário

 http://blogues.publico.pt/

 

O Guia de Campo, muito ilustrativo das espécies de borboletas passíveis de encontrar em Portugal, propunha que os alunos fizessem a observação de borboletas, identificando-as com a ajuda do mesmo guia.

 

Actividades:

 

Partindo do Texto Poético a que anexei Dia B - Dia das Borboletas, programei um projecto transcurricular e inter-turmas em que participaram as áreas curriculares: Língua Portuguesa (dinamizadora),Ciências Naturais, Formação Cívica e Educação Visual.

 

Para fazer a observação e levantamento de borboletas, nada melhor do que percorrer o Parque de Serralves. Contactámos o Serviço Educativo, fizemos a marcação de uma Visita de Estudo.

 

Os alunos foram divididos em grupos, cada grupo com o seu Guia de Campo para fazer o reconhecimento das espécies encontradas nos líndíssimos jardins de Serralves.

 

A visita foi a parte final do projecto. Durante um mês, aproximadamente, os alunos estudaram o Texto Poético.

 

borboletario7.jpg

 

 créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

Também no curriculo de Ciências Naturais, procedram ao estudo da espécie.

 

Durante o estudo do Texto Poético, solictei aos alunos que seleccionassem, à medida que iam lendo, poemas cuja temática incluisse a borboleta. Essas leituras e estudo estendeu-se não só à literatura portuguesa mas também à literatura brasileira.

 

Após a selecção individual, apoiei os alunos individualmente, na selecção de um poema por aluno, nas duas turmas. Depois da selecção feita, cada aluno transcreveu o seu poema numa uma borboleta recortada em cartolina de cores, elaboradas nas aulas de Educação Visual. 

 

borboletario6.jpg

 

Lagarteiro | créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

À medida que as borboletas iam ficando prontas, iamos elaborando o nosso Borboletário nos placares da sala de aula). Cada turma criou o seu Borboletário que passou a fazer parte de um Jornal de Parede até final do projecto.

 

Numa fase posterior, passaram a actividades de escrita criativa, elaborando pequenas poesias alusivas às borboletas.

 

Os textos poéticos criados pelos alunos foram muito imaginativos, alguns de sensível capacidade para o texto poético. Regra geral, os alunos gostam muito de ler e escrever poesia.

 

Também com o apoio de Educação Visual, os alunos elaboraram borboletas em papel de seda pintado que suspendemos nas salas de aula e que posteriormente foram levadas na mão pelos alunos para a visita de estudo no Parque Serralves.

 

borboletario8.jpg

 

créditos : Borboletário

 http://blogues.publico.pt/

 

Durante a visita, os grupos de alunos preocuparam-se em fazer o reconhecimento de borboletas existentes nos jardins. Sempre que viam uma borboleta, identificavam a espécie com o apoio do Guia de Campo que cada grupo tinha consigo, tomavam nota da espécie e do número observado.

 

De vinte em vinte minutos, reuniam-se os grupos com os Professores e eu, como professora de Língua Portuguesa, coordenadora do projecto transcurricular, anotava na Folha Relatório as espécies e número de borboletas observadas.

 

Os alunos observaram muitas espécies - a biodiversidade do Parque de Serralves é muito rica. Observaram a bela dama, a manchadinha, a limão e até espécies mais raras como a carnaval, pavão-diurno, zebra ! 

 

Posso afirmar que foi um projecto rico em aprendizagens, muita alegria partilhada numa aula viva ao ar livre, e experiências pedagógicas gratificantes para professores e alunos.

 

 

 

 

 

Algumas considerações:

 

É pois com muita alegria que parabenizamos toda a equipa do Borboletário pelo seu 8º aniversário, hoje no Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia, e divulgamos o post de aniversariante no seu blogue E assim começou há oito anos o Borboletário.

 

Sentimos orgulho em divulgar o projecto no início, em 2006, e de fazermos parte dessa dinâmica na criação de projectos audazes que levam a outros voos para todos os deles participámos.

 

Divulgamos as images do Borboletário para melhor apoiar este voto de parabéns muito sincero porque o conhecemos bem, como alunos e professores, envolvidos desde a criação deste projecto ligado à conservação das borboletas de Portugal.

 

Parabéns, mais uma vez, Borboletário, hoje anexado ao Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia !

 

E parabéns à equipa que continua tão activa e cheia de dinamismo como desde o primeiro dia.

 

A professora GSouto

 

02.12.2014

 

Licença Creative Commons

 

 

Titanic 3D comemora Centenário

 

 

 

Titanic | Associated Press

http://graphics8.nytimes.com/

 

Domingo, 15 Abril cumprir-se-ão 100 anos sobre o maior naufrágio do mundo, o Titanic. O Titanic zarpou da cidade de Southampton, Reino Unido, a 10 de Abril de 1912. Cinco dias, precisamente a 15 Abril, naufragou. Cerca de 1.522 pessoas morreram e pouco mais de 700 se salvaram das mais de três mil que seguiam a  bordo. Uma tragédia sem precedentes na história da navegação de recreio.

 

O mundo prepara-se para relembrar este terrível acontecimento. Notícias sucedem-se recordando este fatídico acidente que mudou a história da navegação. Muitos eventos estão a preparar-se que irão decorrer ao longo do ano.

 

{#emotions_dlg.meeting}Saber +

 

São muitas as teorias recentes sobre as verdadeiras causas do naufrágio. A TSF dedicou, ao longo desta semana, vários programas radiofónicos sobre as diferentes fases de vida do maior e mais luxuoso barco da época.  Poderás ler vários as várias fases deste fatídico facto histórico aqui

 

Para os mais interesessados, fica também a indicação de uma plataforma no 'Ancestry.co.uk' Titanic: 100th Anniversary que reúne, pela primeira vez, em formato digital, mais de 200 mil registos e documentos de todo o tipo relacionados com a viagem do 'Titanic', seus sobreviventes e suas vítimas. O acervo fotográfico é impressionante.

 

Mas há outros focos de interesse! Uma apresentação 3D sobre o acidente, comentada pelo repórter da BBC News, Mike McKimm, e pelo mergulhador Rory Golden, que visitou os destroços em 2005.

 

E uma infografia das várias fases do afundamento do Titanic. Se quiseres, podes explorar os destroços nas profundezas do oceano. Esta é uma produção extraordinária da BBC News.

 

 

 

 

 http://2.bp.blogspot.com

 

Por último, falemos então das versões cinematográficas preparadas para 2012, ano do Centenário do maior naufrágio de todos os tempos.

 

Esta semana, estreia nos cinemas a versão 3D do conhecido filme Titanic de James Cameron e as televisões mundiais preparam-se para apresentar a série dramática 'Titanic', escrita por Julian Felllowes.

 

Ir + longe:

 

Em Portugal, começará a ser exibida no próxiom domingo, dia 15 Abril, fazendo coincidir com a data o centenário do desastre.

 

A série foi apelidada como o "evento épico do ano na televisão." 'Titanic' terá quatro episódios, mas todos eles estarão interligados com narrativas desde a construção do navio até ao naufrágio. 

 

Contará a história de vidas diferentes unidas por um único evento terrível. As histórias são detalhadamente apresentadas, fazendo alusão ao contraste da elegância e opulência dos passageiros de 1ª Classe com o trabalho da tripulação e as condições dos menos favorecidos da 3ª classe.

 

 

http://www.titanicmovie.com/

 

Também esta semana começou a ser exibido nas salas portuguesas, Titanic 3D de James Cameron Como já todos sabem, ou ouviram os pais falar, conta a história ficcionada de um amor impossível vivido entre um jovem pobre Jack (Leonardo DiCaprio) e a jovem aristocrata Rose (Kate Winslet). Os dois vivem o início e o fim de um intenso relacionamento durante a curta viagem inaugural do famoso navio.

  

  

 

 
O trabalho de conversão do filme 'Titanic' (já anteriormente exibido em versão geral, hoje denominada 2D), começou em 2005. A ideia original de James Cameron era fazer com que esse seu filme voltasse ao circuito em 2007, no 10º aniversário da sua longa-metragem que, na altura, ganhou 11 'Oscars'.
 
 
Mas alguns atrasos acabaram por mudar os seus planos. E assim, as homenagens do Centenário da tragédia verdadeira do 'Titanic' tornaram-se mais apropriadas para o lançamento em 3D.
 

Cameron já afirmou em diversas entrevistas que Titanic foi feito para o cinema de profundidade. Considerado ‘expert' em tecnologia, e todos pudemos constatar em Avatar (2009), Cameron aguardou o momento de maturidade do sistema para que a transformação fosse realizada com qualidade e ficasse com aspecto de que a produção tivesse sido filmada originalmente em 3D. 
 
 
A expectativa fica por conta de todos os que quiseram ver pela primeira vez ou revisitar esta história de amor enquadrada na tragédia do Titanic.
 
 
Actividades:
 
  • Pesquisa do acontecimento histórico.
  • Visionamento, sempre que possível dos recursos apresentados, apoiado em actividades preparadas previamente pela professora.
  • Em trabalho de grupo, os alunos organizarão um Jornal de Parede.
  • Projecto transcurricular: Lingua Portuguesa, História, Geografia, Lingua Inglesa.
 
 
Espero ter apoiado a vossa natural curiosidade científica e, ao mesmo tempo, proporcionar alguns momentos de lazer, sem nunca perder de vista que se trata da maior tragédia no mar com a perda irreparável de mais de um milhar de vidas.

 
A Professora GSouto
 
14.04.2012
 
 
Licença Creative Commons

Exposição "Ao Encontro de Darwin" : visitas de estudo

 

 

 

 

 

Exposição Evolução de Darwin 

https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/

 

Universidade do Porto em colaboração com o CIBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos) inaugurou no dia 1 de Fevereiro de 2011 a exposição "A Evolução de Darwin" na Casa Andresen, no Jardim Botânico, Porto.

 

 

 

 

Jardim Botânico | Casa Andresen

 http://4.bp.blogspot.com/

 

Saber + 

 

A exposição comemorativa do bicentenário de Darwin que a Fundação Gulbenkian apresentou em 2009, dá a conhecer a vida e obra de Charles Darwin, incluindo a sua viagem à volta do mundo a bordo do HMS Beagle e as evidências que o levaram a postular a revolucionária teoria da evolução das espécies por selecção natural.

 

O Museu de História Natural da Universidade do Porto, o Museu Nacional de História Natural, o American Museum of Natural History, o Real Jardín Botánico de Madrid ou o Musée de Histoire Naturelle de Paris, são apenas algumas das entidades que contribuem para um espólio que tem como foco central o acervo cedido pela Fundação Calouste Gulbenkian.

 

 

charles-darwin4.jpg

 

Exposição/Ciclo conferênca A Evolução de Darwin

http://www.gulbenkian.pt

 

Ir + longe:

 


De modo a evidenciar a importância do contributo da teoria evolutiva proposta por Darwin para o conhecimento e interpretação da biodiversidade, a exposição inclui ainda uma área com animais e plantas vivas, situada nas estufas do Jardim Botânico.

 

Nesta parte da exposição, organizada em colaboração com o Zoo Santo Inácio, o visitante poderá observar um universo povoado por tatus, suricatas, pombos, lagartos de gola, eufórbias, entre outras espécies que ilustram alguns dos processos evolutivos descritos por Darwin.

 

 

darwin6.jpg

 

Exposição Evolução de Darwin

http://centenario.up.pt/



No âmbito da exposição, haverá um programa educativo dirigido a todas as escolas do ensino básico e secundário e, paralelamente a esta iniciativa, decorrerão ainda semanalmente outras actividades, organizadas para um público de todas as idades, nas quais se incluem workshops, palestras, música, teatro e oficinas práticas.

 

Informações úteis:

 

A exposição estará patente até 17 Julho 2011.

 

Entrada: 4€.

 

 

 

 

 

O palacete, agora reabilitado, pertenceu aos avós de Sophia de Mello Breyner Andresen e foi onde a escritora passou a sua infância. Os seus livros reflectem muitos dos cenários desta casa e do seu imenso jardim.

Uma visita de estudo ou em família a não perder!

 

A Professora GSouto

 

10.04.2011

 

 

 Licença Creative Commons