Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Mundial do Livro & dos Direitos de Autor vs. Abolição Pena de Morte Portugal

 

 

 

 

Dia Mundial do Livro 2017

Faça da Leitura uma Causa de Vida

ilustração: Cristina Sampaio

http://www.dglb.pt/

 

A 23 de Abril celebra-se o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. A data tem como objectivo reconhecer a importância e a utilidade dos livros, assim como incentivar hábitos de leitura nas crianças e nos adultos.

 

Os livros são um importante meio de transmissão de cultura e informação, e elemento fundamental no processo educativo.

 

 

 Miguel de Cervantes

http://purl.pt/

 

 Saber +

 

O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Trata-se de uma data simbólica para a literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia desapareceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare, entre outros.

 

É assim prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare e Cervantes, falecidos em 22 e 23 de Abril de 1616, respectivamente.

 

O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril.

 

 Ir + longe:

 

A ideia da comemoração teve origem na Catalunha: a 23 de Abril, dia de São Jorge. Nesse dia, uma rosa é oferecida a quem comprar um livro.

 

 

Sant Jordi

www.pinterest.com

 

Esta data foi escolhida com base na tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros ofereceriam às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge, e em troca um livro, testemunho das aventuras do heroico cavaleiro.

 

Google dedica hoje um Doodle que celebra St George, padroeiro do Reino Unido que aparece na página de entrada do motor de busca desse país.

 

 

 

Criança invisual lendo em Braille

https://www.ccmaine.org/

 

 

 Tema 2017

Este ano, o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor faz especial atenção às pessoas invisuais ou com limitações de visão.

 

Segundo a União Mundial de Cegos, aproximadamente uma pessoa em cada 200 - 39 milhões - são invisuais e 246 milhões têm visão muto reduzida. Estima-se que estas “pessoas com incapacidade visual” ou “pessoas com incapacidade para ler letra impressa” poder aceder a 10% de toda a informação escrita e obras literárias que as pessoas sem problemas visuais podem ler.

 

 

 Facto histórico: Abolição Pena de Morte em Portugal no Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

 

 

 

 

150º Aniversário Abolição Pena de Morte em Portugal

http://150anosdaabolicaodapenademorteemportugal.dglab.gov.pt/

 

Facto histórico: Abolição Pena de Morte em Portugal

 

O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor celebra-se pois hoje, em todo o mundo, mas em Portugal a efeméride associa-se ainda a um facto histórico muito importante.

 

Celebram-se os 150 anos da Abolição da Pena de Morte em Portugal (1867-2017).

 

 

 

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor 2017

http://www.municipio-portodemos.pt/

 

Talvez entendam melhor o cartaz desenhado pela cartoonista Cristina Sampaio (bem nossa conhecida) no qual se vê um carrasco a rejeitar o acto da morte para ler um livro.

 

Com um cartaz desenhado por Cristina Sampaio, no qual se vê um carrasco a rejeitar o acto da morte para ler um livro, incita-seassim à leitura e à celebração do livro como "um hino à vida" e, ao mesmo tempo, recorda que Portugal foi um dos primeiros países a abolir a pena de morte, no século XIX.

 

 

 

 

Carta de Lei

http://150anosdaabolicaodapenademorteemportugal.dglab.gov.pt/carta-de-lei/

 

Saber +

 

Portugal foi um dos primeiros países a inscrever no seu sistema legal uma lei de abolição da pena de morte para crimes civis, colocando-se na linha da frente dos países pioneiros do desiderato inspirador do filósofo milanês Cesar Beccaria. A dimensão do acto teve forte impacto no contexto europeu da época.

 

A Carta de Lei de Abolição da Pena de Morte em Portugal, documento do Arquivo Nacional da Torre do Tombo recebeu, no dia 15 de Abril de 2015, a distinção de Marca do Património Europeu.

 

Em 2017, e porque se comemoram os 150 Anos da Abolição da Pena de Morte em Portugal a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas quis relacionar o Dia Mundial do Livro com esta efeméride, incitando à leitura e celebrando o livro como um hino à vida .

 

O cartaz do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor pretende mostrar simbolicamente que o livro e a leitura são factores fundamentais para o crescimento económico, político, social e cultural, e que se encontram na base da cidadania plena.

 

Nota:

 

Não é que concorde com esta dicotomia que sob o ponto de vista visual, é o que atrai mais rapidamente o público infantil e juvenil. Não favorecerá o gosto pela leitura. É demasiado sombrio e confuso ao primeiro olhar. São as escohas de quem decide... mas é preciso descer ao nível etário que se pretende atingir. E o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor é dirigido a todos, mas com particular incidência aos leitores mais jovens.

 

Caberá então aos professores a integração adequada deste cartaz para motivar os alunos para o gosto da leitura.

 

 

Actividades:

 

No Dia Mundial do Livro decorrem várias acções de promoção dos livros e da leitura, organizados por livrarias, associações culturais, escolas, universidades e outras entidades.

 

  • Neste dia também se podem comprar livros a preço especial em várias livrarias.
  • Actos individuais: Leia hoje um livro ou excerto de livro a uma criança invisual ou a uma pessoa com deficiência visual.
  • Como complemento, informar-se sobre a abolição da pena de morte em Portugal. 

 

"Hoje, uma das tristes realidades é que pouquíssimas pessoas, em especial jovens, lêem livros. A menos que encontremos formas imaginativas de resolver esse problema, as futuras gerações arriscam-se a perder a sua história."

 

Mandela, discurso 2005

 

A Professora GSouto

 

22.04.2017

 

Licença Creative Commons

 

Voltando a Anne Frank : novos dados históricos ?

 

 

 

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

 

 Documento autêntico: diário e foto de Anne Frank

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

Anne Frank é um rosto que todos nós conhecemos. Lemos o seu Diário de Anne Frank, fizemos investigação de informação sobre a II Guerra Mundial e perseguição aos Judeus feita pelo regime hitleriano.

 

Visitámos o seu museu virtual, a Casa de Anne Frank e lemos tantos outros livros relacionados com famílias de origem judaica que foram perseguidos, uns baseados em factos verídicos, como Quando Hitler me Roubou o meu Coelho Cor-de-Rosa de Judith Kerr, O Mundo em que Vivi de Ilse Losa, e outros ficcionados, mas muito perto da realidade O Rapaz do Pijama às Riscas, A Menina que Roubava Livros, entre outros.

 

 

 

Família Anne Frank & amigos esconderijo

http://o-diario-de-annefrank.tumblr.com/historia

 

Saber +

 

Anne Frank, pais, irmã e alguns amigos de origem judaica, viveram durante cerca de dois anos, escondidos num exíguo anexo na cidade holandesa de Amesterdão, sabendo que qualquer passo em falso seria fatal.

 

O esforço seria em vão. No dia 4 de Agosto de 1944, as autoridades descobriram o esconderijo e prenderam todos os residentes.

 

 

Família Frank

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

Dos oito detidos, sete acabariam por morrer em campos de concentração, incluindo Anne. Durante anos, Otto Frank, o pai de Anne, o único sobrevivente do grupo, tentou descobrir quem teria traído a família, denunciando o local onde se encontrava.

 

Agora, passados setenta e dois anos, um grupo de investigadores parece sugerir uma outra teoria: afinal, os agentes podem ter descoberto o local por pura coincidência.

 

 

 

Entrada para o Anexo

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

A investigação é da autoria do próprio Museu Anne Frank. Ainda que não afastem totalmente a hipótese de a família ter sido traída por algum informador ao serviço do regime, como tem sido defendido, os investigadores acreditam que as autoridades nazis encontraram a família de Anne Frank de forma completamente fortuita.

 

Na verdade, quando entraram no número 263 da Prinsengracht, as secretas alemãs podiam estar a investigar um caso de fraude envolvendo cupões de racionamento ou até um caso de trabalho ilegal.

 

 

Casa Anne Frank

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

“Nas actividades diárias, os investigadores [da divisão de Haia] frequentemente encontravam esconderijos de judeus por acaso”, pode ler-se no estudo.

 

O pai de Anne, Otto Frank, sugeriu sempre que a família tinha sido traída, e apontou alguns possíveis responsáveis. o que influenciou durante décadas as investigações dos historiadores.

 

O estudo agora divulgado vem acrescentar uma nova perspectiva histórica. vamos continuar a acompanhar.

 

 

 

Diário Anne Frank

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

 

Campo de concentração Bergen-Belsen

créditos: Casa Anne Frank

 http://annefrank.org

 

Anne Frank, como sabemos morreu no campo de concentração alemão Bergen-Belsen aos 15 anos, poucos dias antes da libertação de todos os prisioneiros com a derrota dos Alemães e o final da Guerra 14-18.

 

O seu diário escrito antes da prisão e deportação, onde retrata o terror que viveu durante aqueles anos, tornou-se um dos relatos mais marcantes sobre esse tenebroso período da história da Europa.

 

 

  

The Diary of Anne Frank, 1959

O Diário de Anne Frank

http://www.imdb.com/

 

 

 

The Diary of Anne Frank/ DVD

O Diário de Anne Frank

http://www.imdb.com/

  

 

Actividades:

 

  • Pesquisa neste blogue sobre os vários posts dedicados a Anne Frank;
  • Ler o Diário de Anne Frank. Está incluido no PNL. Mas mais do que isso. Há momentos históricos que não devem ser esquecidos;
  • Explorar recursos na biblioteca/mediateca da escola:  livros, DVD, ebooks sobre o tema;
  • Visita virtual à Casa de Anne Frank;
  • Propôr uma visita escolar - férias Páscoa, final ano lectivo - a Amesterdão para visitar a Casa Anne Frank com os alunos..

 

A Porofessora GSouto

 

06.02.2017

 

Licença Creative Commons

Referências:

 

Casa Anne Frank/ Anne Frank House/ New Perspectives Arrest

Observador/ Holocausto

 

História : 100 Anos Avenida dos Aliados, Porto

 

 

 

Avenida dos Aliados, Porto

Câmara Municipal

créditos : autor não identificado

https://webookporto.files.wordpress.com/

 

A Avenida dos Aliados, no Porto, fez 100 anos no dia 1 Fevereiro 2016. A demolição da primeira pedra com vista à construção da Avenida dos Aliados, no Porto, Portugal, aconteceu há 100 anos, numa zona onde existiam "vielas e lavadouros" e duas ruas principais "muito movimentadas", recorda o historiador Germano Silva.

 

 

Avenida dos Aliados e construção da Câmara

créditos: DN

http://static.globalnoticias.pt/

 

Era naquela zona que se concentravam as sedes dos bancos, de associações políticas e dos jornais do Porto, pelo que a nova avenida se transformou na "sala de visitas da cidade", ao abrir espaço para "famílias inteiras ali se concentrarem, a passear ou a ouvir os relatos do FC Porto que os periódicos transmitiam quando os azuis e brancos jogavam em Lisboa"

 

Germano Silva, Lusa

 

Saber +

 

Por volta de 1886, começaram a chegar ao Porto os ecos das profundas transformações que se operavam em Paris, por iniciativa do barão Haussman, com a abertura dos grandes boulevards.

 

De tal forma que, pelo final do século XIX, entre os círculos pensantes do Porto, generaliza-se a ideia de que o centro cívico era demasiado pequeno, e que há necessidade de se rasgar uma grande avenida central.

 

Em 1889, o engenheiro Carlos Pezerat apresenta à Câmara um projecto propondo o rompimento de uma ampla avenida que ligasse a Praça da Liberdade à Igreja da Trindade.

 

Seria um grande “passeio público”, com uma larga placa central, com árvores e lagos. O lado poente da nova avenida seria ocupado por diversos edifícios ligados à administração pública, a construir de raiz: governo civil, câmara municipal, biblioteca, museu, corpo da guarda e bombeiros.

 

 

avenida-aliados2.JPG

 

Avenida dos Aliados, Porto

Postal da cidade

créditos: Foto Beleza

http://static.canalblog.com/

 

A cerimónia do lançamento da obra, a 1 de Fevereiro de 1916, contou com a presença do Presidente da República, à época, Bernardino Machado, e consistiu na desmontagem da "primeira pedra" do palacete barroco da Praça da Liberdade, onde, desde 1816 e até então, esteve instalada a Câmara do Porto.

 

A cidade gostou da ideia, e atribuiu à rua que liga a Praça Filipa de Lencastre à avenida o nome de Elísio de Melo, "o vereador da Câmara do Porto que teve a iniciativa da construção dos Aliados".

 

"A cidade reconheceu que a avenida veio dar uma nova vida à cidade, numa altura em que o centro de negócios do Porto se muda do largo de S. Domingos mais para cima, devido à construção da estação de S. Bento"

 

Germano Silva, historiador

 

 

Praça da Liberdade/ Estátua D. Pedro

Avenida dos Aliados, Porto

créditos : autor não identificado

http://sorisomail.com/

 

Ir + longe:

 

A Praça da Liberdade, situada ao fundo dos Aliados, era então "um quadrado fechado". Quanto à construção dos Aliados quase como hoje a conhecemos, "demorou muito tempo".

 

A Avenida dos Aliados. inicialmente, Avenida das Nações Aliadas foi aberta em 1916, nos terrenos a norte da Praça da Liberdade.

  

 

Avenida dos Aliados, Porto

Praça da Liberdade/ Estátua D. Pedro

créditos : autor não identificado

http://www.radionova.fm/

 

Do projecto inicial, embora com grandes alterações, nasceu uma bela avenida que se apresentava ladeada de prédios de valor arquitectónico individualizado, para além dos grandes espaços ajardinados, várias vezes modificados.

 

 

Avenida dos Aliados, Porto

jardim central 

créditos : autor não identificado

http://www.porto24.pt/



Nos jardins, tal como os conhecemos até há poucos anos, viam-se peças ornamentais, com a fonte decorativa, em mármore, alegoria à "Juventude", uma outra escultura conhecida por "Os Meninos", e, no topo, já na Praça do Município, ladeada por pinheiros, a estátua de Almeida Garrett, inaugurada em 1954, para assinalar o Centenário da morte do grande poeta portuense. Mesmo em frente ao edifício da Câmara Municipal do Porto.

 

 

Estátua Almeida Garrett

escultor Salvador Barata Feyo

crédtios: José Gonçalves

http://www.patrimoniocultural.pt/

 

Na segunda metade do século XIX, a praça torna-se o ponto de encontro da fina-flor da cidade. No seu centro é colocada a estátua equestre de D. Pedro, fundida com o metal derretido das peças de artilharia do Cerco do Porto.

 

 

Avenida dos Aliados, Porto

placas de granito

projecto Siza Vieira/ Eduardo Souto Moura

créditos : autor não identificado

http://4.bp.blogspot.com/

 

A grande avenida de placas de granito, da autoria dos arquitectos Álvaro Siza Vieira e Eduardo Souto Moura, só foi mostrada à cidade em meados de 2006, após ter sido posto em prática um contestado projecto de renovação.

 

 

 

Jardins Avenida dos Aliados, Porto

calçada portuguesa

créditos : autor não identificado

http://photos1.blogger.com/blogger/

 

Antes, os Aliados eram uma avenida com uma placa central em calçada portuguesa, ajardinada e florida que todos os portuenses apreciavam, devido à calçada portuguesa, e aos espaços ajardinados que davam muito mais vida à Avenida dos Aliados.

 

Actividades:

 

Projecto transcurricular Língua Portuguesa / História.

 

  • Pesquisa  sobre a história da cidade de Porto, Avenida dos Aliados, Praça da Liberdade : documentos autênticos (fotografias, notícias da época);
  • Testemunho de familares (alunos do Porto) sobre as diferentes épocas da Avenida dos Aliados, Praça da Liberdade (gravação);
  • Pesquisa de textos literários alusivos à cidade do Porto. Seleccção de textos;
  • Exposição Biblioteca Escola :100 Anos Avenida Liberdade : trabalhos dos alunos nas duas áreas curriculares História e Língua Portuguesa.

 

A Professora GSouto

 

21.02.2016

 

Licença Creative Commons

 

Referências : JN | Avenida dos Aliados nasceu há 100 anos

 

 

Os posts mais lidos 2015 : semestre #1

 

 

roald-dahl1.jpg

 

illustration : Roald Dahl

https://www.facebook.com/roalddahl/

 

Olhando para trás, 2015 foi um ano excelente! Recursos educativos digitais que serviram de apoio a muitos jovens professores, a alunos ensino básico (6º ao 9º anos), bem como a alunos do ensino secundário.

 

Partilho então os posts mais lidos de 2015, semestre #1 de BlogdosCaloiros. U blogue que se propôs de 2005 a 2009 a apoiar os alunos dos currículos de Língua Portuguesa, de 2005 a 2009 e contou com participação de muitos. Propostas de actividades de enriquecimento curricular mais informal que passou pela introdução das ICT nos currículos escolares.

 

Desde 2010 tem continuado esse objectivo pedagógico, mas agora mais destinado a apoiar todos os leitores que pretendem alargar conhecimentos, a jovens professores que buscam diferentes recursos para introduzir nas suas aulas, estudantes que são bem curiosos e gostam de aprender sempre mais.

 

Os conteúdos contemplam vários temas: literatura, ciência, língua portuguesa, matemática, ambiente, livros, filmes, jogos, cultura, cidadania, e recursos educativos digitais na sua maiora para apoio do ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa.

 

Top dos posts du 1º semestre 2015 :

 

70 Anos Libertação Prisioneiros Campo Auschwitz

Boyhood, um filme a explorar

A Casa da Pradaria : Laura Ingalls Wilder

Dia Internacional da Língua Materna : Luisa Dacosta

José Mauro de Vasconcelos : homenagem Google doodle

Dia Internacional da Mulher : Educação

Festival Animação : Monstra na Casa das Artes

Matemática Emmy Noether celebrada com Doodle

Hora do Planeta é hoje

Pausa Páscoa : Dia Internacional do Livro Infantil

O Conto da Princesa Kaguya : filme a explorar

Mitos: Monstro do Lago Ness voltou?

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor 2015

Feliz Dia das Mães ! Livro de José Luis Peixoto

Portugueses apoiam as vítimas no Nepal

Dia da Europa : #opendoors

Dia Internacional dos Museus 2015

Sally Ride : doodle homenageia a astronauta e pedagoga

Dia Mundial da Criança, um direito

Dia de Portugal : Luis de Camões

Hélia Correia: Sugestões de leitura

Curiosidades da Ciência :O segundo intercalar

 

 

Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Meu crush do semestre #1 ? Boyhood, um filme explorar. Claramente. 

 

Rodado ao longo de quase 12 anos, BoyHood - Da Infância à Juventude é um 'road movie' no qual a estrada é o tempo. Drama ficcional, mantendo o mesmo grupo de actores durante 12 anos, e filmado entre 2002 e 2013. Uma viagem única, ao mesmo tempo épica e intimidante, através da alegria da infância, dos problemas e oscilações de uma família moderna, próprios da passagem do tempo.

 

Se quer agora divulgar algum dos meus posts, use um dos ícones das redes sociais. E por que não deixar um comentário? Bem mais fácil, agora.

 

Que o ano 2016 seja de sucesso para todos aqueles que amam ensinar e que vêm nos seus alunos espíritos criativos. Preparar os alunos para o futuro multidisciplinar deve ser uma das funções-chave de todos os professores e das escolas.

 

Bom Ano 2016 !

 

A Professora GSouto

 

29.12.2015

 

 Licença Creative Commons

Dia de São Martinho : tradição e história

 

 

 

O dia de São Martinho é festejado um pouco por toda a Europa, mas as celebrações variam de país para país.

 

Google celebrou esta tradição portuguesa com um doodle alusivo em 11 Novembro 2011, lembram?

 

Em Portugal é tradição fazer-se um grande magusto, beber-se água-pé e jeropiga. Esta é também uma altura em que se prova o novo vinho, produzido com a colheita do ano anterior.

 

Aforismos:

 

  • “No dia de São Martinho, vai à adega e prova-se o vinho”.
  • "Dia de São Martinho, lume, castanhas e vinho."
  • "Mais vale um castanheiro do que um saco de dinheiro."
  • "Se o Inverno não erra caminho, temo-lo pelo São Martinho."
  • "Pelo São Martinho, semeia favas e linho."

 http://image.slidesharecdn.com/

 

Tradições:

 

De acordo com alguns autores, como José Leite de Vasconcelos e Ernesto Veiga de Oliveira, a realização dos magustos remonta a uma antiga tradição de comemoração do Dia de Todos os Santos, onde se acendiam fogueiras e se assavam castanhas. 

 

São Martinho na Europa:

 

O dia de São Martinho  é festejado um pouco por toda a Europa, mas as celebrações variam de país para país.

 

Na Aemanha, acendem-se fogueiras e fazem-se procissões. Em Espanha matam-se porcos, tradição que deu origem ao ditado popular “a cada cerdo le llega su San Martín” (“cada porco tem o seu São Martinho”). No Reino Unido existe a expressão “verão de São Martinho” que, apesar de já raramente utilizada, está também ligada com a crença de que o tempo melhora nos dias que antecedem o feriado.

 

Martin de Tours/ St Martin

https://upload.wikimedia.org/

 

História:

 

São Martinho, ou Martinho de Tours, nasceu por volta de 316 na antiga cidade de Savaria na Panónia, uma antiga província na fronteira do Império Romano, na actual Hungria.

 

Filho de um comandante romano, cresceu na região de Pavia, em Itália, em uma família pagã. Criado para seguir a carreira militar, foi convocado para o exército romano quando tinha penas quinze anos. Viajou por todo o Império Romano do Ocidente.

 

Apesar de ter recebido uma educação pagã, foi em adolescente que Martinho descobriu o Cristianismo. Mas só mais tarde, em 356, é que foi baptizado, depois de ter abandonado o exército.

 

Tornou-se discípulo de Santo Hilário, bispo de Poitiers (na zona oeste da actual França), que o ordenou diácono e presbítero, regressando de seguida a Panónia, onde converteu a mãe. Mudou-se depois para Milão, de onde terá sido expulso juntamente com Santo Hilário. Isolado, terá passado algum tempo na ilha da Galinária, ao largo da costa italiana.

 

 

Abbaye Saint Martin

Ligugé/ França

https://upload.wikimedia.org/

 

De volta à Gália, foi perto de Poitiers que fundou o mais antigo mosteiro conhecido na Europa, na região de Ligugé.

 

Conhecido pelos seus milagres, o santo atraía multidões. Foi ordenado bispo de Tours em 371 e fundou o mosteiro de Marmoutier, na margem do rio Loire, onde vivia na reclusão.

 

 

Abbaye de Marmoutier

Loire/ França

https://upload.wikimedia.org/

 

Pregador incansável, foi também o fundador das primeiras igrejas rurais na região da Gália, onde atendia tanto ricos como pobres.

 

Morreu a 8 de Novembro de 397 em Candes e foi sepultado a 11 de Novembro em Tours, local de intensa peregrinação desde o século V.

 

É nesta data, 11 Novembro, que se comemora o dia de São Martinho. Acredita-se que, na véspera e no dia das comemorações, o tempo melhora e o sol aparece. O acontecimento é conhecido pelo “verão de São Martinho” e é muitas vezes associado à conhecida lenda de São Martinho.

 

 

http://www.maimagazine.net/

 

Lenda de São Martinho:

 

Num dia frio e chuvoso de inverno, Martinho seguia montado a cavalo quando encontrou um mendigo. Vendo o pedinte a tremer de frio e sem nada que lhe pudesse dar, pegou na espada e cortou o manto ao meio, cobrindo-o com uma das partes.

 

Mais à frente, voltou a encontrar outro mendigo, com quem partilhou a outra metade da capa. Sem nada que o protegesse do frio, Martinho continuou viagem. 

 

Diz a lenda que, nesse momento, as nuvens negras desapareceram e o sol surgiu. O bom tempo prolongou-se por três dias.

 

Na noite seguinte, Cristo apareceu a Martinho num sonho. Usando o manto do mendigo, voltou-se para a multidão de anjos que o acompanhavam e disse em voz alta: “Martinho, ainda catecúmeno [que não foi baptizado], cobriu-me com esta veste”.

 

 

http://blogdoscaloiros.blogs.sapo.pt/

 

Ler : Histórias de São Martinho:

 

António Torrado escreveu duas histórias alusivas ao São Martinho: Maria Castanha e A Última Castanha  que poderão ser lidas online no nosso post de 11 Novembro 2008.

 

 

http://www.sitiodolivro.pt/

 

Alice Vieira, "Manhas e Patranhas, Ovos e Castanhas" (tradições).

 

Actividades:

 

  • São variadas, dependendo do nível etário dos alunos. Aos professores cabe seleccionar as mais adaptadas ao níveis curriculares que leccionam: leituras, expressão escrita criativa, canções, actividades de expressão artistica (artes, música).
  • A programar previamente.

 

A Professora GSouto

 

10.11.2015

Licença Creative Commons

Eh ! Esta madrugada muda a hora

 

http://9.fotos.web.sapo.io/

 

Esta madrugada muda a hora. Quando forem 2:00 horas, vais ter que atrasar o relógio uma hora, isto é, passa a ser 1:00 hora. Uma mudança que vai tornar os dias mais curtos. Uma lástima.

 

Depois do equinócio de Verão que nos enche de boa disposição, dias mais longos, mais solarengos, volta a Hora de Inverno.

 

Saber +

 

Com a chegada da hora de Inverno, os portugueses do continente e Madeira terão de, na madrugada deste domingo, atrasar os relógios 60 minutos, quando for 02:00 da manhã. Nos Açores, a mudança é feita à 01:00 hora, passando os relógios a marcar 00:00 horas

 

“A génese está relacionada com a poupança de energia, mas hoje já não há grandes poupanças, trata-se de uma questão de comodidade"

 Rui Agostinho. director do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL)

 

Rui Agostinho, acrescenta ainda que "as pessoas reajustam a sua actividade à hora do Sol mesmo que o relógio marque uma hora diferente”.

 

Ganha-se uma hora de sono, mas o nosso corpo precisa de cerca de um dia para se reajustar. Claro que “cada caso é um caso”. Há pessoas para quem uma hora não chega para reajustar o corpo à mudança. A maior parte sofre desse mal durante os primeiros dias. E até há que sofra durante todo este tempo sombrio, com menos sol.

 

A mudança da hora acontece em todos os países da União Europeia, ao mesmo tempo, desde 1916, mas há países que não fazem parte dos "UE 28" e escolheram seguir as mesmas normas.

 

Na Europa há no entanto países como a Arménia, a Bielorrússia, a Geórgia e a Rússia que não atrasam os relógios em Outubro nem em Março. Felizardos.

 

 

 

No Brasil, a hora de inverno já foi alterada na noite de sábado, 17 Outubro 2015.

 

Em África, a hora é inalterável na maior parte dos países. A Líbia é dos poucos países africanos que muda, alinhando pela lógica europeia, mas a mudança acontece na última sexta-feira dos meses de Março e Outubro e não no último domingo.  

  
Marrocos, Namíbia e Saara Ocidental também têm dois horários, mantendo-se o resto do continente inalterável, o que também acontece com a Ásia, onde apenas cinco países mexem nos relógios: Irão, Israel, Jordânia, Líbano e Síria.  
  
Na Oceânia, apenas a Austrália, Nova Zelândia, Fiji e Samoa têm horários de Inverno e de Verão, embora no continente americano, especialmente na América do Norte e Central, mais países mudem a hora.

 

Só alguns países da região optaram, no entanto, por deixar de ter hora de inverno e de verão em 2010. Concluindo, na América e no mundo, são mais os países que não mudam do que os que mudam.  O director do OAL refere que o “ajustamento é mais sentido de acordo com a latitude em que se está”, razão pela qual nas bandas equatoriais não existe diferença na mudança de horário.

 

 

 

http://static.euronews.com/

 

Portugal continental e a Região Autónoma da Madeira estão no mesmo fuso horário do Reino Unido, Irlanda, Islândia e das Ilhas Canárias, em Espanha.

 

Ir + longe:

 

Na Europa, a mudança da hora começou na I Guerra Mundial e teve como objectivo poupar combustível, numa altura em que este era racionado.

 

Mas a mudança de hora foi falada pela primeira vez há séculos (na altura para poupar velas) e um dos primeiros que a sugeriu foi o cientista, inventor e político americano Benjamim Franklin (1706-1790).

 

Daylight Saving Time é o nome original atribuído a esta mudança de horário. Entre as pessoas que sugeriram esta mudança de horário estão Benjamin Franklin, nos EUA, William Willett, no Reino Unido, e George Vernon, na Nova Zelândia. A medida era aplicada de forma a poder poupar carvão, velas e ajustar os horários de forma a conseguir obter mais luz solar e mais temperatura.

 

Actualmente já não há impacto económico, mas apenas social, já que os horários de trabalho coincidem mais com a luz solar. Mesmo assim, a União Europeia reavalia a manutenção dos horários de Verão e de Inverno de cinco em cinco anos. Para quando a mudança deste sistema?


Em Portugal, em 1992, o governo português adoptou o horário da Europa central, mas a opção foi muito criticada, porque no Inverno, o Sol nascia muito tarde e, no Verão, era de dia até depois das 22:00. Entao, em 1996, o governo repôs a hora antiga, e também foi muito criticado.

 

 

 

Certo é que com estas mudanças da hora, duas vezes por ano, o nosso organismo ressente-se profundamente, reflectindo-se no sono (ou falta dele), sistema nervoso, e ritmo cardíaco, causando stresse. 

 

Sentimo-nos mais cansados, as nossas energias baixam. Há estudos científicos que demonstram bem como é nociva esta mudança bianual para todos nós.

 

Bom, a partir deste domingo, dia 25 Outubro 2015, para a maioria dos portugueses será muito desagradável saltar da cama ainda noite, muito mais para crianças e adolescentes em idade escolar. E muito triste sair da escola ou do trabalho, já noite.

 

Vamos andar todos cansados, resmungões, durante as primeiras semanas até o nosso relógio biológico se adaptar, lá isso vamos.

 

Quando já estivermos bem adaptados, vem a mudança para a hora de Verão. E aí ninguém se queixa de menos uma hora de sono ! É que é tão bom acordar à luz do dia, e ter fins de tarde mais luminosos!

 

Agora é esperar pela próxima mudança de horário que será feita daqui a cinco meses, no último domingo de Março, dia 27 2016.

 

 Haja paciência até lá. 

 

A Professora GSouto

 

24.10.2015

 

Licença Creative Commons

Dia de Portugal : Luis Vaz de Camões

doodle-diaportugal.jpg

www.google.pt

 

Google, o motor de busca preferido dos jovens portugueses, tem hoje, dia 10 de Junho, na sua página de entrada, um doodle dedicado ao Dia de Portugal.

 

Já em 2013, Google nos tinha brindado com um doodle menos interessante, para meu gosto, mas que fazia referência ao artesanato português na célebre versão do galo de Barcelos. Talvez pensando nas Comunidades Portuguesas pelo mundo.

 

Pois bem ! Desta vez celebra a nossa linda calçada portuguesa, entre as cores da nossa bandeira, calçada que é tão apreciada pelos estrangeiros que nos visitam. A doodler convidada  é Ana Ramirez, uma designer mexicana.

 

Do programa do "Dia de Portugal" fazem parte muitas actividades, já todos sabemos, como desfiles e demonstrações militares, entre outras.

 

 

 

http://c1.quickcachr.fotos.sapo.pt/

 

O Dia de Portugal, feriado nacional, celebra a morte de Luís Vaz de Camões em 1580. O nosso famoso escritor português, autor da obra Os Lusíadas, publicada em 1572, cerca de 100 anos depois da viagem de Vasco da Gama à ìndia.

 Lemos (extractos) nas aulas de língua e literatura portuguesa.

 

As armas e os varões assinalados

Que da ocidental praia Lusitana

Por mares nunca dantes navegados

Passaram, ainda além da Taprobana,

(...)

Luis de Camões, Os Lusíadas, Canto I, estrofe 1 (excerto)

 

O grande Luis Vaz de Camões, poeta épico, e grande divulgador da Língua Portuguesa e dos feitos heróicos dos nossos antepassados.

 

 

 

Visão D. Afonso Henriques, Batalha de Ourique (1139)

Frei Manuel dos Reis

https://pt.wikipedia.org/

 

Alguns dados históricos Dia de Portugal : 

 

Este feriado começou por ser adoptado pela Igreja Católica, como o dia do “Santo Anjo da Guarda de Portugal “Anjo de Portugal" também conhecido por "Anjo da Paz" é uma das designações atribuídas a "São Miguel Arcanjo" que representa "Portugal", ou seja, a essência espiritual na figura de um arcanjo que protege a nação portuguesa.

 

Após a Proclamação da República em Portugal, a 5 de Outubro de 1910, foi publicado um decreto (12 de Outubro 1910) estipulando os feriados nacionais.  

 

 

Dia de Portugal

http://photos1.blogger.com/

 

Saber +

 

O “10 de Junho” foi depois particularmente exaltado com o Estado Novo, o regime instituído em Portugal em 1933.

 

Era celebrado como o “Dia da Raça” (Raça Portuguesa). Durante o regime do Estado Novo, o dia “10 de Junho” continuou a ser identificado como o “Dia de Camões, de Portugal e da Raça“

.

Após a Revolução do 25 de Abril de 1974, a celebração do dia passou a prestar homenagem a “Portugal, Camões e às Comunidades Portuguesas“.

 

 

 

Luiz Vaz de Camoes

http://2.bp.blogspot.com/

 

Pouco se sabe sobre a vida de Camões. Ninguém tem muitas certezas sobre o sítio onde nasceu ou mesmo o ano certo do seu aniversário.

 

História :

 

A 10 de Junho de 1579 ou 1580, Luis Vaz de Camões morreu em Lisboa, deixando para trás uma das obras que mais enaltece os feitos e descobertas portuguesas: Os Lusíadas (biblioteca digital online).

 

Já no século XIX, foi na figura de Camões que os liberais portugueses encontraram um símbolo para a sua luta contra a presença dos ingleses em Portugal, e que mais tarde levou à implantação da República.

 

E foi também a figura de Camões que deu origem ao feriado que hoje celebramos, 10 de Junho. 

 

Uma vez que não se tem a certeza da data do seu nascimento, a celebração da sua obra foi escolhida para o dia da sua morte. No século XIX, a Câmara de Lisboa quis construir uma estátua do escritor.

 

De facto, Lisboa foi um dos municípios que nos primeiros anos da República escolheu o dia 10 de Junho como feriado municipal. 

 

camoes5.jpeg

 

Dia de Portugal, Luis de Camões

http://c9.quickcachr.fotos.sapo.pt/

 

A partir de 1944, o feriado passou a ser designado como "Dia de Camões, de Portugal e das Raças", como forma de propaganda ao império português. A figura do escritor continuou a ser associada às descobertas e vitórias além-mar, e ao estatuto de herói português.

 

Só em 1978, já depois da revolução do 25 de Abril de 1974, é que o feriado passou a ser conhecido como hoje é denominado: "Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas".

 

Várias são as comunidades portuguesas no estrangeiro celebram este dia com vários eventos e festas para matar saudades de Portugal.

 

 

Luis Vaz de Camoes

http://upload.wikimedia.org/

 

Luiz Vaz de Camoes,  biografia em jeito de romance : 

 

Como não foi reconhecido em vida, pouco se conhece sobre Camões. Diz-se que foi grande aventureiro, mas não passam de lendas.

 

Supõe-se que nasceu em Lisboa ou em Coimbra, entre 1524 e 1525. Não tinha muito dinheiro e por isso viveu com um tio em Coimbra, onde estudou Humanidades.

 

Parece que foi poeta na corte de Dom João III. Não gostava de estar parado, gostava de mulheres e conta-se que foi um 'don juan'. Claro que entendes o que esta expressão significa.

 

Em 1549 partiu então para Ceuta (norte de África) em busca de aventura, juntando-se ao exército na luta contra os Mouros.

 

Conta-se que foi durante uma grande batalha que perdeu o seu olho direito. Por isso ele nos é apresentado sempre com uma pala.

 

 

 Luiz Vaz de Camoes

na prisão de Goa

pintura anónima 1556

https://pt.wikipedia.org/

 

De volta a Portugal, estaria preso durante um ano por andar sempre metido em confusões e lutas. 

 

Com o espírito de aventura que se lhe conhecia, dizem, na época, no ano seguinte voltou ao serviço militar e embarcou para o Oriente em busca de mais aventuras.

 

Esteve em várias expedições de pesquisa, exerceu um cargo em Macau que não lhe agradava, embarcando então para Goa. Foi em Goa que se deu o episódio mais conhecido da sua vida: o naufrágio em que morreu toda a tripulação. 

 

 

 

Caravela Portuguesa

http://cs622517.vk.me/

 

Diz a lenda que, nesse naufrágio, morreu Dinamene, a companheira oriental do poeta, enquanto Camões se salvava a nado juntamente com os manuscritos de Os Lusíadas. Tendo ido parar a uma gruta, aí continuou a escrever o seu poema épico. Data dessa época a imagem que hoje temos: um poeta pobre, exilado, saudoso da sua terra.

 

Ah! minha Dinamene! Assim deixaste

Quem não deixara nunca de querer-te!

Ah! Ninfa minha, já não posso ver-te,

Tão asinha esta vida desprezaste!

(...)

Luis de Camões, Ah! minha Dinamene! Assim deixaste

 

 

Luiz Vaz de Camoes

retrato pintado em Goa (1581)

anónimo

https://pt.wikipedia.org/

 

Viveu em Goa até 1557 e, nesse ano, voltaria a Portugal. Fez, no entanto, uma escala em Moçambique onde viveu por alguns anos. Continuou a escrever os Lusíadas. Até que foi encontrado por Diogo do Couto, um admirador, e retornou a Lisboa por volta de 1569. 

 

 

Selo comemoratvo

http://michel.wermelinger.ws/

 

Dois anos mais tarde publicou Os Lusíadas, um livro que canta em verso os grandes feitos dos portugueses. Dedicou a epopeia ao Rei D. Sebastião, desaparecido na batalha de Alcácer-Quibir. 

 

Durante 3 anos viveu com uma pensão real no valor de 15 000 réis anuais : 15 escudos, na moeda portuguesa, 7 cêntimos em €uros. Consegues comparar o valor do dinheiro no séc. XVI e agora? Incrível, não achas.

 

 

Túmulo de Luiz de Camoes

créditos : Luis I. Costa

http://cdn.olhares.pt/

 

Acabou por morrer na miséria, num hospital, no dia 10 de Junho de 1580. Por coincidência nesse mesmo ano, Portugal perdeu a sua autonomia política em favor da Espanha. Entrou a dinastia dos Filipes.

 

Em carta a Dom Francisco de Almeida, o poeta refere esse momento: "...acabarei a vida e verão todos que fui tão afeiçoado à minha pátria que não me contentei em morrer nela, mas com ela."

 

A Professora GSouto

 

10.06.2015

 

Licença Creative Commons

Dia Mundial da Criança, um direito

arte-natureza.jpg

 Street Art

https://www.facebook.com/1MillionArtists

 

O Dia Mundial da Criança assinala-se amanhã, dia 1 de Junho, mas as celebrações foram tendo lugar ao longo do fim-de-semana, para aproveitar o tempo livre dos mais novos junto das famílias, já que o dia coincide com dia de aulas.

 

Mas também as escolas festejam com muitas actividades o Dia Mundial das Crianças.

 

As Nações Unidas aprovaram a 20 de Novembro de 1959 a Declaração dos Direitos da Criança, proclamando os direitos das crianças de todo o mundo.

 

Tudo começou depois da 2ª Guerra Mundial, em 1945. Muitos países da Europa, Médio Oriente e China entraram em crise, ou seja, não tinham boas condições de vida.

 

As crianças desses países viviam muito mal porque não havia comida e os pais estavam mais preocupados em voltar à sua vida normal do que com a educação dos filhos. Alguns tinham mesmo perdido os pais durante a guerra.

 

 

credits : BBC

http://www.bbc.co.uk/schools/

 

 

Como não tinham dinheiro, muitos pais tiravam os filhos da escola e punham-nos a trabalhar, às vezes durante muitas horas e a fazer coisas muito duras. Metade das crianças europeias não sabia ler nem escrever. E também viviam em péssimas condições para a sua saúde.

 

E ainda muitas outras foram perseguidas e mortas em campos de concentração. Nunca esquecer este horror passado há tão poucos anos.

 

Até que as Nações Unidas aprovaram a  Declaração dos Direitos, como já sabes, em 1959.

 

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Dia Mundial da Criança não é só uma festa onde as crianças são mimadas pelos pais, família, escola.

 

É um dia em que se pensa nas centenas de crianças que continuam a sofrer de maus tratos, doenças, fome e discriminações. E que estão impedidas de ir à escola, para aprender a ler e escrever.

 

 

http://img.obsnocookie.com/

 

O Dia da Criança é celebrado em vários países. Mas a data de comemoração difere de país para país.

 

 

Em Portugal, bem como na maioria dos países, este dia celebra-se a 1 de Junho. Nos cinco continentes, a festa das crianças encontra-se dispersa pelo calendário.

 

 

Celebra-se, a 12 de Outubro no Brasil, a 25 de Dezembro na África Central, a 20 de Novembro na Finlândia e a 1 de Outubro na Suécia.

 

Seja qual for o dia o importante é que as crianças sejam celebradas e protegidas. Possam crescer com todos os direitos e tenham uma infância feliz.

 

Vejamos um video da Amnistia Internacional Portugal que nos enche de esperança:

 

 

 

 

Como vêem muito se pode fazer para que todas as crianças possam ser felizes.

 

Para cumprir um dos princípios e proporcionar-lhes alegria, há inúmeras propostas de espectáculos e actividades infanto-juvenis que celebram a data, de norte a sul do país.

 

Comecemos com algumas actividades a levar a cabo nas escolas:

 

Actividades:

  • Visitar museus. 
  • Visitar jardins zoológicos.
  • Organizar workshops de artes plásticas.
  • Realizar sessões fotográficas.
  • Visitar o estádio de futebol da cidade.
  • Ir a uma feira do livro.
  • Visitar o parque da cidade.
  • Organizar um piquenique.
  • Ir a um espectáculo de teatro ou marionetas.
  • Ler textos feitos pelas crianças.
  • Colorir imagens com crianças mais pequenas.

 

Deixo agora alguns links para que todas as crianças se possam divertir. E para que os graúdos, pais e professores se deixem contagiar pelos seus sorrisos:

 

Links

 

Para todas as crianças do mundo, que possa ser um dia feliz... mesmo que pelo momento de um sorriso.

 

A Professora GSouto

 

31.05.2015

Licença Creative Commons

Festival do Chocolate em Óbidos

 

 

 

 

Festival Internacional de Chocolate de Óbidos, Portugal

foto: créditos Julie Dawn Fox 

http://i0.wp.com/juliedawnfox.com/  

 

Desde 23 Fevereiro está a decorrer o Festival Internacional de Chocolate de Óbidos, um evento muto doce que vai prolongar-se até 17 Março 2013 na lindíssima vila medieval.

 

Reúna a família e parta com destino à doce vila medieval de Óbidos! Devido ao mau tempo, a organização do festival alterou o arranque do evento para sábado, em vez de sexta-feira, como estava inicialmente previsto.

 

Saber +

 

Este ano, as esculturas do Festival Internacional de Chocolate de Óbidos são inspiradas no filme Charlie e a Fábrica de Chocolate.

 

Lembram-se do filme? Vimos nas aulas de Português para estudarmos o Texto Narrativo e debatermos valores tantas vezes esquecidos, actualmente.

 

 

 

Ir + longe:

 

Festival Internacional de Chocolate de Óbidos acontece essencialmente na Cerca do Castelo de Óbidos.

 

Começa a tua visita pela zona histórica e lá no alto, aprecia como esta vila medieval se decompõe, por entre ruas estreitas e vielas apertadinhas, até às portas da vila.

 

Até lá chegar, procura também o Padrão Camoniano e o Pelourinho. As igrejas de Santa Maria (igreja Matriz) e da Misericórdia estão logo aí. Ao descer, a família pode admirar as lojas de artesanato.

 

Do lado exterior às muralhas avista-se o Aqueduto de Óbidos e da Usseira e, a cinco quilómetros da vila, a Lagoa de Óbidos

 

  

 

 Óbidos vila e muralha | Portugal

http://upload.wikimedia.org/

 

Actividades lazer:

 

Pois bem, aqui temos um convite irrecusável! Vão até lá com a família, inspirem-se e participem num dos quatro cursos de chocolateria, assistam à confecção de receitas “na hora” pelos chefes formadores da Escola de Hotelaria de Turismo do Oeste ou tentem conhecer as Ementas em Chocolate, uma iniciativa que põe alguns dos restaurantes locais a puxar pela imaginação para fazer a melhor sobremesa de chocolate!

 

Mas não se fiquem por aí. Descubram na página das Actividades todas as aventuras possíveis! São imensas e tão divertidas!

 

E porque o festival funciona de sexta-feira a domingo, não se esqueçam de aproveitar o passeio e encher 'mais os olhos do que a barriga'.

 

Vá lá um pouco de chocolate de vez em quando até é bem sudável! Só não vale exagerar como aquele menino, Augustus Gloop, que de tanta gulodice caiu no lago do chocolate na sala do chocolate.

  

 

 

 Festival Internacional de Chocolate de Óbidos

http://www.festivalchocolate.cm-obidos.pt/

 

Se tens irmão aos novos, eles vão adorar! Já viste as coisas fabulosas que se podem fazer em chocolate? Quanta criatividade... e sabedoria.

 

As férias de Páscoa  estão aí. Aproveitem para se divertirem um pouco e conhecer Obidos um dos mais recantos do nosso país em ritmo de fantasia contagiante!

 

Um belo roteiro histórico a juntar à iguaria do chocolate para umas férias bem docinhas.

 

A Professora GSouto

 

10.03.2013

 

 Licença Creative Commons

 

Titanic 3D comemora Centenário

 

 

 

Titanic | Associated Press

http://graphics8.nytimes.com/

 

Domingo, 15 Abril cumprir-se-ão 100 anos sobre o maior naufrágio do mundo, o Titanic. O Titanic zarpou da cidade de Southampton, Reino Unido, a 10 de Abril de 1912. Cinco dias, precisamente a 15 Abril, naufragou. Cerca de 1.522 pessoas morreram e pouco mais de 700 se salvaram das mais de três mil que seguiam a  bordo. Uma tragédia sem precedentes na história da navegação de recreio.

 

O mundo prepara-se para relembrar este terrível acontecimento. Notícias sucedem-se recordando este fatídico acidente que mudou a história da navegação. Muitos eventos estão a preparar-se que irão decorrer ao longo do ano.

 

{#emotions_dlg.meeting}Saber +

 

São muitas as teorias recentes sobre as verdadeiras causas do naufrágio. A TSF dedicou, ao longo desta semana, vários programas radiofónicos sobre as diferentes fases de vida do maior e mais luxuoso barco da época.  Poderás ler vários as várias fases deste fatídico facto histórico aqui

 

Para os mais interesessados, fica também a indicação de uma plataforma no 'Ancestry.co.uk' Titanic: 100th Anniversary que reúne, pela primeira vez, em formato digital, mais de 200 mil registos e documentos de todo o tipo relacionados com a viagem do 'Titanic', seus sobreviventes e suas vítimas. O acervo fotográfico é impressionante.

 

Mas há outros focos de interesse! Uma apresentação 3D sobre o acidente, comentada pelo repórter da BBC News, Mike McKimm, e pelo mergulhador Rory Golden, que visitou os destroços em 2005.

 

E uma infografia das várias fases do afundamento do Titanic. Se quiseres, podes explorar os destroços nas profundezas do oceano. Esta é uma produção extraordinária da BBC News.

 

 

 

 

 http://2.bp.blogspot.com

 

Por último, falemos então das versões cinematográficas preparadas para 2012, ano do Centenário do maior naufrágio de todos os tempos.

 

Esta semana, estreia nos cinemas a versão 3D do conhecido filme Titanic de James Cameron e as televisões mundiais preparam-se para apresentar a série dramática 'Titanic', escrita por Julian Felllowes.

 

Ir + longe:

 

Em Portugal, começará a ser exibida no próxiom domingo, dia 15 Abril, fazendo coincidir com a data o centenário do desastre.

 

A série foi apelidada como o "evento épico do ano na televisão." 'Titanic' terá quatro episódios, mas todos eles estarão interligados com narrativas desde a construção do navio até ao naufrágio. 

 

Contará a história de vidas diferentes unidas por um único evento terrível. As histórias são detalhadamente apresentadas, fazendo alusão ao contraste da elegância e opulência dos passageiros de 1ª Classe com o trabalho da tripulação e as condições dos menos favorecidos da 3ª classe.

 

 

http://www.titanicmovie.com/

 

Também esta semana começou a ser exibido nas salas portuguesas, Titanic 3D de James Cameron Como já todos sabem, ou ouviram os pais falar, conta a história ficcionada de um amor impossível vivido entre um jovem pobre Jack (Leonardo DiCaprio) e a jovem aristocrata Rose (Kate Winslet). Os dois vivem o início e o fim de um intenso relacionamento durante a curta viagem inaugural do famoso navio.

  

  

 

 
O trabalho de conversão do filme 'Titanic' (já anteriormente exibido em versão geral, hoje denominada 2D), começou em 2005. A ideia original de James Cameron era fazer com que esse seu filme voltasse ao circuito em 2007, no 10º aniversário da sua longa-metragem que, na altura, ganhou 11 'Oscars'.
 
 
Mas alguns atrasos acabaram por mudar os seus planos. E assim, as homenagens do Centenário da tragédia verdadeira do 'Titanic' tornaram-se mais apropriadas para o lançamento em 3D.
 

Cameron já afirmou em diversas entrevistas que Titanic foi feito para o cinema de profundidade. Considerado ‘expert' em tecnologia, e todos pudemos constatar em Avatar (2009), Cameron aguardou o momento de maturidade do sistema para que a transformação fosse realizada com qualidade e ficasse com aspecto de que a produção tivesse sido filmada originalmente em 3D. 
 
 
A expectativa fica por conta de todos os que quiseram ver pela primeira vez ou revisitar esta história de amor enquadrada na tragédia do Titanic.
 
 
Actividades:
 
  • Pesquisa do acontecimento histórico.
  • Visionamento, sempre que possível dos recursos apresentados, apoiado em actividades preparadas previamente pela professora.
  • Em trabalho de grupo, os alunos organizarão um Jornal de Parede.
  • Projecto transcurricular: Lingua Portuguesa, História, Geografia, Lingua Inglesa.
 
 
Espero ter apoiado a vossa natural curiosidade científica e, ao mesmo tempo, proporcionar alguns momentos de lazer, sem nunca perder de vista que se trata da maior tragédia no mar com a perda irreparável de mais de um milhar de vidas.

 
A Professora GSouto
 
14.04.2012
 
 
Licença Creative Commons