Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Robin Hood

 

 

 

http://www.robinhoodthemovie.com/

 

 

Nesta altura, todas as novidades de Hollywood se referem a novas versões de heróis clássicos, quer da literatura quer da mitologia. Um dos primeiros a ter direito a uma total actualização é Robin Hood.

 

A nova versão de Ridley Scott pretende recuar um pouco mais e mostrar como nasceu a lenda de "Robin Hood", de onde veio o homem e como se tornou um fora-da-lei. A história de Scott aproxima-se mais da História.


É um argumento mais complexo, com vários tipos de narração. O questionamento das Cruzadas, e os discursos sobre a igualdade, são bem contemporâneos. Lealdade, honra, são uma mais valia, num tempo em que tais valores são já pouco comuns

 

O filme faz-nos lembrar "Gladiador", do mesmo realizador, quer pelas sequências muito semelhantes de luta, quer pelo protagonista Russell Crowe (corte de cabelo, guarda-roupa., expressões, postura).

 

Grandes cenas de batalha, sempre muito bem filmadas, que devolvem ao cinema o sentido de arte-espectáculo.

 

 

 

 

 

 

Gostei desta abordagem! Estranha-se, mas depois segue-se com novo interesse. Chega de repetir tudo aquilo que se viu nos filmes anteriores e que toda a gente já conhece.

 

Um épico a não perder! Vão gostar, com certeza!


 

A Professora GSouto

 

17.05.2010


Licença Creative Commons



 

7 Novas Maravilhas Naturais Portugal

 

 

 

www.7maravilhas.sapo.pt

 

A New 7 Wonders Portugal escolheu Mariza e Pauleta como  Embaixadores do projecto “7 Maravilhas Naturais de Portugal”. A apresentação dos Embaixadores teve lugar dia 7 de Maio, no Algar do Carvão, na Ilha Terceira (Açores).

 

Estas duas personalidades têm levado o nome de Portugal além fronteiras e por isso são as pessoas indicadas como Embaixadores de um projecto que pretende preservar e divulgar o património natural do nosso país.

 

“Os Embaixadores serão figuras chave na divulgação e mediatização do projecto, tendo uma participação activa nas acções a desenvolver ao longo do ano. O Pauleta e a Mariza têm a admiração, o respeito e o carinho dos portugueses e queremos que ajudem a envolver a população, a incentivar a preservação do património natural de Portugal”

 

Luís Segadães, presidente da New 7 Wonders Portugal

 

 

"Se a magia do Fado ajudar à preservação da natureza, então contem comigo! Espero poder envolver “a gente da minha terra” neste projecto tal como eu já estou envolvida”

 

Mariza

 

 

“A preservação da natureza é ou deveria ser uma preocupação de todos e quando a organização me convidou para ser Embaixador não hesitei em apoiar este projecto que promove e divulga o que de melhor o nosso país tem para oferecer"

 

Pauleta

 

 

 

www.7maravilhas.sapo.pt

 

Não esqueças de consultar as 21 Maravilhas Naturais de Portugal, agrupadas em 7 categorias diferentes. Depois, poderás votar aqui não sem antes consultar as três formas de votação. Como sabes, só 7 serão consideradas as Novas 7 Maravilhas Naturais de Portugal.

 

Difícil a escolha...

 

 

A Professora GSouto

 

14.05.2010


Licença Creative Commons


Marta Portocarrero, a aluna que sonhava ser escritora

 

 

 

 Um passo atrás

e dois adiante

Marta Portocarrero

Mosaico de Palavras Editora

http://mosaico-de-palavras.pt

 

Marta Portocarrero foi minha aluna em Língua Portuguesa, durante os anos lectivos 2000-2002. Lembro- me que adorava escrever. E contava-me que mais tarde, gostaria de ser escritora.

 

Desde o início, acarinhei esse seu sonho lindo e não havia texto ou pretexto que não aproveitasse para fazê-la chegar mais longe.

 

Em 2000, decidi introduzir as Tecnologias nos currículos de Língua Portuguesa. Marta fez parte de um grupo de alunos que as utilizaram, numa actividade pioneira nesse tempo e nesse nível do ensino.

 

Fez parte do grupo que desafiei, os "Torrinhasnetianos" (assim os apelidava) a participar no Concurso Palavr@s para o século XX, patrocinado pelo IIE (Instituto de Inovação Educativa).

 

E foi com profundo entusiasmo que os alunos se empenharam. Marta era uma das mais empenhadas, muito criativa nos seus textos.

 

Em horas extra-curriculares, com o auxílio de um computador obsoleto e abandonado, num canto da Biblioteca da escola, dedicávamo-nos por inteiro ao desenvolvimento dos trabalhos individuais.

 

Para gáudio de todos nós, professora, alunos e pais, o grupo foi premiado, ficando em 1º lugar Ex-Aequo.

 

Fomos a Lisboa receber o prémio. E Marta foi uma das alunas que esteve presente, sempre!

 

Fez parte também do Projecto Escolas online patrocinado pelo origanização Porto Capital da Cultura 2001. Nunca se absteve de escrever com convicção porque já nessa altura, tão novinha (10/11 anos) mantinha o compromisso consigo própria de querer vir a ser escritora.

 

Dada a sua capacidade criativa, propus-lhe que escrevesse um curto poema alusivo à Escola para participar num outro Projecto de Porto Capital Europeia 2001. Desta vez um concurso.

 

O poema da Marta saíu vencedor do Concurso Painel dos 25 Anos da Escola Francisco Torrinha, projecto que concorreu no âmbito do "Porto Capital Europeia 2001". E  projecto com texto da Marta e imagem de António Mesquita foi mais uma vez premiado.

 

Eis o curto poema:

 

Na escola eu aprendi,

eu brinquei, 

eu caí, eu chorei. 

Com a escola eu cresci!

 

Marta Portocarrero, 10 anos

 

Tinha a Marta 10 anos! No ano lectivo seguinte, continuou a desenvolver este gosto infindável pela escrita, gosto que acompanhei sempre com imenso carinho e dedicação. Era um prazer imenso ler os seus textos e puxar mais e mais pela sua criatividade! Tinha uma escrita de grande sensibilidade e ideias não lhe faltavam!

 

Foi portanto, com muita alegria que recebi, anos mais tarde, o seu convite para participar na sessão de lançamento do livro "Um passo atrás e dois adiante", aqui no Porto.Dizia a Marta que eu tinha sido a sua grande impulsionadora. Agradeci sensibilizada. Em certa medida fui. Sempre a tentei levar mais além.

 

Infelizmente, por motivos profissionais agendados anteriormente, que passaram pela minha participação numa conferência, em Londres, não pude estar presente. Mas pude enviar-lhe uma mensagem, já dentro do avião, onde expressava todo o meu afectuoso orgulho pelo facto de a Marta ter atingido o seu sonho. Ela escrevera um dia:

 

Fiquei muito contente e orgulhosa e tudo isso graças à minha Professora de Português que me apoiou ao longo de todo este trabalho e me incentiva cada dia a escrever!

 

Sempre que saio das aulas de Português... trago comigo a mensagem de nunca deixar de sonhar e de não abandonar o prazer da leitura e da escrita!”

 

Estas palavras guardei-as para sempre, na memória dos afectos!

 

Pois bem! Marta Portocarrero, hoje a cursar Ciências da Comunicação, na Universidade do Porto, tem o seu livro publicado pela Mosaico e está disponível numa livraria perto de vós!

 

 

 

Um passo à frente e dois atrás

Marta Portocarrero 

Mosaico de Palavras Editora

http://mosaico-de-palavras.pt

 

Sinopse

 

"Sofia de Noronha, uma jovem arquitecta, dinâmica e cheia de sonhos, cansa-se um dia de ser a menina perfeita de uma boa família e viaja para Ilha de Cébaco, no Panamá, quase do outro lado do mundo, deixando, sem aviso prévio, em Lisboa, a família e o namorado, um escritor fracassado, que acusa de falta de determinação.

 

Buscando a paz de espírito perdida, Sofia depara-se com a beleza paradisíaca da ilha, mas ensombrada com o silêncio imposto pelo passado doloroso gravado na alma dos membros da comunidade autóctone que a habita. Assim, ao embrenhar-se na resolução do tabu dos índios-pescadores, Sofia vai descobrindo que surgem igualmente as respostas às suas próprias angústias…"

 

Regra geral, esquecem-se as referências dos grandes sonhadores (os Professores) que ficam por trás dos talentos que têm o privilégio de cruzar!


Não foi o caso da Marta! A Marta, depois destes anos todos, não esqueceu a Professora que se empenhou com carinho na realização do seu sonho! E Marta soube reconhecer, ao telefonar para me convidar estar presente nesse momento tão importante!


Sem dúvida! Uma jovem escritora muito promissora!

 

Parabéns Marta! E muito obrigada pelo teu carinho! É recíproco. Senti muito orgulho quando me comunicaste que teu sonho se tinha concretizado.

 

A Professora GSouto

 

04.05.2010

 

Licença Creative Commons