Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Hora Planeta 2017 : Vamos aderir, claro !

 

 

 

Hora do Planeta 2017

http://www.wwf.pt/

 

Amanhã, 25 Março, chega a Hora do Planeta, entre as 20:30 e as 21:30, hora local.

 

A Hora do Planeta é uma iniciativa global ambiental em parceria com a WWF. Cidadãos, empresas, governos e comunidades são convidados a desligarem as suas luzes durante uma hora no sábado, dia 25 de Março de 2017 às 20:30 para apoiar a acção ambientalmente sustentável.

 

 

Hora do Planeta 2017

 http://www.wwf.pt/

 

Saber + 

 

Conhecida globalmente como Earth Hour, é uma iniciativa global da rede WWF a favor da adopão de novos hábitos e maneiras de se relacionar com o meio ambiente.
 
 
Teve início em Sidney, Austrália, em Março de 2007 e tornou-se numa celebração mundial que já envolve um bilião de pessoas em mais de 7 mil cidades, 178 países e territórios, mais de 8.000 cidades e vilas e conseguiu que mais de 12.700 monumentos desligassem as luzes. 
 
 
Ir + longe:
 
 
A missão da WWF é travar a degradação do ambiente natural do planeta e construir um futuro no qual os seres humanos vivam em harmonia com a natureza, pela conservação da diversidade biológica do mundo, garantindo que a utilização dos recursos naturais renováveis seja sustentável e promovendo a redução da poluição e do desperdício.
 
 
 

 

créditos: Earth Hour 2016

http://greensavers.sapo.pt/

 
 
Como uma das primeiras campanhas acerca das alterações climáticas, a Hora do Planeta tem crescido a partir de um evento simbólico numa única cidade, Sydney, para o maior movimento do mundo em defesa do ambiente.

A Hora do Planeta em 2016 chegou a 178 países e territórios, a mais de 9000 cidades e vilas.

Em Portugal, 110 municípios aderiram e centenas de monumentos emblemáticos nacionais ficaram às escuras, como a Ponte 25 de Abril, o Mosteiro dos Jerónimos, o Cristo Rei, em Lisboa e o Convento de Cristo, em Tomar.

 

 

 

Earth Hour 2017

https://www.earthhour.org/

 

Em 2017, a Hora do Planeta pretende aproveitar o poder dos seus milhões de adeptos em todo o mundo para mudar o rumo das alterações climáticas.

 

Mobilizando milhares de milhões de pessoas em mais de 7.000 cidades, vilas em 163 países e territórios.

 

 

10 anos Hora do Planeta

https://www.northsydney.nsw.gov.au/

 

A celebração da Hora do Planeta, que pretende pôr o mundo às escuras entre as 20:30 e as 21:30 de amanhã, sábado, assinala dez anos, depois da primeira vez em Sidney, Austrália, em 2007, e já abrange mais de 8.000 cidades, em 170 países, sendo "reconhecida como a maior acção pelo ambiente e contra as alterações climáticas.

 

Em Portugal, estão já inscritos 140 municípios. Um número recorde. E a cidade do Porto não poderia faltar. 

 

 

 

 

E porque a Música tem a força unificadora de chegar a todas as pessoas, em Portugal vai ser assinalardo o momento com um concerto único à luz das velas, no Parque Eduardo VII.
 
 
 

 

Hora do Planeta

Concerto à Luz das Velas

Lisboa

http://www.wwf.pt/

 

No concerto solidário à luz das velas poderá ouvir: Raquel Tavares, Matias Damásio, Tiago Bettencourt, André Sardet, Tito Paris, Samuel Úria, Enoque e Janeiro.


 
Entrada: 10,00€
 
 
 

 

 

 
Os lucros desta concerto reverterão a favor dos projectos WWF. Se estiveres por Lisboa, não faltes!
 
 
Actividades:
 
 

Este ano, as escolas poderão aderir dado que estamos em período de aulas lectivas. A Páscoa é um pouco mais adiante.

 

  • O Tema Hora do Planeta foi explorado ao longo das duas últimas semanas, na sensibilização dos alunos para participar neste acontecimento mundial, complementado com actividades curriculares.
  • Adiram! E não esqueçam que podem enviar as vossas fotos para o site oficial Earth Hour 2017 ou WWF Portugal.

 

A Professora GSouto

 

24.03.2017

 

Actualizado 25.03.2017

 

 Licença Creative Commons

 

Nos Olhos de Uma Tartaruga : ler para uma educação ambiental

 

 

Nos Olhos de uma Tartaruga

Pedro Gaia

ilustrações: Isabel Gaia

https://www.chiadoeditora.com/

 

O SEA LIFE Porto vai receber a apresentação do livro “Nos Olhos de Uma Tartaruga”. Um conto infantil de Pedro Gaia protagonizado por uma tartaruga. O livro incentiva à conservação e respeito pelos oceanos.

 

As tartarugas fazem as delícias dos visitantes do SEA LIFE Porto. No dia 12 de Março, às tartarugas-verdes Mariza e Yellow, que habitam o aquário portuense, junta-se Maria, a personagem principal do livro infantil “Nos Olhos de Uma Tartaruga”, de Pedro Gaia.

 

O autor do livro, que tem como protagonista uma tartaruga, escolheu como palco para a sua apresentação o SEA LIFE Porto.

 

Lado a lado com as tartarugas que habitam o aquário, Maria, a tartaruga do livro infantil ganha vida nas palavras do seu autor.

 

Na apresentação, a ficção e realidade vão interagir alertando para a educação ambiental.

 

 

 

Nos Olhos de uma Tartaruga

Pedro Gaia

ilustrações: Isabel Gaia

https://www.chiadoeditora.com/

 

"Para minha filha Maria

 

Queres uma história do livro ou da cabeça? 

 

História da cabeça, papá.

 

É assim que tudo começa. Um pedido de uma história inventada a um pai amante da natureza. É um pedido repetido todas as noites em que adormeço a minha filha, que originou este e muitos outros contos."

 

 

Saber +

 

“Nos Olhos de Uma Tartaruga” vai ser apresentado dia 12 de Março, pelas 15:15 horas,  na baia das Raias, com umasessão de leitura de excertos do conto infantil.

 

 Prefácio:

 

Muitas vezes desvalorizada, a educação ambiental à geração mais nova é um factor chave na preservação das espécies e dos seus habitats. Podem-se exercer todos os esforços para preservar de forma directa uma espécie, mas se não se tem o apoio da comunidade, é provável que esses esforços sejam em vão, e o futuro de qualquer comunidade são as crianças.

 

As comunidades locais e especialmente os mais novos representam a esperança. As gerações mais novas não apenas influenciam os adultos com quem se relacionam, como elas mesmas serão adultos um dia, e tomarão decisões que podem ir a favor, ou contra a preservação das espécies.

 

Que enriqueçamos a consciência ambiental nos nossos filhos para que tenham mais sucesso que nós na preservação dos ecossistemas do nosso planeta.

Enquanto Pai, sinto sobre mim a responsabilidade de educar a minha filha para ter consciência ambiental. Para respeitar todas as espécies que fazem parte do nosso ecossistema e por perceber que cada espécie tem parte integrante no equilíbrio do nosso ecossistema.

 

Foi por isso que as histórias de embalar tenderam sempre para a personificação de uma espécie em particular e dos desafios que esta encontra. Foi assim que nasceu a história da Tartaruga Maria. O primeiro de muitos contos.

 

 

 

Nos Olhos de uma Tartaruga

Pedro Gaia

ilustrações: Isabel Gaia

https://www.chiadoeditora.com/

 

 

Ir + longe:

 

Nos Olhos da Tartaruga é o primeiro livro de Pedro Gaia, com ilustrações de Isabel Gaia, mulher do autor.

 

Um conto criado em família, resultado da adoração pela natureza e vida selvagem e que é agora materializado num livro infantil com carácter educativo.

 

A apresentação do livro da Chiado Editora vai ter lugar antes da alimentação das raias, um momento diário de muita animação no SEA LIFE Porto.

 

Livro está disponível em versão impressa e e-book.

 

Actividade:

 

  • Pais : assistir com os filhos à apresentação e sessão de leitura do livro.
  • Educadores: leitura em sala de aula do livro.

 

A Professora GSouto

 

09.03.2017

 

Licença Creative Commons

Parabéns José Xavier : Membro Honorário do BAS

 

 

José Xavier, cientista 

créditos: José Xavier

http://cientistapolarjxavier.blogspot.pt/

 

Foi com muita alegria que lemos que o nosso amigo José Xavier, investigador da Universidade de Coimbra, foi nomeado membro honorário do centro British Antarctic Survey (BAS).

 

José Xavier, actualmente um dos cientistas nacionais com maior produção científica sobre as regiões polares, e que tão bem conhecemos da nossa participação no Ano Polar 2007-2008.

 

Saber +

 

Para o instituto sediado em Cambridge (Reino Unido), "é um grande prestígio pretender reconhecer e evidenciar a contribuição" de "um número restrito de indivíduos chave", como José Xavier, para "a ciência, operações e inovação científicas do BAS", estas foram as declarações do director de ciência da instituição, David Vaughan, citado numa nota hoje divulgada pela UC.

 

O BAS está "muito orgulhoso com a nomeação de José Xavier como membro honorário, em reconhecimento da nossa colaboração"

 

David Vaughan

 

José Xavier, de 40 anos de idade, coordenador de projectos científicos do BAS na Antárctida e na UC, considerou que "este reconhecimento internacional reflecte o resultado de muitos anos de trabalho" na instituição inglesa.

 

"Trabalhar num instituto que lidera a investigação polar a nível mundial é um orgulho e levar jovens investigadores portugueses regularmente a Cambridge, para trabalharem com alguns dos melhores cientistas, continuará a ser uma das minhas prioridades"

 

José Xavier

 

 

Albatroz, 2015

créditos: José Xavier

http://cientistapolarjxavier.blogspot.pt/

 

José Xavier colabora com mais de dez países e com publicações regulares de artigos em «jornais de ciência de referência», e trabalha com o BAS desde 1997, tendo feito aí e na Universidade de Cambridge os seus doutoramento e pós-doutoramento, refere a UC.

 

Investigador convidado do BAS, José Xavier é, com outros colegas britânicos, coordenador do CEPH-BAS, programa que avalia a ecologia alimentar de pinguins, focas, albatrozes e outros predadores da Antárctida.

 

Foi assim que o conhecemos quando gentilmente acedeu a vir ao Porto participar no projecto curricular Conversa com um Cientista para falar com os alunos que activamente participavam nas actividades do Ano Polar 2007-2008.

 

 

José Xavier na Antárctida, 2008

créditos: José Xavier

http://cientistapolarjxavier.blogspot.pt/

 

Depois, fomos seguindo José Xavier através do seu "diário polar", o blogue que na época se denominava Cientista Polar José Xavier e que continua a actualizar agora com o nome Ciência Polar

 

Os alunos estavam muitos atentos ao que este jovem cientista polar investigava nas expedições à Antárctida. Admirávamos o seu trabalho, publicávamos algumas das fotos de animais polares no BlogdosCaloiros, fotos que davam apoio às várias actividades, bem como ao Jornal de Parede que semanalmente era actualizado pelas equipas de alunos.

 

 

Uma Aventura no Alto-Mar

edições Caminho

https://www.leyaonline.com/

 

Foi com base nas suas viagens e expedições à Antárctida que o livro Uma Aventura no Alto-Mar foi escrito, como a participação de José Xavier. Não esquecemos o exemplar autografado que nos deixou.

 

Lemos o livro em sala de aula, desenvolvemos actividades criativas com base nessa leitura relacionadas com o projecto Ano Polar 2007-2008.

 

Dois anos mais tarde, leguei o livro, em nome dos alunos que participaram nos projectos curriculares Ano Polar, à biblioteca da escola

 

  

José Xavier na Antárctida, 2008

créditos: José Xavier

http://cientistapolarjxavier.blogspot.pt/

 

É assim, com imensa alegria, repito, que divulgo esta excelente notícia da nomeação do amigo José Xavier, muito meritória, para membro honorário do BAS, pelo trabalho que tem vindo a desenvolver ao longo dos anos. 

 

O instituto, que desenvolve e coordena "investigação interdisciplinar de qualidade internacionalmente reconhecida nas regiões polares", faz parte da Natural Environment Research Council (NERC) e possui mais de 400 pessoas, trabalhando conjuntamente para produzir ciência nas regiões polares.

 

O BAS que opera em cinco estações científicas, dois navios e cinco aviões na Antárctida, "tenta responder a questões de importância global e regional" e a investigação que realiza envolve projectos científicos com mais de 120 colaborações nacionais e internacionais, incluindo Portugal.

 

 

 

 

Actividades:

 

  • Aqui encontrarão algumas das actividades desenvolvidas pelos alunos no projecto curricular desenvolvido na área disciplinar de Língua Portuguesa ao longo dos anos lectivos 2006-2007 e 2007-2008.
  • Foram muitas as actividades desenvolvidas : blogue, jornais de parede, exposição na biblioteca da escola, textos criativos, slides, entre outras.
  • Muitos alunos concorreram (individualmente ou em grupo) em diferentes géneros de escrita criativa: contos, poesias, fábulas, ensaios, textos dramáticos.

 

A Professora GSouto

 

01.12.2015

 

 Licença Creative Commons

 

 fonte : Lusa (nomeação José Xavier)

A Hora de Plutão : actividades férias

...

créditos : NASA

https://instagram.com/

 

Hoje, dia 14 Julho 2015, a sonda New Horizons viajou até Plutão. Uma viagem que começou hà nove anos. Um acontecimento científico de grande relevo a que se juntou Google dedicando-lhe um doodle interactico que poderão descobrir na página de entrada do motor de busca.

 

 

Google doodle PlutoFlyby

doodler : Kevin Laughlin

https://www.google.com/

 

Pela primeira vez na história da astronomia, uma nave espacial não tripulada fez uma aproximação a Plutão, esta terça-feira, às 07h49 (12h49 em Lisboa), revelando detalhes da superfície do "planeta-anão", após quase uma década de viagem.


Talvez se lembrem que Plutão já fora o nono planeta do sistema solar mas, em 2006, foi despromovido a planeta anão.

 

 

PlutoFlyby

https://www.facebook.com/planetariodoporto/

 

Hoje os cientistas da NASA puderam constatar que Plutão é bem maior do que supunham.

 

A propósito deste acontecimento cientíco tão importante, o Jardim Botânico recebe amanhã, 15 de Julho, às 21h00, a abertura oficial das atividades do programa Ciência Viva no Verão, coordenadas pelo Planetário do Porto – Centro Ciência Viva.

 

Intitulada Vida na Hora de Plutão!, esta é uma acção conjunta do Planetário do Porto, com o Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (CIBIO–InBIO) da U.Porto e com o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

 

Numa evento multidisciplinar, Vida na Hora de Plutão! convida os participantes a descobrir "se ao meio dia em Plutão seria possível ler um livro apenas com a luz solar", passando depois à observação de insectos frequentadores de áreas verdes em ambiente urbano, à exploração das flores e plantas com actividade nocturna nesse mesmo ambiente, e finalmente, à observação do céu com telescópio.

 

pluto4.jpg

  

Nave espacial New Horizons

https://31.media.tumblr.com/

 

O mote da actividade é a passagem da sonda New Horizons (NASA) a apenas 12.500 quilómetros do planeta anão Plutão, hoje às 12h49m57s. Esta será a primeira vez que uma sonda espacial passa próximo de Plutão.

 

 

 

 http://solarsystem.nasa.gov/plutotime/

 

Para compreender melhor a distância a que Plutão se encontra (cerca de 32 unidades astronómicas), a NASA promove Pluto TimeA Hora de Plutão, uma actividade que convida o público a tirar fotos (que incluam um ponto de referência), sem flash, à mesma hora que aqui na Terra a iluminação é igual à de Plutão ao meio-dia.

 

No Porto, a Hora de Plutão corresponde à iluminação por volta das 21:12 horas, hora em que se iniciam as actividades.

 

Para transmitir algumas noções sobre a diversidade e ecologia das espécies que ocorrem em áreas verdes em ambiente urbano, serão montadas no Jardim Botânico fontes de luz artificial para atrair espécies de insectos presentes em jardins públicos e habitações, com especial ênfase nas borboletas, escaravelhos, moscas e vespas.

 

Será possível ainda observar a beleza e originalidade de flores e plantas com actividade nocturna digna de destaque, como por exemplo as flores de abertura nocturna dos Cereus no Jardim das Suculentas e o Choupo branco junto ao lago grande.

No final, os telescópios do Planetário do Porto – CCV estarão apontados para o céu, com particular destaque para a observação do planeta Saturno e dos seus anéis.

 

Informação :

 

Hora: 21:00

 

Duração : 3 horas

 

Idade mínima : 6 anos

 

Ponto de encontro:

Jardim Botânico do Porto (entrada).

Lista de Espera - Inscrição Obrigatória

 

Possível já não teres vaga. Mas inscreve-te de qualquer modo. Podem haver desistências de última hora.

 

Já viste como será ter acesso a todas estas actividades em espaço fantásticos como o Jardim Botânico e o Planetário do Porto?

 

Nota:

 

Bom, como todos os anos BlogdosCaloiros fará uma pequena pausa para férias no mês de Agosto. Durante este mês Julho, tempo de semi-férias, serão publicadas sugestões de leitura, cinema, ou então curiosiosidades, actividades tempos livros, cultura ou desporto.

 

 A Professora GSouto

 

14.07.2014

 

Licença Creative Commons

Hora do Planeta é hoje

 

hora-planeta.jpg

 

http://www.wwf.pt/

 

 

E hoje, 28 Março, chegou a Hora do Planeta.  Nos últimos oito anos, a Hora do Planeta tem crescido e é hoje reconhecida como a maior campanha ambiental do mundo.

 

Mobilizando milhares de milhões de pessoas em mais de 7.000 cidades, vilas em 163 países e territórios.

 

earth-hour2015b.jpg

 

 

 https://www.earthhour.org/

 


Pelo nono ano a Hora do Planeta vai ser celebrado nos seis continentes, em vinte e quatro fusos horários do globo para juntar as pessoas numa acção contra as alterações climáticas. 

 

O tema oficial para 2014 é #YourPower

 

A Hora do Planeta é uma iniciativa da WWF que começou em 2007 em Sidney, na Austrália, quando 2,2 milhões de pessoas e mais de 2.000 empresas desligaram as luzes por uma hora, numa tomada de posição contra as mudanças climáticas.

 

earth-hour2015e.jpg

 

 

 Hora Planeta Portugal

http://www.wwf.pt/

 

Um ano depois a Hora do Planeta tornou-­se um movimento de sustentabilidade global com mais de 50 milhões de pessoas em 135 países a mostrarem o seu apoio a esta causa ao desligarem simbolicamente as suas luzes.

 

Marcos globais, como a Sydney Harbour Bridge, a Torre CN, em Toronto; a Ponte Golden Gate, em São Francisco; o Coliseu de Roma, entre muitos outros, ficaram às escuras como símbolos de esperança por uma causa que se tornava mais urgente a cada hora e em qualquer parte do mundo.

 

 

 

O video oficial da Hora do Planeta 2015 tem como tema o top musical internacional 'Pompeii' da banda de rock britânica Bastille. O video mostra como a Hora do Planeta pode encorajar indivíduos e organizações a nível global a tomarem medidas contra as alterações climáticas.

 

A Hora do Planeta é celebrada desde 2009 em Portugal em várias cidades e vilas portugueses, com o apoio de organizações, empresas e de milhares de pessoas que mostram que é possível fazer a diferença na luta contra as alterações climáticas.

 

 Cristo Rei Lisboa, 2013

http://www.wwf.pt/

 

Este ano, são 117 municípios que estão inscritos para aderir ao apagão das 20:30 às 21:30 horas. A consultar aqui

 

Quanto aos monumentos aderentes são 50, entre os quais o emblemático Mosteiro da Serra do Pilar (Vila Nova de Gaia). Poderás aceder aos restantes aqui

 

É só tomar conhecimento dos locais onde haverá reunião de pessoas na tua cidade ou localidade, consultando o site Hora Planeta Portugal aqui

 

Em Portugal, um dos países a aderir quase desde o início à Hora do Planeta há actividades em várias cidades, localidades.

 

Por exemplo, em Lisboa há uma série de actividadades a que poderás juntar-te, se viveres na capital ou estiveres de passagem.

 

Actividades:

 

É óbvio que este ano, as escolas não poderáo aderir pelo facto de estarmos em férias de Páscoa.

 

Mas certamente que o tema Hora do Planeta foi explorado antes do final do 2º período, pelo menos feita a sensibilização dos alunos para participar neste acontecimento mundial.

 

Já sabem ! Use #YourPower !

 

A Professora GSouto

 

28.03.2015

Licença Creative Commons

 

Dia da Floresta Autóctone em Serralves

 

 

 

Parque de Serralves

http://www.serralves.pt/

 

Hoje, dia 23 de Novembro celebra-se o Dia da Floresta Autóctone que visa promover a conservação das florestas naturais. Trata-se do dia mais adaptado às condições climatéricas de Portugal e Espanha para se proceder à sementeira ou plantação de árvores, e é, como sabem, alternativo ao Dia Mundial da Floresta, 21 de Março, que foi criado inicialmente para os países do Norte da Europa.

 

A floresta autóctone – floresta de árvores originárias do próprio território – está mais adaptada às condições de solo e clima da região, sendo mais resistente a pragas, doenças e a longos períodos de seca e de chuvas intensas, em comparação com as espécies introduzidas. Trata-se de um elemento chave na conservação da biodiversidade e património paisagístico.

 

A colaboração de todos é fundamental para a preservação da nossa floresta autóctone. 

 

 

 

 Parque de Serralves | Foto Carlos Romão

http://2.bp.blogspot.com/

 

Para assinalar esta data a Fundação de Serralves propõe uma visita orientada ao Parque, no dia 24 de Novembro, sábado, dedicada à descoberta das espécies autóctones que habitam aquele espaço lindíssimo de paisagem e arte.

 

Como vêem, uma excelente proposta para  vosso dia de sábado. Poder fruir de um espaço notável, o Parque de Serralves, uma excelente actividade ao ar livre que vos levará a a aprofundar o conhecimento das espécies autóctones que se espalham com exuberância por um dos mais belos recantos da cidade.

 

A entrada custa 3€ e o ponto de encontro é no Foyer do Museu. A direcção é de João Almeida, Director do Parque de Serralves. 

 

serralves-parc.jpg

Parque de Serralves

http://www.serralves.pt/

  

 Não percam! Delicioso, o passeio!

 

Um excelente dia para celebrar as espécies autótctones!

 

Actividades:

  • Na próxima semana, vamos iniciar um projecto interdisciplinar com o curriculo extra-curricular Jardinagem em colaboração com os alunos do ensino especial.
  • Visitaremos o Horto bem perto da nossa escola, para recolher elementos sobre árvores e arbustos autóctones.
  • Também iniciaremos uma recolha de textos e imagens sobre esta celebração a nível europeu.

 

A Professora GSouto

 

23.11.2012

 

Licença Creative Commons

 

Dia da Terra 2012 : Um conto para celebrar

 

 
 
 
 
Fotografia: Matt Berry/Butterfly Conservation/PA
http://static.guim.co.uk/

 

Pois é! No Dia da Terra 2011  dei-vos a conhecer a história de uma escritora ambientalista canadiana, lembram?
 
Para festejar este dia tão especial, hoje relembro um texto muito bonito, escrito pela Leonor, uma menina que na altura frequentava uma turma de 5º Ano e era minha aluna na área curricular de Língua Portuguesa.
 
Sempre considerei que a escrita criativa é uma das aprendizagens mais completas a desenvolver no currículo de Línguas.
 
Então, vamos lá ler a história...
 


 
 
 
créditos: autor não identificado
 
 
 
Que cor queremos para o mundo?

 
Numa manhã em que o sol brilhava, sorrindo para o mundo, uma lagartinha dentro do seu casulo esperava, muito quentinha e quietinha, tornar-se numa borboleta com muitas cores.
 
Enquanto a sua transformação decorria, ela espreitava por um buraquinho muito pequeno o mundo fantástico que ela queria conhecer.
 
Oh! – suspirava ela - Como tudo é lindo!
 
Lá fora, os pássaros chilreavam, as flores dançavam ao som do vento brincalhão, enquanto um grupo de meninas brincavam muito divertidas.
 
De repente, tudo aconteceu! O buraquinho abriu-se um pouco mais… e a lagartinha saiu do seu casulo, e numa linda borboleta se transformou.
 
Toda contente, voava junto às flores, fazendo ziguezagues com suas asas multicores. Eis quando, de repente, viu uma flor, muito estranha! É que a flor tinha em cada pétala, uma cor diferente. Foi logo ter com ela.
 
- Olá, eu chamo-me Pintalguinhas - disse a borboleta - e tu?
 
- O meu nome é Colorida. Todas as flores dizem que eu… Mas, a Colorida não conseguiu acabar a frase, pois uma enorme e escura nuvem de fumo veio bater-lhe nas pétalas de rompante. E depois outra, e outra e outra… sem nunca mais parar! Sentia-se asfixiar!
 
E um barulho ensurdecedor, transtornava-a ainda mais. Tudo o que era colorido ficou cinzento pardo.
 
As duas amiguinhas não sabiam o que lhes tinha acontecido. Mas era horrível! As pétalas da Colorida tornaram-se escuras, da cor do carvão, e as asas da Pintalgada estavam cobertas de um pó fininho semelhante ao pó das cinzas. Além disso, sentiram-se zonzas de tanta poluição sonora!
 
A borboleta Riscadinha e a flor Colorida procuraram então um local onde se sentissem seguras, mas não havia nenhum!
 
A poluição lançara seu manto negro sobre a cidade. As duas amigas não sabiam o que fazer…
 
E nós? Será que todos juntos conseguiremos mudar a cor do fim desta história?
 
 
Leonor Carneiro, 11 anos, 5H
 
2008
 
{#emotions_dlg.dnd}
Proibida a reprodução de textos de alunos

 
Linda, não é mesmo? E com uma mensagem muito importante! Será que todos juntos conseguiremos mudar a cor cinzenta de um mundo modernos cada vez mais poluído? Sei que sim!
 
 
Para a Leonor, parabéns! Mais uma vez! Espero que continue com o gosto de escrever...
 
 
 

 

 

 

 

 

 

 Google Doodle Dia da Terra 2012
 
 
E para finalizar esta mão cheia de cor do jardim da equipa Doodle, nada melhor do que visionar o video do Doodle interactivo que Google dedica hoje ao Dia da Terra na sua 42ª celebração a nível mundial.

 

 

 

 

 

Protejam o planeta! Juntem-se a millhares de jovens que hoje, Dia da Terra 2012, celebram o planeta com um acto verde!
 
 
E tu? Já tens o teu acto verde pensado? Com certeza!
 
 
Ah! Também poderão actualizar as novidades "Dia da Terra" via Facebook
 
 
Excelente Dia da Terra 2012!
 
 
A Professora GSouto
 
 
22.04.2012
 
 
Licença Creative Commons

 

 

Dia Mundial do Ambiente! Todos os dias!

 

 

http://www.unep.org/wed/infomaterials/


 O Dia Mundial do Ambiente foi criado em 5 de junho de 1972, pela Assembléia Geral da ONU. Foi assim marco da abertura de uma  "Conferência sobre Meio Ambiente", ocorrida naquele ano em Estocolmo (Suécia).

 

Foi o primeiro passo para que a ONU e governos de diversos países evidenciassem a necessidade de se prestar mais atenção ao meio ambiente e nos resultados que a  poluição desenfreada ocasionava na natureza. 

 

Mas há ainda tanto par fazer pelo meio ambiente. Há muito a divulgar sobre poluição, meio ambiente, reciclagem, economia de água, emissão de CO2 e outros.

 

É necessário uma conscientização maior da população mundial quanto à necessidade de se preservar o Meio Ambiente. Afinal deixaremos um mundo tão complicado para nossos filhos, nossos netos.

 

São eles que vão herdar um planeta Terra devastado pela ambição desmedida dos Homens. Por isso devemos ensiná-los desde pequenos a economizar água, reciclar o lixo, cuidar das plantas. Pra que todos os dias possam ser "Dia Mundial do Ambiente" e não só o dia 5 de Junho de cada ano.

 

 

 

 

Lembras a história da escritora amibentalista canadiana Frankie James no post Dia da Terra 2011? Fantástica não?! E do Dia Mundiall da Biodiversidade 2010!

 

Pois! Porque o Dia Mundial do Ambiente 2010 foi dedicado à Biodiversidade! Já este ano é dedicado às Florestas, como sabes. E do Dia Mundial do Ambiente 2007 que foi dedicado às alterações climáticas e aos Pólos?

 

Não esqueças ! Cada gesto teu pode ser um acto para preservar o Ambiente... ou não! Fica atento aos teus actos no dia dia-a-dia e ensina os mais velhos e todos os que te rodeiam, na escola, a cuidar do planeta Terra!

 

Bons actos verdes!

 

A Professora GSouto

05.06.2011

 

Licença Creative Commons

 

O filme é em língua espanhola, mas estou certa que vais compreender muito bem a mensagem!

Por um Mundo Verde

 

 

 

 
 
 
O video que acabaram de visionar (versão em língua espanhola), explica o que é a Biodiversidade. Talvez possamos ficar mais atentos e contribuir empenhadamente para a protecção da biodiversidade.
 
 
Vamos então rever os nossos gestos diários. Vale a pena! Todos queremos um planeta verde. As aulas dadas e os projectos que desenvolvemos, ao longos dos últimos anos, tal como o nosso blog verde Geração Verde, sensibilizaram-nos para o problema das alterações climáticas.
 
 
Boa semana escolar. Verde, sempre!
 
 
A Professora GSouto
 
 

16.01.2011

 

Licença Creative Commons

Dia Mundial da Biodiversidade 2010

 

world-day-biodiversity2010.jpg

 http://www.cbd.int/idb/2010/

 

Comemora-se hoje o Dia Mundial da Biodiversidade! Apesar dos esforços em todo o mundo, há estudos que mostram que a biodiversidade – toda a variedade de formas de vida no planeta – está a diminuir a um ritmo alarmante.

 

O Dia Mundial do Ambiente é um dos principais veículos através dos quais as Nações Unidas estimulam a consciencialização mundial do meio ambiente e reforçam a atenção política e de acção.

 

Worl-day-environment2010.jpg

 http://www.unep.org/wed/2010/

 

Sob o tema “Muitas espécies. Um Planeta. Um Futuro”, o Dia Mundial do Ambiente 2010 pretende evidenciar a importância da riqueza global de espécies e ecossistemas para a humanidade apoiando assim o Ano Internacional da Biodiversidade.

 

 

http://farm3.static.flickr.com

 

O Comissário Europeu responsável pelo Ambiente, Janez Potocnik declarou: «É muito positivo ver a forma como esta campanha está a atrair a imaginação das pessoas. Temos que manter a dinâmica e traduzir este interesse em acções concretas e em verdadeiras políticas para a salvaguarda da enorme variedade da vida na Terra».

 

A Comissão Europeia, com o apoio da Agência Europeia do Ambiente (EEA), lançou uma nova ferramenta informática para aproximar o público da rede Natura 2000, a sua rede emblemática de zonas protegidas.

 

A rede Natura 2000 é o principal instrumento de protecção da biodiversidade na União Europeia. É a maior rede ecológica de zonas protegidas do mundo, constituída por mais de 25 000 sítios e abrangendo 17% do território da UE.

 

 

 

 

A rede foi criada para garantir a sobrevivência dos habitats e espécies europeus mais valiosos e salvaguarda numerosos serviços prestados pelos ecossistemas.

 

Em Portugal a data será também assinalada com algumas actividades que apelam à participação da sociedade civil e da comunidade científica.

 

A Professora GSouto

 

05.06.2010

  

Licença Creative Commons

 

fontes: http://europa.eu

 

http://noticias.sapo.pt