Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Hora Planeta 2017 : Vamos aderir, claro !

 

 

 

Hora do Planeta 2017

http://www.wwf.pt/

 

Amanhã, 25 Março, chega a Hora do Planeta, entre as 20:30 e as 21:30, hora local.

 

A Hora do Planeta é uma iniciativa global ambiental em parceria com a WWF. Cidadãos, empresas, governos e comunidades são convidados a desligarem as suas luzes durante uma hora no sábado, dia 25 de Março de 2017 às 20:30 para apoiar a acção ambientalmente sustentável.

 

 

Hora do Planeta 2017

 http://www.wwf.pt/

 

Saber + 

 

Conhecida globalmente como Earth Hour, é uma iniciativa global da rede WWF a favor da adopão de novos hábitos e maneiras de se relacionar com o meio ambiente.
 
 
Teve início em Sidney, Austrália, em Março de 2007 e tornou-se numa celebração mundial que já envolve um bilião de pessoas em mais de 7 mil cidades, 178 países e territórios, mais de 8.000 cidades e vilas e conseguiu que mais de 12.700 monumentos desligassem as luzes. 
 
 
Ir + longe:
 
 
A missão da WWF é travar a degradação do ambiente natural do planeta e construir um futuro no qual os seres humanos vivam em harmonia com a natureza, pela conservação da diversidade biológica do mundo, garantindo que a utilização dos recursos naturais renováveis seja sustentável e promovendo a redução da poluição e do desperdício.
 
 
 

 

créditos: Earth Hour 2016

http://greensavers.sapo.pt/

 
 
Como uma das primeiras campanhas acerca das alterações climáticas, a Hora do Planeta tem crescido a partir de um evento simbólico numa única cidade, Sydney, para o maior movimento do mundo em defesa do ambiente.

A Hora do Planeta em 2016 chegou a 178 países e territórios, a mais de 9000 cidades e vilas.

Em Portugal, 110 municípios aderiram e centenas de monumentos emblemáticos nacionais ficaram às escuras, como a Ponte 25 de Abril, o Mosteiro dos Jerónimos, o Cristo Rei, em Lisboa e o Convento de Cristo, em Tomar.

 

 

 

Earth Hour 2017

https://www.earthhour.org/

 

Em 2017, a Hora do Planeta pretende aproveitar o poder dos seus milhões de adeptos em todo o mundo para mudar o rumo das alterações climáticas.

 

Mobilizando milhares de milhões de pessoas em mais de 7.000 cidades, vilas em 163 países e territórios.

 

 

10 anos Hora do Planeta

https://www.northsydney.nsw.gov.au/

 

A celebração da Hora do Planeta, que pretende pôr o mundo às escuras entre as 20:30 e as 21:30 de amanhã, sábado, assinala dez anos, depois da primeira vez em Sidney, Austrália, em 2007, e já abrange mais de 8.000 cidades, em 170 países, sendo "reconhecida como a maior acção pelo ambiente e contra as alterações climáticas.

 

Em Portugal, estão já inscritos 140 municípios. Um número recorde. E a cidade do Porto não poderia faltar. 

 

 

 

 

E porque a Música tem a força unificadora de chegar a todas as pessoas, em Portugal vai ser assinalardo o momento com um concerto único à luz das velas, no Parque Eduardo VII.
 
 
 

 

Hora do Planeta

Concerto à Luz das Velas

Lisboa

http://www.wwf.pt/

 

No concerto solidário à luz das velas poderá ouvir: Raquel Tavares, Matias Damásio, Tiago Bettencourt, André Sardet, Tito Paris, Samuel Úria, Enoque e Janeiro.


 
Entrada: 10,00€
 
 
 

 

 

 
Os lucros desta concerto reverterão a favor dos projectos WWF. Se estiveres por Lisboa, não faltes!
 
 
Actividades:
 
 

Este ano, as escolas poderão aderir dado que estamos em período de aulas lectivas. A Páscoa é um pouco mais adiante.

 

  • O Tema Hora do Planeta foi explorado ao longo das duas últimas semanas, na sensibilização dos alunos para participar neste acontecimento mundial, complementado com actividades curriculares.
  • Adiram! E não esqueçam que podem enviar as vossas fotos para o site oficial Earth Hour 2017 ou WWF Portugal.

 

A Professora GSouto

 

24.03.2017

 

Actualizado 25.03.2017

 

 Licença Creative Commons

 

Dia Universal da Criança : falar dos direitos das crianças !

 

 

 

Dia Universal das Crianças

créditos: Unicef Portugal

https://medium.com/@UNICEF_Portugal/

 

Assinala-se hoje, dia 20 Novembro, o Dia Universal da Criança. O Dia Universal da Criança foi criado em 1954 e é celebrado todos os anos no dia 20 Novembro afim de promover o respeito pelos direitos das crianças.

 

Saber +

 

O dia 20 Novembro assinala o dia da adopção pela UN da Declaração dos direitos da criança [A/RES/1386(XIV)] em 1959, e da Convenção relativa aos direitos das crianças, assinada em 1989.

 

Desde 1990, o Dia Universal das Crianças marca igualmente o aniversário da adopção da Declaração da Convenção relativa aos direitos das crianças.

 

Em 20 de Novembro de 1990, Portugal ratificou a CDC, o tratado de direitos humanos mais rapida e amplamente ratificado do mundo. A Convenção estabelece um padrão universal básico para uma infância saudável, protegida e digna para todos os seres humanos.

 

 

Crianças desalojadas devido a inundações nas Filipinas

  EPA/Francis R. Malasig

http://static.globalnoticias.pt/

 

Seis milhões de crianças continuam a morrer no mundo todos os anos devido a causas evitáveis, segundo dados da UNICEF a propósito do Dia Universal da Criança, que hoje se assinala.

 

Apesar dos progressos alcançados nas últimas décadas, a UNICEF recorda que as crianças dos agregados familiares mais pobres têm duas vezes mais probabilidade de morrer antes dos cinco anos do que as crianças dos meios mais ricos.

 

 

dia-univ-dir-crianc1.jpg

 

créditos: Unicef 

https://www.facebook.com/UNICEF.Portugal/

 

Ir + longe:

 

São quase 385 milhões as crianças a viver em situação de pobreza extrema e mais de 250 milhões de crianças em idade escolar não estão a frequentar a escola ou a aprender.

 

Há ainda perto de 50 milhões de menores que foram obrigados a abandonar as suas casas e estão actualmente desenraizadas.

 

"Os direitos das crianças encurraladas em zonas sob cerco - nomeadamente na Síria, no Iraque, no norte da Nigéria - estão ainda mais ameaçados, pois as suas escolas, hospitais e casas têm sido alvo de ataques.

 

 

childrens-day-syria.jpg

 

Crianças na Síria reunem lenha 

créditos: REUTERS

http://www.telegraph.co.uk/

 

A nível global, perto de 250 milhões de crianças vivem em países afectados por conflitos", refere a UNICEF num comunicado em que assinala o Dia Universal da Criança.

 

"É absolutamente necessário pôr fim a estas violações, investindo mais para chegarmos às crianças mais vulneráveis, ou pagaremos o preço de um crescimento mais lento, de maiores desigualdades e menor estabilidade"

 

Directora Unicef Portugal

 

Em Portugal, a UNICEF reconhece os progressos alcançados desde a década de 1990, com especial destaque para a redução da mortalidade infantil.

 

 

 

Pobreza infantil

créditos: Reuters

http://www.iol.pt/

 

Mas outros problemas agravaram-se ou persistem nos últimos anos, como a pobreza infantil, que afecta perto de um quatro das crianças em Portugal.

 

"A pobreza e as privações na infância, na esmagadora maioria dos casos, condicionam não apenas o presente das crianças mas também o seu futuro e o futuro da sociedade",

 

UNICEF Portugal

 

 

 

Desastres naturais

créditos: STR/EPA

http://img.obsnocookie.com/

 

Actividades:

 

  • Solicitar alunos para pesquisa sobre pobreza em Portugal, países com conflitos armados, países com desastres provocados pelas alterações climáticas;
  • Alertar para o problemas das crianças refugiadas na Europa, devido à guerra na Síria.
  • Rever Direitos das Crianças, formular questões, elaborar curtos relatórios.
  • Organizar uma pequena exposição na biblioteca da escola ou um jornal de parede (sala de aula) para alertar para os riscos de pobreza em Portugal.

 

A Professora GSouto

 

20.11.2016

 

Licença Creative Commons

 

Sismo no Japão, uma tragédia !

 

 

 

Sismo Japão

REUTERS| Yomiuri 

http://l.yimg.com/

 

O terramoto de magnitude 8,9 na escala de Richter que atingiu o Japão foi seguido de um tsunami. Este sismo registado às 14:46 locais (05:46 Lisboa) já fez, pelo menos, 280 mortos e 350 desaparecidos, segundo o último balanço oficial difundido pela polícia japonesa. 

 

Para além destes dados, as autoridades avançaram que já foram contabilizados mais 241 feridos. No entanto, os números oficiais continuam a ser actualizados.

 

"Os danos são tão grandes que levará muito tempo para reunir mais dados" - afirmou a polícia.

 

A União Europeia  manifestou já a solidariedade europeia para com o Japão, na sequência deste devastador sismo que atingiu o país, garantindo que a União Europeia está pronta a prestar toda a assistência necessária.

 

"Estamos profundamente preocupados com as notícias do devastador sismo que abalou o Japão, causando numerosas vítimas e graves danos materiais”

 

Presidente UE

 

Durão Barroso expressou a solidariedade e apresentou condolências da União Europeia ao povo e governo japonês. A Europa está pronta a assistir as autoridades japonesas de todas as formas que o puder fazer, em caso de necessidade.

 

 

 

Terramoto Japão

 REUTERS/ Kyodo (Japan) 

http://news.yahoo.com/

 

 Os dirigentes dos 27 países da União Europeia prometeram mobilizar toda a ajuda necessária, num comunicado publicado durante a cimeira extraordinária a decorrer.

 

"Tomámos conhecimento com grande preocupação de que um devastador terramoto atingiu o Japão e a região pacífica", afirmam os chefes de Estado e de Governo. "Nós pedimos à alta representante da UE para as Relações Externas (Catherine Ashton) e à Comissão Europeia para mobilizar toda a ajuda necessária para o Japão", acrescenta o texto.

 

Também o Presidente Obama já ofereceu o apoio dos Estados Unidos.

 

 

 

 

O vídeo é bem demonstrativo da dimensão da tragédia! O número de mortos, em função da violência do sismo e do tsunami não é superior, pelo facto de o povo japonês está preparado para este tipo de catástrofes.

 

No Haiti, por exemplo, o sismo que se abateu em 2010 sobre o país foi de menor intensidade, e como todos sabemos, causou vítimas em muito maior número.

 

O alerta foi dado para vários países no Pacífico que poderão sofrer nas próximas horas sismos semelhantes ao acontecido no Japão.

 

 

 

 

 

Hoje, 11 Março 2016, cinco anos depois, o Japão presta homenagem aos seus mortos. A catástrofe deixou 18.500 mortos e provocou a crise nuclear de Fukushima, cujos efeitos ainda são visíveis.

 

Esta sexta-feira, dia em que se assinala o quinto aniversário do desastre, o Japão recorda as vítimas e pede fim à energia nuclear.

 

 

créditos : © AFP or licensors

http://mb.web.sapo.io/

 

(...)

Deixo aqui meu corpo, entre o sol e a terra

(Beijo-te, corpo meu, todo desilusão! (...)

 

Cecília Meireles, Despedida

 

 

 

 A Professora GSouto

 

11.03.2011

 

actualizado 11.03.2016

 

Licença Creative Commons

 

Créditos: video The Lede/ NYTimes

 

 

 

 

Dia da Terra : 40 anos

  

earthday2010.jpg

www.earthday.org

 

40 anos depois da primeira celebração do Dia da Terra, o planeta corre perigo! As alterações climáticas são o grande desafio do presente, daí a enorme oportunidade de construir um mundo mais saudável, próspero, com energias mais limpas.

 

A agência espacial americana NASA compilou as suas melhores fotografias de satélite e disponibilizou-as online. As 50 fotografias seleccionadas pelos especialistas da NASA mostram imagens únicas da Terra e os mais ínfimos lugares do planeta. Aqui poderás ver as imagens

 

 

 

Dagzo Co, inland lake, Tibete

http://earthobservatory.nasa.gov/

 

Mas para além de lugares especiais, a agência espacial americana presenteia os visitantes do seu site com imagens de momentos únicos, impressionantes, vividos nas últimas décadas, como o furacão Katrina, o terramoto no Haiti, a entrada em erupção do Vulcão Alaska, a queda das Torres Gémeas, em Nova Iorque entre outros.

 

 

Créditos: NASA

http://sunearthday.nasa.gov/

 

 Recursos:

 

Do mesmo modo vos oferece esta imagem que poderão descarregar aqui em formato papel parede/ commputador ou marcador para livros.

 

A capacidade do Planeta de nos oferecer recursos suficientes e de absorver a poluição que produzimos é muito inferior à quantidade de recursos que gastamos.

 

Que estas imagens nos sirvam de reflexão! O panorama da pegada ecológica é muito negativo, segundo a Quercus.

 

A Professora GSouto

 

22.04.2010

Licença Creative Commons

 

Fontes:

tvi24.iol.pt/tecnologia

 

Dia da Terra : 40 anos

  

earthday2010.jpg

www.earthday.org

 

40 anos depois da primeira celebração do Dia da Terra, o planeta corre perigo! As alterações climáticas são o grande desafio do presente, daí a enorme oportunidade de construir um mundo mais saudável, próspero, com energias mais limpas.

 

A agência espacial americana NASA compilou as suas melhores fotografias de satélite e disponibilizou-as online. As 50 fotografias seleccionadas pelos especialistas da NASA mostram imagens únicas da Terra e os mais ínfimos lugares do planeta. Aqui poderás ver as imagens

 

 

 

Dagzo Co, inland lake, Tibete

http://earthobservatory.nasa.gov/

 

Mas para além de lugares especiais, a agência espacial americana presenteia os visitantes do seu site com imagens de momentos únicos, impressionantes, vividos nas últimas décadas, como o furacão Katrina, o terramoto no Haiti, a entrada em erupção do Vulcão Alaska, a queda das Torres Gémeas, em Nova Iorque entre outros.

 

 

Créditos: NASA

http://sunearthday.nasa.gov/

 

 Recursos:

 

Do mesmo modo vos oferece esta imagem que poderão descarregar aqui em formato papel parede/ commputador ou marcador para livros.

 

A capacidade do Planeta de nos oferecer recursos suficientes e de absorver a poluição que produzimos é muito inferior à quantidade de recursos que gastamos.

 

Que estas imagens nos sirvam de reflexão! O panorama da pegada ecológica é muito negativo, segundo a Quercus.

 

A Professora GSouto

 

22.04.2010

Licença Creative Commons

 

Fontes:

tvi24.iol.pt/tecnologia

 

Dia Mundial sem Carros : 22 Setembro !

 

 

 

dia-mundial-sem-carros1.jpg

 

 créditos: Greenpeace

 

 

Todos os anos, o dia 22 de Setembro, é Dia Mundial Sem Carro. Pessoas do mundo inteiro juntam-se para promover alternativas ao abuso da ultilização de carros.

 

São propostas outros meios de transporte, tais como a bicicleta, andar a pé, e outras, para ajudar a melhorar a qualidade de vida nos diferentes países.

 

 

 

 http://www.worldcarfree.net/wcfd/index.php 

 

 

É pois altura de repensar nossos hábitos e de utilizar menos o carro para nos deslocarmos. Bem sei que a cidade do Porto é complicada, que a rede de tranportes é insuficiente, que o uso da bicicleta não é muito frequente. 

 

Mas, se pensarmos um pouco, é possível optar por situações que podem diminuir poluição. E  por que não convencer os pais que podem ir a pé para a escola, se a distância não for muita? E eu sei que há alunos que moram perto.

 

Vamos tentar! Nem que seja um dia por ano!

 

A Professora GSouto

 

21.09.2008

 

 

Licença Creative Commons

 

 

Dia Mundial do Ambiente 2007

 

 

0002gwfr

 

créditos: Reuterss

http://sol.sapo.pt/

 

Tendo como slogan "Meeting ice - a Hot Topic", as comemorações mundiais incidirão sobre o efeito das alterações climáticas que se prevê serão maiores nos pólos levando a um degelo importante.

 

Note-se que, com o aumento da temperatura nos pólos, o degelo tem sido significativo e animais, como por exemplo os ursos polares, têm sido encontrados mortos devido ao facto de não encontrarem massas de gelo e terem de nadar grandes distâncias. Também algumas populações de pinguins têm visto o seu número diminuir.

 

Apesar de as cerimónias incidirem sobre os pólos, as alterações climáticas far-se-ão sentir em todo o mundo e o degelo das calotes polares, para além de poderem fazer subir o nível do mar, poderão ter outros efeitos a nível climático, afectando zonas muito distantes. 

 

 (texto com supressões) *

 

  

 

Ano Polar Internacional 2007

http://t0.gstatic.com

 

Saber+ 

 

Visita o sítio web da UNEP e visiona o filme apresentado pela organização Greenpeace.

 

  • Ao entrar no site, atenta na fita que percorre a parte superior da página principal, clica em Green TV ou acede directamente aqui.
  • Comenta com teus amigos, e mostra-o aos teus familiares.
  • Aproveita as próximas aulas de  Formação Cívica e Língua Portuguesa para debater o que tens estudado sobre o aquecimento global e o evento Ano Polar 2007.

 

Assim, poderemos desenvolver com mais consciência e conhecimento as actividades a que nos propusemos para celebrar o Ano Polar Internacional 2007/2008

 

 A Professora GSouto

 

05.06.2007

 

Licença Creative Commons

* Referências:

 

Instituto da Conservação e da Biodiversidade