Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

PNL - A Peregrinação : vamos ler ?

 

 

Peregrinacao3.jpg

 

 

A Peregrinação de Fernão Mendes Pinto

Adaptação de Aquilino Ribeiro

http://www.fnac.pt/

 

«Contributo maior para o conhecimento do Oriente escrito por uma das personalidades de aventureiro mais interessantes do século XVI, a "Peregrinação" é seguramente a mais conhecida e estimada obra portuguesa de literatura de viagens de todos os tempos e o primeiro testemunho directo de um europeu sobre o Japão.»

 

O longo relato estaria concluído por volta de 1578 (data referida na própria obra), mas apenas veio a ser publicado em Lisboa, por Pedro Craesbeeck, em 1614, a expensas de Belchior de Faria. Não por temor da Inquisição, mas apenas por falta de dinheiro para custear a impressão.

 

 

Fernão Mendes Pinto

http://photos1.blogger.com/

 

Fernão Mendes Pinto tentou durante os seus últimos anos de vida, sem sucesso, obter os apoios indispensáveis à edição da sua "Peregrinação": primeiro junto do Rei (a quem está feita a Dedicatória), depois dos Jesuítas e finalmente do grão-duque Cosme de Médicis.

 

O manuscrito original foi deixado por sua morte à Casa Pia dos Penitentes ou das Recolhidas de Lisboa e está perdido.

 

O exemplar da Biblioteca Geral ostenta um pertence manuscrito "Do Sñr Dom Duarte" que o coloca, sem dúvida, na biblioteca de um grande senhor português do final do século XVI ou inícios do XVII.»

 

Biblioteca Joanina*

 

 

peregrinacao2.jpg

 

A Peregrinação de Fernão Mendes Pinto

Adaptação de Aquilino Ribeiro

Bertrand Editora

 

Sinopse:

 

A obra relata a chegada de Fernão Mendes Pinto ao Oriente. Nas suas crónicas, apresenta as expedições dos descobridores e conquistadores portugueses. A imagem dos navegadores portugueses que passa nesta obra é sobretudo a do herói como um anti-herói, capaz das piores façanhas para lograr os seus objectivos, geralmente pilhar e roubar as populações nativas para enriquecer e regressar à pátria.

 

 

Ir + longe:

 

 

Documentário Fernão Mendes Pinto: Uma vida em Peregrinação from Nuno Neves on Vimeo.*

 

Documentário realizado em 2007 para a inauguração do Museu do Oriente

 

«Contributo maior para o conhecimento do Oriente escrito por uma das personalidades de aventureiro mais interessantes do século XVI, a "Peregrinação" é seguramente a mais conhecida e estimada obra portuguesa de literatura de viagens de todos os tempos e o primeiro testemunho directo de um europeu sobre o Japão.»

 

 

Actividades:

 

A Peregrinação de Fernão Mendes Pinto andou muito tempo afastada das escolas. Hoje faz parte do Plano Nacional de Leitura (PNL), 9º ano. Imprescindível obra de literatura de viagens.

 

Não são todos os alunos que se sentem atraídos por este género de leitura. A adaptação de Aquilino Ribeiro aproximou um pouco mais o texto do público jovem.

 

 

 

Peregrinação | Fernão M. Pinto

Banda desenhada : José Ruy

http://clix.visao.pt/

 

Mas, a versão em banda desenhada é a que atrai mais as novas gerações para a  obra de Fernão Mendes Pinto. A primeira edição em banda desenhada a preto-e-branco data dos anos 50 e é da autoria de José Ruy que começou a publicar a Peregrinação em BD, na revista da época Cavaleiro Andante.*

 

Na altura, o desenhador achou importante recuperar temas históricos portugueses. Primeiro adaptou "O Bobo", de Alexandre Herculano, esse vulto enorme da literatura portuguesa, e depois "Peregrinação" de Fernão Mendes Pinto.

 

"É uma aventura apaixonante", diz ao JL, José Ruy. E explica: "Na altura o Fernão Mendes Pinto era um herói quase maldito, e esta BD foi uma forma de dar a conhecer a personagem".

 

Apenas três décadas depois, passou a livro e ganhou cor. "As cores são sempre esbatidas, para que prevaleça o traço",

José Ruy

 

 

 

Peregrinação | Fernão M. Pinto

Banda desenhada : José Ruy

http://clix.visao.pt/

 

Em 2011, o livro já vai a caminho da quarta edição, com a chancela da Âncora, e está a tornar-se um clássico da BD em português.

 

Fica assim, desta vez, uma sugestão de leitura para apoiar a compreensão de algumas temáticas que agora encontram no vosso currículo escolar.

 

Espero que seja uma boa ferramenta de estudo para as vossas pesquisas!

 

Bom trabalho!

 

A Professora GSouto

 

31.01.2011

 

Licença Creative Commons

 

Referências:

 

*Vídeo: Documentário realizado em 2007 para a inauguração do Museu do Oriente

 

Biblioteca Joanina

http://bibliotecajoanina.uc.pt/obras_raras/perigrinacao

 

Jornal de Letras

http://clix.visao.pt/a-peregrinacao-em-bd=f584162

 

 

Dia Internacional da Memória do Holocausto

 

 

http://www.un.org/holocaustremembrance

  

Em 1 de Novembro 2005, a Assembleia-Geral das Nações Unidas estabeleceu o dia 27 de Janeiro como o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

 

Hoje, dia 27 Janeiro, assinala-se assim o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto que coincide com os 65 anos sobre a libertação do campo de extermínio de Auschwitz.

 

Estima-se que seis milhões de pessoas tenham sido exterminadas na Europa durante a Segunda Guerra Mundial, às mãos do regime hitleriano.

 

Quantas leituras fizemos sobre este tema tão lancinante da História da Humanidade! E como todos aderiram com empenhamento, para saber mais sobre esta época histórica que não passou assim há tanto tempo.

  

annefrank-diary_avatar-usa.jpg

 

Manuscrito de Diário de Anne Frank

http://cdn.radionetherlands.nl

 

Relembremos o Diário de Anne Frank que lemos : PNL - Diário de Anne Frank que foi adaptado ao cinema e a uma série de televisão

 

"A curta-metragem sobre a Anne Frank mostra mesmo o que aconteceu. É quase tão triste como o livro. Talvez seja mais, porque no livro nós podemos imaginar as imagens de uma maneira que não seja tão violenta como o filme retratava, e muito bem, o holocausto. Os milhares de judeus a entrarem em camiões e em comboios para irem directos aos campos, dizendo de outra forma, iam directos à morte. Mas apesar de tudo gostei do filme, das imagens, de tudo. Eu gostei muito do "Diário de Anne Frank ", e vou começar a ler "O Mundo em que Vivi", de Ilse Losa . Penso que se trata do holocausto e das próprias experiências por que a escritora judia (penso que antes era alemã, mas nacionalizou-se portuguesa e viveu cá) passou."

 

José Diogo Alves, 11 anos, 2009

 

E ainda a leitura de O Rapaz dos Pijama às Riscas:

 

rapaz-pjama-riscas.jpeg 

O Rapaz do Pijama às Riscas | John Boyne

http://www.imdb.com/

 

Rapaz do Pijama às Riscas de John Boyne foi adaptado ao cinema por Mark Herman (2008).

 

"Já li o livro e aconselho a todos! É deveras espantoso... Não sei em que sentido é que outras pessoas não gostaram... Mas, bem, gostos não se discutem!

 

Estou muito ansiosa para ver o filme, e espero poder lembrar-me de cada momento do livro e associá-lo a esta nova estreia!"

 

Joana Pinto, 11 anos, 2009

 

E O Mundo em que vivi de Ilse Losa:

 

 

ilse-losa-livro.JPG

Ilse Losa | O Mundo em que vivi

Edições Afrontamento

 

Ilse Losa, O Mundo em que vivi no blogue de intercâmbio escolar com os nossos colegas franceses em FrancêsLE. 

 

Lemos pois os três livros e estudamos os efeitos terríficos da 2ª Guerra Mundial nas aulas curriculares de Língua Portuguesa.

 

"Gosto das histórias de Ilse Losa. Já visitei a exposição que está patente na Biblioteca da escola. Os relatos de vida da autora são impressionantes. E saber que agora mora aqui tão perto da escola!

 

Teve muita sorte em conseguir fugir da perseguição nazi. Anne Frank não foi tão feliz...!"

 

Inês Gil, 11 anos, 2006

 

"Gosto muito dos livros da Ilse Losa. É talvez uma das minhas escritoras favoritas!"

 

Cláudia Carneiro, 11 anos, 2006

 

Lemos ainda outros livros, como por exemplo a A Menina que Roubava Livros de Mark Zusak.

 

Impossível não relembrar leituras tão marcantes que nos levam a olhar com muito respeito para este dia de memória histórica.

 

  Saber mais:

 

Poderão ainda visitar online os seguintes sítios web:

 

 

Relembro então um dos mais belos excertos de "Diário" de Anne Frank:

 

"Se Deus me deixar viver, hei-de ir mais longe de que a mãe. Não quero ficar insignificante. quero conquistar o meu lugar no Mundo e trabalhar para a Humanidade.

O que sei é que a coragem e a alegria são os factores mais importantes na vida!

 

Tua Anne

 

A Professora GSouto

 

27.01.2011

Licença Creative Commons

 

Emma Watson?

 

emma-watson-Marie-Claire.jpg

 

 

Ema Watson

http://www.marieclaire.com

 

Reconhecem-na, não é verdade? Pois é mesmo Emma Watson numa nova fase da sua vida! Quando colocou, pela primeira vez, uma foto com o cabelo curto no seu perfil no Facebook, tudo levou a crer que se tratava de um penteado para um novo filme. Mas não!

 

Watson como puderam ver na estreia de Harry Potter e os Cálices da Morte, parte I, fez furor com o seu novo visual que não passou só pelo penteado.

 

A jovem actriz de Harry Potter acabou por confessar que andava  há algum tempo com vontade de mudar de visual, mas tal não lhe foi possível devido aos compromissos contratuais, que a obrigavam a manter a sua imagem.

 

emma_watson_marie_claire2.jpg

 

Emma Watson | Marie Claire

http://www.marieclaire.com

 

Em Junho de 2010, Watson apareceu no "England’s Glastonbury Festival", com um visual muito casual, mas de bom tom! Já deixava transparecer algumas mudanças.

 

Depois do corte do cabelo, acabou por confessar que ansiava por esse momento desde os 16 anos, mas que nunca o pudera fazer devido aos filmes e aos contratos.

 

Retivamente ao seu novo penteado, a actriz admitiu : "Sinto-me diferente, mais feminina. No fundo nunca me senti tão sexy."

 

É mesmo! Já repararam bem na primeira foto? Pois é! Emma Watson foi mesmo capa da revista Marie Claire, no número de Novembro 2010, com uma entrevista que poderá ser lida (em inglês) aqui.

emma-watson-vogue-uk-capa.jpg

 

Emma Watson | Vogue

http://www.vogue.co.uk/

 

 

E em Dezembro 2010, fez a capa da Vogue britânica, falando com simplicidade acerca da personagem Hermione  Granger, da vontade de retomar os seus estudos universitários e de levar uma vida normal como todas as jovens da sua idade!

 

Ajuizada e encantadora, sem dúvida. Esperamos que prossiga os estudos superiores e que se torne uma jovem com sucesso, fora também do cinema.

 

 

 

 

Neste vídeo, criado pela revista Marie Claire, Emma Watson deixa transparecer essa menina despretensiosa, nas palavras e no olhar, apesar da sofisticação do visual! Mas ela sabe o que quer!

 

Não deixem também de visitar o seu sítio web aqui

 

Bom fim-de-semana! É tempo de descontracção, depois de uma semana intensa de aulas!

 

A Professora GSouto

 

22.01.2011

 

Licença Creative Commons

Por um Mundo Verde

 

 

 

 
 
 
O video que acabaram de visionar (versão em língua espanhola), explica o que é a Biodiversidade. Talvez possamos ficar mais atentos e contribuir empenhadamente para a protecção da biodiversidade.
 
 
Vamos então rever os nossos gestos diários. Vale a pena! Todos queremos um planeta verde. As aulas dadas e os projectos que desenvolvemos, ao longos dos últimos anos, tal como o nosso blog verde Geração Verde, sensibilizaram-nos para o problema das alterações climáticas.
 
 
Boa semana escolar. Verde, sempre!
 
 
A Professora GSouto
 
 

16.01.2011

 

Licença Creative Commons

Portugueses e o Facebook : estudo

 

 

 

 

www.facebook.com

 

Os utilizadores portugueses do Facebook divulgam muita informação pessoal e profissional, revela um estudo da Universidade de Coimbra.

 

"A preocupação das pessoas sobre a privacidade na Internet é praticamente nenhuma. Analisámos mais de 78 mil perfis do Facebook e todos têm acesso completamente público", disse à agência Lusa Francisco Rente, do Centro de Investigação em Sistemas (CISUC) da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCTUC), no dia 04 Janeiro 2011.

 

Um estudo que avalia o índice de segurança da Internet em Portugal,  e que analisou 47 características presentes em 78.320 perfis. Concluiu que os utilizadores portugueses optam pela "total ausência de protecção" de dados pessoais.

 

"As fotografias são públicas, qualquer um as pode ver. A maioria revela pormenores de relações e um quarto das pessoas a sua entidade patronal", exemplificou ainda o estudo.

 

facebook-jovens.jpg

 foto: Alamy

http://www.geekaco.com/

 

Ora, nós sabemos muito bem, dado que falamos tantas vezes nas nossas aulas de Língua Portuguesa, qual a conduta a ter na Internet e nas Redes Sociais! Lembram-se do que escrevi no post Rede Social, o filme

 

Corremos perigos que dificilmente compreendemos. E já alguns jovens têm sido vítimas de tal procedimento, no nosso país e em vários outros países.

 

O Reino Unido, por exemplo, integrou um botão de alerta* para proteger as crianças e adolescentes que acedem ao Facebook.

Em Portugal. as pessoas e os jovens continuam a não levar a sério as questões de privacidade. E os pais nem sempre estão atentos ou informados.

 

 comics

 

A ânsia de ser 'popular' e 'fazer muitos amigos' no Facebook é ilusória. Os pais devem estar atentos, dar o exemplo e visitar frequentemente o perfil dos filhos, orientando-os na questão de privacidade.

 

Todos nós utilizadores devemos ser responsáveis, estar atentos, ter cuidados redobrados com o que publicamos. É regra importante para uma Internet Segura! Sobretudo para os mais jovens.

 

 A Professora GSouto

 

06.01.2011

 

Licença Creative Commons

 

Referência: EconómicoSapo