Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Internacional da Mulher : Educação

 

doodle-womensday2015.jpg

 

Google Doodle | Dia Internacional da Mulher

www.google.pt

 

Hoje  celebra-se o Dia Internacional da Mulher. E Google não pderia deixar de estar presente neste dia.


Da ciência à pintura, da astronomia à literatura. Do ensino à justiça, passando pelo desporto, e pela investigação. Não há área em que não exista uma mulher que se destaca pelas suas qualidades inegáveis.

 

No dia em que se celebram as mulheres e tudo a que elas têm direito - e lutam para o ter - Google publica um doodle na página de entrada, dedicado as todas as mulheres.

 

emma-watson1.jpg

 

Emma Watson | HeForShe

https://www.facebook.com/HeForShe/

 

Emma Watson, a nossa heroína Hermione dos seus tempos da saga Harry Potter é hoje embaixatriz das Nações Unidas ONU dando a voz pelo movimento HeForShe.

 

Não há dúvidas sobre a importância da educação das raparigas e das mulheres, mas continuam a existir problemas, na Europa e em todo o mundo.

 

O Parlamento Europeu quer chamar a atenção da sociedade para estes desafios dedicando o Dia Internacional da Mulher ao prestígio das mulheres e das raparigas através da educação.

 

"A educação é o instrumento fundamental que garante a igualdade de género."

Liliana Rodrigues, Portugal, PE

 

Girls-are-smarter.jpg

 http://i2.wp.com/www.avoiceformalestudents.com/

 

O BlgdosCaloiros tem realçado desde o início a importância das jovens e das mulheres em todos os campos da sociedade. Na escola, as jovens começam a salientar-se desde muito cedo, pelos resultados escolares obtidos, bem com pela criatividade e empreendorismo. São muito mais dinâmicas e activas nas aulas e nos desafios que lhes lançamos.

 

Se nos países em desenvolvimento, a probabilidade das raparigas terminarem o ensino primário e secundário é ameaçada pela pobreza, pelo casamento infantil, e por normas sociais discriminatórias, como o acesso à própria educação.

 

Na UE as raparigas têm pleno acesso ao ensino superior, licenciam-se mais do que os homens. Mas, apesar disso, quando se trata da vida profissional, as mulheres ainda não têm as mesmas oportunidades, são frequentemente mal renumeradas e trabalham mais a tempo parcial.

 

Mas agora oiçamos algumas meninas que responderam à pergunta "E tu? O que queres ser quando fores grande?"

 

 

créditos : Sapo | Alunas Salesianas

 

Engraçado, não acham? Reveladoras algumas, outras menos. Professoras de taekwondo, pintoras, estilistas ou até caça fantasmas...Nada está fora do seu alcance... ou imaginação!

 

patricia-arquette-oscars2.jpg

 Patricia Arquette | Reuters

Melhor Actriz Secundária : Boyhood

http://musicacinetv.com/

 

Mas também as actrizes começam a dar voz aos problemas que enfrentam na 7ª arte. Lembram o filme Boyhood, um filme a explorar que divulguei em Blogdoscaloiros? Estava entre os mais nomeados para os Oscars 2015. Pois,Patrícia Arquette, galardoada com o Oscar de Melhor Actriz Secundária pela sua interpretação, fez um discurso que surpreendeu e arrebatou a audiência.

 

"Para todas as mulheres que deram à luz a todos os contribuintes e cidadãos desta nação, temos lutado pela igualdade de direitos de todos os outros, é a nossa vez de ter salários iguais de uma vez por todas e igualdade de direitos para as mulheres nos Estados Unidos da América."

 

O Dia da Mulher é para nos lembrar que devemos fazer o que está ao nosso alcance para dar a dignidade a todas as mulheres, em especial a todas as jovens, que estão sujeitas a maus tratos, que são proibidas de ir à escola, que são maltratadas pelos namorados, que são mutiladas ou  até violentadas até à morte.

 

Façamos do Dia da Mulher uma chamada de atenção difícil de ignorar. Sejamos pelas mulheres, pelas jovens deste país.

 

A Professora GSouto

 

08.03.2015

Licença Creative Commons

70 Anos Libertação Prisioneiros Campo Auschwitz

 

Auschwitz3.jpg

 

Campo de Concentração de Auschwitz, Birkenau

foto: EPA

http://expresso.sapo.pt/

 

Passam hoje 70 anos sobre a libertação dos prisioneiros de origem judaica do Campo de Concentração de Auschwitz.

 

Por todo o mundo celebra-se essa libertação num recolhimento profundo sobre  a dor de todos os que foram mortos ou torturados nesse campo da morte.

 

As Nações Unidas estabeleceram em 1 de Novembro 2005, o dia 27 de Janeiro como o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

Hoje, assinala-se assim o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto mas também os 70 anos sobre o dia libertação27 Janeiro 1945 do campo de extermínio de Auschwitz pelas tropas russas, no final da 2ª guerra mundial.

 

O tema 2015 para estas celebrações é : "Liberdade, Vida e Legado dos Sobreviventes do Holocausto"

 

Auschwitz5.jpg

 

Campo de Concentração de Auschwitz

foto: Joel Saget /AFP/Getty Images

http://contents.impresa.pt/

 

Estima-se que seis milhões de pessoas tenham sido exterminadas na Europa durante a Segunda Guerra Mundial, às mãos do regime hitleriano. Do campo de concentração foram libertados 7 000 sobreviventes, homens, mulheres e crianças.

 

Auschwitz6.jpg

 

 Campo de Concentração de Auschwitz

foto: Christopher Furlong/Getty Images

http://contents.impresa.pt/

 

Mais de 300 sobreviventes comemoram hoje os 70 anos da libertação do campo e voltaram ao campo onde foram prisioneiros. a maioria crianças e jovens na época. Os seus testemunhos são muito emotivos. 

 

Hoje, dia em que passam precisamente 70 anos da libertação, é um momento especial:

 

"Temos de dizer de forma clara: é o último grande aniversário que podemos comemorar com a presença de um grande grupo de sobreviventes"

 

Piotr Cywinski, director do Memorial Auschwitz

 

anne-frank.jpg

 

 Anne Frank

http://www.annefrank.org/en/


E é assim que relembramos uma adolescente corajosa que não teve a sorte de sobreviver, mas que nos deixou um legado único de esperança. 

 

Anne Frank cujo Diário lemos e partilhámos com emoção nas aulas de Língua Portuguesa.

 

Actividades:

  • Pesquisa de dados históricos e recursos educativos disponibilizados por UN e UNESCO
  • Consulta da Cronologia sobre a Libertação de  Auschwitz | Expresso
  • Leitura de excertos de O Diário de Anne Frank; O Mundo em que Vivi (Ilse Losa); O Rapaz do Pijama às Riscas
  • Visionamento de filmes, documentários, vídeos, outros
  • Debate sobre os temas trabalhados 

 

Hoje, quando olhamos para algumas formas de radicalismo, a nível mundial, eduquemos os nossos alunos para que qualquer tipo de genocídio não possa mais repetir-se.

 

A educação tem um papel vital a desempenhar na promoção de uma cultura de prevenção, o que combate o preconceito, a promoção do co-existência pacífica, cultivar o respeito por todos os povos e pelos direitos humanos.

 

A Professora GSouto

 

27.01.2015

blogdoscaloiros88x31.png

O Rapaz do Pijama às Riscas : livro e filme

 

 

 http://static.fnac-static.com/

 

"As barreiras poem dividir-nos... mas a esperança vai unir-nos."

 

Baseado no livro de John Boyne, o filme O Rapaz do Pijama às Riscas estreou em 2009.

 

Há quem tenha considerado o livro de má qualidade literária. Não vou contestar! Depende do ponto de vista e da qualidade da leitura.

 

No entanto, é um livro que teve imenso sucesso! E que continua a apaixonar jovens  em todo o mundo.

 

Publicado no Reino Unido em 2006, simultâneamente em edições para jovens e para adultos, O Rapaz do Pijama às Riscas encontra-se actualmente traduzido em 32 línguas, e tem suscitado o interesse da crítica e dos leitores jovens e adultos, um pouco por todo o mundo.

 

A provar, está a sua adaptação ao cinema em 2008, pelo realizador Mark Herman, conhecido realizador inglês. 

 

 

O Rapaz do Pijama às Riscas 

ediçõe Asa

 

 

Vencedor de dois prémios literários na Irlanda "Children's Book of the Year" e "Listener's Choice Book of the Year",  bem como "Bisto Children's Book Award".

 

Foi nomeado para mais de 15 prémios literários internacionais, entre os quais "British Book Award" (Reino Unido), "Premio Paolo Ungary" (Itália), "Prix Farmiente" (Bélgica), e "Borders Original Voices Award" (Estados Unidos). Foi ainda nomeado para a "Carnegie Medal" de 2007.

 

(fonte bookingcross.com)

 

 

O Rapaz do Pijama às Riscas

John Boyne

http://www.bulhosa.pt/

 

Na contracapa pode ler-se:

 

"Esta é uma história especial e muito difícil de descrever. Embora fosse normal incluir aqui algumas pistas sobre o conteúdo, entendemos que neste caso isso iria prejudicar a experiência da leitura.

 

Pensamos, de facto, que é importante começar a ler esta obra sem saber do que ela trata e, para os mais curiosos, avançamos apenas isto: quem ler este livro vai embarcar numa viagem com um rapaz de nove anos chamado Bruno; e, mais cedo ou mais tarde, vai chegar com o Bruno a uma vedação...

 

Vedação como essa, existem um pouco por todo o mundo. Oxalá o leitor nunca encontre nenhuma igual."

 

Edições Asa, contracapa

 

Repito as palavras finais. Espero sinceramente que nunca mais na vida de nenhuma criança hajam vedadções. E parte alguma do mundo.

 

Deixo o trailer do filme para que possam relembrar as nossas aulas, ou então ver pela primeira vez, quem sabe. Um livro que devem ler, e um filme que vale a pena ver, mesmo em DVD.

 

  

 

 

Lemos o livro nas aulas curriculares de Língua Portuguesa em 2009. Os alunos que viram o filme com os pais ou amigos ficaram muito impressionados e pediram para lermos o livro nas aulas de Língua Portuguesa.

 

O debate e todas as actvidades inerentes, desde a investigação, ao termo de comparação com o livro já lido Diário de Anne Frank bem como as propostas de escrita criativa tornaram o tema muito envolvente, visto por jovens que desconhecem o que pode ser uma infância ou juventude atravessada pela guerra, pior ainda, por campos de concentração. 

 

Só mais tarde, O Rapaz do Pijama às Riscas foi incluido no programa Ler + . E para relembrar todas as  crianças e adultos que morreram em campos de concentração, o mundo hoje relembra:

 

auschwitz2.jpg

 

Auschwitz

 http://wmtheboyinthestripedpajamas.files.wordpress/

 

Faz hoje 70 anos que o Campo de Concentração de Auschwitz foi libertado por tropas russas no final da 2ª Guerra Mundial.

 

A Professora GSouto

 

27.01.2015

 

 

 Licença Creative Commons

Dia Internacional da Tolerância

 

dia-mundial-tolerancia-unesco14.png

 

Dia Internacional da Tolerância | Unesco

https://scontent-b-ams.xx.fbcdn.net/

 

"Tolerância é um princípio fundamental para viver em sociedade, decorrente naturalmente do respeito pelos direitos humanos e da dignidade humana."

Unesco

 

Hoje, dia 16 Novembro é Dia Internacional da Tolerância. Celebra-se anualmente a 16 de Novembro.

 

A data foi aprovada pelos estados membros da UNESCO após a celebração, em 1995, do Ano das Nações Unidas para a Tolerância.

 

A celebração do Dia Internacional da Tolerância visa promover o bem estar, progresso e liberdade de todos os cidadãos, assim como fomentar a tolerância, respeito, diálogo e cooperação entre diferentes culturas, povos e civilizações.

 

dia-internacional_tolerance2014.jpg

 http://wa1.www.unesco.org/

 

A celebração da data é baseada na Declaração Universal dos Direitos Humanos, nomeadamente nos artigos 18, 19 e 26:

 

  • Todas as pessoas têm direito à liberdade de pensamento, consciência e religião
  • Todos têm direito à liberdade de opinião e expressão
  • A educação deve promover a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações, grupos raciais e religiosos

 

Para promover os valores da tolerância, a UNESCO está a implementar uma estratégia global e integrada para combater o racismo, a discriminação, a xenofobia e todas as formas análogas de intolerância.

 

dia-mundial-tolerancia-unesco14c.jpg

 http://2.bp.blogspot.com/

 

Simultaneamente, a protecção e a promoção da diversidade cultural, assim como a promoção de uma educação de qualidade, tornaram-se áreas de intervenção prioritárias do trabalho desta organização, especialmente em sociedades que atravessem crises graves ou conflitos armados.

 

A UNESCO estabelece estreitas parceiras com autoridades locais, desenvolvendo coligações regionais de cidades unidas contra o racismo, a discriminação e a xenofobia. É através do combate a estes três flagelos que se criarão condições para vencer a intolerância.

 

dia-internacional-tolerancia.jpg

 www.google.com/images

 

Actividades:

  • Solicitar aos alunos que se exprimam sobre os direitos humanos, nomeadamente os que reflectem sobre racismo, discriminação, xenobia;
  • Orientar sobre conceitos como racismo-xenofobia e discriminação (bullying nas escolas);
  • Informar-se sobre os Prémios concedidos pela Unesco a dois activistas para a "Promoção  da Tolerância e Não Violência 2014" no site da organização;
  • Desenvolver actividades para a promoção da Semana da Tolerância na comunidade escolar.
  • Redigir em grupo/turma um "Manifesto Tolerância" a publicar no site da escola, na conta-turma das redes sociais Facebook, Twitter, Google +

 

Sabemos que os professores e estudantes estão atentos a todo este tipo de celebrações, incluindo-as nos curriculos de modo a educar desde cedo para a Cidadania.

 

Temos que lamentar que o site da Unesco continue a não ter acesso em língua portuguesa, mesmo no que concerne os posters de divulgação.

 

"A não-violência não é uma peça de roupa para ser por e tirar segundo o que nos apetece. Ela está no coração e deve fazer parte inseparável do nosso ser."

 

Mahatma Gandhi

 

A Professora GSouto

 

16.11.2014

blogdoscaloiros88x31.png

 

Dia Mundial para a Erradicação da Pobreza

 

dia-erradicacacao-pobreza.jpg

 

Dia Mundial para Erradicação da Pobreza

http://www.un.org/

 

Hoje, Dia Mundial para a Erradicação da Pobreza, o mundo une-se para lutar pelas pessoas que vivem na extrema pobreza defendendo assim os direitos humanos. 

 

A erradicação da pobreza e da fome é um dos oito objectivos de desenvolvimento do milénio, definidos no ano de 2000 por 193 países membros das Nações Unidas e várias organizações internacionais.

 

Saber +

 

História:

 

No dia 17 de outubro de 1987, Joseph Wresinski convidou cem mil pessoas vindas de todos os horizontes para que se reunissem para celebrar o primeiro Dia Mundial para a Erradicação da Miséria na Praça dos Direitos Humanos e da Liberdade, no lugar onde fora assinada em 1948 a Declaração Universal dos Direitos Humanos, em Paris.

 

Em 1992, a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou o dia 17 de Outubro como sendo o “Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza”.

 

pobreza-eu2014.jpg

 

https://www.facebook.com/EuropeanCommission/

 

Vivemos hoje num mundo onde hoje, mais de dois milhões de pessoas (uma em sete) passam fome e duzentos milhões sobrevivem sem emprego.

 

Desde então, numerosos países, autarquias e municípios, membros da sociedade civil e do sector privado têm reconhecido a importância desse Dia, a tal ponto que actualmente o dia 17 de Outubro é considerado como um ponto de encontro essencial para um número sempre crescente de cidadãos de todas as origens e de organizações de todo o tipo que se mobilizam para contribuir para a erradicação da grande pobreza.

 

pobreza-2014d.jpg

 https://criancasatortoeadireitos.files.wordpress.com/

 

Em Portugal, a pobreza e exclusão social aumentaram drasticamente. O número de pobres e de pessoas que passam fome tem vindo a aumentar, em resultado da crise.

 

As instituições de apoio e caridade social têm registado um aumento significativo do número de pedidos de apoio por parte das famílias portuguesas.

 

Segundo dados revelados pela Rede Europeia Anti-Pobreza, 18% dos portugueses vivem em condições de pobreza

 

As crianças são as mais afectadas pelo aumento da pobreza ou exclusão social. Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados ontem, 16 Outubro, Dia Mundial da Alimentação, mostram que a intensidade da pobreza para este grupo da população aumentou. 


Os resultados definitivos do Inquérito às Condições de Vida e Rendimento realizado em 2013, sobre rendimentos de 2012, referem que as crianças portuguesas apresentam, desde 2010, riscos de pobreza ou exclusão social superiores aos da população em geral.

 

 

foto: DR

http://mediaserver2.rr.pt/


Segundo os dados desta quinta-feira, divulgados por ocasião da comemoração do Dia Internacional da Erradicação da Pobreza (17 de Outubro), as crianças foram as mais afectadas pelo aumento da pobreza ou exclusão social (mais 3,8 pontos percentuais entre 2012 e 2013).

 

Mais de um quarto da população residente em Portugal encontrava-se em privação material em 2013, uma situação que se agrava na população infantil (29,2%).

Considera-se privação material quando "um agregado não tem acesso a pelo menos três itens de uma lista de nove relacionados com necessidades económicas e bens duráveis." 


Não podemos ficar indiferentes a este dia, que representa uma excelente oportunidade para informar e sensibilizar crianças, jovens e adultos para a dura realidade da pobreza extrema e para a necessidade urgente de actuar no sentido da erradicação deste flagelo que se estende a muitos países da Europa. 

 http://saudeambiental.net/

 

Actividades:

  • Solicitar aos alunos que organizem actividades individuais ou em grupo para apoiar a luta contra a pobreza;
  • Desperdício alimentar : alertar para as acções que os alunos podem levar a cabo em família para evitar o desperdício alimentar;
  • Redigir em grupo/turma um "Manifesto contra a Pobreza" a publicar no site da escola, na conta-turma no Facebook, Twitter, Google+
  • Nas aulas, observar um "um minuto de silêncio";
  • Durante os intervalos, organizar um "um cordão humano" transdisciplinar;
  • Aula no exterior para distribuição de birinquedos, roupas, alimentos previamente recolhidos em casa, com apoio dos pais;

 

Está a decorrer a Semana Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social 2014, de 11 e 19 de Outubro!

 

Desde 2010, têm sido milhares as entidades públicas e privadas que se associam a esta data, mostrando o que de bom se faz do ponto de vista social por todo o país.

 

Acreditamos que pequenos gestos e acções podem transformar-se em grandes concretizações. Vamos então mostrar que não somos indiferentes e exigimos mudança ...

 

Afinal, somos a primeira geração com os meios para poder acabar com a pobreza e a desigualdade! 

 

A Professora GSouto

 

17.10.2014

Licença Creative Commons

 

I Fight Poverty ! Jovens portugueses na final.

 

 

 

http://www.facebook.com

  

2010 é o Ano Europeu de Combate à Pobreza e à Exclusão Social. Quase 84 milhões de Europeus correm o risco de pobreza, o que significa viver na insegurança, sem ter acesso ao que a maioria das pessoas tem.

 

"A decisão de instituir o ano de 2010 como "Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social" criou uma oportunidade única para Portugal assumir, como imperativo colectivo, a erradicação da situação de pobreza e exclusão em que vivem muitos milhares de famílias."

 

http://www.2010combateapobreza.pt

 

 

 

 

http://www.ifightpoverty.eu

  

"Something needs to be done to fight poverty worldwide. And "No president, no leader, no king, no emperor... nobody's going to change this, except the people!"

 

Lenny Kravitz

 

Palavras inspiradoras de um músico fantástico! A música é um meio poderoso para lutar contra a pobreza! Lembremos os concertos que têm sido feitos a nível mundial e que uniram milhares de pessoas nesta causa dos direitos fundamentais dos Homens. A música pode inspirar as pessoas a actuar.

 

O concurso Music against poverty 2010 recebeu trabalhos de 167 jovens músicos europeus dos 15 aos 25 anos.

 

A competição já encerrou. Haverá dois vencedores escolhidos entre os 27 países europeus. Um será escolhido por um júri de profissionais e o outro por votação na Internete via Facebook.

 

Os vencedores poderão ganhar uma gravação da sua canção num estúdio profissional e uma apresentação em palco durante o evento European Development Daysque terá lugar em Bruxelas em Dezembro 2010.

 

 

http://ec.europa.eu/

 

Seis jovens músicos portugueses estão a disputar a final. Podem ouvi-los aqui e votar na vossa canção favorita. Mas apressem-se! A votação on-line termina amanhã, dia 7 Novembro 2010.

 

Vá lá! Temos que apoiar este jovens que procuram uma oportunidade e que representam o país! Não é mesmo?!

 

Eu já votei. Seleccionei para deixar aqui o projecto apresentado por PaceMaker com o título 'Rosto Fechado'.

 

 

 

 

É reconfortante saber que há jovens portugueses a lutar por um mundo melhor! Jovens que se identificam com os verdadeiros valores da Humanidade!

 

Parabéns a todos os finalistas! Era tão bom que um deles estivesse entre os dois vencedores! Está na nossa mão! Olhem que os outros países europeus empenham-se mesmo nas votações dos seus representantes!

  

Votem! Não deixem passar a oportunidade de apoiar outros jovens nesta causa mundial e nacional!

 

A Professora GSouto

 

06.11.10

 

 Licença Creative Commons

 

 

A Leandro

 

 

 

 

O pesadelo do bullying

http://news.scotsman.com/

 

Depois de tantos anos a conviver com os jovens, no seu dia-a-dia, acompanhando os seus problemas, apoiando-os nas suas alegrias e nos seus desânimos,  a notícia do Leandro foi um verdadeiro murro no estômago.
 
Dói-me o desamparo deste jovem, o Leandro! Dói-me profundamente!
 
Não tenho palavras! Tenho a certeza que este adolescente, como todos os adolecentes com problemas, lançou dramáticos SOS. Todos os adolescentes lançam verdadeiros SOS antes de qualquer tentativa de actos de desespero.
 
E depois, há colegas que sabem, que vêem, que pedem auxílio a um professor mais amigo, um director de turma mais atento.
 
Quanta solidão, quanta fragilidade desamparada, quanta vergonha contida, quanto sofrimento doloroso. Leandro, um menino de 12 anos, apenas.
 

O Leandro teria uma música onde se refugiria, eu sei, quase pressinto. Mas, como a desconheço, dedico-lhe a "Secret Smile"! O Leandro seria um menino que na sua intíma paisagem seria dono de um sorriso doce  e lindo, um sorriso secreto.


 

 

 

 

 Nesta noite, o silêncio é maior...

 

A Professora GSouto


04.03.2010

 

 Licença Creative Commons


 

Dia Mundial Contra a Pena de Morte

 

 

 

http://cogitamundo.files.wordpress.com

 

Criado em 2002 pela Coligação Mundial contra a Pena de Morte, o dia 10 de Outubro tornou-se sinónimo de um dia de acção e reflexão no qual várias Organizações Internacionais Não Governamentais, Associações, governos locais e cidadãos anónimos incentivam e sensibilizam os Estados que mantêm a pena de morte, a abolir tal prática das suas leis penais.

 

Embora a tendência seja para continuarmos a caminhar lentamente para um mundo sem pena de morte, há países que teimam em contrariar a corrente.

 

Alguns violam mesmo a legislação internacional e condenam à pena capital jovens por crimes cometidos quando tinham menos de 18 anos.

 

 

http://www.amnistia-internacional.pt/

 

Neste Dia Mundial Contra a Pena de Morte, vamos tentar salvar a vida de todos aqueles que estão em risco iminente!

 

A Coligação Mundial contra a Pena de Morte, da qual a Amnistia Internacional faz parte, escolheu como tema central do Dia Mundial 2009 o “Ensino da abolição”.  Para tal concebeu um Guia pedagógico com actividades para jovens dos 14 aos 18 anos.

 

A Amnistia Internacional trouxe para Portugal o projecto Escolas Amigas dos Direitos Humanos, que visa transformar as instituições de ensino em espaços que educam para os direitos humanos.

 

"O objetivo é que façam parte do dia-a-dia da escola valores como a democracia, a igualdade, a não discriminação, a justiça e a responsabilidade. Tal implica reformular e adaptar regras, práticas e vivências, tornando a escola mais plural, participativa, diversa e inclusiva.

 

Mudanças que passam pelo envolvimento de todos, alunos, encarregados de educação, professores e pessoal não docente, embora exista em cada escola um professor coordenador."

 

 

Para nós, não é novidade. Nem nunca precisamos de um professor coordenador. Esteve sempre na minha consciência como pedagoga, introduzir, há muitos anos, os valores de igualdes, não discriminação , nos nossos curriculos de Lingua Portuguesa, como valores fundamentais para uma bom entendimento grupal em turmas interculturais e interaciais. 

 

Foram muitas as actividades desenvolvidas em sala de aula e na comunidade escolar.

 

 A Professora GSouto

 

10.10.2009

Licença Creative Commons 

 

O Rapaz do Pijama às Riscas : livro e filme

 

 

 http://static.fnac-static.com/

 

«As barreiras podem dividir-nos… mas a esperança vai unir-nos.»

 

 Baseado no livro de John Boyne, estreou esta semana o Rapaz do Pijama às Riscas.

 

Há quem tenha considerado o livro de má qualidade literária. Não vou contestar! Depende do ponto de vista e da qualidade da leitura.

 

Mas é um livro que teve imenso sucesso! E que continua a apaixonar jovens  em todo o mundo.

 

Publicado no Reino Unido em 2006, simultaneamente em edições para jovens e para adultos, O Rapaz do Pijama às Riscas encontra-se actualmente traduzido em 32 línguas e tem suscitado o interesse da crítica e dos leitores um pouco por todo o mundo.

 

A prová-lo está a sua adaptação ao cinema, num filme dirigido por Mark Herman, conceituado realizador inglês.

 

 

Edições Asa

 

Vencedor de dois prémios literários na Irlanda “Children’s Book of the Year” e o “Listener’s Choice Book of the Year”, bem como do “Bisto Children’s Book Award”. 

 

Foi nomeado para mais de 15 prémios literários internacionais, entre os quais o “British Book Award” no Reino Unido, o “Premio Paolo Ungary” em Itália, o “Prix Farmiente” na Bélgica, e o “Borders Original Voices Award” nos Estados Unidos. Foi ainda nomeado para a “Carnegie Medal” de 2007.

 

fonte bookingcross.com

 

Na contracapa pode ler-se:

 

"Esta é uma história especial e muito difícil de descrever. Embora fosse normal incluir aqui algumas pistas sobre o conteúdo, entendemos que neste caso isso iria prejudicar a experiência da leitura.

 

Pensamos, de facto, que é importante começar a ler esta obra sem saber do que ela trata e, para os mais curiosos, avançamos apenas isto: quem ler este livro vai embarcar numa viagem com um rapaz de nove anos chamado Bruno; e, mais cedo ou mais tarde, vai chegar com o Bruno a uma vedação...

 

Vedação como essa, existem um pouco por todo o mundo. Oxalá o leitor nunca encontre nenhuma igual."

 

Edições Asa

 

Também eu! Espero sinceramente que nunca nas vossas vidas encontrem vedações destas! Em parte alguma do mundo.

 

Deixo o vídeo para que possam começar a saborear a próxima ida ao cinema.

 

Mas, não deixem de ler o livro...

  

 

 

E lemos depois o livro. Os alunos que viram o filme com os pais ou amigos ficaram muito impressionados e pediram para lermos o livro nas aulas de Língua Portuguesa.

 

O debate e todas as actvidades inerentes, desde a investigação, ao termo de comparação com o livro já lido Diário de Anne Frank bem como as propostas de escrita criativa tornaram o tema muito envolvente, visto por jovens que desconhecem o que pode ser uma infância ou juventude atravessada pela guerra.

 

Mais tarde, O Rapaz do Pijama às Riscas foi incluido no programa Ler + .

 

A Professora GSouto

 

02.02.2009

 

 Licença Creative Commons

Crianças Amish : uma cultura ancestral

 

 

000233dk

 

 

Comunidade Amish, Estados Unidos

créditos: Mel Evans/ Ap

http://news.yahoo.com/

 

A comunidade Amish que se centra na Pensilvânia  (Estados Unidos), a poucos quilómetros de Nova Iorque rege-se segundo princípios que têm origem no século XVI.

 

Saber +

 

É uma comunidade rural, vive sem electricidade, telefone e televisão, seguindo a tradição de quatro séculos.

 

Dezenas de jovens Amish deslocam-se alegremente a pé para a escola, logo de manhã pelas 7 horas, todas vestidas da mesma maneira, transportando as suas lancheiras.

 

Educação para estes jovens significa aprender o necessário para ingressar na vida adulta, na prática, o básico das línguas inglesa e alemã, religião e matemática, suficiente para ajudar no comércio. Tudo condensado em oito anos.

 

Factor negativo: nenhum membro da comunidade completa os estudos ou vai para a universidade.

 

0002254b

 

Crianças Amish

créditos: Jason Reed (United States)/ Reuters

http://news.yahoo.com/

 

Os Amish têm, no entanto, direito à sua identidade cultural. São uma comunidade pacifista, e centram-se em valores fundamentais da sociedade como a família, a entreajuda e o respeito pela diferença.

 

No dia 2 de Outubro, a comunidade Amish e todo o mundo civilizado foram sacudidos por um terrível acontecimento: o ataque a uma escola Amish frequentada só por meninas. Houve vítimas mortais. O terror em pleno século XXI.

 

Não é admissível atacar crianças. E num país, Estados Unidos, que protege a liberdade individual de raça, religião e cultura, uma coisa destas possa ter acontecido.

 

Actividades:

 

  • Levantamento da informação sobre comunidade Amish nos média.

Ataque a escola Amish na Pensilvânia...

Com tradição de quatro séculos sobrevivem sem tv, carro e telefone

Amish, wikipedia

  • Debate sobre os Amish, liberdade individual, religião, cultura.

 

Condenamos violentamente este ataque cobarde que pôs fim à vida de crianças.

 

A Professora GSouto

 

11.10.2006

 

Creative Commons License