Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Mundial do Cancro : Nós Podemos, Eu Posso !

 

 

https://www.ligacontracancro.pt/wcd/

 

Dia Mundial do Cancro comemora-se a 4 de Fevereiro, numa iniciativa da UICC (União Internacional de Controlo do Cancro).

 

A UICC é uma rede de cooperação internacional, composta por diferentes membros e organizações, que contribui com discussões e encontros científicos.

 

Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), fundada em 1941, é uma das mais antigas instituições no espaço europeu na luta contra o cancro. A LPCC é membro da UICC desde 1983, colaborando activamente no desenvolvimento e implementação de projectos internacionais.

 

Tema 2018.

 

"Nós Podemos, Eu Posso!"

 

 

 

https://www.ligacontracancro.pt/wcd/

 

Saber +

 

A celebração do Dia Mundial do Cancro baseia-se na Carta de Paris, aprovada em 4 de Fevereiro de 2000, na Cimeira Mundial Contra o Cancro para o Novo Milénio.

 

A Carta apela à aliança entre investigadores, profissionais de saúde, doentes, governos e parceiros da indústria no âmbito da prevenção e tratamento do cancro

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de 40% de todos os cancros podem ser prevenidos e outros podem ser detectados numa fase precoce do seu desenvolvimento, tratados e curados.

 

 

https://www.ligacontracancro.pt/wcd/

 

Este post é a uma homenagem a todos os alunos que possam ter sofrido uma perda na família e com quem nos cruzamos no dia-a-dia na escola, nas nossas aulas.

 

Assunto delicado, mas que deve ser introduzido nas áreas curriculares, de modo a ajudar todos os jovens que enfrentam a doença pessoalmente ou de um familar, pai ou mãe ou até, em alguns casos, irmãos ou amigos.

 

Objectivo:

 

Inspirar. Agir. Motivar.

 

Desmitificar o preconceito, desfazer medos, apoiar todos os adolescentes que acompanham o sofrimento de familiares e amigos e que sofrem com isso.

 

Alertar para a despitagem precoce.

 

 

 

https://www.ligacontracancro.pt/wcd/

 

 

Ir + longe: 

 

O Dia Mundial do Cancro é um evento global que une os países e cidadãos em torno da luta contra o cancro .

 

Destina-se a salvar vidas humanas, através da sensibilização e da educação. Representa uma tentativa de criar oportunidades para se falar de cancro, focando diversas temáticas ligadas ao cancro. Constitui a oportunidade ideal para colocar a palavra cancro, no vocabulário de todos nós e dos media.

 

Tal como o cancro nos afecta, a todos, de diferentes maneiras, todos temos o poder de agir para reduzir o impacto que o cancro tem sobre as pessoas, famílias e comunidades.

 

Assim, o Dia Mundial do Cancro é uma oportunidade para reflectir e para agir! E cada um de nós pode fazer a diferença.

 

 

Recursos: Livros

 

Literatura infantil:

 

 

A Matilde está Careca

Vários Autores

https://www.fnac.pt/

 

Um livro "de coração aberto, por onde espreita o amor que ajuda a vencer a pior das doenças"

Nuno Lobo Antunes

 

Livro dedicado ao cancro infantil, escrito por antigos alunos da Faculdade de Medicina de Lisboa. Tem por objectivo dar força às crianças com cancro e explicar às outras o que é a doença.

 

Sinopse:

 

Conta a história de Pedro e de Matilde, colegas inseparáveis na escola até ao dia emque Matilde não aparece e Pedro descobre que ela tem uma doença com um nome muito estranho.

 

O projecto “Hospital dos Pequeninos” é uma bem-sucedida iniciativa anual levada a cabo pela Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina de Lisboa (Hospital de Santa Maria) que tem como objectivo descomplexar e tornar amigável a relação das crianças com os hospitais.

 

É neste âmbito que surge este segundo livro, no caso dedicado ao cancro infantil, relatando através da história da pequena Matilde uma vivência que se pretende desdramatizada, mas acima de tudo pedagogicamente solidária e afectuosa.

 

Não é um livro sobre cancro. (não existe existe essa palavra em nenhuma pagina do livro). E, apesar de ser um livro dedicado a todos os adultos e crianças que um dia perderam o seu cabelo, o seu foco não é na doença. Fala amor, amizade, entreajuda, bondade e, claro, do nosso coração. Porque independentemente de como seja o nosso aspecto exterior, quem nos ama, ama-nos incondicionalmente porque nos vê sempre com os olhos do seu coração.

 

Nivel curricular: Ensino Primário. Faz parte do PLN, 1º ciclo.

 

 

A Fada Íris

os olhos do coração

Claudia Sofia Vieira

ilustração Ana Zurk

https://www.fnac.pt/

 

Resumo:

 

Iris é uma fada muito bondosa, mas também muito vaidosa. Todos os dias perde muito tempo no espelho tentado escolher como quer ser fisicamente. Um dia encontra a menina Serena, uma criança careca e, apesar de a fada prontamente a querer ajudar, a menina recusa a sua oferta.

 

Serena adora não ter cabelo, algo que inicialmente a fada não consegue compreender até que a menina lhe mostra os olhos do coração.

 

 

A Fada Íris

os olhos do coração

Claudia Sofia Vieira

ilustração Ana Zurk

https://www.fnac.pt/

 

Neste conto, Iris aprende a aceitar a sua real forma fisica e a compreender que não interessa como somos exteriormente desde que a nossa beleza interior continue constante.

 

Não existe a palavra em nenhuma página do livro. E, apesar de ser um livro dedicado a todos os adultos e crianças que um dia perderam o seu cabelo, o seu foco não é na doença. Fala amor, amizade, entreajuda, bondade e, claro, do nosso coração. Porque independentemente de como seja o nosso aspecto exterior, quem nos ama, ama-nos incondicionalmente porque nos vê sempre com os olhos do seu coração.

 

 Literatura juvenil:

 

 

John Green | A Culpa é das Estrelas

Edições ASA

http://www.fnac.pt/

  

Resumo:

 

Apesar do milagre da medicina que fez diminuir o tumor que a atacara há alguns anos, Hazel nunca tinha conhecido outra situação que não a de doente terminal, sendo o capítulo final da sua vida parte integrante do seu diagnóstico.

 

Mas com a chegada repentina ao Grupo de Apoio dos Jovens com Cancro de uma atraente reviravolta de seu nome Augustus Waters, a história de Hazel vê-se agora prestes a ser completamente rescrita...

 

Perspicaz, arrojado, irreverente, mas real. A Culpa é das Estrelas é a obra mais ambiciosa e comovente que o premiado escritor John Green nos apresenta, explorando de maneira brilhante a aventura trágica, mas divertida e empolgante de estar vivo e apaixonado, mesmo com um cancro

 

Livro e sua adaptação ao cinema apresentados numa outra postagem aqui.

 

Nível curricular: 3º ciclo/ Secundário (10º ano)

 

 

 

Dar Luta ao Cancro

Os exemplos encorajadores

de vinte portugueses que

enfrentaram a doença

Carla Jesus

https://www.leyaonline.com/pt/livros/

 

Sinopse:

 

Este é o relato de vinte pessoas que enfrentaram o cancro, que o combateram com todas as forças que tinham e, ainda, com aquelas que desconheciam ter. Choraram, sofreram mas também sorriram a cada vitória. Coube-lhes a bênção, a sorte ou a felicidade de o ultrapassar, de vencer uma ou várias batalhas desta guerra. 

Um livro sobre determinação, amor e esperança.

 

Nivel curricular: Ensino Secundário

 

A Professora GSouto

 

04.02.2018

 

Licença Creative Commons

 

Noite dos Livros Harry Potter : Monstros Fantásticos ! Recursos & actividades

 

 

harry-potter-book-night2018pt.JPG

 

Noite Harry Potter 2018

https://www.presenca.pt/editorial/

 

Amanhã, dia 1 de Fevereiro de 2018, terá lugar a 4ª celebração anual da Noite dos Livros do Harry Potter em todo o mundo e em Portugal.

 

As lvrarias prepararam uma noite inesquecível dedicada ao tema 2018.

 

 

 

https://www.presenca.pt/editorial/

 

Tema 2018: Monstros Fantásticos

 

Monstros Fantásticos! As criaturas mticas que são uma constante em toda a saga Harry Potter.

 

Na Noite dos Livros do Harry Potter 2018 serão partilhadas as histórias maravilhosas e inesquecíveis escritas por J.K. Rowling.

 

Os jovens feiticeiros, as jovens feiticeiras, e os Muggles poderão organizar uma noite repleta de jogos monstruosos, leituras de passagens dos livros preferidos da saga Harry Potter e muitos outros desafios!

 

 

 

 

créditos: Pottermore

https://www.pottermore.com/news/

 

Recursos para organizar um evento:

 

A livraria Presença disponibiliza um guia especial com instruções para organizar um evento em escolas, bibliotecas ou livrarias, para assinalar a noite mágica.

 

Se estiver interessado em aceder ao guia do evento, de forma gratuita, basta clicar em Kit Noite dos Livros do Harry Potter.

 

 

 

Saber +

Pode saber mais sobre a Noite dos Livros do Harry Potter: Monstros Fantásticos em Harry Potter Book Night.

 

 

 

 

Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los

J.K.Rowling/ Newt Scamander 

ilustradora: Olivia Lomenech Gill

Editorial Presença, 2017

https://www.presenca.pt/livro/

 

E agora, nada melhor do que conhecer a edição ilustrada de Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los de J. K. Rowling e ilustradora Olivia Lomenech Gill.

 

 

Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los

J.K.Rowling/ Newt Scamander 

ilustradora: Olivia Lomenech Gill

Editorial Presença, 2017

 https://www.fnac.pt/

 

A nova edição de Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los, escrita por Newt Scamander (considerado um clássico no mundo da feitiçaria) é um compêndio de criaturas mágicas, que vão desde a Acromântula ao Yeti, a dez raças diferentes de dragões, todos maravilhosamente ilustrados a cores.

 

Newt Scamander? Sim, novo pseudónimo de J.K. Rowling! Esta nova edição actualizada inclui a classificação de seis novas magníficas criaturas que habitam a América do Norte e um novo prefácio de J.K. Rowling, isto é, Newt Scamander.

 

Vamos então ver e ouvir a ilustradora Olivia Lomenech Gill: Não esquecem de visitar o site da ilustradora.

 

 

 

 

 

 Ir + longe:

 

Prémio: 4 livros ilustrados Harry Potter !

 

Mas há mais para esta Noite dos Livros de Harry Potter 2018! A Editorial Presença vai oferecer um prémio especial ao evento Noite dos Livros do Harry Potter: Monstros Fantásticos que apresente a decoração mais original.

 

 

 

 

 Harry Potter e a Pedra Filosofal

J.K.Rowling

ilustrador: Jim Ray

Editorial Presença, 2016

https://www.presenca.pt/livro/

 

 

 

 

 Harry Potter e a Câmara dos Segredos

J.K.Rowling

ilustrador: Jim Ray

Editorial Presença, 2016

https://www.presenca.pt/livro/

 


Este prémio especial será composto pelas 4 Edições Ilustradas de Harry Potter e a Pedra FilosofalHarry Potter e a Câmara dos SegredosHarry Potter e o Prisioneiro de Azkaban e Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los. Wow! Não percam a oportunidade de ter estes 4 volumes ilustrados na vossa mediateca escolar! 

 

 

 

 

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

J.K.Rowling

ilustrador: Jim Ray

Editorial Presença, 2017

https://www.presenca.pt/livro/

 

 

 

 

Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los

J.K.Rowling/ Newt Scamander 

ilustradora: Olivia Lomenech Gill

Editorial Presença, 2017

https://www.presenca.pt/livro/

 

 

Como participar?

Para participar, enviem fotografias do vosso evnento e espaço decorado, através do Facebook da Presença, usando #NoitedosLivrosdoHarryPotter.

 

Também podem publicar no Twitter com o hashtag @Presenca ou no Instagram com o tag @editorial_presenca, usando sempre #NoitedosLivrosdoHarryPotter.

 

As vossas fotografias têm de estar públicas para a editora ter acesso.e poder seleccionar a decoração mais criativa!

 

Prazo: Até ao dia 28 de Fevereiro de 2018.

 

Apressem-se! Vá lá! É só aperfeiçoar o vosso espaço com o apoio dos vossos professores, e smartphones activos para fazer as melhores fotos! 

 

A Professora GSouto

 

31.01.2018

 

Licença Creative Commons

 

Dia Intl Memória do Holocausto : Recursos : Diário Anne Frank, diferentes versões

 

 

 

 

Famílias judaicas junto ao campo de concentração de Auschwitz, 1944

 Arquivo Federal Alemão (Bundesarchiv)

https://pt.wikipedia.org/

 

Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto celebra-se anualmente a 27 Janeiro. Em 1 de Novembro 2005, a Assembleia-Geral das Nações Unidas estabeleceu o dia 27 de Janeiro como o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

 

Este é um dia de lembrança em nome dos milhões de vítimas provocadas pelo genocídio da Alemanha nazi sobre os judeus, ocorrido durante a II Guerra Mundial.

 

Neste dia decorrem cerimónias de homenagem a todas as vítimas do Holocausto e o SecretárioGeral da ONU transmite uma mensagem especial.

 

 

holocausto2.jpg

 

créditos: UNESCO

https://en.unesco.org/international-days/

 

Tema 2018:

 

O tema comemorativo de 2018 "Memória e Educação do Holocausto:, nossa responsabilidade comum" que sublinha o dever continuado de aprender e lembrar o Holocausto.

 

 

annefrank4.jpg

 

O Diário de Anne Frank

montagem: créditos DR

http://www.dn.pt/artes/

 

"12 de junho de 1942: Espero poder confiar-te tudo, como nunca pude confiar em ninguém, e espero que venhas a ser uma grande fonte de conforto e apoio."

 

O Diário de Anne Frank

 

Saber + 

 

Entre as crianças que viram na fotografia acima, encontrava-se Anne Frank. E o seu Diário passou a ser uma obra de referência para lembrar aos jovens como é viver em guerra ou até morrer mum campo de concentração.

 

 

Diário de Anne Frank

edição 'Livros do Brasil', Lisboa

 

Tém sido muitas a gerações que têm lido O Diário de Anne Frank nos currículos da sua língua materna.

 

Actualmente faz parte do PNL, mas quando o introduzi nos currículos de Língua Portuguesa, não constava nos livros sugeridos.

 

 

diario.annefrank2.jpg

 

 

Diário de Anne Frank online (2016)

http://cdn-europe1.new2.ladmedia.fr/var/europe1/

 

Anne Frank escreveu as primeiras linhas do seu famoso diário há 75 anos. Mas este só foi publicado cinco anos depois, pelo seu pai, o seu primeiro editor. Retirou algumas passagens, segundo se sabe.

 

Publicado em 1947, O Diário de Anne Frank jamais deixou de ser reeditado.E na celebração dos 70 anos em Setembro 2017, ganhou uma nova versão. Uma novela gráfica. Para os autores, Ari Folman e David Polonsky, o livro "não faz parte da indústria do holocausto"

 

Diário de Anne Frank: versões BD:

 

 

annefrank-diary1.JPG

 

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

Edição lançada mundialmente na celebração do 70.º aniversário de O Diário de Anne Frank, em Setembro 2017, esta pretendia ser a primeira adaptação em banda desenhada, realizada com a autorização da família e tendo por base os textos originais do diário.

 

 

 

Anne Frank au pays du manga
Alain Lewkowicz 

https://gsouto-digitalteacher.blogspot.pt/2012/

 

No entanto, há uma versão em manga (estilo de ilustração japonesa muito apreciada) Anne Frank au Pays du Manga, - línguas francesa/ japonesa) - sem autorização da família?

 

A adaptação e ilustração de Alain Lewkowicz (versão francesa) que divulguei já  há seis anos (2012), e foi apresentada pelo canal ARTE.tv.

 

Temos pois duas novas versões em língua materna, Português e línguas estrangeiras, Francês e Japonês que podem e devem ser incluidas nos currículos de Língua Portuguesa, e currículos de Francês Língua Estrangeira.

 

Têm sido um sucesso. Os alunos adoraram seguir o Diário de Anne Frank em versão BD digital.

 

 

annefrank5.jpg

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

Quando se pensa na II Guerra MundialO Diário de Anne Frank é uma das primeiras memórias a surgir. Não será por acaso, Afinal trata-se de um documento autêntico sem igual que relata a vida de oito moradores num anexo em Amesterdão durante 743 dias e, principalmente, as memórias de uma adolescente, vítima do genocídio de um dos mais trágicos momentos da história do século XX.

 

 

annefrank6.jpg

 

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

 

Ir + longe:

 

Segundo os editores, trata-se da primeira adaptação para banda desenhada aprovada pela família de Anne (?) e pela Fundação Anne Frank. Anne teria escrito o diário entre 12 de Junho de 1942 a 1 de Agosto de 1944 e  O seu lançamento aconteceu precisamente no dia 21 de Setembro 2017..

 

A Fundação Anne Frank convidou Ari Folman e David Polonsky a adaptar as mais de 400 páginas do livro original no formato de novela gráfica, um suporte mais adequado aos jovens de hoje.

 

 

annefrank7.jpg

 

 

Diário de Anne Frank em BD

diário gráfico

baseado nos escritos de Anne Frank

ilustradores: Ari Folman & David Polonsky

edição portugesa, 2018

http://bandasdesenhadas.com/

 

 

Anne tinha 14 anos quando morreu de febre tifóide no campo de concentração de Auschwitz, a poucos meses da libertação de todos os prisioneiros pelas tropas aliadas.

 

O seu Diário continua a tocar os jovens da sua idade. Trata-de uma autobiografia, narrando dias de reclusão num campo de morte. 

 

Ainda hoje, milhões de crianças vivem em situações semelhantes em países de guerra.

 

 

anne-frank-bd1.jpg

 

Diário de Anne Frank/ diário gráfico

Ari Folman & David Polonsky

ilustradores BD Diário de Anne Frank

edição portugesa, 2018

http://www.sabado.pt/gps/palco-plateia/livros/

 

 

Sinopse:

 

No verão de 1942, com a ocupação nazi da Holanda, Anne Frank e a família são forçados a esconder-se. Durante dois longos anos, vivem com um grupo de outros judeus num pequeno anexo secreto em Amesterdão, temendo diariamente ser descobertos. Anne tinha treze anos quando entrou para o anexo e levou com ela um diário que manteve no decorrer de todo este período, anotando os seus pensamentos mais íntimos, os seus receios e esperanças, e dando conta do dia a dia da vida em reclusão.

 

Em 1947, após o fim da Segunda Guerra Mundial - sabemos que Anne não sobreviveu - seu pai publicou este diário, um documento inspirador que ainda hoje é um dos livros mais acarinhados em todo o mundo

 

Lançada mundialmente na celebração do 70.º aniversário de O Diário de Anne Frank. Uma primeira adaptação para banda desenhada, realizada com a autorização da família (?) e tendo por base os textos originais do diário.

 

 

 

 

 

 

Actividades:

 

  • Proposta de Leitura de O Diário de Anne Frank em BD : ficha leitura, entre outras ferramentas de apoio;
  • Propor à bibioteca/mediateca escolar a aquisção de vários exemplares para sessão de leitura nas aulas curriculares de Língua Portuguesa;
  • Comparar as versões livro/ BD em trabalho de grupo, dividindo tarefas pelos diferentes grupos/ turma;
  • Preparar e adaptar ao nível de ensino fichas pedagógicas. Dar a palavra aos alunos para que expressem seus sentimentos face a infâncias bem diferentes das suas.

 

Outras versões:

 

 

Para Além do Diário de Anne Frank

Casa de Anne Frank

editora Leya

https://www.saraiva.com.br/

  

Recursos:

 

  • Sobre a temática, os alunos poderão fazer uma pesquisa neste blog

O Diário de Anne Frank;, O Rapaz do Pijama às Riscas; Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa;

 

  • Também encontrarão outros posts sob a temática da guerra e da perseguição nazi :

70 Anos Libertação Prisioneiro do Campo de Auschwitz; Dia Internacional da Memória do HolocaustoExposição Anne Frank em Westerbork; Voltando a Anne Frank : factos históricos.

 

 

A Professora GSouto

 

23.01.2018

 

Licença Creative Commons

Top posts mais lidos 2017 : semestre #2

 

france-gall1.jpg

 

France Gall CD

https://www.amazon.com/

 

Foi com grande tristeza que soubemos da morte de France Gall, a cantora francesa, representante da música yé-yé e que ganhou o Festival da Eurovisão em 1965, com Poupée de Cire Poupé de Son. 

 

France Gall, da mesma geração de Johnny Hallyday que morrera uma semana antes. Fica aqui o nosso tributo.

 

 

reading1.jpg

 

Tecnologias na educação

créditos: Autor não identificado

www.google.com/

 

Continuando a retrospectiva do ano 2017, desta vez semestre #2. Tal como já fiz em anos anteriores, 2015 e 2016, partilho então o Top dos posts mais lidos de 2017, semestre #2 de BlogdosCaloiros.

 

BlogdosCaloiros que teve como objectivo, ao ser criado, introduzir as tecnologias nos currículos escolares de Língua Portuguesa e apoiar, como recurso educativo digital, as competências e aprendizagens de 2005 (ano em que foi criado) e 2009 (ano em que me retirei do ensino presencial). O BlogdosCaloiros (assim denominado porque os alunos eram caloiros naquela escola) contou com participação activa de muitos alunos ao longo desses anos.

 

Os conteúdos contemplam vários temas: literatura, ciência, língua portuguesa, matemática, ambiente, livros, filmes, jogos, cultura, cidadania, e recursos educativos digitais na sua maiora para apoio do ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa.

 

 

 

 

Top dos posts du 2º semestre 2017 :

 

Ler Agustina Bessa Luís : ensino básico e secundário !

Dia Europeu das Línguas 2017 : Sejamos plurilingues !

Regresso às aulas ! Muitas novidades ?

Oh ! Astérix e a Transitálica : novo álbum com os lusitanos ?

Mês da Biblioteca Escolar : Concurso Ligando Comunidades e Culturas

Dia Mundial da Música : vamos participar ?

Sabe quem é Sir John Cornforth ? Prémio Nobel da Quimica 1975

Parabéns Google ! Adoramos as actividades !

Harry Potter "19 anos depois" : Fãs celebram data do fim da história

Outono & Poesia : Actividades

Saber + : Quem foi a Condessa Eva Ekeblad ?

Dia Mundial da Sida : educação para a sexualidade !

Pausa Natal : Harry Potter? Sim, novo capítulo escrito por... Inteligência Artificial !

Mulheres repórteres de guerra : Clare Hollingworth !

Boo ! Halloween : história e tradições !

Pausa Férias : Ciclo Cinema Animação no Museu do Oriente

Direitos dos Animais : Vamos ler sobre Animais

Férias : Dia Mundial do Emoji & Emoji, o filme

 

 

 

 Harry Potter, 19 anos anos depois

Catching up with Harry Potter, Nineteen Years Later/ Pottermore

https://www.pottermore.com/news/

 

 

O meu crush do semestre #2 ? Harry Potter "19 anos depois" : Fãs celebram data do fim da história ? Por que razão? Porque foi com a primeira geração de potterheads que BlogdosCaloiros nasceu e foi desenvolvido. É como que um tributo aos antigos alunos que leram Harry Potter nas aulas curriculares, que usaram telemóveis e computadores para apoio dos mesmos currículos.

 

Como se lembram, os livros da saga Harry Potter foram publicads entre os anos 1991 e 1998, e a Batalha de Hogwarts aconteceu exactamente no dia 2 de Maio de 1998.

 

 

 

Hogwarts Express

 https://www.universalorlando.com/web/

 

No epílogo, vemos Harry, Gina, Rony e Hermione levando seus filhos para apanhar o Expresso de Hogwarts, no dia 1 de Setembro de 2017.

 

Se quer agora divulgar algum das publicações, use um dos ícones das redes sociais. Não esquecendo, os direitos de autor, referindo-os. E por que não deixar um comentário? Fico a aguardar.

 

Que o ano 2018 continue a ser um excelente ano para alunos e professores. E que todos aqueles que têm a paixão de ensinar e que vêem nos seus alunos, espíritos criativos. Preparar os alunos para o futuro multidisciplinar deve ser uma das funções-chave de todos os professores e das escolas.

 

Para os estudantes que visitam BlogdosCaloiros, excelentes resultados académicos.

 

Bom Ano 2018!

 

A Professora GSouto

 

09.01.2018

 

Licença Creative Commons

 

Top posts mais lidos 2017 : semestre #1

 

 

 

 

Festividades Natal

www.google.com/images

 

Fazendo uma retrospectiva do ano que terminou, 2017 foi um ano cheio! Recursos educativos digitais que serviram de apoio a muitos jovens professores, a alunos ensino básico (6º ao 9º anos), bem como a alunos do ensino secundário.

 

Tal como já fiz em anos anteriores, 2015 e 2016, partilho então o Top dos posts mais lidos de 2017, semestre #1 de BlogdosCaloiros.

 

O blogue que teve como objectivo, ao ser criado, introduzir as tecnologias nos currículos escolares de Língua Portuguesa e apoiar, como recurso educativo digital, as competências e aprendizagens de 2005 (ano em que foi criado) e 2009 (ano em que me retirei do ensino presencial). O BlogdosCaloiros (assim denominado porque os alunos eram caloiros naquela escola) contou com participação activa de muitos alunos ao longo desses anos.

 

 

 Tecnologias educativas

 

Propostas de actividades de enriquecimento curricular mais informal que passou pela introdução das ICT nos currículos escolares, tendo sido um dos primeiros blogs educativos em Portugal.

 

A partir de 2010, tem continuado esse objectivo pedagógico, mas agora mais destinado a apoiar todos os leitores que pretendam alargar conhecimentos, jovens professores que buscam diferentes recursos para introduzir nas suas aulas, estudantes que são bem curiosos e gostam de aprender sempre mais.

 

Os conteúdos contemplam vários temas: literatura, ciência, língua portuguesa, matemática, ambiente, livros, filmes, jogos, cultura, cidadania, e recursos educativos digitais na sua maiora para apoio do ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa.

 

Top dos posts du 1º semestre 2017 :

 

Dia Mundial da Criança : A Minha Vida de Courgette : explorar em sala de aula

Beatrix Potter : 150º Aniversário Nascimento : novo livro

Dia Internacional da Escrita à Mão

Harry Potter e A Pedra Filosofal faz 20 anos ? Livros & recursos

Billy Elliot : um filme a explorar em currículos escolares !

Escritores no Palácio de Belém : Encontro (s) com alunos

Sandford Fleming : inventor dos fusos horários

Dia Internacional Livro Infantil & Feira do Livro Infantil Bologna

Ler na sala de aula : Prémio Fundación Cuatrogatos 2017

Dia de S. Valentim : Vamos jogar para apoiar o Pangolim ?

Voltando a Anne Frank : novos dados históricos ?

Noite dos Livros Harry : Vamos celebrar os Professores de Hogwarts ?

Dia Mundial do Teatro : vamos ao teatro ?

Hora Planeta 2017 : Vamos aderir, claro !

Ler Amy Krouse Rosenthal : Livros infantis ? Não só !

Monstrinha 2017 : festival de animação para escolas & famílias

Nos Olhos de Uma Tartaruga : ler para uma educação ambiental

Salvador Sobral : o cantor jazz que venceu Eurovisão 2017 !

Ler para saber : Livros sobre 25 Abril

Dia Mundial do Livro & dos Direitos de Autor vs. Abolição Pena de Morte Portugal

Tributo a Garrick Ollivander / John Hurt : Harry Potter

Dia Internacional dos Museus e Sítios : Património Cultural e Turismo Sustentável

Celebrar Dia Intl dos Museus e Noite Europeia dos Museus !

Sabe o que é Mecanismo de Antikythera ? Falemos de arqueologia !

 

 

 

Plant a Kiss

Amy Krouse Rosenthal

illustração: Peter H Reynolds

http://www.harpercollinschildrens.com/

 

Meu crush do semestre #1 ? Ler Amy Krouse Rosenthal : Livros infantis ? Não só !  E por que razão ? Já havia publicado um post dedicado aos livros infantis desta jovem escritora norte-americana que conheci via internet a propósito da Feira do Livro Infantil de Bologna (2009).

 

Soube que Amy Krouse Rosenthal, um espírito criativo e profundamente bondoso, morreu prematuramente vítima de doença prolongada este ano. Não poderia deixar de a homenagear.

 

 

 

That's Me Loving You
Amy Krouse Rosenthal
ilustração: Teagan White
Random House, Dez. 2016

 

 

E a sua última mensagem/ livro merece ser relembrada:

 

Wherever you are,
Wherever you go,
Always remember
And always know. . . 

That feeling you always have in your heart?
That’s me loving you.
 
 
Amy Krouse Rosenthal, That's Me Loving You

 

Se quer agora divulgar algum dos meus posts, use um dos ícones das redes sociais. Não esquecendo, os direitos de autor, referindo-os. E por que não deixar um comentário? Fico a aguardar.

 

Que o ano 2018 seja de sucesso para todos aqueles que têm a paixão de ensinar e que vêem nos seus alunos, espíritos criativos. Preparar os alunos para o futuro multidisciplinar deve ser uma das funções-chave de todos os professores e das escolas.

 

Para os estudantes que visitam BlogdosCaloiros, excelentes resultados académicos.

 

Bom Ano 2018!

 

A Professora GSouto

 

02.01.2018

 

Licença Creative Commons

Pausa Natal : Harry Potter? Sim, novo capítulo escrito por... Inteligência Artificial !

 

 

 

Harry Potter and

The Portrait of What Looked Like a Large Pile of Ash

creditos: Botnik Studios,

http://botnik.org/

 

Não acreditam? Pois podem crer. Temos um novo e hilariante capítulo da vossa saga Harry Potter, mas não escrito por J.K. Rowling

.

Os fãs nem vão crer no que digo. Sim, um novo capítulo, uma nova aventura Harry Potter e o Retrato daquilo que Parecia um Grande Monte de Cinza, tradução de Harry Potter and The Portrait of What Looked Like a Large Pile of Ash  não escrita pela autora, J.K Rowling, mas sim por uma inteligência artificial (IA)!?

O resultado? Uma história estranhamente mágica.

 

 

 

Harry Potter and

The Portrait of What Looked Like a Large Pile of Ash

Bootnik Studioa

 

 

A história é da responsabilidade da Botnik, um grupo dem escritores, artistas e programadores que “colaboram com máquinas para criar coisas estranhas e novas”, dizem no seu site.

 

O estúdio pôs um algoritmo a ‘estudar’ os sete livros da saga Harry Potter para que pudesse ele próprio escrever um capítulo da história do fjovem feiticeiro.

 

O produto inicial era confuso, mas os escritores da Botnik ajudaram a redigir o texto para tornar a leitura mais plausível. 

 

O estilo de escrita da IA é semelhante ao de Rowling, mas a história mais parece um sketch de humor non-sense e ‘pythonesco’ do que do universo Harry Potter.

 

 

harry-potter-IA2.jpg

 

Harry Potter and

The Portrait of What Looked Like a Large Pile of Ash

creditos: Botnik Studios,

http://botnik.org/

 

Ir + longe:

 

Em O Retrato daquilo que Parecia um Grande Monte de Cinza, Harry Potter, Ron Weasley e Hermione lutam contra Devoradores da Morte e enfrentam Voldemort.Oh! Oh!

 

No entanto, esta história aparentemente normal do que conhecemos do universo criado por J.K. Rowling tem algumas particularidades. Vejamos...

 

Quando vê Voldemort, Harry arranca os olhos e atira-os para a floresta. No começo da história, Ron faz “uma espécie de sapateado desenfreado” e desata a “comer a família de Hermione”, que chora quando tenta abrir uma porta cuja palavra-chave é... “Mulheres Bife”.

 

Perto do final, Dumbledore olha para o “porco dos Hufflepuff”, que “saltava como um grande sapo-touro" e pondo-lhe a mão na cabeça, diz-lhe: “és o Hagrid agora”.

 

Esquisito, não? Podem crer! E podem ler todo o capítulo online. Wow! Leitura digital, algo que apreciam bastante!

 

E para finalizar este projecto Harry Potter IA, a Botnik recebeu centenas de criações narrativas de fãs Harry Potter, usando o predictive keyboard (que também pode ser usado para narração e diálogo. E as melhores frases foram escolhidas por um editor e compiladas no capítulo criado pela Botnik! Wow! Excitante!

 

Eis algo que vos vai entusiasmar mesmo! E que taç começaram a criar as vossas próprias histórias usando estes recursos digitais!

 

 

natal-arvore-livros.jpg

 

 

Boas Festas para todos! Tenham um excelente Natal... de preferência com boas notas! E continuem a ler|

 

A Professora GSouto

 

16.12.2017

 

Licença Creative Commons

 

 

Direitos dos Animais :vamos ler sobre animais !

 

 

dia-animais-humanos.jpg

 

créditos: Autor não identifcado

 

Hoje celebra-se o Dia Internacional dos Direitos Animais, paralelamente com o Dia Internacional dos Direitos Humanos. É um dia em que nos devemos manifestar pelos Direitos Humanos, mas também pelos Direitos dos Animais.
 
E este post é dedicado aos nossos amigos de quatro patas que nos são tão dedicados, e que, tantas vezes, são maltratados sem poder entender por que razão.
 
 
Saber +
 
O dia 10 de Dezembro começou a ser celebrado como um dia pelos direitos desde 1948, quando, nessa data, a Assembleia Geral das Nações Unidas ratificou a Declaração Universal dos Direitos Humanos..
 
 
 

dia-animais-humanos1.png

 

créditos: Autor não identifcado

 
 
Desde 1998 o dia também tem sido dos Animais, com acções de sensibilização em países de todo mundo.
 
 
A batalha deste dia tem sido pelo reconhecimento da Declaração Universal dos Direitos Animais, em campanhas de inúmeras ONGs em países como Portugal, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Alemanha, Hong Kong, Itália, México, Rùssia, África do Sul e Suíça..
 
 
A data de hoje não é de comemoração, mas sim de luta, para que a situação de escravidão a que os animais são diariamente submetidos seja combatida e abolida algum dia.
 
 
"Nossos animais de estimação têm vida tão curta e, ainda assim, passam a maior parte do tempo esperando que voltemos para casa todos os dias. É impressionante quanto amor e alegria trazem para nossas vidas, e quanto nos aproximamos uns dos outros por causa deles."
 
 
Marley e Eu, John Grogan
 
 
Assim deixo a sugestão de livros, filmes ou musical sobre os nossos melhores amigos:
 

 

 

Marley & Eu

John Grogan

https://www.fnac.pt/

 

Sinopse:

 

A história enternecedora e inesquecível de uma família e do seu cão mal comportado que ensina o que realmente importa na vida

 

Chamavam-se John e Jenny, eram jovens, apaixonados e estavam a começar a sua vida juntos, sem grandes preocupações, até ao momento em que levaram para casa Marley, «um bola de pêlo amarelo em forma de cachorro», que, rapidamente, se transformou num labrador enorme e encorpado de 43 quilos.

 

Era um cão como não havia outro nas redondezas: arrombava portas, esgadanhava paredes, babava-se todo por cima das visitas, roubava roupa interior feminina e abocanhava tudo a que pudesse deitar o dente.

 

marley-eu3.jpg

 

Marley & Eu

slideshare alunas 10º anos

Bárbara Amorim/ Inês Duarte

https://image.slidesharecdn.com/

 

De nada lhe valeram os tranquilizantes receitados pelo veterinário, nem, tão pouco, a «escola de boas maneiras», de onde, aliás, foi expulso.Só que Marley tinha um coração puro e a sua lealdade era incondicional.

 

Partilhou a alegria da primeira gravidez do casal e o seu desgosto com a morte prematura do feto, esteve sempre presente no nascimento dos bebés ou quando os gritos de uma vítima de esfaqueamento ecoaram pela noite dentro.

 

Conseguiu ainda a «proeza» de encerrar uma praia pública e arranjou um papel numa longa-metragem, através do qual se fartou de «conquistar» corações humanos. .A família Grogan aprendeu, na prática, que o amor se manifesta de muitas maneiras... E feitios. 

 

 

Família Grogan

créditos: Getty Images

http://www.gettyimages.com/

 

Autor:

 

John Grogan nasceu em Detroit, em 1957. É colunista do Philadelphia Inquirer. Foi editor-chefe da revista Organic Gardening, tendo trabalhado ainda, como repórter, chefe de redacção e colunista, em vários jornais americanos sediados no Michigan e na Florida.

 

Entre os prémios com que tem sido distinguido ao longo da sua carreira, merece referência, designadamente, o de Jornalismo do National Press Club. Vive actualmente num monte da Pensilvânia, com a mulher, Jenny, os três filhos e uma cadela labrador, a Gracie.

 

marley-eu2.jpg

 

 

Marley & Eu

John Grogan

https://www.fnac.pt/

 

 PNL

 

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura - 7º Ano  de escolaridade - leitura orientada na Sala de Aula - Grau de dificuldade I A.

 

O livro deu origem ao filme com o mesmo título Marley e Eu (2008) que muitos de nós fomos ver às salas de cinema, depois de ler o livro.

 

 

 

 

 

Lembram do gato Didi? Sim, o gato que não tem uma orelhita e que por ser diferente, ninguém o queria? Até que os alunos de uma escola primária o adoptou. Uma história verdadeira que quase parece um conto de Natal.

 

Vamos então repetir, adoptando outros animais, cão ou gato. Há tantos nas associações de animais abandonado à espera de um lar!

 

 

didi1.jpg

 

 

Didi, o gato adoptado por alunos da escola do Dianteiro

créditos: Paulo Novais/ Lusa

http://static.globalnoticias.pt/

 

Nada melhor do que reler a história e quem sabe? Adoptar um gato neste Natal como prenda especial? Vais ser capaz de uma boa acção como esta não é verdade? Tantos gatitos lá fora, abandonados, com fome e com frio? Eu já adoptei uma gatinha siamesa.

 

 

 

O Livro dos Gatos

T.S. Eliot

https://www.bertrand.pt/

 

Sinopse:

 

Mister Mistofélix, o velho Fortunato que só quer dormir, e o Rufino Finório, que é um gato esquisito. Mas terão muita sorte se derem com o Mascarilho, criminoso perfeito que se ri da lei e que nunca ninguém consegue apanhar.

 

PNL:

 

Plano Nacional de Leitura : Livro recomendado para o 5º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada.

 

 

Saber +

 

O Livro dos Gatos, no original Old Possum's Book of Pratical Cats, é uma colectânea de curiosos e animados poemas dedicados à psicologia e sociologia felina.

 

Escritos nos anos 30 por T. S. Eliot e incluídos pelo próprio, sob o nome "Old Possum", nas cartas que enviava aos seus afilhados.

 

 

 

Old Possum's Book of Pratical Cats

T.S. Eliot

illustrator: Axel Scheffler

https://axelscheffler.com/books-for-older-children/

 

Em 1939, a editora que tinha o exclusivo da sua obra decidiu reunir e publicar 15 desses poemas sob a forma de livro.

 

O sucesso foi imediato e as reedições, bem como as traduções para outras línguas, sucedem-se.

 

Estes poemas ficariam ainda mais famosos a partir de 1981 com a adaptação ao musical Cats, de Andrew Lloyd Webber, um dos mais vistos de sempre em todo o mundo.

 

 

cats.jpg

 

Cats

adaptação de Andrew Lloyd Webber

da obra de T.S. Eliot

http://www.broadwayrose.org/shows/cats

 

Ir + longe:

 

Inspirado na poesia universalmente popular de T.S. EliotCats conta a história, em música e dança, da reunião anual de gatos Jellicle, altura em que um gato especial é selecionado para ascender à casta de Heaviside.

 

Um verdadeiro fenômeno do teatro musical, Cats abriu no New London Theatre de Londres em 1981 e ficou em cena durante 21 anos.

 

O sucesso de Cats em Londres foi quase igualado ao da Broadway, onde ficou em cena cerca de 18 anos.

 

 

 

 

Actividades:

 

  • Podes participar deste dia e fazer com que haja o mais breve possível o primeiro Dia Internacional dos Direitos Animais realmente comemorado e festejado.
  • Junta-te com a turma a uma associação de defesa de animais. luta pela abolição de touradas, utilização de animais nos circos e adopta um animal de companhia, gato ou cão.
  • E agora, nada melhor do que ler : Marley e Eu de John Grogan e O Livro dos Gatos de T.S. Eliot.
 
 
Só assim os animais poderão “comemorar” este dia, marcado pelo esforço humano para fazer com que os direitos dos animais sejam enfim reconhecidos.
 
 
 
 A Professora GSouto
 
 
10.12.2017
 
 
Licença Creative Commons
 

Ler Agustina Bessa Luís : ensino básico e secundário !

 

agustina1.png

 

Agustina Bessa Luís

créditos: Autor não identificado

https://ionline.sapo.pt/

 

" Escrever é isto: comover para desconvocar a angústia e aligeirar o medo, que é sempre experimentado nos povos como uma infusão de laboratório, cada vez mais sofisticada."

 

Agustina Bessa Luís, 

in Contemplação Carinhosa da Angústia

 

Agustina Bessa Luís celebrou no passado dia 16 Outubro, 95 anos. Na impossibilidade de parabenizar a autora pessoalmente. ficam aqui os votos de parabéns através de alguns dos livros que lemos ao longo dos anos nos currículos de Língua Portuguesa e também nos currículos de Literatura (secundário).

 

Já escrevera neste blog sobre o desaparecimentos de outros dois grandes escritores portugueses: Luisa Dacosta e Manuel António Pina mas por acontecimentos tristes ligados ao seu desaprecimento

 

Hoje escrevo para celebrar a vida.  O 95º aniversário de Agustina Bessa Luís.

 

Admiro Agustina, não só pela obra como pela pessoa que tive o imenso privilégio de conhecer e dialogar, por mais do que uma vez.
 
 
Dois dos seus livros que lemos nos curriculos escolares : 2º e 3º ciclos:
 
 
 

agustina-amoras.jpg

 

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

 

Vento, Areia e Amoras Bravas de Agustina Bessa Luís, obra recomendada para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma, pelo Plano Nacional de Leitura.

 

Resumo:

 

«Vento, Areia e Amoras Bravas» é um título dançarino. Todo ele mexe e convida a dançar e arrasta o movimento da juventude que depois vai conduzir à idade consular. A toga vai suceder à sandália e o cinto desatado, que correspondem à história radiosa de Lourença.

 

 

agustina-amoras1.JPG

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

Lourença não quer esquecer a infância nem o vento furibundo que tenta dispersar os pequenos sinos da salvação mais espirituosa, a salvação da descoberta.

 

Volta Dentes de Rato como uma gota de azougue imóvel na palma da mão. Estará imóvel ou apenas encantada? Veremos. Veremos… que as histórias são para explicar estas coisas. A leitura fez-se para encher o silêncio de mágica.

 

Livro encantador que remeteu para a minha própria infância e que li com turmas de 8º e 9º anos nas aulas curriculares de Língua Portuguesa.
 
 
Foi uma das nossas conversas na livraria onde nos encontrámos na livraria da cidade. E como já o tinha lido, solcitei à escritora se o autografava, pedido de imedito aceite. Uma dedicatória muito afectuosa que partilhei com os alunos.
 
 
 

agustina-dentes-de-rato3.jpg

 

Dentes de Rato

Agustina Bessa Luís

https://www.fnac.pt/

 

 

Sinopse:

 

Lourença tinha três irmãos. Todos aprendiam a fazer habilidades como cãezinhos, e tocavam guitarra ou dançavam em pontas dos pés. Ela não. Era até um infeliz para aprender,tinha algumas dificuldades, e admirava-se de que lhe quisessem ensinar tantas coisas aborrecidas e que ela tinha de esquecer o mais depressa possível.

 

O que mais gostava de fazer era comer maçãs e deitar-se para dormir. Mas não dormia. Fechava os olhos e acontecia-lhe então uma aventura bonita, e conhecia gente maravilhosa...

 

 

agustina-dentes-de-rato1.jpg

 

Dentes de Rato

Agustina Bessa Luís

ilustrações: Mónica Baldaque

https://www.wook.pt/livro/

 

Assim começa este livro que Agustina Bessa-Luís escreveu para os leitores mais novos. Se lermos um pouco mais, ficamos a saber por que razão Lourença era conhecida como «Dentes de Rato» e muitas outras coisas.

 

As ilustrações são de Mónica Baldaque, neta da escritora. O livro é um clássico da literatura infantil e juvenil portuguesa. 

 

Nota:

 

Livro Recomendado pelo Plano Nacional de Leitura 7º Ano de Escolaridade como Leitura Orientada na Sala de Aula - Grau de Dificuldade II.

 

Lemos Dentes de Rato nos currículos de Língua Portugesa, do 6º ano (2º ciclo) e do 7º ano (3º ciclo). dependendo das turmas leccionadas.

 

Um livro muito interessante de literatura infanto-juvenil que os alunos gostaram de ler, mesmo aqueles alunos mais 'avessos' a ler. As aventuras de Lourença assemelham-se às dos alunsos e muitos identificavam-se com Lourença, mesmo os rapazes.

 

 

agustina2.jpg

 

 

Agustina Bessa Luis

créditos: Autor não identificado

https://www.dn.pt/artes/

 
 
Relembrar Agustina faz parte do meu mundo afectuoso ligado aos livros. Encontreia escritora com freqência numa livraria que encerrou, embora reabrisse posteriormente noutro espaço.
 
Lemos A Sibila no curso de Literatura Portuguesa (ensino secundário) na Escola Profissional de Música do Porto, fundada pela Professora Hélia Soveral.
 
Agustina foi convidada para uma pequena cerimónia literatura-música a que compareceu e participou de um diálogo muito enriquecedor.
 

 

A Sibila

Agustina Bessa Luís

https://www.wook.pt/livro/

 
 
A Sibila é um romance que olha de frente para o ser humano, sem o subtrair aos costumes, às tradições enraizadas - família, comunidade, religião - e ao preconceito em que cada ser se molda.
 
É através deste olhar que surge Quina, a Sibila, uma personagem única na sua complexidade, onde "o humano é exemplo desse redemoinho de forças, através do qual se abre um conflito - o conflito de estar vivo e o que isso implica de luta, aceitação e incomunicabilidade."
 
 
O romance venceu o Prémio Delfim Guimarães e o Prémio Eça de Queiroz.
 
 
 

 

 
 
Saber +
 
 
Agustina Bessa-Luís nasceu em Vila Meã, Amarante, a 15 de Outubro de 1922. A sua infância e adolescência foram passadas nessa região, cuja ambiente marcará fortemente a obra da escritora.
 
Estreou-se como romancista em 1948, com a novela Mundo Fechado, tendo desde então mantido um ritmo de publicação pouco usual nas letras portuguesas, contando até ao momento com mais de meia centena de obras. 
 
É em 1954, com o romance A Sibila, que Agustina Bessa-Luís se impõe como uma das vozes mais importantes da ficção portuguesa contemporânea.
 
 
Agustina Bessa-Luís foi distinguida com os prémios Vergílio Ferreira 2004, atribuído pela Universidade de Évora, pela sua carreira como ficcionista, e o Prémio Camões 2004, o mais alto galardão das letras portuguesas.
 

 

 

Agustina Bessa Luís

créditos: Autor não identificado

 

 
Actividades: 
 
 
Três sugestões, algumas de leitura obrigatória (discordo desta noção) para ler em diferentes níveis etários e diferentes níveis curriculares de Língua e Literatura Portuguesa.
 
Cabe aos professores seleccionar as obras a ler, segundo os currículos que lecciona e perfil dos alunos/ turma.
 
Acima de tudo, é ano de festejar Agustina através dos seus livros e de actividades que podem ser desenvolvidas.
 
 
A Professora GSouto
 
11.11.2017
 
 
Licença Creative Commons
 
 

Boo ! Halloween : história e tradições !

 

 

Halloween-pinterest.jpg

 

 

Halloween

http://www.pinterest.com/

 

 

E esta noite celebra-se a noite de Halloween que começou por ser uma tradição celta. Os portugueses acolheram esta tradição, um pouco mais à semelhança de celebração americana com os mais novos a irem de casa em casa a dizer "Doce ou Travessura."

 

As abóboras, as teias de aranha e os chapéus de bruxa vêem em todas as montras. Por todo o país, há fantasmas, bruxas, zombies e vampiros.

 

"De uma tradição totalmente inexistente na sociedade portuguesa, o Halloween passou a ser um evento com relevância para as camadas mais jovens, e não só.

 

Mas será que todos conhecem a história do Dia das Bruxas que passou a estar inserida na nossa sociedade há alguns anos?

 

Como sempre, Google junta-se a esta celebração, e este ano podemos encontrar um Doodle interactivo (em vídeo) muito divertido que se foca sobre o eterno dilema da escolha da fantasia.

 

Se não são as bruxas, os lobisomens ou os duendes que nos perseguem a cada Halloween, a tarefa horrível de decidir o que vestir é complexa.

 

 

 

 

 

 

Os assustadores fantasmas da noite enfrentam também esse dilema? É o que o Doodle de hoje mostra com Jinx, o fantasma solitário, que se deixa arrastar nesta missãopara encontrar a fantasia perfeita - e um grupo de 'doçura ou travessura' para se juntar.

 

Jinx, o fantasma solitário, está preso nas garras da ansiedad na escolha do traje, incapaz de decidir a fantasia melhor para o Monster Mash. Jinx deveria ser uma bruxa? Uma múmia? Um astronauta? Um morcego? Ou um pirata?

 

 

 

Google doodle Halloween 2017

https://www.google.com/doodles/

 

Morrendo para acertar na escolha e juntar-se ao grupo de "doçura ou travessura", o fantasma solitário sofre alguns episódios terríveis como perder o disfarce ou escolher a mumificação errada.

 

Depois de muitos insucessos o fantasma solitário roda em volta do grupo, usando uma folha como disfarce para esconder o constrangimento. Mas a folha de Jinx depressa é levada pelo vento.

 

 

 

 

Google doodle Halloween 2017

https://www.google.com/doodles/

 

Jinx decide juntar-se a Momo (Halloween 2016) e aos outros truques ou fantasiados na rua. Não querendo assustar ninguém, o fantasma solitário agoniza sobre o traje ideal para se juntar aos outros, sofrendo alguns desaires. Mas por fim, lá é aceite.

 

 

 

 

Google doodle Halloween 2017

https://www.google.com/doodles/

 

Jinx descobre que não há necessidade de se assustar. Mas eis que o gupo de "doçura ou travessura" aceita o fantasma desmascarado e integra-o como um novo amigo, ajudando-o no disfarce.

 

 As criaturas assustadoras da noite enfrentam uma provação similar? O Doodle de hoje controla Jinx, o fantasma solitário, que se embarca em uma missão para encontrar a fantasia perfeita - e um lugar para pertencer.

 

Saber +

 

Das escolas às corridas temáticas, o Dia das Bruxas é festejado em todo o país. Muitas crianças juntam-se a outras crianças, algumas mais velhas, como a irmã,ou o irmão, ou os amigos do local onde vivem e vão bater à porta dos vizinhos a pedir "doces" e a ameaçar "travessuras" e esperam receber doces e guloseimas.

 

 

Halloween na Disneilândia (USA)

créditos: Paul Hiffmeyer/ Disneyland
http://www.lamag.com/culturefiles/

 

Esta é uma prática que ganhou maior dimensão nos últimos anos. Popularizado pelos Estados Unidos, este é, segundo os historiadores, um costume que teve origem numa tradição celta, o Samhain (fim do verão).

 

A festa começava no dia 31 de Outubro e durava três dias. Nesse dia, o povo acreditava que havia maior proximidade entre mortos e vivos. Os espíritos voltavam a casa para pedir comida, pelo que os familiares deixavam alimentos à porta.

 

 

 

Halloween na Disneilândia (USA)

créditos: Paul Hiffmeyer/ Disneyland
http://www.lamag.com/culturefiles/

 

Em 1845, a tradição viajou da Irlanda para a América do Norte, na sequência da Grande Fome. Nessa altura terá surgido a tradição moderna de trick-or-treat (doce ou travessura), que depois foi exportada para vários países.

 

Em Portugal já existia há vários séculos o "pedido de pão por Deus", que ainda resiste em algumas localidades rurais. Grupos de crianças saem à rua no dia 1 de Novembro e vão bater às portas e pedir bolos e dinheiro. Um costume que está relacionado com a tradição popular portuguesa de dar bolos secos a quem ajudou nas colheitas.

 

 Actividades:

 

Por cá, os mais novos andarão de porta em porta tentando assustar vizinhos e amigos, 'susto ou guloseima' para receberem guloseimas que acabam por lhes ser dadas, para manter a tradição, a fim de 'evitar o azar'.

 

Os mais velhos irão certamente reunir-se em festas com os amigos, claramente mascarados, ou então vendo uma sessão de cinema de terror.

 

BOOOO !

 

Divirtam-se !

 

A Professora GSouto

 

31.10.2017

 

Licença Creative Commons

Mulheres repórteres de guerra : Clare Hollingworth !

 

 

 

 

Google doodle 106º Aniversário de Clare Hollingworth

https://www.google.com/doodles/

 

Clare Hollingworth (1911-2017) foi uma jornalista e autora inglesa. Ela foi a primeira correspondente de guerra. Foi Clare Hollingworth que deu a notícia do início da II Guerra Mundial, descrita como "o exclusivo do século".

 

Google homenageou-a hoje, dia 10 Outubro, com um Doodle, dando relevo assim  à figura de uma das jornalistas mais inspiradoras e pioneiras do mundo devido aos seus importantes contributos na cobertura da Segunda Guerra Mundial.

 

Clare Hollingworth, uma mulher apaixonada pela aventura. Clare morreu em Janeiro deste ano, 2017, com 105 anos.

 

O Doodle desta terça-feira assinala o 106º aniversário do nascimento de Clare Hollingworth. A Googleresolveu prestar esta homenagem à jornalista inglesa devido aos seus importantes contributos na cobertura da Segunda Guerra Mundial.

 

Saber + 

 

Com 27 anos, Clare decidiu que queria ser jornalista (1939). Trabalhava há poucos dias no jornal britânico Daily Telegraph, quando foi enviada para o sul da Polóniaonde todas as fronteiras tinham sido fechadas. Só veículos diplomáticas tinham autorização para passar.

 

 

 

manchete da notícia que Clare Hollingworth deu ao mundo a notícia de que a guerra estava a começar

 

 

Por iniciativa própria, pediu emprestado um carro do consulado britânico para tentar entrar no país que estava ocupado pelas tropas alemãs.  E quando viajava da Polónia para a Alemanha, viu e relatou forças alemãs reunidas na fronteira polonesa.

 

Três dias depois, Clare foi a primeira repórter de guerra a informar o mundo sobre a invasão alemã da Polónia.

 

 

 

 

 Ir + longe:

 

A 29 de agosto de 1939a sua história fez manchete no Daily Telegraph com o título “1000 tanques reunidos na fronteira da Polónia”, onde descrevia que a artilharia alemã estava preparada para invadir aquele país. A invasão da Polónia pelas tropas nazis marcou o início da II Guerra Mundial. 

 

Em 2014, a jornalista deu uma entrevista ao The Telegraph onde explicou que era muito nova na altura e que a sua missão era simplesmente cuidar dos refugiados, dos surdos e dos mudos. A guerra limitou-se a surgir enquanto ela ali estava.

 

 

 

Clare Hollingworth

créditos: Clare Hollingworth Collection

http://www.bbc.com/news/uk-13960347

 

Hollingworth costumava dizer que ela era mais feliz quando percorria o mundo, viajando rapidamente e pronta para o perigo. Este espírito levou-a a ter muitos exclusivos, desde o trabalho com refugiados judeus na Polónia, passando pela cobertura das guerras civis grega e argelina, a ser a primeira pessoa a entrevistar Mohammed Reza Pahlavi, o xá do Irão.

 

Passou grande parte da sua vida na linha da frente de vários conflitos, incluindo os do Médio Oriente, norte de África ou Vietname. Nos últimos 40 anos viveu em Hong Kongonde morreu aos 105 anos de idade, em Janeiro de 2017.

 

Recebeu inúmeros prémios. Embora grande parte dos seus primeiros trabalhos não tenha sido oficialmente atribuídos a ela, a experiência de Hollingworth e o trajecto da sua carreira levaram-na a ganhar o Prémio Mulher Jornalista do Ano, o Prémio James Cameron para o Jornalismo e um prémio de realização de vida da instituição O Que os Jornais Dizem.

 

Chegou a ser nomeada oficial da Ordem do Império Britânico pela rainha Isabel II.

 

 

 

Clare Hollingworth

http://www.abc.net.au/news/

 

Actividades:

 

  • Os alunos poderão fazer pesquisa sobre mulheres repórteres de guerra portuguesas e estrangeiras, dando início a um Jornal de Parede sobre a temática;
  • Há duas jornalistas portuguesas que são ou foram repórteres dee guerra: Maria João Ruela (foi ferida numa reportagem de guerra) e Cândida Pinto, ainda no activo, sendo agora comentadora em assuntos de guerra pela sua vasta experiência;
  • Sugerir aos alunos a possibilidade de fazer uma entrevista a uma das duas jornalistas via Skipe numa das aulas curriculares, depois de prévia readacção das perguntas da entrevista, sendo seleccionadas as melhores perguntas, e posterior alinhamento da entrevista.

 

 Como vêm, o acesso das mulheres a profissões de risco são uma realidade. Nada como seguir os seus sonhos, seja qual for a profissão. Não queremos mulheres só ba ciência e tecnologias. Queremos mulheres também nas humanidades.

 

A Professora GSouto

 

10.10.2017

 

Licença Creative Commons