Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Ler Agustina Bessa Luís : ensino básico e secundário !

 

agustina1.png

 

Agustina Bessa Luís

créditos: Autor não identificado

https://ionline.sapo.pt/

 

" Escrever é isto: comover para desconvocar a angústia e aligeirar o medo, que é sempre experimentado nos povos como uma infusão de laboratório, cada vez mais sofisticada."

 

Agustina Bessa Luís, 

in Contemplação Carinhosa da Angústia

 

Agustina Bessa Luís celebrou no passado dia 16 Outubro, 95 anos. Na impossibilidade de parabenizar a autora pessoalmente. ficam aqui os votos de parabéns através de alguns dos livros que lemos ao longo dos anos nos currículos de Língua Portuguesa e também nos currículos de Literatura (secundário).

 

Já escrevera neste blog sobre o desaparecimentos de outros dois grandes escritores portugueses: Luisa Dacosta e Manuel António Pina mas por acontecimentos tristes ligados ao seu desaprecimento

 

Hoje escrevo para celebrar a vida.  O 95º aniversário de Agustina Bessa Luís.

 

Admiro Agustina, não só pela obra como pela pessoa que tive o imenso privilégio de conhecer e dialogar, por mais do que uma vez.
 
 
Dois dos seus livros que lemos nos curriculos escolares : 2º e 3º ciclos:
 
 
 

agustina-amoras.jpg

 

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

 

Vento, Areia e Amoras Bravas de Agustina Bessa Luís, obra recomendada para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma, pelo Plano Nacional de Leitura.

 

Resumo:

 

«Vento, Areia e Amoras Bravas» é um título dançarino. Todo ele mexe e convida a dançar e arrasta o movimento da juventude que depois vai conduzir à idade consular. A toga vai suceder à sandália e o cinto desatado, que correspondem à história radiosa de Lourença.

 

 

agustina-amoras1.JPG

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

Lourença não quer esquecer a infância nem o vento furibundo que tenta dispersar os pequenos sinos da salvação mais espirituosa, a salvação da descoberta.

 

Volta Dentes de Rato como uma gota de azougue imóvel na palma da mão. Estará imóvel ou apenas encantada? Veremos. Veremos… que as histórias são para explicar estas coisas. A leitura fez-se para encher o silêncio de mágica.

 

Livro encantador que remeteu para a minha própria infância e que li com turmas de 8º e 9º anos nas aulas curriculares de Língua Portuguesa.
 
 
Foi uma das nossas conversas na livraria onde nos encontrámos na livraria da cidade. E como já o tinha lido, solcitei à escritora se o autografava, pedido de imedito aceite. Uma dedicatória muito afectuosa que partilhei com os alunos.
 
 
 

agustina-dentes-de-rato3.jpg

 

Dentes de Rato

Agustina Bessa Luís

https://www.fnac.pt/

 

 

Sinopse:

 

Lourença tinha três irmãos. Todos aprendiam a fazer habilidades como cãezinhos, e tocavam guitarra ou dançavam em pontas dos pés. Ela não. Era até um infeliz para aprender,tinha algumas dificuldades, e admirava-se de que lhe quisessem ensinar tantas coisas aborrecidas e que ela tinha de esquecer o mais depressa possível.

 

O que mais gostava de fazer era comer maçãs e deitar-se para dormir. Mas não dormia. Fechava os olhos e acontecia-lhe então uma aventura bonita, e conhecia gente maravilhosa...

 

 

agustina-dentes-de-rato1.jpg

 

Dentes de Rato

Agustina Bessa Luís

ilustrações: Mónica Baldaque

https://www.wook.pt/livro/

 

Assim começa este livro que Agustina Bessa-Luís escreveu para os leitores mais novos. Se lermos um pouco mais, ficamos a saber por que razão Lourença era conhecida como «Dentes de Rato» e muitas outras coisas.

 

As ilustrações são de Mónica Baldaque, neta da escritora. O livro é um clássico da literatura infantil e juvenil portuguesa. 

 

Nota:

 

Livro Recomendado pelo Plano Nacional de Leitura 7º Ano de Escolaridade como Leitura Orientada na Sala de Aula - Grau de Dificuldade II.

 

Lemos Dentes de Rato nos currículos de Língua Portugesa, do 6º ano (2º ciclo) e do 7º ano (3º ciclo). dependendo das turmas leccionadas.

 

Um livro muito interessante de literatura infanto-juvenil que os alunos gostaram de ler, mesmo aqueles alunos mais 'avessos' a ler. As aventuras de Lourença assemelham-se às dos alunsos e muitos identificavam-se com Lourença, mesmo os rapazes.

 

 

agustina2.jpg

 

 

Agustina Bessa Luis

créditos: Autor não identificado

https://www.dn.pt/artes/

 
 
Relembrar Agustina faz parte do meu mundo afectuoso ligado aos livros. Encontreia escritora com freqência numa livraria que encerrou, embora reabrisse posteriormente noutro espaço.
 
Lemos A Sibila no curso de Literatura Portuguesa (ensino secundário) na Escola Profissional de Música do Porto, fundada pela Professora Hélia Soveral.
 
Agustina foi convidada para uma pequena cerimónia literatura-música a que compareceu e participou de um diálogo muito enriquecedor.
 

 

A Sibila

Agustina Bessa Luís

https://www.wook.pt/livro/

 
 
A Sibila é um romance que olha de frente para o ser humano, sem o subtrair aos costumes, às tradições enraizadas - família, comunidade, religião - e ao preconceito em que cada ser se molda.
 
É através deste olhar que surge Quina, a Sibila, uma personagem única na sua complexidade, onde "o humano é exemplo desse redemoinho de forças, através do qual se abre um conflito - o conflito de estar vivo e o que isso implica de luta, aceitação e incomunicabilidade."
 
 
O romance venceu o Prémio Delfim Guimarães e o Prémio Eça de Queiroz.
 
 
 

 

 
 
Saber +
 
 
Agustina Bessa-Luís nasceu em Vila Meã, Amarante, a 15 de Outubro de 1922. A sua infância e adolescência foram passadas nessa região, cuja ambiente marcará fortemente a obra da escritora.
 
Estreou-se como romancista em 1948, com a novela Mundo Fechado, tendo desde então mantido um ritmo de publicação pouco usual nas letras portuguesas, contando até ao momento com mais de meia centena de obras. 
 
É em 1954, com o romance A Sibila, que Agustina Bessa-Luís se impõe como uma das vozes mais importantes da ficção portuguesa contemporânea.
 
 
Agustina Bessa-Luís foi distinguida com os prémios Vergílio Ferreira 2004, atribuído pela Universidade de Évora, pela sua carreira como ficcionista, e o Prémio Camões 2004, o mais alto galardão das letras portuguesas.
 

 

 

Agustina Bessa Luís

créditos: Autor não identificado

 

 
Actividades: 
 
 
Três sugestões, algumas de leitura obrigatória (discordo desta noção) para ler em diferentes níveis etários e diferentes níveis curriculares de Língua e Literatura Portuguesa.
 
Cabe aos professores seleccionar as obras a ler, segundo os currículos que lecciona e perfil dos alunos/ turma.
 
Acima de tudo, é ano de festejar Agustina através dos seus livros e de actividades que podem ser desenvolvidas.
 
 
A Professora GSouto
 
11.11.2017
 
 
Licença Creative Commons
 
 

Oh ! Astérix e a Transitálica : novo álbum com os lusitanos ?

 

 

asterix-novoalb.jpg

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

https://www.fnac.pt/

 

Asterix e a Transitálica é o novo título de uma colecção com mais de 50 anos. Saiu dia 19 Outubro. É verdade! A mais recente aventura de Astérix foi apresentada no passado dia 19 Outubro 2017, em Portugal e a nível mundial.

 

As personagens criadas pelos dois génios da banda desenhada, Albert UderzoRené Gosciny estão de volta! Depois de Astérix O Papiro de César (que no nosso país foi publicado em português e mirandês), Astérix entre os Pictos, Astérix e Obélix regressam em Astérix e a Transitálica, o novo álbum agora assinado pelos talentosos Jean-Yves Ferri e Didier Conrad.

 

Os autores estiveram em Portugal e, em entrevista, falaram sobre Goscinny, pregões em latim e lusitanos, esses "vencedores".

 

 

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Saber +

 

Famosos pelas suas numerosas viagens através do Mundo Conhecido, Astérix e Obélix vão desta feita descobrir os povos da península italiana: os Itálicos!

 

Por muito que isso desagrade a Obélix, nem todos os habitantes da Itália antiga são Romanos. Pelo contrário! Os Itálicos prezam muito a sua autonomia.

 

 

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Em Astérix e a Transitálica, Astérix e Obélix embrenham-se numa grande aventura à descoberta dessa surpreendente Itália antiga!

 

O álbum saiu em França e Portugal em simultâneo e, por essa razão, a dupla dos actuais criadores - que sucede a GoscinnyUderzo - veio a Lisboa promover este novo álbum, excepcionalmente.

 

 

asterix-transitalia-mirand.jpg

 

 Asterix an Eitália

edição em mirandês

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Sinopse:

 

Astérix e Obelix estão de regresso em Astérix e a Transitálica, o novo álbum assinado pelos talentosos Jean-Yves Ferri e Didier Conrad. Apesar do que Obelix possa pensar, os itálicos, habitantes de Itália, não são todos romanos, pelo contrário! Os itálicos, tal como os irredutíveis gauleses, pretendem preservar a sua autonomia e vêem com maus olhos as veleidades de conquista de Júlio César e das suas legiões. Uma aventura emocionante à descoberta de uma Itália surpreendente e antiga!

 

Versão em mirandês:

 

Tal como o anterior álbum Astérix O Papiro de César vai ser também publicado em mirandês. Quarto título da série em mirandêsAsterix an Eitália será lançado em Novembro de 2017, após o lançamento mundial (Outubro 2017) da versão original (francês) e de outras versões linguísticas, entre as quais em português e mirandês.

 

 

asterix-novoalb3.jpg

 

 Coronavirus, novo personagem em

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Curiosidades:

 

Seguiu-se a publicação em mais 23 países, somando novos milhões aos 370 já impressos desde que em 1959 este herói foi criado para sair na revista Pilote e dois anos depois reproduzido no nosso país na revista Foguetão. Só em 1967 o primeiro álbum, Astérix, o Gaulês, saiu em português.

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

No novo Astérix e a Transitálica, Astérix e Obélix competem com Etruscos, Lígures e Normandos pelo prémio de melhor auriga do mundo. Com uma novidade. Os grandes protagonistas da corrida são, sem dúvida, os Lusitanos. Wow!

 

Numa corrida aberta a todos os povos do Mundo Conhecido, junta romanos e bárbaros, bem como os povos aculturados - uns mais do que outros, mas todos muito pouco! - entre os quais uma dupla… lusitana. Com presença recorrente e um inesperado protagonismo final.

 

 

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Ir + longe:

 

Cumprindo a regra de alternar uma aventura caseira com uma viagem, desta vez Astérix e Obélix rumam à Península Itálica, de que até agora apenas conheciam Roma, que visitaram em Astérix Gladiador (1964) e Os Louros de César (1972).

 

O pretexto? A participação numa corrida de quadrigas, organizada por Júlio César para provar a excelência das vias romanas - cujo estado, então como hoje, deixa muito a desejar, apesar de conduzirem sempre a Roma. A abertura aos povos do Mundo Conhecido, vai congregar, para além dos gauleses, godos, persas, bretões e outros, entre os quais uma dupla lusitana, com aparições recorrentes e um inesperado protagonismo final.

 

Depois de os retratarem, os autores do novo álbum vieram conhecê-los. Jean-Yves Ferri e Didier Conrad, respectivamente os novos argumentista e desenhador, observaram a edição portuguesa com toda a atenção.

 

Gostaram do que viram e estavam bem-dispostos para a primeira conversa sobre o seu terceiro Astérix. 

 

Actividades:

  • A Banda Desenhada faz parte dos curriculos de Lingua Portuguesa. Partindo dos vários posts em BlogdosCaloiros  e BlogSkidz  (FrancêsLE) poderão levar os alunos ao estudo da BD, bem como à comparação dos vários álbuns ( álbuns, e filmes) ao longo dos anos.
  • É evidente que não devem deixar de referir o site oficial Astérix  para que os alunos alarguem  conhecimentos sobre este fenómeno da banda desenhada francesa.

 

A Professora GSouto

 

02.11.2017

 

Licença Creative Commons

Mês da Biblioteca Escolar : Concurso Ligando Comunidades e Culturas

 

 

mes-inter-bibliot-escolar2017.jpg

 

Mês da Bilbioteca Escolar 2017

https://www.facebook.com/biblioteca.avp/

 

O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares estabeleceu o dia 23 de Outubro 2017 como Dia da Biblioteca Escolar em Portugal.

 

Tema 2017:

 

"Ligando Comunidades e Culturas"

 

O tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para o Mês Internacional da Biblioteca Escolar (MIBE).

 

 

mes-inter-bibliot-escolar2017b.jpg

 

 Cartaz de escola

 

 

Durante o mês de Outubro, as bibliotecas escolares têm elaborado cartazes que assinalam o chamado MIBE, Mês Internacional da Biblioteca Escolar.

 

Pode ver os diferentes cartazes nas redes sociais seguindo a hashtag #MIBE2017

 

 Mas há um outro desafio colocado aos alunos. O concurso de ideias “Ligando comunidades e culturas”

que é uma iniciativa que a RBE lança este ano para assinalar o MIBE. 

 

Claro que este desafio só poderá ter sucesso se os alunos gostarem de ler e assim chegar até diferentes culturas.

 

 

 

Mês Internacional das Bibliotecas

http://blogue.rbe.mec.pt/

 

Objectivo:

 

O objetivo principal é fomentar um debate em torno do tema "Ligando Comunidades e Culturas". Desse debate surgirão as ideias-chave e as estratégias para que a biblioteca se apresente como o lugar onde se ligam comunidades e culturas.

 

O desafio consiste na criação de um jogo original que permita aos utilizadores da biblioteca abordar a temática proposta para o MIBE, de uma forma sugestiva e lúdica. 

 

Os participantes deverão seguir com rigor  o Regulamento e orientações disponível no site da RBE.

 

 

 

 

 

Prazo:

 

Até 3 de Novembro 2017.

 

Os alunos são desafiados com o apoio de seus professores curriculares a reflecir, pôr a sua criatividade em acção e apresentar uma ideia.

 

Ficha de Inscrição:

 

A ficha de inscrição deverá ser preenchida aqui

 

 

 

Teresa Calçada ex-coordenadora da RBE

https://www.bad.pt/

 

Ideia vencedora

 

À melhor ideia será atribuído o Prémio Teresa Calçada.

 

Além deste desafio, as bibliotecas devem também aproveitar as propostas da IASL que constam da página dedicada ao ISLM (International School Library Month): Skype project; Bookmark Exchange Project; GiggleIT e partilha de atividades (What people are doing for ISLM).

 

Para todos, muito força e criatividade que é uma capacidade que não vos falta!

 

A Professora GSouto

 

21.10.2017

 

 Licença Creative Commons

 

15ª Mostra da U.Porto : Informar, experimentar, descobrir

 

Mostra_UP2017a.jpeg

 

 

Mostra da U.P. 2017

https://noticias.up.pt/

 

Está a decorrer a nova Mostra da Universidade do Porto, no Palácio de Cristal. Informar, experimentar e descobrir, são as três palavras-chave da edição 2017 da Mostra da Universidade do Porto.

 

De 20 a 23 de Abril,a U.P. convida miúdos e graúdos a deslocarem-se até ao Pavilhão Rosa Mota para conhecer o que de melhor se faz na U.Porto.

 

Durante quatro dias, a UPorto mostra-se ao público com as suas catorze faculdades, uma escola de negócios (Porto Business School) e muitos dos mais importantes centros de investigação nacionais.

 

Saber +

 

À espera dos visitantes vão estar mais de uma centena de actividades interactivas de experimentação e demonstração científica, bem como a oportunidade única para esclarecerem dúvidas sobre os cursos da U.Porto e o acesso ao Ensino Superior.

 

 

Mostra_UP2017c.jpg

 

Mostra U.Porto 2017

Pavilhão Rosa Mota

créditos: U.Porto

https://universidadejunior.up.pt/

 

Na Mostra, os alunos do ensino básico e secundário poderão encontrar respostas a diversas questões, como saídas profissionais, plano de estudos, organização curricular ou simplesmente sobre o quotidiano académico.

 

Naquela que é a maior montra do trabalho realizado por toda a comunidade da U.Porto, estudantes, pais, professores vão poder assistir e participar em actividades que vão desde simulações de julgamentos a aulas práticas de desenho e de pintura, à possibilidade de jogar xadrez com um robô, passando pela procura de sinais de trânsitos planetários a partir de dados reais da missão Keppler, da NASA.

 

 

Estudantes na Mostra U.Porto 2016

https://www.mostra.up.pt/

 

Actividades:

 

Das mais de 100 actividades ao dispor, os visitantes da Mostra podem também interagir com o robô REDI, que vai andar a “passear” pelo recinto da Mostra ou ficar a saber como se produz etanol e qual o microrganismo utilizado para se fazer iogurte.

 

Haverá também uma piscina insuflável onde todos podem experimentar um jogo dinâmico, bem como as demonstrações de videojogos.

 

 

 

Mostra U.Porto

https://noticias.up.pt/

 

Durante quatro dias, cerca de 300 docentes, investigadores, técnicos e estudantes da Universidade do Porto mudam-se de “malas e bagagens” para o Pavilhão Rosa Mota, num evento que vai contar com a presença das 14 faculdades, da Porto Business School e de alguns dos mais reputados centros de investigação da U.Porto.

 

 

 

 

 

 Informaçoes úteis:

 

Actividades, Programa, e outros eventos podem ser consultados no site oficial da Mostra U:Porto 2017

 

Entrada: livre

 

Horários:

 

Quinta e sexta-feira das 10h00 às 19h00; Sábado das 11h00 às 20h00; Domingo das 11h00 às 19h00.

 

 

Mostra da U.P. 2017

https://noticias.up.pt/

 

Grupos escolares:

 

Devem preencher o Formulário de Inscrição disponível no site oficial. O restante público não carece de qualquer inscrição.

 

Estudantes, docentes e investigadores universitários estão à tua espera… Com a tua escola, amigos ou família, visita a Mostra U:Porto 2017

 

A Professora GSouto

 

20.04.2017

 

Licença Creative Commons

 

 

Monstrinha 2017 : festival de animação para escolas & famílias

 

 

Monstrinha2017a.jpg

 

Monstrinha 2017

ilustração: Rosana Urbes

http://www.monstrafestival.com/

 

Este ano, a MONSTRINHA completa 16 edições! 

Ao longo destes 17 anos, cerca de 500 mil crianças, jovens e famílias vieram à MONSTRINHAe contactaram com o mundo mágico do cinema de animação.

 

Em 2017 a Monstrinha quer continuar o trabalho de disseminação do cinema de animação junto do público infantil e juvenil, criando ou aumentado o hábito de ver cinema de animação alternativo à televisão e cinema comercial.

 

 

 

Monstrinha 2017

http://www.monstrafestival.com/

 

Saber +

 

Para além de sessões de cinema, a MONSTRINHA leva às escolas workshops para crianças, jovens e professores e organiza ateliers para pais e filhos, de forma a que todos possam aprender as bases da arte de bem animar.

 

A Ilustração para  MONSTRINHA desta edição foi pensada e desenhada pela realizadora brasileira Rosana Urbes.

 

A programação da MONSTRINHA 2017, para escolas, Pais e Filhos, que se realiza entre 16 e 26 de Março foi divulgada.

 

 

Monstrinha 2017

http://www.monstrafestival.com/

 

Programa divide-se:

 

 

A programação é extensa. Consultar por nível etário.

 

  • Pais e Filhos: São vários os filmes animados. A ver aqui

 

 

Monstrinha 2017

http://www.monstrafestival.com/

 

 Inscrições:


Inscreva a sua turma, para assistir ao melhor de cinema de animação a não perder, antes que esgote!

 

Para inscrever a sua escola ou turma use este link

 

 

 

Ma vie de Courgette
Claude Barras
http://www.allocine.fr/

 

 

O filme suíço Ma Vie de Courgette (My Life as a Zucchini), de Claude Barras, é uma co-produção franco-suissa. E é um dos grandes destaques da edição deste ano.

 

Ma vie de courgette está na programação para Pais e Filhos. No entanto, aconselho-o vivamente a professores e alunos.

 

Nível etário: + 10 anos.

 

Ciclos: 2º ciclo; 3º ciclo.

 

 

 

 

Sinopse: 

 

Courgette é uma alcunha intrigante para um rapaz de 9 anos. Contudo a sua história única é surpreendentemente universal. Depois da morte súbita da sua mãe, Courgette torna-se amigo de um amável polícia, Raymond, que o acompanha para a sua nova casa adotiva, cheia de outros meninos órfãos da sua idade. Courgette luta no início para encontrar o seu lugar neste ambiente estranho, e às vezes hostil. Mas com a ajuda de Raymond e os seus novos amigos, Courgette aprende a confiar, encontrar o verdadeiro amor e uma nova família só para si.

 

 

 

Ma vie de courgette

Claude Barras, 2016

http://www.monstrafestival.com/

 

O filme animado foi nomeado para os Oscars 2017, na categoria de Melhor Filme de Animação. Já tm muitos outros prémios. E continua em digressão de festivais.

 

O filme A Minha Vida de Courgette", de Claude Barras, venceu o Grande Prémio Monstra, bem como o Prémio do Público

 

A cerimónia de anúncio e entrega dos prémios do Festival aconteceu sábado, dia 25 Março, à noite em Lisboa, com o realizador suíço a ser distinguido com o prémio máximo "pela sensibilidade e capacidade de expressar o espírito das crianças, através de um trabalho de uma animação subtil". 

 

Os filmes vencedores podem ser vistos domingo, dia 26 Março, no Cinema São Jorge e na segunda-feira, 27 Março, apenas as curtas premiadas no Cinema Ideal.

 

 

 

Molly Monster/ Molly, a Monstrinha

Ted Sieger, 2016

http://www.monstrafestival.com/

 

Vai estar em Competição Internacional de Longas-Metragens, juntamente com Molly Monster, filme realizado por Ted Sieger, uma coprodução Suiço-alemã-sueca.

 

Sinopse:

 

A Monstrinha Molly está a viver algo novo. Ela deixou de ser o centro das atenções na sua família. O foco é agora o ovo, que a mamã entregou ao papá para chocar. Os pais de Molly deixaram completamente de ter tempo para ela. Na Monstrolândia os pais levam os ovos para a ilha para poderem chocá-los. Molly, contudo, deve ficar em casa sob os cuidados do seu tio. Além do mais, Molly tricotou um belo chapéu para o novo bebé monstro e agora os seus pais esqueceram-se dele em casa. Molly parte para uma longa e difícil viagem até à ilha dos ovos.

 

 

 

 

Estes dois filmes de animação são estreias absolutas no nosso país!

 

No ano em que a Itália é o país homenageado, para Pais e Filhos a MONSTRA organiza seis programas distintos durante os fins-de-semana do Festival:

 

  • Retrospetiva de filmes italianos;
  • Filmes da escola italiana Csc Animazione;
  • Curtas 8 ½;
  • Competição de curtas; duas longas-metragens;
  • Baby Monstra!

 

Uma das novidades deste ano é o Cabify Baby, que resulta de uma parceria com a Cabify e permite que os pais usem este serviço com um desconto de 10% para se deslocarem com os seus filhos de forma segura ao Cinema São Jorge.

 

Para as Escolas, a MONSTRINHA apresenta três programas, com filmes produzidos, na sua grande maioria, em 2016, premiados em vários festivais, e alguns com estreia nacional na MONSTRA.

 

Ainda é possível inscrever a sua escola aqui.

 

 

 

Monstrinha 2017

ilustração: Rosana Urbes

http://www.monstrafestival.com/

 

 

Informações úteis:

 

Bilhetes: 4€

 

Bilhetes com desconto: 3.5€ (estudantes; + 65 anos e desempregados)

 

Sessões Monstrinha para escolas: 1€

 

Sessões Pais e Filhos: adultos 4€, crianças 1€ (até um máximo de 3 crianças acompanhadas por cada adulto)

 

Baby Monstra: entrada livre

 

Voucher 5 bilhetes: 15€ – à venda na loja MONSTRA (apenas podem ser usados no Cinema São Jorge e Cinema City Alvalade)

 

Bilhetes Cinemateca:

 

Geral: 3.20€

 

Amigos da Cinemateca, Estudantes de cinema, Desempregados: 1.35€

 

Estudantes, Cartão Jovem, + 65 anos, Reformados: 2.15€


Reservas: Sessão “Monstrinha”: apoio@monstrafestival.com


A bilheteira abre 30 minutos antes de cada sessão.

 

 

 

Monstra 2017

Festival de Cinema de Animação

http://www.monstrafestival.com/

 

A MONSTRA e a MONSTRINHA tornaram-se um motivador espaço de criação e aprendizagem para muitas crianças, jovens, adultos, profissionais, professores e familias.

 

Não percam! Desfrutem deste programa diversificado, enriquecedor para todos. As experiências pedagógicas serão uma mais valia para os currículos escolares.

 

 

A Professora GSouto

 

15.03.2017

 

Actualizado 25.03.2017

 

Licença Creative Commons

 

 

Pokémon Go 2 : Vamos descobrir locais culturais ?

 

 

pokemon6.jpg

 

 

Pokémon Go 2017

https://www.facebook.com/PokemonGO/

 

 

Pois, dizem que sim. Pokémon GO a aplicação do último ano que mais sucesso teve entre miúdos e graúdos está de volta. 

 

Há um ano, as ruas, os espaços públicos, os museus, passaram a ser calcorreados a qualquer hora na esperança de ser encontrador um Pokémon.

 

 

 

 

screenshot video apresentação Pokémon Go 2

via Tek/Sapo

http://thumbs.web.sapo.io/

 

Suponho que será difícil conhecer alguém que não tenha ouvido falar desta app, poucos não a terão utilizado.

 

Na altura do lançamento, no entanto, o jogo contava apenas com a primeira geração de 150 pokémons, deixando espaço para uma eventual expansão que foi agora confirmada pela Niantic.

 

 

 

screenshot Pokémon Go 2017

https://itunes.apple.com/

 

Saber +

 

A empresa diz que os jogadores vão ter a oportunidade de apanhar 80 novos pokémons, entre os quais Chikorita, Cyndaquil. Vão também existir novas evoluções para alguns dos 150 originais.

 

 

 

 

 

Com esta actualização chega também uma nova maneira de encontrar pokémons selvagens:

 

"Não fiquem surpreendidos se [os pokémons] reagirem de maneiras diferentes quando os tentarem apanhar."

 

Também vão notar novos itens no carrossel que permite selecionar berries e pokébolas directamente no ecrã.

 

 

 

 Pokémon Go 2

screenshot Youtube

https://www.youtube.com/

 

Para além da berry tradicional (um extra integrado no jogo),  vão chegar também as Nanab Berries e as Pinap Berries. As primeiras vão abrandar os movimentos dos pokémons e as segundas vão duplicar a quantidade de candies que os utilizadores recebem se a sua próxima caçada for bem-sucedida.

 

 

 

 

Pokémon Go 2017

screenshot video apresentação site oficial

https://www.facebook.com/PokemonGO/

 

A última novidade é a possibilidade de modificar o avatar do jogador com um novo conjunto de “chapéus, t-shirts, calças e outros itens”.

 

 

 

 

screenshot Pokémon Go 2017

http://cdn.images.express.co.uk/

 

 

John Hanke, CEO da Niantic, revelou esta semana que as batalhas e trocas entre utilizadores vão chegar “em breve” à aplicação.

 

 

 

screenshot Pokémon Go 2017

https://itunes.apple.com/

 

O Pokémon Go está disponível gratuitamente para as plataformas:

 

 

 

screenshot Pokémon Go 2017

https://play.google.com/

 

 Idiomas: Francês, Inglês, Espanhol, Italiano, Alemão, Japonês, Coreano.

 

Bem, não sei se vai ter a mesma loucura do ano 2016. Já não é bem novidade. Mas, não há dúvida que há sempre fãs incondicionais.

 

Actividades:

 

Visitas culturais + Pokémon Go:

 

  • Seria interessante unir o passatempo à pedagogia e organizar um concurso como foi feito em 2017 em que os utilizadores da app  visitariam um museu, por exemplo, ou um roteiro para descobrir a cidade onde habitam.
  • Uma ideia insólita, mas excelente para descobrir locais culturais na vossa cidade. Aqui fica um guião possível para organizar um evento cultural em busca de Pokémons,

 

A Professora GSouto

 

13.03.2017

 

 Licença Creative Commons

 

Noite dos Livros Harry : Vamos celebrar os Professores de Hogwarts ?

 

harry-potter-booknight2017b.jpg

Harry Potter Book Night 2017

 

E tal como em 2016, cá estamos para colaborar com Noite dos Livros Harry Potter. Tem lógica, já o BlogdosCaloiros nasceu com a primeira geração de leitores de Harry Potter.

 

Chegaram à escola no ano lectivo 1999/2000 e traziam consigo o primeiro livro da saga Harry Potter e a Pedra Filosofal.

 

 

Harry Potter e a Pedra Filosofal

http://www.gwinnettpl.org/

 

É claro que me tornei fã. Lemos a saga completa, à medida que os livros  iam saindo e fizemos visitas de estudo com idas ao cinema ver os filmes extraídos dos livros, para fazermos o estudo comparativo livro-filme nos currículos de Língua Portuguesa.

 

Este ano, a Noite dos Livros de Harry Potter - Harry Potter Book Night - decorre amanhã, dia 2 de Fevereiro em todo o mundo. E não só pelos fãs que hoje são adultos. Também os mais novos aderem à magia de Harry Potter.

 

A saga Harry Potter, constituída por sete volumes publicados entre 1997 e 2007, de J. K. Rowling, já vendeu mais de 450 milhões de exemplares em todo o mundo. Está distribuída em mais de 200 países, traduzida em 79 línguas, e deu origem a oito produções cinematográficas.

 

harry-potter-book-night2017b.jpg

 

 Harry Potter Book Night

convite da livraria Bloomsbury/ Reino Unido

https://www.facebook.com/HarryPotterBooksfromBloomsbury/

 

Saber + 

 

A Harry Potter Book Night (Noite dos Livros de Harry Potter) teve lugar, pela primeira vez em 2015 com imenso sucesso. Cerca de 10 mil espaços por todo o mundo participaram no evento. É celebrada pelas escolas, e promovida em livrarias por todo o mundo. Este ano tem ainda mais adesão.

 

 

Noite dos Livros Harry Potter 2017

Os Professores de Hogwarts

http://media.harrypotter.bloomsbury.com/

 

Tema:

 

O tema de Harry Potter Book Night 2017: “Os Professores de Hogwarts”.

 

Quem melhor do que os professores de Hogwarts que ensinarem todas as magias para ser celebrados? E por que não o melhor fabricante de varinhas mágicas?

 

Afinal, é um pouco o Dia dos Professores pois quem melhor do que os professores que ensinam a magia de ler livros, Harry Potter e tantos outros.

 

 

 

Potterheads, novos fãs Harry Potter

créditos: Livraria Lello

http://www.livrarialello.pt/

 

Em Portugal, para além de muitas escolas,a Noite dos Livros de Harry Potter vai ser comemorada, de novo, na Livraria Lello, Porto, amanhã dia 2 de Fevereiro 2017, das 18.00 às 20.00 horas. A Lello vai receber os fãs da saga, conhecidos como Potterheads.

 

"A magia é o centro dos livros do Harry Potter e, por isso, o tema perfeito para inspirar um evento de encantar."

 

Inscrição prévia é obrigatória através de mensagem privada no Facebook;

Evento para 25 crianças dos 8 aos 12 anos (idade recomendada);

Cada criança só pode ser acompanhada por um adulto;

A sessão pode ser fotografada para efeitos de comunicação.

 

Livraria Lello, Porto

 

harry-potter-book-night2017c.jpg

 

 Livraria GATAfunho

https://www.facebook.com/editora.livraria/

 

Também a livraria Gatafunho, Oeiras, se vai transformar-se numa pequena Hogwarts com um evento para todas as idades.

 

Vamos ter os livros da colecção Harry Potter, jogos (individuais e em grupo), quiz e outras surpresas.

Partilhe a sua magia connosco! 

E não se esqueça de vir vestido a rigor! 

 

Livraria GATAfunho

 

Querem melhores convites do que estes da livraria Lello, no Porto e da livraria GATAfunho em Oeiras?

 

 

harry-potter-book-night2017d.jpg

 

Harry Potter Book Night 2017

Ipswich Museum and Gallery

Ipswich, Reino Unido/ UK

http://cimuseums.org.uk/

 

Mas também há museus que estão a aderir a este acontecimento. Nada melhor do que chamar visitantes mais jovens para participar na Harry Potter Book Night.

 

Uma vez mais, os fãs da saga terão a oportunidade de comemorar os mágicos livros de J. K. Rowling e passar essa magia a jovens leitores que ainda não tenham descoberto estes livros inesquecíveis.

 

Para os mais pequenos, os pais e alguns professores estão de guarda. E todos se deitarão mais tarde. Mas a excitação vai ser grande!

 

Ah! Não se esqueçam de postar as vossas fotos, e outros comentários acerca desta noite de magia com a hashtag #HarryPotterBookNight.

 

A Professora GSouto

 

01.02.2017

 

 

Semana Europeia de Programação nas escolas #CodeEU

 

 

codeweekEU.png

 

Semana do Código 2016

codeweek.eu

 

A Semana Europeia da Programação (SEP) irá decorrer entre os dias 15 e 23 de Outubro de 2016. Code Week EU de âmbito europeu saltou fronteiras para outros países e continentes, onde conta com embaixadores  e voluntários que dinamizam as várias acções e Workshops.

 

Desde 2013 que acompanhamos a CodeWeekEU que consideramos da maior importância para a dinamização de novas aprendizagens para os vossos futuros empregos.

 

 

Objectivos:

 

A ideia é ajudar a divulgar a programação, sobretudo entre os mais novos, mas não só. As universidades estão entre as principais dinamizadoras de eventos e há workshops mais avançados para quem quer consolidar os seus conhecimentos.

 

 

codeweek2016.jpg

 

 

credits: CodeWeekEU

http://67.media.tumblr.com/

 

Escolas:

 

A par de tudo isto, a União Europeia lançou um desafio especificamente às escolas, o CodeWeek4all challenge. Este programa pretende intensificar a presença da programação nos currículos pedagógicos, com a criação de disciplinas nesse campo.

 

As escolas que tiverem um número de alunos participantes superior a 50% serão distinguidas pela Comissão Europeia com um Certificado de Excelência.

 

 

Saber +

 

 

O objectivo é a organização de "Espaços de Programação" ou workshops de programação em bibliotecas locais, e escolas, um pouco por toda a Europa. Trata-se de uma iniciativa levada a cabo por voluntários que promovem a programação informática nos seus países, na qualidade de embaixadores.

 

Portugal tem como embaixador Bruno Ferreira. Podem consultar o nome dos embaixadores e respectivos países que participam na Semana do Código 2016.

 

 

codeweek.jpg

 

 

Semana da Programação

créditos: eSkills

http://eskills.fct.pt/

 

A iniciativa, apoiada pela Comissão Europeia, visa promover competências na área da programação informática e este ano, à semelhança do ano anterior, será alargada a todo o mundo e não se limitará aos Estados-Membros da União Europeia.

 

"A programação “pode ser aprendida de uma forma muito mais criativa [até] do que a própria matemática”

“[Na programação] utilizamos a lógica computacional. Acaba por ser uma capacitação para quem estiver a aprender programação que, em termos do pensamento lógico e desenvolvimento do raciocínio, consegue ter uma aprendizagem muito mais interativa e divertida.”

 

Bruno Ferreira, embaixador de Portugal

 

Escolas, crianças, jovens, pais, professores, empresas e programadores puderam consultar os recursos disponibilizados para planear os seus eventos.

 

 

 

 

Santiago Gonzalez

http://www.imfromdenver.com/

 

 

Testemunho de um jovem:

 

Oiçamos agora um jovem programador de quatorze anos de idade, Santiago Gonzalez que sonha ser o próximo Steve Jobs.

 

Santiago já tem 15 aplicações iOS assinadas por si, e sonha vir a ser programador na Apple. Santiago é fluente em várias linguagens de programação e milhares de pessoas jáfizeram o download das suas apps para o Mac, iPhone e iPad.

 

Aos 12 anos, Santiago começou a frequentat a universidade a tempo inteiro e está no caminho certo para ter seu diploma de bacharel em ciência da computação e engenharia eléctrónica aos 16/ 17 anos. Hoje, Santiago deve já ter o seu diploma, já que o vídeo foi feito em 2013.

 

Será que Santiago realizou o seu sonho e já trabalha na Apple?

 

 

 

 

Em Portugal há 70 iniciativas agendadas, mas algumas começaram antes do dia 15 de Outubro. 

 

O site CodeWeekEU tem todas as indicações que necessitam para entrar verdadeiramente na Semana do Código, mas também recursos para os organizadores, e vários materiais para usar nos eventos.

 

Escolas, crianças, jovens, pais, professores, empresas e programadores puderam consultar os recursos disponibilizados para planear os seus eventos.

 

 

A Professora GSouto

 

12.10.2016

 

Licença Creative Commons

Mês Internacional da Biblioteca Escolar : concurso escolas

 

 

 

Mês Internacional das Bibliotecas Escolares 2016

http://www.rbe.mec.pt/

 

Chegou Outubro,  Mês Internacional das Bibliotecas Escolares. Em todo o mundo, este mês é dedicado a reforçar o lugar privilegiado das bibliotecas escolares e a consciencializar do seu valor na comunidade escolar e no apoio aos currículos nas aprendizagens dos alunos.

 

Em 2016, o Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares estabelece o dia 24 de Outubro como Dia da Biblioteca Escolar em Portugal.

 

Tema 2016:

 

"Aprende a descodificar o teu mundo."

 

Este é o tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para o Mês Internacional da Biblioteca Escolar (MIBE).

 

Concurso “Aprende a descodificar o teu mundo”

 

A RBE lançou um Concurso de ideias que está aberto a todas as bibliotecas escolares para assinalar o MIBE

 

"A biblioteca escolar faz parte do nosso mundo e se olharmos para ela com atenção, se percebermos o seu funcionamento, se a descodificarmos, seremos capazes de ter ideias que ajudem a torná-la (ainda) melhor."

 

 

Mês Internacional da Biblioteca Escolar

https://barquinhabiblogando.files.wordpress.com/

 

Objectivos: 

 

O objetivo principal do concurso consiste em envolver os alunos no dia-a-dia da biblioteca da sua escola. Ao implicar os alunos nesta iniciativa, pretende-se também promover a criatividade e o trabalho colaborativo e fomentar a prática de novas formas de aprendizagem.

 

O desafio consiste em apresentar uma ideia inovadora, que se consubstancie na criação de um produto ou ideia de melhoria de um serviço, relacionado com uma das áreas de trabalho da biblioteca escolar.

 

 

mes-inter-bibliot-escolar2016a.jpg

 

 http://img.fae.edu/

 

Regulamento: 

 

Cada agrupamento/ escola não agrupada pode candidatar-se a este concurso, com a proposta que considerar melhor, de acordo com o Regulamento.

 

Os alunos são desafiados a pôr a sua criatividade em acção a apresentar uma ideia.

 

  • O Concurso de Ideias dirige-se a todos os alunos dos vários níveis de ensino que frequentam um agrupamento/ escola não agrupada, cuja(s) biblioteca(s) integre(m) a Rede de Bibliotecas Escolares.
  • Os alunos/ concorrentes devem organizar-se em equipas de três elementos, independentemente da idade de cada um.
  • Cada agrupamento/ escola não agrupada só pode apresentar-se a concurso com uma ideia.

 

Cada agrupamento/ escola não agrupada pode candidatar-se a este concurso, com a proposta que considerar melhor, de acordo com o regulamento.

 

A ideia vencedora, bem como os seus autores, serão premiados. 

 

 

 

Mês Internacional da Biblioteca Escolar

https://www.isl.ch/

 

 

Formato:

 

  • A equipa deve organizar-se, planificar e executar o produto final, com o apoio do(s) professor(es) bibliotecário(s) da sua escola.
  • A ideia inovadora deve ser apresentada num “pitch”1 (pequeno vídeo com duração até 3 minutos), onde seja possível comprovar a participação dos três elementos. O “pitch” será acompanhado de uma ficha descritiva da ideia inovadora (anexa ao Regulamento) e do Curriculum Vitae (CV) dos três elementos da equipa.

 

Prazo: 

 

Até 31 Outubro 2016 via email

 

A ideia deve ser enviada para a RBE [concurso.ideias@rbe20anos.pt] até ao dia 31 de Outubro 2016.

 

Divulgação vencedores:

 

A divulgação dos vencedores será realizada no dia 16 de Novembro 2016, no portal da RBE.

 

Vamos lá pôr essas cabecitas a fervilhar de modo a apresentar ideias criativas para o pleno desenvolvimentos das bibliotecas escolares no mundo digital que todos vocês adoram e querem ver a funcionar na vossa biblioteca escolar.

 

Tenho a certeza que muitas ideias originais vão ser submetidas a concurso. Fico a aguardar os nomes dos vencedores bem como as suas ideias brilhantes.

 

A Professora GSouto

 

10.10.2016

 

 Licença Creative Commons

 

Dia Internacional de Monumentos e Sítios 2016

 

 

monumentossitios2016.jpg

 

 

http://www.patrimoniocultural.pt/

 

Celebra-se hoje, dia 18 Abril, o Dia Internacional dos Museus e Sítios embora as actividades se tenham estendido de 16-17 Abril 2016 para aproveitamento do fim-de-semana.

 

Comemorado cada vez mais em Museus de todo o mundo, o Dia Internacional dos Museus tornou-se uma actividade cultural para todos, já que a entrada nos museus é gratuita. E muito bem ! Assim, deveria ser.

 

Saber +

 

Dia Internacional dos Museus e Sítios  é agora um acontecimento europeu e mundial de grande tradição no mundo dos museus e data de 1977, por proposta do ICOM
 
O Conselho Internacional dos Museus (ICOM) criou este dia para sensibilizar o grande público sobre a importância dos espaços museológicos no desenvolvimento da sociedade.
 
 

Da América à Oceania, passando pela Europa, Ásia, e África, o Dia  Internacional dos Museus é um momento único para a comunidade dos museus a nivel mundial.

 

Todos os anos é proposto um tema pelo ICOM. E o tema de 2016 ara as comemorações do Dia Internacional dos Museus é "Museus e Paisagens Culturais" que visa promover a ideia de museu enquanto centro territorial de uma proteção activa da paisagem cultural.

 

"Essa função pode ser exercida em diferentes níveis, nomeadamente através da sensibilização das comunidades para o papel interventivo que podem desempenhar na conservação e valorização deste universo patrimonial tão vulnerável, e contribuir para minimizar a sua degradação ou até mesmo o seu aniquilamento."

 

 

O Património do Desporto

http://www.patrimoniocultural.pt/

 

Património do Desporto:

 

Em Portugal, o tema específico para o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios celebrado pelo ICOMOS a 18 de abril é: O Património do Desporto.

 

"O desporto faz parte do património de todo o homem e de toda a mulher e nada poderá jamais compensar a sua ausência."

 

Pierre de Coubertin

 

Por todo o Território Continental e Regiões Autónomas terão lugar mais de 750 actividades, nos dias 16, 17 e 18 de Abril, distribuídas por 152 concelhos e promovidas por 610 entidades públicas e privadas.

 

"O programa é vasto e diversificado, englobando 302 visitas guiadas/percursos orientados, 79 atividades desportivas, 67 encontros/Conferências/Seminários, 59 exposições, 54 ateliers lúdicos/oficinas pedagógicas/Workshops, 42 rotas patrimoniais/itinerários culturais, 29 jogos tradicionais, 30 peddy papers/ rally papers, 31 espetáculos artísticos e 74 outras actividades."

 

Consulte o Programa geral aqui

 

Os Serviços Centrais da DGPC organizam também actividades próprias designadamente:  o Passeio de Bicicleta: Do Estádio Universitário ao Museu do Desporto e a Jornada sobre o Património do Desporto em Portugal.

 

 

 

Noite dos Museus

http://www.patrimoniocultural.pt/


A Noite Europeia dos Museus, criada pelo Ministério Francês da Cultura e da Comunicação, irá decorrer a 21 de maio, e os museus portugueses irão associar-se, uma vez mais, a estas celebrações.

 

A Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), coordenadora nacional do evento, convida os espaços museológicos integrados na Rede Portuguesa de Museus a juntarem-se a estas duas iniciativas, organizando programas e actividades atractivos para o público.

 

Os Serviços Centrais da DGPC organizam também actividades próprias designadamente:  o Passeio de Bicicleta: Do Estádio Universitário ao Museu do Desporto e a Jornada sobre o Património do Desporto em Portugal.

 

Actividades:

 

  • As escolas terão certamente programado várias visitas de estudo para seus alunos, de modo a que estes possam ter acesso ao património cultural do seu país, num dia em que o acesso as todos os Museus e Sítios são gratuitos.
  • As escolas, com o apoio dos Professores de Educação Física programarão Actividades variadas de desporto, dentro e fora do recinto escolar para celebrar o tema 2016: O Património do Desporto.
  • Programar desde já as Actividades para a Noite dos Museus, convidando pais e encarregados de educação a acompahar essas mesmas saídas nocturnas.

 

A Professora GSouto

 

17.04.2016

 

Licença Creative Commons