Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Cidade do Porto: Topónimos

 

 

Porto, Portugal

http://cmup.fc.up.pt/

 

Viera do rio pela mão de uma criança.

A cidade é  agora de porcelana branca.

 

Eugénio de Andrade, Nevoeiro, Poesia e Prosa (1940-1980), Limiar

 

Saber +

 

Portuscale (do nome romano Portus + Cale), Portucale era de principio o Porto de Cale, que ficava naturalmente, junto do Douro , na foz do rio de Vila. Alguns séculos mais tarde, ( documentalmente desde o 1º quartel do séc. XII, mas na prática já antes) a cidade passou a designar-se por Portus, Porto com o 1º elemento do nome, caindo a parte final.

 

(texto com supressões)

 

 

Porto, Portugal

http://www.pportodosmuseus.pt/

 

 
 
Esta curta introdução poética e histórica sobre a cidade do Porto para responder a uma pergunta sobre o Funcionamento da língua portuguesa:

 

(...) Mas eu tenho uma pergunta.....pq é q se diz "...ao Porto" e para as outras cidade diz-se "...a Coimbra", "...a Lisboa", "a Faro" (...)

 

Carolina Neves, 11 anos (post Até Setembro, comentário 19)

 

 

 Funcionamento da Língua :  Topónimos

 

  • Existe uma norma prática: Se o nome da localidade é simultaneamente um substantivo comum, então o nome da localidade tem o género desse substantivo comum.
 
Exemplos: «Vou ao Porto», «vivo na Guarda», «sou da Figueira da Foz», « fui à Foz do Arelho».
 
  • Se o nome da localidade não corresponde a um nome comum, então a tendência é para não atribuir género.
 
in Ciberdúvidas, Topónimos

 

(consultado em 06.09.2006)

 

Espero, de maneira muito sucinta, mesclada de poesia, ter respondido à questão da Carolina sobre o género gramatical da nossa Antiga muy Nobre, sempre Leal e Invicta Cidade do Porto.

 

 A Professora GSouto

 

6.09.2006

 

Licença Creative Commons

 

14 comentários

Comentar post