Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Exposição Anne Frank em Westerbork

 

anne frank expo2.jpg

 

Anne Frank : exposição /AP photo

http://media.winnipegfreepress.com/

 

Anne Frank, A History Today, assim tem por título a exposição que abriu ontem, dia 12 de Junho 2009  Westerbork Rembrance Centre em Hooghalen, nos Países Baixos, ou Holanda.

 

 

 

Anne Frank, exposição

créditos :  Herinneringscentrum Kamp Westerbork & Han Oosterlin

http://www.ww2museums.com

 

Anne Frank permaneceu no campo de Westerbork antes de ser enviada com sua família para os campos de concentração na Alemanha e Polónia.

 

 

 

 Anne Frank, exposição

AP photo/ Bas Czerwinski

http://www.mprnews.org/

 

Um facsimile do Diário de Anne Frank é exibido durante uma conferência de imprensa, na Anne Frank House em Amsterdão, Holanda, quinta-feira 11 Junho 2009.

 

Anne Frank House/Museum, situado em Amesterdão, anunciou que  os diários e outros escritos de Anne Frank serão exibidos permanentemente nas actividades da comemoração do "80º Aniversário" do seu nascimento, dia 12 Junho 1929.

 

Anne morreu com 15  num campo de concentratação, mas a publicação póstuma do seu diário fez dela o símbolo do genocídio dos Judeus durante a 2ª Guerra Mundial.

 

Para celebrar a coragem desta adolescente, e o aniversário do nascimento de Anne Frank, estamos a desenvolver o projecto Anne Frank, lendo o Diário de Anne Frank durante o segundo trimestre. 

 

Os alunos dedicaram, para além da leitura integral da obra, a uma  série de actividades curriculares, das quais se realça a criação de textos originais de escrita criativa, bem como jornais de parede dedicados a Anne Frank (documentos autênticos, notícias, excertos de textos, fotografias, outros).

 

Na escrita criativa, as tipologias de texto que mais os inspiraram foram as cartas e os excertos de Diário. A vontade de expressar o que sentiam, identificando-se com Anne Frank sobressaiu.

 

Tal como havia prometido - a publicação de textos dos alunos - poderão ler mais abaixo dois textos originais de alunos.

 

Duas cartas, a primeira imaginária, escrita a Anne. A segunda, enviada a Miep, via sítio web oficial, na celebração do seu 100º aniversário.

 

annefrank2.jpeg

 

 Anne Frank, exposição

http://museografo.com/

 

Actividades: Escrita criativa após a leitura do diário.

 

Textos de alunos:

 

Carta a Anne:

 

Porto, 18 de Fevereiro de 2009

 

 Cara Anne Frank,

 

Sei que já não te encontras entre nós, mas mesmo assim, quero escrever-te esta carta. 

 

Admiro-te muito por nunca teres perdido a esperança, mesmo tendo o pressentimento ou até a certeza que não conseguirias salvar-te da morte.

 

Suponho que terias gostado imenso de ver o teu Diário publicado, pois era  essa a tua vontade. Soube-o, depois daquela emissão de rádio, em que anunciaram que as cartas e diários relacionados com a Guerra seriam publicados.

 

Uma curiosidade! Este ano comemoram-se 80 anos do teu nascimento e ainda não ouvi ninguém falar disso! É terrível!

 

Ah! Deves saber que Miep comemora 100 anos! Miep que tanto te apoiou enquanto permanecias

oculta com os teus pais e irmã e outros amigos, no Anexo, o vosso esconderijo. Ainda está viva! Enviei-lhe uma carta a desejar-lhe os parabéns…

 

Gostei muito de ler o teu Diário! Digo-o com alguma timidez!

 

Quando comecei a ler o "Diário de Anne Frank" não imaginava que pudesse estar tão bem escrito e, depois, não consegui parar. A forma como descreveste o Anexo e o vosso dia-a-dia é impressionante.

 

O teu Diário fez-me perceber, ainda melhor, como a vida era difícil nessa altura e como havia uma terrível discriminação por parte dos nazis em relação a todos os judeus.

 

A estrela de David foi o que mais me irritou! Um judeu ter de andar com ela para que as outras pessoas o identificasse e fizessem comentáiros  do género: “Não olhes filha, está ali um judeu”; “Não te aproximes dele”…

 

Isso irritou-me tanto!!Se eu alguma vez conhecer um nazi ...

 

Hitler dizia que D. Elisabeth Bowes-Lyon era a mulher mais perigosa da Europa. Pus-me a pensar, e cheguei a uma conclusão. Se Hitler te tivesse conhecido, diria que eras tu personalidade mais forte da Europa.

 

Mas isto é a minha opinião. E a minha opinião não vale tanto como isso. Nem a tua era respeitada…

Eu percebi que tratavam a Margot de forma diferente. No início até se explica. Foi logo a mais afectada devido à carta que recebeu para ir para o campo de concentração.

 

Também entendi  por que não gostavas do Dussel. Afinal, ele era um convencido de primeira! Devia sentir-se importante por poder estar no esconderijo.

 

Era isto que queria dizer-te, por agora.

 

Repito. Gostei muito de ler o teu Diário!

 

Teu amigo,

 

José Diogo Esteves Alves, 11 anos

 

 

Miep e o Diário de Anne Frank

http://www.jewishjournal.com/

 

Carta a Miep

 

Porto, Quinta-Feira, 19 de Fevereiro de 2009

 

Querida Miep,

 

Parabéns pelos seus 100 anos! Lemos o “Diário de Anne Frank” ! O mesmo em que tanto  se empenhou para reunir. É um livro impressionante e tão comovente!

 

Todos nós estamos gratos pelo carinho e pela compreensão que teve para com toda a família Frank. Consideramos que todas as pessoas deviam ser como a senhora.

 

Pelo bolo de aniversário que fez para Anne e que ela tanto gostou, pelos presentes que lhe ofereceu, tudo isso agradecemos em nome de Anne.

 

Deve ter sofrido muito ao ver os seus amigos que, com tanta dedicação protegeu e apoiou, serem levados para campos de concentração, e depois da guerra ao tomar conhecimento que a família foi toda separada e que só o pai, Frank sobrevivou.

 

No coração de Anne e de cada um de nós, a Miep tem um lugar especial.

 

Suas amigas e admiradoras

 

Anna Maria Castro, (11 anos)

 

Diana Ferreira, (11 anos)

 

Maria Carolina Gonçalves, (11 anos)

 

Mariana Cerquinho, (11 anos)

 

 P.S: Esperamos que viva muitos mais anos rodeada de amor e carinho de todos aqueles que a respeitam e veneram pelo apoio que prestou à família Frank e em especial a Anne!

 

 

 {#emotions_dlg.dnd}Proibida a repoduçáo de tecxtos dos alunos 

 

Alunos da Turma H, 6ºano

 

Aulas curriculares de Língua Portuguesa

Ano lectivo 2008|2009

  

A Professora GSouto

 

13.06.2009

Licença Creative Commons

 

 

18 comentários

Comentar post