Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Natal mágico ? Uma canção de encantar !

 

natal-porto1.jpg

 

Árvore Natal 2016 Porto

http://www.portolazer.pt/

 

 

Este ano o Solstício de Inverno ocorreu ontem, 21 de Dezembro às 10:44 horas. O instante marcou o início do Inverno no Hemisfério Norte, estação mais fria do ano.

 

Neste dia, o sol no plano da eclíptica passou pela declinação mínima (latitude ao Equador) de -23° 26′  4″, atingindo o máximo de fluxo de energia solar (J/m2) no hemisfério sul do planeta.

 

Este é também o dia mais curto do ano. E consequentemente a noite mais longa do ano, em termos de iluminação por parte do Sol.

 

 

Google Doodle Solstício de Inverno

https://www.google.com/doodles/

 

Sostício de Inverno termina no próximo equinócio, que ocorrerá a 20 de Março, às 10:29 (hora GMT), assinalando o início da Primavera.

 

Mas, não vamos esquecer que ao mesmo tempo que começa o inverno nos países do hemisfério norte, inicia-se o verão nos países do hemisfério sul.

 

 

Solstice4.jpg

 

 

Solstícios

https://static.todamateria.com.br/

 

Saber +

 

O termo solstício tem a sua origem no latim solstitius que significa "ponto onde a trajectória do sol aparenta não se deslocar". Consiste em sol + sistere que significa "parado".

 

Os solstícios são pontos em que a declinação do Sol atinge extremos: máxima, no verão, e mínima, no inverno.

 

Os equinócios, que marcam o começo da Primavera, em Março, e do Outono, em Setembro, correspondem aos instantes em que o Sol cruza o equador celeste.

 

 

hallel-aut2.png

 

Kaylee Rodgers & coro infantil da sua escola Killard House

Ulster, Reino Unido

créditos: Facebook

http://static.globalnoticias.pt/

 

 

Chegamos assim de novo ao Natal. E para festejar nada melhor do que dar-vos a conhecer Kaylee Rodgers, a menina autista a cantar Hallelujah, de Leonard Cohen, juntamente com o coro infantil da sua escola Killard House, em Ulster, Reino Unido.

 

A voz de Kaylee Rodgers, menina que sofre de autismo e Transtorno de Défice de Atenção e Hiperatividade, está a encantar milhares de pessoas nas redes sociais.

 

 

hallel-aut1.png

 

Kaylee Rodgers & coro infantil da sua escola Killard House

Ulster, Reino Unido

créditos: Facebook

http://static.globalnoticias.pt/

 

 

Kaylee Rodgers interpretou o clássico com um coro formado pelos coleguinhas no concerto de Natal da sua escola.

 

Para Colin Millar, a directora da escola de ensino especial Killard House, em Ulster, Reino Unido, o facto de Kaylee ter conseguido cantar em público é um grande passo.

 

"Para uma criança que chegou e não falava, não lia em voz alta nas aulas, levantar-se e actuar em frente a uma audiência é uma coisa fantástica", disse Millar à ITV.

 

"Exigiu um grande esforço por parte da Kaylee".

 

 

 

 

 

O vídeo de Kaylee Rodgers a cantar com os meninos da sua escola, Killard House, Ulster,  no Reino Unido, já foi visualizado mais de 232 mil vezes.

 

Todos elogiam a actuação da menina. E claro dos amiguinhos do coro da escola.

 

Também nós. Ficamos rendidos com esta interpretação do cantor que tanto admirámos e que morreu há poucos meses. Hallelujah é a sua cançãomais célebre.

 

Muitos cantores têm feito as suas versões, mas nenhuma tão mágica como esta.

 

Pararbéns, Kaylee!

 

Boas Festas para todos!

 

A Professora GSouto

 

22.12.2016

 

Licença Creative Commons

 

fontes: DN/ Media

ITV/ Report

 

Bem-vindo Verão ! E com Lua Cheia !

 

 

 

Google Doodle Solstício de Verão/ Hemisfério Norte

http://www.google.com/doodles/

 

Hoje, 20 de Junho, é o primeiro dia do Verão de 2016.Começa a estação cheia de Sol, muita praia, calor, férias! Os dias são longos, as noites mais quentes. Bem contrastante com o Outono. No entanto o Outono de 2015 foi muito agradável e começou com muito sol.

 

As pessoas saem muito mais, permanecem nas esplanadas depois da hora do jantar. Conversa-se sobre os bons momentos do dia. A alegria abunda, notam-se logo rostos mais sorridentes, e o amor anda mais pelo ar. O primeiro dia deste verão assinala sempre o despertar de novos sonhos, novos horizontes.

 

 

Google Doodle Solstício de Inverno /Hemisfério Sul

http://www.google.com/doodles/

 

Google não poderia esquecer esta data tão especial. E como já vem sendo usual, assinala o primeiro dia do Verão de 2016 com um tradicional Doodle, que lembra precisamente a entrada no verão a norte do planeta.

seu Doodle de Verão (Hemifério Norte) e Doodle de Inverno (Hemisfério Sul. Felizmente para nós, é Verão entramos esta noite no Solstício de Verão

 

Saber +

 

O solstício de Verão, segundo a Astronomia, é o momento em que o Sol, visto a partir da Terra, atinge a maior inclinação, em latitude, a partir da linha do Equador. Em Junho, ocorre no hemisfério norte. Já no mês de Dezembro verifica-se no hemisfério sul. 

 

Assim, o início do verão europeu começa em Junho, enquanto no hemisfério sul o verão só se inicia em Dezembro.

 

Solstice4.jpg

 

créditos: IPMA

https://www.facebook.com/ipma.pt/

 

 

Ir + longe:

 

O termo “solstício” deriva do Latim e é formado por duas palavras: “Sol” e “sistere” (algo que não se move).

 

Ao analisar esta palavra, quanto à sua formação, pode dizer-se que “solstício” quer dizer “sol que não se mexe”, ou “sol parado”, uma vez que quem observa o Sol, tem a sensação que este parece manter-se à mesma altura no meio-dia e pôr-se e nascer no mesmo ponto em relação ao horizonte.

 

À medida que os dias passam, é possível voltar a observar o Sol, a pôr-se e nascer um pouco mais sul, assim como um pouco mais baixo quando for meio-dia. Este processo mantém-se até que o Sol se ponha e nasça do ponto mais a sul do ano - o solstício de Inverno, a 21 de Dezembro.

 

Há, portanto, dois solstícios por ano, que estão associados a duas mudanças de estação: Verão e Inverno.

 

Este ano 2016, o solstício do Verão acontece hoje, 20 de Junho, às 22:34 horas. O Verão chega assim a Portugal em 2016 chega à noite. 

 

Este é o dia mais longo do ano no Hemisfério Norte. Em 2015 o Verão começou à tarde,  e um dia mais tarde, no dia 21 de Junho. O solstício de Verão acontece a maior parte das vezes  no dia 21 de Junho mas pode também ocorrer em outro dia, como a 20 de Junho. É o caso de 2016.

 

 

 

créditos: Getty Images

http://cdn2.obsnocookie.com/

 

Mas este ano, dia 20 Junho é um dia muito especial.  É que este solstício de verão coincide com a Lua Cheia denominada strawberry moon - “lua de morango”- que só volta a acontecer daqui a 70 anos.

 

Curiosidade científica:

 

Bom! O que é a “lua de morango”? Uma lua feita de morango? Não! Strawberry moon é o nome comum dado à lua cheia de Junho por algumas tribos da América do Norte.

 

É uma lua cheia igual a todas as outras luas cheias, mas marca o início da época em que a fruta está pronta para ser apanhada.

 

Este ano, os dois eventos, Solstício de Verão e Lua Cheia são coincidentes. Hoje, podereremos ver p nascer e o pôr-do-sol do dia mais comprido do ano e ainda olhar para a lua cheia à noite. Esta coincidência acontece apenas de 70 em 70 anos. Wow!

 

 

 

 

Actividades: 

 

  • Para ver a lua cheia de Junho em directo, é só aproveitar o livestreaming. A Slooh, que une pessoas em todo o mundo que gostam de observar o espaço, juntou-se aos telescópios Celestron e ao “The Old Farmer’s Almanac” para disponibilizar uma emissão ao vivo desta lua cheia especial.

 

Que tal? Depois de um dia de praia para os que jã estão de férias lectivas, ou de estudo para os que preparam exames nacionais, uma piscadela até ao Universo, é uma pausa e uma actividade científica que não vão querer perder.

 

A Professora GSouto

 

20.06.2016

 

Licença Creative Commons