Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Nos Olhos de Uma Tartaruga : ler para uma educação ambiental

 

 

Nos Olhos de uma Tartaruga

Pedro Gaia

ilustrações: Isabel Gaia

https://www.chiadoeditora.com/

 

O SEA LIFE Porto vai receber a apresentação do livro “Nos Olhos de Uma Tartaruga”. Um conto infantil de Pedro Gaia protagonizado por uma tartaruga. O livro incentiva à conservação e respeito pelos oceanos.

 

As tartarugas fazem as delícias dos visitantes do SEA LIFE Porto. No dia 12 de Março, às tartarugas-verdes Mariza e Yellow, que habitam o aquário portuense, junta-se Maria, a personagem principal do livro infantil “Nos Olhos de Uma Tartaruga”, de Pedro Gaia.

 

O autor do livro, que tem como protagonista uma tartaruga, escolheu como palco para a sua apresentação o SEA LIFE Porto.

 

Lado a lado com as tartarugas que habitam o aquário, Maria, a tartaruga do livro infantil ganha vida nas palavras do seu autor.

 

Na apresentação, a ficção e realidade vão interagir alertando para a educação ambiental.

 

 

 

Nos Olhos de uma Tartaruga

Pedro Gaia

ilustrações: Isabel Gaia

https://www.chiadoeditora.com/

 

"Para minha filha Maria

 

Queres uma história do livro ou da cabeça? 

 

História da cabeça, papá.

 

É assim que tudo começa. Um pedido de uma história inventada a um pai amante da natureza. É um pedido repetido todas as noites em que adormeço a minha filha, que originou este e muitos outros contos."

 

 

Saber +

 

“Nos Olhos de Uma Tartaruga” vai ser apresentado dia 12 de Março, pelas 15:15 horas,  na baia das Raias, com umasessão de leitura de excertos do conto infantil.

 

 Prefácio:

 

Muitas vezes desvalorizada, a educação ambiental à geração mais nova é um factor chave na preservação das espécies e dos seus habitats. Podem-se exercer todos os esforços para preservar de forma directa uma espécie, mas se não se tem o apoio da comunidade, é provável que esses esforços sejam em vão, e o futuro de qualquer comunidade são as crianças.

 

As comunidades locais e especialmente os mais novos representam a esperança. As gerações mais novas não apenas influenciam os adultos com quem se relacionam, como elas mesmas serão adultos um dia, e tomarão decisões que podem ir a favor, ou contra a preservação das espécies.

 

Que enriqueçamos a consciência ambiental nos nossos filhos para que tenham mais sucesso que nós na preservação dos ecossistemas do nosso planeta.

Enquanto Pai, sinto sobre mim a responsabilidade de educar a minha filha para ter consciência ambiental. Para respeitar todas as espécies que fazem parte do nosso ecossistema e por perceber que cada espécie tem parte integrante no equilíbrio do nosso ecossistema.

 

Foi por isso que as histórias de embalar tenderam sempre para a personificação de uma espécie em particular e dos desafios que esta encontra. Foi assim que nasceu a história da Tartaruga Maria. O primeiro de muitos contos.

 

 

 

Nos Olhos de uma Tartaruga

Pedro Gaia

ilustrações: Isabel Gaia

https://www.chiadoeditora.com/

 

 

Ir + longe:

 

Nos Olhos da Tartaruga é o primeiro livro de Pedro Gaia, com ilustrações de Isabel Gaia, mulher do autor.

 

Um conto criado em família, resultado da adoração pela natureza e vida selvagem e que é agora materializado num livro infantil com carácter educativo.

 

A apresentação do livro da Chiado Editora vai ter lugar antes da alimentação das raias, um momento diário de muita animação no SEA LIFE Porto.

 

Livro está disponível em versão impressa e e-book.

 

Actividade:

 

  • Pais : assistir com os filhos à apresentação e sessão de leitura do livro.
  • Educadores: leitura em sala de aula do livro.

 

A Professora GSouto

 

09.03.2017

 

Licença Creative Commons

Ler na sala de aula : Prémio Fundación Cuatrogatos 2017

 

 

 

Irmão Lobo

Carla Maia de Almeida

ilustração: António Jorge Gonçalves

http://www.planetatangerina.com/pt/

 

O livro Irmão Lobo, da escritora Carla Maia de Almeida, foi distinguido com o Prémio Fundación CuatrogatosA Fundación Cuatrogatos é uma organização norte-americana de promoção da leitura para a infância e juventude.

 

 

Fundación Cuatrogatos

https://www.facebook.com/FundacionCuatrogatos

 

Anualmente, a Fundación Cuatrogatos, fundada em Miami, elege vinte livros para crianças e jovens, traduzidos para espanhol e publicados por editoras ibero-americanas, que são "altamente recomendados pelos valores literários e artísticos" e que "merecem ter mais divulgação".

 

 

lobo_1.jpg

 

Irmão Lobo

Carla Maia de Almeida

ilustração: António Jorge Gonçalves

http://www.planetatangerina.com/pt/

 

Entre os vinte títulos premiados está Irmão Lobo, de Carla Maia de Almeida, com ilustração de António Jorge Gonçalves e tradução por Jerónimo Pizarro, para a editora mexicana Ediciones El Naranjo.

 

Saber +

 

Irmão Lobo é "uma obra comovedora, que explora com subtileza as paisagens da alma humana e que nos fala, com extraordinária sinceridade e profundidade, de separação, sobrevivência, redenção e amor", escreveu a Fundação na página oficial.

 

Além dos vinte livros premiados, a organização recomenda ainda dezenas de outros títulos, escolhidos entre as obras que foram sendo lidas e avaliadas pela fundação. Entre eles está a tradução de A contradição humana, álbum ilustrado de Afonso Cruz.

 

 

lobo_2.jpg

 

Irmão Lobo

Carla Maia de Almeida

ilustração: António Jorge Gonçalves

http://www.planetatangerina.com/pt/

 

Sinopse:

 

Malik. Penso nele como um totem que mantinha a tribo unida, a tentar adaptar-se ao apartamento e a sonhar com o seu antigo tipi rodeado de verde.


Nas poucas fotografias que tirámos depois de ele partir, parecemos um punhado de moedas atiradas ao ar, caídas ao acaso, afastadas umas das outras. Esta, por exemplo, com a Blanche a olhar para mim, Alce Negro a olhar para o céu, o Fóssil a olhar para os ténis e a Miss Kitty de óculos escuros, a olhar para dentro, para os lugares onde só ela entrava. 


Depois daquele verão em que tudo começou a arder, nunca mais aparecemos os cinco nas fotografias. Foi o verão da Grande Travessia no Deserto da Morte. Ou, simplesmente, o verão da Grande Travessia.


Lembro-me como se fosse hoje.

 

 

lobo_3.jpg

 

Irmão Lobo

Carla Maia de Almeida

ilustração: António Jorge Gonçalves

http://www.planetatangerina.com/pt/livros/irmao-lobo

 

Em Irmão Lobo, publicado em 2013 pela Planeta Tangerina, Carla Maia de Almeida narra uma história protagonizada por uma família - pai, mãe, três filhos e um cão - a desintegrar-se, marcada pelo desemprego e por problemas financeiros.

 

Ir + longe:

 

O fio narrativo oscila entre dois momentos, em que a narradora tem oito e quinze anos (a distinção é feita graficamente com páginas azuis e brancas), intercalando as descrições do ambiente familiar com o de uma viagem, que terminará no acontecimento fraturante da família, intitulado "Grande Travessia no Deserto da Morte".

 

A protagonista refere-se à família por alcunhas: o Clã do Pássaro Trovão integra a mãe Blanche, que acumula três empregos, o pai Alce Negro, desempregado, o irmão mais velho, Fóssil, a irmã do meio, Miss Kitty, e o cão Malik, como "um totem que mantinha a tribo unida".

 

lobo_4.jpg

 

Não Quero Usar Óculos,

Carla Maia Almeida

ilustração: André Letria

http://www.fnac.pt/

 

Autora:

 

Carla Maia de Almeida, nascida em Matosinhos em 1969, é jornalista, tradutora e formadora na área do livro infantil. Tem obra publicada no Brasil, Holanda e Colômbia.

 

É autora ainda de outros livros como Amores de Família e Ana de Castro Osório - A mulher que votou na literatura, ambos ilustrados por Marta Monteiro, Onde Moram as Casas, com ilustrações de Alexandre Esgaio, e Não Quero Usar Óculos, com ilustração de André Letria.

 

 Livros aconselhados pelo Plano Nacional de Leitura.

 

  • Irmão Lobo, literatura juvenil;
  • Não Quero Usar Óculos, literatura infantil.

 

Actividades:

 

  • Leitura dos livros segundo o nível de ensino.
  • Preparar actividades de apoio à Leitura Autónoma e/ou Leitura com Apoio do Professor ou dos Pais, segundo o nível etário.

 

A Professora GSouto

 

25.02.2017

 

Licença Creative Commons

 

Beatrix Potter : 150º Aniversário Nascimento : novo livro

 

 

A História da Gata das Botas

Beatrix Potter

ilustrações: Quentin Blake

https://www.bertrand.pt/

 

O livro para crianças "A história da Gata das Botas", que a autora britânica Beatrix Potter escreveu em 1914 e deixou inédito, é publicado hoje, dia 17 Fevereiro, em Portugal, revelou a editora Asa.

 

 

 

150º Aniversário do Nascimento de Beatrix Potter

http://www.hop-skip-jump.com/beatrix-potter-150-years/

 

A edição portuguesa de The Tale of Kitty in Boots com tradução de Paula Neves, tem lugar alguns meses depois da publicação em língua inglesa, por ocasião do 150.º aniversário do nascimento de Beatrix Potter, com ilustrações inéditas de Quentin Blake.

 

 

 

 

150º Aniversário do Nascimento de Beatrix Potter

http://umeandthekids.com/

 

Saber+

 

Esta edição ilustrada do conto infantil chega agora aos leitores, mais de um século depois de Beatrix Potter o ter escrito, em 1914, mas nunca o conseguiu publicar. A par do texto, a autora e ilustradora deixou apenas uma aguarela completa, que revela uma gata vestida com casaco e botas de caçador, com uma espingarda ao ombro e um rato numa das patas.

 

 

Beatrix-Potter3.jpg

  

O único desenho/aguarela pintado por Beatrix Potter de Kitty-in-Boots

Ilustração: courtesy Frederick Warne & Co and the V&A Museum

https://www.theguardian.com/books/

 

Ir + longe:

 

O manuscrito foi descoberto em 2013, nos arquivos do Victoria & Albert Museum, por uma responsável da editora Penguin Random House, que leu correspondência de Beatrix Potter, de 1914.

 

Nela se fazia referência a um conto sobre uma gata preta, bem-comportada, que tinha uma vida dupla, porque saía para caçar nas noites de lua cheia vestida como o Gato das Botas.

 

Uma narrativa que permaneceu esquecida durante 100 anos e que agora, 150 anos após o nascimento da sua autora Beatrix Potter, é igualmente publicada pela primeira vez como história individual e ilustrada na íntegra.

 

 

 

 The Tale of Kitty in Boots

Beatrix Potter

https://www.amazon.co.uk/

 

Sinopse:

 

Era uma vez uma gata preta, séria e bem-comportada. Pelo menos era assim que a via a velhinha simpática que era sua dona; porque, na verdade, a Kitty (ou Miss Catherine St. Quintin, como gostava que lhe chamassem) apreciava fugir de casa na penumbra da noite para caçar, devidamente armada, vestida e calçada.

Mas não se pense que esta vida dupla que levava lhe trazia privilégios. Pelo contrário, os dissabores eram mais que muitos. E estão todos deliciosamente retratados, bem ao jeito de Beatrix Potter, neste maravilhoso conto, ao qual se juntam as ilustrações do não menos icónico Quentin Blake, dando origem a um verdadeiro novo clássico.

 

 

 

The Tale of Kitty in Boots/ Beatrix Potter

ilustração : Quentin Blake

courtesy of Frederick Warne & Co and the V&A Museum

http://www.bbc.com/

 

Ir + longe:

 

"Escrita num tempo muito diferente daquele em que nos encontramos, esta narrativa, que relata as aventuras e desventuras de caça de uma gata, evoca o encanto britânico da vida no campo em inícios do século XX."

editor da obra

 

Além da gata, que se chama Catherine St. Quintin, embora seja carinhosamente apelidada de 'Kitty' pela dona, nesta história entram ainda outros gatos, furões, uma raposa, um coelho e um ouriço-cacheiro.

 

"Pode ter demorado um século para a Gata das Botas ter sido descoberta, mas o momento actual não podia ser mais oportuno. Um tempo de 'Transparent' (série televisão norte-americana cuja personagem é transgénero), materializado por uma gata que desafia o género binário".

 

beatrix-potter1.jpg

 

Beatrix Potter 

The National Trust & Frederick Warne Ltd

 http://ichef-1.bbci.co.uk/

 

Beatrix Potter nasceu em 28 Julho 1866 em Kensingtion, Londres.Foi botânica, escritora e pintora.

 

Morreu em 1943, aos 77 anos. É uma das mais célebres autoras britânicas de livros para a infância. Escreveu 23 livros, sem contar agora com este que está a ser publicado, A História da Gata das Botas.

 

 

 

The Tale of Peter Rabbit/ A História de Pedro Coelho

Beatrix Potter

http://www.companhiadasletras.com.br/

 

O mais conhecido dos seus livros é A História de Pedro Coelho, hoje um clássico da literatura. Foi publicado em 1902, depois de ter sido recusado pelas editoras durante alguns anos

 

Os contos de Beatrix Potter, de pendor naturalista, protagonizados por animais, começaram por ser recusados pelas editoras da época. Actualmente somam mais de cem milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.

 

 

Beatrix-Potter4.jpg

 

Contos Completos

Beatrix Potter

edtora Pim, 2016

edição comemorativa 150 anos Beatrix Potter

http://www.fnac.pt/

 

Apesar de ter histórias publicadas de forma dispersa, as obras completas da autora só começaram a ser editadas na íntegra e em conjunto em Portugal em 2016 pela editora Pim!. Este ano a Relógio d'Água deverá também fazer uma edição semelhante.

 

 

 

 

 

 

 

Curiosidades: 

 

Beatrix Potter procurou várias editoras para publicar seu primeiro livro. Ao todo, fez setenta tentativas e teve seu livro recusado sessenta e nove vezes. Tanta persistência valeu mesmo a pena. O livro é considerado um clássico da literatura infantil mundial;
 
 
 

 

Miss Potter, 2006

http://www.imdb.com/

 
 
A vida de Beatrix deu origem a um filme Miss Potter, traduzido em português O Mundo Encantado de Beatrix Potter, 2006, com a actriz Renée Zellweger no papel de Beatrix Potter;
 
 
Dizem que J. K. Rowling deu o nome de Harry Potter (Potter, Beatrix), a célebre personagem que todos nós conhecemos, em homenagem a Beatrix Potter. Mas, a autora nunca confirmou isso.
 
 
 
Actividades:
 
 
  • Livros de literatura infantil a ser lidos  explorados nos currículos de 1ª ciclo;
  • Visionar o filme Miss Potter e explorar em actividades complementares das obras lidas;
  • 150º Anversário de Beatrix Potter: elaborar um dossiê (trabalho de grupo); uma exposição, entre outras actividades;
  • Género: o tema poderá ser abordado nos 3º e 4º anos.
 
 
A Professora GSouto
 
 
17.02.2017
 
Licença Creative Commons
 
 

Dia do Pai ! Vamos oferecer livros ?

 

doodle-dia-pai.jpg

 

Google Doodle Dia do Pai

http://www.google.com/doodles/

 

O Dia do Pai em Portugal é comemorado no dia 19 de Março. Celebra-se no dia de São José, santo popular da igreja católica (pai de Jesus Cristo).Uma tradição que se repete em vários países de religião católica. 

 

A celebração do Dia do Pai no dia 19 de Março tem lugar em Portugal, Espanha, Itália, Andorra, Bolívia, Honduras, Liechstenstein, Croácia. A celebração da data varia de país para país.

 

Em França, o Dia do Pai celebra-se no 3º domingo de Junho.

 

Gogle parabeniza os pais com um o Doodle o Dia do Pai, esqueceu Portugal na lista de países. No entanto, ao acedermos à página principal do motor de busca, é-nos apresentado. Será que se redime dessa falha? Ou confunde Portugal com Espanha?

 

 

 Saber+

 

Origem Dia do Pai : Existem duas histórias sobre a origem do Dia do Pai

 

  • A instauração do Dia do Pai teve origem nos Estados Unidos da América, em 1909. Sonora Louise Smart Dodd, filha de um militar resolveu criar o Dia dos Pais motivada pela admiração que sentia pelo seu pai, William Jackson Smart, pelo facto de este ficar viúvo e educar seis filhos.

 

A festa foi ficando conhecida em todo o país e em 1972, o presidente americano Richard Nixon oficializou o Dia dos Pais.

 

  • Evoca-se também, como origem dessa data a Babilónia, onde, há mais de 4 mil anos, um jovem chamado Elmesu teria moldado em argila o primeiro cartão. Desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai, um rei babilónico famoso Nabucodonosor.

 

Em Portugal a festa esteve sempre associada ao Dia de S. José, 19 Março.

 

É prática dar um presente ao Pai, num gesto de carinho. Por que não oferecer um livro? Aqui ficam algumas sugestões para várias idades:

 

 

 

Querido Pai

Orianne Lallemand

ilustrações: Angélique Pelletier

Editorial Presença, 2012

http://www.presenca.pt/livro/querido-pai/

 

Sinopse:

 

Pai Miminhos, Pai Força, Pai Compincha, Pai Cócegas... Descubram o olhar que uma menina lança sobre os estados de alma do seu pai, acompanhados de ilustrações transbordantes de ternura.

Em Querido Pai, todos os pais do mundo são contemplados com palavras amorosas, ternurentas e de grande admiração.

 

 

 

 

 

Querido Pai

Orianne Lallemand

ilustrações: Angélique Pelletier

http://multimedia.fnac.pt/

 

Depois de Mamã Maravilha, é a vez de os pais terem a sua homenagem, num livro que é um presente ideal tanto para os mais pequenos como para os mais crescidos.

 

 

 

O Pai e Eu

Maria Teresa Gonzalez

ilustrações: Carla Nazareth 

 

Começa assim:
 
"Ser santo é viver no mundo real e ir ao encontro
das pessoas que Deus colocou no nosso caminho
e amá-las.
Para muitos de nós, essas pessoas são
a nossa própria família."
 
Irmã Wendy, Livro de Santos

 

 

 

 

 

 

Quando dissemos
a nossa primeira palavra,
o Pai foi logo contar a novidade
a toda a gente que conhecia
(e era a palavra «Mamã»)!

 


 

 

O Pai e Eu

Maria Teresa Gonzalez (excertos)

Ilustrações: Carla Narath

Porto Editora, 2011

http://static.fnac-static.com/

 

Ser Pai não é fácil, sobretudo quando
tem de nos ralhar ou pôr de castigo..."
(...)
 

 

Maria Teresa Gonzalez, O Pai e Eu, Porto Editora

(excertos)

Ilustrações Carla Nazareth

 

Sinopse:

 

Quando dissemos a nossa primeira palavra, o Pai foi logo contar a novidade a toda a gente que conhecia (e era a palavra «Mamã»)!

 

Nota: Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura Educação pré-escolar. Leitura com apoio do educador ou dos pais.

 

 

O meu Pai é grande, é forte, mas...

Coralie Saudo

ilustrações: Kris Di Giacomo

Dinalivro, 2012

http://bibrt.no-ip.biz/

 

Sinopse:

 

Todas as noites é sempre a mesma coisa. Este papá de gravata e com um ar exausto não quer ir para a cama e faz uma grande birra antes de se ir deitar. Por fim, depois de muitas negociações e de voltas e mais voltas pela casa toda, lá se consegue levá-lo. Mas ainda é preciso ler-lhe um livrinho antes da fatídica pergunta do costume: «Alexandre, meu filho, posso dormir na tua cama?» Nesta história contada ao contrário, a inversão dos papéis diz-nos que um pai pode ser realmente grande e forte - como se constata no exercício de puro deleite em que consiste a visualização das ilustrações -, mas nem por isso deixa de precisar de colo ou de ter medo do escuro.

 

O lado mais frágil da idade adulta consumada na paternidade alcança neste livro a doce melancolia de um tom sépia, que nos diz metaforicamente aquilo que poucas vezes deixamos transparecer.

 

 

O Pai no Tecto

Maria Teresa Gonzalez

Verbo, 2003

http://d.gr-assets.com/

 

Sinopse:

 

Encontrado dentro de um cesto, apenas envolto num pano, Tito sempre pensou que o seu pai se chamava Adão e que um dia o iria buscar. Isto porque a avó Lena, a governanta da Casa dos Lírios, uma instituição que acolhe rapazes órfãos ou negligenciados pela família, lhe contou que ele tinha aparecido misteriosamente «à pai Adão». Miúdo dotado de grande inteligência, Tito vai sofrer o primeiro desgosto de uma existência até então vivida praticamente sem sobressaltos: a morte da avó Lena, a pessoa que o criara e o fazia sentir que tinha uma família. No momento em que se sente completamente perdido, o pediatra da instituição, o Dr. Tomás Telles, homem solitário, convida-o para uma viagem a Roma, onde lhe diz ter uma surpresa para lhe mostrar. E é durante esta viagem que Tito encontra finalmente o pai, só que afinal ele não se encontra no tecto da Capela Sistina...

 

 

Florbela.png

 

 

 Florbela Espanca 

http://www.luso-livros.net/

 

Ir + longe:

 

Mas, para os mais velhos, os alunos que estudam literatura portuguesa e os grandes poetas, fica então um poema de Florbela Espanca que dedicou um poema ao pai:

 

Poema para o Dia do Pai


Ter um Pai! É ter na vida
Uma luz por entre escolhos ;
É ter dois olhos no mundo
Que veem pelos nossos olhos!

 

Ter um Pai! Um coração
Que apenas amor encerra,
É ver Deus, no mundo vil,
É ter os céus cá na terra!

 

Ter um Pai! Nunca se perde
Aquela santa afeição,
Sempre a mesma, quer o filho
Seja um santo ou um ladrão ;

 

Talvez maior, sendo infame
O filho que é desprezado
Pelo mundo ; pois um Pai
Perdoa ao mais desgraçado!

 

Ter um Pai! Um santo orgulho
Pró coração que lhe quer
Um orgulho que não cabe
Num coração de mulher!

 

Embora ele seja imenso
Vogando pelo ideal,
O coração que me deste
Ó Pai bondoso é leal!

 

Ter um Pai ! Doce poema
Dum sonho bendito e santo
Nestas letras pequeninas,
Astros dum céu todo encanto!

 

Ter um Pai! Os órfãozinhos
Não conhecem este amor!
Por mo fazer conhecer,
Bendito seja o Senhor!

 

Florbela Espanca, Poesia 1918-1930, 

Dom Quixote, 1992

 

 A Professora GSouto

 

19.03.2016

 

Licença Creative Commons

Que Amigo Levo Comigo ? Dr Seuss, inédito em Portugal

 

1507-1.jpg

 

 

Que Amigo Levo Comigo?

Dr. Seuss

tradução: José Dias Pires

http://static.fnac-static.com/

 

"Queremos um amigo.Queremos um amigo.Que tipo de amigo Vou levar comigo? O cachorro? O gatinho?A gata? Ou o cão? Oh, pá! Isto não vai ser fácil, não."

 

É óbvio que já ouviste falar em Dr. Seuss... em inglês, certamente. Pois agora o livro juvenil "Que amigo levo comigo?", do norte-americano Dr. Seuss, descoberto mais de vinte anos depois da morte do autor, foi editado em Dezembro 2015, em Portugal, pela Booksmile.

 

 

 

Theodor Seuss Geisel, cartoonista

http://myhero.com/

 

 

Saber +

 

Dr. Seuss é o nome pelo qual é conhecido o escritor, ilustrador e cartoonista norte-americano Theodor Seuss Geisel, que morreu em 1991, deixando mais de sessenta livros para crianças, quase todos de poesia. Tem traduções em mais de trinta línguas.

 

 

O Gato do Chapéu | Dr Seuss

http://images.portoeditora.pt/

 

Em Portugal, a publicação da obra do autor é esporádica, tendo sido editado o livro "O Gato do Chapéu", pela Gradiva.

 

 

O Gato do Chapéu

Dr. Seuss

http://catatu.catalivros.org/

 

 

 

O Gato do Chapéu

Dr. Seuss

http://recursos.wook.pt/

 

"Que amigo levo comigo?", teve em Julho uma tiragem de um milhão de exemplares nos Estados Unidos. É o primeiro de uma série de obras do autor que a Boooksmile vai editar nos próximos meses.

 

 

Theodor Seuss Geisel, cartoonista

http://www.hudsonbooksellers.com/sites/

 

Escrito em rimas, "Que amigo levo comigo?" terá sido escrito e ilustrado por Dr. Seuss, entre os anos 1950 e 1960, e foi descoberto pela viúva e por uma assistente em 2013, entre papéis e desenhos dispersos, reunidos numa caixa.

 

 

Que Amigo Levo Comigo?

Dr. Seuss

http://static.fnac-static.com/

 

 

Ir mais longe:

 

O livro com tradução portuguesa de José Dias Pires, conta a história de dois irmãos que vão a uma loja escolher um animal de estimação para levar para casa.

 

 

Que Amigo Levo Comigo?

Dr. Seuss

http://4.bp.blogspot.com/

 

As rimas sucedem-se consoante os dilemas de escolhas das crianças, entre um cão e um gato, um pássaro, peixes ou um coelho.

 

Theodor Seuss Geisel fez ilustração para publicidade, mas também para revistas como a Life e a Vanity Fair, antes de publicar o primeiro livro para crianças, "And to think that I saw it on Mulberry Street", em 1937.

 

Níveis de aprendizagem:

  • Ensino pré-primário;
  • Ensino Primário (4-6 anos)

 

 

Que Amigo Levo Comigo?

Dr. Seuss

http://static.fnac-static.com/

 

 

Actividades:

 

Ensino Pré-Pimário:

  • Ler livro em voz alta na sala de aula: Vamos contar uma história? A professora lê o livro em voz alta, os alunos apenas ouvem a história.
  • Depois, convidar os alunos a explorar o livro impresso, fazer e/ou ouvir as perguntas dos alunos, complementar qualquer ideia menos explícita.

 

Ensino Primário:

  • Introdução ao livro: Guiar os alunos para a leitura digital da apresentação do livro aqui
  • Convidar os alunos a ler o livro (impresso em papel)
  • Debater o papel dos animais de companhia em casa. Ascultar os alunos sobre as suas preferências de animal. 
  • Ficha de leitura: acompanhamento da leitura
  • Estudo da Rima: iniciar os alunos na elaboração de rimas.

 

Bom trabalho!

 

A Professora GSouto

 

09.01.2016

 

Licença Creative Commons

 

Dia Mundial do Animal : Adopte um animal abandonado

 

 


 S. Francisco Assis

www.google.com/

 

Claro que não poderia deixar de escrever sobre o Dia Mundial do Animal! A data 4 de Outubro foi escolhida por ser o dia de S. Francisco de Assis, o santo padroeiro dos animais.

 

Este dia celebra-se desde 1931, depois de uma convenção de ecologistas que teve lugar em Florença, com o objectivo de alertar para animais em perigo de extinção.

 

Procurava um texto (e há muitos) sobre os animais, escrito em português. Mas não há dúvida que o gato é o animal que maior número de poemas reune na Literatura Portuguesa, e não só.

 

Muitos dos contos tradicionais da literatura universal infantil que lemos na infância se centram no gato.

 

 

O Gato das Botas | Grimm

 http://www.pontofrio-imagens.com.br/

 

 

O Gato das Botas de Charles Perrault

http://www.bulhosa.pt/images//products/9722611135.JPG

 

Lembro O Gato das Botas dos irmãos Grimm, ou o Gato das Botas de Charles Perrault.

 

Um gato
travesso como toda a gataria
calçou botas e foi
ao rei levar presentes certo dia.
Seu dono era bem pobre.
Só tinha um belo olhar e um belo porte
Mas o gato de Botas transformou sua vida e sua sorte. (...)
 
 

 

E mais recentemente, em banda desenhada Garfield, o célebre gato que todos nós adoramos pela sua filosofia carismática e mordaz.

 

 

Gato Preto/ Edgar Allan Poe

ilustrações Audrey Beardsley

https://pt.wikipedia.org/wiki/

 

Muitos outros poderia citar, desta vez em autores já mais recentes, como Edgar Allan Poe que escreveu o conto o Gato Preto. E ainda J.K.K. Tolkien

 

 

The Cat/ J.K.K.Tolkien

https://bibliotecafalves.files.wordpress.com/

 

O gato/ Vinicius de Moraes

http://image.slidesharecdn.com/

 

Mas voltando à literatura portuguesa, temos o gato em Manuel António Pina, que veio conversar connosco algumas vezes.

 

Há um deus único e secreto
em cada gato inconcreto
governando um mundo efémero
onde estamos de passagem

Um deus que nos hospeda
nos seus vastos aposentos
de nervos, ausências, pressentimentos,
e de longe nos observa

Somos intrusos, bárbaros amigáveis,
e compassivo o deus
permite que o sirvamos
e a ilusão de que o tocamos

 

Manuel António Pina, Os Gatos,

in Como se desenha uma casa; ed. Assírio & Alvim, 2011

 

Eugénio de Andrade, cuja fundação fomos visitar, o brasileiro Vinicius de Moraes e bem - imaginem - o nosso Fernando Pessoa.

 

 

Casa da Lili e Margarida Ofélia

Casa Fernando Pessoa

https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/

 

Eis que ao visitar a Casa Fernando Pessoa, no Facebook, me deparei com a casa da Lili e da Margarida Ofélia, duas gatinhas que coahabitam certamente com o poeta na casa.

 

E bem por cima da casota das gatinhas, lá encontrei o poema Gato que brincas na rua:

 

Gato que brincas na rua
Como se fosse na cama,
Invejo a sorte que é tua
Porque nem sorte se chama.

Bom servo das leis fatais
Que regem pedras e gentes,
Que tens instintos gerais
E sentes só o que sentes.

És feliz porque és assim,
Todo o nada que és é teu.
Eu vejo-me e estou sem mim,
Conheço-me e não sou eu.

 

 

Fernando Pessoa, Gato que brincas na rua

 

A lista seria interminável. Por fim, aqui fica o nosso apelo:

 

 

 

http://1.bp.blogspot.com/

 

Apelamos contra o abandono dos animais. Um dos actos mais cruéis que podemos ter ao abandonar um animal de estimação que dará tudo por nós.

 

 Abandono de Animais é Crime!

 

Em Portugal assiste-se a esse flagelo terrível devido, desculpam-se as pessoas, à criseNão acredito. Um gato ou um cão come o que lhe derem, e a despesa não é maior. Os animais fazem tudo para agradar e não serem abandonados.

 

Para cúmulo, não há uma lei que proteja os animais. Até sinto vergonha de viver num país da UE que não consegue fazer passar uma lei para protecção de animais, apesar de várias tentativas feitas.

 

Por isso, lembrem! Um cão ou um gato, quando decidimos adoptá-los, é para a vida. Se pretendem adoptar um animal, não comprem! Vão aos centros de acolhimento, associações de protecção e recolha de animais. E dêm uma nova oportunidade a um animal abandonado.

 

Há centenas de animais esperando uma nova casa.

 

Aproveitem o fim-de-semana! E vão até um destes locais. Adoptem um gato ou um cão que já foi abandonado. Será o vosso amigo mais fiel!

 

Feliz Dia do Animal!

 

A Professora GSouto

 

04.10.2013

 

Actualização: Em Portugal já é punido por lei os maus tratos e abandono de animais. Mas mesmo assim, continuam a chegar mais de 60 queixas por dia. 

 

04.10.2015

Licença Creative Commons

 

 

Dia Internacional do Livro Infantil 2012

 

 

 

 

 

Yara Kono | Prémio Ilustração 2011

http://www.dglb.pt/

 

Hoje, dia 2 de Abril é como todos sabem o Dia Internacional do Livro Infantil! É uma homenagem ao grande escritor de histórias infantis, Hans Christian Andersen, nascido a 2 de Abril de 1805 em Odense, Dinamarca. Quem não leu os seus contos intemporais?

 

Saber +

 

A celebração deste dia é uma iniciativa do IBBY (International Board on Books for Young People) e realiza-se anualmente desde 1967. Tem como principal objectivo promover o livro infantil e o prazer da leitura nas crianças.

 

Este ano, o patrocinador oficial do "Dia Internacional do Livro Infantil" é a secção mexicana do IBBY, responsável pelo cartaz aqui apresentado.

 

O poster é de Juan Gedovius e a mensagem é de Francisco Hinojosa, os dois nascidos na cidade do México. A mensagem de 2012 começa assim :

 

"Era uma vez um conto que contava o mundo inteiro. Na verdade não era só um, mas muitos os contos que enchiam o mundo com as suas histórias de meninas desobedientes e lobos sedutores, de sapatinhos de cristal e príncipes apaixonados, de gatos astutos e soldadinhos de chumbo, de gigantes bonacheirões e fábricas de chocolate. Encheram o mundo de palavras, de inteligência, de imagens, de personagens extraordinárias. Permitiram risos, encantos e convívios. Carregaram-no de significado. E desde então os contos continuam a multiplicar-se para nos dizerem mil e uma vezes: “Era uma vez um conto que contava o mundo inteiro…” (...)

 

Ir + longe:

 

A escritora argentina Maria Teresa Andruetto e o ilustrador Peter Sís são os vencedores do Prémio Internacional Hans Christian Andersen, considerado o Nobel na área da literatura infanto-juvenil.

 

Os vencedores foram anunciados na Feira do Livro Infantil de Bolonha 2012, no dia 19 Março 2012, a maior feira do livro infantil e juvenil. Portugal esteve representado.

 

 

 

Maria Teresa Andruetto

http://portal.educ.ar/

 

O prestigiado prémio, atribuído pelo "Conselho Internacional sobre Literatura para os Jovens" (IBBY), foi dado à escritora argentina María Teresa Andruetto, como reconhecimento de "uma marca poética e sensível da sua obra, na abordagem de temas variados como as migrações, o amor, a pobreza e a violência."

 

Peter Sís foi premiado na área da ilustração pela "diversidade de técnicas utilizadas e pela combinação de elementos do universo fantástico com apontamentos reais".

 

Todos os anos, os países membros do IBBY elegem os seus candidatos na area da ilustração e da escrita para a infância e juventude.

 

 

 

 

http://4.bp.blogspot.com

 

Actividades:

 

Então, vá lá! Vão até à biblioteca ler um livro ou passem numa livraria, já que estão de férias, (isso mesmo, depois de saírem da sessão de cinema) para comprar um novo livro a juntar à vossa biblioteca. Mas antes, é preciso lê-lo...

 

Viajar pela leitura

 

Viajar pela leitura

sem rumo, sem intenção.

Só para viver a aventura

que é ter um livro nas mãos.

É uma pena que só saiba disso

quem gosta de ler.

Experimente!

Assim sem compromisso,

você vai me entender.

Mergulhe de cabeça 

na imaginação!

 

Clarice Pacheco

 

Dia do Livro é todos os dias! Boas leituras!

 

A Professora GSouto

 

02.04.2012

 

Licença Creative Commons

Dia Internacional do Livro Infantil 2009

 

 

 

Dia Internacional do Livro Infantil 2009 

www.ibby.org

 

Hoje, dia 2 de Abril foi, como todos sabem o Dia Internacional do Livro Infantil! A data foi escolhida como homenagem ao grande escritor de histórias infantis, Hans Christian Andersen, nascido a 2 de Abril de 1805 em Odense, Dinamarca.

 

Saber +

 

A celebração do Dia Internacional do Livro Infantil é uma iniciativa do IBBY (International Board on Books for Ypoung People) e realiza-se desde 1967.

 

Tem por principal objectivo promover o livro infantil e o prazer de ler das crianças.

.

 Este ano, o patrocinador oficial do Dia Internacional do Livro Infantil é a secção egípcia do IBBY, responsáveis pelo cartaz aqui apresentado.

 

 

 

 Mensagem do Dia Intl do Livro Infantil 2009

Língua : Egipto (tradução Inglês)

http://www.ibby.org/typo

 

 

Ir + longe:

 

Mensagem do ICBD 2009

 

Eu sou o mundo e o mundo sou eu

porque através do meu livro

Eu poderei estar onde eu quiser.

Palavras e imagens, versos e prosa

Transportam-me a lugares que estão perto e longe.

 

 Na terra dos sultões e do oiro

mil histórias que falam de tudo

de tapetes voadores, génios de

lâmpadas maravilhosas e simbades

contam segredos a Sherezade.

 

Com cada palavra de cada página

viajo através do tempo e do espaço.

E nas asas da fantasia

O meu espírito atravessa a terra e o mar.

 

Quanto mais leio mais compreendo

que com o meu livro estarei sempre

na melhor das companhias.

 

Autor: Hani D. El-Masri

GSouto, tradução livre 

 

 

 

Hani D. El-Masri

http://i843.photobucket.com/

 

Hani D. El-Masri nasceu no Cairo, Egipto, em 1951. Aos 35 anos foi para os Estados Unidos e aí trabalhou como desenhador na  Walt Disney Imagineering. Participou em vários projectos.

 

Em 2005 voltou para o Egipto, onde se dedica a desenhar a versão infantil  em livro As Mil e Umas Noites.

 

Foi galardoado com  "Suzanne Mubarak Award"  como melhor ilustrador pela saga de Sherezade, prémio outorgado pelo Egyptian Board on Books for Young People (EBBY).

 

 

 

Hani D. El-Masri: As Mil e uma Noites

http://i843.photobucket.com/ 

 

Façam bons amigos durante esta curta pausa. Leiam livros! E passeiem pelas asas da magia. Estarão em boa companhia!

 

Eu assim farei!

 

A Professora GSouto

 

02.04.2009

 

Licença Creative Commons

 

 

Dia Internacional do Livro Infantil

 

 

 

 

http://www.ibby.org/


 

"Os livros são os meus olhos mágicos!"

 

Mensagem IBBY (International Board on Books for Young People) 2005

 

Celebra-se hoje o Dia Internacional do Livro Infantil em homenagem ao maior escritor de literatura infantil Hans Christian Andersen.

 

"A língua é um instrumento essencial de identidade e de liberdade. Enquanto não soubermos ler e escrever e não tivermos um entendimento claro da nossa língua não somos verdadeiramente humanos", 

(...)

 

"É a língua que nos permite conversar, seduzir, namorar, fazer negócios, viajar. É a língua que nos permite entender os outros e é ela que nos distingue dos animais",

 

 José António Pinto Ribeiro, Ministro da Cultura

 

in RTP1/Notícias, 01.04.2008

 

Sem dúvida. Palavras que nos levam a reflectir sobre a importância de saber ler. E daí esse prazer imenso que é ler um livro.

 

Aqui deixo uma proposta de leitura...

 

 

A Árvore Vermelha| Shaun Tan

http://1.bp.blogspot.com/

 

Quem já não acordou algum dia

com a certeza de que tudo vai mal

e não há nada a fazer?

Quem já não se sentiu

como um peixe fora d'água

 

em um mundo pra lá de estranho?"

 

Shaun Tan, A Árvore Vermelha

 

A Árvore Vermelha é um livro que está classificado como um livro para crianças. No entanto, é um livro bastante diferente do contexto que os livros infantis, na sua maioria, transmitem aos nossos pequenos leitores. 

 

 

A Árvore Vermelha| Shaun Tan

http://1.bp.blogspot.com/

 

Shaun Tan preocupa-se mais em transmitir sentimentos. A Árvore Vermelha é uma poesia em grande formato.
 
As imagens grandes e muito marcantes acentuam as poucas palavras que existem em cada página. O mundo surge triste e agonizante, no qual a protagonista se sente perdida, desanimada e só, mas que de repente ela descobre, mesmo ali á sua frente, um sinal, uma pequena luz, a esperança de que precisa para vencer todo o desânimo e toda a tristeza.
 
 
É um livro excelente para todas as idades. Permite descobrir o valor da solidão, da incompreensão, onde tudo se “agiganta”, mas ao mesmo tempo ensina-nos a acreditar na importância da esperança.
 

 

 

 

 

 Boas leituras!

 

A Professora GSouto

 ... uma leitora compulsiva

 

02.04.2008

 

 Licença Creative Commons