Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Sabes quem inventou a caneta esferográfica ? László József Bíró !

 

 

 

 Google Doodle : 117º Aniversário de László József Bíró

https://www.google.com/doodles/

 

Pois ! Apesar de tudo, e ainda bem, continuamos a usar papel e caneta esferográfica para tomar notas, escrever a um amigo ou anotar apontamentos. Nem sempre utilizamos os tablets para escrever.

 

Está provado que anotar apontamentos durante as aulas, usando o caderno de apoio e a caneta esferográfica, nos ajuda a fixar melhor os conhecimentos ou a revisar quando precisamos de relembrar matéria dada.

 

Então, vamos lá saber quem inventou a caneta esferográfica. Google ajuda-nos a descobrir.

 

Biro2.jpg

 

Caneta Esferográfica | Biro

https://en.wikipedia.org/

 

László József Bíró? O nome diz-te alguma coisa? Não, compreendo. Mas certamente conheces bem a sua invenção mais famosa. A caneta esferográfica. Um objecto que continua indispensável no mundo moderno, apesar de toda a tecnologia.

 

Hoje, dia 29 Setembro, a página de entrada do motor de busca apresenta-se com o Doodle interactivo. Adivinharam? Sim, Google homenageia o 117ª aniversário de László József Bíró, o inventor da caneta esferográfica.

 

 

Biro1a.jpeg

 

László József Bíró (1899-1945)

http://www.meteoweb.eu/

 

Saber +

 

László József Bíró nasceu em Budapeste, Hungria, em 29 de Setembro 1899, de uma família judia.

 

Jornalista de profissão, Biró notou que a tinta usada na impressão de jornais secava rapidamente, deixando as folhas impressas sem manchas,  em contraste com a caneta-tinteiro que demorava imenso a secar e muitas vezes deixava manchas. Percebeu assim que na caneta-tinteiro a tinta não fluia para a ponta da mesma, pois era muito viscosa.

 

“Aquilo deixou-me a pensar que o processo podia ser simplificado até ao nível de uma simples caneta."

László József Bíró

 

 

Esquisso Doodle

https://www.google.com/doodles/

 

Em equipa com seu irmão, György Biró, um químico, desenvolveram um novo tipo de caneta com uma nova ponta, que consistia numa esfera que girava livremente na ponta da caneta, e assim que a mesma fosse colocada na posição de escrever, a esfera era molhada na tinta de um cartucho, esfera esta que rodava devido ao atrito com a folha de papel que deixava uma linha na folha.

 

Dir-se-ia uma invenção simples, mas foi necessário muita imaginação e algum trabalho.

 

Biró apresentou o primeiro protótipo da caneta esferográfica na Feira Internacional de Budapeste em 1931. Depois patenteou a sua invenção em Paris em 1938.

 

A caneta esferográfica começou a ser produzida em 1944 sob o nome 'Eterpen' ao preço equivalente a 38.40€.

 

Quem diria, já que actualmente a caneta esferográfica é muito mais barata! Ainda hoje, a caneta esferográfica é referida como 'Biro' em vários países, inspirado no apelido do seu criador.

 

Biro3.jpg

 

Ladislao José Biro, selo argentino

http://www.cnea.gov.ar/

 

László József Bíró ou Ladislao José Biro foi forçado a fugir da Hungria durante a ocupação nazi, em 1940. Mudou-se então para a Argentina onde obteve a nacionalidade argentina. Morreu em Buenos Aires, cidade que amava acima de todas. Era casado e deixou uma filha, de nome Mariana.

 

Hoje, o Doodle interactivo celebra Biró e seu implacável espírito visionário, 117 anos depois do seu nascimento.

 

Biro4.png

 

 

Caricatura de Ladislao José Biro

http://www.telam.com.ar/

 

Actividades:

 

Informar os alunos sobre a caneta-tinteiro com pesquisa na Internet. Talvez que os avós de alguns dos alunos ainda guardem nas suas lembranças uma caneta-tinteiro ou fotografias dos seus tempos de escola.

 

Debater a importância da criatividade e imaginação que tem permitido ao Homem desenvolver os vários saberes bem como o avanço das ideias ao longo do tempo.

 

A Professora GSouto

 

29.09.2016

 

Licença Creative Commons