Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Parabéns Borboletário ! A nossa participação

 

borboletario1.jpg

 

créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

Não podiamos deixar de nos associar ao projecto Borboletário, na celebração do seu 8º aniversário. Iniciado em 2006, participámos nesse mesmo ano, numa actividade pedagógica. O Borboletário de Lisboa, hoje denominado Bor­bo­letário do Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia.

 

"O Bor­bo­letário do Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia é um jardim de plan­tas mediter­râni­cas habitado por várias espé­cies de bor­bo­le­tas, que podem ser obser­vadas ao vivo nas diver­sas fases do seu ciclo de vida, e em directo para a Inter­net através do web­site ecoesfera borboletas."

 

Desde a aber­tura ao público em 2006 até ao momento, já pas­saram pelo Bor­bo­letário milhares de vis­i­tantes, muitas escolas, que pud­eram apren­der, de uma forma prática, a biolo­gia das bor­bo­le­tas e a sua inter­acção com as plan­tas.

 

borboletario2.jpg

 

Excerto notícia DN

http://blogues.publico.pt/

 

Foi precisamente em 2006, pouco depois de ser criado, que integrámos no currículo de Língua Portuguesa  o projecto Dia B - Dia das Borboletas.

 

O Bor­bo­letário tem como objectivo des­per­tar o inter­esse do público em geral, e em par­tic­u­lar dos jovens em idade esco­lar, para a importân­cia da con­ser­vação da natureza e da bio­di­ver­si­dade.

 

"O número de vis­i­tantes alcançado até agora, reflecte não só o tra­balho con­sol­i­dado em vários anos nas áreas da cri­ação ex-situ de bor­bo­le­tas europeias, na propa­gação de plan­tas hos­pedeiras e na edu­cação ambi­en­tal, mas tam­bém o resul­tado da par­tic­i­pação cada vez maior em pro­je­ctos exter­nos de mon­i­tor­iza­ção ecológ­ica, con­sul­ta­do­ria téc­nica e de divul­gação científica.", assim se define o Borboletário.

 

Mal descobrimos o Tagis - Centro de Conservação de Borboletas de Portugal,em 2006, considerámos um projecto inovador e que tinha nas preocupações interagir com  as escolas.

 

borboletario4.jpg

 

créditos : Borboletário

 http://blogues.publico.pt/

 

E assim partimos para o projecto transcurricular inter-turmas Contando Borboletas no Jardim que insermos no estudo do Texto Poético

 

Pareceu-nos que enquadrava lindamente este conteúdo programático, dado que são muitos os poetas que referem as borboletas em seus poemas. Claramente um projecto que despoletaria a criatividade dos alunos em actividades de leitura de poemas e escrita criativa, bem como saída da sala de aula para uma lição viva ao ar livre.

 

Não nos enganámos.Os alunos adoraram, adquiriram competências e desenvolveram aprendizagens que muito enriqueceram o currículo de Língua Portuguesa e Ciências da Natureza.  

 

Foi um dos projectos mais cativantes desenvolvido nesse ano lectivo.

 

borboletario3.jpg

 

créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

Depois de apresentar o projecto aos alunos e de o negociar com as duas turmas de Língua Portuguesa que leccionava, nesse ano, decidi contactar a equipa Tagis para que nos enviasse o material de apoio que punha à disposição das escolas com o objectivo de celebrar um dia muito especial, o Dia B - Dia das Borboletas.

 

A equipa do Borboletário respondeu prontamente, enviando o Guia de Campo que Tagis - Centro de Conservação das Borboletas de Portugal, assim se denominava em 2006 - disponibilizava para reconhecimento de borboletas em espaço aberto.

 

E logo pensámos nos Jardins do Parque de Serralves.

 

borboletario5.jpg

 

Tagis | créditos : Borboletário

 http://blogues.publico.pt/

 

O Guia de Campo, muito ilustrativo das espécies de borboletas passíveis de encontrar em Portugal, propunha que os alunos fizessem a observação de borboletas, identificando-as com a ajuda do mesmo guia.

 

Actividades:

 

Partindo do Texto Poético a que anexei Dia B - Dia das Borboletas, programei um projecto transcurricular e inter-turmas em que participaram as áreas curriculares: Língua Portuguesa (dinamizadora),Ciências Naturais, Formação Cívica e Educação Visual.

 

Para fazer a observação e levantamento de borboletas, nada melhor do que percorrer o Parque de Serralves. Contactámos o Serviço Educativo, fizemos a marcação de uma Visita de Estudo.

 

Os alunos foram divididos em grupos, cada grupo com o seu Guia de Campo para fazer o reconhecimento das espécies encontradas nos líndíssimos jardins de Serralves.

 

A visita foi a parte final do projecto. Durante um mês, aproximadamente, os alunos estudaram o Texto Poético.

 

borboletario7.jpg

 

 créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

Também no curriculo de Ciências Naturais, procedram ao estudo da espécie.

 

Durante o estudo do Texto Poético, solictei aos alunos que seleccionassem, à medida que iam lendo, poemas cuja temática incluisse a borboleta. Essas leituras e estudo estendeu-se não só à literatura portuguesa mas também à literatura brasileira.

 

Após a selecção individual, apoiei os alunos individualmente, na selecção de um poema por aluno, nas duas turmas. Depois da selecção feita, cada aluno transcreveu o seu poema numa uma borboleta recortada em cartolina de cores, elaboradas nas aulas de Educação Visual. 

 

borboletario6.jpg

 

Lagarteiro | créditos : Borboletário

http://blogues.publico.pt/

 

À medida que as borboletas iam ficando prontas, iamos elaborando o nosso Borboletário nos placares da sala de aula). Cada turma criou o seu Borboletário que passou a fazer parte de um Jornal de Parede até final do projecto.

 

Numa fase posterior, passaram a actividades de escrita criativa, elaborando pequenas poesias alusivas às borboletas.

 

Os textos poéticos criados pelos alunos foram muito imaginativos, alguns de sensível capacidade para o texto poético. Regra geral, os alunos gostam muito de ler e escrever poesia.

 

Também com o apoio de Educação Visual, os alunos elaboraram borboletas em papel de seda pintado que suspendemos nas salas de aula e que posteriormente foram levadas na mão pelos alunos para a visita de estudo no Parque Serralves.

 

borboletario8.jpg

 

créditos : Borboletário

 http://blogues.publico.pt/

 

Durante a visita, os grupos de alunos preocuparam-se em fazer o reconhecimento de borboletas existentes nos jardins. Sempre que viam uma borboleta, identificavam a espécie com o apoio do Guia de Campo que cada grupo tinha consigo, tomavam nota da espécie e do número observado.

 

De vinte em vinte minutos, reuniam-se os grupos com os Professores e eu, como professora de Língua Portuguesa, coordenadora do projecto transcurricular, anotava na Folha Relatório as espécies e número de borboletas observadas.

 

Os alunos observaram muitas espécies - a biodiversidade do Parque de Serralves é muito rica. Observaram a bela dama, a manchadinha, a limão e até espécies mais raras como a carnaval, pavão-diurno, zebra ! 

 

Posso afirmar que foi um projecto rico em aprendizagens, muita alegria partilhada numa aula viva ao ar livre, e experiências pedagógicas gratificantes para professores e alunos.

 

 

 

 

 

Algumas considerações:

 

É pois com muita alegria que parabenizamos toda a equipa do Borboletário pelo seu 8º aniversário, hoje no Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia, e divulgamos o post de aniversariante no seu blogue E assim começou há oito anos o Borboletário.

 

Sentimos orgulho em divulgar o projecto no início, em 2006, e de fazermos parte dessa dinâmica na criação de projectos audazes que levam a outros voos para todos os deles participámos.

 

Divulgamos as images do Borboletário para melhor apoiar este voto de parabéns muito sincero porque o conhecemos bem, como alunos e professores, envolvidos desde a criação deste projecto ligado à conservação das borboletas de Portugal.

 

Parabéns, mais uma vez, Borboletário, hoje anexado ao Museu Nacional de História Nat­ural e da Ciên­cia !

 

E parabéns à equipa que continua tão activa e cheia de dinamismo como desde o primeiro dia.

 

A professora GSouto

 

02.12.2014

 

Licença Creative Commons