Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Os posts mais lidos 2015 : semestre #2

 

 

Google Doodle Happy New Year's Day

http://www.google.com/doodles/

 

Olhando para trás, 2015 foi um ano excelente! Recursos educativos digitais que serviram de apoio a muitos jovens professores, a alunos ensino básico (6º ao 9º anos), bem como a alunos do ensino secundário.

 

Partilho então os posts mais lidos de 2015, semestre #1 de BlogdosCaloiros. U blogue que se propôs de 2005 a 2009 a apoiar os alunos dos currículos de Língua Portuguesa, de 2005 a 2009 e contou com participação de muitos. Propostas de actividades de enriquecimento curricular mais informal que passou pela introdução das ICT nos currículos escolares.

 

Desde 2010 tem continuado esse objectivo pedagógico, mas agora mais destinado a apoiar todos os leitores que pretendem alargar conhecimentos, a jovens professores que buscam diferentes recursos para introduzir nas suas aulas, estudantes que são bem curiosos e gostam de aprender sempre mais.

 

Os conteúdos contemplam vários temas: literatura, ciência, língua portuguesa, matemática, ambiente, livros, filmes, jogos, cultura, cidadania, e recursos educativos digitais na sua maiora para apoio do ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa.

 

Top dos posts du 2º semestre 2015 :

 

Guerra das Estrelas : O Despertar da Força

Sesame Street : Julia, a menina autista

O Principezinho nas salas de cinema ! Vamos ver ?

Astérix : O Papiro de César, novo álbum em português e mirandês

Regresso ao Futuro : 30 anos depois. Não perca !

Dia de São Martinho : tradição e história

É Natal ! Cântico de Natal

George Boole, o pai da era digital

Oububro Rosa : vamos participar na escola?

A Hora de Plutão : actividades férias 

Dia Mundial da Música: Vamos lá celebrar a música

Noite Europeia dos Investigadores : #NEI 2015

Leituras : Joan Aekin, uma escritora inglesa

Outono chegou hoje : Traz sol e poesia

Mês Internacional da Biblioteca Escolar

Pausa férias : Vamos ver Família Bélier?

Dia dos Avós : tradições e leituras

Kitesurf : Parabéns Francisco Lufinha !

Ler : Quando Hitler Roubou o Coelho Cor-de-Rosa

Lágrimas por Paris

Parabéns José Xavier : Membro Honorário do BAS

Fundação Paul Walker : Do Good

Jornadas Europeias do Património 2015 

Eh ! Esta madrugada muda a hora

 

 

 

Sesame Street

http://i.telegraph.co.uk/

 

Meu crush do semestre #2 ? Sesame Street : Julia, a menina autista. Claramente. 

 

 A Rua Sésamo que todos conhecem da vossa infância criou uma personagem autista. Julia é uma menina como tantas outras que apenas se diferencia em pequenas coisas. O objectivo é sensibilizar a sociedade e ajudar crianças e pais a entender melhor o autismo.

 

Julia tem cabelo laranja, olhos verdes, e é autista. A nova personagem da Rua Sésamo tem um papel de destaque na série. Quer mostrar às crianças "o que todas têm em comum e não as suas diferenças”.

 

A iniciativa Sesame Street and Autism: See All in Amazing Children alerta para o autismo entre os mais novos e quer ser uma ajuda para crianças e família.

 

Se quer agora divulgar algum dos meus posts, use um dos ícones das redes sociais. E por que não deixar um comentário? Bem mais fácil, agora.

 

Que o ano 2016 seja de sucesso para todos aqueles que amam ensinar e que vêm nos seus alunos espíritos criativos. Preparar os alunos para o futuro multidisciplinar deve ser uma das funções-chave de todos os professores e das escolas.

 

Bom Ano 2016 !

 

A Professora GSouto

 

31.12.2015

 

Licença Creative Commons

 

Astérix : O Papiro de César, novo álbum em português e mirandês

 

 

 

O Papiro de César

Asterix

 Editora ASA

http://1.bp.blogspot.com/

 

A mais recente aventura de Astérix foi apresentada na passada quinta-feira, dia 22 Outubro 2015, a nível mundial, tem o título O Papiro de César. Para além da edição em lingua portuguesa, terá uma edição de 1 500 exemplares traduzidos em língua mirandesa, segunda lingua oficial portuguesa. 

 

Não é novidade para nós, a tradução de obras literárias e de banda desenhada em mirandês. Já aplaudimos neste blogue a edição em mirandês de O Principezinho de Saint-Exupéry.

 

 

O Papiro de César

Asterix

 Editora ASA

http://1.bp.blogspot.com/

 

A tradução do francês para língua mirandesa, das novas aventuras do pequeno herói gaulês, esteve a cargo, neste caso, do linguista José Pedro Ferreira e do investigador e escritor Carlos Ferreira.

 

Os tradutores tiveram alguma liberdade na tradução. Apenas não foi autorizado a tradução do nome de algumas personagens como, por exemplo, Astérix e o seu leal amigo Obélix.

 

 

O Papiro de César

Astérix, álbum nº 36

 editora ASA

http://p3.publico.pt/

 

"Há um aspecto muito importante neste trabalho que é tradução dos nomes das personagens. Do ponto de vista contratual, não foi permitido a tradução de alguns nomes de personagens [emblemáticas], mas, de outros temos a liberdade para a tradução, de forma a tornar os nomes o mais fiel possível à língua [mirandesa]"

 

Carlos Ferreira

 

"Esta edição é uma coisa fantástica para uma língua de pequena abrangência social e confinada a uma região como é o mirandês", frisou o tradutor à Lusa.

 

No passado, já se pubicaram outros dois títulos do Astérix em mirandês, nomeadamente, Astérix, L Goulés, (Setembro de 2005), e Astérix, L Galaton (Novembro de 2006).

 

 

http://diariodigital.sapo.pt/

 

Astérix é um verdadeiro fenómeno editorial à escala planetária, e a editora quis "prestigiar" este novo álbum do herói gaulês com a edição nas duas línguas oficiais de Portugal, o mirandês e o português.

 

A ASA, editora oficial e exclusiva do Astérix em Portugal, disponibilizará uma edição em português com 60 000 exemplares e outra em mirandês com 1 500. O álbum foi lançado no dia 22 Outubro 2015, simultâneamente em todo o mundo, num total de 20 línguas, com uma tiragem de quatro milhões de exemplares. Impressiona !

 

 

Astérix , O Papiro de César

 álbum nº 36

 http://static.globalnoticias.pt/

 

Os fãs incondicionais dos nossos amigos gauleses, desta vez, respiraram de alívio. É que O Papiro de César foi considerado o melhor álbum de Astérix desde os anos 80.

 

O novo volume de BD não está à altura das grandes obras de Goscinny e Uderzo, mas após 30 anos de maus álbuns, o novo álbum de Astérix embora esteja longe dos álbuns assinados por Goscinny e Uderzo, é o melhor álbum destes ultimos anos.

 

 

Jean-Yves Ferri & Didier Conrad

http://s2.glbimg.com/

 

Sendo assim, é de valorizar a dupla que tomou conta da série em 2013 – Jean-Yves Ferri (texto) e Didier Conrad (desenho).

 
 

 

 

Não podemos, no entanto esquecer, que a série chegou ao cinema em 1999, tendo sido realizados quatro filmes, o que levou a que os últimos álbuns assinados por Uderzo atingissem tiragens de três milhões de exemplares.

 

 

O Céu Cai-lhe em Cima da Cabeça

Astérix : R. Goscinny/ A Uderzo

Asa Editores

http://www.fnac.pt/

 

Só que a certa altura, como foi caso do álbum O Céu Cai-lhe em Cima da Cabeça (2005), onde entravam extraterrestres, super-homens, naves inspiradas na BD japonesa, um mau da fita que parecia o Duende Verde do Homem-Aranha e um bom da fita que tinha roubado as luvas ao rato Mickey, a BD atingiu níveis de desvario.

 

Perante isso, a família de Albert Uderzo conseguiu finalmente convencer convencê-lo a parar de "torturar os pobres gauleses, que apesar de resistirem ainda e sempre ao invasor estavam com manifestas dificuldades em resistir ao seu criador."

 

René Goscinny, o genial argumentista de Astérix, Lucky Luke ou Iznogoud, era a grande alma da série. Mas Goscinny morreu em 1977. E os seus notáveis argumentos faziam toda a diferença, com a Gália do ano 50 a.C. transformada num engenhoso espelho onde se reflectiam as preocupações da França contemporânea. 

 

"Através de notáveis anacronismos e jogos de linguagem só acessíveis a leitores mais sofisticados, Goscinny mantinha ao mesmo tempo uma pulsão aventureira capaz de agradar aos mais jovens, e foi essa mistura de níveis de compreensão que impulsionou a série para o sucesso."

 

Informação:

 

O Papiro de César, versão de Jean-Yves Ferri (texto) e Didier Conrad (desenho), 36º álbum, 48 páginas, editora ASA, preço 12,90 €.

 

Actividades:

  • A Banda Desenhada faz parte dos curriculos de Lingua Portuguesa. Partindo dos vários posts de BlogdosCaloiros e BlogSkidz (blog de FrancêsLE) poderão levar os alunos ao estudo da BD, bem como à comparação dos vários álbuns ( álbuns, e filmes) ao longo dos anos.
  • É evidente que não devem deixar de referir o site oficial Astérix para que os alunos alarguem  conhecimentos sobre este fenómeno da banda desenhada francesa.

 

A Professora GSouto

 

27.10.2015

 

Licença Creative Commons

 

Fundação Paul Walker : Do Good

 

 

Fundação Paul Walker

https://the-paul-walker-foundation.myshopify.com/

 

 

 Paul Walker 1973-2013

http://s1.ibtimes.com/

 

Meadow Walker, filha do falecido actor Paul Walker anunciou nas redes sociais, há uma semana, isto é no dia 12 Setembro, dia em que o pai, Paul Walker completaria quarenta e dois anos, a criação da Fundação Paul Walker

 

Ninguém esqueceu  o terrível acidente que vitimou em Dezembro de 2013, o actor Paul Walker. Sim, o actor que admiravam da série cinematográfica Velocidade Furiosa e que atingiu este ano, na sua versão 7, o record de espectadores.

  

velocidade-furiosa-7.jpg

 

Velocidade Furiosa 7

https://www.facebook.com/velocidadefuriosa.pt

 

Velocidade Furiosa 7 filmava-se na altura em que o actor teve o acidente e  morreu. Tantos espectadores para homenagear acima de tudo Paul Walker. Houve países, onde pessoas choraram no final da projecção, outros em que se prestou tributo com a plateia de pé a bater palmas.

 

Paul Walker, segundo se sabe era um actor solidário. E regressava precisamente de uma festa para angariação de fundos de solidariedade.

 

 

 

 

Esteve também presente em várias catástrofes naturais, como no tsunami no Siri-Lanka, 2004, ou no terramoto no Haiti em 2010.

 

"Paul Walker era mais conhecido pela sua carreira de actor, mas sua paixão era o oceano" (...)  "Ele estudou biologia marinha passou a maior parte de seu tempo livre no oceano."

 

 

Paul Walker 8 Below

http://www.imdb.com/

 

Nós conhecemos Paul Walker há alguns anos, não pela sua paixão pelo mar, mas na dedicação a Antárctida e aos seus cães, num filme baseado em factos verídicos, 8 Below - Antárctida : da sobrevivência ao resgate.

 

Trabalhavamos o Texto Narrativo nas aulas de Lingua Portuguesa, a que acrescentámos a temática do grupo e de valores como a amizade, coragem, interajuda, nas aulas de Cidadania, no ano lectivo 2005-2006.

 

O filme tocou-nos tanto que ficámos a admirar a dedicação que Paul Walker pôs no desempenho de um guia na Antárctida, e na salvação da sua equipa de cães-expedição.

 

 

Paul Wlaker e a filha Meadow

http://images.cdn.impresa.pt/

 

Paul Walker tinha uma filha de quinze anos, Meadow, como referimos no post de tributo ao actor em 2013. Um ano depois, Meadow publicou no seu Instagram fotografias de seu pai com ela quando era pequena.

 

Meadow, agora com dezasseis anos, acaba de criar uma fundação para homenagear seu pai, a Fundação Paul Walker.

 

Meadow anunciou nas redes sociais, há uma semana, isto é no dia 12 Setembro, dia em que o pai, Paul Walker completaria quarenta e dois anos.

 

 

« Quando penso no meu pai, revejo-me nas suas paixões.  A paixão pelos oceanos, a paixão pela defesa dos animais, a paixão em ajudar as pessoas e a paixão pelo bem. Quis lançar esta Fundação porque quero partilhar este lado humano da sua pessoa, ao mundo em geral. »

Meadow Walker, Instagram

 

O lema da Fundação Paul Walker : Do Good

 

Um dos objectivos é apoiar os líderes futuros do Oceano a ser os pioneiros na protecção dos nossos oceanos, animais selvagens, e de nós mesmos, afinal.

 

Fundação Paul Wlaker pretende tambémo apoiar e angariar fundos para a organização de socorro do falecido actor, Reach Out World Wide (ROWW). A ROWW ajuda a reunir voluntários de apoio humanitário de emergência para locais de desastres, proporcionando apoio médico, comida, abrigo, roupa, tudoo que for necessário para casos de catástrofes naturais.

 

Actividades:

 

  • Propor aos alunos a exploração do site, valorizando aspectos fundamentais para o ser humano.
  • Incentivar os alunos a partilhar valores : voluntariado ; apoio (alimentos, vestuário) a vítimas de catástrofes naturais.
  • Protecção dos oceanos ; protecção de animais em risco de extinção, outros.

 

Numa altura em que uma crise humana de migrantes se abate na Europa e se aproxima a Cimeira Mundial para o Desenvolvimento Sustentável que terá lugar em Paris de 25-27 Setembro 2015, a Fundação Paul Walker poderá ter um papel a desempenhar.

 

A Professora GSouto

 

19.09.2015

Licença Creative Commons

Pausa férias : Vamos ao cinema ?

 

 

Chegou a hora de fazer a pausa férias. E, como sempre, aqui deixo uma sugestão. Uma ida ao cinema. Agrada-vos? Sei que sim.

 

Ah! Mas antes, gostaria de lembrar que ontem foi o Dia Internacional dos Esquerdinos. Passem pelo vosso blog de FrancêsLE e espreitem. Têm uma proposta de leitura que vai interessar todos os esquerdinos... e não só.

 

Vamos ao cinema? É a proposta de actividade de férias que quero deixar.

 

bélier2.jpg

 

La famille Bélier, 2014

http://www.imdb.com/

 

Então, nada melhor que um filme que está já nas salas de cinema. "A Família Bélier", título original, La Famille Bélier, de Eric Lartigau, estreou ontem e conta com Louane Emera, Karin Viard, François Damiens, Eric Elmosnino nos principais papéis.

 

Sinopsis

 

A família Bélier é uma simpática família francesa que se dedica à produção de laticínios. Todos são surdos com excepção de Paula, de 16 anos. Ela é a intérprete dos seus pais e um elo essencial, em especial, no que respeita ao funcionamento diário da quinta da família. Um dia, incitada pelo seu professor de música, Paula descobre um talento para cantar e decide preparar-se para a audição da Radio France Choir que poderá fazer com que entre numa escola prestigiada de Paris. Uma escolha de uma vida que irá distanciá-la da sua família e forçá-la a crescer.

 

 

 

 

Mas não só. Paula (Louane Emera),uma adolescente que enfrenta todas as questões comuns de sua idade: o primeiro amor, os problemas na escola, as brigas com os pais, a surdez de todos os membros da família, seu pai (François Damiens), sua mãe (Karin Viard) e o irmão são surdos e mudos.

 

 

Les Bélier/ La famille Bélier, 2014

http://s2.dmcdn.net/

 

Paula é quem administra a quinta da família, e quem traduz a lingua gestual dos pais nas conversas com os vizinhos.

 

Um dia, numa aula de música, o professor descobre que Paula tem um imenso talento para o canto, podendo vir a integrar uma escola prestigiada em Paris. Mas como abandonar os pais e o irmão?

 

 

Paula et professeur de musique

La famille Bélier

http://www.francesoir.fr/sites/francesoir/

 

Paula, é interpretada por Louane Emera, uma jovem cantora que participou, na vida real, no concurso de televisão The Voice, (programa que bem conhecem), e que chegou à meia-final demonstrando que tem um timbre de voz excepcional para a sua idade. 

 

O realizador Eric Lartigau descobriu-a nesse programa de televisão e propos-lhe o papel de Paula, no filme La famille Bélier.

 

louanne-famillerbelier.jpg

 

Paula/ Louane Emera

La famille Bélier

http://www.francesoir.fr/

 

Saber +

 

Sem nada prever, Louane estreou-se como actriz após o programa The Voice, França, o que lhe valeu a atribuição de um César: César du Meilleur jeune espoir féminin (César para a melhor jovem esperança feminina) nos César 2015, o galardão francês que se equipara aos Oscar nos Estados Unidos.

 

 

 

 

Uma história simples mas com uma essência extraordinária que nos faz rir e também chorar. De destacar a cena em que Paula vai a um concurso proposto pelo professor de Música, e canta uma bonita canção de Michel Sardou "Je vole", começando a interpretar a letra em língua gestual para os pais 'ouvirem', enquanto canta.

 

Mes chers parents je pars
Je vous aime mais je pars
Vous n'aurez plus d'enfants ce soir
Je ne m'enfuis pas je vole."

 

Michel Sardou, Je vole (extrait)

 

Esta música é arrepiante. A letra é fabulosa. Impossível não se ficar com uma lágrima no canto do olho, mesmo que não seja o nosso género de música.  Reflecte a verdade dos jovens quando saem de casa para ingressar numa faculdade mais distante da casa dos pais. E reflecte a dor dos pais quando vos vêem sair de casa.

 

 

La famille Bélier, 2014

https://pmcvariety.files.wordpress.com/

 

Outra cena que me tocou, foi quando Rodolph Bélier pede à filha que cante, enquanto lhe coloca a mão na garganta para sentir as palavras. Momentos lindos, tocantes do filme.

 

Adorei. É lindo, lindo, lindo. É mesmo muito ternurento, encantador. Uma história de família que deveria ser igual a muitas famílias que enfrentem os mesmos problemas e se unem com amor, ternura. Um filme a ver em família.

 

Actividades: Professores

  • Um filme a explorar em sala de aula na disciplina de Língua Portuguesa, de modo a introduzir algumas noções de Lingua Gestual.
  • Igualmente interessante para explorar na disciplina de Francês Lingua Estrangeira.
  • Valores : famíla ; direito à diferença (aceitação/compreensão) ; integração.

 

Espero que me contem depois de férias, no início do próximo ano lectivo, lá para meados de Setembro.

 

Boas férias ! Até Setembro ! 

 

A Professora GSouto

 

14.08.2015

Licença Creative Commons

 

Boyhood, um filme a explorar

Boyhood_film.jpg

 

Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Ao longo dos anos, sempre me preocupei em divulgar neste blogue filmes que pudessem enriquecer a experiência vivencial e cultural dos alunos.

 

Deixar de escrever sobre um filme fascinante Boyhood realizado por Richard Linklater ser-me-ia impossível.

 

Há muito aguardado nas salas de cinema, está em exibição há algum tempo. Trata-se de um filme cativante que nos envolve de uma ponta à outra. Nele percorremos dozes anos da vida de Mason (Ellar Coltrane). 

 

Uma biografia devastadoramente plausível de um adolescente 'real'. Diante de nossos olhos, a criança tornou-se um homem num lapso de tempo. O filme desenvolveu-se naturalmente como a vida, Na verdade, é uma história de vida. Mas vamos então à história:

 

Boyhood_film6.jpg

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Rodado ao longo de quase 12 anos, BoyHood- Da Infância à Juventude é um 'road movie' no qual a estrada é o tempo. Fazemos aqui e ali pequenas paragens, conhecemos novas personagens e situações e, depois, seguimos em frente, modificados.

 

Drama ficcional, mantendo o mesmo grupo de actores durante 12 anos, e filmado entre 2002 e 2013. Uma viagem única, ao mesmo tempo épica e intimidante, através da alegria da infância, dos problemas e oscilações de uma família moderna, próprios da passagem do tempo.

 

Boyhood_film5.jpg

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

O filme acompanha Mason (Ellar Coltrane), de 6 anos, ao longo da década mais importante da sua vida - infância e adolescência - pelo meio vão acontecendo um turbilhão de mudanças, controvérsias familiares, casamentos instáveis, segundos casamentos mal resolvidos, novas escolas, primeiros amores e amores perdidos. Tempos memoráveis e tempos assustadores e uma constante miscelânea de desgostos e deslumbramentos acompanham Mason.

 

Boyhood_film3.jpg

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Mason é um menino sonhador que se confronta com a importante decisão da sua afectuosa e lutadora mãe, Olivia (Patricia Arquette), de refazer a vida em Houston, no momento em que o pai, Mason Senior (Ethan Hawke), há muito tempo ausente, regressa do Alasca, e volta a entrar no seu mundo.

 

Boyhood_film7.png

Mason| Ellar Coltrane

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Entre pais e padrastos, raparigas, professores e patrões, perigos, anseios e paixões, Mason emerge para seguir o seu caminho.

 

É um filme que compreende que somos o resultado de um conjunto de instantes mais ou menos memoráveis e que, portanto, somos seres fluidos por natureza. Acompanhar todas estas mudanças é uma jornada fascinante.

 

Boyhood_film4.jpg Mason & Mason Senior

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Não há, aqui, o drama de um pai ausente para sempre, de uma mãe desatenta, mas sim o drama do quotidiano, não menos impactante, de tentar andar para a frente, mesmo diante de problemas financeiros, de brigas com os vários padrastos, e de pequenos percalços quase triviais, como o embaraço de ter que ir para a escola com um corte de cabelo desastroso ou ser repreendido por um adulto pouco amistoso.

 

 

 

Recheado de um humor doce que, frequentemente, nasce das interacções da família carinhosa que ocupa seu centro, BoyHood também é capaz de mostrar pedaços de vida dolorosos que são concebidos cuidadosamente. Por exemplo, perceber como o problema do segundo marido de Olivia é inicialmente sugerido de forma subtil, quando o mesmo evita beber diante dos filhos (dois dele e dois de Olivia) , até ao instante em que sua ira alcoolizada explode durante um almoço no qual não faz questão de esconder a sua adição.

 

Boyhood_film10.jpg

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Porém, o mais recompensador neste belíssimo filme é perceber como Mason, apesar de todos os dramas ou pequenos traumas que enfrenta, se torna um jovem adulto tão fascinante. Dono de um tom de voz sereno,gentil, de gestos carinhosos, e de uma personalidade repleta de curiosidade pelo mundo, Mason (interpretado por um actor carismático) jamais deixa que esqueçamos o garotinho que se equilibrava afoitamente no baloiço, quando o vemos já jovem adulto, prestes a partir para a faculdade, atormentado por ansiedades em relação ao futuro.

 

Boyhood_film8.jpg

 Boyhood, 2014

http://www.imdb.com/

 

Vê-lo crescer é tão emocionante como acompanhar o envelhecimento de seus pais, já que, inevitavelmente, isto nos leva a reflectir sobre a nossa própria trajectória. A sensação é a de que tudo passou tão rápido, tanto quanto as quase três horas deste filme maravilhoso.

 

Informações:

Boyhood, site oficial, teve cinco nomeações para os Golden Globes, foi premiado em três categorias: Melhor Filme, Melhor Actriz Secundária, Patricia Arquette, e Melhor Realizador.

Tem seis nomeações para os Oscars 2014.

 

Actividades:

  • Organizar uma visita de estudo transdisciplinar : ida ao cinema com grupo/turma;
  • Prévia pesquisa sobre dados do filme: história, banda sonora, actores, realizador;
  • Posterior debate em sala de aula (após ter visto o filme), individual e/ou trabalho de grupo;
  • Avaliar compreensão, sentido crítico, reacções;
  • Desenvolver actividades de escrita criativa.

 

Para quem convive diariamente com adolescentes, sabe como os dozes anos da vida de Mason se assemelham à maioria dos nossos alunos, suas crises 'normais' de crescimento, famílias monoparentais ou disfuncionais, Boyhood só pode ser considerado um recurso educativo riquissimo a explorar nos curriculos.

 

A todos aconselho vivamente. A todos os níveis. De uma imensa riqueza humana e sensorial. O tema musical Hero é lindo!

 

A Professora GSouto

 

04.02.2015

blogdoscaloiros88x31.png

Tributo a Paul Walker

 

 

 

 

Paul Walker

http://media2.intoday.in/indiatoday/

 

Todos ficamos chocados no último fim-de-semana com o fatídico acidente que matou o actor Paul Walker. Pela brutalidade  das imagens, por se tratar de um jovem e promissor actor, por sabermos que era também alguém que apesar da fama, não esquecia a solidariedade, pela tristeza em saber que regressava precisamente de uma angariação de fundos a favor das vítimas do tufão Hayan que se abatera há poucas semanas sobre as Filipinas

 

 

Eight Below | Antárctida

Paul Walker

 

Talvez a maior parte dos alunos da classe 2006-2007 não tenha associado Paul Walker dos filmes The Fast and the Furious, ao actor que tanto nos comoveu no filme Antárctida: da sobrevivência ao regaste, tradução de Eight Below que fez parte do nosso projecto Ano Polar.

 

Já lá vão uns anos, e daí eu própria não lembrar que se trata do mesmo actor, Sim, o fantástico Jerry (Paul Walker) e a sua incomparável equipa de oito yuski Buck, Dewey, Max, Maya, Old Jack, Shadow, Shortie e Truman, no filme baseado em acontecimentos verídicos. Foi ele o actor que deu vida a Jerry Shepard guia da expedição japonesa à Antárctida em 1957.

 

 


Paul Walker | Eight Below

http://www.trbimg.com/


Depois de ser obrigado a retirar-se, Jerry tenta encontrar um patrocinador para a missão de resgate dos seus cães. Enquanto isso, Maya e os seus companheiros lutam pela sobrevivência. Impulsionado por um vínculo inabalável e uma enorme coragem, Jerry faz essa viagem incrível para se reunir com sua equipa.

 

Como sofremos todos com esta luta de sobrevivência, com a morte de Old Jack e do jovem Dewey, a coragem de Maya que liderou com bravura e tanta coragem, tentando tudo para proteger, orientar e apoiar os seus companheiros até ao regresso de Jerry. Ele nãp desistiu e foi mesmo resgatar os seus cães.

 

Um filme que mexeu connosco, que vos ajudou a superar algumas questões de relacionamento intergrupal. Depois de debate, Eight Below foi a inspiração para desenvolver actividades de escrita criativa que posteriormente integraram o projecto Ano Polar 2006-2007.

 

Paul Walker tinha uma filha de quinze anos, Meadow Walker. Uma jovem adolescente, com vós, actualmente. Meadow vive o pesadelo de ter perdido o seu pai da maneira mais trágica.

 


Paul Walker e sua filha Meadow

foto: Sultana / Splash News

http://www.eonline.com/


É pois com enorme pesar que me junto, na vossa ausência, a todos os actores e amigos e a tantos internautas que não cessam de prestar tributo a Paul Walker. Estou certa que muitos de vós também se sentem chocados com este prematuro desaparecimento.

 

Paul Walker merce este tributo pelas emoções que nos transmitiu e pela capacidade de despertar em todos os alunos a criatividade que puseram na consecução das várias actividades.



Paul Walker | Eight Below

http://www.globalanimal.org/

 

Ao reconhecerem o actor de Antáctida: da sobrevivência ao regaste, se sentem tão tristes quanto eu.

 

Paul Walker permanecerá imortal na nossa memória. Pela capacidade de nos comover numa história a que o actor imprimiu toda a sua capacidade interpretativa num episódio verídico.Pelo carinho com os cães que passou para o lado real da vida, como fica demonstrado nesta foto. 

 

Pelo seu humanitarismo perante situações como a tragédia nas Filipinas.


RIP Paul Walker.



A Professora GSouto


04.12.2013


Licença Creative Commons

JK Rowling: Quando o Cuco chama

 

J.K. Rowling | Quando o cuco chama

Editorial Presença

http://www.presenca.pt

                                                                   

Amigos pottermania! Lembram a notícia que vos dei em Julho? Sim, sobre o novo livro de J. K. Rowling? Não, já não falo de Morte Súbita. Falo, como já reconheceram pela capa, de Quando o Cuco Chama sob pseudónimo Robert Galbraith.

 

Pois o novo livro da vossa escritora favorita, ao longo da vossa adolescência - quantas vezes lemos os livros Harry Potter nas aulas de Língua Portuguesa - já está traduzido e à venda em Portugal desde ontem, dia 15 Outubro.

 

Entre as muitas novidades que as editoras portuguesas anunciaram nas últimas semanas para este Outono, está Quando o Cuco Chama, o primeiro policial da escritora da saga Harry Potter, assinado sob o pseudónimo Robert Galbraith.

 

O objectivo de J. K. Rowling era escrever um policial sem que se soubesse a sua identidade, só que o seu 'segredo' - ou estratégia ? - foi descoberto e revelado num jornal britânico, Sunday Times, em Julho passado, dois meses depois da publicação e recepção positiva por parte da crítica.

 

Pois é ! A partir dessa fuga de informação as vendas subiram vertiginosamente e o policial passou para o top de livros mais vendidos na Inglaterra, destronando outros autores, como por exemplo Dan Brown e o seu mais recente ‘thriller’.

 

 

J.K. Rowling | Quando o Cuco Chama

Oferta Editorial Presença

http://4.bp.blogspot.com/

 

Quando o Cuco Chama, publicado pela Editora Presença,  está à venda então em Portugal. Para os mais curiosos, tem 496 páginas e conta a história de Cormoran Strike, um veterano da guerra do Afeganistão que se torna detective privado e tenta desvendar o caso do suicídio de uma modelo.

 

Segundo o jornal USA Today este é "um dos livros do ano". Assim, depois de uma tentativa falhada com Morte Súbita, o seu primeiro romance para o público adulto, em 2012, a escritora multimilionária que vendeu mais de 450 milhões de exemplares em todo o mundo, volta aos tops mundiais de venda, desta vez não com histórias de escolas de jovens feiticeiros, mas com histórias mais complexas e de suspense. E, segundo a autora anunciou em Julho, o próximo policial já está pronto, e deverá sair para o ano.

 

 

 

http://i2.cdnds.net/

 

Mas, preparem-se ! Há mais ! A Warner Bros. anunciou em Setembro último que J.K. Rowling faria a sua estreia com guionista  com 'Fantastic Beasts and Where to Find Them', o primeiro de uma nova série de filmes que faz parte de sua parceria criativa com J.K. Rowling.

 

Os filmes serão baseados num livro citado muitas vezes citado pelos alunos de Hogwarts na saga mundialmente famosa de Rowling. 

 

Uau! Só boas notícias para os seus fãs. Pelos vistos J. K. Rowling não desiste tão facilmente dos livros. Entra em novos desafios. Excelente! Vamos aguardar, para ver!

 

A Professora GSouto

 

 16.10.2013

 

Licença Creative Commons

Blog em pausa : Actividades de lazer

 

 

Signos do Zodíaco

www.yahoo.com 

 

Uf! Finalmente dez dias férias, mesmo. Este ano, atrasei-me um pouco em escrever este post. Pois é ! Falta de tempo.

 

No entanto, sei agora que me esperam alguns dias de excelente relax, sem stresse. Muita leitura me espera (embora nunca me abandone, nem que seja por minutos), praia (adoro ler na praia), isto quando o vento sopra leve, ou apenas uma ligeira brisa (detesto nortadas), algum cinema (falo mais abaixo), e claro, muita música.

 

Quase todos a gozar os últimos dias de um merecido descanso. Sei que nem todos retomarão os estudos ao mesmo tempo. Mas a partir da primeira semana de Setembro, e antes do mês acabar, todos enfrentarão com entusiasmo un novo ano lectivo.

 

Sempre que posso, gosto de deixar uma proposta para este tempo de lazer. Então aqui ficam dois assuntos que poderão, talvez, interessar-vos.

 

Todos nós lembramos Steve Jobs com saudade e admiração. Foi ele que pôs os primeiros ipods nos vossos bolsos e nos permitiu utilizar telemóveis em algumas actividades pedagógicas. Foi efectivamente um visionário, rebelde, no bom sentido, um criativo fora de série que nos permitiu ter a música ali tão perto, o contacto que apreciamos (sois os novos 'nativos digitais', seguidos de perto por uma 'pioneira digital') que utilizamos as redes sociais, os maravilhosos ipads pelos quais tanto suspirei, quando introduzi o uso das tecnologias nas nossas aulas curriculares, mesmo tendo apenas um computador (único, a um canto da biblioteca).

 

Sim, porque só mais tarde, depois da nossa participação em Palavr@s para o século XXI que, inconformada fui pessoalmente solicitar à DREN, um ou dois computadores para termos na sala de aula.

 

Tempos dinossauricos, poderiamos dizer!

Voltemos então a Steve Jobs e ao filme que se encontra nas salas de cinema desde quinta-feira. Steve Jobs baseado na autobiografia do CEO da Apple.

 

 

 

Jobs (2012)

http://jobsthefilm.com/

  

O filme reporta a épica e turbulenta história de Steve Jobs, desde o início do seu percurso inicial até à criação de um novo tipo de tecnologia que mudou o mundo à nossa volta para sempre.

 

Como grande admiradora de Jobs, não poderia perder este filme. Confesso, não acreditava muito no actor que o incarna, Ashton Krutcher que até aqui apenas víamos em comédias ligeiras, tenho que reconhecer que o actor me surpreendeu e cresceu com esta personagem, desempenhando com dignidade a figura mítica de Jobs. A sua semelhança física chega a impressionar.

 

 

https://www.facebook.com/JOBSTheFilm/

 

Se gostas de tecnologia e pensas seguir a via profissional de informática, suponho que o filme te poderá ser útil e estimular a tua criatividade.

 

Se és apenas admirador pelo ipod que trazes no bolso do teu jeans, não deixes de ir ver.

 

Talvez compreendas melhor como acreditar num sonho pode levar à sua realização. Não vou falar de Jobs como pessoa, isso só a ele dizia respeito. Mas há que ponderar factos reais que o marcaram terrivelmente na infância.

 

 

 

 No Stress, nova boys band

http://imgs.sapo.pt/kids/

 

 E por último, esta proposta musical vai para os mais jovens. Descobri hoje na net uma boys band portuguesa (quatro amigos) que me lembraram o tempo dos D'ZRT (alunos 2005), ou ainda os Expensive Soul (alunos 2007). 

 

Confesso que também gosto dos Expensive Soul! E adorei o concerto "Expensive Soul Symphonic Experience" em 28 Abril 2012, em Guimarães Capital Europeia da Cultura 2012.

 

Os No Stress são a nova "boys band" portuguesa: Claúdio, Tiago, Valter, Daniel e James conheceram-se este ano e a química foi imediata. Juntos sentem-se como se conhecessem desde a infância e por isso não é de estranhar que tenham escrito em conjunto, cinco temas do seu álbum de estreia.

 

No Stress é o nome da banda, mas também de um dos temas composto pelos rapazes, que têm expressão como lema de vida.

 

A um passo do céu é o single de apresentação que chegou a todas as rádios nacionais no dia 21 Agosto e estará à venda digitalmente, no dia 26 Agosto 2013.

 

 

 
 
 
Espero que gostem das propostas. Depois do último post dedicado aos livros - a propósito, estou a ler Morte Súbita de J.K. Rowling - estas poderão as actividades alternativas para este final de férias.
 
 
Para todos boas férias! Chegou agora a minha vez!
 
 
Beijos e abraços para os alunos que ainda lêm este blogue que fez parte dos currículos de Língua Portuguesa.
 
 
Para todos os visitantes que vêm de várias partes do globo, muito obrigada.
 
 
A Professora GSouto
 
 
25.08.2013
 
Licença Creative Commons

Sugestões em tempo de férias escolares : Os Estagiários

 

 

Os Estagiários

http://www.imdb.com/

 

De férias, a maior parte, buscam novas actividades para passar os dias. Depois de uma sugestão de leitura policial, The Cukoo's Calling da vossa muito querida autora, JK Rowling, passemos a outro tipo de sugestão. O cinema! Mas, desta vez o cinema de comédia. E eis que Os Estagiários me surgem, já que todos são fãs incondicionais de Google

 

Pois é! Se querem mesmo conhecer Google visto por dentro, nada melhor do que esta comédia bem divertida que vos fará dar umas boas gargalhadas enquanto se passeiam pelas instalações.

 

Os Estagiários é uma comédia de Shawn Levy. Na versão original The Internship, protagonizado por dois actores bem conhecidos, Vince Vaughn e Owen Wilson. Sempre prontos para comédias bem humoradas. 

 

Juntos já tinham protagonizado o filme Os Fura-Casamentosoutra divertidissima comédia de costumes.

 

 

 

 

Os Estagiários, filme 2012

http://www.imdb.com/

 

Resumo:

 

Mas voltemos a Estagiários! A história é a de dois vendedores, Billy e Nick, que vêem as suas carreiras ameaçadas pela era digital. Sem emprego, desenvolvem todos os esforços para voltar ao mercado do trabalho. E eis que lhes surge um estágio na famosa empresa.

 

Para provar o seu valor, e contra tudo o que possam supor, conseguem mesmo um estágio na Google, ao lado de um grupo jovens génios, os chamados 'nerds'.

 

 

 Google campus

https://en.wikipedia.org/

 

Este é o primeiro passo para lutar contra a 'elite' de talentos da tecnologia e mostrar que são tão bons quantos os seus rivais 'geeks'. 

Mas ganhar o estágio foi apenas o começo. Agora eles têm que competir com os melhores génios da tecnologia e provar que afinal também podem competir com a sua experiência de vida. e necessidade é mesmo a mãe da re-invenção.

 

 

 

Os Estagiários, filme 2012

http://www.imdb.com/

 

 O filme conta a história deste dois quarentões, desempregados, que tentam adaptar-se a um mundo completamente tecnológico, e que vai desde carros autónomos aos óculos inteligentes 3D, projectos desenvolvidos por Google.

 

A comédia foi mesmo filmada no interior do 'campus' do gigante de pesquisa em Mountain View (Estados Unidos). Os actores tentam vivenciar a cultura da empresa Google após aceitarem participar do programa de estágio.

 

Aliás, o filme foi feito em cooperação com a famosa empresa de tecnologia, embora Google não tenha tido autoridade sobre a produção final.

 

Estou certa que vão adorar percorrer as instalações reais de Google, o paraíso dos geeks, compreender como tudo se passa, como agem e trabalham, e como a Google está sempre dispostos, num regime de grande competitividade, a premiar os mais criativos.

 

 

 

 

Valores:

 

Os dois actores saem-se lindamente, secundados por um grupo de jovens actores que foram retirados dos grupos de geeks, formados no início do estágio.

 

O grupo de jovens e menos jovens provam que trabalhar bem em equipa pode ser uma excelente estratégia para ganhar.

 

O espírito de partilha e companheirismo é o valor maior a reter deste filme. 

 

O elenco funciona, o argumento está bem construído e, mesmo sem rasgos de genialidade, cumpre aquilo a que se propõe.

No entanto, a publicidade bem  'descarada' à Google é que poderia ser menos presente, embora seja quase impossível, hoje em dia, não aparecer sempre ou quase sempre em muitos filme uma referênica a Google.

 

À semelhança de FacebookGoogle foi criada por dois jovens universitários 'geek', Larry Page e Sergey Brin em 1998, enquanto faziam o seu doutoramento na Universidade de Stanford (Estados Unidos).

 

Bem! Eu até sou fã de Google! Admiro a criativdade de que têm sido capazes, suplantando outras companhias pela inovação e constante busca de novos e originais caminhos para a alta tecnologia.

 

E imaginem só! O filme só tem estreia marcada nos Estados Unidos a 30 Agosto! Sortudos então, já que estamos a vê-lo um mês antes.

 

Boa sessão! Boas férias! E divirtam-se!

 

A Professora GSouto

 

27.07.2013

 

Licença Creative Commons

Astérix e Obélix : uma lição de Francês?

  

asterix-film1.jpg

 

 http://fr.web.img5.acsta.net/

  

 Enquanto esperam pela 2ª parte de Twilight Breaking Dawn 2 que estreia muito brevemente, proponho-vos uma divertida lição de Francês LE: Astérix et Obélix au Service de Sa Majesté

 

Com tradução Astérix e Obélix: Ao Serviço de Sua Majestade é o quarto filme em imagem real, adaptado da série de banda desenhada criada por René Goscinny e Albert Uderzo.

 

Desta vez, trata-se  da adaptação de dois álbuns: Astérix chez les Bretons e Astérix et les Normands. O realizador é Laurent Tirard, que já tinha assinado a adaptação de outra série criada por GoscinnyLe Petit Nicolas.

 

50 a.C.. Depois de conquistar o Egipto, a Hispânia e (quase toda) a Gália, Júlio César, o grande imperador romano, decide avançar com as suas tropas e invadir a Britânia. A vitória é rápida e total. Ou melhor, quase total. Para seu descontentamento, uma pequena aldeia bretã consegue resistir. Mas as forças bretãs enfraquecem a cada dia que passa.

 

asterix-film4.jpg

 

http://fr.web.img3.acsta.net/

 

asterix-film5.jpg

 

 http://fr.web.img4.acsta.net/

 

É então que Cordélia, a grande rainha, decide enviar Jolitorax  à Gália onde, segundo a lenda, vive o mais irredutível e temeroso povo. Ao mesmo tempo, na aldeia gaulesa em questão, Astérix e Obélix debatem-se com um grave problema. É que o chefe Abracourcix confiou-lhes uma terrível tarefa: transformar Atrevidix, seu preguiçoso e imaturo sobrinho, num homem responsável e capaz de olhar para além do seu próprio umbigo.

 

Quando Jolitorax chega e descreve a situação da sua aldeia, os gauleses oferecem-lhe um barril da famosa poção mágica que lhes dará uma força sobrehumana e a protecção de Astérix e Obélix no seu regresso a casa. Porém, infelizmente para todos, Justforkix também faz parte da escolta até à Britânia.

 

 

http://medias.unifrance.org/

 

Sinpose:

 

Conduzidas por Júlio César, as gloriosas legiões de Roma invadiram a Britânia. Mas uma aldeia continua a resistir à invasão, todos os dias com mais dificuldade. A rainha dos Bretões resolve enviar o seu leal súbdito Anticlimax à Gália para procurar ajuda junto de outra aldeia, famosa pela sua héroica resistência aos Romanos... Entretanto, Astérix e Obélix foram escolhidos para levar a cabo uma delicada missão - meter algum juízo na cabeça de Justforfix, o irritante sobrinho do chefer da aldeia, que apenas pensa em mulheres e música. Quando Anticlimax descreve a desesperante situação da sua aldeia, os Gauleses oferencem-lhe, no seu regresso a casa, um barril da famosa poção, e a protecção de Astérix e Obélix... com Justforfix 'atrelado'.

 

 

 

 
Este é portanto o quarto filme da série em imagem real, depois de Astérix et Obélix Contre César (1999), Astérix e Obélix Mission Cleópatre, (2002), e Astérix aux Jeux Olympiques (2008), postado no nosso blogue.
 
 
No elenco, mantém-se apenas Gérard Depardieu como ObélixAstérix muda de rosto novamente. Agora é Edouard Baer que encarna o pequeno guerreiro gaulês. Mas, o actor francês não é um estranho na série: Baer já tinha interpretado o chato e palavroso Otis em "Astérix e Obélix: Missão Cleópatra".

 

Temos ainda a célebre actriz francesa Catherine Deneuve no papel de rainha de Britânia.

 

 

Reine Cordelia | Catherine Deneuve

 

http://cdn-gulli.ladmedia.fr/

 

Competêcias e Aprendizagens:

 

Bom! Por que razão vos proponho Astérix et Obélix au Service de Sa Majesté? Por se tratar de um filme francês! Isso mesmo! Um filme 3D que vos ajudará a melhorar as competências do Francês LE. Ouvir as personagens falar francês, vai certamente melhorar a vossa pronuncia, alargar vocabulário, prestar atenção às expressões idiomáticas.

 
 
Actividades interactivas:
 
 
Ah !Têm ainda à vossa disposição imensas actividades interactivas em Francês, (escrito ou falado) aqui.
 
 
É pois um divertido filme em 3D, com uma excelente banda sonora, uma engraçada sártira de costumes dos bretões - o 'célebre' chá das 5, as regras de etiquet -, e dos gauleses - engatatões, brigões... e não muito higiénicos.
 
 
O humor bem presente nos diálogos - evitem olhar para as legendas - acaba por fazer deste filme, uma divertida lição de Francês.
 
 
Uma proposta de fim-de-semana?
 
A Professora GSouto
 
10.11.2012
 
Licença Creative Commons