Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Outono chegou hoje : Traz sol e poesia

 

https://www.google.com/doodles/

 

E chegou o Outono. Google celebra o primeiro dia de Outono do Hemisfério Norte com um divertido doodle interactivo que traz aromas bem conhecidos: frutos secos, como nozes, e avelãs - a metáfora dos esquilos saltitando - compotas de outono, compotas de abóbora e outros ingredientes bem nossos conhecidos.

 

"Notice what’s been popping up lately? Pumpkins, squash, and some curious little critters, hungry for a harvest?"

Google, doodles

 

 

Praça Mouzinho de Albuquerque | Rotunda da Boavista

Porto

créditos: Zé Pikaxe 

http://render.fineartamerica.com/

 

Não se surpreenda. Hoje é o primeiro dia de Outono. É também conhecido como O Equinócio de Outono, um tempo em que os dias e as noites são iguais, significando que a natureza está prestes a abrir caminho para os dias mais curtos de inverno.

 

O doodle foi criado pela ilustradora convidada Kirsten Lepore, e mostra as cores que o Outono nos oferece para gozarmos os meses que se vão seguir.

 

As folhas das árvores já começaram a cair. E as que ficam tornam-se amarelas, laranja ou até avermelhadas. Lentamente as árvores despem-se, como que a abrir caminho para o inverno. Mas porque é que, nesta altura, as folhas trocam de cor?

 

Saber +

 

O que é o Equinócio:

 

O instante em que o Sol, no seu movimento anual aparente, passa no equador celeste. A palavra de origem latina aequinoctium agrega o nominativo aequus (igual) com o substantivo noctium, genitivo plural de nox (noite). Assim significa “noite igual” (ao dia), pois nestas datas dia e noite têm igual duração, tal é a ideia que permeia a sociedade.

 

O equinócio de outono é a designação que a astronomia atribui ao fenómeno natural que assinala o final do verão e a chegada da nova estação. É o instante preciso em que o sol cruza o plano do equador celeste, o que decorre em setembro no hemisfério norte e em março no hemisfério sul.

 

Qual a origem da palavra:

 

A palavra “equinócio”, de origem latina aequinoctium agrega o nominativo aequus (igual) com o substantivo noctium, genitivo plural de nox (noite). Assim significa “noite igual” (ao dia), pois nestas datas dia e noite têm igual duração, tal é a ideia que permeia a sociedade

 

Há dois equinócios por ano: o equinócio da primavera em Março e o equinócio de outono em Setembro. As datas dos equinócios variam de ano para ano, consoante o ano tenha 365 ou 366 dias.

 

 

Serralves, parque

Porto

créditos : Serralves

https://www.facebook.com/fundacaoserralves

 

O Outono começou esta manhã de 23 Setembro. Eram 9:20 em Portugal, quando se deu o instante em que o ponto central do sol passou no equador, marcando o início do outono no hemisfério Norte. Mas o dia de duração exactamente igual à noite, que marca os equinócios, só acontece no sábado. É que no dia 23 haverá mais oito minutos de sol. 

 

A situação não se explica pelas temperaturas, ainda de verão, nem pelo dia de sol intenso que faz hoje, primeiro dia de Outono.

 

O Observatório Astronómico de Lisboa começa por explicar, na sua página na internet, que "os equinócios são definidos como o instante em que o ponto central do sol passa no equador e, por isso, o centro solar nasce no ponto cardeal Este e põe-se exactamente a Oeste, “encontrando-se durante 12 horas acima do horizonte matemático em qualquer lugar da Terra nestes dias”.

 

No entanto, e ainda que a palavra equinócio queira dizer noite igual ao dia, de tal “não resulta numa duração do dia solar de 12 horas”

 

Devido a condições físicas e ao movimento de translação terrestre, só no dia 26 haverá 12 horas de luz. O Observatório precisa que, nesse dia, o sol nasce às 7:28 e põe-se às 19:28 e que para as 12 horas certas há apenas um desvio de 10 segundos.

 

 

Autumn

 http://www.crystalinks.com/

 

Com a chegada do Outono, não se muda ainda a hora. O acertar dos relógios só acontecerá no último fim de semana de Outubro. É assim, desde que Portugal entrou na União Europeia. Pelas 1:00h de 25 de Outubro, os relógios deverão ser atrasados 60 minutos para que no mundo globalizado todos se acertem. Uma lástima! Já que todos se queixam desta mudança da hora na Europa.

 

Bom, mas não poderíamos acabar este post sem relembrar o Outono pelas palavras de um poeta. Miguel Torga.

 

Outono

 

Tarde pintada
Por não sei que pintor.
Nunca vi tanta cor
Tão colorida!
Se é de morte ou de vida,
Não é comigo.
Eu, simplesmente, digo
Que há fantasia
Neste dia,
Que o mundo me parece
Vestido por ciganas adivinhas,
E que gosto de o ver, e me apetece
Ter folhas, como as vinhas.

 

Miguel Torga

Do livro: Diário X, s/editora, 1966, Coimbra

 

Lindo, não acham ? Trouxe-me a saudade das nossas aulas de Português, das sessões de leitura em que a poesia tinha sempre um momento privilegiado.

 

Actividades :

 

  • Solicitar aos alunos uma curta selecção de poemas (literatura portuguesa, ou não). Cada aluno poderá dizer um poema da sua escolha em voz alta.
  • Escrita criativa : alunos serão convidados a criar poemas alusivos ao Outono que poderá ser ilustrado também pelo aluno.
  • Programar um jornal de parede na sala de aula. Os alunos procederão então à elaboração de um Poemário que poderá ser enriquecido ao longo de 15 dias.

 

Bom Outono  para todos ! E bom ano lectivo !

 

A Professora GSouto

 

23.09.2015

Licença Creative Commons

 

Língua Portuguesa : 800 anos

 

 

 

 

http://images.cdn.impresa.pt/

 

É verdade. Hoje, 27 de Junho, a nossa língua, a Língua Portuguesa celebra 800 anos, data em que o primeiro texto oficial foi conhecido. Trata-se do testamento de D. Afonso II, em 1214.

 

Apesar de ser rei e soberano absoluto, D. Afonso II, em 27 de Junho de 1214, escreveu um texto, não um decreto. Afonso II escreveu apenas o seu testamento, usando a língua que já existia e já era usada pelo seu povo, antes de ele a usar também.

 

"O simbolismo deste momento e desse marco é que é a primeira vez que isso foi feito. Nunca antes dele, um Rei, um Estado, um soberano usara a nossa língua, escrevera oficialmente a nossa língua."

 

 

 

 http://www.hardmusica.pt/

 

Para assinalar a data vai ser entregue um manifesto no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa.  O documento, que pretende destacar a importância da língua portuguesa no mundo, é subscrito por vários politicos, músicos, escritores, professores e jornalistas de Portugal, Cabo Verde, Timor e Guiné-Bissau.

 

O "Manifesto 2014 - 800 anos da Língua Portuguesa" é uma iniciativa que pretende celebrar os oito séculos do Português, tendo como base o testamento de D. Afonso II (1214), o mais antigo documento régio e oficial escrito em língua portuguesa.

 

A apresentação oficial do "Manifesto 2014" e da respectiva lista definitiva de subscritores vai decorrer no Padrão dos Descobrimentos, em Belém.

 

 

http://www.google.pt/


A cerimónia começará com a apresentação de 16 poemas dos oitos países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) - Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

 

"Nós, em Timor-Leste, vamos fazer os possíveis para que dentro de alguns anos seja uma língua falada em todo o território e que as novas gerações possam também comunicar em português", afirmou à agência Lusa.

 

O chefe da diplomacia timorense considerou que o manifesto é uma forma de "honrar a língua portuguesa que hoje é falada em todos os continentes do mundo."

 

Lindo não é? E vem de Timor-Leste este elogio à língua portuguesa. Como é bom saber que uma língua pode ser motivo de respeito e honras por parte de um país que não Portugal.


O "Manifesto 2014" traduz a "consciencialização de que a língua portuguesa é para o futuro, uma poderosa ferramenta no contexto da globalização", disse à Lusa José Ribeiro e Castro, um dos promotores da iniciativa do Movimento 2014.

 

 

Créditos : SIC

O "Manifesto 2014" traduz a "consciencialização de que a língua portuguesa é para o futuro, uma poderosa ferramenta no contexto da globalização", disse à Lusa José Ribeiro e Castro, um dos promotores da iniciativa do Movimento 2014.

 

Ao início da tarde, em Belém, vão ser ainda lançados 800 balões.

 

 

 

 Língua Portuguesa

http://4.bp.blogspot.com/

 

Quem melhor do que falar língua portuguesa do que os nossos escritores, Miguel Torga, Fernando PessoaManuel António Pina, Agustina Bessa-Luís, entre muitos outros, as nossas 'poetas' Natália Correia, Sophia Mello Breyner ou José Luis Peixoto que esteve à conversa com um grupo de alunos e comigo, há uns anos,  Luisa Dacosta, uma lista interminável, já que somos um país de poetas e escritores.

Há dois dias, aqui no Porto, o filho de Sophia, Miguel Sousa Tavares em  "Porto de Encontro" na Casa da Música, disse que a melhor homenagem que se pode prestar hoje a Sophia de Mello Breyner Andresen é o reconhecimento de que a sua obra continua "deslumbrantemente actual".

O jornalista, filho da poeta, afirmou que, perante um país "onde a selecção nacional vale mais do que a língua" e que é caracterizado pelo "novo-riquismo" e pela "piroseira literária", "a melhor homenagem que se pode fazer à escrita de Sophia, dez anos após a sua morte, é reconhecer que ela continua deslumbrantemente actual."

 

 

http://mensagens.culturamix.com/

 

 

"Pedra, luz, fruto, manhã, mar, vento, nisto todos nos reconhecemos, por isso citamos de cor os seus poemas e passamos de geração em geração os seus livros infantis, com que tantos de nós aprendemos o fascínio da leitura"

 

Miguel Sousa Tavares

 

Pede-se assim que a Língua Portuguesa seja melhor tratada e se acabe de vez com um pseudo acordo ortográfico.

 

 

A Professora GSouto

 

27.06.2014

 

 Creative Commons License

 

Referências :

 

SIC | Notícias

Público | Cultura

Jornal Hard Música

 

Novo ano, novas responsabilidades!

 

 

 

 

Bom, meus queridos alunos... hoje, quando voltar aqui, já todos ou quase todos recomeçaram um novo ano que é também o início de um novo ciclo!  

 

Não imaginam a tristeza que me invade. Esta manhã não subirei a escadaria, não percorrerei os mesmos espaços que vós, não poderei rever-vos, deixar o olhar poisar em cada um vós, para admirar como cresceram, sorrir convosco sobre algum episódio ou outro que vos tenha divertido durante as férias, delinear algumas actividades, apresentar-vos projectos, preparar com rigor científico para esta nova etapa.

 

 

http://images.csmonitor.com/

 

E lembrei o discurso que o Presidente Barak Obama fez aos adolescentes norte-americanos no dia em que recomeçaram as aulas, exortando-os para o trabalho escolar com empenho e responsabilidade.

 

 Confesso que achei lindo! E permito-me deixar aqui um pequeno excerto:

 

(...)

But at the end of the day, we can have the most dedicated teachers, the most supportive parents, and the best schools in the world - and non of it will matter unless all of you fulfill your responsabilities. Unless you show up those schools; pay attention to those teachers; listen to your parents, grandparents and other adults; and put in the hard work it takes to succeed.

 

And that's what I want to focus on today: the responsability each of you has for your education. I want to start with the responsability you have to yourself.

 

 

créditos: AP 2009

http://news.yahoo.com/photos

 

Every single one of you has something you're good at. Every single one of you has something to offer. And you have a responsability to yourself to discover what that is. That's the opportunity an education can provide.

(...)

 

We need every single one of you to develop your talents, skills and intellect so you can help solve our most difficult problems. If you don't do that - if you quit on school - you're not just quitting on yourself. you're quitting on our country. (...)

http://www.whitehouse.gov

 

Traduzir este excerto poderia trair um pouco a verdadeira mensagem. Assim, já que estão no 3º ano de Inglês LE, prefiro deixar que o leiam na língua original. E depois está escrito num inglês tão fluente que estou certa vão entendê-lo.

 

Sei que se estivesse perante vós, na sala de aula, neste novo ano lectivo que agora se inicia, este seria, sem dúvida, o meu primeiro desafio. Ler este excerto do discurso de Obama em grupo, tirando as dúvidas de interpretação que podessem surgir, até compreenderem bem o sentido da mensagem. Depois sim, passaríamos ao debate das ideias nele contido, para que tirassem as vossas conclusões do que pretendem fazer da vossa vida de estudantes.

 

Conhecem-me bem! Sabem como sou pragmática, mas ao mesmo tempo inovadora nos conceitos pedagógicos que me permitem estar mais perto de vós. Apoiar o desenvolvimento das vossas excelentes capacidades - cada um com seu perfil - incentivar a apreensão de novos saberes, orientar-vos no caminho a percorrer, este foi sempre o meu principal objectivo. Valorizar-vos.

 

Mas, como bem afirma o Presidente Obama, não basta ter bons professores, excelentes pais, escolas modernas, se os alunos não se responsabilizarem pelo seu próprio percurso académico.

 

É verdade queridos alunos! O futuro do país vai depender das aprendizagens que fizerem na escola, da responsabilidade com que encararem a vossa formação académica, dos desafios que enfrentarem para resolver situações,  da colaboração que derem para se lançarem novos currículos que correspondam às exigências sociais e culturais que se adaptem melhor às vossas características de nativos digitais.

 

 

 

Uma escola mais moderna exige conceitos actuais.

 

Terei imensa pena de não poder vivenciar isso com todos! Finalmente, as tecnologias chegaram às escolas! Eu que sempre lutei tanto por isso!  E que fomos introduzindo ao longo dos anos, desde 1999-2000, apenas com um computador na escola, e depois na nossa sala de aulas, a custo e com a minha coragem de o ir solicitar à DREN.

 

Mas, quem sabe, não virão até aqui com alguma frequência blogar comigo? Este blogue mantém-se activo para que possamos continuar a partilhar saberes. Esta será a rede que nos conectará!

 

Já sabem  que poderão contar com o meu apoio para qualquer dificuldade em Língua Portuguesa, Francês LE, Cidadania. Sempre!

 

É só vir até aqui, deixar uma mensagem, enviar um email, ou frequentar o moodle Lugares&Aprendizagens. Combinado?

 

Para os que não vão esquecer este espaço de partilha, desejo um excelente recomeço.

 

Eu também espero partillhar saberes e aprendizagens com alunos empenhados, responsáveis, dispostos a ir mais longe, nesta sala de aula virtual, onde a Professora estará presente sem hora marcada, e atenta às vossas dúvidas e dificuldades.

 

Sei que neste momento estão com muita ansiedade. Mas vai ser óptimo, tenho a certeza!

 

Relembro então um poema de Miguel Torga que aqui deixo:

  

 Recomeça

Se puderes,

Sem angústia  e sem pressa.

E os passos que deres,

Nesse caminho duro

do futuro,

Dá-os em liberdade

Enquanto não alcances

não descanses.

De nenhum futuro queiras só metade.

 

Miguel Torga, Recomeça

 

A Professora GSouto

 

14.09.2009

 

Nota Fica aqui o nosso agradecimento, dos alunos e meu, pelo destaque dado pela Sapo a este blogue.

 

17.09.2009

 

Licença Creative Commons



Início ano lectivo 2006-2007 : informações úteis

 

 

0001r8ew

  

 

 http://fashion.psfk.com/

 

É hora de voltar à escola, ao trabalho, fazendo todos os dia uma etapa importante no teu crescimento e no teu saber.

 

Aqui ficam as directrizes mais importantes para o início deste ano lectivo 2006-2007:

 

Datas importantes:

 
  • Dia 18 Setembro - 10:00 horas : Recepção aos alunos de 6º Ano.

 

6ºC : Sala 15

 

  • Dia 19 Setembro  : Início das Aulas.

 

 

 

Recomeça

Se puderes,

Sem angústia  e sem pressa.

E os passos que deres,

Nesse caminho duro

do futuro,

Dá-os em liberdade

Enquanto não alcances

não descanses.

De nenhum futuro queiras só metade.

 

Miguel Torga

 

A Professora GSouto

 

10.09.2006

 

 Licença Creative Commons