Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Dia Mundial Contra a Pena de Morte

 

 

 

http://cogitamundo.files.wordpress.com

 

Criado em 2002 pela Coligação Mundial contra a Pena de Morte, o dia 10 de Outubro tornou-se sinónimo de um dia de acção e reflexão no qual várias Organizações Internacionais Não Governamentais, Associações, governos locais e cidadãos anónimos incentivam e sensibilizam os Estados que mantêm a pena de morte, a abolir tal prática das suas leis penais.

 

Embora a tendência seja para continuarmos a caminhar lentamente para um mundo sem pena de morte, há países que teimam em contrariar a corrente.

 

Alguns violam mesmo a legislação internacional e condenam à pena capital jovens por crimes cometidos quando tinham menos de 18 anos.

 

 

http://www.amnistia-internacional.pt/

 

Neste Dia Mundial Contra a Pena de Morte, vamos tentar salvar a vida de todos aqueles que estão em risco iminente!

 

A Coligação Mundial contra a Pena de Morte, da qual a Amnistia Internacional faz parte, escolheu como tema central do Dia Mundial 2009 o “Ensino da abolição”.  Para tal concebeu um Guia pedagógico com actividades para jovens dos 14 aos 18 anos.

 

A Amnistia Internacional trouxe para Portugal o projecto Escolas Amigas dos Direitos Humanos, que visa transformar as instituições de ensino em espaços que educam para os direitos humanos.

 

"O objetivo é que façam parte do dia-a-dia da escola valores como a democracia, a igualdade, a não discriminação, a justiça e a responsabilidade. Tal implica reformular e adaptar regras, práticas e vivências, tornando a escola mais plural, participativa, diversa e inclusiva.

 

Mudanças que passam pelo envolvimento de todos, alunos, encarregados de educação, professores e pessoal não docente, embora exista em cada escola um professor coordenador."

 

 

Para nós, não é novidade. Nem nunca precisamos de um professor coordenador. Esteve sempre na minha consciência como pedagoga, introduzir, há muitos anos, os valores de igualdes, não discriminação , nos nossos curriculos de Lingua Portuguesa, como valores fundamentais para uma bom entendimento grupal em turmas interculturais e interaciais. 

 

Foram muitas as actividades desenvolvidas em sala de aula e na comunidade escolar.

 

 A Professora GSouto

 

10.10.2009

Licença Creative Commons 

 

10 comentários

Comentar post