Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Mundial do Livro & dos Direitos de Autor vs. Abolição Pena de Morte Portugal

 

 

 

 

Dia Mundial do Livro 2017

Faça da Leitura uma Causa de Vida

ilustração: Cristina Sampaio

http://www.dglb.pt/

 

A 23 de Abril celebra-se o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. A data tem como objectivo reconhecer a importância e a utilidade dos livros, assim como incentivar hábitos de leitura nas crianças e nos adultos.

 

Os livros são um importante meio de transmissão de cultura e informação, e elemento fundamental no processo educativo.

 

 

 Miguel de Cervantes

http://purl.pt/

 

 Saber +

 

O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Trata-se de uma data simbólica para a literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia desapareceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare, entre outros.

 

É assim prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare e Cervantes, falecidos em 22 e 23 de Abril de 1616, respectivamente.

 

O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril.

 

 Ir + longe:

 

A ideia da comemoração teve origem na Catalunha: a 23 de Abril, dia de São Jorge. Nesse dia, uma rosa é oferecida a quem comprar um livro.

 

 

Sant Jordi

www.pinterest.com

 

Esta data foi escolhida com base na tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros ofereceriam às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge, e em troca um livro, testemunho das aventuras do heroico cavaleiro.

 

Google dedica hoje um Doodle que celebra St George, padroeiro do Reino Unido que aparece na página de entrada do motor de busca desse país.

 

 

 

Criança invisual lendo em Braille

https://www.ccmaine.org/

 

 

 Tema 2017

Este ano, o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor faz especial atenção às pessoas invisuais ou com limitações de visão.

 

Segundo a União Mundial de Cegos, aproximadamente uma pessoa em cada 200 - 39 milhões - são invisuais e 246 milhões têm visão muto reduzida. Estima-se que estas “pessoas com incapacidade visual” ou “pessoas com incapacidade para ler letra impressa” poder aceder a 10% de toda a informação escrita e obras literárias que as pessoas sem problemas visuais podem ler.

 

 

 Facto histórico: Abolição Pena de Morte em Portugal no Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

 

 

 

 

150º Aniversário Abolição Pena de Morte em Portugal

http://150anosdaabolicaodapenademorteemportugal.dglab.gov.pt/

 

Facto histórico: Abolição Pena de Morte em Portugal

 

O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor celebra-se pois hoje, em todo o mundo, mas em Portugal a efeméride associa-se ainda a um facto histórico muito importante.

 

Celebram-se os 150 anos da Abolição da Pena de Morte em Portugal (1867-2017).

 

 

 

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor 2017

http://www.municipio-portodemos.pt/

 

Talvez entendam melhor o cartaz desenhado pela cartoonista Cristina Sampaio (bem nossa conhecida) no qual se vê um carrasco a rejeitar o acto da morte para ler um livro.

 

Com um cartaz desenhado por Cristina Sampaio, no qual se vê um carrasco a rejeitar o acto da morte para ler um livro, incita-seassim à leitura e à celebração do livro como "um hino à vida" e, ao mesmo tempo, recorda que Portugal foi um dos primeiros países a abolir a pena de morte, no século XIX.

 

 

 

 

Carta de Lei

http://150anosdaabolicaodapenademorteemportugal.dglab.gov.pt/carta-de-lei/

 

Saber +

 

Portugal foi um dos primeiros países a inscrever no seu sistema legal uma lei de abolição da pena de morte para crimes civis, colocando-se na linha da frente dos países pioneiros do desiderato inspirador do filósofo milanês Cesar Beccaria. A dimensão do acto teve forte impacto no contexto europeu da época.

 

A Carta de Lei de Abolição da Pena de Morte em Portugal, documento do Arquivo Nacional da Torre do Tombo recebeu, no dia 15 de Abril de 2015, a distinção de Marca do Património Europeu.

 

Em 2017, e porque se comemoram os 150 Anos da Abolição da Pena de Morte em Portugal a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas quis relacionar o Dia Mundial do Livro com esta efeméride, incitando à leitura e celebrando o livro como um hino à vida .

 

O cartaz do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor pretende mostrar simbolicamente que o livro e a leitura são factores fundamentais para o crescimento económico, político, social e cultural, e que se encontram na base da cidadania plena.

 

Nota:

 

Não é que concorde com esta dicotomia que sob o ponto de vista visual, é o que atrai mais rapidamente o público infantil e juvenil. Não favorecerá o gosto pela leitura. É demasiado sombrio e confuso ao primeiro olhar. São as escohas de quem decide... mas é preciso descer ao nível etário que se pretende atingir. E o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor é dirigido a todos, mas com particular incidência aos leitores mais jovens.

 

Caberá então aos professores a integração adequada deste cartaz para motivar os alunos para o gosto da leitura.

 

 

Actividades:

 

No Dia Mundial do Livro decorrem várias acções de promoção dos livros e da leitura, organizados por livrarias, associações culturais, escolas, universidades e outras entidades.

 

  • Neste dia também se podem comprar livros a preço especial em várias livrarias.
  • Actos individuais: Leia hoje um livro ou excerto de livro a uma criança invisual ou a uma pessoa com deficiência visual.
  • Como complemento, informar-se sobre a abolição da pena de morte em Portugal. 

 

"Hoje, uma das tristes realidades é que pouquíssimas pessoas, em especial jovens, lêem livros. A menos que encontremos formas imaginativas de resolver esse problema, as futuras gerações arriscam-se a perder a sua história."

 

Mandela, discurso 2005

 

A Professora GSouto

 

22.04.2017

 

Licença Creative Commons

 

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor 2015

 

dia-mundial-livro2015.jpg

 http://www.dglb.pt/

 

A 23 de abril celebra-se o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. A data tem como objectivo reconhecer a importância e a utilidade dos livros, assim como incentivar hábitos de leitura nas pessoas.

 

Os livros são um importante meio de transmissão de cultura e informação, e elemento fundamental no processo educativo.

 

No Dia Mundial do Livro decorrem várias acções de promoção dos livros e da leitura, organizados por livrarias, associações culturais, escolas, universidades e outras entidades.

 

Neste dia também se podem comprar livros a preço especial em várias livrarias.

 

O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Trata-se de uma data simbólica para a literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia desapareceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare, entre outros.

 

 

 Google doodle St George (UK)

 

https://www.google.com/doodles/st-georges-day-2015

 

A ideia da comemoração teve origem na Catalunha: a 23 de abril, dia de São Jorge, uma rosa é oferecida a quem comprar um livro. Mais recentemente, a troca de uma rosa por um livro tornou-se uma tradição em vários países do mundo.

 

A UNESCO instituiu em 1995 o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. A data foi escolhida por ser um dia importante para a literatura mundial - foi a 23 de Abril de 1616 que faleceu Miguel de Cervantes e a 23 de Abril de 1899 que nasceu Vladimir Nabokov. O dia 23 de Abril é também recordado como o dia em que morreu o escritor inglês William Shakespeare.

 

A data serve ainda para chamar a atenção para a importância do livro como bem cultural, essencial para o desenvolvimento da literacia e desenvolvimento económico. 

 

https://lh3.googleusercontent.com/

 

Google dedica hoje vários doodles, segundo os países em que é celebrado. O doodle que celebra St George, padroeiro do Reino Unido aparece na página de entrada do motor de busca desse país.

 

Mas também celebra hoje a escritora neozelandesa Edith Ngaio Marsh que se tornou reconhecida na literatura policial e direcção cénica. Assim, este doodle aparece na página de entrada de Google na Nova Zelândia e Austrália.

 

Ngaio Marsh

http://www.britannica.com/

 

Marsh é conhecida internacionalmente pelos seus trinte e dois romances policiais, publicados entre 1934 y 1982.

 

Juntamente com Agatha Christie, Margery Allingham e Dorothy L. Sayers, é considerada uma das quatro "Rainhas do Crime".

 

Na Nova Zelânda, Marsh é também recordada pelo seu trabalho no teatro.

 

 

 

http://www.leyaonline.com/pt/

 

Em Portugal, gostaria de celebrar escritor David Machado que foi vencedor português do Prémio da União Europeia para a Literatura.

 

Os nomes dos 12 escritores premiados, entre os quais se encontra o jovem escritor David Machadoforam anunciados na Feira do Livro de Londres, por Tibor Navracsics, Comissário Europeu para a Educação, Cultura, Juventude e Desporto.

 

Resumo:

 

Daniel tinha um plano, uma espécie de diário do futuro, escrito num caderno. Às vezes voltava atrás para corrigir pequenas coisas, mas, ainda assim, a vida parecia fácil – e a felicidade também.

 

De repente, porém, tudo se complicou: Portugal entrou em colapso e Daniel perdeu o emprego, deixando de poder pagar a prestação da casa; a mulher, também desempregada, foi-se embora com os filhos à procura de melhores oportunidades; os seus dois melhores amigos encontram-se ausentes: um, Xavier, está trancado em casa há doze anos, obcecado com as estatísticas e profundamente deprimido com o facto de o site que criaram para as pessoas se entreajudarem se ter revelado um completo fracasso; o outro, Almodôvar, foi preso numa tentativa desesperada de remendar a vida.

 

Quando pensa nos seus filhos e no filho de Almodôvar, Daniel procura perceber que tipo de esperança resta às gerações que se lhe seguem. E não quer desistir. Apesar dos escombros em que se transformou a sua vida, a sua vontade de refazer tudo parece inabalável. Porque, sem futuro, o presente não faz sentido.


Índice Médio de Felicidade é um romance admirável e extremamente actual sobre um optimista que luta até ao fim pela sua vida e pela felicidade daqueles que ama. Dramático e realista, mas com momentos hilariantes, confirma o talento de David Machado como um dos melhores ficcionistas da sua geração.

 

 

 

David Machado

 

http://recursos.wook.pt/

 

Informação:

 

A história de Daniel, cujos planos para o futuro se veem abalados (mas não destruídos) pela crise e o desemprego, foi publicada em 2014 pela Dom Quixote. 

 

O livro já fora premiado em Portugal. A decisão unânime de premiar o romance Índice Médio de Felicidade foi do júri composto por Elísio Maia, em representação dos livreiros portugueses, José Jorge Letria, em representação dos autores, e João Amaral, em representação dos editores.

 

“Trata-se de um romance cujo protagonista sofre os efeitos da crise que se abate sobre Portugal e a Europa, mas não desiste de lutar por um futuro digno para si e para a sua família”, justificou o júri. O autor “não pode deixar de ser considerado como um promissor talento, que emerge na paisagem literária portuguesa e europeia. Merece, por isso, este prémio, que não deve ser considerado apenas uma recompensa mas também (e, talvez, sobretudo) um incentivo”.

 

Desta vez, deixo leituras para os mais mais velhos, os que gostam do romance policial e os que acabam seus cursos e se vêem, um pouco sem saída para um primeiro emprego.

 

A Porfessora GSouto

 

23.04.2015

Licença Creative Commons

 

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor 2013

 

 

 

Cartaz: Gémeo Luís

 http://www.dglb.pt/

 

E  cá volto eu aos livros! Desta vez, para relembrar o Dia Mundial do Livro. Tal como já sabemos o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor é comemorado a 23 Abril, desde 1996, por decisão da UNESCO.

 

Trata-se de uma data simbólica para a literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia desapareceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare.

 

Como tem sido habitual, a DGLB associa-se a este dia promovendo a edição de um cartaz de autoria de Gémeo Luís, e solicitando às Bibliotecas Municipais que se tornem parceiras no desenvolvimento de alguns projectos.

 

Também a Área Metropolitana do Porto (AMP) assinala, com actividades desenvolvidas pelos vários municípios, o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor.

 

Destaque-se a realização da actividade “Vem conhecer a minha biblioteca…”, que consistirá na leitura e transmissão de contos em simultâneo, pelas 10h30, nas bibliotecas aderentes ao projecto, conforme o itinerário estipulado, em anexo, a fim de proporcionar experiências diferentes aos seus públicos e a partilha de experiências.

 

Uma ideia a aplaudir, já que poderá levar muitos jovens das escolas a conhecer as bibliotecas locais e a parilhar o gosto pelos livros.

 

Mas também a Biblioteca Municipal de Almeida Garrett, no Porto, se associa ao evento com a iniciativa Troque, isto é, convida as pessoas à troca directa de livros em bancas implantadas num conjunto de espaços culturais municipais e em diversas iniciativas de animação da cidade, tais como Casa Museu Guerra Junqueiro, Museu Romantico, Museu do Vinho do Porto, Casa do Infante, Estações de Metro, Fleamarket, PortoBelo, Feiras Francas e Mercadinho dos Clérigos.

 

 

 Biblioteca Municipal Almeida Garrett | Porto

 

http://www.cm-porto.pt/

 

Bom! Só uma pequena nota. É lamentável em plena era digital que a Biblioteca Municipal de Almeida Garrett não tenha um site próprio.

 

E quanto a livros? Que poderei seleccionar para este dia em especial? Hum! Desta vez deixo um livro para os rapazes. Verdade! Muitas vezes esquecidos. Para além dos livro de aventura, ciência e história, nem sempre se pensa na literatura juvenil para adolescentes no masculino... que também pode ser lido pelas adolescentes.

 

Então aqui fica! 13 de Pedro Strecht. Sim, o título é mesmo 13. Aqui fica a sinopse:

 

 

 

http://images.portoeditora.pt/

 

"Há um rapaz de 13 anos na transição da infância para a adolescência. Há um mundo que se reaprende constantemente a olhar e a pensar. Há as férias de verão, sempre tão especiais nessas idades. Há desejo, esperança e expectativa. Há também medo, angústia e muitos sentimentos contraditórios. Há pais que estão ausentes, mais envolvidos nos seus próprios problemas do que disponíveis para cuidar do filho. Há avós que os substituem. Há a necessidade de ser amado. Há, também, a vontade de amar. Há música, como elo de comunicação entre a vida e amorte. Há a vida, a morte e a procura de um sentido para ambas. Há a memória dos afectos. Há o que aconteceu antes, o que se passa agora e o futuro que ninguém sabe o que trará. Há, por fim, o que as palavras não dizem sobre essa aventura que é crescer."

 

E para os mais crescidos? Que tal um livro de autor estrangeiro? Deixa cá ver...

 


 

http://imagens.presenca.pt/

 

Beat Girl de Jasmina Kallay. Querem ler a sinopse?

 

"A música era tudo para Heather e agora que a mãe morrera de doença prolongada, onde ficaria o seu sonho de poder estudar na famosa Julliard (Nova Iorque) e tornar-se pianista clássica como sua mãe? Beat Girl segue a jornada de Heat através de um mundo novo que ela irá descobrir com Toby, o rapaz que a inicia nas complexas exigências da profissão de DJ. Movida pela necessidade de juntar dinheiro para concorrer a Juilliard, ela torna-se DJ. Mas, à medida que aperfeiçoa a técnica, Heather vê-se cada vez mais envolvida num estilo de música e de vida que a fazem sentir-se mais livre do que nunca. É nos meios underground da dance music que ela reaprende a alegria e o amor, até à encruzilhada em que terá de descobrir quem realmente é, para poder fazer as suas escolhas. Aproximam as audições para Juilliard e, com elas, a derradeira oportunidade de concretizar sonhos antigos.Será que Heather mantém os sonhos de criança?"

 

Hum! Que tal? Prometedores, não acham?

 

Espero que gostem destas novas propostas de leitura! E já sabem! Nada substitui o prazer de ler um livro ou um e-livro.

 

Boas leituras!

 

A Professora GSouto

 

22.04.2013

 

Licença Creative Commons

 

 

Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor

 

 

 

Cartaz Unesco

http://portal.unesco.org/culture

 

 A celebração do Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor procura encorajar as pessoas, especialmente os mais jovens, “a descobrir o prazer da leitura e a respeitar a obra insubstituível daqueles que contribuíram para o progresso social e cultural da Humanidade”

 

UNESCO

 

 

Cartaz : Pierre Pratt (Canadá)

www.dglb.pt

 

Actividades: 

 

No âmbito do Dia Mundial do Livro, a DGLB propõe o passatempo "Um livro numa frase".

 

  • Durante o mês de Abril, os alunos do 1º e 2º ciclos deverão ler um livro e escrever uma frase que promova esse livro junto de colegas :
  • Por que motivo gostaram, o que é que sentiram, como é que o resumiriam, são algumas das perguntas que poderão estar na origem da frase.

 

Uma tabela com os livros lidos e as respectivas frases de incentivo à leitura será disponibilizada na página web da DGLB.

 

Prazo : 

 

As frases deverão ser enviadas até 15 de Maio.

 

                                 

 

Vamos lá concorrer? Se usarem a vossa fantástica imaginação, sei que poderão criar frases muito originais!

Lápis na mão - Ups - rato na mão e criatividade em ebulição!

 

 A Professora GSouto

 

23.04.2009

Licença Creative Commons

Aula 100 - 5H

 

 

 

Jornal de Parede "Dia Mundial do Livro"

 

 

 

 

Jornal de Parede "Dia Mundial do Livro"

 

 

 

 


 

 

Jornal de Parede "Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor"  

 

 

 


 


 

Jornal de Parede "Dia da Terra 2008

 

Fotos :alunos (proibida a reprodução das fotografias dos alunos)

 

Os Caloiros do 5H festejaram a sua aula 100 de Língua Portuguesa!

 

Elaborarem o Jornal de Parede com trabalhos sobre o Dia da Terra e Dia Mundial do Livro com notícias, poemas (selecção de autores portugueses e escrita criativa), e excertos temáticos.

 

Continuaram a celebração com o"Cantinho da Leitura"*. Todos os alunos e Professora leram um curto excerto do seu livro preferido que levaram para a aula expressamente. E recriou-se um saboroso momento de partilha.

 

No final da aula, alunos e professora dirigiram-se para um pequeno jardim da escola e plantaram simbolicamnte a flor da turma, dando sequência ao projecto do "Dia da Terra" *

 

a criança tão humana que é divina. 

É esta minha quotidiana vida de poeta (...)

 

Alberto CaeiroO Guardador de Rebanhos, do VIII Poema

 

 

Professora GSouto

 

28.04.2008

 

*actualizado em 04.05.2008

 

 *As fotografias dos alunos foram retiradas para salvaguardar a privacidade dos mesmos.


Licença Creative Commons



Aula 100 - 5G

 

terra.jpg

 Mensagem "SOS Planeta Terra"*

 

 

 

 

 

Cantinho da Leitura "Livros&Leituras"*

 


 

 

Cantinho Verde "Uma flor para a Terra"

 

 Foto: Alunos (proibida reprodução)

 

Os Caloiros do 5G festejaram a sua aula 100 de Língua Portuguesa! 

 

Elaborarem o Jornal de Parede com trabalhos sobre o Dia da TerraDia Mundial do Livro com notícias, poemas (criação de alunos e recolha de autores portugueses bem como excertos temáticos.

 

Continuaram a celebração com o "Cantinho da Leitura". Todos os alunos e Professora leram um curto excerto do seu livro preferido que levaram para a aula expressamente. E recriou-se um saboroso momento de partilha.

 

No final da ula, alunos e professora dirigiram-se para um pequeno jardim da escola onde plantaram simbolicamnte a flor da turma, dando sequência ao projecto do "Dia da Terra".

 

E a criança tão humana que é divina. 

É esta minha quotidiana vida de poeta (...)

 

 

Alberto CaeiroO Guardador de Rebanhos, do VIII Poema

 

 

AProfessora GSouto

 

28.04.2008

 

(actualizado em 04.05.2008)

 

 

 

 *As fotografias dos alunos foram retiradas para salvaguardar a privacidade dos mesmos.

dia d


Licença Creative Commons

 

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

 

http://3.bp.blogspot.com
 

" A Língua Portuguesa é um "bem precioso" e os portugueses devem tratá-la melhor."

 

 José Saramago, 23.04.08

 

 Fundo do mar

 

 No fundo do mar há brancos pavores,

Onde as plantas são animais

E os animais são flores.

 

Mundo silencioso que não atinge

A agitação das ondas.

Abrem-se rindo conchas redondas,

Baloiça o cavalo-marinho.

 

Um polvo avança

No desalinho

Dos seus mil braços,

Uma flor dança,

Sem ruído vibram os espaços.

 

Sobre a areia o tempo poisa

Leve como um lenço.

 

Mas por mais bela que seja cada coisa

Tem um monstro em si suspenso.

 

Sohia de Mello Breyner-Andresen, Obra Poética I, Caminho

 

Actividades:

 

  • Leitura de vários autores de língua portuguesa e não portuguesa;
  • Estudo dos direitos de autor e das regras de utilização de textos e/ou imagens
  • Transcrição e publicação nesta postagem, de poemas seleccionados pelos alunos das várias turmas.

 

Mas acima de tudo, leiam, leiam livros que vos agradem, parilhem opiniões. 

 

A Professora GSouto

 

24.04.2008

 

 Licença Creative Commons

 

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor 2006

 

0001xsqt

 

Don Quijote Prendas

http://www.domquijote2005.com

 

Prendas de aniversário, nunca ofereço, mas sou capaz de escrever uma carta de aniversário." (...)

 

Lewis Carroll, Cartas de Aniversário, Contexto & Imagem, Abril 1983

 

Queridos amiguinhos,

 

Celebra-se hoje, dia 23 Abril, o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. Esta data instituída pela UNESCO procura promover o livro e os direitos de autor.

 

Assim, quando vos propus fazermos uma visita à Feira do Livro a decorrer na Mediateca da escola, era minha grande inspiração motivar-vos um pouco mais, se possível, para o encantamento que os livros podem transmitir nas horas ou momentos deliciosos que a eles dedicamos!

 

A vossa reacção ultrapassou todas as minhas expectativas! Nãp há dúvida! Já todos sentem o maravilhamento dos livros.

 

Ganhei novos leitores!! E isso, dá-me uma enorme e imensa alegria!

 

Enquanto se debruçavam sobre as mesas onde estavam expostos os livros, uns pediam opiniões sobre este ou aquele livro, outros confiavam as impressões de livros já lidos, e com entusiasmo

 

- Ó professora, já lemos este! - diziam ainda alguns alegremente.

 

Duas professoras que assistiam a toda esta animação, vieram ter comigo:

 

- Parabéns! Tem aqui  óptimos leitores!

 

- Eu sei ! - respondi muito orgulhosa.

 

E não é para ficar envaidecida? Claro que sim.

 


 

 

Deixo-vos então com  curtos 'aromas' de  outros livros... pode ser? Vamos lá levantar um pouco dos mistérios que os livros escondem:

 

"Tudo começou no dia em que apanhei o Capitão Fracasse a dançar uma valsa com a Alice, no meio da biblioteca do avô. É verdade que não era a primeira vez que eu me dava conta de movimentos estranhos naquela divisão da casa." (...)

 

António Mega Ferreira, As Palavras Difíceis, Assírio & Alvim, Nov. 2005

 

"Sim porque as meninas ainda usam ir a casa da avó, mesmo sem cestinho de bolos, sem capuchinho encarnado, sem lobo, nem floresta. Só de autocarro." (...)

 

Luisa Dacosta, Sonhos na Palma da Mão, Edições Asa, Maio 2004

 

 

A Fuga de Wang-Fô

Marguerite Yourcenar

http://3.bp.blogspot.com/

 

"O velho pintor Wang-Fô e o seu discípulo Ling andavam pelas estradas do reino dos Han. O reino do Han: era o nome por que naquele tempo era conhecida a grande China." (...)

 

Marguerite Yourcenar, A Fuga de Wang-Fô, Contexto & Imagem, 1983

 

"Navegavam pelo espaço há vários dias, dentro da sua pequena nave branca - Ítaca -3000. Tinham sido lançados do coração de África para o espaço , do calor de África para o frio que reinava lá fora." (...)

 

Miguel Sousa Tavares, O Planeta Branco, Oficina do Livro, Out. 2005

 

 

 

Comandante Hussi

Jorge Araújo

https://lh6.googleusercontent.com/

 

"Era domingo. Dia de missa e futebol. De carne ao almoço e tolerância de ponto ao acordar. Dia em que nada acontece e o sono tem mel.

 

- Hussi... são horas de levantar" (...)

 

Jorge Araújo, Comandante Hussi, Quetzal Editores,  Julho 2003

 

O Principezinho

 

E ele repetiu-me, então muito baixinho, como se fosse uma coisa muito séria:

 

- Por favor... desenha-me uma ovelha...

 

E foi assim que travei conhecimento com o principezinho.

 

Antoine de Saint-Exupéry, 1946

 

Bom caloiritos, rive muito gosto em saber que a celebração dos livros foi muito entusiasmada.

 

Espero ter-vos transmitido qualquer coisa que vos tenha surpreendido.

 

E com um sorriso nos lábios, vou continuar a festejar, lendo outros livros...

 

Actividades:

 

Aceitam-se sugestões de outros livros, com pequenos excertos transcritos em 'comentários'. Vá lá, surpreedam-me.

 

 

A Professora GSouto

 

23.04.2006

 

Licença Creative Commons