Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Oububro Rosa : vamos participar na escola ?

 

 

 

Hoje, 30 de Outubro é Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama. Em Portugal são detectados anualmente cerca de 5000 novos casos de cancro da mama e 1500 mulheres morrem vítimas desta doença.

 

Apesar da gravidade dos números, a taxa de mortalidade tem vindo a diminuir ao longo dos anos o que enche de alegria.

 

Há no entanto um outro dia dedicado a esta terrível doença. Dia 4 de Fevereiro é Dia Mundial de Luta Contra o Cancro.

 

O objectio do Dia Mundial de Luta Contra o Cancro é desmistificar algumas das ideias pré-concebidas sobre o cancro e informar sobre factores reais da doença e apoiar todos os que estão sofrendo de uma doença que tem feito muitod progressos na cura.

 

 

Pink-Out-Loud-paul-mitchel.jpg

 

Saber +

 

A celebração do Dia Mundial baseia-se na Carta de Paris, aprovada em 4 de fevereiro de 2000, na Cimeira Mundial Contra o Cancro para o Novo Milénio.

 

A Carta apela à aliança entre investigadores, profissionais de saúde, doentes, governos e parceiros da indústria no âmbito da prevenção e tratamento do cancro

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de 40% de todos os cancros podem ser prevenidos e outros podem ser detetados numa fase precoce do seu desenvolvimento, tratados e curados.

 

Este post é a nossa homenagem a todos os nossos alunos que possam ter sofrido uma perda na família e com quem nos cruzamos no dia-a-dia na escola, nas nossas aulas.

 

Assunto delicado, mas que deve ser introduzido nas áreas curriculares, de modo a ajudar todos os jovens que enfrentam a doença pessoalmente ou na pessoa de um familar, pai ou mãe ou até em alguns casos irmãos.

 

Objectivo:

 

Desmitificar o preconceito, desfazer medos, apoiar todos os que sofrem com os familiares.

 

 

A Culpa é das Estrelas, 2014

The Fault In Our Starts

http://www.imdb.com/title/tt2582846/

 

Proponho A Culpa é das Estrelas - filme, livro - para ser explorado em sala de aula.

 

A Culpa é das Estrelas, tradução de The Fault in Our Stars, foi realizado por Josh Boon, e  estreou em Portugal em Junho de 2014.

Nivel etário: 12 anos.

 

culpa-das-estrelas.jpg

 

John Green | A Culpa é das Estrelas

Edições ASA

http://www.fnac.pt/

 

Baseado no livro A Culpa é das Estrelas de John Green conta a história de dois adolescentes Augustus e Hazel que frequentam a mesma escola e um dia chocam um com o outro nos corredores.

 

Em Janeiro 2013, esta novela de Green The Fault in Our Stars foi aclamado pela crítica da especialidade e chegou a ser um best-seller da lista de vendas do jornal The New York Times

 

Não é um livro alegre, embora tenha passagens divertidas e cheias de ternura. Mas é um livro de histórias de vida que vai encantar e comover.

 

Talvez muitos tenham visto a sua adaptação ao cinema. Passou nas salas durante os meses de verão de 2014. Eu fui vê-lo. E adorei. Vi muitos adolescentes acompanhados pelos pais.

 

Todos saimos muito comovidos, embora tenhamos rido e chorado ao longo do filme. É uma lição de vida que fala de dois adolescentes que viveram intensamente os últimos meses das suas vidas.

 

 

 

 

 

Resumo:


Apesar do milagre da medicina que fez diminuir o tumor que a atacara há alguns anos, Hazel nunca tinha conhecido outra situação que não a de doente terminal, sendo o capítulo final da sua vida parte integrante do seu diagnóstico. Mas com a chegada repentina ao Grupo de Apoio dos Jovens com Cancro de uma atraente reviravolta de seu nome Augustus Waters, a história de Hazel vê-se agora prestes a ser completamente rescrita...

 

Perspicaz, arrojado, irreverente, mas real. A Culpa é das Estrelas é a obra mais ambiciosa e comovente que o premiado autor John Green nos apresentou até hoje, explorando de maneira brilhante a aventura divertida, empolgante e trágica que é estar-se vivo e apaixonado na adolescência.

 

 

Será, neste mês de Outubro dedicado à prevenção do cancro em Portugal, uma bela e sensível homenagem a todos os jovens e crianças que são atingidos pela doença, mas que vivem com alegria e esperança até ao último instante. É o caso de Augustus, e foi o caso da Princesa Nónó que nos encantou durante a sua curta vida, com os seus sorrisos enchem as nossas almas.

 

Actividades:

 

  • Informar-se na bibliteca da escola se o livro em vários exemplares faz parte dos livros adquiridos, para distribuir pelos alunos da turma. Se não houver, o que duvido, dado que foi um livro, a partir do filme que chamou a atenção de pedagogos e adolescentes. Mas se for o caso, a professora poderá apresentar uma Ficha formativa de leitura orientada com excertos do livro de John Green.
  • Se a mediateca da escola não tiver adquirido The Fault In Our Starts (video), poderão dirigir-se previamente a clube de video e depois projectar na sala de aula, não sem antes fazer uma preparação do grupo/turma.
  • “O verdadeiro amor nasce em tempos difíceis.” (Pág. 31) : deixar os alunos expressar-se sobre esta frase do livro.
  • Dar a palavra aos alunos : há alunos que já leram o foram ver o filme com os pais que gostarão de expor as suas opiniões sobre as duas personagens adolescentes, seus comportamentos diversos face à mesma doença. Haverá alunos que poderão conectar esta história com suas vivências pessoais.
  • Propor a criação de letras para uma canção de esperança que poderá ser posteriormente musicada com o apoio dos curriculos de Música.
  • Também em transdiscplinaridade, propor aos professores de Educação Física a organização de uma Corrida Rosa (alunos, professores, pais, auxiliares de educação

 

 A razão deste meu post ? Apoiar os alunos a  lidar com os mais variados lados da vida. A mensagem é forte mais muito terna.

 

Sei que apesar de tudo. vão gostar. E se viram o filme, vão gostar de ler ou reler. Encantador, humano, tremendo, comovente, mas uma lição de vida.

 

Professores podem convidar os alunos a visitar sobre o mesmo tema, o BlogSdiz (FrançaisLE) Octobre Rose : On participe au collège et lycée ? que apresenta ums outra leitura que poderá inventivar os aluniv''

 qui présente un autre livre et un film qui pourront les intéresser.

 

 

A Professora GSouto

 

30.10.2015

 

 Licença Creative Commons

Astérix : O Papiro de César, novo álbum em português e mirandês

 

 

 

O Papiro de César

Asterix

 Editora ASA

http://1.bp.blogspot.com/

 

A mais recente aventura de Astérix foi apresentada na passada quinta-feira, dia 22 Outubro 2015, a nível mundial, tem o título O Papiro de César. Para além da edição em lingua portuguesa, terá uma edição de 1 500 exemplares traduzidos em língua mirandesa, segunda lingua oficial portuguesa. 

 

Não é novidade para nós, a tradução de obras literárias e de banda desenhada em mirandês. Já aplaudimos neste blogue a edição em mirandês de O Principezinho de Saint-Exupéry.

 

 

O Papiro de César

Asterix

 Editora ASA

http://1.bp.blogspot.com/

 

A tradução do francês para língua mirandesa, das novas aventuras do pequeno herói gaulês, esteve a cargo, neste caso, do linguista José Pedro Ferreira e do investigador e escritor Carlos Ferreira.

 

Os tradutores tiveram alguma liberdade na tradução. Apenas não foi autorizado a tradução do nome de algumas personagens como, por exemplo, Astérix e o seu leal amigo Obélix.

 

 

O Papiro de César

Astérix, álbum nº 36

 editora ASA

http://p3.publico.pt/

 

"Há um aspecto muito importante neste trabalho que é tradução dos nomes das personagens. Do ponto de vista contratual, não foi permitido a tradução de alguns nomes de personagens [emblemáticas], mas, de outros temos a liberdade para a tradução, de forma a tornar os nomes o mais fiel possível à língua [mirandesa]"

 

Carlos Ferreira

 

"Esta edição é uma coisa fantástica para uma língua de pequena abrangência social e confinada a uma região como é o mirandês", frisou o tradutor à Lusa.

 

No passado, já se pubicaram outros dois títulos do Astérix em mirandês, nomeadamente, Astérix, L Goulés, (Setembro de 2005), e Astérix, L Galaton (Novembro de 2006).

 

 

Asterix-galaton.jpg

 

Asterix L Galaton

Editora ASA

http://diariodigital.sapo.pt/

 

Astérix é um verdadeiro fenómeno editorial à escala planetária, e a editora quis "prestigiar" este novo álbum do herói gaulês com a edição nas duas línguas oficiais de Portugal, o mirandês e o português.

 

A ASA, editora oficial e exclusiva do Astérix em Portugal, disponibilizará uma edição em português com 60 000 exemplares e outra em mirandês com 1 500. O álbum foi lançado no dia 22 Outubro 2015, simultâneamente em todo o mundo, num total de 20 línguas, com uma tiragem de quatro milhões de exemplares. Impressiona !

 

 

 

Astérix , O Papiro de César

 álbum nº 36

 http://static.globalnoticias.pt/

 

Os fãs incondicionais dos nossos amigos gauleses, desta vez, respiraram de alívio. É que O Papiro de César foi considerado o melhor álbum de Astérix desde os anos 80.

 

O novo volume de BD não está à altura das grandes obras de Goscinny e Uderzo, mas após 30 anos de maus álbuns, o novo álbum de Astérix embora esteja longe dos álbuns assinados por Goscinny e Uderzo, é o melhor álbum destes ultimos anos.

 

 

Jean-Yves Ferri & Didier Conrad

http://s2.glbimg.com/

 

Sendo assim, é de valorizar a dupla que tomou conta da série em 2013 – Jean-Yves Ferri (texto) e Didier Conrad (desenho).

 
 
 

 

 

Não podemos, no entanto esquecer, que a série chegou ao cinema em 1999, tendo sido realizados quatro filmes, o que levou a que os últimos álbuns assinados por Uderzo atingissem tiragens de três milhões de exemplares.

 

 

O Céu Cai-lhe em Cima da Cabeça

Astérix : R. Goscinny/ A Uderzo

Asa Editores

http://www.fnac.pt/

 

Só que a certa altura, como foi caso do álbum O Céu Cai-lhe em Cima da Cabeça (2005), onde entravam extraterrestres, super-homens, naves inspiradas na BD japonesa, um mau da fita que parecia o Duende Verde do Homem-Aranha e um bom da fita que tinha roubado as luvas ao rato Mickey, a BD atingiu níveis de desvario.

 

Perante isso, a família de Albert Uderzo conseguiu finalmente convencer convencê-lo a parar de "torturar os pobres gauleses, que apesar de resistirem ainda e sempre ao invasor estavam com manifestas dificuldades em resistir ao seu criador."

 

René Goscinny, o genial argumentista de Astérix, Lucky Luke ou Iznogoud, era a grande alma da série. Mas Goscinny morreu em 1977. E os seus notáveis argumentos faziam toda a diferença, com a Gália do ano 50 a.C. transformada num engenhoso espelho onde se reflectiam as preocupações da França contemporânea. 

 

"Através de notáveis anacronismos e jogos de linguagem só acessíveis a leitores mais sofisticados, Goscinny mantinha ao mesmo tempo uma pulsão aventureira capaz de agradar aos mais jovens, e foi essa mistura de níveis de compreensão que impulsionou a série para o sucesso."

 

Informação:

 

O Papiro de César, versão de Jean-Yves Ferri (texto) e Didier Conrad (desenho), 36º álbum, 48 páginas, editora ASA, preço 12,90 €.

 

Actividades:

  • A Banda Desenhada faz parte dos curriculos de Lingua Portuguesa. Partindo dos vários posts de BlogdosCaloiros e BlogSkidz (blog de FrancêsLE) poderão levar os alunos ao estudo da BD, bem como à comparação dos vários álbuns ( álbuns, e filmes) ao longo dos anos.
  • É evidente que não devem deixar de referir o site oficial Astérix para que os alunos alarguem  conhecimentos sobre este fenómeno da banda desenhada francesa.

 

A Professora GSouto

 

27.10.2015

 

Licença Creative Commons

 

Mês Internacional da Biblioteca Escolar : vamos tweetar ?

 

 

mes-inter-bibliot-escolar2015.png

 

http://rbe.mec.pt/

 

Como sempre, Outubro é Mês Internacional das Bibliotecas Escolares. Em todo o mundo, este mês é portanto dedicado a reforçar a visibilidade das bibliotecas escolares - lugar privilegiado nas escolas - e consciencializar do seu valor na comunidade escolar e no reforço dos currículos nas aprendizagens dos alunos.

 

 

 

Desde 2007, o IALS passou a denominar Mês Internacional da Biblioteca Escolar de modo a permitir que professores responsáveis pelas Bibliotecas Escolares, em todo o mundo, possam escolher um dia, durante o mês de Outubro, que melhor se adeque à sua comunidade escolar, para celebrar a importância das bibliotecas nas escolas.

 

É pois, mais uma oportunidade para as bibliotecas demonstrarem a importância que têm na vida das crianças e jovens alunos, pelo trabalho que desenvolvem nas áreas da leitura e das literacias, no acesso à cultura e no desenvolvimento da cidadania.

 

Tema 2015

 

O tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para 2015 é, segundo tradução adoptada pela Rede de Bibliotecas Escolares:

 

"A biblioteca escolar é super!"

 

O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares estabeleceu a data de 26 de Outubro como Dia da Biblioteca Escolar em Portugal, para 2015.

 

 

 

Desafios:

 

Para este ano, são propostos dois desafios:

  • Toca a Tweetar
  • Celebrando o MIBE

 

 

  • Toca a tweetar:

 

Os professores bibliotecários convidarão os elementos da comunidade educativa a escreverem tweets sobre o valor da biblioteca escolar (BE) no Twitter da BE, usando a hashtag #MIBE15.

 

Os alunos deverão ser devidamente enquadrados pelo(a) professor(a) bibliotecário(a), identificando no final do seu tweet, o ano e turma a que pertencem. Por exemplo: 9B.

 

 

 

Para reduzir caracteres, os adultos poderão apenas indicar no final do tweet em que qualidade escrevem, usando uma das seguintes iniciais:

 

• Professor(a) – P
• Encarregado de Educação – EE
• Assistente técnico – AT
• Assistente operacional – AO
• Autarquia – A
• Outro – O

 

A RBE está a selecionar frases/tweets que considera mais interessantes e tem publicado no seu portal, destaque que se manterá até final mês Outubro.

 

No final do mês distinguir-se-á a BE que conseguir mobilizar, entre a sua comunidade educativa, mais pessoas, entre alunos, professores, pais, auxiliares de educação, para tweetar e que componha os tweets mais criativos.

 

  • Celebrando o MIBE:

 

A RBE convida as bibliotecas escolares a enviar ao Gabinete (para o endereço mibe@bibliotecasescolares.pt) os programas que elaborarem para comemorar o MIBE (Mês Internacional da Biblioteca Escolar).

 

A partir do final do mês de Outubro, deverão divulgar, nas actividades do portal RBE, o relato de como concretizaram esses programas, podendo incluir links para os blogues e redes sociais que reflictam as iniciativas levadas a efeito.

 

Da conjugação da análise dos programas e respetivos relatos, será encontrada uma bibllioteca escolar a distinguir.

 

Os prémios atribuídos serão entregues às bibliotecas escolares pelo respectivo Coordenador Interconcelhio.

  

 

 

Bookmark Project

 

 Skype Project

 

Para além destes dois desafios, existem muitas sugestões de acções a desenvolver, tanto nas actividades do portal RBE, como na página do International School Library Month (ISLM) da IASL que continua a apelar à participação em dois projectos:

 

  • Bookmark Project
  • Skype Project.  

 

As bibliotecas escolares de todo o mundo são convidadas a enviar os seus testemunhos para a rubrica What people are doing for ISLM 2015.

 

 

Bookmarks/ Maracadores leitura

Escola Básica nº 2 Rio Tinto

http://www.iasl-online.org/

 

Há já escolas portuguesas que se registaram nestas duas actividades e têm as suas actividades publicadas no site da IASL.

 

Este foi apenas um dos projectos que vi e achei interessante por reflectir o tema "Bookmark Project".

 

Bom, estou certa que muitas outras actividades e projectos estão a ser desenvolvidos, não só nas BEs.

 

Tudo começa nos curriculos de Lingua Portuguesa. E são as professoras curriculares que, muitas vezes, propõem excelentes actividades desenvolvidas nas suas aulas.

 

Os projectos do MIBE deverão ser desenvovidos em  conjunto entre professoras bibliotecárias e professoras curriculares de Lingua Portuguesa.

 

Para todos, alunos e professores, um excelente #MIBE. Aos alunos, leiam livros, tweetem acerca das vossas preferências, dinamizem as redes sociais, falando de livros.

 

A Professora GSouto

 

25.10.2015

 

Licença Creative Commons

 

Referências : Os tweets apresentados neste post estão publicados na página da RBE

 

Eh ! Esta madrugada muda a hora

 

http://9.fotos.web.sapo.io/

 

Esta madrugada muda a hora. Quando forem 2:00 horas, vais ter que atrasar o relógio uma hora, isto é, passa a ser 1:00 hora. Uma mudança que vai tornar os dias mais curtos. Uma lástima.

 

Depois do equinócio de Verão que nos enche de boa disposição, dias mais longos, mais solarengos, volta a Hora de Inverno.

 

Saber +

 

Com a chegada da hora de Inverno, os portugueses do continente e Madeira terão de, na madrugada deste domingo, atrasar os relógios 60 minutos, quando for 02:00 da manhã. Nos Açores, a mudança é feita à 01:00 hora, passando os relógios a marcar 00:00 horas

 

“A génese está relacionada com a poupança de energia, mas hoje já não há grandes poupanças, trata-se de uma questão de comodidade"

 Rui Agostinho. director do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL)

 

Rui Agostinho, acrescenta ainda que "as pessoas reajustam a sua actividade à hora do Sol mesmo que o relógio marque uma hora diferente”.

 

Ganha-se uma hora de sono, mas o nosso corpo precisa de cerca de um dia para se reajustar. Claro que “cada caso é um caso”. Há pessoas para quem uma hora não chega para reajustar o corpo à mudança. A maior parte sofre desse mal durante os primeiros dias. E até há que sofra durante todo este tempo sombrio, com menos sol.

 

A mudança da hora acontece em todos os países da União Europeia, ao mesmo tempo, desde 1916, mas há países que não fazem parte dos "UE 28" e escolheram seguir as mesmas normas.

 

Na Europa há no entanto países como a Arménia, a Bielorrússia, a Geórgia e a Rússia que não atrasam os relógios em Outubro nem em Março. Felizardos.

 

 

 

No Brasil, a hora de inverno já foi alterada na noite de sábado, 17 Outubro 2015.

 

Em África, a hora é inalterável na maior parte dos países. A Líbia é dos poucos países africanos que muda, alinhando pela lógica europeia, mas a mudança acontece na última sexta-feira dos meses de Março e Outubro e não no último domingo.  

  
Marrocos, Namíbia e Saara Ocidental também têm dois horários, mantendo-se o resto do continente inalterável, o que também acontece com a Ásia, onde apenas cinco países mexem nos relógios: Irão, Israel, Jordânia, Líbano e Síria.  
  
Na Oceânia, apenas a Austrália, Nova Zelândia, Fiji e Samoa têm horários de Inverno e de Verão, embora no continente americano, especialmente na América do Norte e Central, mais países mudem a hora.

 

Só alguns países da região optaram, no entanto, por deixar de ter hora de inverno e de verão em 2010. Concluindo, na América e no mundo, são mais os países que não mudam do que os que mudam.  O director do OAL refere que o “ajustamento é mais sentido de acordo com a latitude em que se está”, razão pela qual nas bandas equatoriais não existe diferença na mudança de horário.

 

 

 

http://static.euronews.com/

 

Portugal continental e a Região Autónoma da Madeira estão no mesmo fuso horário do Reino Unido, Irlanda, Islândia e das Ilhas Canárias, em Espanha.

 

Ir + longe:

 

Na Europa, a mudança da hora começou na I Guerra Mundial e teve como objectivo poupar combustível, numa altura em que este era racionado.

 

Mas a mudança de hora foi falada pela primeira vez há séculos (na altura para poupar velas) e um dos primeiros que a sugeriu foi o cientista, inventor e político americano Benjamim Franklin (1706-1790).

 

Daylight Saving Time é o nome original atribuído a esta mudança de horário. Entre as pessoas que sugeriram esta mudança de horário estão Benjamin Franklin, nos EUA, William Willett, no Reino Unido, e George Vernon, na Nova Zelândia. A medida era aplicada de forma a poder poupar carvão, velas e ajustar os horários de forma a conseguir obter mais luz solar e mais temperatura.

 

Actualmente já não há impacto económico, mas apenas social, já que os horários de trabalho coincidem mais com a luz solar. Mesmo assim, a União Europeia reavalia a manutenção dos horários de Verão e de Inverno de cinco em cinco anos. Para quando a mudança deste sistema?


Em Portugal, em 1992, o governo português adoptou o horário da Europa central, mas a opção foi muito criticada, porque no Inverno, o Sol nascia muito tarde e, no Verão, era de dia até depois das 22:00. Entao, em 1996, o governo repôs a hora antiga, e também foi muito criticado.

 

 

 

Certo é que com estas mudanças da hora, duas vezes por ano, o nosso organismo ressente-se profundamente, reflectindo-se no sono (ou falta dele), sistema nervoso, e ritmo cardíaco, causando stresse. 

 

Sentimo-nos mais cansados, as nossas energias baixam. Há estudos científicos que demonstram bem como é nociva esta mudança bianual para todos nós.

 

Bom, a partir deste domingo, dia 25 Outubro 2015, para a maioria dos portugueses será muito desagradável saltar da cama ainda noite, muito mais para crianças e adolescentes em idade escolar. E muito triste sair da escola ou do trabalho, já noite.

 

Vamos andar todos cansados, resmungões, durante as primeiras semanas até o nosso relógio biológico se adaptar, lá isso vamos.

 

Quando já estivermos bem adaptados, vem a mudança para a hora de Verão. E aí ninguém se queixa de menos uma hora de sono ! É que é tão bom acordar à luz do dia, e ter fins de tarde mais luminosos!

 

Agora é esperar pela próxima mudança de horário que será feita daqui a cinco meses, no último domingo de Março, dia 27 2016.

 

 Haja paciência até lá. 

 

A Professora GSouto

 

24.10.2015

 

Licença Creative Commons

Regresso ao Futuro : 30 anos depois. Não perca !

 

 

 

Back to the Future

http://img.cinemablend.com/

 

O próximo dia 21 de Outubro vai ser o pretexto para uma enorme celebração daquela que ainda é uma das mais populares produções de Steven Spielberg. Regresso ao Futuro, lembram?

 

Haverá eventos especiais e projecção dos filmes um pouco por todo o mundo.  Ok, vê o trailer de Back to the Future (1985).

 

 

 

 

Hum! Viste agora de onde vem a onda do skate? Muito antes de teres nascido. Embora hoje sejas um dos seus maiores particantes, tenho a certeza. Será que andarás por ali perto da Casa da Música no verão?

 

Pois o dia 21 de Outubro de 2015 não é um dia como qualquer outro. Desenganem-se. Não é de todo um dia comum.

 

Os anais da cultura pop registam que 21 de Outubro de 2015 é o dia em que Marty McFly e Doc Brown aterram na cidadezinha de Hill Valley, no segundo dos três filmes da série Regresso ao Futuro.

 

Ah! Agora já lembram! Pois vai ser o momento ideal para um “choque do futuro”.

 

 

  

Back to the Future, 1985

http://www.imdb.com/

 

Ou seja, ver o que mudou nos 30 anos que decorreram desde a estreia do primeiro filme da trilogia, em 1985, e se as previsões futuristas feitas pelo realizador Robert Zemeckis e pelo seu co-argumentista Bob Gale se cumpriram ou não.

 

Não é provável que os atacadores de ténis que se atam sozinhos sejam verdade tão cedo, mas já há protótipos do célebre skate voador, e a Pepsi vai lançar uma edição limitada que reproduz a garrafa futurista de refrigerante que aparece no filme.

 

 

Back to the Future

http://imagens1.publico.pt/

 

Na verdade, o dia 21 de Outubro vai ser o pretexto para uma enorme celebração mundial.

 

Sessões Back to the Future:

 

Portugal não fica de fora do programa. Na Casa das Artes, o Cineclube do Porto assinala a chegada de Marty McFly ao futuro, a 21 de Outubro de 2015.

 

Haverá duas sessões especiais: no dia 20 de Outubro, Mário Augusto, nosso conhecido das crónicas e apresentação de filmes da televisão, Mário Augusto apresenta "Back To The Future", o primeiro filme que deu origem à trilogia de culto, o tal em que Michael J. Fox e Christopher Lloyd viajam até 2015;

 

 

Back to the Future II

http://www.imdb.com/

 

Noe dia 21 de Outubro, em pleno October 21, 2015 - Back to the Future Day - evento à escala global - apresenta o segundo filme da saga Back to Future II que conta com a presença de Pedro Mexia, um escritor de renome numa programação dedicada às visões do futuro no cinema.

 

Horários : As duas sessões teráo lugar às 21:30 horas

 

 

Back to the Future

Jason Aran

http://www.blastr.com/

 

Já em Lisboa, a Universidade de Lisboa assinala o dia com a exibição do documentário Back in Time, de Jason Aran, uma investigação sobre o impacto do filme na cultura popular que acompanhará uma projecção do filme, numa sessão de entrada livre na Aula Magna.

 

Os três filmes vão igualmente ter uma nova edição em blu-ray e DVD que anexa mais extras e a integralidade dos 26 episódios da série de desenhos animados que lhes sucedeu.

 

 

 

 

 

É um grande ano para Back to the Future. Os estúdios da Universal em Los Angeles vão receber ainda quatro dias de visitas guiadas e acontecimentos especiais que incluem a recriação de Hill Valley nas suas versões 1885, 1955, 1985 e 2015, e debates com elementos da equipa e do elenco dos três filmes.

 

Todos os lucros desta operação  vão ser doados à fundação que Michael J. Fox criou para acelerar a busca de uma cura para a doença de Parkinson, doença que o atingiu prematuramente.

 

 

 Back to the Future

The Ultimate Visual History

http://dyn4.media.titanbooks.com/

 

O dia marca ainda a publicação de The Ultimate Visual History, um álbum de luxo sobre a rodagem da trilogia repleto de imagens de produção e esboços criativos.

 

 

Back to the Future

video jogos

 http://www.ttopsoft.com/

 

 Bom, é claro que não podes esquecer os videojogos Back to Future. Para tal visita Back to the Future, the game at school.

 

Actividades:

 

  • Visita de estudo : alunos e professores podem sair para uma visita de estudo à Casa das Artes (Porto) ou Aula Magna (Lisboa)
  • Texto Narrativo : A ficção científica. 

 

O género Ficção Científica é uma forma de Narrativa que se desenvolveu no século XX e se refere a qualquer ficção que inclua um facto científico como um componente essencial da narrativa. Este tipo de ficção lida principalmente com o impacto da ciência – real ou imaginária – sobre a sociedade ou indivíduos.

 

A desenvolver com apoio em fichas definidas por cada professor, segundo o nivel de aprendizagem e nível etário dos alunos.

 

Para todos um fantástico Dia Back to the Future !

 

A Professora GSouto

 

18.10.2015

 

Licença Creative Commons