Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Crónica de uma Noite de Natal !

 

 

 

 As Crónicas de Narnia, 2005

http://www.imdb.com/

 

 

 

 As Crónicas de Narnia, 2005

http://www.imdb.com/

 

Em Portugal, a tradição repete-se um pouco por todo o país, embora nas grandes cidades tudo se passe numa atmosfera essencialmente cosmoplita.

 

As ruas iluminam-se de lâmpadas transparentes e cintilantes como auroras boreais, montras vestidas de vermelho, doirado ou prateado prendem os olhares. O país torna-se feérico por alguns dias!

 

Esquecem-se os dias tristonhos e gélidos, pessoas enchem os passeios, umas apressadas nas compras, outras apenas no simples prazer de desfrutar desta quadra festiva. Dir-se-is que as luzes trémulas aquecem os corações mais cépticos e solitários.

 

No dia 24, à noite toda a família se reune para a ceia de Natal. Alguns partem para o campo. Outros atravessam o mundo para voltar ao seu país, por poucas horas.

 

Sensivelmente por volta das vinte e uma horas, a grande família reencontra-se à mesa: bombons variados de cores e sabores para os mais pequenos, frutos secos e cristalizados para os mais crescidos.

 

A luz das velas imprime uma tonalidade mais intimista, adequada à ceia de Natal!

 

Como entrada, os apetitosos pastéis de bacalhau com verduras, regra geral grelos salteados. Segue-se então o tradicional Bacalhau à Portuguesa: bacalhau cozido, batatas, couve portuguesa, cenouras e ovos. Tudo, acompanhado generosamente pelo bom azeite, comprado nas lojas tradicionais ou enviado da província por familiares e amigos.

 

E chega a sobremesa! Uma enorme mesa, pródiga das mais belas iguarias da doçaria portuguesa: rabanadas, aletria polvilhada e aromatizada com canela, farofas, fios de ovos, sonhos, pudim conventual de ovos... excêntricos requintes para o paladar!

 

O célebre Bolo-Rei que os mais velhos e apreciadores acompanham com um cálice de perfumado vinho do Porto.

 

 

 

 As Crónicas de Narnia, 2005

http://www.imdb.com/

 

À meia-noite, tocam à porta... e o Pai Natal - um familiar disfarçado por trás de uma longa barba branca e vestido a rigor - faz a sua entrada, soltando o tradicional e esfuziante:

 

- Ho! Ho! Ho!

 

Os miúdos despertam, e enchem os olhos de estrelas brilhantes. Os gritos de espanto, alegria e excitação espalham-se pela casa. É o momento mais belo da noite! A hora do encantamento!

 

A mesa deixa-se posta e guarnecida.

 

Dizem os mais antigos que, durante, a noite o espírito dos familiares desaparecidos regressa para partilhar desta doce reunião de família.

 

Há pessoas que saem percorrendo as ruas frias num gesto de solidariedade e tentam aquecer a noite dos que dormem à luz da Estrela de Natal!

 

texto original © GS

(escrito Natal 2004)

 

Para todos os meus alunos e familiares Feliz Natal !

 

A Professora GSouto

 

21.12.2006

 

Licença Creative Commons

 

Nota: Mensagem de Natal publicada em Kidzlearn -Lugares&Aprendizagens/ Português

 

5 comentários

Comentar post