Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor 2015

 

dia-mundial-livro2015.jpg

 http://www.dglb.pt/

 

A 23 de abril celebra-se o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. A data tem como objectivo reconhecer a importância e a utilidade dos livros, assim como incentivar hábitos de leitura nas pessoas.

 

Os livros são um importante meio de transmissão de cultura e informação, e elemento fundamental no processo educativo.

 

No Dia Mundial do Livro decorrem várias acções de promoção dos livros e da leitura, organizados por livrarias, associações culturais, escolas, universidades e outras entidades.

 

Neste dia também se podem comprar livros a preço especial em várias livrarias.

 

O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Trata-se de uma data simbólica para a literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia desapareceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare, entre outros.

 

 

 Google doodle St George (UK)

 

https://www.google.com/doodles/st-georges-day-2015

 

A ideia da comemoração teve origem na Catalunha: a 23 de abril, dia de São Jorge, uma rosa é oferecida a quem comprar um livro. Mais recentemente, a troca de uma rosa por um livro tornou-se uma tradição em vários países do mundo.

 

A UNESCO instituiu em 1995 o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor. A data foi escolhida por ser um dia importante para a literatura mundial - foi a 23 de Abril de 1616 que faleceu Miguel de Cervantes e a 23 de Abril de 1899 que nasceu Vladimir Nabokov. O dia 23 de Abril é também recordado como o dia em que morreu o escritor inglês William Shakespeare.

 

A data serve ainda para chamar a atenção para a importância do livro como bem cultural, essencial para o desenvolvimento da literacia e desenvolvimento económico. 

 

https://lh3.googleusercontent.com/

 

Google dedica hoje vários doodles, segundo os países em que é celebrado. O doodle que celebra St George, padroeiro do Reino Unido aparece na página de entrada do motor de busca desse país.

 

Mas também celebra hoje a escritora neozelandesa Edith Ngaio Marsh que se tornou reconhecida na literatura policial e direcção cénica. Assim, este doodle aparece na página de entrada de Google na Nova Zelândia e Austrália.

 

Ngaio Marsh

http://www.britannica.com/

 

Marsh é conhecida internacionalmente pelos seus trinte e dois romances policiais, publicados entre 1934 y 1982.

 

Juntamente com Agatha Christie, Margery Allingham e Dorothy L. Sayers, é considerada uma das quatro "Rainhas do Crime".

 

Na Nova Zelânda, Marsh é também recordada pelo seu trabalho no teatro.

 

 

 

http://www.leyaonline.com/pt/

 

Em Portugal, gostaria de celebrar escritor David Machado que foi vencedor português do Prémio da União Europeia para a Literatura.

 

Os nomes dos 12 escritores premiados, entre os quais se encontra o jovem escritor David Machadoforam anunciados na Feira do Livro de Londres, por Tibor Navracsics, Comissário Europeu para a Educação, Cultura, Juventude e Desporto.

 

Resumo:

 

Daniel tinha um plano, uma espécie de diário do futuro, escrito num caderno. Às vezes voltava atrás para corrigir pequenas coisas, mas, ainda assim, a vida parecia fácil – e a felicidade também.

 

De repente, porém, tudo se complicou: Portugal entrou em colapso e Daniel perdeu o emprego, deixando de poder pagar a prestação da casa; a mulher, também desempregada, foi-se embora com os filhos à procura de melhores oportunidades; os seus dois melhores amigos encontram-se ausentes: um, Xavier, está trancado em casa há doze anos, obcecado com as estatísticas e profundamente deprimido com o facto de o site que criaram para as pessoas se entreajudarem se ter revelado um completo fracasso; o outro, Almodôvar, foi preso numa tentativa desesperada de remendar a vida.

 

Quando pensa nos seus filhos e no filho de Almodôvar, Daniel procura perceber que tipo de esperança resta às gerações que se lhe seguem. E não quer desistir. Apesar dos escombros em que se transformou a sua vida, a sua vontade de refazer tudo parece inabalável. Porque, sem futuro, o presente não faz sentido.


Índice Médio de Felicidade é um romance admirável e extremamente actual sobre um optimista que luta até ao fim pela sua vida e pela felicidade daqueles que ama. Dramático e realista, mas com momentos hilariantes, confirma o talento de David Machado como um dos melhores ficcionistas da sua geração.

 

 

 

David Machado

 

http://recursos.wook.pt/

 

Informação:

 

A história de Daniel, cujos planos para o futuro se veem abalados (mas não destruídos) pela crise e o desemprego, foi publicada em 2014 pela Dom Quixote. 

 

O livro já fora premiado em Portugal. A decisão unânime de premiar o romance Índice Médio de Felicidade foi do júri composto por Elísio Maia, em representação dos livreiros portugueses, José Jorge Letria, em representação dos autores, e João Amaral, em representação dos editores.

 

“Trata-se de um romance cujo protagonista sofre os efeitos da crise que se abate sobre Portugal e a Europa, mas não desiste de lutar por um futuro digno para si e para a sua família”, justificou o júri. O autor “não pode deixar de ser considerado como um promissor talento, que emerge na paisagem literária portuguesa e europeia. Merece, por isso, este prémio, que não deve ser considerado apenas uma recompensa mas também (e, talvez, sobretudo) um incentivo”.

 

Desta vez, deixo leituras para os mais mais velhos, os que gostam do romance policial e os que acabam seus cursos e se vêem, um pouco sem saída para um primeiro emprego.

 

A Porfessora GSouto

 

23.04.2015

Licença Creative Commons