Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Mundial do Teatro : vamos ao teatro ?

 

 

 

Dia Mundial do Teatro

Dom Quixote/ Varazim Teatro

Cine-Teatro Garrett/ Póvoa de Varzim

http://www.cm-pvarzim.pt/

 

"O teatro protege-nos, abriga-nos. Creio mesmo que o teatro nos ama, tanto como o amamos a ele".

 

Isabelle Huppert,  mensagem 2017

 

Amanhã, dia 27 Março celebra-se em todo o mundo o Dia Mundial do Teatro. Todos os anos, desde 1961, no dia 27de Março celebra-se o Dia Mundial do Teatro. Trata-se de uma iniciativa da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), através do IITI Instituto Internacional de Teatro.

 

Saber +

 

O Dia Mundial do Teatro foi criado em 1961 pelo ITI Instituto Internacional de Teatro. É comemorado anualmente em 27 de Março pelos Centros de ITI e da comunidade internacional de teatro.

 

Vários eventos nacionais e internacionais de teatro são organizados para marcar esta ocasião.

 

Um dos mais importantes é a difusão da mensagem do Dia Mundial do Teatro. O ITI convida todos os anos, uma figura conceituada a nivel mundial ligada à arte do teatro para partilhar as suas reflexões e pensamentos sobre o tema do teatro e da cultura paz.

 

 

 

jean Cocteau

créditos:

http://www.larousse.fr/

 

A primeira mensagem do Dia Mundial do Teatro foi escrita por Jean Cocteau em 1962.

 

Este ano, a actriz convidada para partilhar a mensagem do Dia Mundial do Teatro é Isabelle Huppert, actriz francesa que esteve nomeada para Melhor Actriz Principal nos Oscars 2017.

 

 

 

Isabelle Huppert

créditos Reinaldo Rodrigues/ Global Imagens, 2011

http://www.dn.pt/

 

O Dia Mundial do Teatro, que se celebra amanhã, dia 27 de Março vai contar com dezenas de iniciativas pelo país, entre as quais, peças de teatro e exposições.

 

As celebrações começaram hoje com uma homenagem no Teatro Maria Vitória à actriz Eunice Muñoz, que este ano completa 75 anos de carreira, com a entrega da Máscara de Ouro.

 

 

 

 Eunice Muñoz

créditos: Manuel de Almeida/ Lusa

http://observador.pt/

 

Em Portugal, celebra-se com iniciativas gratuitas ou a preços reduzidos. Não podemos esquecer Almeida Garrett, introdutor do teatro em Portugal. 

 

Desenvolveu uma acção notável, dirigindo a Inspeção Geral dos Teatros e o Conservatório de Arte Dramática. Interveio ainda no projecto do futuro Teatro Nacional de D. Maria II.

 

Escreveu ao longo dos anos que se seguiram um repertório dramático nacional excelente: Um Auto de Gil Vicente (1838), Dona Filipa de Vilhena (1840), O Alfageme de Santarém (1842), Frei Luís de Sousa (1843). 

 

 

 

Frei Luís de Sousa/ Almeida Garrett

http://wiki.ued.ipleiria.pt/

 

No Porto, a partir das 10:00 horas, o Teatro Nacional São João (TNSJ) e o Mosteiro de São Bento da Vitória (MSBV) promovem três visitas guiadas à exposição “Noites Brancas”, “uma travessia por territórios cénicos que fazem a memória do teatro”.

 

Entrada gratuita

 

 

Dia Mundial do Teatro

 Teatro São João/ Porto

http://www.tnsj.pt/

 

Também pela manhã, no foyer do TNSJ e no átrio do Mosteiro, haverá uma Feira do Livro de Teatro, que decorrerá até sexta-feira, 31 de Março, e na qual estarão disponíveis títulos editados e coeditados pelo TNSJ, nos últimos anos.

 

 

dia-teatro-castellucci.jpg

 

Ciclo de Romeo Castellucci/ TNSJ

http://www.tnsj.pt/

 

O ciclo de Romeo Castellucci termina terça-feira, dia 28 de março, com duas iniciativas que terão lugar no MSBV, no Porto: o encenador italiano vai dirigir uma masterclass, às 15:00, e haverá ainda a apresentação de “Júlio César – Peças Soltas”, uma intervenção dramática sobre William Shakespeare, integrada no BoCa — Biennial of Contemporary Art’s, com récitas às 17:00h e às 21:00h.

 

 

 

Teatro Dona Maria/ Ensaio para uma cartografia

créditos: Teatro Nacional Dona Maria

http://www.teatro-dmaria.pt/

 

O Teatro Nacional D.Maria II, em Lisboa, terá actividades ao longo de todo o dia, de entrada livre, que incluem uma visita guiada à exposição “Teatro em Cartaz: A coleção de D.Maria II”, às 14h, com curadoria de Lizá Ramalho e Artur Rebelo.

 

Às 16h e às 19h, haverá a apresentação da “ação teatral” de curta duração “Ethica. Natura e origine della mente”, do encenador e artista plástico italiano Romeo Castellucci.

 

Às 20:00, após a última apresentação desta acção,o público terá a possibilidade de participar numa conversa com Romeo Castellucci, moderada pelo poeta José Tolentino Mendonça.

 

À noite, "uma série de narrativas são oferecidas ao público em diferentes locais do Teatro" Nacional, com o espectáculo Tiranossauro Rex-Procedimento básico de memorização e esquecimento", do brasileiros Alex Cassal.

 

Às 21:30, apresenta-se Ensaio para uma cartografia, criação da encenadora e atriz Mónica Calle.

 

Actividades:

 

  • Representações de peças de teatro;
  • Escrita criativa sob modelo Texto Dramático: criar pequenas peças de teatro;
  • Porta aberta ao Teatro : biblioteca da escola;
  • Encontros com actores convidados;
  • Um flashmob em dia apropriado num local público perto da escola.
  • Ida ao teatro com os alunos

 

A Professora GSouto

 

26.03.2017

 

Licença Creative Commons

 

Sesame Street : Julia, a menina autista

 

 

Sesame Street

http://i.telegraph.co.uk/

 

A Rua Sésamo que todos conhecem da vossa infância criou uma personagem autista. Julia é uma menina como tantas outras que apenas se diferencia em pequenas coisas. O objectivo é sensibilizar a sociedade e ajudar crianças e pais.

 

 

Julia / Sesame Street

http://p3.publico.pt/

 

Julia tem cabelo laranja, olhos verdes, e é autista. A nova personagem da Rua Sésamo tem um papel de destaque na série. Quer mostrar às crianças "o que todas têm em comum e não as suas diferenças”.

 

A iniciativa Sesame Street and Autism: See All in Amazing Children alerta para o autismo entre os mais novos e quer ser uma ajuda para crianças e família.

 

No show televisivo, Elmo fala aos seus amigos de Julia.

 

"O pai de Elmo disse a Elmo que Julia tem autismo," diz ele.
"Assim, ela faz coisas um pouco diferentes. Por vezes Elmo fala com Julia usando poucas palavras e repete algumas vezes."

 

 

 

 

Saber +

Desenvolvido pela Sesame Workshop, o programa educacional, feito em parceria com 14 instituições, está disponível através do computador ou de uma aplicação descarregada para o "smartphone". Há livros de histórias, vídeos e vários recursos audiovisuais para ajudar as famílias e as crianças em rotinas diárias.

 

A opção pelo mundo digital tem uma explicação: “A maioria dos familiares dos jovens com este tipo de deficiências gravita em conteúdos digitais, daí ter-se criado a Julia digitalmente”, disse à revista People, Sherrie Westin, vice-presidente executiva dos impactos globais e filantropia.

 

As crianças com autismo "têm cinco vezes mais probabilidades de serem vítimas de 'bullying'", disse à mesma fonte a vice-presidente da Sesame Workshop, Jeanette Betancourt, sublinhando que, como as outras, as "crianças com autismo partilham a alegria pelas brincadeiras, por terem amigos e fazerem parte de um grupo".

 

 

 http://autism.sesamestreet.org/

 

Através da hashtag #SeeAmazing, a Rua Sésamo está a incentivar os utilizadores a partilharem histórias, vídeos e fotografias que abordem este tema.

 

Recursos educativos:

 

Livro : We're amazing 1,2,3!  um livro digital audivel que pode ser lido e folheado online

 

 

http://autism.sesamestreet.org/

 

Apps, Videos, livros, jogos

 

Nivel ensino : Pré-Primário ; Primário (1º e 2º anos)

 

Actividades:

 

Alunos poderão desenvolver várias actividades:

 

  • Histórias : elaboradas na sala de aula, ficcionadas ou não;
  • Fotografias : Sempre de grupo, e com consentimento dos pais e encarregados de educação);
  • Videos:  Desenhos alusivos ao autismo (elaborados na sala de aula com apoio de professores no canal YouTube.

 

A Professora GSouto

 

07.11.2915

Licença Creative Commons

 

Outono chegou hoje : Traz sol e poesia

 

https://www.google.com/doodles/

 

E chegou o Outono. Google celebra o primeiro dia de Outono do Hemisfério Norte com um divertido doodle interactivo que traz aromas bem conhecidos: frutos secos, como nozes, e avelãs - a metáfora dos esquilos saltitando - compotas de outono, compotas de abóbora e outros ingredientes bem nossos conhecidos.

 

"Notice what’s been popping up lately? Pumpkins, squash, and some curious little critters, hungry for a harvest?"

Google, doodles

 

 

Praça Mouzinho de Albuquerque | Rotunda da Boavista

Porto

créditos: Zé Pikaxe 

http://render.fineartamerica.com/

 

Não se surpreenda. Hoje é o primeiro dia de Outono. É também conhecido como O Equinócio de Outono, um tempo em que os dias e as noites são iguais, significando que a natureza está prestes a abrir caminho para os dias mais curtos de inverno.

 

O doodle foi criado pela ilustradora convidada Kirsten Lepore, e mostra as cores que o Outono nos oferece para gozarmos os meses que se vão seguir.

 

As folhas das árvores já começaram a cair. E as que ficam tornam-se amarelas, laranja ou até avermelhadas. Lentamente as árvores despem-se, como que a abrir caminho para o inverno. Mas porque é que, nesta altura, as folhas trocam de cor?

 

Saber +

 

O que é o Equinócio:

 

O instante em que o Sol, no seu movimento anual aparente, passa no equador celeste. A palavra de origem latina aequinoctium agrega o nominativo aequus (igual) com o substantivo noctium, genitivo plural de nox (noite). Assim significa “noite igual” (ao dia), pois nestas datas dia e noite têm igual duração, tal é a ideia que permeia a sociedade.

 

O equinócio de outono é a designação que a astronomia atribui ao fenómeno natural que assinala o final do verão e a chegada da nova estação. É o instante preciso em que o sol cruza o plano do equador celeste, o que decorre em setembro no hemisfério norte e em março no hemisfério sul.

 

Qual a origem da palavra:

 

A palavra “equinócio”, de origem latina aequinoctium agrega o nominativo aequus (igual) com o substantivo noctium, genitivo plural de nox (noite). Assim significa “noite igual” (ao dia), pois nestas datas dia e noite têm igual duração, tal é a ideia que permeia a sociedade

 

Há dois equinócios por ano: o equinócio da primavera em Março e o equinócio de outono em Setembro. As datas dos equinócios variam de ano para ano, consoante o ano tenha 365 ou 366 dias.

 

 

Serralves, parque

Porto

créditos : Serralves

https://www.facebook.com/fundacaoserralves

 

O Outono começou esta manhã de 23 Setembro. Eram 9:20 em Portugal, quando se deu o instante em que o ponto central do sol passou no equador, marcando o início do outono no hemisfério Norte. Mas o dia de duração exactamente igual à noite, que marca os equinócios, só acontece no sábado. É que no dia 23 haverá mais oito minutos de sol. 

 

A situação não se explica pelas temperaturas, ainda de verão, nem pelo dia de sol intenso que faz hoje, primeiro dia de Outono.

 

O Observatório Astronómico de Lisboa começa por explicar, na sua página na internet, que "os equinócios são definidos como o instante em que o ponto central do sol passa no equador e, por isso, o centro solar nasce no ponto cardeal Este e põe-se exactamente a Oeste, “encontrando-se durante 12 horas acima do horizonte matemático em qualquer lugar da Terra nestes dias”.

 

No entanto, e ainda que a palavra equinócio queira dizer noite igual ao dia, de tal “não resulta numa duração do dia solar de 12 horas”

 

Devido a condições físicas e ao movimento de translação terrestre, só no dia 26 haverá 12 horas de luz. O Observatório precisa que, nesse dia, o sol nasce às 7:28 e põe-se às 19:28 e que para as 12 horas certas há apenas um desvio de 10 segundos.

 

 

Autumn

 http://www.crystalinks.com/

 

Com a chegada do Outono, não se muda ainda a hora. O acertar dos relógios só acontecerá no último fim de semana de Outubro. É assim, desde que Portugal entrou na União Europeia. Pelas 1:00h de 25 de Outubro, os relógios deverão ser atrasados 60 minutos para que no mundo globalizado todos se acertem. Uma lástima! Já que todos se queixam desta mudança da hora na Europa.

 

Bom, mas não poderíamos acabar este post sem relembrar o Outono pelas palavras de um poeta. Miguel Torga.

 

Outono

 

Tarde pintada
Por não sei que pintor.
Nunca vi tanta cor
Tão colorida!
Se é de morte ou de vida,
Não é comigo.
Eu, simplesmente, digo
Que há fantasia
Neste dia,
Que o mundo me parece
Vestido por ciganas adivinhas,
E que gosto de o ver, e me apetece
Ter folhas, como as vinhas.

 

Miguel Torga

Do livro: Diário X, s/editora, 1966, Coimbra

 

Lindo, não acham ? Trouxe-me a saudade das nossas aulas de Português, das sessões de leitura em que a poesia tinha sempre um momento privilegiado.

 

Actividades :

 

  • Solicitar aos alunos uma curta selecção de poemas (literatura portuguesa, ou não). Cada aluno poderá dizer um poema da sua escolha em voz alta.
  • Escrita criativa : alunos serão convidados a criar poemas alusivos ao Outono que poderá ser ilustrado também pelo aluno.
  • Programar um jornal de parede na sala de aula. Os alunos procederão então à elaboração de um Poemário que poderá ser enriquecido ao longo de 15 dias.

 

Bom Outono  para todos ! E bom ano lectivo !

 

A Professora GSouto

 

23.09.2015

Licença Creative Commons

 

Boyhood, um filme a explorar

Boyhood_film.jpg

 

Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Ao longo dos anos, sempre me preocupei em divulgar neste blogue filmes que pudessem enriquecer a experiência vivencial e cultural dos alunos.

 

Deixar de escrever sobre um filme fascinante Boyhood realizado por Richard Linklater ser-me-ia impossível.

 

Há muito aguardado nas salas de cinema, está em exibição há algum tempo. Trata-se de um filme cativante que nos envolve de uma ponta à outra. Nele percorremos dozes anos da vida de Mason (Ellar Coltrane). 

 

Uma biografia devastadoramente plausível de um adolescente 'real'. Diante de nossos olhos, a criança tornou-se um homem num lapso de tempo. O filme desenvolveu-se naturalmente como a vida, Na verdade, é uma história de vida. Mas vamos então à história:

 

Boyhood_film6.jpg

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Rodado ao longo de quase 12 anos, BoyHood- Da Infância à Juventude é um 'road movie' no qual a estrada é o tempo. Fazemos aqui e ali pequenas paragens, conhecemos novas personagens e situações e, depois, seguimos em frente, modificados.

 

Drama ficcional, mantendo o mesmo grupo de actores durante 12 anos, e filmado entre 2002 e 2013. Uma viagem única, ao mesmo tempo épica e intimidante, através da alegria da infância, dos problemas e oscilações de uma família moderna, próprios da passagem do tempo.

 

Boyhood_film5.jpg

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

O filme acompanha Mason (Ellar Coltrane), de 6 anos, ao longo da década mais importante da sua vida - infância e adolescência - pelo meio vão acontecendo um turbilhão de mudanças, controvérsias familiares, casamentos instáveis, segundos casamentos mal resolvidos, novas escolas, primeiros amores e amores perdidos. Tempos memoráveis e tempos assustadores e uma constante miscelânea de desgostos e deslumbramentos acompanham Mason.

 

Boyhood_film3.jpg

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Mason é um menino sonhador que se confronta com a importante decisão da sua afectuosa e lutadora mãe, Olivia (Patricia Arquette), de refazer a vida em Houston, no momento em que o pai, Mason Senior (Ethan Hawke), há muito tempo ausente, regressa do Alasca, e volta a entrar no seu mundo.

 

Boyhood_film7.png

Mason| Ellar Coltrane

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Entre pais e padrastos, raparigas, professores e patrões, perigos, anseios e paixões, Mason emerge para seguir o seu caminho.

 

É um filme que compreende que somos o resultado de um conjunto de instantes mais ou menos memoráveis e que, portanto, somos seres fluidos por natureza. Acompanhar todas estas mudanças é uma jornada fascinante.

 

Boyhood_film4.jpg Mason & Mason Senior

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Não há, aqui, o drama de um pai ausente para sempre, de uma mãe desatenta, mas sim o drama do quotidiano, não menos impactante, de tentar andar para a frente, mesmo diante de problemas financeiros, de brigas com os vários padrastos, e de pequenos percalços quase triviais, como o embaraço de ter que ir para a escola com um corte de cabelo desastroso ou ser repreendido por um adulto pouco amistoso.

 

 

 

Recheado de um humor doce que, frequentemente, nasce das interacções da família carinhosa que ocupa seu centro, BoyHood também é capaz de mostrar pedaços de vida dolorosos que são concebidos cuidadosamente. Por exemplo, perceber como o problema do segundo marido de Olivia é inicialmente sugerido de forma subtil, quando o mesmo evita beber diante dos filhos (dois dele e dois de Olivia) , até ao instante em que sua ira alcoolizada explode durante um almoço no qual não faz questão de esconder a sua adição.

 

Boyhood_film10.jpg

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Porém, o mais recompensador neste belíssimo filme é perceber como Mason, apesar de todos os dramas ou pequenos traumas que enfrenta, se torna um jovem adulto tão fascinante. Dono de um tom de voz sereno,gentil, de gestos carinhosos, e de uma personalidade repleta de curiosidade pelo mundo, Mason (interpretado por um actor carismático) jamais deixa que esqueçamos o garotinho que se equilibrava afoitamente no baloiço, quando o vemos já jovem adulto, prestes a partir para a faculdade, atormentado por ansiedades em relação ao futuro.

 

Boyhood_film8.jpg

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Vê-lo crescer é tão emocionante como acompanhar o envelhecimento de seus pais, já que, inevitavelmente, isto nos leva a reflectir sobre a nossa própria trajectória. A sensação é a de que tudo passou tão rápido, tanto quanto as quase três horas deste filme maravilhoso.

 

Informações:

Boyhood, site oficial, teve cinco nomeações para os Golden Globes, foi premiado em três categorias: Melhor Filme, Melhor Actriz Secundária, Patricia Arquette, e Melhor Realizador.

Tem seis nomeações para os Oscars 2014.

 

Actividades:

  • Organizar uma visita de estudo transdisciplinar : ida ao cinema com grupo/turma;
  • Prévia pesquisa sobre dados do filme: história, banda sonora, actores, realizador;
  • Posterior debate em sala de aula (após ter visto o filme), individual e/ou trabalho de grupo;
  • Avaliar compreensão, sentido crítico, reacções;
  • Desenvolver actividades de escrita criativa.

 

Para quem convive diariamente com adolescentes, sabe como os dozes anos da vida de Mason se assemelham à maioria dos nossos alunos, suas crises 'normais' de crescimento, famílias monoparentais ou disfuncionais, Boyhood só pode ser considerado um recurso educativo riquissimo a explorar nos curriculos.

 

A todos aconselho vivamente. A todos os níveis. De uma imensa riqueza humana e sensorial. O tema musical Hero é lindo!

 

A Professora GSouto

 

04.02.2015

blogdoscaloiros88x31.png

Parabéns Borboletário ! A nossa participação

 

borboletario1.jpg

 

créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

Não podiamos deixar de nos associar ao projecto Borboletário, na celebração do seu 8º aniversário. Iniciado em 2006, participámos nesse mesmo ano, numa actividade pedagógica. O Borboletário de Lisboa, hoje denominado Bor­bo­letário do Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia.

 

"O Bor­bo­letário do Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia é um jardim de plan­tas mediter­râni­cas habitado por várias espé­cies de bor­bo­le­tas, que podem ser obser­vadas ao vivo nas diver­sas fases do seu ciclo de vida, e em directo para a Inter­net através do web­site ecoesfera borboletas."

 

Desde a aber­tura ao público em 2006 até ao momento, já pas­saram pelo Bor­bo­letário milhares de vis­i­tantes, muitas escolas, que pud­eram apren­der, de uma forma prática, a biolo­gia das bor­bo­le­tas e a sua inter­acção com as plan­tas.

 

borboletario2.jpg

 

Excerto notícia DN

http://blogues.publico.pt/

 

Foi precisamente em 2006, pouco depois de ser criado, que integrámos no currículo de Língua Portuguesa  o projecto Dia B - Dia das Borboletas.

 

O Bor­bo­letário tem como objectivo des­per­tar o inter­esse do público em geral, e em par­tic­u­lar dos jovens em idade esco­lar, para a importân­cia da con­ser­vação da natureza e da bio­di­ver­si­dade.

 

"O número de vis­i­tantes alcançado até agora, reflecte não só o tra­balho con­sol­i­dado em vários anos nas áreas da cri­ação ex-situ de bor­bo­le­tas europeias, na propa­gação de plan­tas hos­pedeiras e na edu­cação ambi­en­tal, mas tam­bém o resul­tado da par­tic­i­pação cada vez maior em pro­je­ctos exter­nos de mon­i­tor­iza­ção ecológ­ica, con­sul­ta­do­ria téc­nica e de divul­gação científica.", assim se define o Borboletário.

 

Mal descobrimos o Tagis - Centro de Conservação de Borboletas de Portugal,em 2006, considerámos um projecto inovador e que tinha nas preocupações interagir com  as escolas.

 

borboletario4.jpg

 

créditos : Borboletário

 http://blogues.publico.pt/

 

E assim partimos para o projecto transcurricular inter-turmas Contando Borboletas no Jardim que insermos no estudo do Texto Poético

 

Pareceu-nos que enquadrava lindamente este conteúdo programático, dado que são muitos os poetas que referem as borboletas em seus poemas. Claramente um projecto que despoletaria a criatividade dos alunos em actividades de leitura de poemas e escrita criativa, bem como saída da sala de aula para uma lição viva ao ar livre.

 

Não nos enganámos.Os alunos adoraram, adquiriram competências e desenvolveram aprendizagens que muito enriqueceram o currículo de Língua Portuguesa e Ciências da Natureza.  

 

Foi um dos projectos mais cativantes desenvolvido nesse ano lectivo.

 

borboletario3.jpg

 

créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

Depois de apresentar o projecto aos alunos e de o negociar com as duas turmas de Língua Portuguesa que leccionava, nesse ano, decidi contactar a equipa Tagis para que nos enviasse o material de apoio que punha à disposição das escolas com o objectivo de celebrar um dia muito especial, o Dia B - Dia das Borboletas.

 

A equipa do Borboletário respondeu prontamente, enviando o Guia de Campo que Tagis - Centro de Conservação das Borboletas de Portugal, assim se denominava em 2006 - disponibilizava para reconhecimento de borboletas em espaço aberto.

 

E logo pensámos nos Jardins do Parque de Serralves.

 

borboletario5.jpg

 

Tagis | créditos : Borboletário

 http://blogues.publico.pt/

 

O Guia de Campo, muito ilustrativo das espécies de borboletas passíveis de encontrar em Portugal, propunha que os alunos fizessem a observação de borboletas, identificando-as com a ajuda do mesmo guia.

 

Actividades:

 

Partindo do Texto Poético a que anexei Dia B - Dia das Borboletas, programei um projecto transcurricular e inter-turmas em que participaram as áreas curriculares: Língua Portuguesa (dinamizadora),Ciências Naturais, Formação Cívica e Educação Visual.

 

Para fazer a observação e levantamento de borboletas, nada melhor do que percorrer o Parque de Serralves. Contactámos o Serviço Educativo, fizemos a marcação de uma Visita de Estudo.

 

Os alunos foram divididos em grupos, cada grupo com o seu Guia de Campo para fazer o reconhecimento das espécies encontradas nos líndíssimos jardins de Serralves.

 

A visita foi a parte final do projecto. Durante um mês, aproximadamente, os alunos estudaram o Texto Poético.

 

borboletario7.jpg

 

 créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

Também no curriculo de Ciências Naturais, procedram ao estudo da espécie.

 

Durante o estudo do Texto Poético, solictei aos alunos que seleccionassem, à medida que iam lendo, poemas cuja temática incluisse a borboleta. Essas leituras e estudo estendeu-se não só à literatura portuguesa mas também à literatura brasileira.

 

Após a selecção individual, apoiei os alunos individualmente, na selecção de um poema por aluno, nas duas turmas. Depois da selecção feita, cada aluno transcreveu o seu poema numa uma borboleta recortada em cartolina de cores, elaboradas nas aulas de Educação Visual. 

 

borboletario6.jpg

 

Lagarteiro | créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

À medida que as borboletas iam ficando prontas, iamos elaborando o nosso Borboletário nos placares da sala de aula). Cada turma criou o seu Borboletário que passou a fazer parte de um Jornal de Parede até final do projecto.

 

Numa fase posterior, passaram a actividades de escrita criativa, elaborando pequenas poesias alusivas às borboletas.

 

Os textos poéticos criados pelos alunos foram muito imaginativos, alguns de sensível capacidade para o texto poético. Regra geral, os alunos gostam muito de ler e escrever poesia.

 

Também com o apoio de Educação Visual, os alunos elaboraram borboletas em papel de seda pintado que suspendemos nas salas de aula e que posteriormente foram levadas na mão pelos alunos para a visita de estudo no Parque Serralves.

 

borboletario8.jpg

 

créditos : Borboletário

 http://blogues.publico.pt/

 

Durante a visita, os grupos de alunos preocuparam-se em fazer o reconhecimento de borboletas existentes nos jardins. Sempre que viam uma borboleta, identificavam a espécie com o apoio do Guia de Campo que cada grupo tinha consigo, tomavam nota da espécie e do número observado.

 

De vinte em vinte minutos, reuniam-se os grupos com os Professores e eu, como professora de Língua Portuguesa, coordenadora do projecto transcurricular, anotava na Folha Relatório as espécies e número de borboletas observadas.

 

Os alunos observaram muitas espécies - a biodiversidade do Parque de Serralves é muito rica. Observaram a bela dama, a manchadinha, a limão e até espécies mais raras como a carnaval, pavão-diurno, zebra ! 

 

Posso afirmar que foi um projecto rico em aprendizagens, muita alegria partilhada numa aula viva ao ar livre, e experiências pedagógicas gratificantes para professores e alunos.

 

 

 

 

 

Algumas considerações:

 

É pois com muita alegria que parabenizamos toda a equipa do Borboletário pelo seu 8º aniversário, hoje no Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia, e divulgamos o post de aniversariante no seu blogue E assim começou há oito anos o Borboletário.

 

Sentimos orgulho em divulgar o projecto no início, em 2006, e de fazermos parte dessa dinâmica na criação de projectos audazes que levam a outros voos para todos os deles participámos.

 

Divulgamos as images do Borboletário para melhor apoiar este voto de parabéns muito sincero porque o conhecemos bem, como alunos e professores, envolvidos desde a criação deste projecto ligado à conservação das borboletas de Portugal.

 

Parabéns, mais uma vez, Borboletário, hoje anexado ao Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia !

 

E parabéns à equipa que continua tão activa e cheia de dinamismo como desde o primeiro dia.

 

A professora GSouto

 

02.12.2014

 

Licença Creative Commons

 

 

Tributo a Paul Walker

 

 

 

 

Paul Walker

http://media2.intoday.in/indiatoday/

 

Todos ficamos chocados no último fim-de-semana com o fatídico acidente que matou o actor Paul Walker. Pela brutalidade  das imagens, por se tratar de um jovem e promissor actor, por sabermos que era também alguém que apesar da fama, não esquecia a solidariedade, pela tristeza em saber que regressava precisamente de uma angariação de fundos a favor das vítimas do tufão Hayan que se abatera há poucas semanas sobre as Filipinas

 

 

Eight Below | Antárctida

Paul Walker

 

Talvez a maior parte dos alunos da classe 2006-2007 não tenha associado Paul Walker dos filmes The Fast and the Furious, ao actor que tanto nos comoveu no filme Antárctida: da sobrevivência ao regaste, tradução de Eight Below que fez parte do nosso projecto Ano Polar.

 

Já lá vão uns anos, e daí eu própria não lembrar que se trata do mesmo actor, Sim, o fantástico Jerry (Paul Walker) e a sua incomparável equipa de oito yuski Buck, Dewey, Max, Maya, Old Jack, Shadow, Shortie e Truman, no filme baseado em acontecimentos verídicos. Foi ele o actor que deu vida a Jerry Shepard guia da expedição japonesa à Antárctida em 1957.

 

 


Paul Walker | Eight Below

http://www.trbimg.com/


Depois de ser obrigado a retirar-se, Jerry tenta encontrar um patrocinador para a missão de resgate dos seus cães. Enquanto isso, Maya e os seus companheiros lutam pela sobrevivência. Impulsionado por um vínculo inabalável e uma enorme coragem, Jerry faz essa viagem incrível para se reunir com sua equipa.

 

Como sofremos todos com esta luta de sobrevivência, com a morte de Old Jack e do jovem Dewey, a coragem de Maya que liderou com bravura e tanta coragem, tentando tudo para proteger, orientar e apoiar os seus companheiros até ao regresso de Jerry. Ele nãp desistiu e foi mesmo resgatar os seus cães.

 

Um filme que mexeu connosco, que vos ajudou a superar algumas questões de relacionamento intergrupal. Depois de debate, Eight Below foi a inspiração para desenvolver actividades de escrita criativa que posteriormente integraram o projecto Ano Polar 2006-2007.

 

Paul Walker tinha uma filha de quinze anos, Meadow Walker. Uma jovem adolescente, com vós, actualmente. Meadow vive o pesadelo de ter perdido o seu pai da maneira mais trágica.

 


Paul Walker e sua filha Meadow

foto: Sultana / Splash News

http://www.eonline.com/


É pois com enorme pesar que me junto, na vossa ausência, a todos os actores e amigos e a tantos internautas que não cessam de prestar tributo a Paul Walker. Estou certa que muitos de vós também se sentem chocados com este prematuro desaparecimento.

 

Paul Walker merce este tributo pelas emoções que nos transmitiu e pela capacidade de despertar em todos os alunos a criatividade que puseram na consecução das várias actividades.



Paul Walker | Eight Below

http://www.globalanimal.org/

 

Ao reconhecerem o actor de Antáctida: da sobrevivência ao regaste, se sentem tão tristes quanto eu.

 

Paul Walker permanecerá imortal na nossa memória. Pela capacidade de nos comover numa história a que o actor imprimiu toda a sua capacidade interpretativa num episódio verídico.Pelo carinho com os cães que passou para o lado real da vida, como fica demonstrado nesta foto. 

 

Pelo seu humanitarismo perante situações como a tragédia nas Filipinas.


RIP Paul Walker.



A Professora GSouto


04.12.2013


Licença Creative Commons

Dia da Terra 2012 : Um conto para celebrar

 

 
 
 
 
Fotografia: Matt Berry/Butterfly Conservation/PA
http://static.guim.co.uk/

 

Pois é! No Dia da Terra 2011  dei-vos a conhecer a história de uma escritora ambientalista canadiana, lembram?
 
Para festejar este dia tão especial, hoje relembro um texto muito bonito, escrito pela Leonor, uma menina que na altura frequentava uma turma de 5º Ano e era minha aluna na área curricular de Língua Portuguesa.
 
Sempre considerei que a escrita criativa é uma das aprendizagens mais completas a desenvolver no currículo de Línguas.
 
Então, vamos lá ler a história...
 


 
 
 
créditos: autor não identificado
 
 
 
Que cor queremos para o mundo?

 
Numa manhã em que o sol brilhava, sorrindo para o mundo, uma lagartinha dentro do seu casulo esperava, muito quentinha e quietinha, tornar-se numa borboleta com muitas cores.
 
Enquanto a sua transformação decorria, ela espreitava por um buraquinho muito pequeno o mundo fantástico que ela queria conhecer.
 
Oh! – suspirava ela - Como tudo é lindo!
 
Lá fora, os pássaros chilreavam, as flores dançavam ao som do vento brincalhão, enquanto um grupo de meninas brincavam muito divertidas.
 
De repente, tudo aconteceu! O buraquinho abriu-se um pouco mais… e a lagartinha saiu do seu casulo, e numa linda borboleta se transformou.
 
Toda contente, voava junto às flores, fazendo ziguezagues com suas asas multicores. Eis quando, de repente, viu uma flor, muito estranha! É que a flor tinha em cada pétala, uma cor diferente. Foi logo ter com ela.
 
- Olá, eu chamo-me Pintalguinhas - disse a borboleta - e tu?
 
- O meu nome é Colorida. Todas as flores dizem que eu… Mas, a Colorida não conseguiu acabar a frase, pois uma enorme e escura nuvem de fumo veio bater-lhe nas pétalas de rompante. E depois outra, e outra e outra… sem nunca mais parar! Sentia-se asfixiar!
 
E um barulho ensurdecedor, transtornava-a ainda mais. Tudo o que era colorido ficou cinzento pardo.
 
As duas amiguinhas não sabiam o que lhes tinha acontecido. Mas era horrível! As pétalas da Colorida tornaram-se escuras, da cor do carvão, e as asas da Pintalgada estavam cobertas de um pó fininho semelhante ao pó das cinzas. Além disso, sentiram-se zonzas de tanta poluição sonora!
 
A borboleta Riscadinha e a flor Colorida procuraram então um local onde se sentissem seguras, mas não havia nenhum!
 
A poluição lançara seu manto negro sobre a cidade. As duas amigas não sabiam o que fazer…
 
E nós? Será que todos juntos conseguiremos mudar a cor do fim desta história?
 
 
Leonor Carneiro, 11 anos, 5H
 
2008
 
{#emotions_dlg.dnd}
Proibida a reprodução de textos de alunos

 
Linda, não é mesmo? E com uma mensagem muito importante! Será que todos juntos conseguiremos mudar a cor cinzenta de um mundo modernos cada vez mais poluído? Sei que sim!
 
 
Para a Leonor, parabéns! Mais uma vez! Espero que continue com o gosto de escrever...
 
 
 

 

 

 

 

 

 

 Google Doodle Dia da Terra 2012
 
 
E para finalizar esta mão cheia de cor do jardim da equipa Doodle, nada melhor do que visionar o video do Doodle interactivo que Google dedica hoje ao Dia da Terra na sua 42ª celebração a nível mundial.

 

 

 

 

 

Protejam o planeta! Juntem-se a millhares de jovens que hoje, Dia da Terra 2012, celebram o planeta com um acto verde!
 
 
E tu? Já tens o teu acto verde pensado? Com certeza!
 
 
Ah! Também poderão actualizar as novidades "Dia da Terra" via Facebook
 
 
Excelente Dia da Terra 2012!
 
 
A Professora GSouto
 
 
22.04.2012
 
 
Licença Creative Commons

 

 

Google celebra S. Martinho com doodle

 

 

 

Google doodle | S. Martinho

www.google.pt

 

Google celebra hoje o São Martinho com um doodle alusivo à tradição portuguesa. Neste doodle, podemos ver o lettering Google substituído por pedaços de madeira e ramos de árvores, e duas das letras 'Google' (a vogal o) foram substituídas por duas castanhas assadas

 

S. Martinho é celebrado a 11 de Novembro, data em que o santo morreu  em Candes, no ano de 397, e foi a enterrar em Tours (França). 

 

O Dia de S. Martinho, ou melhor a Noite de S. Martinho, celebra-se em Portugal, na Galiza e em algumas localidades das Astúrias. A realização de magustos (pessoas juntam-se à volta de uma fogueira onde se assam as castanhas), fazem-se acompanhar a degustação de castanhas assadas com jeropiga (uma espécie de bebida doce e alcoolizada) e de saltar a fogueira. Tudo isto faz parte da tradição.

 

 

credits : cdn.com

http://image.slidesharecdn.com/

 

Em algumas aldeias e pequenas vilas, esta tradição ainda se cumpre. Nas cidades, as pessoas assam as castanhas em casa e comem-nas em família.

 

Nós celebramos este dia de S. Martinho (falo das aulas curriculares de Língua Portuguesa) com uma actividade de escrita criativa livre.

 

Elaboração de quadras temáticas

 

E foram muitos os 'jovens poetas' que se revelaram. As quadras foram expostas em placares nas paredes do corredor principal da escola.

 

 

Leitura digital

 

Também publiquei um post neste blogue com histórias alusivas a esta tradição. escritas por um dos mais conhecidos autores portugueses de literatura infanto-juvenil, António Torrado. A reler Histórias de S. Martinho : António Torrado

 

Para todos, uma excelente Noite de S. Martinho! Saltem a fogueira!

 

Ah! Esta noite de S. Martinho tem que ser muito especial.  Reparem ... 11.11.11 !

 

Boa sorte 

 

 A Professora GSouto

 

11.11.2011

 

Licença Creative Commons

 

Dia Internacional da Memória do Holocausto

 

 

http://www.un.org/holocaustremembrance

  

Em 1 de Novembro 2005, a Assembleia-Geral das Nações Unidas estabeleceu o dia 27 de Janeiro como o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

 

Hoje, dia 27 Janeiro, assinala-se assim o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto que coincide com os 65 anos sobre a libertação do campo de extermínio de Auschwitz.

 

Estima-se que seis milhões de pessoas tenham sido exterminadas na Europa durante a Segunda Guerra Mundial, às mãos do regime hitleriano.

 

Quantas leituras fizemos sobre este tema tão lancinante da História da Humanidade! E como todos aderiram com empenhamento, para saber mais sobre esta época histórica que não passou assim há tanto tempo.

  

annefrank-diary_avatar-usa.jpg

 

Manuscrito de Diário de Anne Frank

http://cdn.radionetherlands.nl

 

Relembremos o Diário de Anne Frank que lemos : PNL - Diário de Anne Frank que foi adaptado ao cinema e a uma série de televisão

 

"A curta-metragem sobre a Anne Frank mostra mesmo o que aconteceu. É quase tão triste como o livro. Talvez seja mais, porque no livro nós podemos imaginar as imagens de uma maneira que não seja tão violenta como o filme retratava, e muito bem, o holocausto. Os milhares de judeus a entrarem em camiões e em comboios para irem directos aos campos, dizendo de outra forma, iam directos à morte. Mas apesar de tudo gostei do filme, das imagens, de tudo. Eu gostei muito do "Diário de Anne Frank ", e vou começar a ler "O Mundo em que Vivi", de Ilse Losa . Penso que se trata do holocausto e das próprias experiências por que a escritora judia (penso que antes era alemã, mas nacionalizou-se portuguesa e viveu cá) passou."

 

José Diogo Alves, 11 anos, 2009

 

E ainda a leitura de O Rapaz dos Pijama às Riscas:

 

rapaz-pjama-riscas.jpeg 

O Rapaz do Pijama às Riscas | John Boyne

http://www.imdb.com/

 

Rapaz do Pijama às Riscas de John Boyne foi adaptado ao cinema por Mark Herman (2008).

 

"Já li o livro e aconselho a todos! É deveras espantoso... Não sei em que sentido é que outras pessoas não gostaram... Mas, bem, gostos não se discutem!

 

Estou muito ansiosa para ver o filme, e espero poder lembrar-me de cada momento do livro e associá-lo a esta nova estreia!"

 

Joana Pinto, 11 anos, 2009

 

E O Mundo em que vivi de Ilse Losa:

 

 

ilse-losa-livro.JPG

Ilse Losa | O Mundo em que vivi

Edições Afrontamento

 

Ilse Losa, O Mundo em que vivi no blogue de intercâmbio escolar com os nossos colegas franceses em FrancêsLE. 

 

Lemos pois os três livros e estudamos os efeitos terríficos da 2ª Guerra Mundial nas aulas curriculares de Língua Portuguesa.

 

"Gosto das histórias de Ilse Losa. Já visitei a exposição que está patente na Biblioteca da escola. Os relatos de vida da autora são impressionantes. E saber que agora mora aqui tão perto da escola!

 

Teve muita sorte em conseguir fugir da perseguição nazi. Anne Frank não foi tão feliz...!"

 

Inês Gil, 11 anos, 2006

 

"Gosto muito dos livros da Ilse Losa. É talvez uma das minhas escritoras favoritas!"

 

Cláudia Carneiro, 11 anos, 2006

 

Lemos ainda outros livros, como por exemplo a A Menina que Roubava Livros de Mark Zusak.

 

Impossível não relembrar leituras tão marcantes que nos levam a olhar com muito respeito para este dia de memória histórica.

 

  Saber mais:

 

Poderão ainda visitar online os seguintes sítios web:

 

 

Relembro então um dos mais belos excertos de "Diário" de Anne Frank:

 

"Se Deus me deixar viver, hei-de ir mais longe de que a mãe. Não quero ficar insignificante. quero conquistar o meu lugar no Mundo e trabalhar para a Humanidade.

O que sei é que a coragem e a alegria são os factores mais importantes na vida!

 

Tua Anne

 

A Professora GSouto

 

27.01.2011

Licença Creative Commons

 

Bom Aniversário John Lennon !

 

Google doodle 70º aniversário John Lennon

http://www.google.com/doodles/

 

 

Google doodle : 70º aniversário 

John Lennon

http://www.google.com/doodles/

 

Imagine! Assim começa a canção de John Lennon, que tem por título a mesma palavra "Imagine".

 

Hoje, dia 8 Outubro, Google surpreendeu-nos com um lindo vídeo inserido na sua página de entrada que reproduz um excerto da célebre canção Imagine, celebrando o 70º aniversário de John Lennon que se celebra amanhã, dia 9 de Outubro.

 

O doodler Mike Dutton remete-nos para as suas memórias de infância, quando ouvia John Lennon em casa, sempre que os pais punham a cassete com a canção Imagine.

 

 

 

 

Infelizmente, John Lennon, ex-Beatle, pacifista convicto, morreu de um forma violenta. Foi assassinado ao sair de sua casa. Tinha 40 anos de idade. Foi no dia 8 Dezembro de 1980.

 

Se este tema Imagine já era bem conhecido, ganhou então um significado especial para todos aqueles que lutam pela  paz!

 

 "You may say I'm a dreamer

But I'm not the only one"

 

...são dois dos versos da canção "Imagine" que se tornou um hino à paz no mundo inteiro!

 

 

Imagine, grafitti

https://c1.staticflickr.com/

 

John_Lennon1.jpg

 

John Lennon

créditos: autor não identificado

http://www.liverpoolecho.co.uk/

 

Saber +

 

John Lennon, o cantautor que em criança sonhava ser feliz nasceu a 9 de Outubro de 1940, em Liverpool, Inglaterra.

 

Dezassete anos depois, formou a primeira banda, os The Quarrymen. Conheceu depois Paul McCartney e o guitarrista George Harrison, que se juntaram à banda. Com uma formação mais alargada, decidiram mudar o nome do grupo.

 

Assim nasceram os Beatles, em 1960. Dois anos depois, Ringo Starr tornou-se o baterista. O reconhecimento internacional chegou com canções como “I Wanna Hold Your Hand”, “All You Need Is Love” ou “Help!”.

 

 

The Beatles

https://mb.web.sapo.io/

 

Lennon teve um agitado crescimento, entre os 15 e 17 anos, dividido entre a tia Mimi, e a uma mãe fútil que vivia num mundo de ilusão e rock'n'roll.

 

Yoko Ono estava com o marido quando Lennon atingido nas costas por um fã com problemas mentais em 8 de Dezembro de 1980 ao lado do 'Dakota', o edifício onde o casal morava em frente ao Central Park.

 

Depois de seu assassinato, Lennon tornou-se lenda e símbolo de uma época, que continua sendo tema de livros e filmes 30 anos após a sua morte.

 

 

John Lennon, 1957

http://rollingstone.uol.com.br/

 

Actividades:

 

  • Distribuir os versos da canção pelos alunos, solicitando os seus conhecimentos de Inglês LE1, para a compreensão da letra.
  • Solicitar aos alunos que falem da mensagem pacifista incluida nos versos do tema.
  • Pesquisa das acções pacifistas de Lennon.
  • Debate: o papel dos artistas na defesa das causas humanitárias: músicos, actores, cantores, escritores, pintores, outros.
  • Oficina de escrita criativa : textos de intervenção - paz - em prosa e/ou verso.

 

"Quando fui para a escola, perguntaram-me o que é que eu queria ser quando crescesse. Eu escrevi 'feliz'... "

 

 Jonh Lennon

 

A Professora GSouto

 

 08.10.2010

 

Licença Creative Commons