Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

S. João do Porto : tradições

 

 

00018875

 

http://www.portoturismo.pt/

 

Festa grande, o S. João 'tripeiro' (do Porto) tem de ser entendido como uma grande manifestação de massas, eminentemente festiva, de puro cariz popular e que dura toda uma noite, com uma cidade inteira na rua, em alegre e fraterno convívio colectivo.

 

De raiz nitidamente pagã, o S. João do Porto assenta, fundamentalmente em “sortes” amorosas, encantamentos e divinações que se devem relacionar, por um lado, com o casamento, a saúde e a felicidade, mas que andam também estreitamente ligadas aos antigos cultos pagãos do Sol e do fogo e às virtudes das ervas bentas, ao orvalho, às fogueiras, à água dos rios, do mar e das fontes.

 

 

 

S. João, Porto

http://www.portopatrimoniomundial.com/

 

Um antigo costume são-joanino consiste em fazer subir balões confeccionados com papéis de várias cores. Sobem ao ar como sóis iluminados sob o impulso do fumo e o calor de uma chama que consome uma mecha de petróleo ou resina. Práticas com resquícios de um antigo culto ao Sol.

 

 

Cascata de S. João

http://www.portopatrimoniomundial.com/

 

S. João é também casamenteiro. Ao toque da meia noite a menina casadoira atira um cravo para a rua. Se for apanhado por um rapaz, em breve ela casará. O mês de Junho passa célere por entre o canto fruste das cigarras e a risada vermelha das papoilas.

 

É este cheiro a gente, a manjerico e erva cidreira, é esta poesia popular impregnada do espírito folgazão do povo que enche o Porto em Junho, na noite de 23 para 24, que se expande do coração da gente, sobe no ar como um fogo de artifício que estreleja e ilumina a noitada.

 

(texto com supressões)

 http://www.visitporto.travel/

 

Actividades:

 

  • O Texto Poético: quadras tradicionais 
  • Escrita criativa: elaboração de quadras populares pelos alunos
  • Exposição das melhores quadras na biblioteca da escola
  • Publicação de quadras seleccionadas no Jornal da escola.
  • Publicação de quadras neste blogue

 

A Professora GSouto

 

24 Junho 2006

 

Licença Creative Commons

 

2 comentários

Comentar post